Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Juvenis superam FC Porto

Rui Gomes, em 20.04.19

 

img_920x519$2019_04_20_12_11_59_1536467.jpg

 

A equipa de juvenis do Sporting bateu este sábado a sua congénere do Porto, por 2-0, em jogo da fase de apuramento de campeão.

 

Os golos leoninos foram ambos marcados por Tiago Tomás, aos 4 e 62 minutos.

 

Onze do Sporting: Diogo Almeida, Alexandre Lami, Eduardo Quaresma, Rodrigo Rego, Nuno Mendes, João Daniel, Bruno Tavares, Gonçalo Batalha, Tiago Tomás, Tiago Ferreira e Joelson Fernandes.

Suplentes: Raimundo Duarte, Chico Lamba, Gilberto Batista, Daniel Rodrigues, Leandro Gonçalves, Nicolai Skoglund e Paulo Agostinho. 

 

Com este resultado, o Sporting CP passa a somar 7 pontos, mas está a três do líder Benfica, consequência da derrota na jornada anterior. O FC Porto fica com 6.  O SC Braga tem 6 mas só recebe o Belenenses a 28 de Abril.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:46

 

Com o afastamento do Benfica, ontem, pelo Eintracht Frankfurt, e do FC Porto, na quarta-feira, frente ao Liverpool, chegou-se ao termo da participação europeia para os emblemas portugueses esta época.

 

mw-1240.jpg

 

Com uma derrota por 2-0 em solo britânico no primeiro jogo, o FC Porto acabou por sofrer goleada incontestável no Dragão (1-4), sublinhando o poderio do clube de Liverpool. A formação portista deu o que tinha para dar, mas o seu melhor foi insuficiente perante um adversário reconhecidamente mais forte e que apesar de ter o Barcelona pela frente, é um sério candidato à conquista do título.

 

img_770x443$2019_04_18_08_13_59_1535748.jpg

 

Já a história do Benfica é bem diferente. Venceu o primeiro jogo, na Luz, por 4-2, e apesar de poder ser argumentado que não podia sofrer dois golos em casa, especialmente tendo em conta que beneficiou de superioridade numérica desde os 20', foi para a Alemanha com tudo nas mãos para passar a eliminatória.

 

A derrota, por 2-0, em Frankfurt, e o eventual afastamento da Liga Europa, fica a dever-se, na minha opinião, ao treinador Bruno Lage, que além de fazer alguma gestão do plantel, foi para solo germânico com uma táctica difícil de digerir, deixando a ideia que pretendia adormecer o jogo e o adversário. Tanto assim, que a equipa encarnada só fez dois remates nos primeiros 45 minutos e teve apenas 40% posse de bola.

 

É verdade que no primeiro golo o marcador alemão estava em posição irregular - na Liga Europa o VAR ainda não é utilizado - mas este erro da arbitragem não explica tudo, uma vez que, mesmo assim, as possibilidades de um resultado favorável continuaram em alta. 

 

O Benfica ainda deu alguns "ares da sua graça" no segundo período, nomeadamente nos 15 minutos iniciais, mas salvo um potente remate de Salvio que entretanto saltou do banco, nunca verdadeiramente ameaçou a baliza do Eintracht.

 

Em termos financeiros, foi uma campanha muito lucrativa para os dois emblemas. O FC Porto recebeu em excesso de 78 milhões de euros e o Benfica ultrapassou os 50 milhões. Falta ainda a distribuição das percentagens dos direitos televisivos no final da época.

 

Relativamente ao ranking da UEFA, Portugal continua em 7.º lugar, com 9.083 pontos, ligeiramente atrás da Rússia que soma 9.666 pontos. Neste sentido, era muito importante a continuidade destes dois clubes na Europa.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:03

Reflexão do dia

Rui Gomes, em 01.04.19

 

tvy0kPVsczb0GehcCmEuo.jpg

 

Num texto divulgado nas redes sociais, o Benfica diz que a arbitragem tem mantido o FC Porto na luta pelo título e considera inaceitável "a impunidade e a falta de decoro com que, jornada após jornada, o FC Porto continua a ser beneficiado pelas arbitragens”.

 

Ainda...

 

"No jogo contra o SC Braga voltou-se a ultrapassar tudo o que é tolerável. São esses pontos conquistados que estão a permitir que o FC Porto se mantenha a lutar pelo título.

 

Não há memória de uma época tão marcada por sucessivos erros, sempre - mas mesmo sempre! - em benefício da mesma equipa. É tempo de dizer basta. Ou será que ainda não chega?".

 

Mind games, sem dúvida, mas a hipocrisia patente deslumbra. É extremamente difícil um observador desinteressado não ficar com a ideia que estamos perante o caso clássico de um "ladrão" a apelidar o outro de "gatuno", ou seja, seis de um e meia dúzia do outro. A escolha é simples!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:02

 

img_920x519$2019_03_17_17_47_44_1518999.jpg

 

O FC Porto afastou o Sporting dos quartos de final da Taça de Portugal de andebol este domingo, ao vencer, no Dragão caixa, por 28-23, com reviravolta no marcador.

 

Na primeira parte, o Sporting dominou o encontro, chegando a ter seis golos de vantagem. Ao intervalo estava 12-15. Mas na 2.ª parte, o FC Porto conseguiu fazer uma grande recuperação, com Miguel Martins em destaque.

 

Apenas aos 50' o FC Porto conseguiu pela primeira vez a vantagem no marcador. A perder por 23-25, o Sporting sentiu dificuldades em concretizar o seu ataque e acabou por ser a equipa portista a dilatar o marcador.

 

Sporting: Aljosa Cudic (GR), Matevz Skok (GR), Manuel Gaspar (GR) Pedro Valdes, Edmilson Araújo, Cláudio Pedroso, Carlos Pasarin, Frankis Carol, Pedro Solha, Tiago Rocha, Carlos Carneiro, Fábio Chiuffa, Fred Bingo, Valentin Ghionea, Ivan Nikcevic e Luís Frade.

Treinador: Hugo Canela

 

FC Porto: Alfredo Quintana (GR), Thomas Bauer (GR), Victor Alvarez, Leandro Semedo, Yoan Blanco, Miguel Martins, Djibril Mbengue, Angel Zulueta, Rui Silva, Daymaro Salina, Leonel Fernandes, Alexis Borges, Diogo Branquinho, António Areia, Miguel Alves e Fábio Magalhães.

Treinador: Magnus Andersson

 

Nos quartos de final, o FC Porto vai defrontar o Belenenses, jogo marcado para 3 de Abril.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:22

 

rof_0437.jpg

 

Um sábado pouco agradável para algumas das modalidades leoninas. Depois da equipa de voleibol ter sido afastada da Taça de Portugal, os leões do hóquei em patins sairam derrotados na visita ao Dragão Caixa, por 3-1, um resultado injusto pela performance leonina.

 

O marcador estava em branco ao intervalo, apesar das excelentes oportunidades de Pedro Gil, Toni Peréz e Ferrant Font. No segundo tempo, o Sporting não conseguiu tirar partida da equipa portista ter atingido as dez faltas, e acabou por ser esta a inaugurar o marcador, com Gonçalo Alves a bater Ângelo Girão.

 

A equipa portista aumentou a diferença a cerca de seis minutos da final, por intermédio de Poka. Os leões não desistiram e reduziram a vantagem aos 45 minutos, quando Matias Platero colocou a bola no fundo da baliza azul e branca, numa altura em que o Sporting jogava com um homem a menos.

 

O terceiro e último golo portista surgiu nos instantes finais, já com a equipa de Paulo Freitas a jogar sem guarda-redes.

 

Com este resultado, o FC Porto isola-se na liderança somando 49 pontos, com o Sporting e a Oliveirense ambos a três pontos.

 

Miguel Afonso, vogal do Conselho Directivo do Sporting, deixou críticas à arbitragem no final da partida:

 

"Tenho um orgulho imenso nesta equipa. Já tentaram fazer-nos isto na Luz, em que batemos o recorde de minutos com menos um jogador em campo. O mesmo aconteceu-nos em Oliveira de Azeméis. Atiraram-nos ao tapete, mas vamos levantar-nos.

 

Tenho pena que o presidente da Federação de Patinagem de Portugal (Luís Sénica) não tenha estado aqui, num jogo que pode ser considerado do título. Ou então não esteve prevendo que isto viria a acontecer. Continuamos a fingir que não se passa nada, por isso é que o hóquei não é um desporto olímpico. O nosso comportamento é único perante as adversidades".

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:50

 

valentin.jpeg

 

O Pavilhão João Rocha foi palco de mais uma grande exibição da equipa de andebol do Sporting. Os leões acabaram por vencer o FC Porto por 26-23, em partida da 18.ª jornada do Campeonato Nacional, após uma recuperação fantástica. Com este resultado, a equipa de Hugo Canela pode assumir a liderança isolada da prova caso vença o jogo que tem em atraso relativamente à formação do Norte.

 

Os portistas até começaram melhor e estiveram na liderança grande parte do encontro. No entanto, uma grande primeira parte de Valentin Ghionea, que terminou a partida com sete golos marcados, manteve o Sporting ligado ao jogo.

 

53934039_10155788392031923_3024353577129738240_n.j

 

Numa grande segunda parte impulsionada pelo muito apoio vindo das bancadas, os leões chegaram pela primeira vez à vantagem já dentro dos dez minutos finais quando Frankis Carol marcou o golo que na altura valia o 23-22. Daí até final do encontro, o Sporting não mais largou o comando do jogo e viria a vencer por 26-23, para gáudio dos muitos sportinguistas que encheram o Pavilhão João Rocha.

 

Os leões voltam a entrar em acção no próximo sábado, pela visita ao Benfica, em jogo da 19.ª jornada do Campeonato Nacional.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:47

Os tais critérios incompreensíveis

Rui Gomes, em 03.03.19

 

download.jpg

 

Publico este post com alguma hesitação, porque não é a minha intenção debater neste espaço o jogo de ontem entre o FC Porto e Benfica.

 

O critério disciplinar de Jorge Sousa fez-me reflectir sobre os cartões que o Sporting já viu esta época na Liga NOS: 74 A - 2 AA - 1 V, com apenas o Boavista com um registo superior: 80 A - 4 AA - 2V. Aliás, este tema já foi abordado pelo meu colega Leão Zargo, neste post, do dia 27 de Fevereiro.

 

Entre os vários lances do embate no Dragão que poderão merecer discussão, este é um dos que surge em destaque no resumo do jogo, com uma entrada assassina de Samaris, aos 59', sobre Adrián López, que mereceu apenas cartão amarelo de Jorge Sousa.

 

E, novamente reflectindo nos muitos cartões amarelos que já foram mostrados a jogadores do Sporting, faço a seguinte pergunta: se esta entrada de Samaris é apenas "amarelo", o que é merecedor de cartão vermelho directo ?

 

Mais uma demonstração dos critérios dos árbitros portugueses que nos deixam perplexos e que ficam longe de defender a verdade desportiva neste nosso desporto nacional.

 

P.S.: Na minha opinião, Gabriel foi bem expulso. Dois dos golos, no entanto, dependeram novamente dos critérios de arbitragem; o do FC Porto, em que há um jogador (Pepe, salvo erro) na linha da bola em posição irregular. Há causa para argumentar que interferiu com a visão do guarda-redes.

 

E o primeiro do Benfica, em que Seferovic afasta Wilson Manafá com o braço, para então fazer o passe para João Félix. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:47

Um clássico muito "morno"

Rui Gomes, em 12.01.19

 

image (1).jpg

 

Assistimos a um clássico que nos deixa com a ideia que mais do que ganhar, nenhuma equipa queria perder. A realidade é que não sendo um jogo decisivo, o Sporting precisava dos três pontos para se manter na luta pelos lugares cimeiros, enquanto que o empate não incomoda muito o FC Porto. Diria até, considerando que não ganha em Alvalade há cerca de dez anos, que o nulo satisfaz as hostes do Norte.

 

O Sporting alinhou com o seguinte onze inicial: Renan; Bruno Gaspar, Coates, Mathieu e Jefferson; Gudelj,Wendel e Bruno Fernandes; Diaby, Nani e Bas Dost.

 

Suplentes: Romain Salin, Ristovski, André Pinto, Petrovic, Raphinha, Jovane Cabral e Luiz Phellype.

 

download.jpg

 

Nenhuma surpresa no onze inicial leonino e nada a dizer sobre as opções de Marcel Keizer salvo, porventura, que Raphinha devia ter entrado um pouco mais cedo no jogo. 

 

O Sporting alinhou no sistema que o treinador holandês já nos habituou, a fazer pressão alta, embora um pouco mais recuado no terreno. Houve uma clara preocupação defensiva das duas equipas num embate com poucos espaços e fisicamente muito exigente. Dois ou três lances de maior perigo mas em geral, moderada agressividade ofensiva.

 

Com este resultado, o FC Porto preserva a liderança com 43 pontos, cinco à frente do Benfica, 6 do SC Braga e 8 do Sporting.

 

Como nota final, acho que se este jogo serviu de alguma coisa, demonstrou que o futebol do Sporting, não obstante algum pessimismo em voga, não é apenas o que se viu frente ao Tondela, e que o FC Porto, sendo uma excelente equipa, não é "papão" algum.

 

download (1).jpg

 

Considerações de Marcel Keizer:

 

"Creio que é um resultado justo, não o que procurávamos, mas é um resultado justo".

 

"O FC Porto ia em 18 vitórias. Tínhamos de ganhar e na primeira parte estivemos bem, com bola, mas na segunda perdemos o controlo. Não gostei muito da segunda parte. Toda a gente questionava se o Sporting sabia defender. Claro que sabemos. Hoje era preciso ganhar, mas na segunda parte não tivemos controlo de jogo. O 0-0 é justo".

 

"Vamos lutar até ao fim. Claro que, contra uma equipa como o FC Porto, oito pontos é uma grande distância, mas vamos lutar até ao fim".

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:03

Convocatória para o FC Porto

Rui Gomes, em 11.01.19

 

49727980_10155720723971555_865947410684182528_n.jp

 

A lista de 18 jogadores convocados por Marcel Keizer para o clássico deste sábado, em que não consta Fredy Montero, como já era esperado, por lesão. Luiz Phellype, no entanto, vai ter a oportunidade de se apresentar em Alvalade de "leão ao peito".

 

Um meio campo muito "magro", apenas com Petrovic como alternativa, partindo do princípio que o titular vai ser Wendel. O jovem Miguel Luís ficou de fora. Na minha opinião, devia ter sido chamado, abdicando de um dos laterais. Claro, da bancada tudo é fácil.

 

Creio que o 'onze' do treinador vai ser o seguinte:

 

Renan; Bruno Gaspar, Coates, Mathieu e Jefferson; Gudelj, Wendel e Bruno Fernandes; Nani, Diaby e Bas Dost.

 

Num onze da minha preferência, Ristovski seria o lateral direito e talvez, digo talvez, Raphinha no lugar de Diaby. Hesito entre estes dois porque apesar do brasileiro ser muito mais apurado tecnicamente e ter golo nos pés, Diaby, no todo do jogo, mesmo mais trapalhão, poderá contribuir mais ao colectivo, especialmente no sistema de pressão alta de Marcel Keizer.

 

Curiosamente, o treinador sublinhou na conferência de imprensa de antevisão ao jogo que a pressão alta só resulta se houver qualidade de passe:

 

"A pressão alta no futebol também está relacionada com a qualidade de passe, se não existir não se pode jogar com pressão alta. É uma forma complicada de se jogar mas é positiva para a equipa.

 

Tenho dado tempo aos jogadores para se adaptarem. Obviamente que prefiro não sofrer golos, mas o futebol é um desporto em que se ganha a partir do momento em que se marca mais golos do que aqueles que se sofre. É preciso melhorar a cada jogo".

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:18

Reflexão do dia

Rui Gomes, em 03.12.18

 

img_920x518$2018_12_02_23_17_18_1479244.jpg

 

Luís Bernardo, director de comunicação do clube da Luz, reagiu à vitória do FC Porto frente ao Boavista, no Bessa, já nos descontos:

 

"Hoje assistimos a mais uma vitória suja numa liga sem verdade desportiva. O VAR voltou a avariar no lance do penálti nítido a favor do Boavista? O FC Porto ganha jogos sucessivos com erros clamorosos como o de hoje no Bessa, no Jamor com o Belenenses, em Setúbal ou em casa com o Feirense.

 

O que se assistiu foi também um espectáculo degradante de insultos, ameaças e pressões sobre tudo e todos que infelizmente parecem estar a resultar. Estamos a viver uma espécie de regresso a um passado de triste memória. Esta liga azul envergonha. Sempre queremos ver se também nos castigos vamos assistir a um apagão, é que existe um clube que vive em total impunidade".

 

Perante estas declarações, fica alguma ironia no ar face à ausência de um representante do FC Porto na conferência de imprensa pós-jogo, em suposto protesto pela expulsão de Sérgio Conceição. 

 

"O FC Porto foi a única equipa que quis que se jogasse futebol. A única". Palavras de Francisco J. Marques, no Twitter.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:32

 

Ds2UPlZXoAE0wJO (2)_jpg_large.jpg

 

O Sporting venceu, neste domingo, um dos candidatos ao título por 5-3, onde Pedro Gil, Fernan Font, Toni Pérez, que bisou, e Gonzalo Romero marcaram os golos dos leões. Ângelo Girão foi também uma peça importante na vitória leonina, ao defender diversos ataques protagonizados pelo FC Porto.

 

As equipas alinharam de início com:

 

Sporting: Girão; Ferran Font, Ricardo Oliveira, Matías Platero e Toni Pérez.

FC Porto: Nelson Filipe; Hélder Nunes, Gonçalo Alves, Reinaldo Garcia e Rafa.

 

A equipa verde e branca, depois desta vitória no clássico, isola-se no primeiro lugar da competição, com 17 pontos, seguido pelo OC Barcelos com 15 e Benfica com 14. O FC Porto situa-se em 6.º lugar, com 13 pontos.

 

A próxima partida dos leões está agendada para o próximo sábado, diante do Liceo, para a Liga Europeia.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:32

 

img_920x518$2018_09_26_22_10_11_1453139.jpg

 

Está a ser uma semana deveras espectacular para o andebol leonino. Depois da vitória épica na Rússia, o Sporting voltou a jogar para o Campeonato Nacional e foi ao Dragão Caixa derrotar o FC Porto por 28-31, mantendo-se com um registo imaculado.

 

Os dragões até começaram melhor e rapidamente colocaram-se em vantagem por 4 golos, à passagem do minuto 7. Contudo, a formação leonina soube reagir a este maior poderio inicial dos dragões - ao intervalo já vencia por 14-13 - e acabou mesmo por bater os portistas na etapa complementar, na qual chegu a estar a vencer por cinco golos.

 

Carlos Ruesga foi o melhor marcador verde e branco, com seis golos, seguido pela dupla cubana, Pedro Valdés e Frankis Carol, ambos com cinco tentos.

 

Esta foi a primeira derrota do FC Porto no campeonato, ao passo que os leões dividem a liderança com o Benfica.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:16

 

maxresdefault (1).jpg

 

O clima de convulsão no futebol português está para durar. Depois dos e-mails do Benfica, que alegadamente tinham como objectivo controlar o futebol nacional, agora é a vez de o FC Porto ser acusado de ter arquitectado uma rede cujo principal alvo seria acabar com a hegemonia benfiquista dos últimos anos.

 

Curiosamente - com ou sem fundamento - o Sporting também é acusado de assumir um papel nesta alegada rede operada pelo clube do Norte.

 

Vejamos as principais questões que estão a ser reportadas:

 

Segundo uma recém-denúncia enviada ao Ministério da Justiça, à Procuradoria-Geral da República, ao DCIAP, à PJ, à Liga Portuguesa de Futebol e à Federação, o FC Porto terá montado uma rede que se reunia todas as semanas no hotel AC Porto Marriot, junto ao estádio do Dragão, para delinear uma estratégia na Justiça, na polícia e nos media para descredibilizar o Benfica. A denúncia discrimina os nomes de vários dirigentes portistas, assim como magistrados, agentes da Polícia Judiciária e jornalistas.

 

Tudo começou em abril de 2017, quando se deu a “compra da correspondência privada do SLB”, naquele que ficou conhecido como “caso dos e-mails”. Depois da “compra” dos e-mails, as informações eram então passadas para vários blogues afectos a portistas e sportinguistas. Mais tarde, numa outra reunião no hotel Altis, em Lisboa, elementos da estrutura do FC Porto e do Sporting terão definido os “timings” para a revelação das informações dos benfiquistas.

 

Além disso, nesta reunião no Altis, terá ficado estabelecido que também elementos do Sporting teriam de ir acompanhando e comentando as informações que viessem a público.

 

Elementos das estruturas do FC Porto e Sporting ficariam responsáveis por veicular as informações dos e-mails para comentadores em programas de debate televisivo, jornais como o Expresso, O Jogo ou Jornal de Notícias e ainda para RTP, revista Sábado e Correio da Manhã.

 

Contactada pelo jornal i, a Procuradoria-Geral da República admite que “recentemente têm sido recebidas algumas denúncias, designadamente anónimas, relacionadas com o fenómeno desportivo e envolvendo vários clubesO Ministério Público, sempre que tem conhecimento de factos susceptíveis de integrarem a prática de crimes, procede em conformidade, encaminhando-os para investigação”.

 

A “influência” da rede montada pelo FCP

 

A denúncia fala também das “evidências” em como o FC Porto domina as decisões da Justiça. O documento dá-se a elencar oito decisões judiciais em que os portistas foram beneficiados. Entre elas está a decisão do Tribunal de Guimarães relativamente ao processo “Fénix”, que absolveu Pinto da Costa e Antero Henrique e que já foi objecto de recurso por parte do DCIAP; a forma como Rafa, jogador emprestado pelo FC Porto ao Rio Ave, foi afastado do processo de alegada viciação de resultados por parte dos vila-condenses; e também as fugas de informação de processos judiciais como o do caso dos emails e vouchers.

 

A queixa diz ainda que “desde há duas semanas que o núcleo restrito do FCP referenciado garante e gaba-se em reuniões internas e em contactos com jornalistas que têm a garantia de que o processo da PJ que concentrou vouchers, emails e jogos comprados que envolve o SLB, concluirá por uma acusação conforme os seus desejos, apesar de reconhecerem que será difícil provar algum crime de corrupção ou tráfico de influência em concreto”.

 

Os portistas teriam como objectivo mostrar às autoridades que existia uma estratégia por parte do Benfica para controlar os diversos sectores do futebol português “e que tal seria provado, não por evidências concretas, mas através de uma montagem de uma espécie de puzzle com base em diferentes emails”, lê-se na denúncia.

 

Factos que podem ser “facilmente confirmados”

 

A denúncia, que é feita de forma anónima para preservar “a integridade física” dos autores e por “receio de represálias”, diz ainda que os “factos podem ser facilmente confirmados” quer através do arquivamento do processo Fénix, quer através do chumbo da providência cautelar do Benfica sobre a divulgação dos emails.

 

“Quase toda a gente no Porto sabe quem são os representantes da justiça que costumam frequentar os camarotes do estádio do Dragão, pertencem aos seus órgãos sociais e têm um longo historial de decisões que ultrapassam qualquer lógica sempre que está em causa os interesses de Pinto da Costa e dos dirigentes do FCP”, lê-se na carta.

 

Novos e-mails

 

Recorde-se que já na semana passada foram tornados públicos no blogue “mercado de Benfica” novos e-mails que alegadamente revelavam que já em 2012 o Benfica tinha como objectivo o “reforço/controlo” da arbitragem, do poder político, dos media e da Justiça. Segundo a revista Sábado, esta mensagem terá sido divulgada a vários elementos da SAD do Benfica em junho de 2012.

 

O referido e-mail terá sido enviado por Domingos Soares Oliveira, administrador da SAD benfiquista. O documento “powerpoint” alegadamente estabelecia “desafios na vertente externa” que passariam por aplicar uma estratégia a cinco anos com o objectivo de “reforçar o controlo/influência” nas áreas de poder no futebol, como a Federação, conselho de arbitragem, poder político, meios de comunicação social e na Justiça.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:10

 

image.jpg

 

O Sporting continua a fazer uma caminhada invicta no Campeonato Nacional de andebol, estando cada vez mais próximo de poder festejar um bicampeonato. Ao vencerem no Dragão Caixa, por 27-30, os leões praticamente afastaram o rival do Norte da corrida, que agora passará a ser com o Benfica.

 

Os azuis e brancos ainda tiveram a oportunidade de se colocarem na frente, quando Pedro Portela e Francisco Tavares foram suspensos em simultâneo, na passagem do minuto 35. Ainda assim, o Sporting mostrou que os leões não vergam e, com menos dois jogadores, conseguiram ainda ampliar a sua vantagem para 18-21.

 

Vencendo a primeira fase do campeonato e somando cinco vitórias na actual, o Sporting totaliza 53 pontos, contra 49 do Benfica e 45 do FC Porto, tendo já ganho nos pavilhões dos dois rivais, o que significa ter uma segunda volta mais acessível.

 

A equipa leonina já tinha ganho na Invicta por 25-31, repetindo agora a proeza mesmo sem contarem com Carlos Ruesga, o seu central, eleito melhor jogador do campeonato do ano passado, e ainda Ivan Nikcevic.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:47

Penáltis para rever em 35 segundos

Rui Gomes, em 19.04.18

 

 Taça de Portugal 2017/18 - Sporting 5 FC Porto 4 (g.p.)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:48

 

 

Não obstante o resultado final, cada jogo tem a sua história, e o embate de ontem entre o Sporting e FC Porto, não é excepção à regra.

 

Com a vitória nas grandes penalidades por 5-4, o Sporting apurou-se para a 28.ª final da Taça de Portugal da sua história (afinal, sempre havia Sporting antes de Abril de 2013!), em busca do seu 17.º troféu.

 

Eis a oportunidade para o leitor dar a sua opinião sobre a performance das duas equipas e respectivos jogadores.

 

Referenciamos a crónica de Lídia Paralta Gomes, intitulada "Jogo, joguinho, jogão".

 

mw-320.jpg

"Continuo a não perceber porque é que o presidente esteve a

 festejar no relvado. Isto foi uma aspirina que aliviou a dor"

 

Jorge Jesus

 

"Duas grandes equipas que durante os 120 minutos quiseram ganhar, um pouco mais o Sporting, porque o FC Porto tinha a vantagem de 1-0 e na 1.ª parte quis ganhar algum tempo, muitas faltas, muito tempo a pôr a bola em jogo. Mas os jogadores do Sporting foram muito inteligentes. Disse-lhes que não era importante marcar nos primeiros minutos, era importante marcar primeiro".

 

Sérgio Conceição

 

"Penso que foi um jogo extremamente intenso e competitivo. Viemos aqui a querer marcar e resolver a eliminatória mas houve duas equipas em campo muito encaixadas, com um jogo equilibrado. Penso que foi isso durante a primeira parte e, depois, entrámos bem na segunda. As substituições que fiz foram de acordo com problemas físicos que fomos tendo. O Soares estava assim e lancei o Aboubakar. Depois o Óliver, a 6 minutos do final, com o jogo controlado. Não me lembro de um lance de perigo do Sporting nos 90 minutos. No prolongamento foi diferente, mas naquele momento sabia que com dois avançados o Sporting iria privilegiar o jogo directo e o Reyes fazia todo o sentido entrar".

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:54

Foto do dia

Rui Gomes, em 19.04.18

 

image (2).jpg

Sebastián Coates, homem do jogo (e não só pelo golo que marcou)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:53

Vamos ao Jamor !!!

Rui Gomes, em 18.04.18

 

30709952_10155202825361555_5567374232435818496_n.j

 

PARABÉNS SPORTING !

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:26

 

30727116_10155202168466555_8885622942638014464_n.j

 

Jorge Jesus convocou 21 jogadores para o embate desta quarta-feira com o FC Porto, a contar para as meias-finais da Taça de Portugal.

 

Excluídos desta lista, por lesão: William Carvalho, André Pinto, Daniel Podence e Rafael Leão.

 

Com apenas dois defesas-centrais disponíveis, é de pensar que Jorge Jesus não recorrerá à estratégia de três centrais, utilizada no segundo jogo com o Atlético de Madrid. Em termos excepcionais, se for essa a sua intenção, terá de recorrer a Petrovic ou João Palhinha para a terceira posição. Improvável mas possível.

 

Em princípio, e admitindo que Mathieu Piccini estão em condições de alinhar, o 'onze' inicial deverá ser o seguinte:

 

Rui Patrício; Piccini, Coates, Mathieu e Fábio Coentrão; Battaglia, Bryan Ruiz, Acuña e Gelson Martins; Bruno Fernandes e Bas Dost.

 

Na minha opinião, a "chave" da partida recairá sobre a capacidade física das duas equipas, complementada pela eficácia de último passe e, claro, finalização, num jogo em que não deverão surgir muitas oportunidades claras.

 

No contexto físico, haverá alguma vantagem da equipa portista que exigirá maior rigor à defesa leonina. Não podem ser cometidos erros do género a que assistimos em jogos recentes, não esquecendo o último frente ao Belenenses, em que se desperdiçou uma vantagem de dois golos na segunda parte.

 

O Sporting irá depender, e muito, da criatividade de Bruno Fernandes, da velocidade de Gelson Martins e da pressão que Bas Dost possa vir a exercer sobre os defesas portistas.

 

Boa sorte SPORTING !

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:00

Antevisão: Sporting - FC Porto

Rui Gomes, em 18.04.18

 

 

Jorge Jesus, entre outras considerações, afirmou:

 

"Sporting e FC Porto vieram de vitórias. Motivados estão os dois. Quanto à fadiga, o Sporting está no limite. O FC Porto fez um joguinho no domingo e agora vai ter outro. Estamos no limite. Não há mais nada acima disto.

 

O que tentamos é que não saiam lesionados e depois apostamos na recuperação ao máximo. Não é com treino, é com descanso, dormir muito. Mas nós queremos estar aqui, nesta situação que é demonstrativa das decisões. Falta um mês para terminar e o Sporting tem estado nas decisões todas.

Este é um jogo que todos os jogadores querem disputar. Estão mais do que motivados. Estamos preparados para passar esta eliminatória. Às vezes o coração também é muito importante, com o acreditar consegues superar as tuas debilidades físicas. Estamos a apostar muito neste trabalho. Espero que os adeptos do Sporting nos venham ajudar, precisamos deles. Com cansaço ou sem cansaço temos de correr.
 
A equipa leonina tem dado grande resposta, está muito confiante, junta, com muita vontade de fazer as coisas bem e quarta-feira isso vai voltar a acontecer".
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:34

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo