Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



naom_6206cfede86ad.jpg

Até parece que vem mesmo a propósito do texto do nosso colega Nação Valente e do artigo de Carlos Barbosa da Cruz, em Record.

Tito Arantes Fontes, presidente do Grupo Stromp, assina esta quinta-feira um artigo de opinião no Jornal Sporting a considerar o árbitro João Pinheiro «o indiscutível padrinho do FC Porto neste campeonato».

A propósito do golo anulado ao Benfica no clássico com o FC Porto, considera...

"Esse golo é uma metáfora fulcral deste campeonato! Um golo invalidado por uns ‘inacreditáveis’ dois centímetros! Quem diria? Quem conseguiu mesmo ver – ainda para mais numa jogada em movimento – essa ‘microscópica distância’? Pois, o de sempre… hélas, João Pinheiro de seu nome! Desta feita era esse exímio examinador de lances conhecido pelo seu ‘ar arguto’ e ‘olhar de lince’, que estava no VAR! ... E que viu ele… pois, viu os tais dois centímetros que definem este Campeonato! Viu dois centímetros que ninguém consegue mesmo ver e garantir… desde logo porque a bola – à vista no frame divulgado pela Cidade do Futebol/FPF – já tinha saído do pé do jogador que a lançou em profundidade".

Sobre o pisão de Taremi em Coates

"Mas João Pinheiro, já se sabe, já todos sabemos, vê mesmo bem… tão bem que no jogo do FCP com o SCP, no Dragão, também viu o Coates pisar o Taremi e não o Taremi a pisar o Coates… vai daí amarelo no Coates e o Taremi – representada que tinha sido a sua farsa! – virginalmente absolvido! É – tenhamos todos consciência disso – somos testemunhas de uma fantástica e simultaneamente sinistra evolução… o ‘olho do lince’ evoluiu para ‘o olho do Dragão’! E que bem João Pinheiro, o indiscutível “padrinho” do FCP neste Campeonato desempenhou e desempenha este seu abominável papel!".

Ainda sobre Pinto da Costa

"O presidente desse clube bem pode querer beliscar o Sporting Clube de Portugal e o seu presidente…, mas tem um problema… é que não ofende, nem belisca quem quer! Isso só consentimos mesmo àqueles que respeitamos… e esse não é manifestamente o caso desse senhor! A verdade é que no Campeonato que importa na Vida – o Campeonato dos Princípios, dos Valores, da Honra e da Dignidade – somos mesmo Vencedores… e – quanto a esse senhor diz respeito – por goleada das antigas! E sem “frutas”!

Deixo aqui os meus sinceros parabéns a Tito Arantes Fontes!!!

publicado às 17:00

NUNCA era penálti!!!

Rui Gomes, em 03.03.22

Screenshot (713).png

Pelos vistos, há quem não tenha visto bem o lance que levou Artur Soares Dias a assinalar grande penalidade contra o Sporting. Com o FC das Antas a perder, ele não desperdiçou a oportunidade que desejava e esperava.

Podemos discutir os quês e porquês do contacto corpo a corpo entre Porro e Evanilson, e é bastante discutível. Os jogadores do clube das Antas estão muito bem ensaiados para arrancar as faltas. Atravessam-se à frente do adversário para provocar o contacto e então caírem. O que se viu no jogo de ontem não é nada de novo, fazem-no em quase todos os jogos, o que ajuda a explicar não só o número de penáltis a seu favor como jogarem 9 vezes em vantagem numérica nos últimos 18 jogos.

Mas muito além disso, no lance de ontem, há um outro factor bastante evidente: no início do lance, Evanilson dá uma cotovelada na cara de Porro. Logo aí, Artur Soares Dias, se fosse um árbitro sério e isento, que não é, devia ter assinalado falta a favor do Sporting.

O VAR, Hugo Miguel, é cúmplice impudente no "crime". Tem ao seu dispor múltiplos monitores que lhe permitem rever o lance de toda a maneira possível.

Também ele, se fosse sério e isento, que não é, devia ter alertado Artur Soares Dias para rever as imagens no monitor. Isto, se de facto o árbitro não viu o que ocorreu in loco, o que é discutível.

O Sporting, até ao penálti, estava a ser a melhor equipa. Na primeira parte, foi a mais ofensiva, com Matheus Nunes e Pedro Porro a executarem dois excelentes remates que mereciam melhor sorte.

É igualmente verdade que o penálti, e subsequente golo, alterou o jogo. A equipa leonina mostrou alguma intranquilidade e depois cometeu o lapso defensivo que permitiu o segundo golo do FC das Antas.

Mas o penálti é crucial e acabou por ser o lance mais decisivo do jogo.

É possível haver quem tenha uma leitura diferente da minha do todo do jogo, é uma questão de opinião. Mas o lance do penálti não é subjectivo, está bem à vista!!!

E agora pergunto eu: quem vai ser escolhido a dedo para apitar o jogo da 2.ª mão no Dragão?

P.S.: Segundo informações que me chegaram, o lance do penálti, acentuado pela falta sobre Porro, já correu várias televisões e não é segredo algum. Mas, como quase sempre, no que diz respeito ao FC das Antas, o clube da corrupção, tudo passa em branco.

publicado às 03:03

Estatísticas do jogo

Rui Gomes, em 03.03.22

GoalPoint-Sporting-Porto-Taca-de-Portugal-202122-9

Com 44.231 espectadores nas bancadas, o Estádio José Alvalade ultrapassou a barreira dos 13 milhões de espectadores desde a sua abertura em 2003. Antes do apito inicial, destaque especial para os fumos negros – com o símbolo da paz - utilizados pelos jogadores do Sporting CP, bem como para a braçadeira de capitão de Coates, com as cores da bandeira da Ucrânia. 

Algumas considerações de Rúben Amorim no final do jogo...

“Na primeira parte, o Sporting jogou bem, teve várias oportunidades, não deixou o Porto criar qualquer oportunidade. Depois chegámos ao golo e um penálti desnecessário meteu o Porto no jogo. Fomos atrás do resultado e começámos a sofrer muitas transições. Antes de assentarmos o jogo, voltámos a sofrer [mais um golo]. Tornou-se tudo difícil e foi por aí, depois não conseguimos dar a volta. Agora é pensar na segunda mão".

"Com a entrada de Slimani eu sentia que a equipa podia fazer o segundo golo. Os nossos laterais, principalmente o esquerdo, podiam saltar mais no lateral e não precisávamos de ter tanta preocupação com o central do lado esquerdo. Foi isso que fizemos. Mudámos as características, deixámos o Pablo [Sarabia] mais aberto, não mudámos a identidade. Eu queria ganhar o jogo, queria fazer mais um golo. Eu como os meus jogadores. É a nossa forma de estar".

img_920x519$2022_03_02_23_01_40_1968591.jpg

"O confronto com Sérgio Conceição... Achei irónico o Porro levar amarelo por simulação e o banco do FC Porto aplaudir, foi o que disse ao treinador do FC Porto. Nunca fui santo nem nunca vou ser santo. Mas há coisas piores no futebol português".

"A eliminatória fica difícil, mas conseguimos ir vencer ao Dragão como provámos no último jogo, depois com 10 foi mais complicado".

publicado às 03:02

Conselho Arbitragem_Profissional.jpg

Já foram divulgadas as equipas de arbitragem para os jogos da primeira mão das meias-finais da Taça de Portugal, marcados para os dias 2 e 3 de Março. 

O Conselho de Arbitragem da FPF decidiu nomear uma equipa VAR com três elementos já para os encontros das meias-finais, antecipando o que vem sendo feito habitualmente para a final da competição.

Sporting CP-FC das Antas

Árbitro: Artur Soares Dias
Assistentes: Rui Licínio e Paulo Soares
4.º árbitro: Tiago Martins
VAR: Hugo Miguel
AVAR 1: André Narciso
AVAR 2: Ricardo Santos

CD Tondela-CD Mafra

Árbitro: Vítor Ferreira
Assistentes: Nélson Cunha e Inácio Pereira
4.º árbitro: João Gonçalves
VAR: Rui Costa
AVAR 1: Rui Oliveira
AVAR 2: João Bessa

Gostaria de ter algo de positivo a dizer sobre Artur Soares Dias, relativamente ao Sporting, mas nada me vem à mente de momento. Veremos...

publicado às 18:30

resize.jpg

"A incendiária intervenção no jogo de apanha-bolas, seguranças e supostos arrumadores de publicidade, todos em uníssono molestando física e verbalmente vários jogadores do Sporting, em articulação que não era de modo algum espontânea".

Só por ignorância ou pura estupidez se pode acreditar na coincidência de comportamentos de uma cambada de arregimentados.

Quem assiste a jogos no Dragão sabe perfeitamente que o ambiente que lá se verifica não existe em nenhum outro campo do país. A pressão e a intimidação praticadas condicionam a arbitragem e os adversários. Os jogadores de campo e o banco do FC Antas, juntamente com o público, é que arbitram o jogo.

Texto de Leão do Norte

publicado às 03:02

22233048_pQFjf.png

... E nem sequer se preocupou com o facto de o Sporting disputar hoje um jogo importante da Liga dos Campeões. Mas vindo do organismo liderado pela detestável Cláudia Santos, já era de esperar.

João Palhinha foi castigado com três jogos e Marchesín com dois, isto em virtude da confusão final no clássico entre o Futebol Clube das Antas e Sporting. No caso do médio do Sporting, em causa está a agressão "a um adversário com uma estalada", conforme descrito no relatório do árbitro João Pinheiro, ao passo que o guarda-redes dos dragões "pontapeou um adversário praticando um acto de conduta violenta". 

*** Espectacular, uma "estalada" vale três jogos de castigo, enquanto que um "pontapé" só vale dois.

Segundo o mapa do Conselho de Disciplina da FPF, ambos os jogadores também terão multas a pagar: Palhinha no valor de 1.530 euros e Marchesín de 1.020. 

Os efeitos práticos dos castigos vão retirar o médio dos jogos do Sporting com o Estoril (c), Marítimo (f) e FC Antas (c), neste caso a contar para as meias-finais da Taça de Portugal. Já Marchesín falha os duelos com o Moreirense (f) e o Gil Vicente (c). 

Pepe e Tabata estão suspensos preventivamente e arriscam não jogar mais esta época, tudo na sequência das condutas violentas que lhes foram apontadas no jogo. 

Ao contrário do que aconteceu com Palhinha e Marchesin, o avançado leonino e o central do FC das Antas  estão, lê-se no documento, castigados preventivamente por dois jogos, enquanto se apura que punição efectiva merecem as agressões a dirigentes desportivos (conduta violenta), neste caso contra Hugo Viana e Luís Gonçalves, directores dos dois clubes.

Foi confirmado o castigo de um jogo a Coates, na sequência dos dois amarelos e expulsão de que foi alvo de João Pinheiro.

Neste caso, o Conselho de Disciplina entendeu que ""não se vislumbra indiciado qualquer abalo à credibilidade probatória reforçada de que gozam aqueles relatórios oficiais, pelo que se confirma o total da factualidade descrita nos relatórios, com as consequências disciplinares previstas no RDLPFP. Mantém-se, assim, inatacável toda a materialidade subjacente à decisão em campo do árbitro (Culpado de comportamento antidesportivo), pelo princípio da autoridade do árbitro [plasmado no artigo 13.º, al. g), do RDLFPF], nos exactos termos da field of play doctrine. Ademais, não se verificam os requisitos de pertinência e qualquer necessidade quanto à diligência probatória requerida de pedido de esclarecimentos, porquanto a conduta em apreço vem descrita, de forma expressa e suficiente, em sede de Relatório de Jogo".

O Conselho de Disciplina da Liga anunciou a instauração de um processo disciplinar a Matheus Reis, na sequência de actos ocorridos no jogo. De acordo com o documento, um gesto do ala brasileiro  em direção a Francisco Conceição, neste caso um pirete após uma disputa de bola entre ambos junto à linha de fundo, valeu o processo disciplinar. Isto, não por constar em algum relatório oficial, mas sim por ter sido "amplamente divulgado na Comunicação Social".

Hugo Viana e o director do clube do Norte Luís Gonçalves foram castigados com 20 dias de suspensão e estão também a contas com processos disciplinares.

Sobre os múltiplos incidentes ocorridos no estádio do Dragão, o CD abriu um processo de inquérito. O processo segue agora para a Comissão de Instrutores, que irá então averiguar se existe matéria disciplinar. O referido processo de inquérito pode resultar num processo disciplinar que, por sua vez, poderá determinar a interdição do Estádio do Dragão.

Em face das várias ocorrências no jogo de sexta-feira, o Conselho de Disciplina da FPF apresentou um documento próprio e oficial no qual elenca todos os castigos, multas e ainda processos instaurados no decurso dessa partida da Liga Bwin.

Pode ler o documento na íntegra aqui.

NOTA: O Sporting estranha o nome de Sérgio Conceição não aparecer no relatório do delegado da Liga, na descrição dos incidentes na garagem do Estádio do Dragão e vai arrolar João Moreira como testemunha, pois a informação relativa à presença do treinador no local do confronto com Frederico Varandas foi-lhe transmitida por Rui Pereira, director de segurança dos leões, e não aparece mencionada no relato dos acontecimentos.

A descrição do sucedido na garagem do estádio do Dragão foi passada por Miguel Braga ao responsável pela segurança do clube, Rui Pereira, que por sua vez a fez chegar ao delegado da Liga Portugal, João Moreira. No entanto, nem o dito Rui Pereira nem qualquer outro representante do Sporting teve acesso  à redacção final do documento que, sabe-se agora, não inclui a referência a Sérgio Conceição.

publicado às 03:30

22021262_zRY9r.jpeg

Miguel Braga, Responsável de Comunicação do Sporting, no programa Raio-X da Sporting TV, esta segunda-feira, descreve em pormenor o incidente que constou da confrontação a Frederico Varandas, logo após o presidente falar à comunicação social, no Dragão.

"Eu estava ao lado do presidente e vi todo o incidente, não me contaram, eu vi! Frederico Varandas foi à sala de imprensa dizer o que muitas pessoas em Portugal pensam e não têm coragem de verbalizar. O que passou a seguir é digno de um filme de classe B. Após o presidente exercer um direito que está na constituição de falar na sala de imprensa chegamos à garagem para nos dirigirmos ao autocarro que estava a cerca de 30 metros.

Aí irrompe um Vítor Baía que estava muito irado e tresloucado a insultar o presidente do Clube. Estamos a falar aqui de um antigo internacional português que é vice-presidente e administrador do FC Porto. Vítor Baía agrediu verbalmente o presidente do Sporting e não estava sozinho, vinha com outros elementos que nem sequer se sabe quem são, uns a tentarem agarrá-lo e outros a empurrarem-nos.

Fiquei mais espantado depois quando chegou o Sérgio Conceição a insultar o presidente do Sporting. Todos já vimos o treinador do FC Porto nos estádios, agora pensem numa zona sem câmaras - um pormenor maquiavélico -, atrás do Vítor Baía com as mesmas palavras e a mesma agressividade.

Screenshot (667).png

No meio da confusão vi o presidente parar e a dizer a Vítor Baía que não tinha medo e desafiou-o a dizer alguma coisa enquanto pegava no telemóvel. Nesse momento irrompe por trás do presidente o Rui Cerqueira fazendo voar o telemóvel e a carteira. Eu ainda tentei-me chegar ao telemóvel e fui empurrado por elementos sejam seguranças, Super Dragões, funcionários, seja o que for pois nunca se percebe quem é quem no Dragão.

O Vitor Baía chegou a cabeça ao presidente. Foi inenarrável e depois não têm a coragem de admitir, podiam ser homenzinhos pois há testemunhas. Não sei se o Sérgio Conceição negou, mas já veio alguém dizer que apenas 'mandou uma boca'. E depois ainda veio Rui Cerqueira vitimizar-se quando  foi o responsável pelo telemóvel e a carteira terem caído, não foi uma leve palmada na mão. O telemóvel desapareceu e não há magia, apesar de ser o Estádio do Dragão. Ver estes senhores fazerem-se de virgens ofendidas...

Eu nunca vi elementos credenciados a baterem em jogadores, agora há esta maçada de estar tudo filmado. Depois há a polícia... Pelo menos em Lisboa quando se vê alguém a bater num jogador será detido na altura, ou logo em seguida, mas aqui viu-se uma total impunidade. Até tivemos alguns assistentes a gabarem-se de terem batido em jogadores do Sporting!

É segunda-feira e há várias autoridades que já se deviam ter pronunciado e até agora nada. No caso do Vítor Baía, temos agressões verbais e tentativa de agressão física; em relação ao Sérgio Conceição, a agressão verbal; com o Rui Cerqueira, houve a agressão física e tirou o telemóvel ao presidente.

Sobre os indivíduos de colete azul que agrediram Matheus Reis não se sabe quem são, mas um sabe-se quem é pois até foi para uma rede social onde disse que o Matheus não o cuspiu. É difícil perceber como as coisas chegaram a este ponto, mas é uma consequência da inacção das autoridades. Esperamos que tudo isto tenha consequências".

publicado às 04:33

Ainda os cartões a Coates

Rui Gomes, em 15.02.22

22245728_W0ipS.jpeg

Os minutos 27 e 49 do clássico entre o Futebol Clube das Antas e Sporting CP trouxeram amarelos para Coates, que assim acabou expulso.

Apesar do presidente Frederico Varandas ter afirmado que João Pinheiro pediu desculpa pela primeira admoestação, o árbitro da AF Braga registou no relatório que castigou o defesa leonino nesse lance por uma rasteira negligente, neste caso a Taremi.

Já no que diz respeito ao segundo amarelo e subsequente expulsão, o juiz considerou que Coates anulou um ataque comprometedor ao agarrar um adversário, neste caso Evanilson.

Aguarda-se agora o parecer do Conselho de Disciplina da FPF, mas será aconselhável não esperar nada de positivo para o jogador do Sporting.

publicado às 04:31

Screenshot (658).png

No final do jogo, Frederico Varandas falou à comunicação social, criticando severamente os incidentes que ocorreram no Dragão, com destaque especial para o trabalho degradante do árbitro João Pinheiro:

"Todos assobiam para o lado para mais um espectáculo decadente, de um país que pretende ser da frente da UE e do primeiro Mundo. O que vimos aqui, no final do jogo, com vários elementos da organização do evento, com coletes azuis, as imagens estão disponíveis, a agredir jogadores em campo. Isto é o pior do desporto, o pior que Portugal tem a nível de desporto. Ninguém tem coragem, acha tudo normal.

img_467x599$2022_02_12_01_49_14_1961394.png

Ganha-se jogo e é competente. De competência tenho a dizer... Vai ser sempre assim o meu mandato, digo sempre o que penso. Tenho elogiado, mas o João Pinheiro não está minimamente preparado para isto. Não sei se foi por ter estado habituado a arbitrar sem público. Não sei se estará preparado para arbitrar um jogo desta pressão com público. Não chega. Gostava de dizer que não chega chegar ao intervalo e pedir desculpa aos jogadores, ao Hugo Viana, a dizer que o Coates não devia ter levado amarelo. Quem sofre a falta é o Coates, é ele quem vê o amarelo e depois isso é decisivo para ser expulso.

O Sporting na segunda parte joga com menos um, quando jamais hoje este Porto ia dar a volta, jamais! Depois temos um amarelo ridículo para o Palhinha e depois pede desculpa, que não era para amarelo. Este árbitro não tem coragem para arbitrar num ambiente destes.

infelizmente acabou num espectáculo destes, deprimente. Faço um apelo. Sou oficial do exército e espero que haja oficiais da GNR que hoje relatem tudo o que viram. Porque o que vimos foi o pior, os 40 anos do Pinto da Costa ficaram muito bem demonstrados aqui. Mas este não é o Sporting dos últimos 40 anos. Em Abril estaremos aqui na meia-final da Taça e se tiverem de pôr adeptos, elementos das claques como apanha-bolas, que metam!".

publicado às 04:33

Algumas considerações de maior interesse de Rúben Amorim...

Tirar pontos ao FC Porto

“É uma oportunidade de tirar pontos e é muito mais que isso, há o confronto direto que pode fazer diferença. Em caso de vitória do Porto, são nove pontos, em caso de vitória do Sporting, são três pontos, é um campeonato completamente diferente. Não é preciso dar muita volta à cabeça, são essas as nossas contas. Temos de encarar esse jogo como o do Famalicão, é uma final. Não podemos perder pontos, temos de ganhar os nossos jogos. E contra um rival direto que está em primeiro lugar, que ainda não perdeu e nós sabemos que isso é uma aura que dá muita força às equipas. Tirando isso ao FC Porto, não são só três pontos, é muito mais que isso. É isso que vamos tentar fazer, sabendo que vamos defrontar uma grande equipa, num estádio que tem um apoio muito forte".

Elogios de Conceição

“O que o Sérgio Conceição fez foi não deixar a equipa adormecer, eu faria a mesma coisa. Todos os treinadores gostam de ouvir elogios, acho que todos os treinadores conseguem fazer uma avaliação certa da equipa, sabemos o momento das equipas e como estamos a jogar. O FC Porto está bem, e o Sporting CP também cresceu muito, é um facto. Encaro da mesma forma. É um elogio que vale pouco para os treinadores. Para nós, é obrigatório vencer".

img_920x519$2022_02_10_21_47_54_1960798.jpg

Ganhar vs Não perder

“Para nós, é absolutamente obrigatório vencer. Claro que perder são nove pontos, empatar são seis. Não podemos esquecer que temos um rival atrás, portanto temos de ganhar. Não podemos de modo algum diminuir a vantagem que temos para o Benfica e, se queremos lutar pelo campeonato, temos de vencer. Não fica nada definido. Já estive do outro lado e sei que se torna muito difícil. A obrigação deste clube é ganhar".

Slimani e Edwards

“De acordo com as características do Edwards, concordo [com o Sérgio Conceição], é um dos melhores jogadores do campeonato. O Slimani é um jogador que chegou agora, tem de se ambientar. Tem um passado muito bom com o Porto, pode fazê-lo, quer do banco quer jogando de início. Percebo os adeptos, já o esperava, não vai mudar nada. Tenho a minha ideia, vou segui-la. Quando o Slimani tiver de jogar, vai mesmo jogar. E aqui somos todos titulares, são todos iguais, temos de fazer o nosso trabalho em prol da equipa".

Gestão para a Champions

“Seria pouco coerente estar a fazer gestão quando não fiz com o Famalicão. Quem estiver apto, estão praticamente todos, vai a jogo. A melhor equipa, a que achamos que é melhor para vencer o Porto, é a que vamos apresentar".

Jogo mais importante da carreira?

“Não. Para mim, o mais decisivo foi logo o primeiro, o que estava mais nervoso e ansioso. Agora, não. Sei muito bem da importância para nós, para equipa e Clube, para a definição do campeonato, é realmente importante. É um jogo de campeonato que pode ter um papel muito importante na decisão do maior troféu que as equipas portuguesas lutam".

publicado às 04:04

Conselho Arbitragem_Profissional.jpg

Nomeações da Secção Profissional do Conselho de Arbitragem da FPF para os jogos da 22.ª jornada da Liga Bwin:

FC Porto-Sporting CP

Árbitro: João Pinheiro
Assistentes: Tiago Costa e Luciano Maia
4.º árbitro: Fábio Melo
VAR: Luís Godinho
AVAR: Rui Teixeira

Desta vez, o Conselho de Arbitragem esperou até quase à última para anunciar a equipa de arbitragem para o clássico de sexta-feira, no Dragão.

Veremos a conduta de João Pinheiro, especialmente no que diz respeito à enorme pressão que vai originar da bancada e, como sempre, do banco portista.

Até tinha uma boa impressão deste árbitro, mas desapontou-me, como VAR, ao assinalar a muito discutível grande penalidade no jogo com o SC Braga, que acabou por transformar completamente a partida que resultou na derrota do Sporting.

publicado às 03:48

O novo velho FC Porto

Rui Gomes, em 08.02.22

22021262_zRY9r.jpeg

No programa Raio - X da Sporting TV, Miguel Braga, Responsável de Comunicação do SCP, respondeu às recém-críticas do FC Porto e Benfica.

O primeiro, que dirigiu uma missiva na sua conta do Twitter ao "Sporting de Lisboa" com críticas sarcásticas sobre a não repetição da grande penalidade no jogo com o Famalicão.

O segundo, que através da sua newsletter diária, acusou futebolistas do Sporting de terem "comportamentos reprováveis, beneficiando, da parte dos árbitros, de uma margem de tolerância inimaginável semana após semana".

Eis o que Miguel Braga teve para dizer...

"Começando pelo FC Porto e comunicação truculenta, isto é o novo velho FC Porto: antes faziam-se uns telefonemas, faziam-se encontros numas bombas de gasolina… Hoje temos as redes sociais e uma espécie de anonimato. É o estilo bem antigo do FC Porto que se transpôs para as redes sociais. Sobre o conteúdo, revela a ignorância pelas regras: há uma indicação clara para não repetir estes lances a não ser que haja um aproveitamento directo do jogador adiantado. Há imagens de jogos do FC Porto em que penáltis não foram repetidos, exactamente por causa disso".

"Sobre o Benfica, Faz-me muita confusão num dia em que a própria equipa vai falar, qual virgem ofendida, sobre jogadores do FC Porto e Sporting. O FC Porto tem gente para defender os deles, mas quanto aos nossos, acho um total disparate da comunicação do Benfica, um pouco desesperada. Fazer muito barulho para fora para não olharem para dentro. Foi mais um momento infeliz da comunicação do Benfica".

publicado às 04:04

Screenshot (642).png

publicado às 03:33

ah5a2034.jpg

A equipa principal de andebol do Sporting CP deslocou-se, este sábado, ao Dragão Caixa e saiu derrotada por 31-30 frente ao FC Porto no jogo em atraso da 11.ª jornada do Campeonato Nacional.

Frente-a-frente estavam as únicas duas formações que ainda não tinham sofrido qualquer derrota e, por isso, a expectativa era grande e o jogo correspondeu.

Nos últimos dez minutos do jogo o Sporting viu-se a perder por 30-27, e muito embora tenha reduzido a diferença, os dragões souberam gerir a vantagem mínima da melhor forma.

Sporting CP: Matevž Skok [GR], Manuel Gaspar [GR], Yassine Belkaid [GR], Edmilson Araújo (1), Kiko Costa (4), Natán Suárez (7), Jonas Tidemand (3), André José, Carlos Ruesga (3), Salvador Salvador (2), Erekle Arsenashvili, Mamadou Gassama (1), Francisco Tavares (1), Jens Schöngarth (5), Josep Folqués e Martim Costa (3).

Assim, o Sporting e FC Porto lideram o campeonato em conjunto, ambos com 39 pontos, mas os azuis e brancos têm menos um jogo.

publicado às 04:30

img_920x519$2021_12_13_23_35_04_1939111.jpg

O segundo boicote da equipa de basquetebol do FC Porto no campeonato, neste caso no jogo com a Oliveirense, por ter sido nomeado um árbitro que esteve no encontro decisivo disputado com o Sporting na época passada, mereceu duras críticas do responsável pela comunicação dos leões, Miguel Braga, que acusou inclusivamente os dragões de tentarem tentarem fazer "chantagem".

"A Federação deve aplicar todas as leis e os regulamentos e faz bem em não ceder a chantagens. Falar em boicotes nos dias que correm é desfasado da realidade do século XXI. O FC Porto não devia ter esta postura arruaceira perante os árbitros. Não podemos ter clubes a fazer chantagem pois imaginem se isto chega a outras  modalidades como o futebol.

Não percebo manter-se esta irritação com árbitros nomeados que foram considerados os melhores pelos seus pares. Não podemos ter clubes a ameaçar com boicotes, nem o FC Porto merece isto. Eu espero que voltem atrás e peço à Federação que não ceda de modo algum. Se existem regulamentos que sejam cumpridos".

Miguel Braga também aproveitou a sua participação no programa Raio-X da Sporting TV para comentar o sorteio da Champions:

"Erros acontecem e a UEFA errou e corrigiu. O que não seria normal era adiar três meses o sorteio e depois meter um recurso. Há sempre clubes que reclamam, mas não acredito que jogar contra o clube A seja melhor do que jogar contra outro.

Os sportinguistas só podem estar muito satisfeitos e orgulhosos de estarmos entre as 16 melhores equipas da Europa. Até ao árbitro apitar temos todas as condições de passar. O meu filho tem 14 anos e não se lembrava destas andanças. Vamos jogador contra o líder da melhor Liga do Mundo e quem tem obrigação de ganhar é o Manchester City. Mas ainda falta muito tempo e, até Fevereiro, não saberemos como estarão as equipas nessa altura".

publicado às 03:15

Conselho Arbitragem_Profissional.jpg

A Secção Profissional do Conselho de Arbitragem da FPF procedeu à alteração da equipa da arbitragem do jogo FC Porto-SC Braga, a contar para a 14.ª jornada da Liga Bwin, uma vez que um dos árbitros inicialmente nomeados teve, pelos vistos, contacto de risco com pessoa infectada com Covid-19, pelo que entrou em isolamento.

Desta forma, a equipa de arbitragem nomeada é a seguinte:

Árbitro: António Nobre
Assistentes: Pedro Ribeiro e Nélson Pereira
4.º árbitro: João Gonçalves 
VAR: Vasco Santos
AVAR: João Bessa Silva

A equipa de arbitragem originalmente nomeada:

Árbitro: Rui Costa
Assistentes: João Bessa Silva e André Dias
4.º árbitro: João Gonçalves
VAR: António Nobre
AVAR: Nélson Pereira

Sendo assim, até se compreende a substuitição dos elementos de campo, mas o mesmo já não podemos dizer do VAR e AVAR, pessoas que não estão no local e não têm contacto físico com os restantes.

Sem pretender de modo algum levantar suspeitas, mas um cínico até ousaria conjecturar que existem razões que não a Covid-19 para esta alteração, nomeadamente no que refere a Rui Costa.

publicado às 03:17

Dom Pinto

Rui Gomes, em 01.12.21

Screenshot (461).png

O Ministério Público (MP), no âmbito da Operação Prolongamento, está a investigar o FC Porto por "entregas a favor de pessoas com alegada capacidade para influenciar a sorte dos resultados desportivos", pode ler-se nos despachos relativos aos mandados de buscas da passada segunda-feira, dia 22.

Segundo as informações colectadas, diz o MP, "indicia-se que, em consequência dessa atribuição indevida, esses beneficiários, geralmente agentes desportivos, devolvem, a favor de dirigentes do FC Porto e da sua SAD, parte dos montantes recebidos, seja sob a forma de atribuições patrimoniais directas para a esfera pessoal desses dirigentes, seja pelo pagamento de despesas várias que o próprio clube ou a sua SAD não poderiam documentar, caso de formas de suporte a dirigentes e elementos de 'claques' desportivas e de entregas a favor de pessoas com alegada capacidade para influenciar a sorte dos resultados desportivos".

O acordo de cedência de Moussa Marega do FC Porto ao V. Guimarães, em julho de 2016, é um dos dossiês que está a ser investigado pelo Ministério Público (MP), bem como "negócios a envolver a aquisição e a venda de jogadores" entre os dois clubes, como "André André, Rafa Soares, João Carlos Teixeira e Yordan Osorio".

Entre outras suspeitas já conhecidas nos últimos dias, o Ministério Público investiga um alegado esquema através do qual Alexandre Pinto da Costa, filho do presidente portista, recebeu verbas muito substanciais referentes às intermediações das aquisições de Saravia, Marchesín e Marcano.

publicado às 03:17

img_920x518$2021_10_09_17_37_46_1913656.jpg

No primeiro duelo da Liga Betclic entre candidatos ao título, o campeão Sporting CP foi surpreendido em pleno João Rocha, ao perder (72-78) com o FC Porto na tarde deste sábado.

Os leões dominaram a primeira parte (41-34), mas seguiu-se uma forte reação dos vice-campeões, a darem a volta ao resultado com uma excelente ponta final no 4.º período, em clássico marcado por várias quezílias entre jogadores.

O leão Tanner Omlid foi o mais esclarecido e melhor marcador do encontro (21 pontos), enquanto que  Charlon Kloof (19 pontos) e Max Landis (17) estiveram em destaque pelos dragões.

O Sporting continua a liderar a tabela classificativa com 5 pontos, seguido pelo FC Porto e Benfica, ambos com quatro.

publicado às 18:30

Sporting atira-se ao VAR

Rui Gomes, em 13.09.21

img_467x599$2021_09_13_01_03_44_1902898.jpg

Esperamos mais informações sobre a reacção do Sporting, mas não nos surpreende dado que nós próprios abordámos estas questões ontem, aqui no Camarote Leonino.

Tal como referimos, o epicentro da queixa leonina recai sobre a inacção, ou melhor, a falta de comparência do VAR João Pinheiro, nomeadamente nos dois lances em que Coates sofre faltas para grandes penalidades e o cartão vermelho directo a Pepe por agressão.

O momento para abordar questões polémicas não será o melhor, uma vez que a equipa prepara-se para o jogo inaugural da Champions, na próxima quarta-feira, frente ao Ajax.

____________________________________________

Infelizmente o VAR é uma ajuda tecnológica que não favorece uma melhor visão dos lances, porque não depende unicamente da visão de quem o usa, mas também da vontade, da isenção, da liberdade de quem o usa. A mesma ferramenta consegue ser usada para anular um golo por um "microtoque" no braço de um GR, mas não consegue ver um soco, numa imagem em ângulo aberto, na cara de um jogador! Com tamanha disparidade, ao nível da acuidade visual, por parte do utilizador, não há como confiar nesta "evolução" tecnológica.

Texto da autoria de Leão do Norte

ADENDA

O Sporting endereçou nas últimas horas à Comissão de Instrutores (CI) da Liga um pedido para a elaboração de um auto de flagrante delito a Pepe, central do FC Porto.

A CI tem, segundo os regulamentos, um prazo de três dias para responder à solicitação, ou seja, para verificar se existe matéria de facto para a abertura de um processo sumário, posteriormente analisado pelo Conselho de Disciplina da FPF.

Este pedido passa, assim, pelo ponto 2 do Artigo 258.º do Regulamento de Disciplina da Liga, no qual é explicado que uma infracção é flagrante quando "detectada através de objectos ou sinais percepcionados directamente, ainda que através da visualização de imagens televisivas, que mostrem claramente que a infracção foi cometida e o agente nela participou".

publicado às 04:03

Onde estava o VAR? (1)

Rui Gomes, em 12.09.21

Screenshot (306).png

O que o Pepe é, já todos sabemos, há muitos anos. Admite-se a possibilidade de Nuno Almeida (árbitro) não ter visto este lance em que Coates é flagrantemente agredido, mas onde estava o VAR, João Pinheiro?

Caso flagrante para cartão vermelho directo e grande penalidade.

O mesmo Pepe confrontou frequentemente o apitador com total imunidade. A tristeza da arbitragem no futebol português.

Sobre este tema, não vou publicar um post separado, mas não posso deixar de comentar a mesma lamentável ocorrência no jogo entre Santa Clara e Benfica. O resultado final foi 5-0 a favorecer o clube da Luz, no entanto, aos 27 minutos, com o marcador ainda em branco, o guarda-redes encarnado Vlachodimos 'atropela' um avançado açoriano, caso flagrante para cartão vermelho que o apitador Rui Costa entendeu ser apenas causa para amarelo e o VAR, Artur Soares Dias, evidenciou-se pela sua ausência.

publicado às 03:48

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D




Cristiano Ronaldo