Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



"Só" mais um...

Rui Gomes, em 22.06.13

 

Evaldo esteve ao serviço do Deportivo da Corunha na época passada e agora vai-se apresentar para os trabalhos do Sporting no dia 1 de Julho. Afirmou o seu empresário Renato Moura: «Neste momento não temos qualquer indicação em contrário. Ou seja, no dia 1 de Julho o Evaldo apresentar-se-á na Academia em Alcochete. Não recebemos qualquer abordagem do Sporting sobre a situação do jogador. Está focado em voltar e é isso que vai acontecer.»

 

Evaldo dos Santos Fabiano, 31 anos, fez 15 jogos como titular e um como suplente utilizado - acumulando 1209 minutos de jogo - ao serviço do Deportivo. Tem contrato com o Sporting até 30 de Junho de 2014.

 

Só mais um caso por resolver - entre tantos outros - a escassos dias da pré-época começar.

 

publicado às 03:19

Curiosidades

Rui Gomes, em 15.02.13

 

No embate de hoje da Liga espanhola entre o Sevilha e o Deportivo da Corunha - vencido pela equipa da casa por 3-1 - estiveram em campo mais jogadores portugueses do que em muitos jogos da Liga Zon Sagres, sete no total. Para o Deportivo: Sílvio, Zé Castro, Bruno Gama, Diogo Salomão, Nélson Oliveira e Pizzi. O guarda-redes Beto para o Sevilha. Dito isto, não sei bem qual a implicação da equipa derrotada ter sido a que se fez representar pelo maior número de jogadores lusos.

 

publicado às 22:41

Domingos Paciência sai do Deportivo

Rui Gomes, em 11.02.13

 

Domingos Paciência só durou um mês ao lemo do Deportivo da Corunha. Após 6 jogos - 1 vitória, 1 empate e 4 derrotas - houve um acordo entre as partes para a sua saída. Estou com enorme curiosidade de ver as explicações dos sapientes do universo sportinguista para mais esta contrariedade sobre um técnico que fez muito e prometeu mais ainda, enquanto ao serviço do emblema minhoto mas que, desde esse ponto, esgota soluções em pouco tempo, sob a pressão de apresentar resultados imediatos. A evolução da sua carreira que o viu chegar a Alvalade foi meritosa e face às realizações, lógica. Todos ou quase todos adeptos do Sporting aprovaram a sua contratação, mas a um determinado ponto viu-se que estava esgotado de soluções. Há qualquer coisa que não é de fácil explicação. Ainda hoje insisto que a sua saída do Sporting não se ficou a dever apenas a resultados desportivos de menor agrado. Acima de tudo, não consigo distanciar-me do intrigante desinteresse de Pinto da Costa sobre um filho da casa. A lógica, onde lógica existe, na ocasião, dava Domingos Paciência como treinador do FC Porto e não o então inexperiente André Villas-Boas.

 

publicado às 17:40

Domingos Paciência no Deportivo

Rui Gomes, em 01.01.13

 

Conforme já aqui publicado no Camarote Leonino, Domingos Paciência foi apresentado na segunda-feira, dia 31 de dezembro, como o novo treinador do último classificado da «La Liga», o Deportivo da Corunha, assinando um contracto válido até ao fim da época.

Esta é uma múltipla boa notícia para o Sporting, já que vai-se ver desobrigado de lhe pagar o balanço do seu contracto que era válido até 30 de junho de 2013, aproximadamente 350 mil euros. Ainda mais melhor, fez-se acompanhar por três dos seus adjuntos - Miguel Cardoso, João Carlos e Sérgio Vieira - todos eles que também estiveram em Alvalade e usufriam de salário durante o exacto mesmo período.

Ninguém pode culpar Domingos Paciência de defender os seus interesses - foi despedido pelo Sporting, não de demitiu - no entanto, pela sua apresentação em Corunha fez uma declaração que despertou o meu interesse: «Acredito no meu trabalho. Quero trabalhar, quero estar no activo...tive outras oportunidades, para outros campeonatos, mas preferi esperar.» Sabe-se que uma dessas ofertas foi do Olympiacos - posição que acabou por ser preenchida por Leonardo Jardim - e o Domingos recusou pelo salário inferior relativamente ao do Sporting ou, então, não lhe agradou ir para um clube onde conquistar o título não é apenas um objectivo, é o único objectivo. Claro, sentiu-se confortado em saber que mensalmente iria receber cerca de 60 mil euros do Sporting. Agora, não deixa de ser algo curioso, aceita a posição num clube a meio da época, que está em último lugar no campeonato espanhol, com 12 pontos em 17 jogos, embora se admita que o salário oferecido supera o do Sporting. Poderá ser um risco bem calculado ou algum receio da parte de Domingos de aceitar desafios superiores. Para ser justo, sem conhecimento concreto de causa, deve-se lhe dar o benefício da dúvida.

 

 

publicado às 13:36

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo