Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



img_920x518$2020_08_08_16_03_49_1737734.jpg

Miguel Braga, responsável pela comunicação do Sporting, recorreu este sábado ao Twitter para demarcar o Conselho Directivo liderado por Frederico Varandas do caso provocado pela demissão de Sinisa Mihajlovic do comando técnico da equipa principal, em 2018.

Miguel Braga sublinha que Frederico Varandas e o agora treinador do Bolonha "nem sequer se conhecem", e recusa que o primeiro seja apontado como culpado do processo que, neste momento, se encontra nas mãos do Tribunal Arbitral do Desporto.

O dirigente recorda que "Sinisa Mihajlovic foi contratado por Bruno de Carvalho", tendo acabado por ser "despedido, como foi, por decisão de Sousa Cintra, contra o conselho do Gabinete Jurídico" do Sporting.

"O Sporting Clube de Portugal não é responsável pelo facto de Sinisa Mihajlovic não querer pagar impostos em Portugal e de procurar, por todos os meios, designadamente através da UEFA, receber a totalidade do montante indemnizatório", acusou Miguel Braga.

publicado às 17:45

 

valeri-bojinov_213976.jpg

 

Creio que como a maioria de adeptos, sinto imensa dificuldade em acompanhar, e mais ainda em compreender, o estado do diferendo entre o Sporting e Bojinov, muito pela escassa informação disponível.

 

Recorde-se que a Sporting SAD rescindiu unilateralmente o contrato com o avançado búlgaro, acção que, pelo que é possível apurar, terá precipitado uma queixa à FIFA. É hoje noticiado que uma decisão deste organismo em Novembro de 2014, terá obrigado o Sporting a pagar cerca de 150 mil euros em salários e ainda os respectivos impostos desde que Bojinov chegou ao Clube.

 

Georgi Gradev, advogado do jogador, teve isto para dizer:

 

«No contrato entre Bojinov e o Sporting, o clube está obrigado a pagar os impostos, e as autoridades portuguesas estão agora a pressionar Bojinov. Vamos esperar duas semanas, se não pagarem quer os salários, quer os impostos, avançaremos com uma queixa na UEFA.»

 

Admite-se que existirão considerações confidenciais que impedem a divulgação da totalidade do estado das coisas, mas é perfeitamente natural que os adeptos sintam alguma curiosidade em saber o andamento deste e de outros casos em semelhantes condições.

 

É muito provável que o eventual destino deste processo  seja o Tribunal Arbitral do Desporto (TAS).

 

publicado às 17:13

O intrigante caso Elias

Rui Gomes, em 15.09.13

 

 

Como já é do conhecimento geral, Elias - sob contrato com o Sporting até 2016 - está emprestado ao Flamengo até Dezembro de 2013, mês em que o emblema brasileiro terá de decidir sobre a opção de compra por 8 milhões de euros. Veio a público recentemente o interesse do Corinthians caso a opção não seja exercida, mas desconhece-se a fiabilidade da notícia. 

 

No género de uma nuvem sombria sobre tudo isto, verifica-se o diferendo entre o Clube e o jogador que levou este a apresentar uma queixa na FIFA visando a rescisão do seu vínculo contratual, alegando 800 mil euros de salários em atraso. A Direcção do Sporting já se pronunciou sobre o caso, negando o atraso salarial mas admitindo a existência de uma dívida relativa ao contrato de direitos de imagem, contrato este que, entretanto, rescindiu unilateralmente alegando incumprimento por parte do jogador.

 

O todo da situação para o adepto é bastante intrigante:é impossível avaliar o (de) mérito da supracitada rescisão unilateral por se desconhecer os detalhes da alegada transgressão por parte do jogador e, menos ainda, a (in) existência do atraso salarial pela indisponibilidade pública da imprescindível documentação.

 

Enquanto que a primeira contenda é e sempre será muito discutível pela sua natureza arbitrária, já a questão salarial aparenta ser de fácil corroboração. Muito por isto, queremos acreditar que a Direcção do Sporting nunca assumiria esta posição sem estar em posse dos respectivos comprovativos. Sendo assim e partindo do princípio que os representantes de Elias têm acesso à mesma documentação, o que leva o jogador a contestar o caso perante o órgão soberano ? ... No "olho do furacão" temos o investimento muito substancial do Sporting pela compra do jogador ao Atlético de Madrid e, segunda consta, um incomportável salário à volta de 2 milhões de euros.

 

Será que estamos perante mais um caso "do tudo ou nada " à semelhança de Bruma ?... Esperamos que não, porque se uma decisão favorável da CAP não oferecia confiança alguma, o discernimento da FIFA é ainda mais imprevisível.

   

publicado às 04:19

Elias: mais um contencioso ?

Rui Gomes, em 22.08.13

 

 

O caso de Elias, se é que há um "caso", nem dá para tecer grandes comentário por falta de informação. O que em princípio parece muito simples, é tudo menos isso: o jogador alega que o Sporting lhe deve cerca de 800 mil euros, que correspondem a oito meses de ordenado, e o Sporting nega dever essa verba ao jogador.

 

Ao "Globoesporte" do Brasil, Elias declarou: «Entreguei o caso para os meus advogados e entrámos com uma acção na FIFA para tentar resolver a situação. Em primeiro lugar, estamos a pensar num acordo para o pagamento do que devem. Caso não se resolva, avançamos para a rescisão».

 

Entretanto o pai do jogador também interviu na contenda declarando que "perdeu a confiança no Sporting" porque não consegue um entendimento tanto com a actual Direcção como com a anterior. Com tudo isto temos o Flamengo à espera de uma resolução que esclareça a sua decisão quanto à cláusula de opção de compra - consta ser 7, 5 milhões de euros - no contrato de empréstimo, que terá de ser accionada em Dezembro.

 

Tudo indica que esta situação não se trata de mais um caso de desinformação por parte da comunicação social e que há, de facto, um diferendo a resolver. Será que a queixa à FIFA é mesmo real ou apenas uma ameaça para forçar um acordo ?... É difícil acreditar que exista uma dívida para com o jogador e que o Sporting simplesmente recuse o pagamento da mesma e, por fim, a questão que mais se impõe pelo alegado atraso de oito meses de salário: é credível que o jogador não tenha optado pela rescisão unilateral por não querer criar problemas ao Sporting ?

 

publicado às 03:44

 

Pasma-me alguns denominados especialistas em Direito desportivo - e sublinho "alguns" - que surgem na praça pública a opinar sempre que um caso potencialmente polémico, no foro judicial, dá sinais de vida. No caso de Bruma, surgiu esta sexta-feira João Nogueira da Silva a declarar:

 

«A FIFA é incompetente para apreciar o caso. O jogador e o clube são portugueses e o eventual órgão competente da FIFA reconhece a Comissão Arbitral Paritária portuguesa. Prevejo um prazo de 40 dias para a resolução do caso e Bruma só poderá ser inscrito noutro clube depois da apreciação da justa causa. Poderá voltar ao Sporting, mas só por mútuo acordo, porque, neste momento, o contrato terminou.»

 

Até poderá ter razão, mas o que mais exaspera é que faz as asserções e não explica o raciocínio que o levou às mesmas. Primeiro, afirmar que a FIFA "é incompetente" apenas por reconhecer o órgão da Liga Portuguesa de Futebol, tem muito que se lhe diga, já que o diferendo é assente precisamente nas regras da FIFA. Segundo, cita como causa o facto do jogador e do clube serem portugueses. E se o jogador fosse espanhol, francês ou argentino, quem é que teria então competência ?... Terceiro, pela informação disponível, o processo judicial deu entrada em tribunal e não em um órgão da Liga, por conseguinte, para chegar a essa instância terá de haver, primeiro, o parecer da respectiva autoridade.

 

Com tudo isto, opinei logo ao primeiro minuto que o tribunal não é competente pela matéria exclusiva do foro desportivo e, parece-me a mim que a autoridade totalmente competente é precisamente a FIFA. Pessoalmente, não confiaria a qualquer órgão da Liga a decisão sobre o dia da semana, muito menos um caso desta complexa natureza. Mas isto sou eu, que olho cinicamente para as autoridades desportivas portuguesas com enorme desconfiança, pelos inúmeros precedentes de registo.

  

publicado às 20:52

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo