Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Bessone Basto tem ou não razão?

Rui Gomes, em 06.08.21

5951989.jpg

Bessone Basto, antigo atleta do Sporting, mostra-se contra a naturalização de atletas e diz que Portugal só ganhou uma medalha nos Jogos Olímpicos de Tóquio.

Pedro Pichardo (Medalha de Ouro) - natural de Cuba

Patrícia Mamona (Medalha de Prata) - natural de Lisboa

Jorge Fonseca (Medalha de Bronze) - natural de São Tomé e Príncipe

Fernando Pimenta (Medalha de Bronze) - natural de Ponte de Lima

Bessone Basto tem ou não razão?

publicado às 03:01

"Isto não é como jogar o dominó"

Rui Gomes, em 24.10.16

 

Nestes momentos de exibições e resultados menos agradáveis, não é invulgar surgirem antigos dirigentes e atletas a dar as suas opiniões sobre a equipa, a responsabilidade de quem a lidera e, até, a reacção dos adeptos:

 

Bessone-Basto.jpg

Bessone Basto

 

«Não me admira nada, porque Sporting perdeu dois jogadores muito importantes (o João Mário e o Slimani - aliás, três, agora com a lesão do Adrien) e isto não é como jogar dominó.

 

A contestação acontece sempre há maus resultados. Não me admira nada, porque Sporting perdeu dois jogadores muito importantes (o João Mário e o Slimani - aliás, três, agora com a lesão do Adrien) e isto não é como jogar dominó.

 

No FC Porto, também houve muita contestação. Depende muito da bola entrar ou não. Se o Sporting tiver a sorte de ganhar ao Real Madrid, já são os maiores. Nessa guerra não me revejo. Quando jogarem em casa, vão estar sobre brasas. Nos maus resultados, há que ajudar e não carpir mágoas ou culpar o treinador. O Jorge Jesus disse muito bem, o Tondela jogou com muito mérito, com as suas armas. O Sporting não foi competente, há que seguir em frente».

 

19022789_rrTiP.jpg

Rui Barreiro

 
«Há um ligação muito forte entre o presidente e o treinador. Foram dadas a este treinador condições quase únicas e portanto o que espero é que não haja próximo desaire, porque a haver o universo sportinguista não ficará nada satisfeito. Não há aparentemente justificação para este momento. O treinador é o mesmo da época passada, há mudanças mas não são tão grandes do ponto de visto de jogadores. Houve um conjunto de reforços que não têm aparecido, mas que foram dados como verdadeiros reforços, tendo-se dispensado alguns jovens da formação. É uma boa pergunta, mas eu não tenho resposta. Provavelmente, os responsáveis do Sporting deveriam esclarecer o universo do que é que se passa, para ficarmos ou mais descansados ou mais preocupados, mas que as coisas não estão bem, não estão.

 

O futebol tem uma bitola essencial, que são os resultados, e os treinadores sabem isso, os dirigentes também sabem isso e os próprios adeptos também sabem, portanto os resultados são essenciais. Temos hoje um plantel com uma massa salarial muito elevada, com jogadores bem pagos e que custaram muito dinheiro aos cofres do Sporting. Temos um treinador também bem remunerado e que tem currículo no futebol português, portanto é natural que o nível de exigência seja maior. Estes resultados não são aceites pela massa associativa de ânimo leve».

 

publicado às 17:42

Vozes do universo leonino

Rui Gomes, em 26.12.14

 

imagesCALX50U6.jpg

 

Depois de Dias da Cunha, entre outros, também Menezes Rodrigues (antigo vice-presidente) e Bessone Basto (lendário atleta) comentam o "blackout" determinado pela administração da Sporting SAD:

 

Menezes Rodrigues

 

«Penso que se trata de uma tentativa legítima, que se percebe, de parar com a grande mediatização em torno das questões que envolveram o presidente e o treinador nos últimos dias. É importante nesta fase que a equipa de futebol não sofra danos colaterais. Veremos se é se atingem os efeitos desejados com esta tomada de posição. Aqui não se trata de concordar ou não com esta medida de instaurar o silêncio. Cada gestão tem o seu estilo e age à sua maneira. Isso deve ser observado e respeitado, mas, na circunstância, creio que representa um risco para a Sporting SAD.»

 

Bessone Basto

 

«Percebe-se. Entendo que é uma maneira de fazer com que se pare de falar tanto numa altura delicada. Tem sido muito exagerada a forma como a comunicação social tem escrutinado o Sporting. Talvez seja por a equipa de futebol ainda se encontrar em todas as frentes. Há gente a deitar achas na fogueira e, de facto, é preciso arrefecer as coisas. Agora, espero é que esta medida não represente uma fuga para a frente por parte do presidente. Será bom que isto não seja só para os outros; ele também precisa de falar menos e não silenciar outras vozes para que se ouça só a dele.»

 

publicado às 03:51

Memórias - Bessone Basto

Rui Gomes, em 28.11.13

 

António Bessone Basto foi um dos mais polivalentes atletas portugueses de sempre, retomando muitos anos depois a vocação ecléctica dos pioneiros da Fundação Sporting. Praticou sete modalidades, foi internacional em cinco delas e soma 115 internacionalizações. Foi nadador olímpico, praticou Ginástica, Hóquei em Patins, Pólo Aquático, Basquetebol, Andebol e Actividades Subaquáticas.

 

Bessone Basto representou o Sporting em Actividades Subaquáticas (modalidade que deu grande impulso no Clube), Andebol e Pólo Aquático. No Andebol foi um extraordinário guarda-redes internacional, considerado um dos seis melhores do Mundo no seu tempo e um dos melhores praticantes portugueses de sempre. Revolucionou a técnica dos guarda-redes da variante de Sete, assumindo uma diferenciação em relação ao estilo herdado do Andebol de Onze; além disso, foi o primeiro português a demonstrar que o guarda-redes é o primeiro jogador de ataque ao implantar na equipa sportinguista o lançamento do contra-ataque sempre que possível. Bessone Basto foi um dos jogadores fundamentais das equipas campeãs orientadas por Matos Moura, que renovaram a prática do Andebol de Sete em Portugal.

 

Bessone Basto foi sete vezes Campeão Nacional de Andebol pelo Sporting, cinco delas consecutivas - o primeiro e único Pentacampeonato na história da modalidade. Conquistou igualmente as duas primeiras Taças de Portugal. Foi internacional durante oito anos consecutivos. Em Actividades Subaquáticas, Bessone Basto venceu três Campeonatos Nacionais individuais e oito por equipas além de ter impulsionado como nunca a dinâmica da secção.

 

publicado às 03:42

Figuras lendárias do Sporting

Rui Gomes, em 25.02.13

 

Mário Moniz Pereira e António de Almeida Bessone Basto, dois símbolos lendários do ecletismo do Sporting e aliados de José Couceiro.

 

publicado às 23:10

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo