Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Leões do andebol vencem na Europa

Rui Gomes, em 24.11.21

A equipa de andebol do Sporting CP recebeu e venceu, esta terça-feira, os gregos do AEK HC por 31-30 na quarta jornada da fase de grupos da EHF European League. Com este resultado, o conjunto orientado por Ricardo Costa ascendeu à liderança isolada da tabela classificativa.

0jl14152.jpg

A primeira parte foi pautada por um enorme equilíbrio de parte a parte, com as duas equipas a estarem na frente, mas nunca com grandes diferenças. Em cima do intervalo, Mamadou Gassama apontou o 14-14, mas o AEK HC conseguiu facturar ainda na primeira parte, seguindo para os balenários na frente por um golo (14-15).

Ao cair do pano, com 31-30 no marcador, os visitantes tiveram nas mãos a hipótese de empatar, mas a bola acertou no poste e o Sporting CP acabou por vencer.

Com oito golos, Jens Schöngarth foi o melhor marcador do desafio, sendo que Francisco Tavares (sete) e Martim Costa (cinco) também estiveram com a mão quente.

publicado às 03:01

257384342_10157962218566923_9179616470168310430_n.

A equipa principal de andebol do Sporting CP saiu derrotada por 33-27 diante do USAM Nîmes Gard, esta terça-feira, na terceira ronda do grupo D da EHF European League.

Vinda de uma vitória no dérbi frente ao Benfica, a formação leonina entrou com a moral em alta na Salle Omnisport Le Parnasse, em Nîmes, França, para defrontar uma equipa já com créditos firmados e oriunda de um dos melhores campeonatos do Velho Continente.

Apesar do excelente trabalho defensivo realizado pelo Sporting CP, que contou ainda com Martim Costa em destaque ao marcar quatro golos, do lado dos gauleses o guarda-redes Rémi Desbonnet foi decisivo e fez com que a sua equipa descesse aos balneários a vencer por 17-15.

Com Manuel Gaspar a assinar diversas defesas de elevado grau de dificuldade entre os postes, a recta final do encontro trouxe menos golos e mais faltas de parte a parte, situação da qual o USAM Nîmes Gard tirou partido, quebrando o ritmo de jogo, para selar o triunfo por 33-27.

Apesar deste desaire, o primeiro na competição, os leões mantêm-se na liderança do grupo D com os mesmos quatro pontos do USAM Nîmes Gard e dos gregos do AEK.

A 4.ª jornada está marcada para a próxima terça-feira, dia 23 de Novembro, no Pavilhão João Rocha, diante do AEK.

publicado às 03:01

Leões apurados na FIBA Europe Cup

Rui Gomes, em 11.11.21

254590531_10157951824011923_5303396609821277100_n.

O Sporting foi esta quarta-feira ganhar (75-68), na Bélgica, ao Belfius Mons-Hainaut e assim garantiu a qualificação para a próxima fase da FIBA Europe Cup, cumprida a 5.ª e penúltima jornada do Grupo F.

Os leões comandam isolados a série com 9 pontos e já têm o primeiro lugar garantido, quando falta disputar apenas a última ronda, frente ao Ionikos, na Grécia, no dia 17 de Novembro.

Nas contas finais, Joshua Patton (21p, 7r, 2a, 2rb) acabou como MVP, bem secundado por Micah Downs (13p, 6a, 2r) e Tanner Omlid (12p, 5r, 1rb), em noite muito apagada de Travante Williams (6p, 4 rb, 2r, 2a).

O Sporting será cabeça-de-série no Grupo K, uma das quatro séries, com quatro equipas cada, sendo que as duas primeiras qualificam-se para os quartos-de-final.

publicado às 05:02

mn5_0.jpg

A equipa principal de basquetebol do Sporting CP venceu o Antwerp Giants por 77-53, esta quarta-feira, na quarta ronda do grupo F da FIBA Europe Cup. Os leões alcançaram assim o terceiro triunfo consecutivo na prova e estão mais perto de garantir o acesso à próxima fase. 

Depois da derrota encaixada no jogo da primeira volta diante da formação belga (80-75), o Pavilhão João Rocha esteve muito bem preenchido para um duelo que se perspectivava de elevada dificuldade. Do outro lado estava o líder do grupo e a única equipa que ainda não sofrera qualquer desaire, cenário que os leões conseguiram reverter com uma vitória clara e inquestionável. 

Nota de destaque para Travante Williams, que foi o MVP da partida com 27 pontos, quatro ressaltos e nove assistências, e para Micah Downs, que somou 18 pontos, quatro ressaltos e uma assistência. Já Joshua Patton registou 13 pontos, oito ressaltos e três assistências.

Sporting CP: Travante Williams (27), Diogo Ventura [C] (6), Micah Downs (18), Joshua Martin (3) e Joshua Patton (13); António Monteiro (2), Tanner Omlid (3), Afonso Guedes, Miguel Maria Cardoso (3), Mike Fofana (2) e Daniel Machado.

publicado às 03:31

Sporting vence com goleada na Hungria

Rui Gomes, em 27.10.21

img_920x518$2021_10_26_19_40_43_1920467.jpg

Dois jogos, duas vitórias. É assim o percurso da equipa de andebol do Sporting CP na EHF European League.

Depois de vencer, na semana passada o Kadetten Schauffhausen por 29-28, nos últimos segundos do jogo disputado no Pavilhão João Rocha, o Sporting CP venceu nesta terça-feira os húngaros do Tatabánya KC por 23-37 em jogo da segunda jornada do grupo D da prova, disputado no reduto do adversário.

Erekle Arsenashvili foi o melhor marcador do jogo com nove golos, seguido por Mamadou Gassama com seis, os mesmos que Stefan Sunajko do Tatabánya KC.

Na próxima ronda europeia, o Sporting CP, que lidera o grupo D juntamente com o AEK de Atenas, desloca-se à quadra dos franceses do USAM Nîmes. Uma partida marcada para dia 16 de Novembro.

publicado às 03:47

isa_4457.jpg

No regresso das noites europeias ao Pavilhão João Rocha, a equipa principal de andebol do Sporting CP recebeu e bateu, nesta terça-feira, o Kadetten Schaffhausen por 29-28 na jornada inaugural do grupo D da EHF European League.

Mamadou Gassama foi o grande destaque com oito golos e o último deles deu a vitória aos leões a escassos segundos do fim.

isa_4328.jpg

Desta forma, o conjunto de Ricardo Costa assegurou os primeiros pontos na Europa em 2021/2022. Além do emblema suíço, o Sporting CP partilha o grupo com os húngaros do Grundfos Tatabánya KC, os macedónios do HC Eurofarm Pelister, os gregos do AEK Athens HC e os franceses do USAM Nîmes Gard.

Sporting CP: Matevz Skok [GR], Edmilson Araújo, Francisco Costa (6), Natán Suárez (5), Jonas Tidemand (2), André José, Carlos Ruesga, Salvador Salvador [C] (4), Erekle Arsenashvili, Mamadou Gassama (8), Francisco Tavares, Manuel Gaspar [GR], Duarte Seixas, Jens Schongarth (4), Josep Folqués e Martim Costa.

publicado às 04:00

Adán reina na Europa

Rui Gomes, em 20.04.21

176033616_10225950867098657_8641591397896268958_n.

Antonio Adán já participou em 27 jogos na Liga NOS, todos como titular, acumulando 2430 minutos de jogo (média de 90 minutos por jogo), mais descontos, com 13 golos sofridos, uma média de 0,48 golos por jogo.

No total da época, em todas as provas, regista 32 jogos, 2880 minutos de jogo, com 18 golos sofridos, uma média de 0,56 golos por jogo.

publicado às 05:03

2_123.jpg

Em jogo da primeira jornada do grupo C da FIBA Europe Cup, a equipa de basquetebol do Sporting Clube de Portugal perdeu, esta terça-feira, perante o Ironi Ness Ziona BC por 81-86, em Włocławek, na Polónia, local da 'bolha' que acolhe os jogos deste grupo.

A habitual defesa agressiva dos Leões somou poucos roubos e no ataque acabou o segundo período com 15 turnovers, enquanto o Ironi Ness Ziona BC apenas sete.

Com este resultado, a equipa verde e branca deu um primeiro passo em falso na FIBA Europe Cup, mas deixou boas indicações perante um dos adversários mais exigentes do grupo. No próximo jogo, agendado já para esta quinta-feira, às 17h00, o adversário é o BM Slam Stal Ostrów Wielkopolski (Polónia).

Sporting: Travante Williams (22), John Fields (10), Diogo Ventura, João Fernandes (9), James Ellisor [C] (10); Francisco Amiel, Shakir Smith (10), Cândido Sá, Cláudio Fonseca (2), Diogo Araújo, Pedro Catarino (5), Micah Downs (13).

publicado às 03:31

Com transmissão na Sporting TV

Rui Gomes, em 01.03.20

88253653_10156612077301923_2184153889794686976_n.j

publicado às 05:01

Rui Santos escreve muito que faz perfeito sentido na sua última crónica em Record, mas limito-me a transcrever duas partes que considero interessantes:

img_192x192$2019_09_07_00_18_48_1598529.jpg

"Enquanto as equipas portuguesas deixam de jogar, em Fevereiro, nas competições europeias, temos um Cristiano Ronaldo incapaz de se conformar e de se reformar; temos Diogo Jota e Rúben Neves a marcar golos; temos Jorge Jesus a afirmar-se como papa-títulos no Brasil e temos um conjunto alargado de jogadores e treinadores a demonstrar que são capazes de dar respostas…

Continuo a pensar que Portugal é, em proporcionalidade, um grande fenómeno à escala mundial. Até poderia ser um super-fenómeno se, em contraponto, não cultivasse um conjunto de bizarrias internas, que começam na obsessão de controlar tudo e todos e não respeitando ninguém, nem a própria sombra.

O que se passa em Portugal é deveras ultrajante, mas o que mais choca é a impunidade e a consagração da ideia de que os heróis devem ser os controladores do submundo. A quantidade invulgar de fazedores de heróis é perturbante.

E precisamente por isso o futebol português está como está... Agarrado ao ruído e nas mãos dos parasitas e figurantes que alimentam e engordam os (falsos) heróis".

Sobre os treinadores dos clubes que participaram na Europa, diz o seguinte:

"O afastamento das equipas portuguesas das provas europeias é um problema bem mais profundo, mas nesta eliminatória os respectivos treinadores cometeram muitos erros:

Bruno Lage Disse que, frente ao Shakhtar, se viu um ‘Benfica à Benfica’. Onde? Na Cochinchina? As alterações permanentes e a falta de consistência estão na base de tudo. Errático".

Sérgio Conceição - Não merece a situação que se construiu à sua volta. O Bayer é melhor, mas as opções que fez não resultaram.

Rúben Amorim - Cotação em alta, perfil elogiado sem favores, mas a falta de maturidade também se viu nos dois jogos frente ao Rangers. O que é… natural!

Jorge Silas - Fica difícil explicar como é que a equipa se equilibra nos últimos jogos e depois é o próprio treinador a promover os desequilíbrios. Inaceitável.

publicado às 12:30

2020-02-28.png

Não é um caso de eu querer fazer publicidade a este jornal - especialmente a este - mas entre os principais diários desportivos, parece-me a capa mais adequada à ocasião.

O desaire europeu dos três grandes - e ainda do SC Braga -, a primeira vez desde 1978/79 que o futebol português ficou afastado dos 'oitavos' das taças europeias de futebol. Não esquecendo o Vitória de Guimarães, que 'tombou' na fase de grupos da Liga Europa.

Desta forma, Portugal, que era até ontem o país mais representado nos dezasseis-avos-de-final da Liga Europa, não tem representante algum no ‘top 16’ das competições europeias, interrompendo um ciclo de 40 anos, iniciado em 1979/80.

O Sporting CP foi o único a vencer nos oito jogos destes 16 avos de final mas caiu com 'estrondo', ao ser goleado na Turquia pelo Basaksehir por 4-1, após prolongamento. SC Braga e FC Porto foram eliminados com duas derrotas cada, frente a Rangers e Bayer Leverkusen, respectivamente. O Benfica perdeu na Ucrânia e empatou em casa com o Shakhtar.

Ao todo, e juntando os jogos das pré-eliminatórias, das fases de grupos e desta segunda fase a eliminar nas provas da UEFA, os emblemas portugueses disputaram 50 encontros: venceram 25, empataram oito e perderam 17. Pelo meio, Portugal conseguiu recuperar o 6.º lugar do ranking da UEFA, o que quer dizer que na época de 2021/2022 terá duas equipas com acesso directo à fase de grupos da Liga dos Campeões e uma terceira nas pré-eliminatórias.

Eis os números dos clubes portugueses na UEFA em 2019/2020:

Sporting: 15 golos marcados e 12 sofridos

Liga Europa: oito jogos, cinco vitórias e três derrotas

Benfica: 14 golos marcados e 16 sofridos

Champions: seis jogos, duas vitórias um empate e três derrotas

Liga Europa: um empate e uma derrota

FC Porto: 13 marcados e 17 sofridos

Pré-eliminatória da Liga dos Campeões: uma vitória e uma derrota

Liga Europa: oito jogos, três vitórias, um empate e quatro derrotas

SC Braga: 27 golos marcados e 17 sofridos

Fase grupos Liga Europa: oito jogos, quatro vitórias, dois empates e duas derrotas

Pré-eliminatória Liga Europa: quatro jogos, quatro vitórias

Vitória de Guimarães: 22 golos marcados, 10 sofridos

Liga Europa: seis jogos, uma vitória, dois empates e três derrotas

Pré-eliminatória Liga Europa: seis jogos, cinco vitórias e um empate

Não é claro o que isto diz do futebol português em termos de clubes, mas não devemos passar por cima de uma evidente distinção entre os três grandes. Enquanto o Benfica e FC Porto se encontram na corrida pelo título, o Sporting, além de já ter sido afastado das restantes provas nacionais, vê-se agora limitado a lutar, em princípio, pelo terceiro lugar na Liga NOS.

Um outro cenário tem a ver com o futuro dos três treinadores: Jorge Silas, Bruno Lage e Sérgio Conceição, sendo que possa ser argumentado que de momento só o técnico dos leões terá chegado ao fim da linha.

Repetimos, já de seguida, o post de ontem com a recém-entrevista de Leonardo Jardim, que nos parece ainda mais pertinente após o pesadelo desta quinta-feira.

Os outros dois posts do dia também são muito importantes. Um, que actualiza o ranking da UEFA, que permitirá três representantes lusos na Liga dos Campeões em 2021/22, e o outro, que explica as novas medidas a serem implementadas pela FIFA que visam reduzir significativamente os empréstimos de futebolistas a curto prazo, medidas estas que vão ter enorme impacte, nomeadamente nos clubes europeus.

publicado às 06:03

ettu_logo_5db01_f_666x375.jpg

A equipa masculina de ténis de mesa do Sporting foi este sábado à Roménia bater o CSS-SZAK Odorheiu Secuiesc por 1-3 na primeira mão dos quartos-de-final da ETTU Europe Cup.

Com Diogo Carvalho, Aruna Quadri e Guilherme Paulo na equipa, foram os leões do SCP que triunfaram na disputa com os romenos, tendo os dois primeiros vencido os respectivos encontros (duas vitórias para Aruna Quadri e uma para Diogo Carvalho) e o último perdido por 3-0 no duelo que disputou.

A segunda mão está marcada para o próximo dia 16 de Fevereiro.

publicado às 03:32

537365-ronaldo-sport_trans_NvBQzQNjv4Bq3U9-D5U2Jff

O Sporting é o terceiro clube com mais jogadores da sua formação a actuarem nas ligas europeias e o emblema português mais representado nas ‘big 5’, segundo o observatório de futebol do Centro Internacional de Estudos Desportivos (CIES).

De acordo com os dados publicados hoje pelo CIES, que têm como referência a data de 1 de Outubro, 63 jogadores formados no Sporting CP estão a jogar nos 31 campeonatos europeus, um aumento de cinco, em comparação com a última temporada.

Nesta lista, o clube de Alvalade é apenas ultrapassado pelo Partizan Belgrado, que tem 75 jogadores da sua formação espalhados pela Europa, e pelo Ajax, que tem 72 e que era líder deste ‘ranking’ há um ano.

A nível de clubes portugueses, o Benfica aparece no 11.º lugar, com 51 jogadores, mais seis do que no ano passado, e o FC Porto é 19.º, com 41 e uma diferença de menos quatro em relação a 2018.

Em termos de países, a Sérvia é a nação que mais jogadores tem distribuídos pela Europa, com o Estrela Vermelha (59) e Vojvodina (56) a juntarem-se ao Partizan no ‘top 5’.

Tendo em conta apenas o denominado ‘big 5’, que inclui os campeonatos de Inglaterra, Espanha, Alemanha, França e Itália, o Sporting CP continua a ser o emblema português em melhor posição, embora apareça fora dos 10 primeiros, e o único que aparece na lista divulgada.

Os leões têm 18 jogadores da sua formação a actuarem nesses países, menos três do que em 2018, numa lista em que aparecem no 16.º posto e que é encabeçada por Real Madrid, com 39, seguido do FC Barcelona, com 34, e do Lyon, com 30.

O ‘top 10’ é preenchido por equipas espanholas, francesas e inglesas, com Alemanha e Itália a serem os menos formadores dos ‘big 5’.

publicado às 04:02

ea_v2.jpg

Patrícia Mamona, segunda no triplo salto, e Irina Rodrigues, quarta no lançamento do disco, pontuaram bem para a seleção da Europa, no encontro de atletismo com a selecção dos Estados Unidos, que decorre em Minsk.

Únicas representantes lusas no 'The Match', depois de Nelson Évora e Pedro Pablo Pichardo terem declinado o convite, estiveram ambas a muito bom nível, sendo Mamona a melhor europeia em prova e Irina a segunda, apenas atrás da croata Sandra Perkovic, bicampeão olímpica e mundial, que triunfou.

Mamona abriu o concurso com 14,21 metros, marca que não superou depois, registando ainda mais três saltos acima dos 14,00 metros, além de dois nulos, contribuindo assim sete pontos para a selecção continental.

No disco, Irina Rodrigues lançou a 60,87 metros, ao terceiro ensaio, o que lhe garantiu o acesso aos ensaios finais do concurso. Para a selecção, deu cinco pontos.

publicado às 02:30

 

Com o afastamento do Benfica, ontem, pelo Eintracht Frankfurt, e do FC Porto, na quarta-feira, frente ao Liverpool, chegou-se ao termo da participação europeia para os emblemas portugueses esta época.

 

mw-1240.jpg

 

Com uma derrota por 2-0 em solo britânico no primeiro jogo, o FC Porto acabou por sofrer goleada incontestável no Dragão (1-4), sublinhando o poderio do clube de Liverpool. A formação portista deu o que tinha para dar, mas o seu melhor foi insuficiente perante um adversário reconhecidamente mais forte e que apesar de ter o Barcelona pela frente, é um sério candidato à conquista do título.

 

img_770x443$2019_04_18_08_13_59_1535748.jpg

 

Já a história do Benfica é bem diferente. Venceu o primeiro jogo, na Luz, por 4-2, e apesar de poder ser argumentado que não podia sofrer dois golos em casa, especialmente tendo em conta que beneficiou de superioridade numérica desde os 20', foi para a Alemanha com tudo nas mãos para passar a eliminatória.

 

A derrota, por 2-0, em Frankfurt, e o eventual afastamento da Liga Europa, fica a dever-se, na minha opinião, ao treinador Bruno Lage, que além de fazer alguma gestão do plantel, foi para solo germânico com uma táctica difícil de digerir, deixando a ideia que pretendia adormecer o jogo e o adversário. Tanto assim, que a equipa encarnada só fez dois remates nos primeiros 45 minutos e teve apenas 40% posse de bola.

 

É verdade que no primeiro golo o marcador alemão estava em posição irregular - na Liga Europa o VAR ainda não é utilizado - mas este erro da arbitragem não explica tudo, uma vez que, mesmo assim, as possibilidades de um resultado favorável continuaram em alta. 

 

O Benfica ainda deu alguns "ares da sua graça" no segundo período, nomeadamente nos 15 minutos iniciais, mas salvo um potente remate de Salvio que entretanto saltou do banco, nunca verdadeiramente ameaçou a baliza do Eintracht.

 

Em termos financeiros, foi uma campanha muito lucrativa para os dois emblemas. O FC Porto recebeu em excesso de 78 milhões de euros e o Benfica ultrapassou os 50 milhões. Falta ainda a distribuição das percentagens dos direitos televisivos no final da época.

 

Relativamente ao ranking da UEFA, Portugal continua em 7.º lugar, com 9.083 pontos, ligeiramente atrás da Rússia que soma 9.666 pontos. Neste sentido, era muito importante a continuidade destes dois clubes na Europa.

 

publicado às 04:03

 

 

 

Com um final de jogo repleto de oportunidades para os Campeões Nacionais, os nossos Leões conseguem finalmente a reviravolta a 10 segundos do fim e entram a ganhar na Liga Europeia de Hóquei em Patins, frente ao Forte dei Marmi.

 

Golo de Toni Perez dá a vitória à equipa leonina.

 

Parabéns leões!

 

publicado às 17:49

Parabéns campeões !

Rui Gomes, em 30.07.18

 

portugalsub19campeao.jpg

 

publicado às 03:41

 

img_FanaticaBig$2018_02_04_14_31_16_1361193.jpg

 

O Sporting sagrou-se este domingo Campeão Europeu feminino de corta-mato por equipas, ao fechar a competição com 22 pontos, com Jéssica Augusto no segundo lugar individual.

Numa prova conquistada individualmente pela polaca Katarzyna Rutkowska (Podlasie Bialystok), Jéssica Augusto terminou a um segundo, com Sara Moreira no quinto posto (a 12), Inês Monteiro no sétimo (a 17) e Svetlana Kudzelich no oitavo (a 20).

Sara Catarina Ribeiro (10.ª, a 24 segundos) e Carla Salomé Rocha (12.ª, a 39) fecharam a equipa do Sporting, mas já sem pontuarem para a classificação colectiva.

O Bilbao Atletismo Santutxo foi segundo coletivamente, com 31 pontos, enquanto o terceiro posto foi para as turcas de Bursa Buyuksehir, com 55.

Apesar de terem apenas uma presença anterior (5.º lugar em 2015), as 'leoas' estavam na primeira linha de favoritismo para vencerem o título colectivo, pois têm as melhores atletas portuguesas da actualidade, como Sara Moreira, Jéssica Augusto, Inês Monteiro, Salomé Rocha e Catarina Ribeiro, a que acresce a bielorrussa Sviatlana Kudzelich, que já representou o Sporting em 2016, na Taça dos Campeões Europeus em pista.
 
 

img_FanaticaBig$2018_02_04_14_31_27_1361194.jpg

 

O Sporting juntou o título masculino ao feminino, ao terminar a prova com 25 pontos, com o queniano Davis Kiplangat a dar o cetro individual à equipa leonina.

Além de Kiplangat, que ganhou com quase 20 segundos de avanço sobre o segundo colocado, pontuaram para o Sporting Rui Pedro Silva (sexto), Rui Teixeira (sétimo) e Licínio Pimentel (11.º), com Bruno Albuquerque a ser 20.º.

A formação leonina somou menos 15 pontos do que os belgas do Olympic Essenbeek, segundos classificados, com os espanhóis do Atletismo Bikila a fecharem o pódio, com 74 pontos.

 

publicado às 04:44

 

 

 

champions-league-trophy.jpg

 

É verdade, contrário aos rumores que se ouvem na Avenida da Liberdade, há vida para o futebol português, na Europa, após a humilhação do clube da Luz na Liga dos Campeões esta época: 5 jogos - 5 derrotas - 1 golo marcado - 12 golos sofridos - zero pontos. A pior prestação de sempre de uma equipa portuguesa nesta competição, após cinco jornadas disputadas.

 

Em termos da presença Lusa na UEFA, ninguém regozija com este desaire encarnado, mas não deixa de haver uma certa justiça irónica, tendo em consideração o clube que assenta a sua existência numa cultura de arrogância, prepotência e impunidade divina.

 

O melhor posicionado para continuar na Liga milionária é o FC Porto. Após o empate na casa do Besiktas, o clube do Norte parte para a sexta e última jornada desta fase na segunda posição do Grupo G, com os mesmos sete pontos do Leipzig, terceiro classificado, tendo já assegurado, na pior das hipóteses, um lugar nos 16 avos de final da Liga Europa.

 

O primeiro lugar já é tarefa impossível, mas para a continuidade na prova, os azuis e brancos dependem apenas de si próprios - têm vantagem no confronto directo sobre os alemães -, pelo que basta vencerem na recepção ao Mónaco para garantirem o apuramento. Em caso de empate ou derrota, o FC Porto poderá ainda garantir a passagem aos "oitavos", mas fica condicionado pelo resultado do Leipzig-Besiktas, que está a obrigado a conseguir um melhor resultado que o FC Porto para carimbar aquela que seria uma presença inédita na fase a eliminar da liga milionária.

 

E, depois, temos o nosso Sporting. Ao vencer o Olympiacos esta quarta-feira, os "leões" beneficiaram do empate entre a Juventus e o Barcelona para continuar na luta por um posto nos oitavos de final da Champions, ficando apenas a um ponto do campeão italiano. Para tal, chegará à última jornada necessitando de vencer o Barça, em Camp Nou, e esperar que a Juve não vença em Atenas.

 

Recorde-se que em caso de igualdade pontual entre Sporting e Juventus, a equipa italiana garantirá o segundo lugar do Grupo D.

 

ADENDA: Acabei de ler um artigo escrito por um jornalista de um dos diários do País (desconheço as suas simpatias clubísticas) que diz o seguinte. Note-se que esse jornalista não sou eu:

 

"Não há outra forma de dizer isto, o Benfica realizou uma campanha humilhante na Liga dos Campeões, nada condizente com o seu passado, mesmo o recente, em que marcou presença em dois quartos-de-final desta prova e em mais duas finais da Liga Europa. Nunca um cabeça-de-série tinha sido tão mau, com zero pontos em cinco jogos, correspondentes a cinco derrotas, e um adeus prematuro às competições europeias; nem Liga dos Campeões nem Liga Europa".

 

publicado às 05:18

 

ULWXL8M7.jpg

 

Oliveirense, que reencontra o campeão Reus, Benfica, FC Porto e Sporting começam a partir de sábado a participação na Liga Europeia de hóquei em patins, com o início da fase de grupos.

 

As quatro equipas portuguesas vão procurar entrar nos oito melhores, lugares destinados aos dois primeiros de cada grupo, para que possam entrar na discussão pelo título europeu, com largo domínio espanhol.

 

Nas últimas épocas, Oliveirense, Benfica e FC Porto chegaram a finais, mas apenas as ‘águias’ conseguiram o título europeu, em duelos portugueses, em 2015/2016 frente à Oliveirense (5-3), no Pavilhão da Luz, e em 2012/13 (6-5 após prolongamento) em casa do FC Porto.

 

Em 2017/18, a Oliveirense, que foi finalista vencida nas duas últimas edições, reencontra o Reus – que a venceu na final de 2017, em Lérida (4-1) -, no Grupo A, mas inicia a competição, no sábado, em casa com os alemães do Iserlohn.

 

A equipa liderada por Tó Neves persegue uma terceira final europeia, tentando um título conquistado apenas seis vezes por equipas portuguesas – duas pelo Benfica, duas pelo FC Porto, uma pelo Óquei de Barcelos e uma pelo Sporting –, contra 45 dos espanhóis.

 

No Grupo A, a Oliveirense é favorita a apurar-se para os oitavos de final, a par do campeão europeu Reus, enquanto os italianos do Viareggio surgem como ‘outsiders’.

 

No Grupo B, também os espanhóis do Vic e o FC Porto, que se defrontam no sábado no Dragão Caixa (15:00), são os favoritos, à frente dos italianos do Follonica e dos franceses do La Vendeenne.

 

Os catalães integram nesta edição o mesmo Grupo C do Benfica, com as duas equipas a serem as candidatas a seguirem em frente. O FC Barcelona recebe no sábado o Forte Di Marmi, enquanto as ‘águias’ jogam na Luz com os suíços do Montreux (15:00).

 

No Grupo D, o Sporting, vencedor da Taça CERS em 2015, tem no Liceo da Corunha o principal oponente, num agrupamento em que os ‘leões’ começam por defrontar no sábado, também em casa, os franceses do Quevert, e os espanhóis visitam os italianos do Lodi.

 

publicado às 02:00

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D




Cristiano Ronaldo


subscrever feeds