Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



fernando_santos_munique.jpg

É um lugar comum dizer que isto não é como começa, mas como acaba. Arrancámos bem, patinámos, e vamos ver como terminamos.

Voltou a fase da calculadora, depois das loas à competência da nossa selecção nacional, dada a categoria dos jogadores que possuímos. E aí começa o problema. Temos bons valores individuais, mas não temos uma equipa. O que vi, no jogo com a Alemanha, com olhos de simples apreciador de futebol, foi uma equipa a jogar futebol, e do outro lado onze individualidades, a ver jogar.

Porque aconteceu? Culpa de quem? Da equipa técnica e da sua estratégia? Da apatia e cansaço dos (alguns) jogadores? De reduzir as escolhas a cerca de metade do grupo? Da infelicidade de execução na defesa?

Talvez um pouco de tudo, e um muito de nada. Pouca ou nenhuma dinâmica, nenhuma agressividade. O que sei é que se não houver, uma mudança radical, na atitude, no esforço, na crença e na competência, não há calculadora que nos leve muito longe.

Texto da autoria de Nação Valente

________________________________________________________

Empate de Portugal frente à França basta

Ficou hoje fechado o segundo grupo do Euro'2020 e estão também já definidas mais duas selecções apuradas directamente para os 'oitavos'. São elas Holanda e Áustria, juntando-se a Itália, País de Gales e Bélgica. Para lá de ter servido para qualificar directamente estas selecções, os dois jogos permitiram também 'actualizar' o ranking dos melhores terceiros, que continua a ser comandado pela Suíça, e que tem a Ucrânia em posição delicada.

Ainda assim, a grande novidade, pelo menos para as contas nacionais, passa pelo facto de Portugal neste momento saber desde já que o empate diante da França chega para seguir em frente (pelo menos como um dos melhores terceiros). Isto porque, conseguindo uma igualdade, a Selecção Nacional chega aos 4 pontos, acaba com diferença de golos positiva e fica desde logo à frente de Suíça e Ucrânia, as duas equipas que já fecharam as suas contas. Relativamente aos suíços, Portugal terminaria com os mesmos 4 pontos, mas com melhor diferença de golos, ao passo que em relação aos ucranianos a vantagem é logo nos pontos (4 contra 3).

Eis a tabela actualizada dos melhores terceiros:

1. Suíça, 4 pontos/3 jogos (4 golos marcados/5 golos sofridos; -1 de diferença de golos)
2. PORTUGAL, 3/2 (5-4; +1)
3. Finlândia, 3/2 (1/1; 0)
4. Ucrânia, 3/3 (4/5; -1)
5. Espanha, 2/2 (1/1; 0)
6. Croácia, 1/2 (1/2; 0)

publicado às 20:00

shutterstock_1078814498.0.jpg

Budapeste será o quartel-general de Portugal durante o Euro2020, que se vai realizar em 12 cidades europeias. A cidade húngara será a sede da Selecção Nacional já que irá receber dois jogos da fase de grupos: o embate com um vencedor de play-off (Bulgária, Hungria, Islândia, Geórgia, Macedónia, Bielorrússia ou Kosovo) a 16 de Junho e o encontro com a França, a 24 do mesmo mês.

Já o encontro com a Alemanha será a 20 de Junho em Munique, cidade que fica a 560 km de Budapeste. A viagem para Budapeste está agendada para 11 de Junho, cinco dias antes da estreia no Campeonato Europeu de Futebol. Antes, Fernando Santos irá preparar o Euro2020 na Cidade do Futebol.

Portugal já tem agendado um amigável com a Espanha, a 5 de Junho, em Madrid. Mas, até ao Euro2020, poderá fazer ainda mais dois jogos de preparação.

Nota: Ainda estou para compreender a lógica de colocar a Alemanha a jogar em casa frente a Portugal.

publicado às 03:01

70502799_2618622761510601_1822231559994867712_n.jp

Portugal venceu a Sérvia por 4-2, no seu terceiro jogo de apuramento para o Euro2020, registando agora 5 pontos.

A Ucrânia lidera o Grupo B com 13 pontos, com 5 jogos realizados, e atrás de Portugal temos a Sérvia e o Luxemburgo, ambos com 4 pontos em 4 jogos e a Lituânia, próximo adversário de Portugal na terça-feira, dia 10 de Setembro, que ocupa o último lugar da tabela classificativa, com 2 pontos em 4 jogos.

Considerações de Fernando Santos:

"Esperava uma Sérvia muito mais ofensiva, que desse mais espaços, pois pensei que iam apostar em vencer, numa pressão mais alta. Mas jogou como em Portugal, muito recuada, à procura do contra-ataque... Foi um jogo difícil nessa parte, pois tivemos bola, procurámos criar, mas foi difícil consegui-lo. Criaram problemas nesse aspecto, mas fomos dominando, acreditámos sempre. O [primeiro] golo acabou por ser merecido por aquilo que fizemos. Depois, aqui e acolá parámos o jogo demais. Cada vez que a Sérvia se desequilibrava, não fomos tão verticais como pedi, para tirarmos proveito da lentidão dos centrais. Subíamos e parávamos para um jogo planeado. Isso fez com que a Sérvia se sentisse confortável. Fomos felizes no golo, é certo, mas tivemos cinco ou seis lances iguais na Luz.

Ao intervalo pedi para que, sempre que tivéssemos bola, fizéssemos posse no meio campo contrário. Disse ao Guedes para ir para cima, porque o lateral tinha cartão... Entrámos bem na segunda parte, fizemos o golo e depois, naquilo que normalmente somos fortes, não o fomos! Quando fazemos o 2-0, começámos a ser mais lentos, a gerir, num certo adormecimento. A equipa começou a ter posse e a sentir que o jogo acabou ali. Mas faltava muito para acabar. Foi uma complicação sistemática: marcaram, fomos atrás e marcámos. Depois, quando já tínhamos o jogo controlado, fazemos outra vez igual, perdemos uma bola e dá golo. Voltámos à aflição, mas depois marcámos e vencemos. Os jogadores estão de parabéns".

publicado às 03:33

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo