Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Reflexão do dia

Rui Gomes, em 22.11.18

 

ngBBFE9FC9-2507-49B9-9480-8515A336E13C.jpg

 

Numa troca de emails de Janeiro de 2016, a que Record teve acesso, o CEO da SAD do Benfica, Domingos Soares de Oliveira, deixa perceber que as águias tiveram acesso a acordos entre o Sporting e a banca.

 

O responsável enviou um email ao director financeiro, Miguel Moreira, com o título "SCP - Lição de como receber e não pagar", já depois de Paulo Gonçalves ter mandado três documentos com acordos entre BCP, Novo Banco e Sporting SAD. Os contratos seriam de 2014, mas Miguel Moreira pediu depois autorização a Soares de Oliveira para solicitar "apoio à PwC ou KPMG [empresas de consultoria]" para "fazer um resumo dos três documentos e outros que identifiquem na CMVM/Sites/Football Leaks, etc". Em causa estaria um total de 237 páginas.

 

publicado às 09:30

Ainda mais "leaks" do Football Leaks

Rui Gomes, em 18.12.15

 

untitled.png

 

A saída de Jonathan Silva em Janeiro, para o Boca Juniors, tem vindo a ser noticiada na última semana e já aqui referimos as próprias declarações do jogador nesse sentido. Informa agora o Football Leaks que, caso se venha a confirmar, o Estudiantes de La Plata, clube ao qual o Sporting contratou o jogador, terá direito a 20% das verbas envolvidas. 

O acordo entre as partes garante esta verba ao Estudiantes tanto em caso de transferência definitiva como temporária. O contrato, entretanto tornado público, revela que o Sporting pagou 650 mil dólares pela totalidade do passe de Jonathan Silva, verba dividida em duas prestações (300 mil mais 350).



Crédito de 42M€

O Football Leaks revelou ainda a abertura de crédito acordada entre Sporting, Banco Comercial Português e Novo Banco, assinado em Novembro de 2014, num total de 42.336,828 euros, destinado a abater a dívida da SAD à banca.

 

Ou seja, a dívida é a mesma, apenas foi reestruturada.

 

publicado às 12:00

Acordo: uma elementar consideração

Rui Gomes, em 13.04.13

 

Não considero o Correia da Manhã o mais fiável dos periódicos noticiosos ao que o Sporting concerne, no entanto, tem andado muito perto do alvo com as suas reportagens sobre as negociações com a Banca. Será ainda algo prematuro comentar o Acordo pela falta de detalhes confirmados, mas fundamentado no que o jornal reporta este sábado, os bancos vão ficar com 48% da Sporting SAD, detêm o direito de aprovação do elemento para director financeiro e as contas da mesma irão ser analisadas de dois em dois meses.

 

Tudo muito bem, mas surge uma questão deveras intrigante: considerando que o Sporting fica com cerca de 51% da SAD e Bruno de Carvalho garantiu, repetidamente, que o Sporting consigo na liderança não abdicaria da maioria de capital da SAD, os prometidos e já lendários investidores vão empregar o seu capital - os tais 15 a 20 milhões - a troco de quê ?... Esta elementar consideração vindo de quem não se excede com conhecimentos nesta área.

 

 

publicado às 03:41

Últimas

Rui Gomes, em 12.04.13

Houve um princípio de acordo entre o Sporting e a banca para a libertação, esta sexta-feira, da verba (cerca de 4 milhões) que já existia e estava bloqueada, a fim de permitir a actualização dos salários dos jogadores e, muito provavelmente, também dos funcionários, claramente evidenciando que, contrário às garantias que avançou durante a campanha eleitoral, Bruno de Carvalho não tem e nunca teve à sua disposição os meios para enfrentar as necessidades imediatas de tesouraria. Precisamente por isto, a ansiedade aparente e a pressão que tentou exercer sobre a banca, nestes últimos dias. Igualmente improvável, é a existência dos muito badalados investidores, neste momento.

 

Confirmando-se o que o Correio da Manhã noticia sobre as condições do acordo que está em cima da mesa, o Sporting vai ser obrigado a funcionar em moldes significativamente diferentes no futuro, com orçamentos rigidamente estruturados e com cortes no futebol profissional que exigirão a venda dos atletas com os salários mais elevados, entre outros. Esperar para ver e analisar...

 

publicado às 01:37

Uma «bomba» à espera de explodir

Rui Gomes, em 10.04.13

 

Lamento imenso que em vez de estarmos a discutir futebol, a equipa, os jogadores e o próximo grande jogo contra o nosso eterno rival, vimo-nos no centro de uma «guerra» em que o Sporting só pode sair derrotado. Um antigo treinador e amigo meu, tinha por hábito dizer: «baixa a bola que o guarda-redes é anão», em situações que nos obrigam a ser ponderados, sensatos, reconhecer o meio que nos rodeia e saber lidar com as adversidades sem o agravamento das mesmas. Salvo comentário muito superficial, não pretendo intrometer-me no movimento em curso protagonizado por Bruno de Carvalho e os seus, mas não posso se não questionar em que mundo é que o novo presidente do Sporting pensa que vive. Quem tem o poder exerce-o e não será movido por insultos, ofensas de ordem diversa, humilhações e diabolizações, se não em detrimento do pecador.

 

Bruno de Carvalho devia ter aparecido com os recursos que clamou ter ao seu alcance, vezes sem conta, durante a campanha eleitoral, cimentar a sua posição e, daí, negociar com a Banca de modo a viabilizar os meios para assegurar a sua indispensável participação. A chamada «declaração de guerra» faz parte do sensacionalismo que a comunicação social propaga para efeitos comerciais mas, na realidade, reflecte o sentimento das hostes que apoiam o recém-eleito presidente e que precipitam um clima irrealista e irreconciliável. Gostaria que alguém me explicasse como é que se vai garantir o socorro daqueles que andamos a enxovalhar, há meses, por todos os meios ao alcance. Foi esse o propósito da impensada, e encomendada, entrevista de Daniel Sampaio?... Se foi, rapidamente verificarão que optaram pelo pior curso, com o Sporting a sair prejudicado no fim do dia. Este clima de pseudo-25 de Abril é uma «bomba» à espera de explodir. Haja bom senso suficiente para reconhecer isso.

 

publicado às 13:19

Declaração de guerra ?

Rui Gomes, em 10.04.13
 


Parafraseando Otto Von Bismark: «Nunca se mente tanto como antes das eleições, durante uma guerra e depois de uma caçada.» 

Se Bruno de Carvalho pretende declarar «guerra» à Banca, será prudente armar-se com mais do que meras palavras, caso contrário está condenado à derrota mesmo antes de começar.

 

publicado às 04:18

Sporting e a Banca

Rui Gomes, em 10.04.13


Bruno de Carvalho agendou uma conferência de imprensa para esta quarta-feira, às 12 horas, para explicar a situação relativamente às negociações em curso com a Banca. Teremos de aguardar para então perceber qual é a posição do Conselho Directivo do Sporting, face à avalanche noticiosa que está a dar cobertura à contenda.

A Agência Lusa publicou uma reportagem entitulada «Sporting enfrenta estrangulamento financeiro após negociações goradas com Banca.» Agradecemos a gentileza do nosso estimado leitor «Desert Lion», que se deu à enorme tarefa de transcrever o texto na caixa de comentários.

 

publicado às 01:24

O que dizem eles

Rui Gomes, em 09.04.13

 

A muito discutida reportagem do jornal Correio da Manhã - «Sporting pede 80 milhões à Banca» - pode ser lida aqui, na íntegra, pela gentileza do nosso leitor Lionheart, que se deu ao trabalho de a transcrever no Camarote Leonino.

 

Os nossos sinceros agradecimentos.

 

 

publicado às 22:07

 

«Penso que o anónimo não leu a notícia ou, se calhar, prefere ignorar o que lá consta. Admito que, muits vezes, os jornalistas trocam «haircut», com «reestruturação a M/LP», com «crédito adicional». Dou, pois, o devido desconto ao que aqui vem escrito em matéria quantitativa e operacional. Mas, nesta notícia, indica-se, claramente, que foi confidenciado aos representantes dos Bancos credores que ainda não existem os tais investidores... Esse é que é o «coração» da notícia e, aí, não acredito que o jornalista fizesse confusão. Que até a Direcção do GL conseguiria uma extenção das condições de financiamento e um relevante «haircut» SE ENCONTRASSE INVESTIDORES, era sabido e conhecido nos meios certos. O problema foi que não encontrou investidores. E, pelo que lemos no CM, «nada de novo na frente ocidental».

 

Mas vamos então assumir que a notícia está toda errada, e que o processo negocial decorre com normalidade e que os Bancos vão fazer um «haircut» sem saberem de onde virá o dinheiro (grande LOL, aqui...). Seria então bom que o anónimo, pessoa tão bem informada, nos pudesse garantir 3 pequenas coisas:

 

1) Que ainda que a Banca não venha a aceitar o referido «haircut» de 80 Mio Euros, esses investidores se mantêm firmes na sua intenção, e não viremos a ver uma nova notícia do tipo: «investidores de BdC já não investem, porque a Banca não quis»;

 

2) Que todas as situações de dívidas a curto prazo estão, neste momento, a ser liquidadas, e que não voltaremos a ter incumprimentos de salários, ou outros, por parte do Clube/SAD;

 

3) Que nenhum outro jogador vai ser vendido antes do final da temporada de futebol para colmatar problemas de tesouraria.

 

O mínimo seria garantir que estas condições eram cumpridas, até porque esses investidores sabiam ao que vinham. Para além do mais, BdC disse que tinha tudo aprovado pelos Bancos e acertado com os investidores, antes de ser eleito, pelo que a imposição posterior de cláusulas cujo cumprimento não estava garantido à partida, seria totalmente absurda.

 

* Leitor: Desert Lion

 

Estou muito grato por este modesto espaço verde-e-branco merecer a valorosa participação dos nosso leitores, especialmente quando estes sabem do que «falam». E, para «mal» dos meus pecados, contamos com diversos a esse distinto nível. E, eu, que prefiro debater matérias futebolísticas...

 

publicado às 15:21

Ponte de ligação aos leitores

Rui Gomes, em 09.04.13

 

«O CM existe para vender jornais e não para fazer jornalismo. É por isso que o título na capa é o que é. os 80M referem-se ao valor para o «hair-cut» proposto aos bancos contra os 45M propostos por Godinho Lopes. É perfeitamente normal e desejável que o presidente do Sporting comece com uma base negocial elevada para ter margem de manobra. Quanto aos investidores, naturalmente que estão prontos mas só entram com o dinheiro após o processo de renegociação estar feito. Coisa que só não percebe quem não percebe nada de nada. Vá, não se excitem tanto.»

 

* Leitor: Desconhecido

 

Nota: Fico grato por saber que o «Desconhecido» leitor, além de se sentir mais confortável no anonimato, percebe «tudo sobre tudo». É um nível de sapiência que, lamentavelmente, não posso reclamar. Nem todos nós somos ingénuos ao ponto de não termos plena consciência do que consta a função elementar do jornal Correio da Manhã e da restante comunicação social, especialmente no que ao Sporting concerne. Dito isto, considerando que Bruno de Cavalho e os seus associados têm vindo a usar este meio para a divulgação da sua propaganda, quase diariamente, também agora podem e devem surgir a desmentir o que foi noticiado, especialmente se não corresponde à verdade. Por fim, não deixa de ser curioso que, hoje em dia, só os apoiantes de Bruno de Carvalho são conhecedores das realidades do Mundo, todos os outros andam de olhos tapados. Até admito que esta área de discussão não é a do meu maior conhecimento mas, de certo, que  surgirá quem mais percebe da matéria, a separar o joio do trigo.

 

publicado às 13:23

E...onde estão os investidores ???

Rui Gomes, em 09.04.13

 

 

Lamentavelmente, estão a começar a surgir algumas respostas às perguntas que apresentei no post «Facto ou fantasia». Confirmando-se o que é hoje aqui noticiado, a situação é de facto mais negra do que imaginado. Agora que a demagogia da campanha eleitoral é confrontada com as realidades, veremos, então, a verdadeira capacidade da nova liderança.

 

publicado às 12:08

O famoso «programa» é este ???

Rui Gomes, em 09.04.13

 

 

publicado às 11:37

Escritos à conveniência

Rui Gomes, em 07.03.13

 

Gosto de ler os escritos de Pedro Santos Guerreiro e respeito a sua leitura do estado das coisas, sem sempre concordar. Por vezes, tem algumas dificuldades em disfarçar as suas simpatias pelo clube de Carnide, a exemplo deste parágrafo de um recém-texto seu no Record:

 

«É difícil perceber porque emprestaram tanto dinheiro a clubes que ficariam falidos. Mas assim foi, o que demonstra também incompetência desses bancos. Há muitos casos perdidos, sendo o maior deles o Sporting. Por isso se fala muito de reestruturação da dívida, que é uma forma educada de dizer «perdão». E por isso Luís Filipe Vieira saiu a terreno dizendo que se o Sporting tiver perdão de dívida, o Benfica também o quer. Vieira é esperto que nem um alho e, para mais tem razão.»

 

Para uma pessoa culta e inteligente, simplifica uma situação que é tudo menos simples e por muito que ele pretenda ignorar, tem ramificações na sociedade portuguesa, não só no futebol. Só se é mais um daqueles que numa palavra diz que o Sporting faz falta ao futebol português e, por outra, é apologista de o deixar cair no abismo. Mas, além destes pareceres subjectivos, Pedro Santos Guerreiro deveria tomar nota dos seguintes números, que foram ligeiramente alterados pelo recém-relatório e contas, mas que eram válidos perto do final do ano:

 

- Empréstimos (bancos e obrigacionistas)

 

* SLB: 157 milhões de euros

   FCP:   98 milhões de euros

   SCP;   95 milhões de euros

 

*** Não inclui o empréstimo obrigacionista do Benfica de 80 milhões de euros a decorrer.

 

- Passivos SAD

 

  * SLB: 403,7 milhões de euros

     SCP: 230,6 milhões de euros

     FCP: 202 milhões de euros

 

Depois ainda temos os activos, em que o Benfica e o FC Porto estão melhor posicionados do que o Sporting. Mas o ponto fulcral do argumento é que muito de tudo isto é assente em aparências e percepções. Se o Sporting é verdadeiramente «o maior caso perdido», desafio o autor a explicar os números do seu clube, salvo a sua actual competitividade desportiva que, mesmo sem ganhar nada, é superior à do Sporting. E, aí, reside a essência da ilusão.

  

publicado às 23:27

Era o que faltava !!!

Rui Gomes, em 01.03.13

Luís Filipe Vieira e Domingos Soares Franco - administrador da SAD - insurgiram-se hoje contra o Sporting pelos rumores noticiosos sobre um alegado perdão da dívida a este pela banca. Típico do líder encarnado, lança a acusação e logo de seguida admite desconhecimento de causa: «dizem que poderá haver um determinado tipo de perdão:» O referido administrador encarnado foi ainda mais agressivo nas suas críticas: «É difícil entender que bancos intervencionados - BES e BCP - que são intervencionados com os nossos impostos, possam utilizar o dinheiro dos contribuintes para facilitar perdões de dívida, seja a quem for.» 

Lamenta-se, sobretudo, a indecorosa intrusão dos líders benfiquistas em questões do foro interno de gestão de um outro clube, optando, ainda, por vir debater a contenda na praça pública. Isto, não obstante a muito transparente intenção em exercer pressão para extrair dividendos. Luís Filipe Vieira confirma esta tese: «Se houver perdão, tem que haver perdão para o Benfica também.» Dá para questionar a essência da «indignidade» sobre o uso do dinheiro dos contribuintes que, pelos vistos, já não será impróprio nem imoral desde que beneficie o clube da Luz.

À parte desta verborreia encarnada, não consta qualquer informação oficial do Sporting neste sentido. Salvo erro, Godinho Lopes anunciou que estava em curso uma reestruturação financeira que foi entretanto congelada pela renúncia ao mandato dos órgãos sociais do Clube. De qualquer modo e indiferente dos quês e porquês desta matéria, a sensatez e o sentido de pudor - raridades encarnadas - indicam que assuntos desta natureza, entre instituições, devem ser processadas em sigílio e preservadas no foro interno das mesmas. Além do mais, alguém deveria comunicar ao mal informado administrador da SAD benfiquista que o BES não é um banco «intervencionado com o dinheiro dos contribuintes» e que se entender conceder qualquer tipo «perdão» ao Sporting, não assume a obrigatoriedade - moral ou material - de dar satisfações ao seu clube.

 

publicado às 21:15

A diabolização da banca

Rui Gomes, em 01.03.13

Serei o último defensor da banca, mas quer se queira quer não, esta faz parte integral e indispensável da sociedade global. Muito por isso, sinto imensa dificuldade em compreender esta moda em voga de a diabolizar, apenas porque o Sporting está em péssimas condições financeiras. A banca está no negócio da compra e venda de dinheiro pelos veículos à sua disposição, tão simples como isto. A situação do Clube deve-se à sua má gestão e não pelas acções dos seus credores. Aliás, sem estes, onde estaria agora o Sporting ? 

Daniel Oliveira, cronista sportinguista do jornal Record alega que ainda não sabe em quem votar porque «a decisão afigura-se difícil», mas faz um ataque velado a José Couceiro porque, no seu parecer, este é credível perante a banca e tem a sua aprovação, e que, por esta (des) ordem de ideias, o Clube vai ter não quem o represente perante os credores mas sim quem represente os credores dentro do Clube.

É um raciocínio estranho e que me ultrapassa completamente, levando-me a pensar que Daniel Oliveira irá votar na mesma pessoa em quem votou no último acto eleitoral e somente não tem a honestidade de admitir tal, nomeadamente quem já se pronunciou como «inimigo» da banca. E é por estes meios que se pretende resolver os problemas do Sporting !!!

Por fim, não obstante a sua alegada indecisão, escreve que José Couceiro é candidato porque tem a aprovação daqueles sócios mais antigos que, directa ou indirectamente, estiveram ligados a algumas das gestões que conduziram o Sporting ao seu actual estado, insinuando que por mera linhagem social, este deixa de ser homem com mérito próprio e sem condições para liderar. Esta demagogia será conveniente para distrair alguns, mas não corresponde, minimamente, à realidade, e muito menos ainda contribui para a resolução dos graves problemas que confrontam o Sporting.

 

publicado às 14:21

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo


subscrever feeds