Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



GoalPoint-Sporting-Benfica-Liga-Bwin-202122-90m.jp

Depois do extenso debate de ontem à noite, não sei se há disposição para voltar a abordar o dérbi da 30.ª jornada da Liga Portugal.

Muito além do golo imperdoavelmente sofrido aos 14 minutos, as estatísticas confirmam o que mais esteve à vista: considerando a posse de bola e o controlo maioritário do jogo, o Sporting teve muitos problemas no último terço. Apenas 4 remates enquadrados num jogo cuja importância exigia muito mais. Curiosamente, no entanto, no mesmo número de remates, o Benfica fez dois golos.

Ontem surgiu um leitor a lamentar não se ter falado na arbitragem de Fábio Veríssimo. Há, na realidade, lances discutíveis, mas o que está mais em destaque foi a falta para grande penalidade de Otamendi sobre Coates, aos 68 minutos, que ficou por assinalar.

Screenshot (844).png

Dito isto, e apesar do triunfo, Rui Pedro Braz, dirigente do Benfica, considera que o que aconteceu ontem em Alvalade merece "profunda reflexão" e que o seu clube foi "muito prejudicado". Ainda, que esta "falta de respeito" está a acontecer não só no futebol, mas também nas modalidades. A "dieta" diária com Rui Costa na presidência...

Ontem comentei neste espaço que nunca na minha vida esperava ver o "glorioso" jogar à equipa pequena com o "autocarro estacionado", todavia, segundo os leitores, é a minha memória que me está a atraiçoar, dado que já recorreu a essa estratégia em vários jogos esta época com Veríssimo ao leme.

Algumas considerações (em síntese) de Rúben Amorim, no final da partida...

"Este é um momento duro na época, mas ainda temos a Taça de Portugal e temos de lutar pelo segundo lugar, que ainda não está fechado. É o que temos de fazer".

"O que não correu bem? Praticamente tudo. Apesar de termos tido iniciativa, foi um jogo desinspirado. Sofremos um golo num lance em que a bola está controlada do outro lado. O Benfica jogou baixo, esperou o erro. Faltou-nos inspiração, tanto no passe, no cruzamento, na bola parada... E quando não há inspiração torna-se difícil".

"O adversário defendeu com muita gente, soube defender, tirou imaginação. O Benfica defendeu no último terço. A estratégia do treinador deles foi melhor do que a do Sporting. Agora é levantar a cabeça. Temos uma prova para disputar na quinta-feira e vamos fazê-lo".

"Pote teve muitas paragens. Ainda não conseguiu embalar. Onde ele não está muito bem é com a bola. A capacidade que tinha de fazer golo e assistências. A preencher espaços e a pressionar está lá. Não está a atravessar seu melhor momento de forma, mas continuamos a acreditar nele. Tem mais alguns jogos para voltar à sua forma".

"Por mim, do que depender de mim, a equipa não vai ficar abalada com esta derrota. Sei os jogadores que tenho, vamos dar o máximo para estar no final da Taça, temos de levantar a cabeça e o futebol é mesmo assim, está sempre a correr e não pára, temos de olhar para o próximo desafio e o próximo é uma meia-final da Taça".

"Se o FC Porto é um justo campeão?... Quando for matematicamente, todos os campeões costumam ser justos. Não ganhando [Sporting], nada mais interessa".

publicado às 03:03

GoalPoint-Sporting-Pacos-Liga-Bwin-202122-90m.jpg

Houve um Sporting antes de Ugarte e Edwards e um Sporting depois de Ugarte e Edwards. Depois de uma primeira parte em que saiu à frente no marcador por conta de uma grande penalidade convertida por Pablo Sarabia, apesar de muita dificuldade em chegar ao último terço em ataque organizado, a equipa leonina entrou no segundo período muito sonolenta e só a entrada dos dois jogadores (aos 57 minutos), permitiu gestão da bola como compete e criatividade ofensiva. A partir desse ponto, o Sporting criou várias oportunidades para aumentar o marcador - Sarabia e Edwards viram os ferros negarem-lhes o feito - e foi aos 72' que Nuno Santos recebeu uma longa bola de Ugarte e marcou o segundo tento do leão garantindo assim a vitória e os preciosos três pontos.

- O Paços de Ferreira não fez um único remate enquadrado em todo o jogo.

- Nuno Santos fez o seu 10.º golo da época - sexto do campeonato - um recorde pessoal.

- É por de mais óbvio que João Palhinha é um homem marcado na Liga. Mais um amarelo - o 5.º do campeonato - que é de bradar aos céus. Vai falhar a visita a Tondela.

- Nesta altura, atendendo ao momento de forma dos jogadores, parece difícil Ugarte não ser o titular da posição "6".

mw-1280.jpg

- Ninguém sabe melhor que Rúben Amorim, mas parece que já é tempo e horas de Marcus Edwards ter mais minutos de jogo, até a titularidade. Pote ainda está longe do seu melhor.

Depois de Vertonghen ir para as redes sociais queixar-se do penálti assinalado a favor do Sporting, o clube da Luz também deu sinal de vida, acusando que o "VAR sonegou ao Benfica pelo menos 9 pontos esta época e continua a beneficiar os rivais. Em Alvalade, assistimos a mais um momento grave nesta Liga, desta vez em modo criativo".

Não por mera coincidência, os referidos nove pontos são precisamente o que separa neste momento o "glorioso" do segundo lugar e acesso directo à Liga dos Campeões. A memória é curta e muito conveniente!

image.jpg

Rúben Amorim teve isto para dizer sobre as declarações do Benfica...

"Obviamente não vou comentar. Para isso estão as pessoas dos comentários. Acho que é um excelente elogio, é o maior elogio que podem dar à nossa equipa técnica. Dizerem que conseguimos que o Sporting fosse beneficiado pela arbitragem. É o grande milagre que esta equipa técnica conseguiu. Não há nada a dizer, é ganhar o próximo jogo. É isso que controlamos e é o que vamos continuar a fazer. Ainda não vi o lance. O árbitro deu amarelo, foi ao VAR, viu nas imagens, assinalou. Não mudou o teor do jogo, não mudou o domínio do jogo. Continuou a ser o mesmo jogo durante toda a partida".

Também teve isto para dizer sobre o jogo...

"Foi um bom resultado. Nós criámos várias situações. O jogo foi o resumo de uma época, houve muita ansiedade no estádio e passou um bocadinho para a equipa. Houve assobios e já não me lembrava (da última vez que os ouvi) porque não estávamos a jogar bem, seja a ligar e na construção estávamos igualmente com dificuldades. Depois, empolgámo-nos porque tivemos várias ocasiões para fazer o segundo golo e a partir daí, de fazer o 2-0, controlámos o jogo.

Foi uma espécie de resumo do que é uma vida de futebolista e até da época. Vivemos esses momentos todos durante o jogo. Eles (os adeptos) têm de perceber que isto faz parte. Vencemos justamente, com zero remates perigosos do adversário".

Assobios???... A estupidez de alguns não tem limites!

publicado às 04:19

Screenshot (756).png

O Sporting não brilhou, se considerarmos uma segunda parte de menor fulgor - Rúben Amorim disse que sentiu a equipa um pouco cansada nessa fase do jogo - mas realizou um primeiro período de excelente futebol e total domínio.

Muito tem sido dito sobre os dois homens da frente e eles responderam com um golo cada, o segundo dos quais - o de Paulinho - finalizando uma soberba jogada construída por Porro e Edwards. O Moreirense apenas na segunda parte conseguiu algum espaço, mas, mesmo assim, sem grande perigo para a baliza de Adán.

Marcus Edwards estreou-se a titular de leão ao peito e mais uma vez deu ampla razão à sua contratação. Está a tornar-se num problema muito agradável para Rúben Amorim e vai fazer pressão nos restantes elementos do ataque leonino.

GoalPoint-Moreirense-Sporting-Liga-Bwin-202122-90m

Por norma, não escolho o homem do jogo, mas acho que as escolhas recaiem sobre Porro, Ugarte e talvez o já referido Edwards. Isto, sem menosprezar o colectivo que demonstrou uma solidez impressionante ou até o 'reforço' Slimani que continua a encantar com a sua excelente forma.

Zouhair Feddal viu o quinto amarelo e vai cumprir um jogo de castigo. É de esperar que o engripado Gonçalo Inácio venha a ocupar o seu lugar no lado esquerdo, com Luís Neto a manter a titularidade no lado direito do eixo defensivo.

Com este resultado, o Sporting continua na perseguição ao FC das Antas e recupera a vantagem de seis pontos sobre o clube da Luz para o importantíssimo segundo lugar na tabela classificativa.

Screenshot (759).png

Na próxima jornada - a 27.ª da campanha - agendada para sábado dia 19 de Março, o Sporting visita o V. Guimarães, uma equipa que procura assegurar o 6.º lugar e ainda com algumas hipóteses - algo remotas - de alcançar o Gil Vicente e SC Braga.

P.S.: João Pinheiro não fez esquecer a "obra" que assinou no Dragão, mas desta vez não há nada significativo a assinalar.

Resumo do jogo disponível aqui.

publicado às 03:34

Estatísticas do jogo

Rui Gomes, em 03.03.22

GoalPoint-Sporting-Porto-Taca-de-Portugal-202122-9

Com 44.231 espectadores nas bancadas, o Estádio José Alvalade ultrapassou a barreira dos 13 milhões de espectadores desde a sua abertura em 2003. Antes do apito inicial, destaque especial para os fumos negros – com o símbolo da paz - utilizados pelos jogadores do Sporting CP, bem como para a braçadeira de capitão de Coates, com as cores da bandeira da Ucrânia. 

Algumas considerações de Rúben Amorim no final do jogo...

“Na primeira parte, o Sporting jogou bem, teve várias oportunidades, não deixou o Porto criar qualquer oportunidade. Depois chegámos ao golo e um penálti desnecessário meteu o Porto no jogo. Fomos atrás do resultado e começámos a sofrer muitas transições. Antes de assentarmos o jogo, voltámos a sofrer [mais um golo]. Tornou-se tudo difícil e foi por aí, depois não conseguimos dar a volta. Agora é pensar na segunda mão".

"Com a entrada de Slimani eu sentia que a equipa podia fazer o segundo golo. Os nossos laterais, principalmente o esquerdo, podiam saltar mais no lateral e não precisávamos de ter tanta preocupação com o central do lado esquerdo. Foi isso que fizemos. Mudámos as características, deixámos o Pablo [Sarabia] mais aberto, não mudámos a identidade. Eu queria ganhar o jogo, queria fazer mais um golo. Eu como os meus jogadores. É a nossa forma de estar".

img_920x519$2022_03_02_23_01_40_1968591.jpg

"O confronto com Sérgio Conceição... Achei irónico o Porro levar amarelo por simulação e o banco do FC Porto aplaudir, foi o que disse ao treinador do FC Porto. Nunca fui santo nem nunca vou ser santo. Mas há coisas piores no futebol português".

"A eliminatória fica difícil, mas conseguimos ir vencer ao Dragão como provámos no último jogo, depois com 10 foi mais complicado".

publicado às 03:02

Estatísticas do jogo

Rui Gomes, em 27.02.22

GoalPoint-Maritimo-Sporting-Liga-Bwin-202122-90m.j

Algumas considerações de Rúben Amorim no final do jogo na Madeira...

"O jogo começou com o golo do Marítimo. Depois pegámos no jogo, tentámos ir ao empate e conseguimos. O jogo reatou e sofremos um golo que estava em fora de jogo. Acalmámos, tentámos ir ao golo, tivemos várias soluções, cruzamentos, não conseguimos marcar... Não fomos bons o suficiente para vencer o jogo. Faltou o último toque, o último passe para ganhar e acabámos por perder 2 pontos".

"O campeonato não fica perdido, mas fica mais longe. Há que digerir bem isso... Vem aí uma competição diferente, temos de ganhar os nossos jogos, voltar ao trabalho, não há como esconder. Não podemos estar a perder pontos quando os jogos estão dominados. Não deixámos os adversários criar, o jogo não é dividido... Somos os culpados disso, principalmente o treinador. Agora temos de ganhar os nossos jogos e esperar ver. Ganhar o próximo jogo é o mais importante, temos de ganhar os nossos jogos. Tinha de ser assim mesmo sem objetivo nenhum. Temos de ganhar e sofrer menos".

"Acima de tudo a ideia era prender a linha de cinco do Marítimo, com o Paulinho atrás do Slimani, a jogar entrelinhas. Tivemos soluções, mas não fomos bons o suficiente para o que criámos para finalizar. Não resultou por que não ganhámos. Pela quantidade de lances que nós criámos, com o adversário a ter o golo e o lance anulado... O resultado vai ditar sempre a avaliação do jogo, mas uma equipa que cria tanto como nós tem de fazer golo e marcar o jogo. Não aconteceu..."

"Vou voltar a jogar como entendermos que é melhor. Não foi por isso. Se a bola do Porro bate na barra e entra a conversa era outra. É digerir os pontos perdidos e preparar a Taça".

publicado às 04:19

Estatísticas do jogo

Rui Gomes, em 21.02.22

GoalPoint-Sporting-Estoril-Liga-Bwin-202122-90m.jp

Algumas considerações de Rúben Amorim no final da partida...

"Era importante reagir a um dia muito difícil que tornou mais difícil a preparação mas sobretudo para responder aos adeptos e para agradecer aos adeptos o que fizeram por nós no fim do jogo. Eles mereciam hoje ter uma vitória, voltaram a encher o estádio num jogo a um domingo. As vitórias são todas para eles e esta é especialmente para eles".

"Os jogadores estão todos preparados para jogar. O sucesso que esta equipa tem vindo a ter, todos sabem que são importantes e, portanto, mais uma vez, tivemos algumas baixas mas todos estão preparados para jogar apesar de termos tidos algumas baixas".

"Temos de ganhar os nossos jogos. Obviamente, os rivais também têm de perder. Temos ainda mais um confronto directo. Passa muito pelos rivais perderem pontos. Temos um grande objectivo mas sabemos que isto não mudou assim tanto e a Champions é realmente importante para nós".

"O ressurgimento do Matheus Reis faz parte do carácter dele. Sabe de onde veio e nós quando passamos por alguns momentos, como estar a treinar à parte... Veio do Rio Ave que é um excelente clube, mas começou por baixo. Isso dá outra resiliência por todo o trabalho que tem tido, pelo apoio que o Feddal lhe dá quando joga, também o Coates. É mérito dele e do grupo que o ajudou em momentos difíceis. Agora é o jogador que toda a gente vê".

Matheus Reis também comentou o jogo e... ainda o Dragão...

"Estou tranquilo, todos viram as imagens, fui agredido. Só falo do meu trabaho, temos de estar focados e esquecer tudo isso. Processo? Não me preocupa, o Sporting está a trabalhar nisso e o meu foco esta em jogar.

Entrámos muito bem nesta partida, muito focados, querendo dar a voltar por cima das últimas partidas em que não vencemos. Acho que demos uma boa resposta e fizemos uma grande partida.

Fico feliz pelo momento. Marcar novamente e em Alvalade é sempre especial. Mais feliz ainda por ajudar a equipa e por termos saído com a vitória. Muito para dar a esta equipa. Com ajuda dos companheiros, vamos conquistar mais títulos".

publicado às 03:49

Estatísticas do jogo

Rui Gomes, em 07.02.22

GoalPoint-Sporting-Famalicao-Liga-Bwin-202122-90m.

Algumas das considerações de Rúben Amorim mais em destaque...

Vitória justa

"Acima de tudo, mudou o resultado. Hoje, como na primeira volta, não estivemos bem a controlar o jogo. não tivemos um jogo tão fluído, mas fomos melhores defensivamente. Nunca senti a equipa muito confortável. O espaço estava na frente e tivemos alguma pressa em fazer chegar lá a bola, o que desvirtua a nossa forma de jogar. O Famalicão, que tem mérito, tem jogadores bastante talentosos que apresentam bom rendimento contra equipas grandes. Podíamos ter feito melhor em várias situações ofensivas, faltou energia, mas fomos justos vencedores".

Falta de energia

"Tivemos uma sequência dificil de jogos, com a Taça da Liga, faltou alguma energia hoje. Vamos treinar amanhã com os que não jogaram. Depois, vou dar-lhes folga. Os jogadores bem precisam de uma folga, para terem energia e irem ao Dragão vencer".

Grande penalidade defendida por Adán

"Vamos para o intervalo a vencer. Se empatassem, poderiam deixar a equipa um pouco mais ansiosa. Foi determinante como noutras vezes".

Ausência de Porro no Dragão

"Vem de uma grande paragem. O Porro, se calhar, precisava de parar. Temos outros jogos e, devido a essa sequência de lesão, regresso e nova paragem, se calhar há males que vêm por bem".

liga-bwin-sporting-cp-x-fc-famalicao.jpg

Recepção a Slimani

"Procurei aquela energia que o estádio podia dar. Senti que faltava na nossa equipa. Vai melhorar muito. Está algo lento em processos, pois esteve parado, e vai trabalhar como todos os outros".

publicado às 03:34

Estatísticas do jogo

Rui Gomes, em 03.02.22

GoalPoint-Belenenses-SAD-Sporting-Liga-Bwin-202122

As considerações mais interessantes de Rúben Amorim no final do jogo...

"O Belenenses SAD é uma equipa do campeonato, apesar de estar no último lugar, mas sempre tivemos o domínio do jogo. O Belenenses SAD teve duas oportunidades. Uma que deu golo, num ressalto de bola e num grande remate. Estamos nesta fase. Levamos com grandes remates, sem grandes ocasiões… e depois a ocasião do Camará. Tivemos muito mais oportunidades. Dominámos do princípio ao fim. Fomos justos vencedores".

"O jogo estava controlado. A defrontar uma equipa com três centrais, onde era fácil o Edwards perceber onde tinha de pressionar. É um jogador inteligente, com formação num grande clube inglês. Vai adaptar-se bem. Espero que se divirta. É um jogador que precisa de se divertir".

"Só vamos saber no fim. Mesmo sem ser reforçado, sempre acreditei que tínhamos um plantel forte. Teve ajustes. Entraram jogadores, saíram outros. O que fizemos no mercado já estava pensado, quer para o mercado de verão, quer para o próximo ano. Conseguimos fazer já estas modificações e ainda bem, porque temos mais tempo para trabalhar. A meu ver estamos mais fortes. Temos mais soluções. Estes jogadores enquadram-se bem".

"O foco é o nosso jogo e não na derrota do Benfica. Aproximamo-nos do primeiro lugar e mantivemos a nossa posição. Estamos com os mesmos pontos de atraso para o primeiro. Aumentámos para o terceiro, mas o que interessava era ganhar o nosso jogo, manter a dinâmica da Taça da Liga. Não desligar. Foi uma boa semana".

"O Paulinho sabe que o Slimani é uma possibilidade há mais de um mês, mês e meio, foi o primeiro a saber e não queria que soubesse por qualquer outra pessoa, um empresário. Ele sabe que eu tenho confiança nele. Ele sabe que isto é uma equipa, quando não marca um, marca outro. Ele fez bem a ligação e sabe que toda a gente está com ele".

Comentário de Pablo Sarabia, autor de um dos golos do Sporting...

"A vitória de hoje é muito importante. Sobretudo depois de termos vencido a Taça. Era um jogo difícil, mesmo em termos mentais, visto que tínhamos de preparar a cabeça para ganharmos novamente depois de conquistarmos um troféu. A equipa esteve bem desde o primeiro momento. Estamos a atravessar um grande momento e espero que consigamos continuar assim até ao final da temporada".

publicado às 03:19

Estatísticas do jogo

Rui Gomes, em 30.01.22

GoalPoint-Benfica-Sporting-Taca-da-Liga-202122-90m

Luís Neto (Capitão na ausência de Coates)

"Reagimos com tranquilidade, acreditando no nosso sistema. O Benfica fez um remate na 1ª parte e logo um golo. Na 2ª parte fizemos o normal na nossa equipa. O Benfica tentou chegar ao empate, mas nós estivemos bem e defendemos muito bem. Soubemos aproveitar aquilo que tivemos. Do início ao fim controlámos quase sempre. Crise recente? Tivemos um resultado negativo com o Santa Clara em duas épocas e o qual devemos muito a nós próprios. Acreditamos no míster e no projecto".

João Palhinha

"Fizemos uma primeira parte bem melhor do que o Benfica. Foram lá uma vez e fizeram golo. Tiveram a felicidade de fazer o golo. Depois fomos nós que tivemos de ir à procura do resultado. O segredo foi o trabalho, acreditar até ao fim e o espírito de sacrifício que é o que define esta equipa desde que o míster chegou e estamos muito felizes por conquistar mais outro título. Era mesmo isto que os nossos adeptos desejavam há anos. Infelizmente, o Sporting já não conquistava títulos há anos. Esta equipa, felizmente, deu a volta a isso, estamos a conquistar títulos. É isto que é a imagem do Clube e tem que ser daqui para o futuro".

Matheus Reis

"Sabíamos que ia ser um jogo muito difícil, mas eu estou preparado para jogar tanto a central como a lateral. É um orgulho enorme fazer parte desta equipa e conquistar mais outro título. Onde o míster Rúben Amorim me colocar e onde puder ajudar, é onde me sinto confortável. É o mais alto nível a que cheguei até agora. Estou a ir para o terceiro título e isto é muito especial".

Tiago Tomás

"Isto é o Sporting. É assim que deve ser com esta mentalidade. Futuro? Estou focado agora nos festejos. Isso é conversa para depois. A nossa mentalidade é dia a dia, jogo a jogo, será sempre assim e é por isso que conseguimos ganhar estes títulos, alcançar estes recordes e objectivos".

Gonçalo Inácio

"Jogo muito difícil. Tenho um orgulho enorme nesta equipa. Grupo muito unido, demos a volta e agora é festejar. Tentamos trabalhar todos os dias, dar o máximo nos 90 minutos e foi o que fizemos. Agora é levantar o prémio".

Matheus Nunes

"Benfica tem muita qualidade, tinha três jogadores no meio-campo mas estivemos bem. O que importa foi que vencemos. Vamos continuar a trabalhar. Vamos festejar e depois focar no próximo jogo. Significa que o caminho está a ser bem trabalhado. Muito contentes e agora é continuar".

Pablo Sarabia

"É um dia bastante feliz... Creio que todos os sportinguistas merecem mais um título, uma taça. É um dia muito especial por tudo. Creio que a intensidade, tivemos uma intensidade muito grande durante todo o jogo. A equipa voltou a demonstrar carácter ao dar a volta ao primeiro golo do Benfica".

publicado às 03:34

Estatísticas do jogo

Rui Gomes, em 27.01.22

GoalPoint-Sporting-Santa-Clara-Taca-da-Liga-202122

Algumas considerações de Rúben Amorim no final do jogo...

"Começar a perder numa fase da época em que temos duas derrotas sente-se às vezes no jogo. Principalmente depois da expulsão e do 2-1 e não fomos inteligentes nessa parte, mas na primeira parte viu-se que fomos bastante intensos. Depois da expulsão complicámos um bocadinho o nosso jogo, podíamos e devíamos ter feito mais golos, mas vencemos justamente, acho que não há dúvidas sobre isso e vamos agora lutar pela final".

"A final pode ter dois sentidos. Neste jogo a responsabilidade está dividida. São dois clubes grandes e isso pode ajudar a tirar algum nervosismo. Uma fase em que olhamos para o treino, para o que fazemos, para os jogos. É uma fase que só o tempo vai ajudar a equipa a passar por estas situações que não passou no último ano. Vai ser um jogo completamente diferente. Quando a equipa podia ficar algo nervosa, logo a seguir ao golo do Santa Clara, não ficou, ficou depois do 2-1 e podia ficar tudo mais fácil, complicámos. Não há muito sentido. Há que alertar, têm de focar no que têm de fazer e preparar a final".

"A intranquilidade é da fase nova, não há que fazer grande caso disso. Faz parte. Temos de passar por isto, não estávamos habituados a perder. A equipa sente e é bom sentir, é sinal que estamos habituados a vencer e quando não se vence deixa-nos marcas. Vamos passar claramente esta fase. Já jogámos sem o Coates e demos uma grande resposta nesse jogo. Quando ganhamos jogos tudo de bom acontece".

"O falhanço de Paulinho é completamente contornável porque é futebol, falhou e amanhã vai marcar. Não lhe vou dizer nada porque já estive lá. Já fui jogador e o melhor é não dizer nada, não é preciso dizer nada, ele está pior do que todos. Não dar muita conversa sobre o caso e de certeza absoluta que ele vai querer melhorar e fazer golos. O futebol é uma montanha-russa. Tem de trabalhar para no sábado ser um jogador decisivo".

publicado às 03:03

GoalPoint-Sporting-Braga-Liga-Bwin-202122-MVP.jpg

"'Pote' parece estar de volta à velha forma e deu na noite deste sábado mais um exemplo disso. Foi um perigo à solta, inaugurou a contagem com uma finalização de excelência – já leva 13 tiros certeiros esta época, seis dos quais na Liga -, no último suspiro não conseguiu levar a melhor no “mano a mano” com Matheus, tendo ainda realizando ao todo cinco remates (quatro dos quais enquadrados), gizou um passe para finalização, recebeu oito passes aproximativos e contabilizou 50 acções com a bola. Por tudo isto, foi o melhor em campo".

Ainda...

Matheus Nunes – Foi o melhor nos primeiros 45 minutos, mas tal como a equipa decaiu de produção na segunda parte do jogo. Fez o passe para o 1-0, dois passes aproximativos, três variações de flanco, dez recuperações de posse (máximo no duelo) e sofreu três faltas".

publicado às 17:15

Estatísticas do jogo

Rui Gomes, em 23.01.22

GoalPoint-Sporting-Braga-Liga-Bwin-202122-90m.jpg

Algumas considerações de Rúben Amorim no final do jogo...

“O penálti mudou o jogo. Na primeira parte entrámos muito bem, dominámos o jogo. Todas as vezes que o SC Braga chegou à frente foi por ressalto. Foi assim a primeira parte, com um golo de vantagem, podíamos ter tido mais. Na segunda parte, com o penálti, mudou o jogo. Ficámos intranquilos. Depois fomos atrás do resultado, arriscámos um pouco. E depois, no fim, muito. O Braga ia tendo uma ou outra ocasião. Podíamos ter feito um golo antes do Braga. Há jogos assim, aconteceu".

“É uma derrota, isso tem sempre impacto em equipas que costumam ganhar. Faz parte do nosso trajecto, esta equipa ainda não tinha passado por isto, nem o próprio treinador. Há que encarar as coisas de frente. Estamos a jogar muito melhor do que no ano passado, temos de focar nessas pequenas coisas. Os resultados não controlamos, há que trabalhar".

“Só queremos ganhar o próximo jogo, é o foco. Jogar melhor. É a única coisa que podemos controlar. Os resultados são consequência do nosso trabalho. Se o Porto ganhar, ficamos a seis pontos. Temos de ganhar o próximo jogo".

“No jogo com o Santa Clara, por exemplo, muito diferente deste, os jogadores deram tudo, obviamente falhámos golos, tivemos falhas defensivas que não são normais. Arriscámos muito. Temos de melhorar. Não podemos esse tipo de falhas. Somos uma equipa grande que luta pelos títulos com outras equipas grandes. Faz parte do jogo. Temos de melhorar, melhores fases virão".

“A nossa equipa tem muito orgulho de representar este grande Clube. Estamos preparados para todas as provas. Muito obrigado pelo apoio deles (adeptos). Temos de trabalhar e ganhar jogos, é isso que eles querem".

Comentário do capitão Sebastián Coates à Sport TV no final do jogo...

"Vamos sempre lutar até ao fim. Hoje viu-se isso. Tivemos oportunidades suficientes, mas o SC Braga marcou e isso no futebol faz a diferença. Cometemos erros e isso custou-nos caro. Temos a nossa forma de jogar e nunca vamos deixar de tentar. Foi o que nos deu o título na temporada passada e vamos continuar a tentar. Ainda falta muito campeonato. Tínhamos muitos pontos de avanço nesta fase do ano passado e depois complicou-se. Falta muito [campeonato] e a equipa demonstra que está unida e junta. Vamos tentar até ao fim.

Vou falhar a Final Four da Taça da Liga, mas acredito muito nos meus colegas, sei que vão dar tudo. Já faltei a muitos jogos e eles jogaram da melhor maneira.

Um grande agradecimento aos nossos adeptos. Estiveram sempre connosco. Não tivemos o melhor começo do ano em casa, mas temos de continuar e seguir em frente".

publicado às 03:18

As estatísticas do jogo

Rui Gomes, em 17.01.22

GoalPoint-Vizela-Sporting-Liga-Bwin-202122-90m.jpg

Algumas considerações de Rúben Amorim no final da partida em Vizela...

“Os primeiros dez minutos foram algo confusos para nós. Não conseguimos empurrar o FC Vizela para o seu meio-campo, como queríamos, e só o fizemos depois disso. A partir daí criámos várias oportunidades, chegámos mais vezes à frente e chegámos aos golos com naturalidade. Fomos para o intervalo com uma vantagem justa, a meu ver. Na segunda metade, tivemos mais bola, mas podíamos ter sido mais incisivos e devíamos ter marcado, mas não marcámos. Ainda assim, penso que foi uma vitória justa de uma equipa que voltou à sua identidade”.

"Daniel Bragança a titular tem a ver com as características do jogo. Ele é forte no espaço reduzido, o Vizela fecha bem a zona interior, o Matheus [Nunes] precisa de mais espaço, vinha de dois jogos seguidos e precisamos de todos preparados".

Screenshot (592).png

"Fiquei satisfeito sobretudo com a forma como o Pote jogou e pela equipa ter sido mais agressiva do que no jogo anterior".

"Uma boa equipa tem de sofrer poucos golos. Eles foram um exemplo na concentração e na intensidade. Tivemos alguma displicência nos nossos centrais na segunda parte. Fora isso, sempre concentrados".

"Os minutos finais eram escusados. O Nuno reagiu ao público, tem de se aguentar. Há uns que aguentam mais e outros menos. Houve ali expulsões - da equipa técnica - que não deviam ter acontecido, mas temos de proteger os nossos e foi isso que fizemos”.

"FC Porto, Benfica e Braga são muito fortes. Se baixarmos o nosso nível, podemos perder pontos em qualquer campo. Temos de controlar isso, ainda não somos equipa para deixar andar. Temos é de vencer o máximo de jogos possíveis e não pensar muito nas contas".

publicado às 03:33

Estatísticas do jogo

Rui Gomes, em 08.01.22

Screenshot (571).png

Não pretendemos de modo algum usar a arbitragem para desculpar a derrota do Sporting. A equipa não fez um bom jogo e teve pela frente um adversário muito eficaz em metade dos remates e apenas 36% posse de bola.

Dito isto, o Santa Clara teve 33 faltas assinaladas e viu 5 cartões amarelos. O Sporting 12 e viu 3 amarelos e o vermelho de Daniel Bragança.

A grande diferença, neste contexto, é que o Sporting viu 2 cartões amarelos logo aos 14 e 17', enquanto que o Santa Clara, com tantas faltas cometidas, só viu o primeiro aos 60'. Vale o que vale!

_______________________________________

Algumas considerações de Carlos Fernandes, que, como adjunto de Rúben Amorim, esteve ontem à frente da equipa nos Açores...

"Um jogo muito difícil, claro. Falhou, essencialmente, acertarmos as oportunidades que tivemos. Não conseguimos. Com o resultado em 2-1, e achar que podíamos controlar o jogo, sofremos logo no minuto a seguir e a equipa ficou intranquila. O último lance (do golo) é uma infelicidade nossa, finalizaram bem. A crença dos jogadores do Sporting é inabalável, tentaram, deram o que tinham e o que não tinham. Perdemos e há que olhar para o jogo com o Leça [quartos de final da Taça de Portugal]".

"Creio que o Sporting acabou com mais posse de bola. Queremos sempre assumir o jogo, logo é normal. Falhou essencialmente o que referi. Tivemos mais oportunidades que o adversário. Deveríamos ter segurado a vantagem. Sofrer golos tão rápido não é normal para nós".

"O Daniel entrou quando achámos que devia ter entrado. Mexeu com o jogo quando foi preciso. Infelizmente, foi expulso. É um menino sem maldade nenhuma. Isso é visível, de certeza, no lance [em que foi expulso ao atingir Ricardinho na perna]. Espero que o Daniel esteja preparado para treinar e entrar assim que puder".

"A derrota não influencia em nada. O Rúben já disse que temos um projeto a longo prazo no Clube. O caminho é feito de vitórias e derrotas, de altos e de baixos. Hoje tivemos um baixo e queremos, o mais rapidamente, jogar e voltar ao alto."

"Tenho a certeza que o Rúben queria muito estar aqui a dar a cara. Quando perdemos, perdemos todos. Quero mandar força e um abraço ao Rúben. Sei, claramente, que se há coisa que o chateia, para além da derrota, é não poder estar aqui a dar a cara".

jl1_0224_0.jpg

Eis o que João Palhinha teve para dizer aos microfones da Sport TV...

"Claro que esta derrota não estava nos planos. Jogamos todo os jogos para ganhar. Tentámos outro resultado até ao fim, a equipa batalhou, mas hoje não foi o nosso dia. Temos de levantar a cabeça. Mas não é esta derrota que vai tirar o nosso foco. Temos um longo trajecto, que não passa só por vitórias. Havia de chegar o dia em que isto ia acontecer, infelizmente foi hoje. Temos de levantar a cabeça e pensar no jogo da Taça de Portugal".

publicado às 02:17

Estatísticas do jogo

Rui Gomes, em 30.12.21

GoalPoint-Sporting-Portimonense-Liga-Bwin-202122-9

Algumas considerações de Rúben Amorim no final da partida...

"O jogo foi exactamente o que estava à espera. Há mérito do Portimonense. Até entrámos bem, nos primeiros sete minutos, mas depois o Portimonense teve duas transições, criou algumas dúvidas e isso sentiu-se no estádio. Há o golo do Portimonense e ficámos algo precipitados, porque não costumamos estar a perder em casa. Isso sentiu-se um pouco. Mas na segunda parte entrámos fortes, criámos ocasiões e a expulsão [de Pedro Sá] ajudou ainda mais a que dominássemos o jogo. A arranjar espaços. a não ter tanta pressa com a bola... e chegámos aos golos com naturalidade. É uma vitória justa".

"Sou treinador do Sporting CP. Vou trabalhar muito para manter o meu lugar, porque isto muda de um momento para o outro, como no Benfica. Em ano e meio, invertemos um bocadinho as posições. Vou trabalhar muito porque sei que podem ficar com o meu lugar, e eu gosto muito do meu lugar. Vai ser difícil tirar-me daqui. Esse é o nosso foco, ganhar títulos, ajudar o Clube".

"O Matheus Reis é um rapaz bastante trabalhador. No Rio Ave, era um misto disto, mais encostado à linha. É aproveitar a ligação com o Nuno Santos. Ele era número 10 no São Paulo, não sabia. Cada vez mais são os centrais que ficam livres, que são os construtores. O facto de termos mais posse de bola, de termos um ataque organizado melhor, ajuda a que passem mais tempo nessa função. Ele esteve seis meses sem competição, está a recuperar. A concorrência é forte e mérito para a equipa".

"Os adeptos têm grande parte do mérito com o Paulinho. Se nos lembrarmos, há alguns meses, quando o Paulinho falhava golos, foi o público que o ajudou. Eu sempre estive satisfeito com ele. É claro que tem de fazer golos, mas ele é quem sofre mais com isso [seca de golos]. É uma vitória da equipa, dos jogadores, dos adeptos, do Sporting".

"Amanhã vou ver o clássico de camisola verde. Não sei se vou conseguir ver o jogo, porque com os meus filhos em casa é sempre muito mais difícil. Mas sempre a pensar verde, e vou pensar no jogo com o Santa Clara. É importante, porque alguém vai perder pontos e nós vamos ganhar vantagem para alguém, ou até sobre os dois. Mas vamos pensar jogo a jogo, sabendo que é importante os rivais perderem pontos".

"É possível fazer melhor do que este ano... Não chegámos aos 90 ou 100% de vitórias. É muito difícil manter este registo, mas é sempre possível fazer melhor a nível de resultados e no que diz respeito a crescer como equipa. Mas se formos a pensar nisso, não vamos atingir os objectivos. Temos de pensar jogo a jogo, preparar o Santa Clara e descansar um pouco a cabeça nestes dias".

"Penso que 2022 é que vai ser o ano da minha carreira. É assim que temos de pensar. Foi um grande ano para todos, agradeço a todos os trabalho que fizeram, mas temos de fazer mais e melhor".

O Sporting fechou um histórico ano de 2021, em que conquistou três títulos, com um recorde de 42 vitórias, em 54 jogos.

P.S.: Bruno Tabata testou positivo à Covid-19 e está em isolamento.

publicado às 03:03

Estatísticas do jogo

Rui Gomes, em 19.12.21

GoalPoint-Gil-Vicente-Sporting-Liga-Bwin-202122-90

Algumas considerações de Rúben Amorim no final da partida e Barcelos...

Primeira parte muito estranha

"Muito difícil de explicar bem a primeira parte, foi tudo muito confuso, quando levantei a cabeça estavam passados 42 minutos. Foi literalmente isso. Houve a expulsão, depois outra expulsão, o penálti, jogo muito parado. Primeira parte muito confusa, sem muita história, sem muito jogo jogado. No intervalo foi uma adaptação dos dois treinadores e depois nós temos essa vantagem de sermos muito consistentes, muito solidários. Depois, com mais algum espaço, os nossos jogadores fizeram a diferença, pela qualidade técnica. O encaixe era o mais ou menos o mesmo, nós soubemos aproveitar mais as saídas.

O Gil Vicente tinha a bola, o Sporting tapava a baliza, depois atacava o Sporting, parecia um jogo de andebol. Na qualidade técnica temos vantagem, pela qualidade dos jogadores. Depois de fazermos o primeiro golo, chamámos muitas vezes o Gil Vicente, o Gil Vicente tentou ir atrás da pressão e tivemos várias bolas em que podíamos ter feito golo, fizemos três, podíamos ter feito mais. Parabéns aos jogadores e agora é passar no próximo."

Entrada de Nuno Santos para o lugar de Sarabia

"Tirámos o Pablo, porque o Nuno Santos está habituado a fazer o corredor todo. Estamos habituados a jogar com três centrais. Também jogámos assim porque não queria que o Seba estivesse a fazer muitos deslocamentos. Queria proteger os nossos jogadores, metê-los nas posições que nos dá mais jeito, mesmo que para isso tirasse alguma profundidade na frente, que o Pablo estava a dar. Foi uma opção, correu bem. O Nuno sente-se muito cómodo naquele trabalho, desbloqueou o jogo, fez um excelente jogo. O golo do Nuno muda tudo".

A expulsão de Luís Neto

Surpreendeu-me. O Luís Neto também é uma pessoa vive muito isto e influencia os outros, perdeu um pouco a noção, não o pode fazer. Sou um treinador com sorte, porque no dia em que o Neto perde um bocadinho a cabeça, nós ganhámos e assim ele já está preparado para a próxima vez. A verdade é que um treinador vai para o intervalo tentando dizer isso ao Luís Neto, que não pode acontecer, e a cara dele retira-nos qualquer tipo de raspanete, digamos assim.

liga-bwin-gil-vicente-x-sporting (1).jpg

Ele está muito pior do que todos, tem de estar, sabe bem a responsabilidade que tem. Mas assim que olhei para a cara dele, não precisei de dizer nada, ele sentiu realmente. Sorte de um treinador que tem estes avisos mas que a equipa consegue ganhar e compensar um mau momento de um colega".

10 vitórias consecutivas

"11 é que eu gostaria de alcançar. Temos a Taça de Portugal agora, não podemos ficar fora das competições, muito menos da Taça de Portugal. Temos essa grande responsabilidade, jogamos com o Casa Pia, É preparar esse jogo e pensar depois no campeonato. Essas 10 já passaram, queremos mais uma".

ADENDA

Luís Neto recorreu às redes sociais para pedir desculpa pelo acto irreflectido que levou à sua expulsão no jogo:

"Nada do que possa dizer, vai justificar o acto irreflectido que tive, ninguém está mais triste e desiludido com a minha atitude que eu. Uma provocação feia que devia ter sido ignorada e nunca respondida com aquela reacção. Pedir desculpa aos adeptos e aos meus companheiros e voltar forte ao trabalho para lutar por este símbolo. O mais importante foi alcançado, mais três pontos na nossa caminhada".

publicado às 04:33

Estatísticas do jogo

Rui Gomes, em 29.11.21

261356922_1961494297352719_6667754255827683907_n.j

Algumas considerações de Rúben Amorim no final do jogo...

"Viemos de um jogo muito difícil e desgastante. Entrámos bem no jogo, fizemos o golo, mas depois desligámos um bocadinho. Os jogadores pensaram que já não precisávamos do golo, digamos assim, foi esse o pensamento dos jogadores. Já estive na situação deles e sei como é. Tentámos ser sempre sérios contra uma equipa do Tondela com muita gente no meio, com miúdos talentosos que se meteram todos no meio e criaram ali superioridade. Mas estivemos sempre mais perto do golo, tirando uma ou outra bola rápida nas costas da nossa defesa. Tivemos oportunidades na primeira e, principalmente, na segunda parte. Tivemos várias vezes com vantagem numérica e temos de decidir melhor nessas situações. Voltámos a marcar no início porque entrámos de maneira forte. Foi uma vitória justa e agora é pensar no próximo jogo".

“Eu quero dar minutos aos outros jogadores, porque trabalham bem e merecem. Essa é a gestão que eu faço. Todos precisam de estar prontos, nas várias competições há sempre a questão dos amarelos, por exemplo na Liga dos Campeões temos muitos jogadores que, se virem amarelo, estão fora. Os outros têm de estar preparados".

"Ainda não tenho noção alguma da lesão do Palhinha. Quando nos conhecemos e já temos experiência, sabemos que rasgámos. Eu acho que ele ainda não sabe bem e a incerteza cria ali ansiedade. Ele tem é de recuperar bem e se tiver de falhar um joguinho ou outro, não há qualquer problema".

"Sobre o Belenenses SAD e Benfica o Sporting já falou. Quando o Sporting fala, falamos todos. Uma situação que pode ter influência no campeonato, tudo muito estranho. Agora é deixar isso para as pessoas que têm de decidir, aquelas que foram eleitas pelos clubes. A mim cabe-me apresentar a equipa, preparar os jogadores e esse é o meu trabalho".

publicado às 06:03

Estatísticas do jogo

Rui Gomes, em 29.09.21

GoalPoint-Dortmund-Sporting-Champions-League-20212

Rúben Amorim no final da partida

"Sabor algo amargo? Penso que sim. Arriscámos muito mais no fim mas depois de um resultado anormal na 1.ª jornada tivemos bom comportamento mas podíamos ter sido melhores. Não posso dizer nada aos jogadores, falta-nos peso nesta competição. Mas vamos ganhar no futuro".

"Não chega, temos ainda um longo caminho a percorrer. Temos de estar na Europa para ganhar experiência, dinheiro e para não vender os melhores jogadores. Vai demorar muito tempo, temos de ter paciência, e não falo do treinador, mude-se o treinador ou não. Olhando para as equipas portuguesas e para o Sporting não chega, ninguém vai contente para casa. Quando acaba sentimos que falta algo mais, o que é normal. Temos muito para construir. Nem tudo está mal. Não chega mas queremos mais. Parabéns aos jogadores."

"Os adeptos têm sido um grande exemplo. Ganharam-nos o jogo na semana passada e a preocupação é demonstrar a equipa que somos e que independentemente do resultado tenham orgulho na equipa e em ser sportinguistas."

O capitão Sebastián Coates

"Contra o Ajax cometemos diversos erros que não costumamos cometer, nestes jogos qualquer erro pode dar golo. Hoje jogámos melhor, mas não conseguimos o resultado que queríamos. Ainda faltam jogos, é importante que a equipa continue a crescer e a ganhar experiência. Para o próximo que tenhamos outro resultado".

"Matematicamente podemos passar, vamos dar tudo, tentar. Este jogo deu para ganhar experiência e no próximo não podemos cometer erros que cometemos hoje".

"Queremos ganhar todos os jogos. É um estádio difícil de jogar. O Dortmund tem muita tradição. Tentámos a vitória, mas não conseguimos, infelizmente".

"A esperança é a mesma que tínhamos depois do jogo com o Ajax. A confiança no nosso trabalho vai ser sempre a mesma. Trabalhamos para dar alegrias aos sportinguistas. Enquanto tivermos chances de nos apurarmos, vamos continuar a lutar".

publicado às 07:02

Estatísticas do jogo

Rui Gomes, em 20.09.21

GoalPoint-Estoril-Sporting-Liga-Bwin-202122-90m.jp

Rúben Amorim

"É uma vitória num terreno difícil depois de um momento difícil. A forma como entrámos, não me lembro de grandes ocasiões de golo do Estoril. Aprendemos muito com o jogo de Famalicão. Podíamos ter feito golos na primeira parte, na segunda também, mas a vitória é inteiramente justa. Foi importante por eles [jogadores]. Vivem muito o dia-a-dia. Ainda não passámos por momentos muito maus. Tínhamos esta série depois de um jogo difícil a meio da semana. Podemos ser muito melhores, mas fomos justos vencedores.

A maior parte do trabalho está feita durante a semana. Depois no jogo tento passar energia para eles, alguns pormenores. A forma como entraram, perceberam o jogo e bloquearam o adversário.

Temos mesmo de olhar para nossos jogos. A equipa queria dar boa resposta, queríamos demonstrar a equipa que costumamos ser e depois de uma derrota pesada foi importante a forma como jogámos."

João Palhinha

"Era muito importante regressar as vitórias. Foram três dias complicados de digerir. Foi das semanas mais difíceis que tivemos neste clube. O grupo está de parabéns porque soube reagir muito bem. Queríamos ganhar este jogo para dar uma resposta e demonstrarmos aos adeptos que estamos bem juntos. Não são todos os adeptos que batem palmas no fim depois do jogo que tivemos (Ajax). Há que realçar que estamos todos juntos e voltámos às vitórias.

Este era muito importante. Queríamos ao máximo poder ganhar hoje para dar a vitória aos adeptos e sentirmo-nos melhor connosco próprios. O mister disse no balneário antes do jogo e é verdade. Vamos quase em 50 jogos e o número de derrotas fala por si. Isto é um bom sinal, que o Clube está bastante diferente do que estava no passado. O perder não satisfaz ninguém. Temos de continuar com esta alma vencedora que faz parte de quem joga neste Clube."

publicado às 04:01

Estatísticas do jogo

Rui Gomes, em 16.09.21

GoalPoint-Sporting-Ajax-Champions-League-202122-90

Eis o que Paulinho teve para dizer...

"O golo acaba por não saber a nada. Temos de ter a frieza, deixar a emoção de lado e perceber que foram três pontos e deixar o resultado de lado. Perceber o que fizemos bem e menos bem e não deixar que seja que um resultado pesado, foram três pontos. O Sporting, no ano passado, também foi eliminado em casa por números desta natureza mas reagiu bem e é isso que nós vamos fazer: reagir.

Não sei se o golo anulado foi um momento-chave, mas se calhar foi um dos momentos importantes. Marcámos golo e foi anulado, mas também mandámos ao poste e o Ajax reagiu com golo. A eficácia acabou por ditar o que foi o resultado.

O importante é que seja cada vez muito mais viável para nós crescermos. Claro que não estamos aqui para aprender, nem dar vitórias morais, estamos aqui para ganhar, mas quando não ganhamos temos de crescer e aprender. É isso que vamos fazer".

publicado às 03:00

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D




Cristiano Ronaldo