Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Estatísticas do jogo

Rui Gomes, em 29.09.21

GoalPoint-Dortmund-Sporting-Champions-League-20212

Rúben Amorim no final da partida

"Sabor algo amargo? Penso que sim. Arriscámos muito mais no fim mas depois de um resultado anormal na 1.ª jornada tivemos bom comportamento mas podíamos ter sido melhores. Não posso dizer nada aos jogadores, falta-nos peso nesta competição. Mas vamos ganhar no futuro".

"Não chega, temos ainda um longo caminho a percorrer. Temos de estar na Europa para ganhar experiência, dinheiro e para não vender os melhores jogadores. Vai demorar muito tempo, temos de ter paciência, e não falo do treinador, mude-se o treinador ou não. Olhando para as equipas portuguesas e para o Sporting não chega, ninguém vai contente para casa. Quando acaba sentimos que falta algo mais, o que é normal. Temos muito para construir. Nem tudo está mal. Não chega mas queremos mais. Parabéns aos jogadores."

"Os adeptos têm sido um grande exemplo. Ganharam-nos o jogo na semana passada e a preocupação é demonstrar a equipa que somos e que independentemente do resultado tenham orgulho na equipa e em ser sportinguistas."

O capitão Sebastián Coates

"Contra o Ajax cometemos diversos erros que não costumamos cometer, nestes jogos qualquer erro pode dar golo. Hoje jogámos melhor, mas não conseguimos o resultado que queríamos. Ainda faltam jogos, é importante que a equipa continue a crescer e a ganhar experiência. Para o próximo que tenhamos outro resultado".

"Matematicamente podemos passar, vamos dar tudo, tentar. Este jogo deu para ganhar experiência e no próximo não podemos cometer erros que cometemos hoje".

"Queremos ganhar todos os jogos. É um estádio difícil de jogar. O Dortmund tem muita tradição. Tentámos a vitória, mas não conseguimos, infelizmente".

"A esperança é a mesma que tínhamos depois do jogo com o Ajax. A confiança no nosso trabalho vai ser sempre a mesma. Trabalhamos para dar alegrias aos sportinguistas. Enquanto tivermos chances de nos apurarmos, vamos continuar a lutar".

publicado às 07:02

Estatísticas do jogo

Rui Gomes, em 20.09.21

GoalPoint-Estoril-Sporting-Liga-Bwin-202122-90m.jp

Rúben Amorim

"É uma vitória num terreno difícil depois de um momento difícil. A forma como entrámos, não me lembro de grandes ocasiões de golo do Estoril. Aprendemos muito com o jogo de Famalicão. Podíamos ter feito golos na primeira parte, na segunda também, mas a vitória é inteiramente justa. Foi importante por eles [jogadores]. Vivem muito o dia-a-dia. Ainda não passámos por momentos muito maus. Tínhamos esta série depois de um jogo difícil a meio da semana. Podemos ser muito melhores, mas fomos justos vencedores.

A maior parte do trabalho está feita durante a semana. Depois no jogo tento passar energia para eles, alguns pormenores. A forma como entraram, perceberam o jogo e bloquearam o adversário.

Temos mesmo de olhar para nossos jogos. A equipa queria dar boa resposta, queríamos demonstrar a equipa que costumamos ser e depois de uma derrota pesada foi importante a forma como jogámos."

João Palhinha

"Era muito importante regressar as vitórias. Foram três dias complicados de digerir. Foi das semanas mais difíceis que tivemos neste clube. O grupo está de parabéns porque soube reagir muito bem. Queríamos ganhar este jogo para dar uma resposta e demonstrarmos aos adeptos que estamos bem juntos. Não são todos os adeptos que batem palmas no fim depois do jogo que tivemos (Ajax). Há que realçar que estamos todos juntos e voltámos às vitórias.

Este era muito importante. Queríamos ao máximo poder ganhar hoje para dar a vitória aos adeptos e sentirmo-nos melhor connosco próprios. O mister disse no balneário antes do jogo e é verdade. Vamos quase em 50 jogos e o número de derrotas fala por si. Isto é um bom sinal, que o Clube está bastante diferente do que estava no passado. O perder não satisfaz ninguém. Temos de continuar com esta alma vencedora que faz parte de quem joga neste Clube."

publicado às 04:01

Estatísticas do jogo

Rui Gomes, em 16.09.21

GoalPoint-Sporting-Ajax-Champions-League-202122-90

Eis o que Paulinho teve para dizer...

"O golo acaba por não saber a nada. Temos de ter a frieza, deixar a emoção de lado e perceber que foram três pontos e deixar o resultado de lado. Perceber o que fizemos bem e menos bem e não deixar que seja que um resultado pesado, foram três pontos. O Sporting, no ano passado, também foi eliminado em casa por números desta natureza mas reagiu bem e é isso que nós vamos fazer: reagir.

Não sei se o golo anulado foi um momento-chave, mas se calhar foi um dos momentos importantes. Marcámos golo e foi anulado, mas também mandámos ao poste e o Ajax reagiu com golo. A eficácia acabou por ditar o que foi o resultado.

O importante é que seja cada vez muito mais viável para nós crescermos. Claro que não estamos aqui para aprender, nem dar vitórias morais, estamos aqui para ganhar, mas quando não ganhamos temos de crescer e aprender. É isso que vamos fazer".

publicado às 03:00

Estatísticas do jogo

Rui Gomes, em 29.08.21

GoalPoint-Famalicao-Sporting-Liga-Bwin-202122-90m.

Considerações de Rúben Amorim no pós-jogo:

Faltou controlar melhor o jogo? 

"Passa por aí, o jogo nunca esteve controlado, mesmo com o Famalicão a baixar as linhas e a não pressionar alto. Foi inteligente nessa estratégia, metemos a bola onde eles queriam. Muita bola interior, quando tínhamos de jogar na largura. Tentámos ir no espaço com algumas movimentações, não tivemos muita precisão nesse tipo de passes, e depois a equipa começa a não controlar o jogo, e o grande problema foi com bola. Foi muito por aí, não conseguir impor o nosso jogo."

Sporting melhor no 2.º tempo: 

"Os jogadores percebem e nós temos outra visão cá fora. Melhorámos, mas mesmo assim não conseguimos impor aquela fluidez no nosso jogo, dividimos muitas bolas. O Famalicão a espera das transições e foi ai que nos criaram muitos problemas, tinham muito espaços entre linhas e com jogadores a vir de traz com a bola colocaram muitos problemas à nossa defesa".

Preocupado com o mercado? 

"Não. Estou mais a pensar no jogo, na forma como temos de jogar, isso é o principal. O que tiver de acontecer vai acontecer."

Primeiros pontos perdidos

"São sinais... as equipas são difíceis e os treinadores inteligentes. Não muda nada, temos muito que trabalhar."

Declarações de Antonio Adán:

"Na primeira parte não estivemos nada bem, visto que tivemos algumas dificuldades para sair para o ataque. Depois, no segundo tempo, melhorámos significativamente, mas não foi suficiente. Depois de tudo o que se passou, conseguimos não perder, porém podíamos ter feito mais qualquer coisa.

Vínhamos de uma sequência de vitórias, mas até é positivo continuar sem perder. Agora é descansar e recuperar".

publicado às 06:03

Estatísticas do jogo

Rui Gomes, em 22.08.21

GoalPoint-Sporting-Belenenses-SAD-Liga-Bwin-202122

Algumas considerações de Rúben Amorim

"Agradou-me muito o facto de os jogadores não terem facilitado. O jogo esteve sempre controlado e o facto de marcarmos cedo tornou as coisas mais fáceis, mas agradou-me que não tenham facilitado".

"Jogámos bem, utilizámos os corredores, criámos várias oportunidades e podíamos ter marcado mais. O resultado é totalmente justo, mas, quanto a mim, peca por escasso”.

“Ficámos algo tristes por o resultado não dar o sumo que devia dar, mas frustrados não ficamos, porque queremos é ganhar, nem que seja por meio a zero. Às vezes marcamos só fazendo um remate, como aconteceu com o Pote em Braga, outra vez rematamos várias vezes e não marcamos. Ganhámos, portanto, está tudo bem”.

"Estarmos a querer poupar jogadores agora quando não há jogos a meio da semana não vai influenciar em nada, ou seja, tirar-lhes carga agora não vai ajudá-los quando houver jogos a meio da semana. Não foi por aí que substituí Feddal e Jovane".

“Esta equipa vive muito de todos saberem que amanhã podem ser titulares e para poderem ser titulares não pode haver mais de dois jogadores por posição. É uma decisão minha. Acho que três jogadores para uma posição é de mais e não funciona. Quando vier a Liga dos Campeões, posso então arrepender-me, mas é uma decisão minha e que a assumo por completo”.

publicado às 04:17

As estatísticas do jogo

Rui Gomes, em 01.08.21

GoalPoint-Sporting-Braga-Supertaca-2020-90m.jpg

Pedro Gonçalves

"Foi um golo cheio de energia. Fico contente por os adeptos estarem connosco outra vez. São duas excelente equipas, que sabem jogar muito bom futebol. Continuamos a trabalhar, fomos melhores e a vitória caiu para o nosso lado. Vou trabalhar todos os dias para jogar. Se não o fizer não jogo. Sinto orgulho, a minha família esteve no estádio e dedico este golo a eles, pois fazem parte de um longo caminho e são mesmo o meu maior apoio. Presença dos adeptos? É muito importante e agradeco a todos eles, do fundo do coração".

Luís Neto

"Conhecemo-nos melhor. Os princípios estão mais cimentados. Já temos um ano e meio de trabalho com o míster. Na época passada conseguimos construir algo muito bem. É normal que agora seja sempre a melhorar. Já nos conhecemos todos muito bem, sabemos o que cada um pode dar. Agora é dar continuidade. É uma longa maratona. É importante dar um bom sinal a toda a gente e em especial aos nossos adeptos que estiveram connosco hoje. O Sporting está aí e continua forte.

A base do grupo é a humildade. Fomos muito conscientes do que éramos capazes de fazer na época passada. Acho que as pessoas agarraram-se muito aos valores e reviam-se nos jogadores. Tinham uma boa imagem do que fazíamos em campo, dando tudo até ao último minuto. Foi a nossa imagem de marca e vai continuar a ser. Esta gente está com os valores do grupo e com aquilo que nós fazemos em campo."

Gonçalo Inácio

"Têm sido épocas fantásticas. O primeiro ano de sénior foi mesmo incrível. Subir à equipa principal foi incrível. Agora começámos da melhor forma. Agradeço a toda a gente pelo apoio. É incrível o apoio dos adeptos e torna o jogo diferente. Vamos continuar a trabalhar da mesma forma, sempre com o mesmo foco, agora focamo-mos no Vizela. É para isso que temos de trabalhar".

Ricardo Esgaio

"Temos uma boa relação, até quando estava no SC Braga e jogámos um contra o outro tínhamos falado um pouco. Desde que cheguei, o Porro acolheu-me muito bem. A nossa relação é fantástica e não estou a dizer mentira nenhuma. Jogamos na mesma posição e somos amigos e profissionais. É o importante para estar todos bem no plantel."

Zouhair Feddal

"Estou muito feliz. Estou alegre por os adeptos estarem aqui connosco. Agora começa outra temporada, um campeonato longo e difícil e temos de começar bem. Não pensamos no título. Somos uma equipa que temos uma mentalidade de jogo a jogo. É isso que nos pode levar a ser campeões."

publicado às 06:18

As estatísticas do jogo

Rui Gomes, em 20.05.21

GoalPoint-Sporting-Maritimo-Liga-NOS-202021-90m.jp

publicado às 07:00

As estatísticas do jogo

Rui Gomes, em 16.05.21

GoalPoint-Benfica-Sporting-Liga-NOS-202021-90m.jpg

Algumas considerações de Lídia Paralta Gomes, na sua crónica do dérbi da Luz, em Tribuna Expresso:

"72 horas após a terça-feira mais longa da história do Sporting, Rúben Amorim apareceu aparentemente fresco para fazer a antevisão ao jogo com o Benfica e nem foi propriamente críptico. Sem o dizer taxativamente, ficou implícito que o Sporting iria à Luz com dois objectivos e que o principal não seria manter a invencibilidade".

"Na conferência disse que por muito que gostasse de terminar o ano sem derrotas, mais importante era trabalhar desde já para a próxima temporada, aumentar a competitividade da equipa e isso já adivinhava um onze com surpresas".

"E daí a titularidade de Matheus Nunes e Daniel Bragança nos lugares de Palhinha e João Mário, com Amorim provavelmente à procura de soluções para os seus médios titulares, já a pensar num 2021/22 em que o Sporting terá uma carga competitiva bem superior à de este ano".

"Fazer uma alteração desta monta frente a um Benfica em subida de forma teria sempre os seus riscos e não resultou: depois de um início equilibrado, o Benfica aproveitou a menor agressividade e estabilidade leonina a meio-campo para ganhar o terreno e partir com alguma facilidade para o ataque apoiado, com alguns pormenores técnicos de abrir o olho pelo meio".

"Na ressaca do título, é muito possível que Rúben Amorim tenha, no entanto, falhado os dois objectivos para o jogo, já que Matheus Nunes e Daniel Bragança, juntos, ainda não são alternativa a João Palhinha e João Mário e Matheus Reis também não ajudou na hora de render Feddal. São dores de crescimento que por esta altura também pouco importam".

publicado às 03:03

As estatísticas do jogo

Rui Gomes, em 06.05.21

GoalPoint-Rio-Ave-Sporting-Liga-NOS-202021-90m.jpg

RÚBEN AMORIM

"Sabíamos que era um jogo muito perigoso, o Rio Ave quis sempre sair a jogar e nós estávamos preparados para isso. Podíamos ter feito mais golos. Ganhámos num campo difícil e a vitória é justa.

Diz que eu sou um sortudo. Temos um coração muito grande. Honramos o nosso clube. A evolução deles foi muito grande. Conquistamos a Champions que era muito importante para o clube para termos dinheiro. Mas ainda não acabou.

A presença na Champions alivia a pressão, mas eu fui pago para fazer o meu trabalho. Mas agora que me dá o meu conforto não digo que não. Mais por eles do que por mim, pelo presidente e pelo Viana. Temos de ganhar os outros jogos, mas sim, dá-me algum conforto.

Agora, é descansar bem, comer bem, trabalhar bem, usufruir da família porque daqui a nada temos mais duas horas de sofrimento. É preparar bem para o sofrimento que vem aí."

MIGUEL CARDOSO (Treinador do Rio Ave)

"Tenho dificuldade em fazer um raciocínio neste momento (sobre o penálti). Estou a tentar focar-me na sua pergunta mas é difícil. Vamos tentar falar de futebol, que é um jogo jogado por seres humanos. No futebol há emoções, gestão de muitas coisas, jogado com pernas, braços, cabeça... Reacções a um metro, a centímetros. Se eu reagisse agora, mesmo que tirasse o micro, eu tocava-lhe.

Vamos falar de futebol... A minha equipa teve carácter na segunda parte, a assumir o jogo perante uma equipa que provavelmente será campeã. Não teve receio do jogo, jogou com muita força, energia e vontade. E depois, num momento de perturbação emocional, de algo que sucede fora do campo, que cria instabilidade, aparece o segundo golo. E aí torna-se difícil gerir o jogo. Depois o Sporting deixa ficar cinco jogadores atrás e não sai daí... O Sporting foi matando o nosso jogo com faltas."

Portanto, a causa principal da derrota foi o penálti e o Sporting a "matar" o jogo com faltas. Pelos vistos, os 17 remates e as duas bolas aos ferros, não contam. Se fosse honesto, o que não é o caso, admitiria que ao intervalo podia estar a perder por 3 ou 4, tal foi a superioridade do adversário. Decerto que não reparou que a sua equipa fez o primeiro remate (inofensivo) à baliza do Sporting aos 40 minutos.

publicado às 04:18

Estatísticas do jogo

Rui Gomes, em 02.05.21

GoalPoint-Sporting-Nacional-Liga-NOS-202021-90m.jp

Com 31 faltas assinaladas - fora as que ficaram por assinalar - a equipa madeirense acabar o jogo com 10 jogadores foi um acto de enorme generosidade. Isso, ou obedeceu a uma deliberada estratégia da parte do árbitro Manuel Oliveira e do VAR Luís Ferreira.

Muito além de tudo mais, ficaram três grandes penalidades por assinalar: sobre Paulinho, aos 7 minutos; Daniel Bragança, que depois de ser derrubado ainda levou um murro na cabeça e, por fim, sobre Coates, que foi agarrado escandalosamente na área madeirense no momento em que tentava um cabeceamento.

Recordo que há uns anos Manuel Machado apelidou Jorge Jesus de cretino, mas ele já deu amplas provas que não é melhor. E face ao que se viu ontem em Alvalade, ele ainda se deu ao indecoroso desplante de criticar a arbitragem:

"Uma partida dentro do que já se esperava. O Sporting com mais bola e um Nacional organizado a conter muito bem o bloco deles, com o nosso guarda-redes a responder em alguns momentos com competência. Até ao momento em que ficamos em inferioridade. Aí o que era suposto ser maior pendor ofensivo do Sporting acentuou-se e numa bola parada deu o golo que fez toda a diferença. Fizemos um bom jogo onze para onze, com o Sporting mais ofensivo e o Nacional a defender e a procurar o contra-ataque.

A expulsão é mesmo determinante, pois fragiliza o Nacional. Aqui aproveito para deixar um pequeno subsídio para quem nomeia. Porque jogo sim, jogo não, a mesma equipa de arbitragem, que em Tondela já nos expulsou um homem e marcou penálti... Não sei o critério das nomeações, acho muito estranho, pois há um leque muito largo e podemos de alguma forma fazer com que isto não se repita num espaço de tempo tão curto.

Uns são filhos de um Deus grande, outros de um Deus menor. Neste país é assim, quem tem menos terá sempre menos, infelizmente... E o futebol é o espelho da sociedade. O critério que se viu não é nada de novo em relação ao dia a dia em qualquer sector de actividade".

Mais um dos que está a mais no futebol português. Veremos se acompanha o Nacional na viagem até à Segunda Liga. Dispensa-se ambos!!!

NOTA: Destaque especial para o guarda-redes do Nacional que, com a ajuda dos ferros, evitou a goleada. Este, o mesmo que há três jornadas ofereceu um golo de bandeja ao FC Porto. As camisolas verdes e brancas devem ser um estimulante extraordinário.

publicado às 04:02

As estatísticas do jogo

Rui Gomes, em 26.04.21

GoalPoint-Braga-Sporting-Liga-NOS-202021-90m.jpg

Na realidade, a estatística que mais merece reflexão, face ao "chicote" disciplinar de Artur Soares Dias, é a das faltas cometidas: 22 pelo SC Braga e 9 pelo Sporting CP.

Gonçalo Inácio foi expulso aos 18 minutos, ao ver o segundo amarelo, numa altura em que o Sporting, como equipa, apenas tinha cometido 2 faltas. É quase tão incrível como o fora de jogo de 2 cm!

Não discordamos do primeiro amarelo mostrado ao jovem leão, no entanto, atendendo às circunstâncias de jogo, o segundo, que resultou em expulsão, só pode ser justificado por quem arbitrou a partida com missão encomendada.

img_920x519$2021_04_25_21_00_52_1842650.jpg

Ainda temos em conta a falta cometida por Fransérgio sobre João Palhinha, aos 17', que apenas mereceu o cartão amarelo do apitador de serviço. Recorrendo a um critério justo e objectivo, esta falta do jogador "minhoto" é muito mais causa para cartão vermelho directo do que o segundo amarelo de Gonçalo Inácio.

Para não ficar por aqui, Adán viu também um "amarelo", por retardar o jogo, imaginamos, e vai falhar o Nacional. Deve ser outro recorde no futebol português, em que o guarda-redes de um dos "grandes" é punido com 5 amarelos numa só época.

Já perto do cair do pano, o apitador virou as suas atenções para o banco do Sporting: cartão amarelo para Pote e vermelho para Jorge Vital, treinador de guarda-redes. Tiago Tomás também viu o seu quinto amarelo e tal como Adán, vai falhar o Nacional.

E, além de tudo isto, ainda podemos analisar o lance aos 60', no qual Coates é derrubado na área bracarense por Raúl Silva. Soares Dias manda seguir e o VAR, se disse algo, foi ignorado.

Como referi no post de ontem: CONTRA TUDO E CONTRA TODOS.

publicado às 03:33

Estatísticas do jogo

Rui Gomes, em 22.04.21

GoalPoint-Sporting-Belenenses-SAD-Liga-NOS-202021-

Muito pode e deve ser dito sobre este jogo, inclusive que, entre outros factores, assistimos a uma edição da "Lei de Murphy" em toda a sua plenitude.

Raramente me dou a extensas análises, até porque aqui no blogue opto quase sempre por escrever em síntese. Recorro à minha memória do jogo, complementada pelas estatísticas aqui publicadas, e chego a uma simples conclusão: o Sporting efectuou 27 remates no jogo, 9 dos quais enquadrados (que nem sempre são os mais perigosos) e teve muitas dificuldades para marcar dois golos, um deles até através de penálti. Mais uma vez evidenciou-se a falta de finalização e tudo se resume a isso.

Se a essência do problema é a titularidade de Paulinho no eixo do ataque ou outras opções de Rúben Amorim, extensível à não inclusão de Nuno Santos no 'onze' inicial nos últimos jogos, é naturalmente subjectivo e, como tal, é de esperar o mais variado leque de opiniões.

Por fim, e não digo isto por ele ter falhado (até porque já o comentei várias vezes em particular) não compreendo a razão de ser João Mário a executar grandes penalidades. Será que Pote não tem essa capacidade?

Aproveito o ensejo para transcrever este comentário do leitor Paulo Salcedas:

"Perdemos 2 pontos ou ganhamos um ponto? Pela conjuntura de ter que ganhar para manter distâncias obviamente que perdemos dois pontos.... Mas, pelo desenrolar do jogo e mesmo no fim garantimos um ponto que pode fazer a diferença.Ir com 4 pontos de avanço a Braga é muito diferente de ir a 3, mesmo uma derrota não nos tirará o primeiro lugar, mas eu espero e desejo que a equipa ganhe e mantenha a distância, se ganharmos em Braga e mantivermos 4 pontos (isto se o Porto ganhar os seus jogos ou que eu espero que não aconteça) poderemos chegar ao jogo com o Rio Ave com esses mesmos 4 pontos, nessa jornada há dérbi e se o Porto perder ficamos com 3 jornadas (2 jogos em casa) para assegurar o titulo....São contas e mais contas, mas uma coisa é certa: a força mental da equipa é incrível, espero e desejo que em Braga ela apareça e que a equipa mostre porque é que vai em primeiro.Eu acredito, SEMPRE, SEMPRE até ao fim!".

publicado às 03:02

As estatísticas do jogo

Rui Gomes, em 17.04.21

GoalPoint-Farense-Sporting-Liga-NOS-202021-90m.jpg

RÚBEN AMORIM

"Principalmente quando se fala numa crise, [é importante] bater um recorde histórico do clube, atingir essa marca. Mérito aos jogadores, a muitos miúdos da formação, a uma equipa que soube sofrer quando teve de sofrer, fez o golo, não soube matar o jogo, sofreu no fim e, como é normal, a ansiedade cresceu. Mas penso que é justo, o Farense teve as suas oportunidades, nós também. Podíamos ter saído com bola com outra qualidade, foi um jogo dividido, um bom jogo. Somos uns justos vencedores.

O principal desafio agora é escolher os melhores jogadores, porque todos eles treinam bem. O foco está agora no Belenenses SAD. Vai ser um jogo difícil, como têm sido todos até aqui. Vamos escolher os melhores, em virtude do que fizerem e demonstrarem nos treinos, e esse é o principal desafio desta equipa técnica.

É difícil dizer que o momento é por isto ou por aquilo. Estamos numa fase diferente, não conseguimos matar o jogo. Agora, a nossa ansiedade vem muito da nossa incapacidade de fazer um segundo golo. Por vezes até passamos aos nossos colegas quando podemos rematar à baliza. Já tivemos fases em que fazíamos um remate e o golo surgia e que num outro remate a equipa assentava. Acho que a finalização não tem a ver com a nossa ansiedade, tem a ver com a nossa qualidade e com o aspecto técnico."

Não vamos esconder que há uma ideia nos sportinguistas que já vem de há muitos anos, mas os adeptos não podem de modo algum esquecer que isto é jogo a jogo e que agora só queremos vencer o Belenenses SAD."

ADÁN

Não é uma questão de nos sentirmos aliviados. Quando fazemos as coisas bem não temos de estar preocupados. Não gostámos de não ter ganho os dois jogos anteriores, mas a equipa trabalha bem ao longo da semana e tem evoluído desde o início da temporada. Temos de estar contentes.

Assistimos a um grande jogo de futebol. A equipa lutou e manteve um resultado que era importante para nós. Jogámos num campo muito complicado contra uma equipa muito lutadora e aguerrida, mas conseguimos responder bem.

É uma vitória, mas é igual às outras. Deu-nos muitas alegrias e agora vamos desfrutar pois sentimo-nos muito contentes após cada vitória. Este é este o nosso espírito pois já estamos a pensar no próximo jogo".

publicado às 04:32

As estatísticas do jogo

Rui Gomes, em 12.04.21

GoalPoint-Sporting-Famalicao-Liga-NOS-202021-90m.j

RÚBEN AMORIM

"Não vou falar sobre a arbitragem. Podíamos muito bem ter ganho o jogo. Temos um bom campeonato, temos um campeonato cheio de artistas, já sabíamos disso. Vamos dar mérito aos jogadores e por isso não vou falar de arbitragens. Foi o fiscal de linha que me expulsou, o árbitro nem sabia bem porque me estava a expulsar. Não concordo com a minha expulsão, mas é o que é.

Nós olhamos jogo a jogo e muito para aquilo que fizemos. O que nós temos de fazer é olhar para aquilo que podemos controlar, que é o treino. No fim fazem-se as contas como sempre. Estamos a pagar um pouco do sucesso que ninguém pensava que fôssemos ter. Mas sabemos para onde queremos ir e nós agora queremos ir ganhar ao Farense.

"O Palhinha foi condicionado. O Palhinha com cartão amarelo por vezes mais vale não tê-lo em campo porque é um jogador agressivo que nos trava as jogadas, é ele que para as transições. O jogo do Palhinha parou na primeira jogada. A partir daí teve de andar em pézinhos de lã"

publicado às 04:02

As estatísticas do jogo

Rui Gomes, em 06.04.21

GoalPoint-Moreirense-Sporting-Liga-NOS-202021-90m.

RÚBEN AMORIM

"Já nos aconteceu o contrário, agora aconteceu ao Moreirense. Acho que dominámos a partida. Tivemos várias oportunidades para marcar mais, tivemos golos anulados por centímetros. Agora é continuar.

Os jogos são todos difíceis. Tivemos várias oportunidades, a ausência dos internacionais faz parte de uma equipa grande. Tivemos oportunidades para matar o jogo, mas um mau alívio e depois um remate sem hipótese... Há que seguir em frente.

A perda de pontos para o FC Porto e Benfica não interessa nada, o que interessa é o próximo jogo [frente ao Famalicão]. Tenham oito ou dez [pontos de avanço], ou oito ou dez de atraso, o nosso caminho é olhar sempre para o próximo jogo e ganhar o próximo jogo.

O Matheus recuperou no fim e deu-nos profundidade. O Nuno está mais rotinado, tem características mais ofensivas. Eu estava mais chateado porque o miúdo teve de sair e nem amarelo houve. Mas já passou".

PAULINHO

"Desde o primeiro dia disse que não vinha para conquistar títulos individuais, nem para me valorizar, vinha para ajudar o Sporting. O meu golo acaba por não representar nada porque não ganhámos o jogo. 

É um resultado bastante injusto e igualmente enganador. Tivemos golos anulados por centímetros. Fomos a melhor equipa nos 90 minutos, mas infelizmente sofremos um golo no fim.

A distância para os rivais não nos preocupa, o que nos preocupa é o trabalho diário, isso é que nos motiva e vamos continuar porque queremos melhorar todos os dias."

EDUARDO MADEIRA (Humorista)

"Árbitro devia equipar à Moreirense. Não era então preciso disfarçar. Há uma tentativa de assassinato ao Nuno Mendes que o apitador não viu. Fora-de-jogo de 2 cm? Neste momento o Sporting CP precisa de marcar três golos para valer um. Mas foi apenas um percalço".

publicado às 04:32

As estatísticas do jogo

Rui Gomes, em 21.03.21

GoalPoint-Sporting-Vitoria-SC-Liga-NOS-202021-90m.

2070 minutos, ou seja, 23 jogos completos: até este sábado, Sebastián Coates era o único jogador de campo que ainda somava todos os minutos de utilização nesta Liga 2020/21, à semelhança do que também acontece com alguns guarda-redes, uma boa posição que obviamente sofre de bem menos questões de rotatividade.

A ausência do capitão poderia ser sentida pela equipa, mas o rapaz que ocupou o lugar vago no centro da defesa, Gonçalo Inácio, que habitualmente tem jogado mais à direita (ontem jogou Neto aí), cumpriu praticamente na perfeição a função e ainda marcou o golo que deu a vitória ao Sporting.

E isto num jogo em que Rúben Amorim também estreou Dário Essugo, jovem de 16 anos que passou a ser o mais novo de sempre a jogar no Sporting, mais novo ainda do que Nuno Mendes, o lateral de 18 anos que esta semana foi chamado pela primeira vez à seleção e que, na 2.ª parte do jogo desta noite, chegou a ter pela frente alguém com o dobro da sua idade, Ricardo Quaresma, um homem que foi campeão pelo Sporting em 2001/02, o último título nacional conquistado pelo clube.

image.jpg

Rúben Amorim no final da partida:

"Houve muito boas sensações, penso que fizemos um bom jogo, mesmo sem criar muitas oportunidades, tivemos maior controle. Chegámos à frente com mais facilidade, o Dani [Bragança] também nos deu isso e fez um excelente jogo enquanto esteve fresco. Na 1.ª parte o Vitória só teve aquelas duas oportunidades seguidas, que podiam ter tirado confiança, mas não. Defendemos bem e cada vez mais arranjamos soluções para atacar contra equipas que defendem em bloco baixo e estiveram muito bem."

"Ainda somos o segundo melhor ataque da Liga. Já houve períodos em que fizemos mais golos, as equipas agora fecham-nos bem. Eles tiveram dificuldades em pressionar alto, saíamos bem a partir de trás. Sem sofrer estamos mais perto de ganhar os jogos. Eles compensam-se no jogo todo, é uma característica desta equipa."

"O objectivo é ganhar o próximo jogo. Se pensamos mais à frente criamos ansiedade para uma equipa tão jovem. Agora há a paragem e que os jogadores voltem bem das selecções para depois preparamos o próximo jogo."

"Obviamente gostei do Dário, tem apenas 16 anos, teve pouca competição, mas teve bom desempenho. Isto também é uma mensagem para os mais jovens. Todos vão ter uma oportunidade, é uma mensagem para o grupo perceber. Este é o futuro do Sporting. Temos de começar já e o Dário é mais um exemplo."

publicado às 04:47

As estatísticas dos quatro primeiros

Rui Gomes, em 16.03.21

Epwv0hTXMAAnqKj.jpg

Deixo aqui algumas estatísticas referentes às quatro equipas que disputam os primeiros lugares (Sporting, SC Braga, FC Porto e Benfica) que, valem o que valem, mas que são interessantes a título de curiosidade e que nos podem dar algumas ideias para os jogos que restam da Liga.

Jogaram-se 23 jornadas, dois terços do campeonato, e no próximo fim de semana inicia-se a última série de onze jogos, equivalente ao derradeiro terço.

Pontos perdidos pelas 4 equipas

Sporting ......8 ..........4C.....4F
SC Braga ........17 ..........5C...12F
FC Porto .........18 ..........7C...11F
Benfica.......21...........7C...14F

Pontos perdidos no primeiro terço (11 jornadas)

Sporting 4 ...........2C....2F
SC Braga.....9............3C....6F
FC Porto .....8............3C....5F
Benfica ..6............3C....3F

Pontos perdidos no segundo terço (12 jornadas)

Sporting ...4 ..........2C......2F
SC Braga .......10...........2C......8F
FC Porto ......10...........4C......6F
Benfica ...15...........4C....11F

As estatísticas são animadoras no que toca ao Sporting, neste arranque para o último terço do campeonato, mas para já valem zero.

Texto nosso leitor/colaborador Julius Coelho

publicado às 03:17

As estatísticas do jogo

Rui Gomes, em 14.03.21

GoalPoint-Tondela-Sporting-Liga-NOS-202021-90m.jpg

RÚBEN AMORIM

"Acho que foi um jogo de sentido único. É difícil atacar contra um bloco tão baixo, não rematámos muito, mas ainda conseguimos chegar com bola. Alguma indefinição, depois alguma desconfiança, mas acho que é uma vitória claramente justa e com um golo de um rapaz que farta-se de trabalhar, que ainda falha golos que não devia falhar, mas é um prémio para ele. Os pontos estão muito caros, as equipas estão muito motivadas contra nós. O Tondela defendeu bem, com muitos jogadores mas acabámos por fazer o golo".

"Todas as equipas também precisam de pontos, na luta pela manutenção há muitas equipas e todas estão muito perto. É uma luta interessante, jogos muito difíceis todas as equipas querem ganhar ao Sporting neste momento, também faz parte. Passamos um pouco pelos pingos da chuva, quando não se pode jogar bem ganha-se, mas hoje fomos uma equipa que quis ganhar o jogo".

Screenshot (23).png

TIAGO TOMÁS

"Nós sabíamos que o Tondela tinha estudado bem a estratégia para nos enfrentar, e apresentaram-se num bloco muito baixo difícil de penetrar. De qualquer forma valeu a entreajuda da equipa, e acreditámos até ao fim. Creio que fizemos uma boa exibição e acabámos por ganhar o jogo".

"Ainda consegui ter duas bolas para finalizar na primeira parte, e mantive-me tranquilo pois sabia que mais tarde ou mais cedo havia de chegar ao golo. Eu tenho trabalhado muito para isso, e ainda por cima consegui ajudar a equipa, e é isso que quero. Um golo decisivo tem outro sabor".

PEDRO CANDEIAS (Tribuna Expresso)

Bem-vindos a Tondela, façam o favor de deixar as vossas expectativas arrumadas à porta porque aqui dentro não cabem sonhos largos num campo apertado que os locais tornam muito mais exíguo ainda pela forma como o defendem. Pois é em Tondela que está uma das melhores equipas caseiras, com apenas duas derrotas e dois empates, e sete vitórias, cinco delas consecutivas que permitem contrabalançar o péssimo histórico nos jogos fora de casa.

O Sporting partiu para o assalto final nos derradeiros 15 minutos - onde, manda a tradição moriana - a magia acontece: aos 81' Nuno Mendes aproveitou um falhanço do Tondela, cruzou, Martínez não foi esperto a despachar a bola, Pedro Gonçalves assistiu e Tiago Tomás chutou para glória. Depois, foi a altura de pensar, recuar e trancar a porta - e ninguém faz isso tão bem quanto o Sporting e isso não iria mudar em Tondela.

Numa semana em que tanto se falou de fraude técnica, a equipa de Amorim demonstrou que não está para defraudar as suas expectativas.

Nota: Admite-se que foi um jogo sem brilhantismo por parte do Sporting. No entanto, para contrapor alguns críticos que quase transmitem a ideia que a equipa leonina nem sequer esteve no relvado, recomenda-se uma melhor leitura das estatísticas do jogo e ainda alguma reflexão sobre o registo do Tondela, que obviamente desconhecem.

O Tondela dá-se muito bem em casa, como explicam os pontos conquistados no Estádio João Cardoso. Só Vitória de Guimarães e SC Braga venceram em casa dos beirões, num terreno onde Rio Ave e Moreirense empataram. Dos 24 pontos do Tondela na Liga até à 23.ª ronda, 23 foram em casa.

Apesar das dificuldades em meter a bola na baliza do adversário, o Sporting limitou-o a 4 remates, dos quais apenas 2 foram enquadrados, 3 pontapés de canto e 39% posse de bola. Há mérito nisto ou será apenas obra do acaso?

A ansiedade que nós adeptos sentimos não é factor dentro das quatro linhas. Mesmo a jogar uns furos abaixo do que já assistimos esta época, a equipa esteve sempre tranquila e nunca deixou de acreditar, como aliás tem feito em todos os jogos até ao momento.

publicado às 04:33

As estatísticas do jogo

Rui Gomes, em 06.03.21

GoalPoint-Sporting-Santa-Clara-Liga-NOS-202021-90m

Decerto que estas estatísticas não são o que se estava à espera, face à menos conseguida exibição do Sporting, talvez a pior da época, segundo admitiu o próprio Rúben Amorim.

De qualquer modo, o que conta é o resultado final e com esta vitória sobre o Santa Clara o Sporting bateu o seu recorde de invencibilidade nas primeiras 22 jornadas da Liga NOS.

Na jornada anterior, após um nulo com o FC Porto, no Dragão, os leões já tinham igualado o melhor registo de sempre a abrir um campeonato, com 21 partidas de invencibilidade.

A equipa de Rúben Amorim superou, 39 anos depois, o feito dos comandados de Malcolm Allison, que, a abrir o campeonato de 1981/82, somaram 15 vitórias e seis empates, com 47-16 em golos.

20210305-mvp_9807.jpg

Então, e muito graças ao temível trio atacante, formado por Manuel Fernandes, Oliveira e Jordão, os leões não perderam nas 21 primeiras jornadas, cedendo apenas empates com Belenenses, Boavista, Vitória de Guimarães e Sporting de Espinho, em casa, e Benfica e Rio Ave, em reduto alheio.

Na presente temporada, o Sporting fez ainda melhor, já que cedeu apenas quatro empates, dois com o FC Porto (2-2 em casa, à quarta jornada, e 0-0 fora, à 21.ª), um em Famalicão (2-2, à nona) e outro com o Rio Ave (1-1 em Alvalade, à 14.ª).

Em 1981/82, o onze de Malcolm Allison caiu precisamente à 22.ª ronda, ao perder por 2-1 no Estádio do Bessa, em 20 de Março de 1982: Coelho bisou para os axadrezados, aos 12 e 42 minutos, de nada valendo aos leões o tento de Lito, aos 34.

Com o recorde de invencibilidade batido, o Sporting pode, agora, partir para um objectivo maior, o de se tornar a primeira equipa sem qualquer derrota numa edição da I Liga com 18 equipas e um total de 34 jornadas.

publicado às 04:01

Estatísticas do jogo

Rui Gomes, em 28.02.21

GoalPoint-Porto-Sporting-Liga-NOS-202021-90m.jpg

BOCAS AVULSAS

Sérgio Oliveira

"Para o Sporting empatar no Dragão é uma alegria. Estejam um ponto atrás ou 10 à frente, empatar aqui para eles é como vencer a Liga dos Campeões".

"Claro que é possível ser campeão. Se não fosse acabava já hoje o campeonato".

Sérgio Conceição

"Este tipo de jogos, muito importantes para definição pontual, têm de ter o melhor árbitro e ele hoje estava no VAR. O Artur Soares Dias é o melhor árbitro português e tem de apitar este jogo".

"Vão ter de levar connosco até ao fim. Vamos lutar até ao fim. Faz parte do ADN desta equipa, desta casa e não vamos baixar a guarda. Não vamos atirar a toalha ao chão, era o que faltava. Faltam 13 jogos e contem connosco até ao fim".

NOTA: A viagem do Sporting para Alvalade, após o empate diante do FC Porto, contou com uma surpresa a 'meio-caminho', quando os jogadores leoninos foram brindados por adeptos com um show de fogo de artifício em plena autoestrada.

publicado às 04:48

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo