Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



publicado às 13:30

20 expulsões "famosas"

Rui Gomes, em 29.03.20

publicado às 12:30

 

48166666_10155667640201555_7052480963120463872_n.j

 

No seguimento das decisões do Conselho Fiscal e Disciplinar – punir com a sanção de expulsão os Sócios Bruno de Carvalho e Alexandre Godinho, com a sanção de suspensão os Sócios Carlos Vieira e Luís Gestas, com a sanção de repreensão registada o Sócio Rui Caeiro e arquivar os autos quantos aos Sócios Luís Roque e José Quintela –, Joaquim Baltazar Pinto, presidente deste órgão social, prestou declarações ao Jornal Sporting e à Sporting TV:

 

"A decisão foi tomada por unanimidade. Este é um processo que começou em 2018, ainda com a Comissão de Fiscalização. Os visados receberam a nota de culpa da referida comissão e o processo prosseguiu.

 

Tendo em conta que se tratavam de antigos membros dos órgãos sociais, entendeu o Conselho Fiscal e Disciplinar que era preferível nomear um instrutor externo. Foi o que fizemos, nomeámos um grande jurista, um homem muito competente. Ouviu todas as testemunhas apresentadas e outras que entendeu por bem ouvir.

 

Concluiu a instrução, todos os visados tiveram direito de defesa e, há cerca de uma semana, concluiu o relatório e apresentou a proposta das penas que entendeu que eram as justas para este caso.

 

Perante isso, resolvi marcar uma reunião do Conselho Fiscal e Disciplinar onde foi entregue uma cópia do relatório a cada um dos sete membros, que tiveram uma semana para analisar tudo e formar a sua própria convicção. Na terça-feira passada, todos concordaram manter as penas que o instrutor tinha proposto.

 

É importante esclarecer que esta é uma decisão da única responsabilidade do Conselho Fiscal e Disciplinar e nada tem a ver com o Conselho Directivo.

 

Os visados que tiveram a pena de expulsão ou de suspensão podem recorrer em 30 dias para a Assembleia Geral, sendo que Rui Caeiro, como teve uma repreensão registada, não pode".

 

publicado às 05:32

 

21120704_dl3Da.jpeg

 

COMUNICADO DO CONSELHO FISCAL E DISCIPLINAR

 

(Processo 7/2018)

 

O Conselho Fiscal e Disciplinar do Sporting Clube de Portugal vem comunicar aos sócios ter sido proferida decisão final no âmbito do processo disciplinar número 7/18, em que são arguidos os sócios visados Bruno Miguel Azevedo Gaspar de Carvalho (“Bruno de Carvalho”), Carlos Fernando Barreiros Godinho Vieira (“Carlos Vieira”), Rui Pereira Caeiro (“Rui Caeiro”), José Eduardo da Câmara Correia de Lemos Quintela (“José Quintela”), Luís Filipe Teixeira Gestas (“Luís Gestas”), Luís Miguel Salgueiro Roque (“Luís Roque”) e Alexandre António Gaspar Carvalho Godinho (“Alexandre Godinho”).

 

Assim, foi deliberado pelo Conselho Fiscal e Disciplinar aplicar as seguintes sanções:

 

- O Sócio Visado Bruno de Carvalho foi punido com a sanção de Expulsão;

 

- O Sócio Visado Alexandre Godinho foi punido com a sanção de Expulsão;

 

- O Sócio Visado Carlos Vieira foi punido com a sanção de Suspensão por nove meses;

 

- O Sócio Visado Luís Gestas foi punido com a sanção de Suspensão de seis meses;

 

- O Sócio Visado Rui Caeiro foi punido com a sanção de Repreensão Registada.

 

Mais foi deliberado arquivar os autos quanto aos sócios visados:

 

- Luís Roque;

 

- José Quintela.

 

A decisão, em detalhe, do Conselho Fiscal e Disciplinar, disponível aqui.

 

publicado às 11:33

 

 

O V. Guimarães recebeu e venceu o Marítimo, por 2-1, este domingo. Sensivelmente aos 63 minutos (2 minutos do vídeo), o árbitro expulsou dois jogadores, um de cada equipa - Jubal e Zainadine - por uma troca de palavras entre eles.

 

A julgar pela decisão extrema, devem ter sido palavras muito "azedas" para merecerem o cartão vermelho, e sem sequer envolver o juiz da partida, Fábio Veríssimo.

 

Prova absoluta que com ou sem VAR, continuamos a ter decisões desordenadas no futebol português. Claro, num V. Guimarães - Marítimo, causa para sensacionalismo mínimo, mas num jogo entre "grandes" daria "pano" para muitas "mangas".

 

publicado às 05:00

 

ng801EFF97-1163-4C43-BF8A-B04EE95C43FC.jpg04K7N26P.jpg

 

Ainda com a recém-expulsão de André Simões fresca na mente e mesmo sem ser possível comprovar de forma concreta uma relação directa entre a vantagem numérica em campo e os golos marcados depois desse momento, "ZeroZero" levou a cabo um levantamento que permite analisar quantos jogadores foram expulsos frente ao Benfica na actual temporada e com que resultados as partidas em questão terminaram.

 

A expulsão no Moreirense-Benfica foi a 12.º da época em curso de jogadores adversários do Benfica, e a 11.ª em competições nacionais. Sendo que o Benfica já disputou 36 jogos oficiais, entre todas as competições oficiais, significa isto que terminou as partidas em vantagem numérica em 33% das ocasiões. Olhando apenas para as competições domésticas, o número é ligeiramente superior: 37%.

 

Passando a analisar as mudanças nos resultados após o momento das expulsões, constata-se que em 5 destes 12 casos o resultado da partida em questão acabou por ser benéfico para os "encarnados" do que antes da expulsão - passando de uma derrota para um empate ou vitória ou de um empate para uma vitória. 42% é, portanto, a percentagem de vezes em que a expulsão de um jogador adversário permitiu ao Benfica alterar um resultado a seu favor.

 

Limpinho, limpinho... ! 

 

publicado às 17:32

Combate desigual

Rui Gomes, em 11.02.13

 

Não estou minimamente interessado em adiantar apreciações sobre as expulsões de Cardozo e Matic no desafio com o Nacional, mas nem por isso deixa de ser menos interessante assistir à guerra de palavras e imagens entre o «gigante» de Lisboa» e o «pequeno» insular. Nomeadamente, a campanha já em pleno andamento pelo clube da Luz, intenta em minimizar a severidade das sancções que se esperam do Conselho de Disciplina da FPF. Toda a influência dos bastidores está e será exercida a fim de minimizar danos, já que se trata de dois importantes activos do «glorioso» cá do burgo. Recorrendo à velha estratégia de acusar a vítima, já constam rumores noticiosos exigindo um processo sumaríssimo sobre o jogador «madeirense» por ter simulado ser agredido por Matic. Quanto a Cardozo, pelas imagens à vista, a sua conduta pode ser considerada agressão, mediante a Lei 12, das «Leis do Jogo da FIFA». Muito vai depender dos específicos do relatório de Pedro Proença e, no final das contas, da apreciação «independente» do órgão federativo. Para o efeito, já surgiu o empresário do jogador a manifestar «mea culpa» inocente e a «melodizar» a ocorrência. Tem tudo para dar uma nova novela no futebol português. Claro, se fossem jogadores do Sporting envolvidos, já tinham sido condenados pela comunicação social e «linchados» em plena Praça dos Restauradores.
 
Para evitar acusações infundadas, esclareço que não nutro qualquer simpatia pelo Nacional, já os meus sentimentos para com o clube do outro lado da Segunda Circular são bem conhecidos e dispensam adjectivação.
 
Nota: Pela lembrança de um amigo sportinguista, António Antunes, reconhece-se a ironia do momento para Pedro Proença, pela sua impropriedade em vir em defesa de Luisão pela agressão deste ao seu colega de profissão. É caso para dizer que o «tiro saiu-lhe pela culatra»!
 

publicado às 23:18

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo