Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

ng5492463.jpg

 

A ausência de Bruno de Carvalho na reunião entre os clubes e o Conselho de Arbitragem foi notada, e criticada, em alguns cantos da praça sportinguista. Um dos que não hesitou em manifestar o seu desagrado, foi Rui Barreiro:

 

«Esta questão é de extrema importância para o Sporting e para o futebol português. Tendo em conta a onda 'facebookiana' feita pelo presidente do Sporting a propósito da arbitragem, julgo que era importante que o Sporting se fizesse representar ao mais alto nível. É importante marcar essa posição, fazendo dessa representação uma forma de demonstrar quais são os pontos que pretende ver alterados.

 

O que tem afectado mais o Sporting tem a ver com uma preparação errada da época, com aquisições de jogadores pouco ponderadas e, depois, com algumas dispensas que não foram as melhores. Por vezes, utiliza-se o argumento das arbitragens para esconder erros que não facilitam a correcção desses mesmos erros. Seria melhor olhar mais para dentro e falar menos de arbitragem».

 

Indiferente da ausência dos outros presidentes dos "grandes", será mesmo uma surpresa o ainda líder do Sporting não participar pessoalmente ?... Creio que não, dado que o seu forte é falar e não agir, quando se chega à hora da verdade. Como alternativa, prepara missivas no seu 'escritório' do Facebook.

 

O Sporting foi representado por Bruno Mascarenhas, salvo erro vogal do Conselho Directivo para a Expansão e Núcleos. A sério ???... Nem sequer um dirigente ligado ao futebol ?

 

publicado às 04:41

 

 

Na reunião desta quarta-feira entre o Conselho de Arbitragens e clubes da I e II Ligas, algumas decisões polémicas da arbitragem foram explicadas.

 

A dupla mão de Pizzi na área do Benfica, assim como a não de Nelson Semedo na pequena área ´encarnada` durante o Benfica-Sporting, que terminou com vitória das ´águias` por 2-1, foram alguns dos lances analisados.

 

No final o Conselho de Arbitragem publicou o documento que apresentou aos clubes e as conclusões tiradas. Diz o CA que no Benfica 2-1 Sporting, o lance de Pizzi resulta de "acção involuntária e acidental, pelo que a mesma não constitui infração". Já sobre a mão de Nélson Semedo, o órgão refere que se trata de um "lance difícil e de dúvida".

 

O Conselho de Arbitragem mostrou ainda vários lances envolvendo mãos nas área e explicou os que são passíveis de grande penalidade e os que não são.

 

OriginalSize$2017_01_11_19_48_05_1206237.jpg

 

Caso tenha interesse, pode ler aqui o documento que foi apresentado aos clubes.

 

Depois da explicação que foi dada, nem sequer vale a pena questionar novamente as decisões. Uma dupla "acção involuntária e acidental" e um "lance difícil e de dúvida". Mesmo brilhante !!!

 

publicado às 04:40

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo