Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

ptg00910413.jpg

 

Em simultâneo com a indecorosa e desprezível propagação nas redes sociais e blogosfera dos nomes e endereços electrónicos de sportinguistas, que na óptica perversa dos "soldadinhos da falange" necessitam de serem silenciados por serem considerados críticos de Bruno de Carvalho e da sua liderança, têm surgido semelhantes tentativas visando descredibilizar alguns redactores de blogues. 

 

Não era minha intenção abordar esta temática, muito embora essas destrezas se tenham verificado aqui no Camarote Leonino através de leitores inescrupulosos, sob a ilusão de que por estes meios me vão demover de escrever o que eu muito bem entendo ou que me vão impor vontades.

 

O que me levou a abordar o tema foi este comentário de um leitor que navega o nosso blogue de há uns dias a esta parte, em defesa da "causa", e que se identifica por Cris S.:

 

«Quanto ao amigo Rui Gomes - o mesmo amigo Rui Gomes que já assumiu que em tempos até tentou um cargo na estrutura do FC Porto através do seu ídolo Pinto da Costa e levou nega - não percebo porque insiste nesse registo de teórico da conspiração. O meu ídolo é unicamente o Sporting Clube de Portugal.»  

 

Ultrapassa-me completamente a finalidade concreta de propagar um post meu de 2013, em que descrevo essa minha experiência com Pinto da Costa - muito agradável até - numa altura da minha vida (há mais de duas décadas) em que decidi fazer uma tentativa de me envolver profissionalmente no futebol português. Este episódio ocorreu depois de não ter chegado a acordo com Sousa Cintra, no mesmo sentido, que também já descrevi aqui em post. Um destes dias, até poderei publicar uma carta que recebi posteriormente de Jorge Nuno Pinto da Costa, a agradecer a minha disponibilidade para trabalhar no FC Porto. 

 

Também sinto que devo esclarecer que não tenho "ídolos", e muito menos ainda no futebol português. O que disse então, e que reitero hoje, é que o presidente do FC  Porto, em particular, é uma pessoa muito simpática e amável, considerações que até não são segredo algum, para quem o conhece. Ainda, que numa análise em que eu separo a pessoa do presidente - com os seus graves quês e porquês - e o simples dirigente futebolista, considero que Pinto da Costa é de longe o melhor director de futebol, em Portugal, da minha geração e não só. E não vou neste momento elaborar mais sobre isto.

 

Mas as mesmas "crianças" que se deram as este rasteiro empreendimento também deviam ter referido muitos outros casos que eu já descrevi no Camarote Leonino, nomeadamente que em tempos recebi a equipa inteira do FC Porto na minha então residência, que já tive ocasião de ter no meu automóvel, ao mesmo tempo, Eusébio, Toni, Gaspar Ramos e o Dr. Juiz Luís Adriano Afonso, então presidente da AG do Benfica, que privei com presidentes, outros dirigentes e jogadores de clubes como o SC Braga, Vitória de Setúbal, Belenenses, Farense e Desportivo de Chaves, só para nomear apenas alguns em Portugal, além, evidentemente, de inúmeros dirigentes, treinadores e jogadores do nosso Sporting.

 

Termino, reiterando que sempre escreverei e criticarei o que entender, sem me deixar demover por influências indevidas, especialmente vindo de endemoninhados corrilheiros. 

 

publicado às 04:55

O som da bancada

Rui Gomes, em 28.06.13

Este comentário foi extraído de um outro blogue onde a ordem do dia, todos os dias, é a desonestidade intelectual, especialmente por parte do seu admnistrador principal que, em conformidade com o seu carácter, dá-se à ostensível menorização de todos aqueles que não se enquadram no seu oblíquo conceito de sportinguismo e não perfilham a sua postura de criado de libré. Felizmente para o espaço em questão, ainda existem alguns autores e leitores com lucidez de raciocínio, pudor e integridade, virtudes que lhe são alheias, hoje e sempre.

O ponderado comentário do um leitor da blogosfera sobre a reestruturação financeira e o artigo pelo jornalista do jornal Record e director do Jornal de Negócios, Pedro Santos Guerreiro:

«Este radicalismo dos dois lados começa a ser incomodativo e perigoso. Uns dizem que o director do Jornal de Negócios não tem credibilidade nem bagagem intelectual só porque resolveu, assertivamente, criticar Bruno de Carvalho (qual pecado capital) e a sua reestruturação financeira.

Outros continuam sem perceber que Bruno de Carvalho é o presidente de todos os sportinguistas (por conseguinte, o bem dele é o bem do clube) e à mais pequena oportunidade saem da toca para profetizar a desgraça. Já lhes chamei velhos do Restelo noutro comentário. E são, perderam o barco e estão desejosos de o ver afundar. Mas caramba, nem tanto ao mar nem tanto à terra. Não temos que seguir cegamente o nosso presidente. Podemos discordar, questionar, exigir esclarecimentos. E não seremos menos sportinguistas por isso. Muito menos lampiões ou intelectualmente limitados.

O que o director do Jornal de Negócios (que convém não ter memória curta, há umas semanas escreveu um artigo muito elogioso sobre Bruno de Carvalho) fez foi levantar questões muito pertinentes sobre a reestruturação financeira. Questões essas que podem ser discutidas com elevação na Assembleia Geral. E assim, em vez de um banho de grunhos que segue em carneirada, temos um grupo de adeptos mais esclarecidos e informados. Porque é evidente, como diz o director do Jornal de Negócios, que não temos muitas alternativas e podemos estar a usar a nossa última vida (não é uma profecia da desgraça; apenas uma alerta para a importância desta decisão, para a necessidade de ser esclarecida e, uma vez assumida, é bom que remem todos para o mesmo lado porque infelizmente nada é eterno).

Saudações Leoninas - Nuno Castro

 

publicado às 09:44

A obcecação extrema

Rui Gomes, em 19.12.12

Um dos esclarecimentos pelo presidente Godinho Lopes que eu mais apreciei - durante a sua recém-intervenção no programa Trio d'Ataque - foi o seu reconhecimento público a Aurélio Pereira por o ter ajudado a PENSAR a remodelação estrutural do futebol do Sporting e pela sua SUGESTÃO de Jesualdo Ferreira para assumir a liderança técnica-administrativa nesse sentido. Entendi o processo como lógico, sensato e com natural potencial para providenciar dividendos frutuosos. Se temos no nosso convívio futebolístico um homem histórico como Aurélio Pereira, com 40 e mais anos de experiência no futebol, em geral, e na formação, em particular, e que conhece os «cantinhos da casa» como poucos, quem melhor para dispensar alguma da sua vasta sabedoria em prol do objectivo comum ?

 

Qualquer argumento, em contrário, ilude-me completamente mas, pelos vistos, até serei eu que ando «enganado», já que não tardou muito para os obcecados  discípulos do candidato derrotado aparecerem nas caixas de comentários dos espaços noticiosos e na blogosfera a ministrar veneno ao kilo, sob a lupa maldicente. Não reconhecem o mérito de recorrer aos notáveis conhecimentos de Aurélio Pereira, mas sim que «o seu nome foi DESGASTADO na praça pública», acusando o presidente do Sporting de lhe ter DELEGADO a escolha do perfil do técnico e de se ESCUDAR sob o seu nome. Tudo não passa do uso de pena maliciosa, mas serve para ilustrar a obcecação extrema da oposição destrutiva em torno do Sporting, neste momento muito delicado da sua história, que eu nunca vi nas minhas décadas de sportiguismo e que nunca sequer me passou pela ideia ver. Muito disto, lamentavelmente, fruto da sociedade global da actualidade, com reduzidos princípios e valores.

 

publicado às 16:22

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D


Posts mais comentados



Cristiano Ronaldo