Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



adeptosluz.jpg

Pelos vistos, os sócios do Benfica chumbaram, na Assembleia Geral realizada esta sexta-feira, o orçamento ordinário de exploração, o orçamento de investimentos e o plano de actividades elaborados pela Direcção liderada por Luís Filipe Vieira, bem como o parecer do Conselho Fiscal, para o exercício de 2020/2021 do clube.

48,28 por cento dos sócios, correspondentes a 812 votantes, votaram contra a proposta da Direcção, enquanto 47,79 por cento (640 sócios) deram parecer favorável.

No total, participaram na Assembleia Geral 1505 associados, correspondentes a 37.965 votos.

publicado às 02:30

A propósito do Titanic...

Rui Gomes, em 24.06.20

Screenshot (48).png

Confrontado com o futuro no Benfica após a derrota de ontem com o Santa Clara, Bruno Lage respondeu desta forma aos jornalistas:

"Quem anda a pagar-vos almoços, jantares e viagens para entrar para o meu lugar?

A forma como sofremos os quatro golos… Não é tirar qualquer mérito ao Santa Clara, que aproveitou bem, mas foram duas carambolas, um canto e um penálti oferecido depois de fazer a recuperação que fizemos. Ficamos tristes".

João Henriques, treinador do Santa Clara

"Durante a semana fala-se sempre sobre os grandes. Esquecem-se que há equipas que jogam futebol e que têm muita qualidade. O Santa Clara é uma delas. Já tínhamos demonstrado bem claro para o que vínhamos nesta últimas jornadas. Não prevíamos especificamente este resultado, mas vínhamos discuti-lo. Na próxima semana vai-se falar apenas que o Benfica não foi competente. Mas aqui foi um Santa Clara com muita qualidade é isso que se tem de dar valor".

publicado às 03:02

Foi preciso intervenção "divina"

Rui Gomes, em 18.06.20

Screenshot (18).png

thumbnail_Screenshot_20200618-140347_WhatsApp.jpg

Imagem que nos foi enviada pelo nosso leitor PSousa.

publicado às 03:46

Conselho_Disciplina.jpg

O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol abriu esta terça-feira um processo de inquérito (n.18º - 2019/20) relativamente às supostas ligações entre Benfica e Aves reveladas pelo jornal 'Público'.

"Instaurado processo de inquérito, por deliberação da Secção Profissional do Conselho de Disciplina, de hoje, com base em noticias na comunicação social. O processo foi enviado, hoje, à Comissão de Instrutores da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, mantendo-se em segredo até ao fim do inquérito", pode ler-se no documento assinado por José Manuel Meirim, presidente do CD da FPF.

Entretanto, Luís Filipe Vieira já comentou o assunto. "Tenho 30 anos de futebol. Acho que um profissional da comunicação, ao escrever toda aquela informação que deu, ou tinha conhecimentos desportivos ou jurídicos ou de nada. Tudo o que foi tocado é bem legal. Ninguém pode dizer que não. O FC Porto faz, o Sporting faz. Toda a gente faz. O Real Madrid, o Barcelona... É claro".

publicado às 05:00

Investigação do jornal "Público" garante que Desportivo das Aves e Benfica negociaram contratos de transferência de jogadores muito vantajosos para os encarnados e que não passariam de formas de contornar a legislação que regula os empréstimos de jogadores.

Desportivo das Aves e SL Benfica terão negociado contratos de transferências de jogadores que levantam muitas dúvidas no contexto legal, já que se tratarão apenas de "empréstimos encapotados", conforme se pode ler numa investigação do jornal "Público" publicada este sábado.

mw-1280.jpg

De acordo com o diário, a partir da data em que a empresa de capitais chineses Galaxy Believers comprou 90% da SAD do Aves, os dois clubes mantêm uma conta corrente oficiosa e o Aves chegou a dever dois milhões de euros em direitos económicos de passes de jogadores - a conta estará agora nos 786,5 mil euros de dívida.

O "Público" fala em "relações de dependência" e ainda em "adendas leoninas e sigilosas nos contratos". Contactados vários juristas, estes falam de uma forma de contornar a legislação que regula os empréstimos de jogadores - neste momento, o regulamento da Liga determina que cada clube apenas pode emprestar um jogador a um emblema do mesmo escalão e um máximo de seis a todos os clubes da mesma divisão.

A investigação coloca como exemplos os casos de Luquinhas e Ricardo Mangas, cedidos a título definitivo ao Aves mas com o Benfica a ficar com 50% dos direitos económicos e uma cláusula de recompra de 100 mil euros, que obrigaria os jogadores a assinar contrato de quatro anos com os encarnados caso estes fossem chamados de volta à Luz. O "Público" fala ainda do caso de Hamdou Elhouni.

O Aves comprou 30% dos direitos económicos deste jogador, com os restantes 70% a pertencerem ao Benfica. Mas acabou por vender a totalidade do passe, com o negócio da compra dos 70% ao Benfica a só surgir na conta corrente dos clubes quatro meses depois, a 30 de Março de 2019. O diário explica ainda que o negócio "levanta questões fiscais, contabilísticas e legais".

A Operação Mala Ciao partiu exactamente das suspeitas de que o Benfica estaria a emprestar jogadores em negócios disfarçados de transferência a título definitivo.

Ao "Público", o Benfica reagiu assumindo ter "contas correntes com todas as SAD com quem tem relações comerciais, assim como contas correntes com fornecedores e clientes". O clube da Luz escusou-se a comentar os contratos assinados com o Aves, justificando apenas que todos os contratos "estão sujeitos a regras de confidencialidade, como é normal em qualquer ramo de actividade".

Reportagem Tribuna Expresso

publicado às 16:18

2020-06-04 (6).png

Julian Weigl e Andrija Zivkovic ficaram feridos depois de o autocarro do Benfica ter sido apedrejado esta noite quando viajava do Estádio da Luz de regresso ao Seixal.

O médio alemão e o extremo sérvio foram ambos atingidos na face por estilhaços do vidro da frente e receberam assistência médica no centro de treino e formação dos encarnados na margem sul do Tejo, sendo depois transportados para o Hospital da Luz por precaução.

O ataque ao autocarro aconteceu quando a equipa passou por um viaduto já depois de ter saído da A2, apesar de acompanhamento de batedores da Polícia de Segurança Pública. Não foi possível identificar o autor do apedrejamento.

publicado às 05:30

2020-05-18.png

Confrontos entre adeptos marcaram a noite de domingo, no Lumiar, em Lisboa. Membros do Directivo Ultras XXI festejavam o seu 18.º aniversário quando foram surpreendidos por um grupo de 15 homens, supostamente membros de uma claque afecta ao Benfica.

Três dos adeptos do Sporting sofreram ferimentos, dois deles obrigando a internamento hospitalar em estado grave, consequência de agressões a murro e pontapé.

O Sporting já reagiu através de comunicado:

""O Sporting Clube de Portugal repudia, mais uma vez, os episódios de violência que continuam a marcar a vida do Desporto em Portugal. Neste caso, as agressões que tiveram lugar ontem à noite, perto das imediações do Estádio José Alvalade, na zona do Lumiar, que resultaram na hospitalização de dois adeptos.

A visão do Clube assenta no princípio basilar de que o desporto é um meio para atingir um fim – e que tem como objectivo melhorar o bem-estar da vida das pessoas.

No dia em que faz 24 anos da morte de um adepto do Sporting CP, no estádio do Jamor, vítima de um very-light, é lamentável e preocupante que estes episódios continuem a acontecer.

O Clube vai continuar a liderar o processo e debate de promoção de um clima saudável e de melhoria do espectáculo desportivo em Portugal e apela por isso, mais uma vez, à intervenção rigorosa das autoridades num problema que extravasa o âmbito meramente desportivo".

As autoridades locais já estão a investigar o incidente, mas, ao que consta, a PSP ainda não identificou nenhum dos intervenientes:

"Foi accionada para a zona do Lumiar, no dia 17 de Maio pelas 22h19, por haver notícia de alegadas agressões entre indivíduos.  Foram encontrados três feridos, dois dos quais estão hospitalizados.

Terão sido agredidos por um grupo de cerca de 15 indivíduos, desconhecendo-se a sua identidade neste momento. Está-se a desenvolver diligências no sentido de apurar a identidade dos intervenientes.

img_920x518$2015_03_12_09_16_00_943216.jpg

Violência gratuita nunca precisa de razão de ser, mas é deveras perplexo o propósito desta ocorrência. Por ser o 24.º aniversário da morte de Rui Mendes, adepto do Sporting, depois de ter sido atingido com um very light no Jamor?

publicado às 15:21

Recordar é viver

Rui Gomes, em 30.04.20

publicado às 18:00

Recordar é viver

Rui Gomes, em 30.04.20

publicado às 13:15

"Parece que não gostaram..."

Director adjunto do New York Times

Rui Gomes, em 24.04.20

img_920x518$2020_04_23_19_02_29_1690828 (3).jpg

"O Benfica não respondeu ao nosso pedido para comentar o artigo até depois de ter sido publicado. Aparentemente não gostaram... A resposta do clube é agora a principal manchete no site do Benfica".

Comentário de Andrew Das, director adjunto do New York Times, na sua conta do Twitter, relativamente à reacção pós-publicação do clube da Luz ao artigo da véspera do jornal norte-americano.

Ainda relacionado com o supracitado artigo, aqui publicado no Camarote Leonino, eis um comentário de Miguel Poiares Maduro na sua conta do Twitter:

Benfica no NYT - Miguel Poiares Maduro.png

publicado às 04:33

Benfica e juiz encarnado chegam ao NY Times

The Soccer Club as Sovereign State

Rui Gomes, em 23.04.20

Judges, prosecutors and even Portugal’s prime minister count themselves as Benfica supporters. But what happens when those fans are allowed to preside over cases that affect the club’s interests?

merlin_169661904_1d601b68-373d-48db-b1f3-65fc6124e

The judge’s allegiance to Benfica, the biggest soccer club in Portugal, hardly made him an outlier.

Benfica quite often boasts that it can count more than half of Portugal’s population as supporters, and judges, prosecutors, top police officials and even the country’s prime minister are regular guests in the directors’ box at the team’s matches. One judge has been so loyal, in fact, that he was honored last year with a Golden Eagle lapel pin, symbolic of his half-century affiliation with the club.

So when it was revealed that a judge, not the one given the lapel pin but another one, had joined the legion of critics assailing a 31-year-old computer hacker, Rui Pinto, who had embarrassed Benfica by publishing some of its darkest secrets online, few rushed to his defense.

But to lawyers for Pinto, who is scheduled to stand trial this summer, the judge’s fandom was a serious problem: He had been assigned to oversee their client’s case.

merlin_167906553_0a24ba9c-fe2f-4099-9c6b-899aed542

“You don’t feel at ease,” Pinto’s Portuguese lawyer, Francisco Teixeira da Mota, said in a telephone interview. “Of course, we would like someone who is not committed to Benfica.”

Benfica’s reach, though, may make that extremely difficult. The Lisbon team is the biggest of Portugal’s three most powerful clubs, a sporting and media colossus whose influence extends into nearly every aspect of daily life in the country. It is a team whose victories are celebrated, whose losses are greatly mourned and whose fans hold positions of power in everything from media to banking to government. That power, Benfica’s critics say, affords the club and its leaders a type of leverage that extends far beyond the soccer field, and explains why some refer to it as the Octopus.

merlin_168921105_01ff7ba6-17d8-40d2-94d8-a6f8bc4a4

Ana Gomes, a known career diplomat turned anticorruption campaigner, stated in a recent interview that she believed Benfica’s outsize influence had given it a privileged status in Portuguese society, particularly when it came to legal matters. The phrase she used to describe that status — “state capture” — refers to the notion that private entities like corporations, or maybe even a popular sports team, can grow so powerful that they are able, if they choose, to unduly influence the state itself.

***Pode ler o resto do extenso artigo de Tariq Panja aqui.

publicado às 13:02

Recordar é viver

Rui Gomes, em 02.04.20

publicado às 20:49

Recordar é viver

Rui Gomes, em 01.04.20

publicado às 17:30

Recordar é viver

Rui Gomes, em 31.03.20

publicado às 13:16

Recordar é viver

Rui Gomes, em 26.03.20

publicado às 16:42

Recordar é viver

Rui Gomes, em 20.03.20

publicado às 13:30

A antiga eurodeputada do Ana Gomes acredita que os negócios pessoais ou das empresas de elementos relacionados com clubes de futebol não estão a ser investigados. a fundo. E nem o caso da OPA do Benfica que levou o presidente, Luís Filipe Vieira, a negar qualquer benefício próprio, depois de levantadas suspeitas, a demove das críticas. 

image.jpg

Em recém-entrevista concedida a DN/TSF:

"Alguém que se dê a fazer uma lista das empresas que esse senhor foi deixando juncadas com cadáveres, em insolvência, e quem é que tomou conta dessas insolvências? E que dívidas é que isso implicou aos bancos, dívidas em muitos casos restruturadas, isto é, perdoadas à conta de todos nós cidadãos que contribuímos para limpar os bancos e para os bancos poderem limpar os seus ativos negativos? O que eu vejo são prescrições. Sim, anunciam-se investigações, mas depois há prescrições".

Ana Gomes defendeu ainda que é preciso investigar a existência de uma lista com o nome de 46 juízes que o Benfica convidava para jogos de futebol. 

publicado às 03:18

Reflexão do dia

Juiz foi a duas finais da Liga Europa a convite do Benfica

Rui Gomes, em 14.03.20

O juiz Pedro Mourão foi a duas finais da Liga Europa a convite do presidente da SAD do Benfica, Luís Filipe Vieira. O desembargador do Tribunal da Relação de Lisboa confirma ter aceitado o convite do dirigente do Benfica e reconhece que não pagou um cêntimo para ir ver as duas finais europeias que o Benfica disputou: primeiro contra o Chelsea, em 2013, em Amesterdão; e, no ano seguinte, em Turim, contra o Sevilha. “Fui convidado e aceitei, não vejo mal nenhum disso”, diz o juiz. “Fomos e viemos num avião que estava cheio de políticos e jornalistas. As despesas foram todas asseguradas pelo Benfica, é verdade.”

mw-960.jpg

O nome deste desembargador faz parte de uma lista que a defesa de Luís Filipe Vieira entregou à equipa de magistrados que está a conduzir a investigação da Operação Lex. Esta lista não é a mesma que foi divulgada pela ex-deputada Ana Gomes e que circulou pelas redes sociais e o objectivo dos encarnados, ao entregá-la, foi demonstrar que Rui Rangel não era o único magistrado com presença habitual na bancada presidencial do Benfica — e que portanto não havia qualquer intenção em favorecê-lo.

Reportagem de Rui GustavoHugo Franco, Tribuna Expresso, aqui.

Muito mais antes e depois disto, mas, como muitos querem fazer crer, não se passa nada no universo encarnado!

publicado às 02:32

No último jogo dos quartos-de-final da Taça de Portugal de futsal, a equipa do Sporting CP deslocou-se ao Centro de Desportos e Congressos de Matosinhos para vencer o eterno rival Benfica por 3-5, garantindo dessa forma a presença nas meias-finais da competição.

O encontro foi marcado pela ausência de público nas bancadas devido às medidas tomadas pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF) para combater o surto de Covid-19 que tem vindo a alastrar-se por todo o País.

Os golos leoninos foram marcados por Taynan, aos 2 e 10 minutos, Cardinal aos 24, João Matos aos 27, e para fechar o marcador, Pauleta aos 32.

Com a equipa encarnada a apostar tudo no guarda-redes avançado, os últimos minutos foram de intensidade máxima mas o vencedor estava definido. O Sporting venceu as águias e vai encontrar na meia-final o CR Leões de Porto Salvo, equipa que bateu a AD Modicus nos quartos-de-final.

Tanto as partidas das meias-finais como a da final, que estavam agendadas para sábado e domingo, respectivamente, foram suspensas pela FPF devido ao surto de Covid-19.

publicado às 03:03

Ainda os vouchers: mais um mero equívoco?

TVI diz que PJ tem indícios de corrupção desportiva contra o Benfica

Rui Gomes, em 02.03.20

A TVI avança que a Polícia Judiciária tem fortes indícios de corrupção desportiva contra o Benfica no caso dos 'Vouchers'.

Numa reportagem do Jornal das oito deste domingo, a TVI avança que a PJ descobriu que 'vouchers' oferecidos pelo Benfica a árbitros não eram apenas de 35 euros e que, nalguns casos, chegaram aos 600 euros, já que os mesmos estendiam-se a pessoas da intimidade dos árbitros, observadores e assistentes.

2020-03-01 (1).png

A estação avança que a investigação fez um levantamento da facturação do restaurante Museu da Cerveja onde a conta das refeições terá andado entre os 500 e 600 euros.

Na investigação da PJ que a TVI teve acesso, alguns 'kits Eusébio' oferecidos pelo Benfica a árbitros ultrapassaram os 245 euros, montante definido pela UEFA como sendo o limite.

O caso original já foi arquivado na justiça desportiva mas continua no Ministério Público, juntamente com o caso dos emails, que alegadamente configuravam um esquema do clube da Luz para controlar a arbitragem.

Reacção do Benfica através de comunicado:

"A respeito de uma peça divulgada na TVI ("Benfica e Arbitragem"), promovendo o jornal de domingo às 20h00, o SL Benfica torna público que não foi notificado de nenhuma "conclusão do Ministério Público" relativamente a qualquer inquérito judicial que esteja em curso.

Aliás, não deixa de ser muito curioso e significativo o timing desta peça. Aquele inquérito está, como é sabido, sujeito a segredo de justiça, pelo que o SL Benfica reservará qualquer actuação para o momento e local próprios.

Mais aproveita o SL Benfica para relembrar que no designado caso dos 'vouchers', a que parece aludir a TVI, todas as decisões processuais de instâncias nacionais e internacionais até agora conhecidas concluíram pelo arquivamento do processo".

publicado às 02:33

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo


subscrever feeds