Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

chtwrlcdkub6stknrkda.jpg

 

O Observatório do Futebol (CIES) publicou um relatório com as melhores assistências nos estádios de futebol de 52 países de todo o Mundo, nos últimos cinco anos, de 2013/14 até 2017/18. 

 

A lista dos "top-ten" e os três grandes portugueses:

 

1.º Borussia Dortmund - média de 80,230 espectadores

2.º Manchester United - 75,218

3.º Barcelona - 74,876

4.º Bayern Munique - 73,781

5.º Real Madrid - 69,822

6.º Schalke 04 - 61,328

7.º Arsenal - 59,793

8.º Hamburgo - 52,349

9.º Estugarda - 52,012

10.º Atlanta United - 51,547

 

14.º Benfica - 50,077

39.º Sporting - 39,068

52-º FC Porto - 34,520

 

Destaque para os seis clubes germânicos só nos "top-ten" e ainda para o norte-americano Atlanta United, da MLS. Fora do continente europeu, o México lidera.

 

publicado às 05:00

 

bandeira2.jpg

 

Sporting, FC Porto e Benfica figuram no top-20 de média de assistências na fase de grupos da Liga dos Campeões desta temporada, com o clube de Alvalade a liderar os emblemas Lusos:

 

1.º   Manchester United - média de 74.320 espectadores

2.º   Real Madrid - 73.657

3.º   Bayern Munique - 70.000

4.º   Borussia Dortmund - 65.402

5.º   Tottenham - 64.402

6.º   Qarabag - 60.741

7.º   Barcelona - 60.673

8.º   Celtic - 57.921

9.º   Atlético Madrid - 57.596

10.º Liverpool - 49.689

11.º Sporting Clube de Portugal - 46.515

12.º Paris Saint-Germain - 46.314

13.º Manchester City - 45.793

14.º Spartak Moscovo - 43.534

15.º FC Porto - 42.185

16.º Roma - 41.786

17.º Leipzig - 41.374

18.º Feyenoord - 41.374

19.º Chelsea - 41.043

20.º Benfica - 39.492

 

publicado às 18:52

 

Há muito a fazer para atrair mais gente aos estádios do futebol profissional. A Liga NOS vai com uma média de 11 mil espectadores por jogo, número muito alavancado pelas assistências nos jogos em casa dos grandes. Este é um registo deprimente sobretudo se tivermos em conta que a média de espectadores da Bundesliga é quatro vezes superior, a da Premier League 3,5, a da La Liga 2,5 e que a Ligue 1 tem o dobro. Até a Liga turca tem mais 23% espectadores em média por jogo, enquanto a grega tem o triplo da nossa.

 

silhouette-of-a-football-crowd-background_1048-140

Nos jogos já disputados, há dois acima dos 60 mil espectadores: o Benfica-FC Porto e o Benfica-Sporting. Acima dos 50 mil espectadores contam-se 13 partidas (5,34%) e acima dos 40 mil, 33 jogos (13,6%). Foram 42 os jogos acima dos 30 mil (17.28%). Um em cada cinco jogos da Liga NOS tem mais de 20 mil espectadores e foram 12 os jogos abaixo dos mil (5 em cada 100).

 

Entre os 20 jogos da Liga NOS com maior assistência, 14 foram disputados no Estádio da Luz, três no Dragão e outros tantos em Alvalade. Não é surpresa, por isso, que seja o Benfica o clube com melhor média: 55.015 espectadores por jogo, bem acima dos 42,863 do Sporting e dos 37.517 do FC Porto. No entanto, o Sporting é o clube com a melhor taxa de ocupação (85,64%), ligeiramente acima do Benfica (85,11%) e destacado do FC Porto (74,98%).

 

Se a situação na Liga NOS não é famosa, carecendo de medidas urgentes e extraordinárias, na Liga Ledman ainda é pior. Nesse escalão, dois terços dos jogos têm menos de mil espectadores e um quarto menos de 500!

 

A Académica é o clube da Liga Ledman com melhor média (2.629), seguindo-se Famalicão (2.422) e V. Guimarães B (1.642). A média global deste campeonato é de 993 espectadores por jogo. Uma última nota: na última ronda, o Leixões recebeu o Freamunde e fez a sua melhor casa da época, com 5 mil espectadores no Mar – mas as entradas foram de borla para os adeptos leixonenses.

 

publicado às 05:07

 

030515-SOCCER-MLS-map-JL-IA_vresize_1200_675_high_

 

A Liga norte-americana de futebol (MLS) é o sexto campeonato mais visto do Mundo, atingindo um recorde de 7,4 milhões de espectadores durante a temporada regular, em 2016, segundo dados da competição citados esta segunda-feira pela ESPN.

 

A fase regular deste ano da MLS atingiu um recorde de assistências nos estádios norte-americanos, com uma média de 21.692 espetadores por jogo, mais 118 do que na época passada.

 

Em 2015, o número de espetadores fixou-se em 7,3 milhões, dando uma média de 21.574 por jogo.

 

A nível internacional, a MLS é o sexto campeonato de futebol com mais assistência nos estádios, atrás de Alemanha, Inglaterra, Espanha, México e China.

 

Nos dados referidos, não são contabilizadas as assistências dos 'play-offs", que começam esta quarta-feira.

 

publicado às 18:45

 

11183451_423251517854867_7717623301114308839_n.jpg

 

O Estádio José Alvalade prepara-se para receber o 12.º jogo consecutivo com uma assistência acima dos 40 mil espectadores, para o embate deste sábado da 8.ª jornada do campeonato, frente ao Tondela.

 

O Sporting neste momento lidera o ranking de clubes com a maior taxa de ocupação em jogos da Liga NOS, fixada nos 89,09%, de acordo com os dados fornecidos pela Liga.


Desde o dérbi com o Benfica na temporada passada, jogo que marcou a melhor casa da história do Estádio José Alvalade, que o Sporting regista assistências sempre acima dos 40 mil espectadores: para além do dérbi (49.699), aconteceu com Arouca (46.014), Marítimo (44.230), U. Madeira (44.719), V. Setúbal (43.827), Marítimo (42.577), FC Porto (49.399), Moreirense (44.393), Estoril (41. 994), Legia (40.094) e B. Dortmund (46.609).


A média de espectadores nos últimos 11 jogos do Sporting em Alvalade é de 44.868.
 

publicado às 03:10

 

image.jpg

 

Apoio à equipa não tem faltado, pelo contrário. Os 40 094 espectadores a assistir ao jogo com  o Légia Varsóvia para a Liga dos Campeões, fez com que Alvalade chegasse aos dez jogos consecutivos com assistências acima de 40 mil.

 

O registo remonta a 5 de Março, cerca de sete meses, por ocasião do "derby" de Lisboa, ironicamente, a única derrota neste ciclo.

 

Grandes "leões" !

 

publicado às 11:18

Adeptos continuam a dar grande apoio

Rui Gomes, em 19.05.15

 

O Sporting divulgou o registo de assistências para a época de 2014/15, no que diz respeito ao campeonato. Um novo recorde de 34.986 espectadores média por jogo - no actual Estádio José Alvalade - suplantando o registo de 34.494 da época de 2011/12, embora esse campeonato tenha sido disputado em 15 jogos.

 

untitled.png

 

Ainda comecei por tentar efectuar uma análise detalhada, mas existem muitos variáveis: dia da semana, horário do jogo, adversário, promoções especiais e, como não pode deixar de ser, a classificação da equipa.

 

Salvo, porventura, algum horário menos agradável, parece-me que o Sporting não terá razão de queixa esta época, com 10 jogos ao domingo, 5 ao sábado e apenas um cada à sexta-feira e segunda-feira. É de admitir, no entanto, que o jogo que se realizou com o FC Porto teria tido mais do que 37.999 espectadores se tivesse sido a um sábado ou a um domingo. Já a assistência mais baixa da época - 25.495 - coincidiu com o agendamento a uma segunda-feira e o adversário, o Penafiel. Por outro lado, os 42.098 que assistiram ao embate com o Gil Vicente é algo ilusório, pela promoção especial desse dia.

 

Em conclusão, os adeptos sportinguistas continuam muito próximos do seu Clube e não é por falta de apoio que não se conquista títulos.  

 

publicado às 04:24

 

 
Não é que eu tenha soluções concretas para sugerir, mas é por de mais óbvio que algo terá de mudar com a Taça da Liga se é que se pretende que esta sobreviva, de modo a satisfazer as ambições dos clubes e a atrair o apoio dos adeptos. 
 
A prova surgiu por proposta do Sporting e do Boavista em 2006, foi aprovada por unanimidade por todos os clubes profissionais nesse mesmo ano e foi inaugurada na época de 2007/08. A ideia original era de criar um maior número de jogos oficiais e tirar proveito das receitas daí provenientes. Inicialmente conhecida como "Carlsberg Cup", mudando posteriormente para "BWIN Cup" e, agora, simplesmente "Taça da Liga".
 
Acontece que por razões várias - entre estas a ausência de credibilidade competitiva - a prova tem sofrido diversas alterações ao longo dos anos visando melhorar o seu nível competitivo e atrair um maior número de adeptos aos recintos. Se os jogos mais recentes são de facto indicativos do real estado das coisas, os objectivos delineados não estão a ser atingidos, aliás, muito indica que a prova cada vez mais afasta-se desses objectivos.
Temos, como exemplo, a 2.ª jornada da edição em curso, em que o jogo em Alvalade entre o Sporting e o Marítimo foi assistido "in loco" por somente 11.300 estectadores, o Benfica-Leixões, no Estádio da Luz, por 10.000, e o FC Porto-Penafiel, no Dragão, por 12.500 espectadores, a pior assistência da época para o clube do Norte e a quarta pior de sempre. E isto, ao que concerne os chamados "grandes", dá para imaginar os restantes.
 
Pelos factos à vista e sob pena da competição deixar de ter qualquer interesse, torna-se urgente rever o formato desta Taça. É evidente que uma das incontornáveis razões para este declínio é de carácter económico, dado o estado em que o País se encontra, mas também não contribui, minimamente, que os clubes considerem a prova como uma não prioridade e recorram a equipas de segunda linha, com jogadores menos rodados no campeonato. O adepto antecipa essa disposição e decide que não vale a pena o incómodo e a despesa para sair de casa.
 
Praticamente todos os países da Europa promovem uma Taça do género e, perante este cenário, parece-me importante manter a competição em prol da imagem e da reputação do futebol português, mas além de incrementar um patrocínio de modo significativo, a importância competitiva, tanto para os clubes como para os adeptos, tem forçosamente de ser melhorada substancialmente para viabilizar a sua sobrevivência.
 

publicado às 16:18

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo