Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



ea_v2.jpg

Patrícia Mamona, segunda no triplo salto, e Irina Rodrigues, quarta no lançamento do disco, pontuaram bem para a seleção da Europa, no encontro de atletismo com a selecção dos Estados Unidos, que decorre em Minsk.

Únicas representantes lusas no 'The Match', depois de Nelson Évora e Pedro Pablo Pichardo terem declinado o convite, estiveram ambas a muito bom nível, sendo Mamona a melhor europeia em prova e Irina a segunda, apenas atrás da croata Sandra Perkovic, bicampeão olímpica e mundial, que triunfou.

Mamona abriu o concurso com 14,21 metros, marca que não superou depois, registando ainda mais três saltos acima dos 14,00 metros, além de dois nulos, contribuindo assim sete pontos para a selecção continental.

No disco, Irina Rodrigues lançou a 60,87 metros, ao terceiro ensaio, o que lhe garantiu o acesso aos ensaios finais do concurso. Para a selecção, deu cinco pontos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:30

 

Com o afastamento do Benfica, ontem, pelo Eintracht Frankfurt, e do FC Porto, na quarta-feira, frente ao Liverpool, chegou-se ao termo da participação europeia para os emblemas portugueses esta época.

 

mw-1240.jpg

 

Com uma derrota por 2-0 em solo britânico no primeiro jogo, o FC Porto acabou por sofrer goleada incontestável no Dragão (1-4), sublinhando o poderio do clube de Liverpool. A formação portista deu o que tinha para dar, mas o seu melhor foi insuficiente perante um adversário reconhecidamente mais forte e que apesar de ter o Barcelona pela frente, é um sério candidato à conquista do título.

 

img_770x443$2019_04_18_08_13_59_1535748.jpg

 

Já a história do Benfica é bem diferente. Venceu o primeiro jogo, na Luz, por 4-2, e apesar de poder ser argumentado que não podia sofrer dois golos em casa, especialmente tendo em conta que beneficiou de superioridade numérica desde os 20', foi para a Alemanha com tudo nas mãos para passar a eliminatória.

 

A derrota, por 2-0, em Frankfurt, e o eventual afastamento da Liga Europa, fica a dever-se, na minha opinião, ao treinador Bruno Lage, que além de fazer alguma gestão do plantel, foi para solo germânico com uma táctica difícil de digerir, deixando a ideia que pretendia adormecer o jogo e o adversário. Tanto assim, que a equipa encarnada só fez dois remates nos primeiros 45 minutos e teve apenas 40% posse de bola.

 

É verdade que no primeiro golo o marcador alemão estava em posição irregular - na Liga Europa o VAR ainda não é utilizado - mas este erro da arbitragem não explica tudo, uma vez que, mesmo assim, as possibilidades de um resultado favorável continuaram em alta. 

 

O Benfica ainda deu alguns "ares da sua graça" no segundo período, nomeadamente nos 15 minutos iniciais, mas salvo um potente remate de Salvio que entretanto saltou do banco, nunca verdadeiramente ameaçou a baliza do Eintracht.

 

Em termos financeiros, foi uma campanha muito lucrativa para os dois emblemas. O FC Porto recebeu em excesso de 78 milhões de euros e o Benfica ultrapassou os 50 milhões. Falta ainda a distribuição das percentagens dos direitos televisivos no final da época.

 

Relativamente ao ranking da UEFA, Portugal continua em 7.º lugar, com 9.083 pontos, ligeiramente atrás da Rússia que soma 9.666 pontos. Neste sentido, era muito importante a continuidade destes dois clubes na Europa.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:03

 

 

 

Com um final de jogo repleto de oportunidades para os Campeões Nacionais, os nossos Leões conseguem finalmente a reviravolta a 10 segundos do fim e entram a ganhar na Liga Europeia de Hóquei em Patins, frente ao Forte dei Marmi.

 

Golo de Toni Perez dá a vitória à equipa leonina.

 

Parabéns leões!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:49

Parabéns campeões !

Rui Gomes, em 30.07.18

 

portugalsub19campeao.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:41

 

img_FanaticaBig$2018_02_04_14_31_16_1361193.jpg

 

O Sporting sagrou-se este domingo Campeão Europeu feminino de corta-mato por equipas, ao fechar a competição com 22 pontos, com Jéssica Augusto no segundo lugar individual.

Numa prova conquistada individualmente pela polaca Katarzyna Rutkowska (Podlasie Bialystok), Jéssica Augusto terminou a um segundo, com Sara Moreira no quinto posto (a 12), Inês Monteiro no sétimo (a 17) e Svetlana Kudzelich no oitavo (a 20).

Sara Catarina Ribeiro (10.ª, a 24 segundos) e Carla Salomé Rocha (12.ª, a 39) fecharam a equipa do Sporting, mas já sem pontuarem para a classificação colectiva.

O Bilbao Atletismo Santutxo foi segundo coletivamente, com 31 pontos, enquanto o terceiro posto foi para as turcas de Bursa Buyuksehir, com 55.

Apesar de terem apenas uma presença anterior (5.º lugar em 2015), as 'leoas' estavam na primeira linha de favoritismo para vencerem o título colectivo, pois têm as melhores atletas portuguesas da actualidade, como Sara Moreira, Jéssica Augusto, Inês Monteiro, Salomé Rocha e Catarina Ribeiro, a que acresce a bielorrussa Sviatlana Kudzelich, que já representou o Sporting em 2016, na Taça dos Campeões Europeus em pista.
 
 

img_FanaticaBig$2018_02_04_14_31_27_1361194.jpg

 

O Sporting juntou o título masculino ao feminino, ao terminar a prova com 25 pontos, com o queniano Davis Kiplangat a dar o cetro individual à equipa leonina.

Além de Kiplangat, que ganhou com quase 20 segundos de avanço sobre o segundo colocado, pontuaram para o Sporting Rui Pedro Silva (sexto), Rui Teixeira (sétimo) e Licínio Pimentel (11.º), com Bruno Albuquerque a ser 20.º.

A formação leonina somou menos 15 pontos do que os belgas do Olympic Essenbeek, segundos classificados, com os espanhóis do Atletismo Bikila a fecharem o pódio, com 74 pontos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:44

 

 

 

champions-league-trophy.jpg

 

É verdade, contrário aos rumores que se ouvem na Avenida da Liberdade, há vida para o futebol português, na Europa, após a humilhação do clube da Luz na Liga dos Campeões esta época: 5 jogos - 5 derrotas - 1 golo marcado - 12 golos sofridos - zero pontos. A pior prestação de sempre de uma equipa portuguesa nesta competição, após cinco jornadas disputadas.

 

Em termos da presença Lusa na UEFA, ninguém regozija com este desaire encarnado, mas não deixa de haver uma certa justiça irónica, tendo em consideração o clube que assenta a sua existência numa cultura de arrogância, prepotência e impunidade divina.

 

O melhor posicionado para continuar na Liga milionária é o FC Porto. Após o empate na casa do Besiktas, o clube do Norte parte para a sexta e última jornada desta fase na segunda posição do Grupo G, com os mesmos sete pontos do Leipzig, terceiro classificado, tendo já assegurado, na pior das hipóteses, um lugar nos 16 avos de final da Liga Europa.

 

O primeiro lugar já é tarefa impossível, mas para a continuidade na prova, os azuis e brancos dependem apenas de si próprios - têm vantagem no confronto directo sobre os alemães -, pelo que basta vencerem na recepção ao Mónaco para garantirem o apuramento. Em caso de empate ou derrota, o FC Porto poderá ainda garantir a passagem aos "oitavos", mas fica condicionado pelo resultado do Leipzig-Besiktas, que está a obrigado a conseguir um melhor resultado que o FC Porto para carimbar aquela que seria uma presença inédita na fase a eliminar da liga milionária.

 

E, depois, temos o nosso Sporting. Ao vencer o Olympiacos esta quarta-feira, os "leões" beneficiaram do empate entre a Juventus e o Barcelona para continuar na luta por um posto nos oitavos de final da Champions, ficando apenas a um ponto do campeão italiano. Para tal, chegará à última jornada necessitando de vencer o Barça, em Camp Nou, e esperar que a Juve não vença em Atenas.

 

Recorde-se que em caso de igualdade pontual entre Sporting e Juventus, a equipa italiana garantirá o segundo lugar do Grupo D.

 

ADENDA: Acabei de ler um artigo escrito por um jornalista de um dos diários do País (desconheço as suas simpatias clubísticas) que diz o seguinte. Note-se que esse jornalista não sou eu:

 

"Não há outra forma de dizer isto, o Benfica realizou uma campanha humilhante na Liga dos Campeões, nada condizente com o seu passado, mesmo o recente, em que marcou presença em dois quartos-de-final desta prova e em mais duas finais da Liga Europa. Nunca um cabeça-de-série tinha sido tão mau, com zero pontos em cinco jogos, correspondentes a cinco derrotas, e um adeus prematuro às competições europeias; nem Liga dos Campeões nem Liga Europa".

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:18

 

ULWXL8M7.jpg

 

Oliveirense, que reencontra o campeão Reus, Benfica, FC Porto e Sporting começam a partir de sábado a participação na Liga Europeia de hóquei em patins, com o início da fase de grupos.

 

As quatro equipas portuguesas vão procurar entrar nos oito melhores, lugares destinados aos dois primeiros de cada grupo, para que possam entrar na discussão pelo título europeu, com largo domínio espanhol.

 

Nas últimas épocas, Oliveirense, Benfica e FC Porto chegaram a finais, mas apenas as ‘águias’ conseguiram o título europeu, em duelos portugueses, em 2015/2016 frente à Oliveirense (5-3), no Pavilhão da Luz, e em 2012/13 (6-5 após prolongamento) em casa do FC Porto.

 

Em 2017/18, a Oliveirense, que foi finalista vencida nas duas últimas edições, reencontra o Reus – que a venceu na final de 2017, em Lérida (4-1) -, no Grupo A, mas inicia a competição, no sábado, em casa com os alemães do Iserlohn.

 

A equipa liderada por Tó Neves persegue uma terceira final europeia, tentando um título conquistado apenas seis vezes por equipas portuguesas – duas pelo Benfica, duas pelo FC Porto, uma pelo Óquei de Barcelos e uma pelo Sporting –, contra 45 dos espanhóis.

 

No Grupo A, a Oliveirense é favorita a apurar-se para os oitavos de final, a par do campeão europeu Reus, enquanto os italianos do Viareggio surgem como ‘outsiders’.

 

No Grupo B, também os espanhóis do Vic e o FC Porto, que se defrontam no sábado no Dragão Caixa (15:00), são os favoritos, à frente dos italianos do Follonica e dos franceses do La Vendeenne.

 

Os catalães integram nesta edição o mesmo Grupo C do Benfica, com as duas equipas a serem as candidatas a seguirem em frente. O FC Barcelona recebe no sábado o Forte Di Marmi, enquanto as ‘águias’ jogam na Luz com os suíços do Montreux (15:00).

 

No Grupo D, o Sporting, vencedor da Taça CERS em 2015, tem no Liceo da Corunha o principal oponente, num agrupamento em que os ‘leões’ começam por defrontar no sábado, também em casa, os franceses do Quevert, e os espanhóis visitam os italianos do Lodi.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:00

Outra nota negativa

Rui Gomes, em 15.09.17

 

Só o Sporting merece nota alta no apanhado rápido que pode fazer-se da estreia das equipas portuguesas na Liga dos Campeões.

 

ribeiro_cristovao_300x300147539a0.jpg

O Benfica já fora arrumado pelos russos do CSKA, num desafio em que se esperava que pudesse ter feito bem melhor, seguiu-se-lhe o Futebol Clube do Porto, que quarta-feira à noite, no Dragão, permitiu que pela primeira vez uma equipa turca saísse de Portugal com três pontos.

 

Mas não foi apenas isso. A exibição dos portistas, apenas convincente em curtos períodos do jogo, deixou à vista carências que permitem reforçar a ideia já expressa por alguns segundo a qual há, na Invicta, equipa, ou plantel se assim entenderem mais adequado, para consumo doméstico, mas que deixa escassas perspectivas de que possa voar com sucesso por essa Europa fora.

 

Constituído por alguns jogadores de grande valia, num lote em que é justo enquadrar Quaresma, Pepe e Talisca, o Besiktas parecia trazer a lição bem estudada para atirar os portistas ao tapete. Preenchendo bem todos os espaços do campo, e procurar ser objectivo ofensivamente, a equipa turca nunca permitiu ao vice-campeão português embalar no sonho de que poderia arrancar na Champions com uma vitória.

 

No Futebol Clube do Porto a “novidade” chamou-se sector defensivo.

 

Rodeado de hossanas nas suas prestações nacionais, e com toda a justiça acentue-se, não foi capaz de manter essa coesão e eficácia frente ao seu adversário. Razões: uma em especial, a grande qualidade dos movimentos ofensivos do Besiktas, que colocaram os portistas muitas vezes em palpos de aranha.

 

Não vale a pena falar do ranking da UEFA, porque aí mais uma vez saímos a perder. A preciosa vitória do Sporting no dia anterior frente aos gregos, sendo importante não chega para fazer sonhar com uma ultrapassagem à Rússia na tabela. E se assim continuarmos, a escalada descendente poderá tornar-se ainda mais perigosa.

 

Artigo da autoria de Ribeiro Cristovão, Rádio Renascença

_________________________________________________

 

Ranking da UEFA

 

Portugal acaba a jornada europeia de Liga dos Campeões e Liga Europa ainda longe do sexto lugar, com 41.582 pontos no ranking da UEFA, comparados aos 45.382 da Rússia.

 

As equipas portuguesas conseguiram duas vitórias (Sporting e Sp. Braga), um empate (V. Guimarães) e duas derrotas (Benfica e FC Porto), enquanto as russas conseguiram um pouco melhor: CSKA Moscovo e Zenit venceram, e Lokomotiv e Spartak Moscovo empataram. Além disso, Portugal divide os pontos acumulados por 6 (o número de equipas com que começou as duas competições), enquanto a Rússia tem de fazer operação idêntica, mas por 5.

 

A vantagem dos russos aumentou (de 3,434 para 3,800) nesta primeira ronda, o que significa que Portugal está mais longe de recuperar as duas entradas directas e uma na 3ª pré-eliminatória na Liga dos Campeões de 2019/20.

 

Recorde-se que Portugal terá na próxima época apenas uma equipa com entrada directa na Liga dos Campeões e uma outra na terceira pré-eliminatória.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:48

Registo europeu de treinadores lusos

Rui Gomes, em 20.04.17

 

img_infografias$2017_04_20_11_28_46_1253885.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:48

O incomparável Cristiano Ronaldo

Rui Gomes, em 13.04.17

 

img_infografias$2017_04_13_01_56_25_1250882.jpg

 

Cristiano Ronaldo bisou diante do Bayern Munique, no triunfo do Real Madrid (1-2) na Baviera, na 1.ª mão dos quartos-de-final da Liga dos Campeões, e tornou-se no primeiro jogador da história a fazer 100 golos nas competições europeias.

 

Mais uma marca excepcional para o fenomenal futebolista formado no Sporting !

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:04

 

1114128.jpg

  

A atleta do Sporting, Patrícia Mamona, sagrou-se vice-campeã europeia de triplo salto em pista coberta, no Campeonato da Europa a decorrer em Belgrado.

Patrícia saltou 14,32 metros, o seu melhor registo da época, e ficou a cinco centímetros da nova campeã, a alemã Kristin Gierisch. A grega Paraskevi Papahristou (14,24) ficou em terceiro lugar.

Também na final esteve outra portuguesa, Susana Costa, sétima, com um recorde pessoal a 13,99.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:15

O cenário europeu

Rui Gomes, em 23.11.16

 

2274597_w2.jpg

 

Falta o Benfica jogar esta jornada da Liga dos Campeões mas, para já, é possível analisar o cenário europeu que é aplicável tanto ao Sporting como ao FC Porto.

 

Sporting: Segue para a Liga Europa se vencer ou empatar em casa do Légia. A derrota afasta o Sporting das provas europeias.

 

FC Porto: Está em condições de seguir para os oitavos de final da Liga dos Campeões se a) vencer o Leicester, acabando o grupo G na segunda posição ou b) repetir o resultado do Copenhaga em Brugge.

 Desce à Liga Europa se fizer pior resultado do que o Copenhaga em Brugge.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:00

 

hi-res-db8798b2dceb5faad4ea0216c73b927d_crop_north

 

 A UEFA divulgou esta segunda/feira a lista dos dez melhores futebolistas a actuar na Europa, entre eles Cristiano Ronaldo e o seu colega do Real Madrid e da Selecção Nacional, Pepe.

 

Dos dez candidatos ao prémio de futebolista do ano no Velho Continente, há também três alemães (Kroos, Müller e Neuer), um italiano (Buffon), um francês (Griezmann), um galês (Bale), um uruguaio (Suárez) e um argentino (Messi), vencedor do ano passado.

 

Esta lista resulta da votação de jornalistas de cada um dos 55 países membros da UEFA, que escolheram cinco jogadores. O primeiro recebeu cinco pontos, o segundo recebeu quatro e assim sucessivamente. Os 10 mais pontuados foram agora conhecidos.

 

Haverá uma redução a três nomes no início do próximo mês, daí a sair o vencedor que será anunciado na altura do sorteio da Liga dos Campeões, a 25 de Agosto.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:56

Foto do Dia

Rui Gomes, em 30.05.16

 

ng6901117.jpg

As "leoas" campeãs da Europa

Mersin_UstBanner.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:32

Foto do Dia

Rui Gomes, em 22.05.16

 

13237697_10153485578146555_7761225437271874468_n.j

Quatro "leõezinhos" Campeões da Europa de Sub-17

 Luís Maximiano, Thierry Correia, Rafael Leão e Miguel Luís

 

Parabéns !

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:11

Destaque do Dia

Rui Gomes, em 20.05.16

 

13244842_10153481169616555_3892042652055437576_n.p

 

Sem o mínimo de desconsideração por Alexis Santos e a sua meritória carreira, confesso que nunca o esquecerei pela indecorosa obra de Alexandre Pais e o jornal Record, ao publicar uma foto sua com o emblema do Sporting deliberada e maliciosamente rasurado da touca do nadador.  

 

De qualquer modo, temos Alexis novamente em destaque por ter conquistado a medalha de bronze na final dos 200 metros estilos do Campeonato da Europa, que decorre em Londres. O atleta do Sporting torna-se assim no segundo português a conseguir uma medalha em Europeus de piscina longa, algo que já não acontecia desde 1985.

 

Parabéns Alexis, és um grande "leão" !

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:12

Lembram-se dele ?

Rui Gomes, em 24.04.15

 

Não sei se a história de Daniel Carriço é de mais um dos mal-amados formados do Sporting ou se é apenas um jogador que, na minha opinião, ainda hoje podia e devia estar a jogar de "leão ao peito".

 

daniel-carrico-sevilha47522b04_400x225.jpg

Este apontamento a propósito do agora defesa do Sevilha se tornar no jogador com mais jogos disputados na Liga Europa (excluindo a antecessora Taça UEFA). Daniel Carriço integrou o onze dos andaluzes na partida da segunda mão dos quartos-de-final, frente ao Zenit de André Villas-Boas, alcançando o marco de 45 desafios na prova.

 

Curiosamente, o recorde pertencia ao ex-avançado do Benfica, Óscar Cardozo.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:29

A história não ajuda

Rui Gomes, em 21.02.15

 

soccer-history.png

 

O resultado que o Sporting traz da Alemanha não representa missão impossível, mas não deixa de ser muito complicado, especialmente considerando que só uma vez na  história conseguiu ultrapassar este défice após um jogo da primeira mão, fora de casa, em competições europeias. Aliás, é o único clube português a realizar este feito.

 

Taça/Liga dos Campeões, Taça UEFA/Liga Europa, Taça das Cidades com Feira e Taça das Taças, nada menos de 23 vezes clubes portugueses regressaram a casa com a derrota, por 0-2, na primeira mão de uma eliminatória, e foi o Sporting o único que conseguiu ultrapassar a desvantagem, frente ao Atalanta.

 

1963/1964 - Taça das Taças - Atalanta - 0-2 / 3-1

 

1974/1975 - Taça dos Campeões - Saint-Étienne - 0-2 / 1-1

 

1987/1988 - Taça das Taças - Atalanta - 0-2 / 1-1

 

1996/1997 - Taça UEFA - Metz - 0-2 / 2-1

 

2001/2002 - Taça UEFA - AC Milan - 0-2 / 1-1

 

2014/2015 - Liga Europa - Wolfsburg - 0-2 / ?

  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:40

 

campeaoclubes2015.jpg

 

A equipa feminina do Sporting classificou-se em 4.º lugar na Taça dos Clubes Campeões Europeus de Corta-Mato que decorreu em Guadalajara, Espanha, apenas a um ponto do quinto classificado e distante do terceiro.

 

Sara Moreira, Leonor Carneiro, Joana Costa, Sara Pinho, Ana Ferreira e Susana Francisco formaram a equipa.

 

A classificação:

 

1.º Uskudar Beledye (Turquia) - 27 pontos

2.º Atletismobilbao (Espanha) - 38

3.º Aldershot (Grã-Bretanha) - 54

4.º Sporting (Portugal) - 85

5.º CS Esercito (Itália) - 86

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:39

 

 

A equipa feminina do Sporting sagrou-se vice-campeã da Europa de atletismo de pista, na competição que teve lugar este fim de semana em Vila Real de Santo António, com o título a ir para as espanholas do Valência Terra i Mar. O Sporting até chegou a liderar na primeira jornada, no entanto, a desclassificação nos 4x100 metros no segundo dia fizeram a diferença, permitindo 111 pontos às espanholas, perante os 98,5 das "leoas". O Enka, da Turquia, fechou o pódio.

 

O homens não terão competido, porque não os vejo na classificação final, liderada pelos italianos do Fiamme Gialle, que revalidaram o título, seguidos pelo Benfica e o Playas de Castellon.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:41

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo


subscrever feeds