Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O futsal leonino regressa a casa

Rui Gomes, em 27.04.18

 

31351465_10155217428236555_3481947149556514816_n.j

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:22

 

img_770x433$2016_12_11_12_47_12_1195688.jpg

 

Em jogo disputado no Campo Major Baptista Silva (Restelo), a contar para a terceira jornada da fase de apuramento do Campeão Nacional, a equipa de juvenis do Sporting visitou e derrotou o Belenenses, por 3-0.

 

Os golos da equipa liderada por João Couto foram marcados por Gonçalo Inácio, aos 13 e 46 minutos, com Félix Correia a fechar as contas aos 76 minutos. 

 

Com este resultado, os leões sobem ao segundo lugar da classificação, com 5 pontos, num trajecto em que ambicionam revalidar o título.

 

Na próxima jornada o campeonato regressa a casa, com a equipa do SC Braga a visitar o Estádio Aurélio Pereira.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:10

 

image (1).jpg

 

Bruno Fernandes, quem eu considero o melhor jogador do Sporting esta época, adiantou algumas considerações após a vitória leonina sobre o Belenenses, jogo em que o médio contratado ao Sampdoria realizou mais uma soberba exibição, coroada com um golo e duas assistências, uma delas um passe perfeito de 40 metros para servir Bas Dost:

 

Análise à partida: "Foi um resultado muito positivo. É difícil jogar no Belenenses. É uma equipa muito agressiva, que desde que trocou de treinador tem vindo a melhorar muito. Causou dificuldades às outras equipa do topo da tabela que não ganharam aqui. Entrámos praticamente a perder, mas fomos inteligentes a dar a volta e saímos por cima".

 

Arbitragem: "Cada um faz o seu trabalho, cada um faz aquilo que acha que deve fazer. Ficamos chateados com penáltis, mas não temos noção se são ou não. O Bruno Paixão apitou, temos de respeitar. Houve tanto para um lado como para o outro. O VAR veio para ajudar e espero que ajude mais".

 

Objectivos: "O nosso trabalho passa por chegar à meia-final da Taça, dar a volta ao resultado e chegar à final do Jamor que tanto merecemos. Merecemos a final. Espero dar essa alegria e depois regressamos ao campeonato para chegar ao Benfica".

 

União do plantel: "O plantel esteve sempre unido. Foi um caso que aconteceu, mas na verdade o plantel esteve sempre unido. Não queríamos perder. Lutamos sempre para ganhar. Estamos frustrados pelo que perdemos ao longo da época. Podíamos ter feito mais, mas agora é olhar para a frente".

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:10

É só sofrer com este Sporting !

Rui Gomes, em 15.04.18

 

belenensesvsscp.jpg

 

Começamos em inferioridade no marcador com o golo de penálti logo aos 7 minutos, damos a volta até chegar aos 3-1, e depois complicamos as coisas desnecessariamente, permitindo ao Belenenses empatar a partida.

 

Pelo meio, decisões do árbitro Bruno Paixão e do VAR que vão dar ensejo a muita conversa nos próximos dias. No que diz respeito às grandes penalidades, se é falta de Rui Patrício, mais ainda a que sofreu Bas Bost, quando se preparava para cabecear a bola no pontapé de canto. O outro castigo máximo é falta indiscutível de Acuña.

 

O Sporting alinhou de início com  Rui Patrício; Ristovski, Coates, André Pinto e Fábio Coentrão; Battaglia, Bryan Ruiz, Gelson Martins e Acuña; Bruno Fernandes e Bas Dost.

 

Suplentes: Romain Salin, Lumor, Petrovic, Wendel, Rúben Ribeiro, Montero e Doumbia.

 

 

 

Confesso que não compreendi a entrada de Wendel pela saída de Fábio Coentrão. Obrigou a mexidas na equipa e a realidade é que o jovem médio brasileiro ofereceu muito pouco ao jogo.

 

Mais uma excelente exibição de Bruno Fernandes, com um golo e duas assistências. Indubitavelmente, o melhor jogador do Sporting esta época. Temo que não vai permanecer de verde-e-branco por muito mais tempo.

 

Com a vitória do FC Porto na Luz, a equipa portista passa a liderar a tabela classificativa com 76 pontos, segue o Benfica com 74 e o Sporting em terceiro com 71. Com quatro jogos por disputar, o que isto significa é que o Sporting só depende de si próprio para assegurar o 2.º lugar e o respectivo acesso à Liga dos Campeões. Já o título é um cenário muito mais problemático.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:29

Antevisão: Belenenses - Sporting

Rui Gomes, em 14.04.18

 

 

"Estamos a chegar a meio do mês de Abril e o Sporting perdeu na quinta-feira um objectivo... Não, atenção, não perdeu nenhum objectivo. Em Portugal isso é só bluff, é só treta! Objectivos são o Campeonato Nacional, a Taça de Portugal e a Taça da Liga, é nisso que estamos inseridos. Ainda estamos a disputar dois, a Taça e o campeonato, e o facto de estarmos sobrecarregados tem a ver com isso. Há 40 anos que o Sporting não estava nesta altura nas frente todas e foi por isso que eu vim para o Sporting, para estar perto dos nossos rivais e disputar todas as competições. Vamos ver se conseguimos chegar ao fim e ganhar mais uma."

 

A oratória de Jorge Jesus não é para qualquer um!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:36

Denúncias "anónimas" e afins

Rui Gomes, em 04.04.18

 

 

"Uma palavra obrigatória para o Belenenses, que fez um jogo enorme e deu uma resposta à altura a quem tentou sujar-lhe o nome. Se calhar, já parávamos de dar eco a semelhantes canalhices, não?".

 

Jorge Maia, jornal O Jogo

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:48

Grande surpresa !

Rui Gomes, em 02.04.18

 

download.jpeg

 

Apenas comecei a assistir ao jogo entre Belenenses e FC Porto aos 80', e fiquei deveras surpreendido por ver a equipa do Dragão a perder por 2-0, o que acabou por ser o resultado final.

 

Este inesperado desfecho no Restelo torna ainda mais significativa a derrota do Sporting em Braga, mas isso não obstante, até que ponto altera a perspectiva da tabela classificativa relativamente aos primeiros três lugares ?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:00

 

img_FanaticaBig$2018_01_29_23_30_07_1359479.jpg

 

É a explicação mais plausível para a "benevolência" de Bruno Paixão que permitiu o clube da Luz empatar o jogo de ontem no Restelo, já nos descontos dos descontos (90+7'), ao assinalar falta sobre Jonas para livre directo. Fica a ideia que o jogo continuaria até algo acontecer a favor dos encarnados... e assim foi.

 

E isto, já depois de tanto o juiz como o VAR (90+3') não terem reconhecido falta para grande penalidade de André Almeida sobre Tiago Caiero.

 

Os e-mails não resultam sempre, mas resultam !

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:46

Último golo de "leão" em 2017

Rui Gomes, em 01.01.18

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:01

 

PAZZ6BSR.jpg

 

O Sporting foi ao Restelo empatar a um golo com o Belenenses (golo de Acuña e autogolo de Coates) ficando assim apurado para a final four da Taça da Liga, com os mesmos 5 pontos do Marítimo (venceu o União da Madeira), mas com vantagem na diferença de golos (7-1 e 3-2).

 

No final da partida, Jorge Jesus teve isto para dizer:

 

"Conseguimos o objectivo de ir à final four e disputar esta competição. Sabíamos que estávamos dependentes de dois resultados: a vitória ou o empate, dependendo do jogo da Madeira.

 

Foi um jogo muito táctico, onde a duas equipas se anularam completamente. Todas a equipas estiveram de férias e isso tirou intensidade e competitividade a todos. Na segunda parte o jogo foi mais fácil para o Sporting. O Belenenses quis arriscar para ganhar e quando meteu dois avançados perdeu poder no corredor central e o Sporting acabou por ser mais forte.

 

Objectivo atingido e notou-se estas férias de Natal, não percebo... O futebol é um desporto para o povo. Em todos os campeonatos da Europa isto não pára e até na NBA jogam no Natal. Aquilo que queremos é melhorar, é ter mais espectadores e param os campeonatos.

 

image.jpg

  

Muitos dias sem competir. Não houve muito tempo para preparar este jogo. O campo, face à chuva, estava um pouco pesado. Face aos jogadores virem de uma paragem, o campo pesado ainda dificultou mais a intensidade e velocidade deles. Queremos disputar a final four e vamos estar em Braga para tentar conquistar este titulo.

 

Coentrão começou a fazer sinais que estava com alguns problemas musculares. Temos trabalhado com ele em cima do risco. As férias para ele e Mathieu não beneficiaram nada. Para o proteger tirei-o do jogo. Dérbi? O médico ainda vai fazer um diagnóstico".

 

Nota: Não assisti ao jogo, mas segundo consta houve um qualquer desentendimento entre Fábio Coentrão e Acuña. Eis o que Jorge Jesus teve para dizer sobre o incidente:

 

"Durante o jogo não vi tão bem, depois com as imagens... Enquadra-se naquilo que falo com os meus jogadores. Amizade dentro do campo é diferente de amizade fora do campo, quando os jogadores vão jantar. Amizade dentro do campo é assumir a responsabilidade quando o colega não faz as coisas bem e foi isso que aconteceu. O Marcus não gostou. É essa a linguagem que eu quero e foi isso que transmiti aos meus jogadores depois do jogo. É o começo que eu quero, mas não é o fim que eu quero. É assim que eu quero que os meus jogadores se assumam dentro do campo e, quando não fazem as coisas como deve ser, devem ser chamados à responsabilidade e aceitar".

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:03

Convocatória para o Belenenses

Rui Gomes, em 29.12.17

 

26165519_10154948434911555_8910132063930368983_n.j

 

Não vou adiantar muito comentário sobre esta convocatória, fundamentalmente a mesma de sempre. A gestão do plantel com Jorge Jesus é "vira o disco e toca o mesmo", Taça da Liga ou outra competição.

 

Depois, inventa no 'onze' e se as coisas não correrem à feição, reverte aos usuais. É um livro aberto este treinador!

 

Nota: Notícias de hoje avançam que já há acordo entre o Sporting e o Fluminense para a transferência a título definitivo de Wendel. O médio brasileiro irá custar cerca de 9 milhões de euros aos cofres de Alvalade e assinará contrato por cinco anos e meio.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:30

 

image.jpg

 

Não necessito que me seja apontado que vencemos o jogo, mas confesso que estou a sentir muitas dificuldades em compreender o futebol do Sporting. Aliás, cada vez mais. Algo não está bem. Ou é o sistema de jogo, ou os jogadores que não estão a cumprir o que lhes é exigido, ou, quiçá, a conjuntura dos dois factores.

 

O Sporting alinhou de início com Rui Patrício; Piccini, Coates, Mathieu e Fábio Coentrão; William; Gelson Martins, Bruno Fernandes e Acuña; Daniel Podence e Bas Dost.

 

Suplentes: Salin, Ristovski, André Pinto, Bruno César, Bryan Ruiz, Battaglia e Alan Ruiz.

 

A equipa leonina até entrou bem no jogo, surgiu o golo através da grande penalidade convertida por Bas Dost - nada a apontar na decisão do árbitro, falta indiscutível -, mas fiquei com a sensação que a partir desse ponto da partida o Sporting reduziu a sua intensidade de jogo, mesmo exercendo maior controlo do que o Belenenses.

 

doc2017120123347393ma4159718b5b3.jpg

 

A defesa esteve bem, nada a apontar, e foi bem auxiliada pelos médios e até avançados que foram atrás recuperar bolas e cortar lances. Do meio campo para a frente aparenta haver muitas dificuldades na construção ofensiva. Salvo a espaços no segundo tempo, quando o Belenenses dava o tudo por tudo para chegar ao golo, não se viu criatividade e profundidade ao nível que se espera desta equipa do Sporting. Daí que se tenha criado poucas oportunidades para voltar a "violar" a baliza da equipa de Belém.

 

De qualquer modo, acaba por valer a vitória e os preciosos três pontos que permite ao Sporting ganhar terreno a pelo menos um dos rivais, mediante o resultado do clássico no Dragão.

 

Nota: Destaque especial para Bas Dost, que marcou o seu 50.º golo de "leão ao peito".

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:12

 

23216904.jpg

 

Considerações de Domingos Paciência na conferência de imprensa de antevisão ao jogo desta sexta-feira com o Sporting:

 

"O Sporting sabe que pode beneficiar do resultado do jogo a seguir (FC Porto-Benfica) e tem um jogo com o Barcelona na próxima semana para a Liga dos Campeões. A aposta será muito forte desde o início, mas do outro lado vai estar um Belenenses que quer ser forte e que vai entrar em campo para ganhar.

 

Apesar defrontarmos uma equipa que está na 'Champions', que tem feito bons jogos em casa, como aconteceu com o FC Barcelona e com a Juventus, vamos jogar para ganhar. Nunca na minha carreira joguei para empatar ou perder. O Sporting é uma equipa muito confiante, que joga bem, com muita circulação de bola e que procura muito as triangulações. Tanto Gelson Martins com Bas Dost atravessam bons momentos.

 

Ali (apontando na direcção dos balneários) estão jogadores muito motivados e que querem fazer um grande resultado amanhã (sexta-feira). Mas, independentemente do que acontecer, o Belenenses nunca vai ganhar o jogo, mesmo que o ganhe. Se ganhar, como no ano passado [3-1], todos dirão que foi o Sporting que perdeu. Jogando em Alvalade, na Luz ou no Dragão, são essas equipas que perdem, não somos nós que ganhamos".

 

Análise de certo modo certeira, tendo em conta o favoritismo permanente dos chamados "grandes", mesmo quando atravessam fases menos prósperas.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:28

 

23376464_1729807017030523_312273876456212744_n.jpg

 

O Sporting venceu o dérbi lisboeta com o Belenenses (1-3), esta quarta-feira, em jogo antecipado da 12ª jornada do Nacional de futsal da Primeira Divisão, devido à participação dos campeões nacionais na UEFA Futsal Cup.

 

Comandados por Nuno Dias, os "leões" marcaram por intermédio de João Matos, Diogo e Fortino, mantendo-se invictos na prova. Dura apontou o "tento" de honra da equipa de Belém.

 

Com mais um jogo do que o Benfica, os leões lideram a tabela, com 30 pontos em 10 jogos. As águias seguem no segundo posto, com 24 pontos em nove desafios.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:43

Sporting foi vencer ao Restelo

Rui Gomes, em 12.10.17

 

image.jpg

 

O Sporting venceu esta quarta-feira o Belenenses, por 32-24, em jogo antecipado da 13.ª jornada do Campeonato Nacional de andebol. Os leões impuseram assim a terceira derrota consecutiva aos azuis, depois do conjunto de João Florêncio ter chegado à quarta jornada somando o mesmo número de vitórias.

 

Numa partida antecipada devido à presença da equipa leonina na Liga dos Campeões - a 2 de Dezembro, a equipa de Hugo Canela recebe o Metalurg, da Macedónia -, destacou-se o central Carlos Carneiro, com 7 golos, 3 assistências e 3 anões defensivas.

 

O Benfica, única equipa apenas com vitórias, é quem lidera o campeonato, com 18 pontos, em parceria com o Sporting, que tem mais um jogo e, em sete encontros, já soma um empate e uma derrota. O ABC é terceiro, com 16, seguindo-se: Belenenses (15), Madeira SAD e Avanca (14), FC Porto (13), ISMAI (12), Xico Andebol (11), Águas Santas (10), Boa Hora e Arsenal (9), AC Fafe (7) e S. Bernardo (6).

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:56

Por onde andava o vídeo-árbitro ?

Rui Gomes, em 22.08.17

 

 

Aos 60' do Benfica-Belenenses, disputado no sábado, Eliseu entrou de forma dura sobre Diogo Viana mas não foi admoestado pelo árbitro Rui Costa (marcou falta a favor das águias), que também não recebeu indicação do vídeo-árbitro (VAR) Vasco Santos para mostrar o cartão vermelho ao lateral-esquerdo encarnado. Recorde-se que esta é uma das fases do jogo em que o VAR pode intervir.

 

Esta segunda-feira, o Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol admitiu que Eliseu devia ter sido expulso contra o Belenenses.

 

E a propósito do VAR no Estádio da Luz...

 

Um dos lances que mais polémica causaram no arranque do campeonato foi o golo anulado a Ricardo Horta na Luz, no jogo entre Benfica e SC Braga. Acontece que nenhuma imagem foi clara o suficiente para analisar se há fora-de-jogo ou não, algo que a Federação Portuguesa de Futebol espera corrigir com mais câmaras em todos os estádios. Neste sentido, a FPF espera ver a Liga com um papel mais activo, no sentido de garantir imagens de todos os ângulos para que o julgamento do VAR seja igual em todos os relvados e a verdade desportiva saia beneficiada.

No entanto, a Liga está, de certa forma, com as mãos atadas, uma vez que não pode decidir quanto à posição e quantidade das câmaras. Isto, porque os direitos televisivos não estão centralizados e, por isso, os operadores e os clubes é que têm a decisão final nesse aspecto. Aquilo que é pretendido pela FPF é uma maior colaboração entre todos os agentes para que o VAR continue a ser optimizado.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:09

Uma boa experiência para os jovens

Rui Gomes, em 08.07.17

 

20521607_ozvCN.jpg

 

Acho que este tipo de jogo não merece grande análise, em termos do colectivo, contudo, deixo este aspecto ao critério dos leitores.

 

O Sporting iniciou o jogo com Azbe Jug; Piccini, Paulo Oliveira, Tobias Figueiredo e André Geraldes; Petrovic, Battaglia, Iuri Medeiros e Mattheus Oliveira; Gelson Dala e Bas Dost.

 

Suplentes: Pedro Silva, Francisco Geraldes, Bruno Fernandes, Domingos Duarte, Ryan Gauld, Mama Baldé, João Palhinha, Leonardo Ruiz e Jovane Cabral.

 

Apesar de alguma confusão e os inevitáveis erros de execução, foi agradável ver os jovens no relvado, alguns dos quais deixaram a ideia que têm muito para oferecer. Destaque, neste contexto, para Gelson Dala, que deu fortes indicações que terá uma palavra para dizer num futuro não muito distante. Precisa de tempo, jogos, mais alguma maturidade e confiança a este nível de competição.

 

Relativamente aos reforços, alguns nossos desconhecidos, Piccini com bons pormenores, embora não tenha sido muito pressionado defensivamente. Battaglia e Matheus Oliveira muito pouco em evidência, em contraste com Petrovic que depois de uma época no Rio Ave, teve uma boa presença em campo. Com tantos jovens no jogo, não deu para verdadeiramente ver Bruno Fernandes. Não faltarão oportunidades.

 

Como já referimos num outro post, Coates, Jérémy Mathieu, Seydou Doumbia, Fábio Coentrão e, pelos vistos, também Matheus Pereira e André Pinto não integraram a comitiva na deslocação ao Algarve.

 

Uma palavra final para André Geraldes, que apesar de ter jogado a lateral esquerdo, fez um bom jogo e deixou a ideia de que poderá vir a ser muito útil à equipa.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:36

 

19656898_10154529062396555_3434963509024135519_n.j

Com ou sem transmissão ?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:03

 

0B6_FdrJD56OmMjBOV3Z6TEgtdDg.jpg

 

Filipe Chaby chegou ao Sporting, proveniente do Vitória de Setúbal, em 2006, com 12 anos de idade. Agora, aos 23, deixa Alvalade a título definitivo rumo ao Restelo. Pelo caminho, cumpriu uma época por empréstimo no União da Madeira e em 2016/17, nas mesmas condições, representou o Sporting da Covilhão, tendo actuado em 43 jogos, 39 dos quais como titular, com 7 golos marcados.

 

Eis o comunicado do Sporting a oficializar a transferência:

 

«A Sporting Clube de Portugal - Futebol, SAD informa que chegou a acordo com a Belenenses Futebol, SAD, para a cedência definitiva do jogador Filipe Chaby, ficando a Sporting SAD com 50% dos direitos económicos».

 

Conheço o jogador mas não o tenho acompanhado o suficiente para avaliar esta decisão. Chegou a ser um talento muito promissor, e ainda poderá vir a realizar essa promessa, mas de acordo com os responsáveis da Sporting SAD os seus dias de "leão ao peito" chegaram ao seu termo. O valor da transferência não foi revelado, mas dá para imaginar que não será verba deslumbrante.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:42

 

futebol_direto_sporting_belenenses-1.jpg

 

Um dia de muito sol em Lisboa, uma moldura humana em Alvalade muito bonita, mas uma exibição do Sporting muito "morna", a não corresponder minimamente ao ambiente e ao apoio dos adeptos.

 

Uma primeira parte sem quaisquer ocasiões de golo com o Belenenses a jogar em linhas baixas e o Sporting a evidenciar muita lentidão de jogo e falta de criatividade ofensiva. Neste sentido, foi notória a ausência de Gelson Martins, a cumprir um jogo de castigo por acumulação de amarelos, assim como Daniel Podence.

 

No segundo período surgiu o descalabro total da equipa leonina. Depois de Bruno César adiantar o Sporting no marcador, contrário a qualquer expectativa, a equipa de Belém marcou três golos sem resposta.

 

Vários jogadores do Sporting com exibições a deixarem muito a desejar. Bas Dost não foi servido em condições uma única vez e Castaignos, que entrou na segunda parte, desperdiçou uma oportunidade flagrante. Mais vezes do que não, ineficácia exasperante de último passe e cruzamentos sem nexo.

 

Com este resultado, o Sporting desperdiçou uma oportunidade de ficar a três pontos do segundo lugar, após o empate do FC Porto diante o Marítimo.

 

Onze inicial do Sporting: Rui Patrício; Schelotto, Coates, Paulo Oliveira e Marvin; William, Adrien, Bruno César e Matheus Pereira; Bryan Ruiz e Bas Dost.

 

Suplentes: Beto, Rúben Semedo, Esgaio, Palhinha, Francisco Geraldes, Joel Campbell e Castaignos.

 

Venha a próxima época. Esta não deixa saudades !

 

N8Z680IL.jpg

 

Bruno de Carvalho afirmou depois do jogo, entre outras coisas, que "Ser do Sporting não é dar desculpas, é vencer!".

 

Com isso em mente, devia ser o primeiro a interpretar as explicações/desculpas do seu treinador:

 

«Explicações há, mas não é fácil em poucos minutos. Primeiro agradecer aos adeptos do Sporting por esta comparência ao jogo. Mereciam que o Sporting vencesse. Na segunda parte a equipa entrou bem, fez 1-0, mas sofremos três golos de bola parada. O Belenenses nunca criou problemas em termos de dinâmica de jogo. Soube jogar com um momento de jogo: as bolas paradas.

 

Ofensivamente, na segunda parte entrámos bem, com um golo, tivemos sempre melhor do que o Belenenses, não se esperava outra coisa. Depois da grande penalidade (mão de Matheus Pereira), que existe... Estas coisas pagam-se caro, jovens e não só jovens. Estes momentos de jogo têm muito a ver com a experiência. Eles vão crescendo com os erros. Acabámos por sofre três golos. A explicação é que as alterações (Geraldes, Castaignos e Campbell entraram) que fizemos não melhoraram a equipa, pelo contrário. Fui buscar opções que não eram primeiras nem segundas durante o campeonato todo. Notou-se alguma falta de conhecimento em termos de bola parada.

 

Claro que fIcávamos mais perto. Não digo que é impossível, mas não tínhamos de estar a pensar nisso. Hoje, num jogo que teoricamente parecia mais fácil, a equipa complicou a partir da grande penalidade. As mudanças que fiz não tiveram efeito, pelo contrário».

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:29

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D




Cristiano Ronaldo