Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Orçamento na despensa - quadro.png

18 casos e muitos milhões de investimento, tanto no que refere ao custo dos passes como a salários, embora alguns dos vencimentos sejam assumidos pelos clubes que recebem os jogadores por empréstimo.

Não sei se com tanto entre mãos, a SAD vai conseguir resolver todos, satisfatoriamente, neste defeso.

O caso mais complexo será o de Sporar, pelo valor do passe e pelo salário, muito embora Battaglia o consiga superar neste segundo capítulo.

Nada consta sobre Diaby, mas foi noticiado há dias que o Marselha já apresentou uma proposta por Rosier, embora se desconheça o valor exacto da mesma.

Rafael Camacho fez 11 jogos pelo Rio Ave na época passada e até consta que satisfez as expectativas. A dúvida, no entanto, é se fez o suficiente para convencer Rúben Amorim.

publicado às 06:49

paulopoejo.jpg

Em entrevista à Sporting TV, Paulo Poejo, antigo jogador leonino e actual responsável pelo acompanhamento dos jogadores emprestados, garantiu que a estrutura está "muito atenta" ao desempenho destes com vista à próxima época e desafiou-os a vingarem fora da zona de confronto para aumentarem as probabilidades de serem utilizados por Rúben Amorim:

"Quando os jovens jogadores saem das equipas de sub-23 ou de sub-19, porque ainda não adquiriram as competências necessárias para jogar na equipa principal, o ideal é competir e prepararem-se cada vez mais e melhor. A estrutura do futebol e a equipa técnica do Sporting estão sempre atentas ao desenvolvimento dos jogadores cedidos. Se não crescerem fora da zona de conforto vai ser muito mais difícil fazer-se a avaliação com vista a um regresso. É claro que não podem regressar todos, mas há competências que podem adquirir para a sua carreira".

Individualizando os casos de Ivanildo Fernandes e de Pedro Marques, cedidos ao turcos do Trabzonspor e aos holandeses do Den Bosch, respectivamente, Paulo Poejo enunciou as dificuldades que alguns jogadores têm tido no estrangeiro:

"Quem está em Portugal não está tão distante como os outros e encontra-se numa zona de maior conforto. O Ivanildo Fernandes está sozinho na Turquia, inserido numa cultura completamente diferente, a língua não é fácil. Ele fala inglês, mas há muitos colegas que não o conseguem entender.

O Pedro Marques, na Holanda, também passa por algo semelhante. Eles sabem que a minha função é avaliar os seus rendimentos ao longo de uma época, mas, muitas vezes, falo de tudo menos do jogo. Eu prefiro que eles cresçam como homens e que percebam que há outros fatores para chegar ao sucesso que têm de adquirir.

Aos olhos dos adeptos o que interessa é os 90' de jogo, mas eu quero perceber o porquê das coisas não terem corrido bem ao longo da semana. Quando corre bem andam felizes, motivados e quase não vale a pena falar.

As paragens nos campeonatos devido à pandemia da Covid-19 têm aumentado os níveis de ansiedade dos atletas".

publicado às 05:04

 

56dc68f80cf221dcc3d070e4_gif.jpg

 

Um artigo interessante publicado no MaisFutebol que consta de uma análise (do autor) sobre o rendimento dos jogadores emprestados pelos "grandes", tanto a emblemas nacionais como estrangeiros. Limitei-me a transcrever a parte que se relaciona com atletas do Sporting.

 

SPORTING: Iuri Medeiros, Palhinha e Geraldes a rever

 

O que mais jogou? Já com quase 3000 minutos nas pernas, André Geraldes, lateral cedido ao Belenenses, é o leão que mais tem jogado noutras paragens, esta temporada. Já é, de resto, a época mais produtiva da carreira, neste quesito.

 

O que mais jogou na Liga portuguesa? A resposta é a mesma, naturalmente. Mas os números da dupla de Moreira de Cónegos (Iuri Medeiros-João Palhinha) são também bem interessantes.

 

O que marcou mais golos? Neste campo ninguém fica, sequer, perto de Iuri Medeiros. O avançado do Moreirense leva nove golos apontados, mais cinco do que o segundo, que é Heldon, do Rio Ave, com quatro.

 

Emprestado em Janeiro que se destaca: Jonathan Silva pegou de estaca no Boca Juniors. A verdade é que a sua saída por empréstimo não entra no campo tradicional de ganhar rodagem para voltar. Sublinhe-se, contudo, que o empréstimo, iniciado em Janeiro, foi de apenas seis meses e sem opção de compra, o que pode significar que o Sporting não desistiu dele.

 

Outros destaques positivos: A equipa de Alvalade é, dos grandes, a que menos jogadores emprestados tem e, além dos referidos, merece a pena salientar a época de Miguel Lopes no Granada (23 jogos), que pode ajudar o Sporting a conseguir encaixar algum dinheiro.

 

Destaques negativos: Em Janeiro, o Sporting corrigiu bem as cedências que não estavam a resultar. Filipe Chaby pouco jogava no União da Madeira e voltou à equipa B. Luís Ribeiro trocou o Huelva pelo Feirense. Assim, há a salientar apenas a escassez de utilização de dois nomes cedidos na última janela: Oriol Rosell e Labyad. Ambos têm quase tanto tempo nas novas equipas como nas respectivas formações secundárias.

 

publicado às 05:30

 

 

brand.gifemblema-do-Benfica-1.jpgPorto.gif

 

 

Não posso confirmar a veracidade dos números publicados pelo Diário de Notícias nem é bem claro se o artigo origina com o diário se com a Agência Lusa, mas, de qualquer modo, creio que dá para leitura de algum interesse.

 

Segundo a publicação, os três grandes clubes portugueses têm 88 jogadores emprestados em várias partes do Mundo, uns para ganhar experiência, outros por não terem confirmado as expectativas que eram esperadas quando foram contratados. Juntos, são 123 milhões de euros investidos em futebolistas que, até ao momento, não tiveram retorno desportivo nem financeiro. No entanto, há muitos atletas que não tiveram custos de transferência, sobretudo oriundos da formação, que também procuram evoluir noutras paragens.

 

A SAD do FC Porto é a que mais dinheiro tem empatado em atletas emprestados, totalizando 58,94 milhões de euros em 19 dos 36 jogadores cedidos, que representaram um investimento significativo nas respectivas contratações. O Benfica não se encontra muito longe do rival, pois totaliza 51,95 milhões de euros em 17 dos 36 futebolistas que não cabem no plantel de Rui Vitória ou na equipa B. Já o Sporting fica-se pelos 12,14 milhões de euros em apenas 12 dos 16 atletas que tem cedidos.

 

Manuel José, instado a comentar este estado das coisas, reconhece que "são números impressionantes", e lamenta que os clubes portugueses "contratem tanto sem fazer a avaliação necessária do jogador ou mesmo das necessidades das equipas".

 

Inadvertidamente, voltamos à temática das notórias "contratações cirúrgicas", tão propagada pelos dirigentes dos clubes, como é o bem conhecido caso de Bruno de Carvalho, mas que na prática, é quase não existente. A verdade se diga, no que aos três grandes diz respeito, que não obstante as dificuldades de tesouraria que têm em comum, é sempre mais fácil despender dinheiro que não sai do nosso bolso.

 

 

publicado às 14:55

A situação dos "leões" emprestados

Rui Gomes, em 11.01.14
 

 

Pelos pedidos de esclarecimento que têm surgido por parte dos leitores, foi decidido recapitular a situação dos jogadores do Sporting que estão fora do Clube, por empréstimo:

 

Diego Rubio - Emprestado ao Pandurii da primeira divisão da Roménia até 30 de Junho de 2014. Existe uma cláusula de opção de compra no valor de 10 milhões de euros. Tem contrato com o Sporting até 2016, que detém apenas 25 por cento do seu passe.

 

Valentin Viola - Emprestado ao Racing da primeira divisão da Argentina até 30 de Junho de 2014. Tem contrato com o Sporting até 2017, que detém apenas 32 por cento do seu passe, no entanto, consta existir uma opção de compra de 90 por cento da totalidade do seu passe, por 10 milhões de euros.

 

Renato Neto - Emprestado ao Gent da primeira divisão da Bélgica. Termina o seu contrato com o Sporting em Junho 2014 e nada consta sobre renovação. Pelos vistos, desde que comentou criticamente o Sporting por emprestar jogadores e não acompanhar o seu desenvolvimento, ficou na "lista negra" da SAD.

 

Gael Etock - Um caso que não é muito claro. Tem contrato até Junho 2014, é representado por Pini Zahavi e tudo indica que está no Cercle Brugge por empréstimo. Nada consta sobre renovação.

 

Vítor Golas - Até recente, estava convencido que tinha sido emprestado ao Corona Brasov da Roménia, mas surge agora a treinar na equipa B do Sporting, sem nada se ouvir sobre o seu caso. O seu contrato termina em Junho 2014, embora hajam rumores de possível renovação até 2017.

 

William Owusu - A exemplo de Vítor Golas, também era dado no Corona Brasov. O seu contrato, em princípio, termina em Junho 2014, mas não consegui descobrir onde se encontra no momento. Em Outubro de 2013 esteve aq treinar à experiência no Orlando Pirates da África do Sul, mas mais nada consta sobre ele.

 

Zezinho - Emprestado o Veria da primeira divisão da Grécia até 30 de Junho de 2014, em princípio, sem opção de compra. Tem contrato com o Sporting até 2018.

 

João Mário - Emprestado recentemente ao VItória de Setúbal até 30 de Junho de 2014, sem opção de compra.

 

Fito Rinaudo - Emprestado recentemente ao Catania da primeira divisão da Itália até 30 de Junho de 2015, com opção de compra por 5 milhões de euros. Antes de sair do Sporting renovou o seu contrato até 30 de Junho de 2016.

 

Miguel Lopes - Emprestado ao Lyon da primeira divisão de França até 30 de Junho de 2014, mas aparenta existirem cláusulas adicionais que não são muito claras. Tem contrato com o Sporting até 2016 e o FC Porto detém, salvo erro, 50 por cento dos seus direitos económicos. Existe opção de compra no valor de 10 milhões de euros.

 

publicado às 15:25

O plantel do Sporting

Rui Gomes, em 17.06.13

 

O Sporting acabou a época de 2012/13 com o seguinte plantel: Rui Patrício, Marcelo Boeck, Miguel Lopes, Marcos Rojo, Eric Dier, Boulahrouz, Joãozinho, Cédric Soares e Tiago Ilori; Fito Rinaudo, Adrien Silva, Stijn Schaars, André Martins e Zakaria Labyad; André Carrillo, Bruma, Diego Capel, Jeffrén Suarez, Valentin Viola e Ricky van Wolfswinkel.

 

Destes 22 jogadores, Ricky van Wolswinkel já seguiu para o Norwich e Joãozinho assinou pelo SC Braga.

 

Aqueles que constam que vão definitivamente permanecer no plantel: Boeck, Dier, Cédric, Rinaudo, André Martins, Carrillo e Viola.

 

Aparentes transferíveis: Rui Patrício, Miguel Lopes, Rojo, Boulahrouz, Adrien Silva, Schaars, Labyad, Capel e Jeffrén.

 

Indefinições contratuais: Bruma e Ilori.

 

Jogadores da equipa B utilizados na principal: João Mário, Gael Etock, Fabrice Fokobo, Ricardo Esgaio, Zézinho, Betinho, Diego Rubio e Hugo Ventura. Tudo indica que salvo as dúvidas sobre Hugo Ventura, que poderá ser devolvido ao FC Porto, todos os restantes terão alguma oportunidade de demonstrar a sua mais-valia a Leonardo Jardim. 

 

Lista dos emprestados:

 

Evaldo, André Santos, Elias, William Owusu, William Carvalho, Nuno Reis, Diogo Salomão, Oguchi Onyewu, Gelson Fernandes, Jorge Chula, João Gonçalves, Wilson Eduardo, Danijel Pranjic, Valeri Bojinov, Renato Neto, Atila Turan e Ruan Yang.

 

Segundo consta, André Santos, Wilson Eduardo, Diogo Salomão e Nuno Reis apresentar-se-ão para os trabalhos de pré-época e o seu futuro dependerá da avaliação de Leonardo Jardim.

 

Elias continua emprestado até Dezembro de 2013, Gelson Fernandes rescindiu o contrato de empréstimo com o Sion e aguarda ordens. Nenhum dos restantes - sob contratos de um ou mais anos - pela informação disponível, estão definidos.

 

Reforços até à data: Jefferson.

 

Os jogadores mais promissores da equipa B sem o futuro definido: Santiago Arias, Victor Golas, Filipe Chaby, Iuri Medeiros, Farley Rosa, Luís Cortez, Luís Ribeiro, Juary Soares e Rúben Semedo.

 

Este é o cenário perante a SAD e Leonardo Jardim, além da hipotética procura por mais três ou quatro reforços, nomeadamente pontas de lança, um médio - de preferência que jogue a 10 - e um central experiente. Steven Vitória teria sido uma boa opção, mas já se sabe para onde foi. Sobre Ghilas - o muito badalado ponta de lança - nada consta, estranhamente. Outra consideração não menos pertinente, é que alguns dos regressados emprestados com contratos de somente mais um ano, são representados por... Pini Zahavi, casos de Nuno Reis e Wilson Eduardo. André Santos e Diogo Salomão são representados por Jorge Mendes.

 

publicado às 16:56

As mil e uma dúvidas

Rui Gomes, em 06.05.13

Com esta liderança ou com qualquer outra, teria sempre de haver uma reestruturação da Sporting SAD que inclui, infalivelmente, uma profunda análise e revisão de todos os atletas sob contrato profissional, quer sejam da equipa principal, da B e dos que se encontram em diversos outros clubes, por empréstimo. A começar pelos últimos, o Sporting tem o total de 16 jogadores emprestados, 3 em emblemas portugueses e 13 no estrangeiro. O acordo de empréstimo para todos termina a 30 de Junho de 2013, salvo Elias e Gelson Fernandes que foram cedidos até 2014. Estes serão casos que não requererão decisão imediata. Dos restantes, Evaldo, Grimi, João Gonçalves e William Owusu serão de mais fácil resolução uma vez que os seus vínculos terminam precisamente este verão. Ficamos então ainda com dez, dos quais seis têm contrato até Junho de 2014 - William Carvalho, Wilson Eduardo, Renato Neto, Oguchi Onyewu, Diogo Salomão e André Santos. dois até Junho de 2015 - Pranjic e Nuno Reis - e dois até Junho de 2016 - Valeri Bojinov e Allan Turan. 

 

Decisões do foro técnico em conjunto com as exigências salariais terão de ser feitas relativamente aos referidos dez, muito em especial sobre aqueles que não há muito tempo ainda representavam uma grande promessa: Wilson Eduardo, Renato Neto, André Santos, Nuno Reis e Allan Turan. Visto de fora para dentro e sem dados concretos, não dá para perceber como estes casos serão deliberados uma vez que ninguém da nova estrutura os conhece e, como Renato Neto afirmou recentemente, nenhum representante do Sporting tem ido observar os seus jogos para poder avaliar a sua evolução. Os casos mais complicados - pelo investimento feito à raiz e pelo elevado salário, Bojinov (custou 2,6 milhões por 80% do seu passe); Onyewu, que está emprestado ao Málaga e que tem um salário a rondar 900 mil euros e Danijel Pranjic que se encontra com o Celta de Vigo.

 

Não tenho os dados em relação à equipa B, embora se saiba que Godinho Lopes renovou com alguns dos mais promissores antes da sua demissão. Os mais evidentes são Bruma, cujo contrato termina em 2014, Eric Dier e Tiago Ilori em 2015.

 

Chegamos então à equipa principal, que será, indubitavelmente, o «olho do furação» que se aproxima, acreditando nas palavras do presidente. Este dá a entender, esclarecidamente, que alguns dos activos mais importantes do plantel actual vão ser disponibilizados no mercado. Quais são eles é impossível de adiantar pelo desconhecimento dos relevantes critérios, mas não é missão muito espinhosa antecipar que a atenção vai recair sobre os que estão mais valorizados e têm maior procura: Rui Patrício, Marcos Rojo, Diego Capel, Adrien Silva, Boulahrouz (pela idade e salário) e Labyad. Isto é mera opinião minha, mas não deverá estar longe da realidade, caso aparecem clubes interessados. Lamentarei a saída de Rui Patrício, mas chegou o dia de ele se aventurar no estrangeiro, especialmente, se possível, na English Premier League. Idem para Diego Capel, que tem vindo a ser observado pelo Marselha e por emblemas ingleses, mas os erros mais grosseiros que esta liderança vai cometer será com a venda de Rojo - vai ser um dos grandes centrais europeus - e Labyad - o talento está lá mas ainda não se afirmou devidamente. Jeffren deverá sair, se tiver mercado e talvez também Schaars, que vai ser outra perda de peso. Não imagino o que pretendem fazer com Carrillo e nem sequer quero admitir que estejam dispostos a transferir Rinaudo. Se assim fizerem, aconselho que o Sporting desista do futebol profissional e se concentre nas outras modalidades e não venham os «suspeitos usuais» atirar areia para os olhos com o discurso demagogo do passo certo para um futuro risonho, que servirá para adormecer os mais incautos. Muito embora Jesualdo Ferreira já tenha dado a sua recomendação sobre Joãozinho, a opção de compra é de um milhão de euros e veremos se estãrão dispostos a despender essa verba com ele. Miguel Lopes, pela idade, e imagino que terá um salário razoável, também estará incluído na lista dos transferíveis.

 

Quem ficará, então: Marcelo Boeck, por ser o substituto lógico de Rui Patrício, Valentin Viola, André Martins, Cédric Soares e o trio dos jovens se os conseguirem manter: Bruma, Ilori e Eric Dier. O resto do plantel será preenchido por elementos da equipa B, casos de Ricardo Esgaio, Zezinho, Betinho, Gael Etock, João Mário, etc.. Reforços ?... Nem dá para conjecturar.

 

publicado às 16:34

Os emprestados do Sporting

Rui Gomes, em 04.04.13

 

Uma das grandes questões que a nova liderança da SAD já deve estar a equacionar - ou, pelo menos, devia estar, já que não dá para imaginar quem é que está lá situado para o fazer - relaciona-se com os jogadores emprestados. Em Dezembro de 2012 publiquei esta lista de 13, à qual, pelos movimentos de Janeiro, se deve adicionar mais 3: Elias, Gelson Fernandes e Pranjic. Os primeiros dois não requerem delberação agora, já que os seus empréstimos são válidos até 30 de Junho de 2014, no entanto, Pranjic, com contrato até 2015, só está cedido ao Celta de Vigo até 30 de Junho de 2013. Tem tido uso intermitente no emblema espanhol, tendo sido titular em 3 jogos e 4 vezes suplente utilizado na Liga (355 minutos de jogo) e 5 vezes titular e uma vez suplente utilizado na Liga Europa (422 minutos de jogo). Resta saber se os espanhois pretendem ficar com ele.

 

Os outros dois maiores problemas centram-se em Onyewu e Bojinov. O primeiro tem contrato com o Sporting até 2014 e o seu empréstimo ao Málaga é válido até 30 de Junho de 2013. Foi apenas titular um único jogo na Liga e alinhou em 2 jogos da Champions como titular e outro como suplente utilizado (total de 271 minutos de jogo), marcando 2 golos. Tem um salário cerca de 1 milhão de euros.

Bojinov é outra grande incógnita: tem contrato com o Sporting até 2016, com um salário cerca de 1,2 milhões de euros. Está actualmente emprestado ao emblema italiano Vicenza, onde, esta época, alinhou em 26 jogos ( 13 como titular e 13 como suplente utilizado - 1078 minutos de jogo) e marcou 4 golos. O período de empréstimo termina a 30 de Junho de 2013.

 

Na supracitada lista de 13 - todos emprestados até 30 de Junho de 2013 - existem 4 em fim de contrato (Evaldo, Grimi, William Owusu e João Gonçalves). Os primeiros dois serão dispensados, de certo, já com Owusu e Gonçalves, que estão no Westerloo da Bélgica e no V. de Guimarães, respectivamente, terá de se aguardar o parecer da SAD.

 

Os casos mais intrigrantes são André Santos, Diogo Salomão e Turan: os primeiros dois foram cedidos ao Deportivo da Corunha e ambos têm contrato até 30 de Junho de 2014, já Turan encontra-se na Túrquia, com o Orduspor, e tem contrato até 2016.

 

Dois emprestados que deverão merecer oportunidade na pré-época no plantel principal são Nuno Reis, emprestado ao Olhanense, onde realizou 23 jogos como titular (2032 minutos de jogo) e Wilson Eduardo, emprestado à Académica, com o registo de 25 jogos como titular e 6 como suplente utilizado, 2317 minutos de jogo e 10 golos marcados em todas as competições.

 

Perante a actual indefinição estrutural da SAD, é impossível prever o desfecho das situações de todos estes jogadores.

 

publicado às 13:19

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo