Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Tavares da Silva e Artur Agostinho

Leão Zargo, em 18.05.20

Tavares da Silva e Artur Agostinho.jpgTavares da Silva (1903-1958) e Artur Agostinho (1920-2011) foram duas das personalidades mais fascinantes do futebol português do seu tempo. Apesar de gerações diferentes, mantiveram sempre uma relação profissional e pessoal muito próxima até à morte prematura de Tavares da Silva.

Tavares da Silva foi jornalista desportivo, um dos fundadores de A Bola em 1932 e escreveu na revista Stadium, Diário de Lisboa e O Norte Desportivo. Treinou vários clubes, nomeadamente Belenenses, Sporting, Académica de Coimbra, Lusitano de Évora e Sporting da Covilhã e foi seleccionador nacional nos anos 40 e 50. Publicou em 1940 com Ricardo Ornelas e António Ribeiro dos Reis a “História dos Desportos em Portugal”, para além de ter sido árbitro de futebol e membro da comissão federativa que elaborou um projecto de Estatuto do Jogador em 1955.

Artur Agostinho foi o mais completo jornalista radiofónico da sua geração, juntamente com Fernando Pessa e Pedro Moutinho. Começou como locutor em 1938 na Rádio Luso, mas através da reportagem desportiva alcançou níveis invulgares de popularidade. A riqueza do seu vocabulário e a emoção da voz permitiam que os ouvintes visualizassem as peripécias de um jogo de futebol. Treinava com muito cuidado os improvisos que, depois, surgiam como espontâneos. Ribeiro Cristóvão afirmou que Artur Agostinho “era a rádio”.

Na fotografia, Artur Agostinho entrevista Tavares da Silva.

publicado às 13:30

Fotografia com história dentro (24)

Leão Zargo, em 27.11.16

 

Artur Agostinho e Travassos 1958.jpg 

 

Artur Agostinho e José Travassos

 

 

Artur Agostinho foi o maior e mais completo jornalista radiofónico da sua geração. Começou como locutor em 1938 na Rádio Luso. Ribeiro Cristóvão afirmou que Artur Agostinho “era a rádio”. Inteligente e culto, com uma voz forte e bem timbrada, embora algo anasalada, fazia uma descrição rigorosa dos acontecimentos num jogo de futebol. Possuía uma verbalização bastante visual das peripécias que decorriam no campo.

 

José Travassos foi um dos maiores jogadores que representaram o Sporting. Na posição de interior, com a camisola 10, revelou-se um estratega de elevado tecnicismo pois tinha uma visão de jogo excepcional e uma inspiração refinada. Jogava e fazia jogar com fintas estonteantes e passes milimétricos. Foi um dos míticos “Cinco Violinos” e o “Zé da Europa”. Realizou 457 jogos oficiais e marcou 172 golos com camisola leonina.

 

Na fotografia, o locutor e o futebolista conversam na tarde de 7 de Setembro de 1958. Nesse dia, o Sporting organizou um jogo de homenagem a José Travassos, para o qual convidou o Benfica, e condecorou-o como forma de reconhecimento pelos extraordinários serviços que prestou ao Clube. A época de 1958-59 foi a última da carreira do "Zé da Europa". Dois grandes e inesquecíveis leões!

 

publicado às 12:03

«Relatei muitos golos do Travassos, do Peyroteo, do Tavares da Silva...golos de grande recorte técnico como os do Vasques ou aqueles golos do Faustino, a quem chamavam o Pêlo Branco. Golos do Yazalde ou, mais recentemente, do Manuel Fernandes e do Jordão.

Também não me esqueço dos penaltis marcados pelo brasileiro Lúcio que eram autênticos petardos, nem se via para onde ia a bola. Um dia perguntei-lhe como é que ele era capaz de marcar assim os penaltis, ele respondeu-me, «nem penso para que lado atiro, remato em frente e com muita força, se acertar no guarda-redes de certeza que ele entra com a bola pela baliza dentro!»

Mesmo assim, e depois de tantos golos relatados em Alvalade, costumo dizer que não há nada melhor no futebol que relatar um golo do Travassos a 40 metros da baliza. A época dos 5 violinos foi a que mais alegrias me deu. Alvalade viveu alguns dos grandes episódios do futebol português. Com aqueles cinco homens era o fim da macacada em Alvalade.

Naquele tempo ia-se para o futebol de manhã e regressava-se à noite.O domingo era o dia do futebol. Eram as segundas categorias, as terceiras, as reservas...as pessoas levavam o alomoço e o garrafâozinho para Alvalade. Viveram grandes monentos de futebol. Naquele estádio aconteceram coisas muito bonitas também no atletismo e no ciclismo. Tudo isto aconteceu porque na altura, quando construímos o estádio, não havia o conceito de um estádio só para o futebol. Queríamos um grande estádio que servisse todas as modalidades do clube. Por isso chamávamos ao estádio, o estádio Olímpico José de Alvalade e até colocámos os anéis olímpicos nos camarotes.

Eram tempos muito diferentes, até para os jornalistas. Íamos aos balneários saber a constituíção das equipas. Batíamos à porta, entrávamos e no meio dos jogadores a equiparem-se perguntávamos quem ia jogar. Depois vínhamos a correr para cima, para fazer o relato.»

 

* Do livro «Estórias d'Alvalade» por Luís Miguel Pereira

 

publicado às 20:55

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D


Posts mais comentados



Cristiano Ronaldo