Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



As Notas de Julius 2021/22 (17)

Julius Coelho, em 04.11.21

Nesta rubrica, o leitor tem a oportunidade de apreciar - e se entender, criticar as notas (0-6) que eu atribuí aos jogadores do Sporting CP e a outros intervenientes do jogo com o Besiktas em Alvalade da 4.ª jornada da fase de grupos da Champions League, que resultou numa vitória por 4-0. Golos de Pedro Gonçalves (31' gp e 38'), Paulinho (41') e Sarabia (56').

Quem diria!!! ... Depois da goleada dos 5 golos sofridos em Alvalade com o Ajax, que o Sporting se levantava desta forma e que dependia de si para decidir já o apuramento para a fase seguinte da champion, no próximo jogo em casa com o poderoso Borussia Dortmund. A equipa não facilitou, entrou forte e decidida abafando o Besiktas durante praticamente toda a partida, brindando-o com nova goleada. Com uma primeira parte de gala em que todos os elementos estiveram muito bem e que logo ali resolveram o jogo com 3 golos sem resposta. Na segunda parte abrandaram, jogando em modus de gestão já a pensar no jogo em Paços de Ferreira, mas ainda deu para marcar o 4º golo por Sarabia. 

Screenshot (406).png

DESTAQUE - PEDRO GONÇALVES - 5.5 - Está de volta o Pote e logo com dois golos para o mundo ver. Muito ligado ao jogo, viu-se já mais rápido na disputa dos lances em que levou quase sempre a melhor; com a sua subida de forma o trio de ataque do Sporting tornou-se um verdadeiro pesadelo para os turcos. Foram 4 golos, mas podiam ter sido 6 ou 7.

ANTONIO ADÁN - 4.5 - É um guardião muito seguro, muito sereno e responde sempre bem quando é chamado a intervir; a equipa reconhece-o e fica tranquila. Sempre bem posicionado fez algumas paradas a remates tensos, que fez parecer fáceis pela segurança com que agarra sempre a bola.

PEDRO PORRO - 2 - Não lhe está a ser fácil estes primeiros meses da época, voltou a lesionar-se e desta vez pode ter sido um problema muscular, veremos nas próximas horas se terá paragem curta ou mais prolongada de recuperação. 

GONÇALO INÁCIO - 4 - Esteve sempre muito competente a defender, nunca facilitou nos espaços atrás de si, a sua forma física está a evoluir muito favoravelmente, apareceu várias vezes atrevido com passes a rasgar as linhas adversárias, sinal que se sente mais confiante e mais confortável.

SEBASTIÁN COATES - 5 - Fez tudo bem como sempre, só não marcou o seu golo habitual mas andou lá perto, ganhou vários lances nas alturas na área adversária. Voltou a ser o patrão a que todos obedecem à sua volta, até mesmo... os adversários.

ZOUHAIR FEDDAL - 4 - Mostrou também que está em clara subida a sua forma física, mais confiante na disputa e no passe, teve mais trabalho porque o adversário teimou em tentar entrar pelo seu lado e do Matheus Reis. Foi competente e fez sempre bem a sua parte na leitura dos espaços e na antecipação.

MATHEUS REIS - 4 - Esteve sempre bem a defender e a dar a largura no apoio à saída. Entendeu-se bem com o Feddal na distribuição dos espaços e nas dobras as várias vezes que os avançados turcos tentaram entrar por aquele lado esquerdo. Com a concentração sempre em alta nunca facilitou. Teve excelente iniciativa numa fuga pelo seu corredor e que resultaria no quarto golo da equipa.

JOÃO PALHINHA - 4.5 - Correu kilómetros, sempre ligado à corrente foi apagando os fogos, que os turcos tentavam incendiar em várias zonas do campo, saiu-se sempre bem, matando logo de início vários lances que podiam gerar perigo à defesa da equipa.

MATHEUS NUNES - 4.5 - No melhor período da equipa, evidenciou-se na função muito exigente de box to box; fez uma excelente assistência ao Pedro Gonçalves no segundo golo. Ligou com perfeição as linhas da equipa. Foi substituído ainda cedo, aos 60', quando o resultado já estava feito e era a hora de gerir. 

PABLO SARABIA - 5 - Fez uma excelente exibição com várias assistências em lances que poderiam dar golo. Foi o avançado mais móvel da equipa e com isso ajudou a criar espaços e desequilíbrios na defesa turca, marcou o quarto e merecido golo com uma excelente execução.

PAULINHO - 5 - E já vão três golos na Liga dos Campeões em 4 jogos... voltou a marcar um golo de belo efeito num lance bem construído e com remate fora da área sem hipótese de defesa. Antes ouviu o estrondo de uma bola sua no poste que fez abanar a baliza e depois o guarda-redes fazer a defesa da noite num remate que levava o selo de golo. É jogador para o hat trick e não faltará muito para fazer o primeiro. 

RICARDO ESGAIO - 3.5 - Entrada forçada pela lesão do Pedro Porro ainda na primeira parte. Entrou muito bem no jogo com muita competência e foco no que tinha que fazer. O golo do Paulinho que fez levantar o estádio teve o seu início no Ricardo Esgaio num lance de excelente entendimento.

DANIEL BRAGANÇA - 3.5 - Com a vitória já garantida o Rúben Amorim decidiu ainda cedo fazer gestão na equipa, mas o Daniel quis mais que isso quando entrou a substituir o Matheus Nunes, por duas vezes quase que molhava a sopa. Falhou de forma inacreditável um golo cantado.

NUNO SANTOS - 3.5 - Entrou também com ganas de se mostrar aos mais de 40.000 adeptos que estavam no José Alvalade; a ordem era desacelerar e controlar o resultado mantendo a posse da bola, mas o Nuno e a sua irreverência queriam algo mais, mas já não deu.

RÚBEN VINAGRE - 2.5 - Entrou para o quarto de hora final, numa fase em que a equipa já tinha desacelerado e baixado a intensidade, os turcos aproximaram-se mais da baliza do Sporting e o Rúben Vinagre ficou aí amarrado no seu lugar a defender e a fazer pela vida. Viu-se ainda num lance solto e com espaço perto da área do Besiktas mas definiu muito mal.

JOVANE CABRAL - 2.5 - Tentou algumas vezes a explosão das suas arrancadas com a bola colada no pé mas a equipa já não acompanhou esses lances. Ainda ofereceu um golo de bandeja ao Daniel que falhou clamorosamente.

RÚBEN AMORIM - 5.5 - Que excelente espectáculo que os seus jogadores proporcionaram a um estádio bem recheado de adeptos. A equipa puxou pelo público que respondeu da melhor forma, nunca se calou a apoiar de princípio ao fim. Já tem garantida a Liga Europa mas quer muito mais do que isso e no próximo jogo pode acontecer a grande surpresa; a equipa que tantos já tinham condenado vai poder lutar num só jogo pelo apuramento para a fase seguinte. Deu para tudo até para gerir a equipa para o próximo jogo do campeonato em Paços de Ferreira.

SERGEN YALÇIN - 2 - Foi goleado duas vezes pelo Sporting, encaixando 8 golos; ontem o melhor que os seus jogadores conseguiram foi cumprimentarem o Adán que respondeu sempre que estava muito bem e tranquilo da vida. Foi uma noite divertida para os adeptos leoninos.

SERGEI KARASEV (Árbitro) - 4 - Árbitro de más recordações para o Sporting, no tempo em que máfia russa andava pelos estádios europeus a penalizar os concorrentes dos russos pelo ranking para a Liga dos Campeões. Fez uma arbitragem competente, interpretando as leis do jogo como elas são.

JUAN MARTÍNEZ MUNUERA (VAR) - 4 - O penálti sobre o Pote não deixou margem para dúvidas e só tinha que o confirmar.

publicado às 03:34

Estatísticas do jogo

Rui Gomes, em 04.11.21

Screenshot (407).png

COMUNICADO DO SPORTING

O Sporting Clube de Portugal agradece todo o apoio demonstrado nas bancadas do Estádio José de Alvalade na importante vitória de hoje frente ao Besiktas.

A enorme concentração de pessoas que se verificou à mesma hora, resultante de diversos factores, mas especialmente por dificuldades nos acessos até ao nosso Estádio, aos quais o Sporting CP é completa e totalmente alheio, provocou demora na entrada. 

Agradecemos muito a compreensão e especialmente o comportamento e apoio incansável do nosso público.

Rúben Amorim

"Tivemos dificuldades lá que aqui não tivemos. Arranjamos sempre maneira, com uma movimentação muito boa. Controlámos sempre o jogo. Foi completamente diferente ao de lá. Tem a ver com as mudanças do jogo em si. Uma vitória bem justa. O Dortmund perdeu. Estamos vivos. Isso é importante [depender de si próprio para se qualificar], também é importante não criar ilusões. O Dortmund é uma equipa muito experiente que sabe lidar com estas situações. Agradecemos muito o apoio do público. Enquanto for possível a nossa equipa não desiste".

Pedro Gonçalves

"Fomos fantásticos esta noite, a defender e também a atacar. Foi um jogo extremamente difícil, embora possa não parecer. Trabalhámos durante a semana para tudo correr bem e desta vez correu e ficamos contentes que neste jogo os sportinguistas não tenham sofrido tanto. Vamos entrar em todos os jogos para vencer. Por agora vamos olhar para o próximo jogo, que é com o Paços de Ferreira, as contas do grupo da Champions ficam para depois".

Paulinho

"Correu bem. Mas o mais importante foi ganharmos. Sabíamos que só a vitória podia aproximar-nos do apuramento e foi então o que conseguimos. Sentimo-nos confortáveis porque trabalhámos para isso. Apesar dos outros resultados, o Besiktas é perigoso, mas preparámos o jogo e acho que a vitória reflecte isso. Sabíamos que depois de perdermos os dois primeiros jogos, tínhamos de ganhar mas nada estava perdido. É trabalhar e manter o foco".

Sarabia

"Foi uma vitória muito positiva. A equipa fez um belo jogo, não só a atacar. A verdade é que concedemos poucas ocasiões de golo ao nosso adversário. Estamos a fazer o nosso trabalho, conseguimos duas vitórias com o Besiktas e agora vamos ter um jogo muito bonito aqui, para decidir tudo contra o Dortmund. Tinha muitas 'ganas' de marcar aqui, perante os nossos adeptos. Vim para ajudar e é o que estou a tentar fazer".

publicado às 03:33

Foto do dia

Rui Gomes, em 04.11.21

Screenshot (404).png

Paulinho marcou o seu terceiro golo em quatro jogos na Liga dos Campeões

publicado às 03:32

isa_8822.jpg

A equipa de sub-19 do Sporting perdeu, esta quarta-feira, por 2-1, na recepção ao Besiktas, a contar para a quarta jornada da fase de grupos da UEFA Youth League.

A perder por 2-0 ao intervalo, os leões acabaram por fazer o 2-1 aos 56 minutos, quando Diogo Travassos colocou a bola com perigo na pequena área e Badra Cisse, pressionado por Rodrigo Ribeiro - que entrou pouco antes -, enviou a bola para a própria baliza, mas não conseguiram virar o marcador.

Na próxima jornada, o Sporting CP defronta o Borussia Dortmund. Os leões são terceiros classificados do Grupo C com cinco pontos, menos dois do que Borussia Dortmund e AFC Ajax e mais dois do que o Besiktas.

Sporting CP: Diego Callai [C] [GR], Gonçalo Esteves, Chico Lamba, Emanuel Fernandes, Diogo Travassos, Renato Veiga (Samuel Justo, 75'), Dário Essugo (Kiko Félix, 87'), Miguel Menino, Mateus Fernandes (Rodrigo Ribeiro, 52'), Lucas Dias (Domingos Andrade, 75') e Youssef Chermiti (Martim Marques, 87').

publicado às 03:30

Um Sporting inspirado!

Rui Gomes, em 03.11.21

Screenshot (402).png

Sporting já garantiu pelo menos a Liga Europa

e pode conseguir os 'oitavos' da Champions na próxima ronda.

publicado às 21:45

Algumas considerações de Pedro Gonçalves na conferência de imprensa

"A equipa está confiante, tal como estava nas semanas anteriores. Fazemos sempre o mesmo trabalho. Esperamos fazer um grande jogo".

"Estou extremamente contente por fazer parte deste grupo e deste Clube e espero dar sempre o máximo por esta camisola".

"A nossa maior obrigação é sempre ganhar porque este é um grande Clube. Temos de dar sempre o nosso máximo e conseguir a vitória. Espero que amanhã seja mais um dia [desses] e que consigamos dar a vitória aos nossos adeptos. Precisamos muito de ganhar nesta competição e o nosso objectivo é entrar sempre para ganhar".

"A minha lesão já passou, felizmente. Já fiz bastantes jogos e estou mais confiante do que nunca. Sinto a falta dos golos, mas eles vão aparecer. Não tenho pensado muito nisso"

publicado às 03:17

As Notas de Julius 2021/22 (13)

Julius Coelho, em 20.10.21

Nesta rubrica, o leitor tem a oportunidade de apreciar - e se entender, criticar as notas (0-6) que eu atribuí aos jogadores do Sporting CP e a outros intervenientes do jogo com o Besiktas em Istambul da 3.ª jornada da fase de grupos da Champions League, que resultou numa vitória por 4-1. Golos de Sebastián Coates (15' e 27'), Sarabia (44'gp) e Paulinho (89').

O Leão rugiu forte em Istambul, marcou por 4 vezes num festival de golos perdidos. Com um ataque demolidor arrasou na sua primeira vitória em terras turcas, esfriando e silenciando o sempre entusiástico público do Besiktas no caldeirão do Vodafone Park. Entrou no jogo na expectativa do que faria o adversário levando inicialmente com alguns sustos que o enorme Adán resolveu, depois percebeu que tinha condições de fazer mais e melhor, arregaçou as mangas e foi para cima deles subindo sempre de produção até ao apito final do árbitro. Aos 70 minutos já o treinador dos turcos estava sentado quietinho no seu banco com a toalha atirada ao chão.

img_770x443$2021_10_19_06_47_06_1917473.jpg

DESTAQUE - SEBASTIÁN COATES (CAP) - 5.5 - Nem foi necessário as habituais horas extraordinárias para marcar à ponta de lança. Aos 27 minutos já tinha metido dois lá dentro e para os mais distraídos que não viram como cabeceou para o primeiro, repetiu o lance novamente minutos depois com igual cabezazo. Dois golos a papel químico e quase um terceiro, não fosse a mão do Vida a desviar a bola, que resultou num penálti das novas tecnologias. Depois ainda armadilhou todos os terrenos da defesa da equipa, fazendo cair sistematicamente em fora de jogo os avançados turcos. Merecia um ...6.

ANTONIO ADÁN - 5 - Vê-se que é um guardião muito feliz na baliza do Sporting, Clube que aprendeu a amar e com o qual vai assinar um novo e merecido contrato. Naqueles primeiros quinze minutos, enquanto os colegas ainda não tinham entrado bem no jogo, resolveu e foi resolvendo sozinho os vários problemas com intervenções de excelente nível, depois o interruptor da equipa ligou e lá pôde respirar e assistir ao jogo.

PEDRO PORRO - 4 - Andou toda a primeira parte preocupado com o pezinho, sempre a ver onde o colocava. O treinador deve ter-lhe dito alguma coisa ao intervalo, porque no regresso ao relvado voltámos a ver aquele espanholazo sem medo, a ir para cima deles e a disputar os lances para ganhar. A equipa tem dois jovens defesas direitos fantásticos; quem viu o outro jogo ao princípio da tarde, dos juniores, viu o Gonçalo Esteves e tudo o que fez.

GONÇALO INÁCIO - 3.5 - Uiiiiiii!! Aquele início ainda andou aos papéis!! Salpicou o bom e o mau mas lá se recompôs e acalmou, o comandante também deu uma ajuda; o lance do primeiro golo é ele que a desvia no primeiro "palo" para a cabeça de ouro do patrão Seba. Na segunda parte subiu de produção como toda a equipa e voltámos a ver o Gonçalo Inácio no seu melhor.

ZOUHAIR FEDDAL - 3.5 - Cumpriu bem a sua tarefa é um facto, mas nota-se que ainda não está a cem por cento. Cometeu alguns deslizes primários com a linha do fora de jogo e no timing de entrada dos avançados do Besiktas, depois tranquilizou-se e foi sempre a subir de produção especialmente na capacidade de antecipação aos adversários.

MATHEUS REIS - 3.5 - Entrou no jogo com clara dificuldade de interpretar a sua missão e parecia que iria ter uma tarde difícil e de grande desacerto. Nunca transmitiu fiabilidade na sua tarefa mas lá foi melhorando com o decorrer do jogo. Sempre muito esforçado mas nem sempre com o critério que se pedia, fisicamente parece estar bem, apoiou sempre os colegas mais adiantados na construção dando linhas de passe.

JOÃO PALHINHA - 4.5 - O meio campo da equipa demorou a entrar no jogo; na primeira parte ele e o Matheus Nunes tiveram alguma dificuldade em perceber o jogo do adversário e com isso o acerto dos espaços a preencher. Tiveram que receber instruções do treinador que os ajudou a corrigir tudo o que parecia que estavam a complicar. Os golos do capitão ajudaram a "acalmar" o adversário e ligaram o João Palhinha ao jogo; a partir daí varreu tudo à sua frente até ao final. Comprou o meio campo com suor, garra e aquela qualidade que lhe reconhecemos.

MATHEUS NUNES - 4 - O jogo até parecia estar bem propício às suas características de vagabundo, mas faltou melhor definição no critério da decisão e no último passe. Sempre teve espaço àss carradas, mas raramente os soube aproveitar da melhor forma; melhorou também na segunda parte mas...sabe fazer muito mais e melhor.

PABLO SARABIA - 4.5 - A primeira vez que vimos jogar o trio (Pote, Paulinho e Sarabia) na frente do ataque e a equipa marcou quatro golos num estádio tradicionalmente terrível para qualquer adversário. Mas ficou bem evidente que falta ainda muito trabalho para melhorarem o seu entrosamento, principalmente no último passe, em que falharam várias vezes. Foi muito competente, difícil de marcar e sempre com muito bom critério no passe, marcou a grande penalidade num remate sem hipóteses para o guarda-redes. Terá que aparecer mais vezes com a sua temível meia distancia.

PEDRO GONÇALVES - 4 - Joga e faz em simultâneo o trabalho de recuperação física para voltar aos níveis de intensidade que lhe conhecemos. Falta-lhe um pouco mais ainda, está já perto, mas os falhanços pouco habituais em lances que sempre acertava provam isso. O critério, o último passe, a capacidade física na disputa, o feeling, tudo está a caminho e não tarda a chegar-lhe.

PAULINHO - 5 - Uiiii! Dar nota 5 ao Paulinho... Eu explico, duas bolas nos "palos" uma assistência para o segundo golo e um golazo que vale dois pontos e aí temos o 5. E ainda deu de borla tudo o resto que fez. Quiçá entusiasmado com o nível da guarda de honra ao seu lado (Pote e Sarabia) arrancou um muito bom jogo, dos melhores que fez desde que chegou. As defesas adversárias que se cuidem.

RICARDO ESGAIO - 3 - Agora foi bombeiro na esquerda, um sector que continua a dar trabalhos ao treinador. Cumpriu com a sua experiência, mas entrou já no melhor período da equipa, quando o adversário já tinha o seu treinador sentado no banco resignado e desiludido com o resultado e com tudo o que se passava no relvado.

TIAGO TOMÁS - 2 - Jogou dez minutos e viu-se por duas vezes: uma a levar um amarelo por uma entrada despropositada aos pés de um adversário e na outra, quando e mais uma vez, falha um golo cantado à boca da baliza.

DANIEL BRAGANÇA - 1 - Quatro minutos em jogo. Nem deu para o banho.

LUÍS NETO - 1 - Também jogou os últimos quatro minutos, mas mereceu, foi mais uma internacionalização para a sua carreira que já soma umas quantas. 

NUNO SANTOS - 1 - Quatro minutos em campo para não amuar, não pode dizer que não jogou.

RÚBEN AMORIM - 6 - Começam a faltar adjectivos para classificar este jovem treinador que mudou o rumo do nosso Sporting CP para uma rota de sucesso e de vitórias, com bom futebol, vivo, atraente, eficaz, que tantas alegrias tem dado nos últimos tempos a toda a nação sportinguista. Preparou bem o jogo e a mente dos seus jogadores para uma partida que era uma final, em que só a vitória interessava. Ganharam e convenceram na primeira vitória do Sporting em terras turcas. Depois ter um defesa central que mete inveja a todo o mundo ajuda muito. Agora vai ter o trabalho sempre complicado, mudar o chip à equipa para o jogo do campeonato.

SERGEN YALÇIN - 2 - Só deve ter visto o resumo do Sporting-Ajax e acreditou na virgem Maria. A sua equipa ainda fez umas cócegas na primeira parte mas todo aquele vendaval provocado pelo Seba e companhia destruiu por completo todos os seus sonhos. Resignou-se e saiu de fininho para o banco e por ali ficou até ao apito final do árbitro.

SLAVKO VINCIC (Árbitro) - 3.5 - No geral fez uma boa arbitragem, mas fez vista grossa à falta no lance do golo do Besiktas, o marcador apoia-se no Matheus Reis impedindo-o de disputar o lance. Depois o VAR podia e devia ter anulado o golo. 

MATEJ JUG (VAR) - 3.5 - Por um lado, agiu positivamente no lance da grande penalidade; na imagem corrida ninguém deu pela mão do Domagoj Vida (lance idêntico no Estoril mas que o VAR português nada fez). Já tinha impressionado negativamente no lance do golo do Besiktas ao não o anular por clara falta sobre o defesa do Sporting.

publicado às 04:03

Estatísticas do jogo

Rui Gomes, em 20.10.21

GoalPoint-Besiktas-Sporting-Champions-League-20212

Uma estatística que me surpreende. O Sporting só teve 39% posse de bola? Não haverá aqui um lapso do autor do gráfico?

De qualquer modo, uma equipa com veia ofensiva: 20 remates, 9 dos quais enquadrados, e 4 golos. Isto, além das duas bolas de Paulinho aos ferros.

Na primeira parte, 11 remates, 6 dos quais enquadrados, e, pelos vistos, 41% posse de bola.

Breves considerações de Rúben Amorim:

Sarabia cobrou o penálti: "Disse que era o Pote a bater, só saiu por lesão, não estava confortável, porque queria mudar o lado. Sabia que tinham reparado que o Porro já tinha marcado dois penáltis. Eu dou a indicação, se falharem pode ser que haja um problema. Desde que não falhem, não há problema para mim. Eles decidiram. Por mim está bem decidido, desde que seja golo".

Pote e bola parada: "Foi cansaço, fez o jogo praticamente todo. Não será nada de grave. Foi mérito dos jogadores, foi mérito dos jogadores. Resolvemos com a bola parada. Se acontece uma vez pode ser sorte, se forem duas, é certamente trabalho".

Sistema táctico: "Temos vindo a trabalhar neste sistema. Não acho que sejam sempre três centrais, daí que mudemos mais vezes. Sou um treinador que precisa de regras, tempo para explicar e não gerar confusão".

A goleada: "Sabíamos que iria ser muito difícil e foi. Tivemos várias oportunidades, mas os primeiros quinze minutos foram do Besiktas. O golo do Coates mudou-nos o jogo. Isso acontece em vários jogos, como com o Ajax, em que entrámos a perder. As situações de jogo mudam a dinâmica do jogo".

Sensações durante o jogo: "Só a partir do quarto golo senti que o jogo estava ganho. Estávamos a falhar oportunidades, se o Besiktas faz o 2-3 aos 90... A partir do 4-1 senti que estava decidido".

publicado às 04:02

Leões rugiram mais e melhor

Rui Gomes, em 19.10.21

246804509_10157995094706555_7618616071304333827_n.

Os nossos dois pontas de lança em grande destaque: Paulinho e... Coates!

publicado às 19:45

247398544_10157994692026555_1646584689749303752_n.

O Sporting visitou e venceu (3-1) esta terça-feira o Besiktas, em jogo da 3.ª jornada da Youth League. A equipa de Filipe Pedro entrou forte e a dominar o encontro, mas a expulsão de Gilberto Batista logo aos 12 minutos acabou por deixar o Sporting reduzido a dez. Os leões continuaram à procura do golo que acabaria por chegar aos 40 minutos, por intermédio de Diogo Travassos. Ainda um pouco antes do intervalo, o Besiktas também se viu reduzido a dez unidades, por expulsão de Agrap, graças a duas entradas perigosas.

O emblema turco entrou por cima na segunda parte e empatou o marcador aos 49', por intermédio de Demirbas, mas o Sporting voltou a pegar no jogo e até ao final foi a equipa dominadora. Chico Lamba aos 61' e Samuel Justo com um grande golo, aos 86', fecharam o resultado final. Os leões somaram a primeira vitória na Youth League.

No Grupo C, o Sporting situa-se em segundo lugar, com 5 pontos - 2 empates e uma vitória - dois pontos atrás do Borussia Dortmund e um à frente do Ajax.

O próximo jogo está agendado para o dia 3 de Novembro, com os leões a receberem os turcos do Besiktas.

publicado às 15:49

b77b2 (1).jpg

Sporting e Besiktas chegaram esta quarta-feira a um acordo para a transferência de Rosier, lateral-direito francês que na última época esteve cedido precisamente ao emblema turco.

A transferência renderá, em valor fixo, 5,1 milhões de euros, aos quais se pode juntar mais meio milhão por objectivos - tudo por 80% do passe.

Na Turquia, onde em 2020/21 realizou 37 jogos, 14 assistências e apontou três golos, Rosier - que em 2019 custou 5 milhões de euros à SAD junto do Dijon, mais o passe de Mama Baldé - vai auferir um ordenado líquido na ordem dos 1,4 milhões.

publicado às 03:00

60a6305fae298ba2ad555e11.jpg

O Galatasaray desistiu da contratação de Rosier, após já ter acertado a transferência com o Sporting por cinco milhões de euros fixos e mais seiscentos mil euros em objectivos. A garantia foi dada pelo próprio presidente do clube turco, Burak Elmas, que se mostrou incomodado com a posição pública do lateral que, nas redes sociais, garantiu que "é filho do Besiktas", uma mensagem que acabou por apagar.

"O Rosier já não está na nossa agenda. Não estamos interessados num jogador que diz que é do Besiktas", afirmou Burak Elmas.

Desta forma, Rosier vai continuar ligado ao Sporting, e só sairá quando o Besiktas chegar aos valores exigidos em Alvalade. Até à data, o Besiktas só ofereceu 4,5 milhões de euros, um valor considerado demasiado baixo pela SAD leonina.

Uma iniciativa pouco inteligente da parte do jogador!

publicado às 03:01

Sporar desperta atenções

Rui Gomes, em 27.06.21

image.jpg

O Besiktas fez em tempos uma abordagem por Andraz Sporar e, ao que consta agora, o avançado esloveno é novamente alvo da sua atenção, como reforço para 2021/22.

Tendo presente que ele não fará parte dos planos de Rúben Amorim, os turcos pretendem assegurar o jogador por empréstimo com opção de compra.

Este objectivo, no entanto, não será o que o Sporting tem em mente, dado que ainda tem a esperança de conseguir transferir o atleta a título definitivo.

Sporar chegou a Alvalade em Janeiro 2020 por 6,6 milhões de euros. Esteve emprestado ao SC Braga na segunda metade da época transacta, mas o clube minhoto não accionou a cláusula de opção de compra de 7,5 milhões de euros

Neste momento, o seu passe está avaliado em 5,5 milhões de euros.

publicado às 03:02

 

ResourceImage.jpg

 

O Sporting fez história este sábado no andebol português. Com a vitória sobre o Besiktas, por 34-28, os leões asseguraram o acesso aos 16-avos-de-final da Liga dos Campeões, tornando-se na primeira equipa portuguesa a superar a fase de grupos da mais importante prova do andebol europeu. A grande figura da partida foi Carlos Ruesga, com sete golos marcados, ao passo que Frankis Carol, Carlos Carneiro e Ivan Nikcevic fizeram seis golos cada.

 

A formação de Hugo Canela chegou cedo à vantagem e de lá não saiu: ao intervalo já venciam por 20-16, com Carlos Carneiro e Ivan Nikcevic a serem os melhores marcadores leoninos da primeira parte.

 

No segundo tempo, a equipa verde e branca dilatou ainda mais a vantagem, já com Asanin em campo, terminando no resultado final de 34-28 para os leões, com Carlos Ruesga a impor-se com sete golos. O Sporting mostrou assim a sua superioridade frente à equipa turca, tornando este dia histórico para o andebol leonino.

 

Com esta vitória, a equipa leonina sobe ao segundo lugar, num empate pontual (14 pontos) com o líder Bjerringro-Silkeborg, da Dinamarca. O acesso à próxima fase está garantido, indiferente do resultado da 10.ª e última jornada da fase de grupos, que é precisamente contra a equipa dinamarquesa, em jogo agendado para o dia 2 de Dezembro.

 

Hugo Canela não escondeu a felicidade pelo momento e agradeceu a "todos os adeptos que se deslocaram ao Pavilhão João Rocha para assistir ao concretizar de um resultado histórico. Conseguimos brindar os nossos adeptos com uma exibição fantástica no nosso Pavilhão. Quando somos crianças, sonhamos com muitas coisas. Hoje, podemos dizer que temos a sorte de continuar a concretizar os nossos sonhos."

 

Parabéns leões !

 

publicado às 03:49

 

frankisbesiktas.jpg

 

A equipa de andebol do Sporting triunfou na sétima jornada da Velux EHF Champions League por 34-27 sobre o Besiktas Mogaz e sobe ao terceiro posto do grupo D, em jogo disputado este sábado no Pavilhão João Rocha.


A jogar frente ao terceiro colocado do referido grupo, a turma leonina entrou muito bem, chegou ao intervalo já a vencer por 17-12, e acabou por assumir uma liderança que não mais deixou fugir. Frankis Carol e Ivan Nikcevic, com seis golos, foram os melhores marcadores do Sporting, ao passo que Pedro Portela e Carlos Carneiro lhes ficaram logo atrás, com cinco.

 

Com o empate do Motor na Rússia, os leões sabiam da importância do triunfo e estão agora a três pontos do segundo lugar, último de acesso à próxima fase. Para já, o Sporting garante a ultrapassagem ao Besiktas e ao Metalurg, com mais um ponto, e coloca todas as fichas no oitavo jogo na competição, justamente na casa do Motor, daqui a uma semana.

 

publicado às 03:21

 

21742896_10155112032893666_7558362051051159497_n.j

 

O Sporting entrou este domingo a vencer no Grupo D da EHF Champions League, 30-26, na visita aos turcos do Besiktas Mogaz HT, no regresso à mais importante prova europeia de clubes.

O extremo Pedro Portela, com oito golos, foi o melhor marcador da equipa leonina, que ao intervalo vencia por apenas um golo de diferença (17-16). Para a equipa portuguesa, marcaram ainda Ivan Nikcevic (6), Tiago Rocha (5), Michal Kopco (4), Edmilson Araúko (2), Felipe Borges (2) e Carlos Ruesga, Frankis Marzo e Janko Bozovic, todos com um golo cada.

Pela formação turca, que na próxima jornada defronta o HC Metalurg, da Macedónia, o melhor marcador foi Ramazan Done, com 10 golos.

O campeão português segue no grupo da frente, com os mesmos pontos (2) dos ucranianos do Motor Zaporozhye e dos franceses do Montpellier.

 

img_770x433$2017_09_17_18_13_33_1313518.jpg

 
Na próxima jornada, agendada para domingo, o Sporting recebe o Motor Zaporozhye, que no sábado se impôs aos russos do Chekhovskie Medvedi, por 36-23.

Jogo realizado no Kocaeli Sehit Polis Recep, em Izmit, na Turquia.

Arbitragem de Carlos Miklos Andorka e Robert Hucker, ambos da Hungria.

Sporting: Aljosa Cudic (gr), Manuel Gaspar (gr), Pedro Valdez, Pedro Portela (8), Michal Kopco (4), Bosko Bjelanovic, Cláudio Pedroso, Carlos Ruesga (1), Frankis Marzo (1), Tiago Rocha (5), Francisco Tavares, Edmilson Araújo (2), Ivan Nikcevic (6), Janko Bozovic (1) e Felipe Borges (2).

 

publicado às 03:27

 

711297.jpg

 

Em declarações ao jornal turco Ajansspor, Ahmet Nur Çebi, vice-presidente do Besiktas, desmentiu as recém-notícias que reportaram o interesse do clube turco na contratação de Jorge Jesus:

 

«As notícias de um alegado acordo com Jorge Jesus em nada correspondem à verdade. Não temos qualquer interesse».

 

Questionado quanto ao futuro do técnico Senol Gunes, cujo contrato termina no final da presente temporada, Ahmet Nur Çebi não esclareceu se a renovação irá avançar:

 

 «Não é a altura para falar disso. Temos o jogo com o Olympiacos para a Liga Europa, competição que queremos vencer. Somos melhores e espero que os planos não saiam furados».

 

Não temos conhecimento de causa e nem sequer pretendemos alimentar este cenário, mas como bem sabemos, no futebol, o que ontem era verdade hoje é mentira, e vice-versa.

 

publicado às 03:16

Consideração do dia

Rui Gomes, em 13.03.17

 

Jesus.jpg

 

É muito improvável que haja qualquer fundamento concreto com os rumores que circulam esta segunda-feira que dão Jorge Jesus a mudar-se para a Turquia no Verão.

 

A acreditar, o Besiktas procura substituto para Senol Gunes que termina o seu contrato com os campeões turcos esta época e ainda não renovou. Jorge Jesus será um dos alvos prioritários, a quem estarão dispostos a oferecer seis milhões de euros líquidos por ano.

 

Um cenário improvável, como já referi, mas que poderia ser uma boa opção para o Sporting. Baixar significativamente a sua folha salarial e ver-se livre do enorme ego do melhor treinador do Planeta e arredores. Além do mais, a exemplo do que sucedeu com Leonardo Jardim, o negócio poderia permitir um encaixe financeiro agradável.

 

Já como Bruno de Carvalho irá conseguir viver sem o seu "camarada em armas" favorito, é uma conversa lateral.

 

Em 2015 constou que o Fenerbahçe tinha apresentado uma proposta a Jesus, contudo, foi rejeitada por motivos pessoais não revelados.

 

publicado às 11:38

Foto da Semana

Rui Gomes, em 13.12.15

 

1024_gif.jpg

 

Liga Europa  -  Sporting 3  Besiktas 1  -  10 de Dezembro de 2015

 

publicado às 05:27

 

brand.gifx240-rWf.jpgbrand.gif

 

Vamos ser honestos... depois de uma primeira parte e até os primeiros 15 minutos da segunda, em que o Sporting não demonstrou o mínimo de inspiração e menos ainda capacidade para resolver seja o que for, ninguém esperava ver três golos em dez minutos e o que acabou por ser uma belíssima vitória que nos permite avançar para os 16 avos de final da Liga Europa.

 

NH22TXHW.jpg

O Sporting foi encontrar um Besiktas com muita personalidade e confiança, consciente de que, em princípio, não precisava de correr riscos para assegurar um resultado favorável. Montou uma autêntica muralha defensiva em linhas baixas, exerceu um "pressing" forte em todo o terreno e limitou-se a apostar nos lances de transição. A equipa leonina tentava mas simplesmente não conseguia penetrar pelo corredor central, especialmente com o seu melhor «playmaker» mais uma vez encostado às linhas laterais, pela incrível e imperdoável teimosia de Jorge Jesus, o grande responsável pelo estado das coisas até ao lance que definiu o jogo, entre os inevitáveis Bryan Ruiz e Islam Slimani.

 

A somar ao que já descrevi, verificou-se uma estranha falta de intensidade por parte do Sporting,  disposição muito invulgar nesta equipa até este ponto da época. Entre tudo isto, valeu uma excelente defesa de Rui Patrício aos 40 minutos de jogo para preservar o então nulo no marcador. Já no lance do golo dos turcos, nada pôde fazer; João Pereira perdeu a bola no meio do terreno a permitir uma jogada de contra-ataque e Ricardo Quaresma exibiu novamente a sua obra de trivela para a finalização de Mario Gomez praticamente à boca da baliza.

 

LVO8KUA4.jpg

Com  a saída de Fredy Montero e a entrada de Gelson Martins, Bryan Ruiz começou a aparecer mais no interior e foi o seu soberbo passe que isolou Slimani para o primeiro golo leonino. Aqui, alguma responsabilidade para o guarda-redes turco que foi muito lento a sair da baliza. Este lance inspirou o Sporting e prontamente começou-se a sentir um outro querer e uma outra dinâmica da equipa. Bryan Ruiz, novamente ele, a rubricar o segundo golo com um potente remate aos 72'. Cinco minutos mais tarde, Teo Gutiérrez finalmente marcou um golo que eu apreciei imenso, com presença na área e um remate muito bem colocado para bater o guarda-redes. Em suma, um golo à ponta de lança. Veremos se isto o inspira para seguir este rumo o resto da época. Já quanto à sua criancice em "roubar" o spray ao árbitro para celebrar o golo, não merece mais comentário.

 

Com este resultado, o Sporting regista 10 pontos e garantiu o 2.º lugar no Grupo F, um ponto atrás do Lokomotiv de Moscovo que bateu o Skenderbeu, por 3-0. Veremos em breve quem vai estar pela frente nos 16 avos.

 

Apenas uma nota final para reiterar que não posso criticar o suficiente a teimosia de Jorge Jesus ao insistir em colocar o melhor «playmaker» do Sporting na ala, só para surgir na fase posterior de jogos a emendar o seu erro. Já no último jogo fez o mesmo, colocando Mário João nas costas do ponta de lança.

 

Nota: 28211 espectadores em Alvalade.

 

publicado às 22:32

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D




Cristiano Ronaldo