Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

mw-960.jpg

 

Este texto é da autoria de Rampante

 

Para mim um bom negócio ocorre quando as duas partes ficam satisfeitas... Curiosamente, acerca deste negócio o que vejo em Portugal e em Espanha é que as partes estão ambas insatisfeitas (na óptica de alguns adeptos).

Os Sportinguistas:


- Acham que Gelson valia mais que 22,5M€ à data da rescisão;
- Esquecem-se que após rescisão o seu valor para o Sporting era ZERO;
- Esquecem-se que este acordo foi negociado após uma má época do jogador;
- Esquecem-se que esperando por decisões finais dos tribunais, isto poderia demorar até 10 anos (ou mais);
- Esquecem-se que mesmo que fosse concedida a razão, o Sporting dificilmente receberia mais do que (4x1,3M = 5,2M€) que corresponde aos salários do jogador até ao fim de contrato.
- Esquecem-se que com esta resolução, o Sporting encerra mais um capítulo complicado.

Os Colchoneros:


- Acham que o Gelson não vale 22,5M€;
- Sentem-se enganados pela Direcção, pois sempre disseram que ele vinha a custo ZERO;
- Tendo em consideração que a venda de Gelson está condicionada à permanência do Mónaco na 1ª divisão, têm receio de que a venda não se concretize e compraram assim um "mono" por 22,5M€.

Mas como este negócio não pode ser visto isoladamente, avaliemos Vietto

Os Sportinguistas:


- Acham que não vale 15M€;
- Acham que não se devia ter investido 7,5M€ no jogador;
- Têm receio do ordenado (mesmo não sabendo o seu valor);
- Não têm expectativas no jogador, mesmo sendo ele jovem e já ter passado por clubes como Sevilha, At. Madrid e Fulham.

Os Colchoneros:

 

- Não dão valor ao jogador, mas acham mau negócio a venda por 7,5M€, valorizando o jogador em 15M€ depois de todo o investimento já feito.

Resumindo, os sportinguistas, em geral, acham que o Sporting fez um mau negócio pois pensam que havia condições para Varandas "sacar" mais uns milhões. Esquecem-se é que o Sporting não tinha nenhuma posição de força neste negócio. Aliás, muitas criticas que leio e ouço, são puramente de pessoas que dominam a ignorância.


Os colchoneros acham que foi um mau negócio pois compraram por 22,5M€ um jogador que foi anunciado como sendo a custo zero, que fez apenas meia dúzia de jogos e que ainda por cima não tem venda garantida.


Para terminar, apenas um alerta para todos aqueles que dizem que o At. Madrid fez um grande negócio por comprar por 15 e vender por 30...


A realidade é:


O At. Madrid comprou o Gelson por 22,5M€, acrescendo o prémio de assinatura de 5M€ e mais o ordenado anual de cerca de 6M€ brutos o que significa que este jogador lhe custou no mínimo 33,5M€... juntando comissões e outros custos, mesmo vendendo por 30M€ ao Mónaco, o At. Madrid irá sempre perder dinheiro.


Quanto a Vietto, vende-o por 7,5M€ com possibilidade de recuperar mais algum valor no futuro, mas este jogador tinha custado 20M€ ao AM, mais os salários que rondavam os 4M€ brutos por ano.


Olhando assim, parece-me que o At. Madrid não terá feito assim tão bons negócios e muito menos lhe saiu o Euromilhões... quanto muito, livrou-se de dois jogadores.

Se o negócio é bom ou mau, depende do ponto de vista e das circunstâncias... a meu ver, Varandas fez bem em fechar mais este dossier e parece-me que o valor (mesmo com Vietto lá pelo meio) não é mau de todo... Já se eu fosse Colchonero, estaria provavelmente a puxar as orelhas à Direcção... mas também compreendo a necessidade deles de "limpar" o plantel.

Quanto às muitas criticas que por aqui leio... informem-se bem antes de dizer asneiras; a ânsia de dizer mal é tanta que acabam por ficar completamente descredibilizados. 

 

publicado às 05:02

Foto do dia

Rui Gomes, em 13.03.19

 

img_920x519$2019_03_12_22_05_46_1516922.jpg

 

publicado às 03:44

Mas que imbróglio é este ?

Rui Gomes, em 27.02.19

 

34ba046f9ed61e04b3bf4730c49f1d1ec3f31cf4.jpg

 

Uma reportagem proveniente de Monte Carlo fez-me reflectir novamente sobre Gelson Martins, jogador que eu preferia ter bastante longe do meu pensamento.

 

Segundo a Rádio Montecarlo, o Mónaco está radiante com a prestação de Gelson até este ponto  - 3 golos e 3 assistências em cinco jogos pelo emblema do principado - e prepara-se para adquirir o passe do antigo jogador leonino, em definitivo, ao Atlético de Madrid.

 

A acreditar na Imprensa, os monegascos estarão preparados para oferecer 20 milhões de euros, embora o Atlético de Madrid pretenda uma verba entre os 30 e os 40 milhões.

 

Quer dizer... o contencioso entre o Sporting e o clube da capital espanhola ainda não está resolvido - a bem dizer, nem sequer sabemos em que ponto se encontra o processo - e, potencialmente, este poderá efectuar um negócio de muitos milhões com o jogador.

 

Partindo do princípio - e não há garantias algumas - que a razão é concedida ao Sporting, faz pensar que se a transferência for avante, quanto mais elevado os valores do negócio, mais reforçada ficará a posição do Sporting e maior a compensação a que terá direito.

 

Em termos jurídicos, no entanto, a complexidade do caso afronta mentes moderadas.

 

publicado às 03:03

Negociações por Gelson em curso

Rui Gomes, em 13.11.18

 

download.jpg

 

O Atlético de Madrid não tenciona abandonar as negociações com o Sporting por Gelson Martins, em consequência da recém-detenção de Bruno de Carvalho, sobre quem recaem suspeitas de envolvimento no ataque à Academia.

 

As negociações começaram na sexta-feira e podem até envolver jogadores. Jorge Mendes com papel decisivo no processo em curso.

 

publicado às 04:02

Onde anda Gelson Martins ?

Rui Gomes, em 24.09.18

 

gelson_martins_atletico_de_madrid_3.jpg

 

A publicação deste post não significa de modo algum que estou preocupado com a carreira de Gelson Martins. Após a sua saída do Sporting, nas circunstâncias conhecidas, deixou de contar para mim. Até com a "camisola das quinas" não o vejo com os mesmos olhos. Resumindo, deixei sobretudo de o respeitar.

 

Isto não obstante, acho curiosa a sua actual situação no Atlético de Madrid, tendo em consideração que ainda só regista 32 minutos de jogo pela equipa da capital espanhola, sendo o terceiro jogador menos utilizado no plantel, estando à frente do guarda-redes António Adán (que não jogou nenhum minuto) e do lesionado Santiago Arias (que só jogou 23 minutos).

 

Os adeptos e a media espanhola também já tomaram nota deste estado de coisas, com o jornal AS a escrever esta segunda-feira: "Algo se passa com Gelson: quatro encontros sem jogar um minuto".

 

O treinador Diego Simeone, contudo, continua a insistir que confia nas capacidades de Gelson Martins, pese a evidência em contrário: “Vai ser um jogador importante no futuro. Há que ter paciência. O melhor é que no momento de jogar o faça bem. Estará bem se continuar a treinar assim”.

 

Um discurso politicamente correcto do técnico que acaba por não explicar coisa alguma. É natural que um jogador venha a necessitar de um período de adaptação e integração numa nova equipa, mas o talento de Gelson Martins não é mistério algum e nem sequer dá para imaginar que sinta dificuldades extraordinárias em se assimilar a um novo sistema de jogo.

 

Salvo existirem factores desconhecidos - talvez pela ainda por resolver 'transferência' - a essência do problema só pode recair sobre o treinador. Simeone - técnico que eu respeito mas não admiro - tem a obrigação de saber que treinamento só leva um atleta até um determinado ponto, que o mais importante é ele sentir que tem a confiança do treinador e essa confiança só pode ser reconhecida em tempo de jogo.

 

Daí, que se possa concluir que Gelson Martins, apesar do seu reconhecido talento, ainda não ganhou a confiança do técnico argentino, por razões que só este poderá explicar, mas que me leva a conjecturar que o antigo meio-campista prefere jogadores à imagem dele, ou seja, menos "artistas" e mais "tractores". Talvez que esta asserção seja algo exagerada, mas compreende-se a intenção.

 

Veremos o que o futuro nos mostra...

 

publicado às 14:00

O dilema sobre Gelson Martins

Rui Gomes, em 15.09.18

 

img_920x518$2018_09_15_00_23_04_1448137.jpg

 

Confirmando-se que o Atlético de Madrid está disposto a repetir a mesma oferta que supostamente foi rejeitada pela SAD liderada por Sousa Cintra, o Sporting deve-a aceitar ou esperar que o litígio seja resolvido pelas vias legais ?

 

De acordo com a informação disponível, os espanhóis começaram por propor 15 milhões de euros mas acabaram por subir a parada para 22 milhões, por uma percentagem do passe a ser negociada entre os 60 e 70%.

 

Sousa Cintra começou por insistir em 50 milhões de euros - não é claro se pela totalidade ou apenas uma percentagem do passe - baixando eventualmente para 45 milhões.

 

Não quer dizer muito, mas o portal Transfermarkt avalia o passe em 35 milhões de euros.

 

Por um lado, é uma realidade que o Sporting precisa de dinheiro, por outro, há um princípio a defender, muito embora a decisão final de qualquer processo litigioso seja uma incerteza.

 

Na altura em que o jogador rescindiu unilateralmente, a Sporting SAD tinha um novo contrato sobre a mesa que lhe aumentaria o salário em 400 mil euros anuais, passando ele então a receber cerca de 2,2 milhões ilíquidos. A cláusula de rescisão passaria de 60 milhões para 100 milhões de euros. Não é claro se este aumento chegou a ser formalizado.

 

Apesar da incerteza sobre a decisão final, gostava de ver o Atlético de Madrid ser obrigado a pagar um valor muito superior à sua oferta de registo.

 

Veremos o que a nova liderança decide.

 

publicado às 12:22

Gelson ainda é negociado

Rui Gomes, em 27.07.18

 

9UZ-bygnqI_gelson_eng.jpg

 

Entre a receptividade de Sousa Cintra e da SAD para renegociar e os espanhóis a quererem evitar os tribunais, Gelson Martins continua a ser negociado.

 

O Atlético de Madrid vai apresentar nova proposta, com André Moreira e Luciano Vietto a serem novamente hipóteses.

 

Esperamos que seja desta vez que o barco chega a bom porto.

 

***Em nota separada, o SC Braga estará a pedir 8 milhões de euros por Vukcevic e, pelos vistos, Milan Badelj foi desviado pela Lazio, que à última da hora terá superado a proposta apresentada pelo Sporting.

 

Adenda: Não obstante quaisquer negociações ainda em curso com o Atlético de Madrid, o Sporting fez queixa à FIFA. Eis o comunicado da Sporting SAD:


"Face ao inaceitável comportamento do Club Atlético de Madrid no processo relativo ao atleta Gelson Batalha Martins, que repudiamos, o Conselho de Administração da Sporting Clube de Portugal Futebol SAD – que nesta negociação como em quaisquer outras apenas defenderá os superiores interesses do Sporting Clube de Portugal e não quaisquer outros – deliberou, por unanimidade, apresentar uma participação na FIFA com pedido indemnizatório ao atleta e ao Clube, e pedido de aplicação de sanções desportivas a ambos".

 

publicado às 04:17

Boa ou má decisão do Sporting ?

Rui Gomes, em 26.07.18

 

15325142845221.jpg

 

Esta é a transcrição de um artigo de ontem do Record, curiosamente, o único diário que faz referência aos valores que o Atlético de Madrid terá oferecido por Gelson Martins:

 

"O Atlético Madrid fez uma última tentativa para chegar a acordo com o Sporting por Gelson Martins. O clube espanhol apresentou uma proposta de 22 milhões de euros, mais 10 por objectivos, dos quais metade eram relativamente fáceis de atingir. Em troca ficaria com uma percentagem entre os 60 e os 70 por cento do passe. Sousa Cintra, mais uma vez, recusou de imediato, pedindo 50 milhões pela transferência".

 

Hoje, o mesmo jornal refere ainda que Sousa Cintra só aceitava baixar até 45 milhões de euros e que a recusa não terá sido consensual na SAD.

 

Apesar de não achar a informação fiável, apresentamos a pergunta ao leitor: Foi uma boa ou má decisão do Sporting recusar esta (hipotética) oferta do emblema espanhol ?

 

Nota: Segundo o que está a ser hoje noticiado, Gelson Martins passará a ganhar em Madrid 3 milhões de euros livres de impostos (cerca de o dobro antes de descontos), quatro vezes mais do que auferia no Sporting (700 mil euros líquidos por época), e recebeu um prémio de assinatura de 5 milhões de euros.

 

O dinheiro acaba por falar sempre mais alto. Eis a real "justa causa" da rescisão, o resto é mero adorno colateral.

 

publicado às 05:33

 

img_770x433$2018_07_25_14_12_07_1427910.jpg

 

Sempre tentei compreender a posição dos jogadores que rescindiram, face ao infame evento de 15 de Maio, mas admito que há dois ou três casos que mexem mais comigo, pela negativa.

 

É por de mais óbvio que o ainda imaturo "puto" Rafael Leão está a ser conduzido por terceiros, com o objectivo único de deitar as mãos a muito dinheiro no imediato, em vez de esperar que a sua expectável e natural evolução lhe permitisse colher eventualmente dividendos superiores. O futuro esclarecerá o de(mérito) desta sua decisão.

 

Battaglia indigna-me porque fico a pensar: 'mas quem ele pensa que é afinal?'. Um jogador mediano, muito lutador, é verdade, mas com maus pés e quase nula construção de jogo, mesmo tendo em conta que é um médio-defensivo. Acho que a SAD devia aceitar uma proposta minimamente razoável por ele e mandá-lo à vida. Há muitos "Battaglias" no mercado.

 

E, por fim, temos Gelson Martins, o caso que mais me afrontou, talvez porque nunca admiti que não regressasse. É por de mais óbvio que o Atlético de Madrid ofereceu-lhe um salário superior no contrato de cinco anos que assinou, mas também não vejo que tivesse grande razão de queixa no Sporting. Foi integrado a cem por cento na equipa principal, maioritariamente como titular, condição que permitou a sua ascensão à Selecção Nacional. Não seria o mais bem remunerado do plantel, mas já teria um bom salário, especialmente considerando que consta que foi aumentado poucos dias antes da rescisão. Continuando com a sua evolução, era uma questão de tempo - porventura mais uma época - até ser transferido para um grande, com benefícios mútuos, para ele e para o Sporting, e com uma saída pela porta grande.

 

Assim, será sempre visto como um ingrato que virou as costas ao clube que o formou e que lhe deu a oportunidade de vida. Se já estiver de facto inscrito pelo emblema espanhol, o Sporting procederá com o devido processo de queixa à FIFA, e ficamos na incerteza de futuros pareceres sobre a legitimidade de justa causa.

 

Não é que não fosse já conhecido, mas pela subsequente troca de mensagens nas redes sociais, verifica-se que Gelson Martins, Rafael Leão e Rúben Semedo, são três produtos das mesmas origens e com semelhantes mentalidades.

 

Adenda: "O Atlético Madrid fez uma última tentativa para chegar a acordo com o Sporting por Gelson Martins. O clube espanhol apresentou uma proposta de 22 milhões de euros, mais 10 por objectivos, dos quais metade eram relativamente fáceis de atingir. Em troca ficaria com uma percentagem entre os 60 e os 70 por cento do passe. Sousa Cintra, mais uma vez, recusou de imediato, pedindo 50 milhões pela transferência".

 

Isto, a reportagem do Record. Além dos números não serem espectaculares, na minha opinião, até confirmação mais fiável, não acredito muito nesta notícia, pela ambiguidade da mesma.

 

publicado às 15:40

 

webANXuelscpatlm2.jpg

 

O Sporting foi superior ao Atlético de Madrid do primeiro ao último minuto. Marcou um golo, criou várias oportunidades para marcar mais, mas entre o guarda-redes Oblak com boas defesas e alguma ineficácia, ficou aquém do que precisava para chegar às meias-finais da Liga Europa.

 

Devido reconhecimento a Jorge Jesus que preparou muito bem a equipa para este jogo decisivo, e até surpreendeu com um 'onze' inicial com três centrais: Rui Patrício, André Pinto, Coates, Mathieu, Ristovski, Battaglia, Bruno Fernandes, Acuña, Bryan Ruiz, Gelson Martins e  Fredy Montero.

 

A estratégia resultou em pleno, porque além da dinâmica ofensiva, a equipa leonina limitou a extremo os espaços aos espanhóis, cujas jogadas de perigo surgiram apenas nos derradeiros minutos, quando o Sporting dava o tudo por tudo para chegar ao golo do empate da eliminatória.

 

img_FanaticaBig$2018_04_12_22_20_21_1386205.jpg

 

Boas exibições de todos os jogadores, alguns mesmo a um nível de excelência. Ristovski fez de longe o seu melhor jogo desde que chegou a Alvalade. Confesso que não esperava tanto, considerando as ausências de William, Fábio Coentrão, Bas Dost e Piccini. Para agravar o estado de coisas, Jérémy Mathieu sofreu um problema muscular ainda no primeiro período.

 

Afastado das provas europeias e com a possibilidade de ganhar o campeonato muito remota, o Sporting tem agora pela frente, em termos de objectivos, apenas a Taça de Portugal, meta também nada fácil considerando o adversário.

 

publicado às 22:00

 

30624386_10155190567401555_8493914705402789888_n.j

 

Divulgada a lista de 18 jogadores convocados por Jorge Jesus para o embate desta quinta-feira com o Atlético de Madrid, em jogo da Liga Europa, confesso que sem querer ser pessimista, não vejo muitas razões para optimismo.

 

William e Piccini de fora, por lesão, Fábio Coentrão e Bas Dost também de fora, mas por castigo, uma defesa no limite das opções que obrigará, decerto, Acuña a alinhar a lateral esquerdo, com Ristovski na direita.

 

O meio-campo, em princípio, será composto por Battaglia e Bryan Ruiz, com Gelson Martins numa das alas, e muito provavelmente Bruno Fernandes no corredor central em apoio ao ponta de lança. Quem este será, não faço ideia. Doumbia vem de uma lesão e ainda não voltou a alinhar e Fredy Montero é... Fredy Montero, com enorme capacidade para falhar balizas abertas, a exemplo do que aconteceu já nos descontos em Madrid.

 

O outro cenário terá a "arma secreta" Rúben Ribeiro a preencher a outra ala e, mais improvável, um meio-campo mais reforçado com João Palhinha.

 

Homens com golo nos pés temos apenas Bruno Fernandes, e num plano mais secundário Gelson Martins. E a realidade é que precisamos de marcar pelo menos três golos e não sofrer nenhum.

 

Nota de relevo para Rafael Barbosa e Elves Baldé, ambos da equipa B, que pelo menos se vão equipar. Jogaram ontem contra o Famalicão (1-1) e não devem estar em grandes condições para muitos minutos hoje.

 

Continua a pasmar que depois do número de contratações dos últimos três anos - em excesso de 40 - olha-se para o banco de suplentes e não se vê opções dignas da equipa. Enfim... obra da tal estrutura "one man show". Isto é que merecia um valente processo!!!

 

publicado às 17:30

A imprensa internacional comenta

Rui Gomes, em 06.04.18

 

image (7).jpg

 

Marca: "Erro de Coates foi fatal"

 

"O Sporting recuperou jogadores e escolheu um traje de gala para este jogo, mas um erro do central uruguaio Coates antecipou aquela que seria a tónica da defensiva visitante."

 

As: "Abraços distraíram"

 

"O jogo começou no túnel. Os jogadores do Sporting estavam despreocupados e davam abraços. Já o Atlético tinha postura de exército. Demorou pouco até que os da casa se abraçassem."

 

L'Équipe: "Dois golos oferecidos"

 

"O Sporting ofereceu dois golos ao Atlético de Madrid e não durou muito graças a enormes erros defensivos. Coates nunca recuperou do primeiro, esteve febril em cada intervenção."

 

La Gazzetta dello Sport: "Ofertas em excesso"

 

"Brindes em série por parte da defesa do Sporting deram vantagem ao Atlético muito cedo. Mesmo assim, a eliminatória está em aberto e se Montero tivesse marcado nos descontos, estaria ainda mais."

 

Globoesporte: "Atropelamento à vista"

 

"A defesa do Sporting pecou em muitos momentos e a equipa acabou castigada. Parecia que o Atlético ia atropelar o Sporting e a equipa de Lisboa pouco assustou."

 

publicado às 14:38

 

download (1).jpg

 

Hesitei em publicar este post, porque já é um enorme suplício comentar as idiossincrasias de Bruno de Carvalho sempre que o seu ego boicota o cérebro, algo que, lamentavelmente, ocorre com alarmante frequência.

 

Que ele não sabe liderar, já é há muito o segredo mais bem conhecido, mas era de esperar que após cinco anos na cadeira da presidência já tivesse aprendido alguma coisa no que diz respeito às comunicações relacionadas com equipas e atletas. Não vale a pena dar uma explicação pormenorizada, salvo sublinhar quão importante é não vir a público com considerações, particularmente críticas, que são exclusivamente do foro interno.

 

Pouco depois do apito final em Madrid, Bruno de Carvalho surgiu com mais um post de Facebook que serve apenas para contrariar e desrespeitar este princípio inviolável. Não satisfeito com a sua escrita, ainda teve o desplante, para não dizer estupidez, de telefonar para a CMTV, onde entrou em directo no programa Liga d'Ouro, argumentando que não arrasou os jogadores e que se limitou apenas a constatar o óbvio.

 

Haverá, decerto, quem possa pensar que este seu "desabafo" é somente uma incidental consequência da sua mágoa face à exibição da equipa e ao resultado do jogo. Desengane-se!... No seu raciocínio, a soma destas acções (bem ponderadas), justificam-se em pleno, apenas e tão só porque ele entende que no momento de um desaire para o Sporting, o mais importante é salvaguardar a sua imagem perante os adeptos.

 

Enfim... já escrevi mais do que era a minha intenção. Eis o seu texto de Facebook:

  

"LIGA EUROPA: QUE FUTURO? TEMOS DE ENCHER ALVALADE!!!!

 

O que queria ter visto:

 

Uma equipa concentrada, com atitude e compromisso, defensivamente irrepreensível e com faro de golo. De 11 superarem-se e tornarem-se 22.

 

O que vi:

 

Uma equipa com atitude mas com uma defesa que não esteve concentrada. Coates e Mathieu a fazerem o que os avançados do Atlético não conseguiam. E o 2-0 a surgir sem nada terem feito para isso, a não ser (e não é pouco) marcarem.

 

Gelson aos 32m isolado frente a Oblak, em vez de "fuzilar" para a esquerda, tenta colocar em jeito, mas sem força, para o lado direito perdendo um golo que já quase se gritava.

 

De 11, em vez de 22 como queria, fomos 9, muitas vezes, e isso paga-se caro...

 

Fábio e Bas Dost "não quiseram jogar" em Alvalade, com faltas para amarelo que nunca poderiam ter feito.

 

Diego Costa a ser "intocável", sendo que "pediu" amarelo várias vezes mas não conseguiu, apesar de o merecer pelo esforço constante.

 

Um livre não assinalado encostado à grande àrea por falta devido a corte com a mão do jogador do Atlético aos 83m. As mãos e a cara continuam a confundir os russos.

 

Uma falta aos 87m pelas costas que devia ter dado cartão amarelo ao jogador do Atlético, sendo que isso evidenciou critérios disciplinares diferentes.

 

Coates fica isolado e, sem foco e não estando concentrado, em vez de rematar faz um passe para Oblak.

 

E, para terminar, Montero aos 92m desperdiçou um golo feito com um remate para o céu quando só se pedia um simples encosto.

 

O Atlético não dominou mas venceu por 2-0.

 

O Sporting CP demonstrou que tem equipa para fazer mais, mas não o fez.

 

Agora, em vez de podermos resolver mais fácil em Alvalade, resta-nos sonhar com a reviravolta. É possível? É! Era necessário este resultado de hoje? Não!

 

Viver um jogo de longe custa muito mais, mas ver erros grosseiros de jogadores internacionais e experientes ainda acrescenta mais ao sofrimento.

 

Obrigado aos cerca de 4.000 Sportinguistas que se deslocaram a Madrid! Vocês são únicos!".

 

E, já agora, aproveito o ensejo para passar uma outra mensagem sua desta quinta-feira, em entrevista à EFE, que, decerto, visa tranquilizar-nos relativamente à próxima época, no que diz respeito à continuidade de Jorge Jesus:

 

jorge_jesus_e_bruno_carvalho_foto_jose_coelho_lusa

 

"O Sporting está feliz com Jorge Jesus - até o comparo com Diego Simeone, são dois dos melhores que há -, e vai ser o treinador na próxima época, dando assim continuidade a um projecto que é mais do que um jogo ou um resultado, é uma filosofia e um caminho por percorrer. É claro que queremos ganhar tudo e ser campeões, e um falhanço não abala o que foi edificado".

 

Nem vale a pena comentar. Estamos devidamente esclarecidos!

 

publicado às 04:24

 

atm_sporting_0.jpg

 

O Sporting começou este jogo da pior maneira, com um erro grosseiro de Coates, logo aos 23 segundos, que levou ao primeiro golo do Atlético de Madrid. A correr atrás do prejuízo, a equipa leonina não estava a ser inferior à espanhola, mas novo erro fatal de um defesa central, desta vez Mathieu, aos 40 minutos, ditou o resultado final. Coates ainda teve o "desplante" de cometer mais um erro do género, mas valeu a excelente defesa de Rui Patrício.

 

Apesar de não estar a jogar mal, a única grande oportunidade na primeira parte surgiu através de Gelson Martins, que servido por Bruno Fernandes não conseguiu bater o guarda-redes espanhol. Antes do intervalo, no entanto, novo abalo; William ressentiu-se da recém-lesão e viu-se obrigado a abandonar o relvado, tendo sido substituído por Acuña. O argentino, talvez contra expectativas, não integrou o 'onze' inicial de Jorge Jesus.

 

No segundo período viu-se menos Sporting e mais Atlético de Madrid, mas mesmo assim a diferença entre as equipas não era abismal. Mesmo ao cair do pano, Fredy Montero desperdiçou uma oportunidade gloriosa de marcar o tão importante tento fora de casa, mas, incrivelmente, rematou para as nuvens.

 

Em resumo, pior do que perder o jogo - défice de dois golos é ultrapassável -, foi não ter marcado e perder dois jogadores para o encontro da segunda mão em Alvalade, na próxima quinta-feira: Fábio Coentrão e Bas Dost não poderão alinhar por acumulação de cartões amarelos.

 

publicado às 21:53

 

 

Lista de convocados:

 

Guarda-redes: Rui Patrício, Salin e Luís Maximiano.

 

Defesas: Piccini, Ristovski, Coates, Mathieu, André Pinto e Fábio Coentrão.

 

Médios: William Carvalho, João Palhinha, Petrovic, Battaglia, Bryan Ruiz, Acuña, Gelson e Bruno Fernandes.

 

Avançados: Rúben Ribeiro, Montero, Doumbia e Bas Dost.

 

publicado às 04:16

Para quem foram os bilhetes ?

Rui Gomes, em 24.03.18

 

29513255_10155147468281555_3675211002016700509_n.j

 

Desconheço o exacto número de bilhetes concedidos ao Sporting para o jogo em Madrid, a contar para a primeira mão dos quartos de final da Liga Europa, mas segundo parece, a maioria - como usual, aliás - nem sequer chegou à bilheteira para venda aos sócios.

 

Para quem foram ?... Consta que terão sido reservados para as claques. Será ?

 

ADENDA: O nosso leitor André Coelho fez o seguinte comentário na página de Facebook:

 

"Entre excursões, claques e compadrios, está a resposta. Basta ter uma pessoa amiga em cada uma destas situações e o mistério fica resolvido. Os anos passam mas os cancros continuam bem presentes.


O cúmulo é que me foi mais fácil conseguir um bilhete através do Atlético de Madrid do que no clube de que sou sócio com Gamebox e do qual disto 300km.


A discriminação sofrida pelos adeptos que sustentam o Sporting a longa distância, é vergonhosa! E esta direção, tal como as anteriores, fez zero por isso. Perdão, dois comboios verdes com preços pornogràficos".

 

publicado às 19:28

 

 

DYaLD_BXkAAV8iV.jpg 

 

Somos Leões e não tememos nenhum adversário! À conquista da @EuropaLeague!

 

publicado às 17:18

Cristiano Ronaldo... quem mais ?

Rui Gomes, em 20.11.16

 

img_FanaticaBig$2016_11_20_10_23_41_1186674.jpg

 

O Real Madrid venceu o «derby» da capital espanhola diante do Atlético Madrid por 3-0, com Cristiano Ronaldo a assumir todas as 'despesas' do jogo ao fazer os três golos, um dos quais de penálti, resultado de uma falta que foi cometida sobre... si.

 

Até nem dá para compreender que Zidani tenha vindo a dizer que o debate sobre a Bola de Ouro ficou encerrado. Acho que já está há muito tempo... merecidamente !

 

publicado às 16:09

Lá foram mais 25 milhões "à vida"...

Ricardo Leão, em 21.05.16

 

19628909_pMFzS.png

 

Se o Carnide vendeu ontem ao Atlético de Madrid Gaitan e Carrillo por 50 milhões (este último nem veste a camisola encarnada...) e se Nico foi vendido por 25, então Andres foi vendido por outros 25. Contas de 4ª classe. Foram pois mais 25 os milhões que Azevedo de Carvalho desbaratou pela sua imperícia na renovação, na venda que podia ter feito e não fez porque Bruno achava que ia conseguir ganhar um jackpot na posterior ostracização do jogador peruano. Por muito menos do que isto Bruno acusou outros de administração danosa.

 

Pois, pois, já sabemos, Carrillo não queria renovar. Quanto a quem sabe, ou não sabe, fazer negócios, Bruno perde para Vieira por 10 a 0 e ainda falta a segunda parte...

 

publicado às 04:38

As ironias do futebol

Rui Gomes, em 01.05.14
 

 

Emiliano Insúa celebra a passagem à final da Champions com os seus colegas do Atlético de Madrid, muito embora não tenho sido convocado para o embate com o Chelsea, desconheço se por opção técnica do treinador se por lesão. Apesar de ter sido pouco utilizado esta época - 5 jogos como titular e 1 como suplente utilizado (451 minutos de jogo) na Liga espanhola e 3 jogos como titular e 1 como suplente utilizado (300 minutos de jogo) na Taça do Rei, o antigo lateral esquerdo do Sporting ainda participou em 4 jogos da Liga dos Campeões, 3 como titular e 1 como suplente utilizado, acumulando 315 minutos de jogo.

 

É expectável que no dia 24 de Maio esteja numa cidade e num estádio que ele conhece bem e, quiçá, até poderá vir a celebrar o primeiro título nesta prova na história da outra equipa de Madrid.

 

publicado às 04:22

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo