Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



171749548_10157578210891923_7242720318156809255_n.

O Sporting venceu (85-77) o FC Porto e vai defrontar o Imortal na final da Taça de Portugal, agendada para este domingo, às 16h00, em Matosinhos. A primeira metade do clássico até foi marcada por algum equilibrio... mas tudo 'descambou' na segunda parte. Os dragões chegaram às cinco faltas colectivas logo no início do 3.º período e ficaram condicionados, ao invés dos leões, que tiveram muitas oportunidades na linha de lance livre.

A turma de Luís Magalhães esteve sempre confortável na liderança e acabou por não tremer perante a aproximação do FC Porto nos derradeiros dez minutos. De salutar os 20 pontos de Diogo Ventura, mas o MVP foi mesmo Travante Williams, que fez pender a balança para o lado dos leões com um duplo-duplo (22 pontos e 12 ressaltos). Do lado dos dragões destaque para Tanner McGrew (19 pontos, cinco ressaltos e três assistências). 

publicado às 21:00

22021262_zRY9r.jpeg

No programa Raio-X da Sporting TV, esta segunda-feira, Miguel Braga, Responsáel de Comunicação do SCP, foi muito crítico em relação ao comportamento do assessor de imprensa do FC Porto, no episódio que acabou por marcar o pós-clássico e que envolveu, não apenas o homem que se senta ao lado do treinador nas conferências de imprensa, mas também Sérgio Conceição e um jornalista do site 'Zerozero.pt':

"Faz-me confusão o que se passou na sala de imprensa e nos momentos posteriores. Há um jornalista que faz uma pergunta ao treinador do FC Porto, assinalando um facto verificável, que qualquer pessoa que ponha o jogo para trás pode ver, e que é, no fundo, uma mola que existe no banco do FC Porto, que os obriga a saltar o triplo das vezes que saltou o banco do Sporting.

Houve um jornalista que se deu ao trabalho de contar quantas vezes saltou um banco e outro, porque, nestas últimas semanas, se tem falado muito que o comportamento dos bancos é, muitas vezes, uma forma de pressionar os árbitros. Fez o seu trabalho, está no sítio onde é suposto a imprensa estar a fazer perguntas e o que se passou foi deplorável. Faz-me confusão que num país livre, num país suposto democrático, exista esta espécie de 'bullying' a jornalistas que fazem perguntas que alguém acha incómodas.

É a liberdade de imprensa, é a liberdade de os jornalistas fazerem perguntas e não serem sujeitos a insultos ou tentativas de agressão. Toda a gente viu o que se passou - e depois não viu nada do que se passou... porque as câmaras não estavam lá. Como é possível um assessor de imprensa insultar desta forma um jornalista? É que não só o insultou na sala de imprensa, como foi a insultá-lo até ao carro dele, o que eu acho realmente surreal.

Há certos senhores que estão convencidos de que há uma coutada dentro do país e dentro do Estado de direito. E não existe. Faz-me confusão que algumas entidades, que gerem o nosso futebol, não digam nem uma palavra sobre este caso. Podia ser a primeira vez, mas não é. Desde 2009, pelo menos, há casos de tentativas de agressão e insultos.

Relativamente ao Sérgio Oliveira, o Rúben Amorim já disse tudo e, perante a resposta dele, não é preciso dizer mais nada. O mesmo para o Francisco Conceição. Aquilo que o Pedro Porro disse, deixa-me convencido, mas, olhando para as imagens e tendo em conta o que o Porro disse, percebe-se facilmente onde está a razão.

Além de Artur Soares Dias, há uma geração de árbitros que tem qualidade. Se for uma parceria de intercâmbio, eu não vejo onde é que está o tal atestado de incompetência de que a APAF fala. Até pode ser uma coisa bastante interessante e, se for para melhorar a arbitragem em Portugal, diria... tudo Ok, maravilhoso".

publicado às 05:32

As Notas de Julius (13)

Rui Gomes, em 28.02.21

fcpscp_7 (2).jpeg

Na 13.ª edição desta rubrica, o leitor tem assim a oportunidade de apreciar - e se entender, criticar as notas (0-6) que o nosso colaborador Julius atribuiu aos jogadores do Sporting e a outros intervenientes do jogo de ontem com o FC Porto - a contar para a 21.ª jornada da Liga NOS - que terminou com um empate a zero.

"Muita coragem, muito coração e o querer escrever os seus nomes para a eternidade. Onde vai um vão todos e agarraram-se uns aos outros ontem no Dragão, porque o querer é poder e estes rapazes demonstram que querem mesmo serem campeões. E já ninguém duvida, no País inteiro e todos os portugueses espalhados pelo mundo inteiro que desde o início do campeonato têm acompanhado a esta heróica caminhada de Rúben Amorim e os seus muchachos. Alguém disse que era fácil desmontar esta equipa do Sporting. Pois....!!! Mas tantos têm tentado, inclusive quem já teve três oportunidades para o provar, e o melhor que conseguiu é estar com 10 pontos de atraso. Melhor que se dedique a desmontar legos... poderá vir a ter melhor sorte".

DESTAQUE - JOÃO MÁRIO - 5 -  Chegou o momento das decisões e chegou também o melhor da forma do João Mário, quem o Sporting mais precisava, fez um jogo de grande sacrifício mas muito focado nas suas enormes capacidades, percebeu o alarme e assumiu a responsabilidade e a despesa de carregar a equipa, sempre rodeado de adversários sentiu-se como peixe na água a desgastá-los, como Palhinha correu quilómetros, os dois valeram por quatro, naquele meio campo quase sempre mais azulado.

ANTONIO ADÁN - 4 - O melhor sector da equipa foi sem dúvida a defesa, que em geral estiveram todos muito bem sem erros de maior gravidade. O ex-madrileno mostrou-se sempre muito seguro com nervos de aço; o trio Adán, Coates e Feddal tem sido o melhor desta Liga e os principais causadores de ser de facto difícil marcar um golo ao Sporting.

PEDRO PORRO - 3 - Teve vida difícil, é moda agora os treinadores adversários taparem os corredores ao Sporting na tentativa de anularem as saídas de Porro e Nuno Mendes o que passa a ser um grande desafio para o treinador encontrar soluções. Estava encostado ás cordas quando chegou o Matheus Nunes para o salvar e foi um grande alívio, voltou a respirar a partir daí.

GONÇALO INÁCIO - 3 - Acusou a responsabilidade e tremeu algumas vezes falhando alguns passes na saída, melhor a defender mas teve algumas hesitações; serão certamente as dores do crescimento. A barra hoje tinha mais peso, nomeadamente emocional.

SEBASTIÁN COATES - 5 - Foi um pronto socorro em todo o jogo, aparecia em todo o lado sempre com cortes e mais cortes da bola ao adversário, tem sempre o cabo de aço bem seguro na mão para que os colegas do lado se segurem sempre nas horas de aflição. Que grande temporada Sebastián!

ZOUHAIR FEDDAL - 4 - Muito activo e manteve-se sempre seguro no seu posto; teve dificuldades na saída, mas hoje todos tiveram. Ficou mais difícil na segunda parte depois do Nuno Mendes estoirar e perder reacção, teve o golo nos pés mas não foi tão rápido. O Conceição quis explorar o amarelo que levou metendo o Conceição júnior em "cima" dele mas " no pasó nada".

NUNO MENDES - 3 - Como Porro viu hoje o seu corredor com as portas trancadas e não ousou aventurar-se; e nas poucas vezes que o fez, não esteve tão bem nos cruzamentos; travou uma luta tremenda do seu lado e terminou de rastos, já não dava para mais. Ainda por cima, carregado muito cedo com um amarelo.

JOÃO PALHINHA - 5 - Foi muito difícil escolher o homem do jogo entre ele e o João Mário; agora, além de ser o "polvo" da equipa, é também mágico, aparece do nada fazendo desaparecer o adversário e fica ele com a bola; a TV tem de repetir a jogada em modo mais lento para todos percebermos melhor como o faz. Está em grande forma e é seguramente dos que mais merece ser campeão nacional, porque um campeão já ele o é.

POTE - 2.5 - O ataque não funcionou bem, teve poucas bolas e quando as teve falhou no critério; ontem o Pote até foi dos que mais falhou e foi mais culpado por ofensivamente o Sporting não ter causado danos à defesa do FC Porto; exigia-se mais rapidez a pensar e a executar; devia pelo menos ter segurado melhor a bola.

NUNO SANTOS - 2.5 - O Nuno é sempre uma incógnita e ontem quase sempre tudo lhe correu mal; até nas faltas não teve sorte; desastrado nos cruzamentos. Sabe fazer muito melhor. Que felicidade estar numa equipa com uma defesa de betão que até dá para passar umas férias lá na frente. Devia ter saído mais cedo.

TIAGO TOMÁS - 2.5 - O jovem nunca desiste de um único lance; levou uma 'paralítica' do Mbemba e terá aprendido com isso mais uma lição; foi presa fácil para os Pepes do Conceição.

MATHEUS NUNES - 4 - Depressa percebemos que devia ter sido lançado mais cedo no jogo; entrou com a corda toda e quase que desmantelava o FC Porto do seu arrogante treinador; com mais frieza fazia um golo monumental depois de uma fuga pela direita que matou o Otávio em que teve que meter o resto que tinha do turbo para correr atrás dele com a língua de fora e teve que sair logo a seguir.

BRUNO TABATA - 2 - Pouco se viu e pouco acrescentou quando o FC Porto já fazia as últimas tentativas do tal desmantelamento, através de bombardeamento aéreo e oferecia espaços que o Bruno não conseguiu aproveitar.

JOVANE CLABRAL - 2 - No mesmo nível de actuação do Bruno Tabata, pouco se deu por ele, mas também já era mais hora de defender o tesouro dos dez pontos.

MATHEUS REIS - 2 - O Rúben Amorim arriscou levando o jovem Nuno Mendes ao último fragmento da sua energia, podia ter corrido mal, o Matheus já o devia ter substituído mais cedo, fresco e sem amarelo daria a segurança que se exigia com a entrada do Conceição júnior, até porque o Feddal já dava sinais de começar a ceder.

RÚBEN AMORIM - 4 - Teste ultrapassado ao mais alto nível no Dragão contra o rival mais forte e que mais ameaçava a vantagem do líder Sporting. Estamos de facto rendidos à excelente coordenação da sua equipa e da forma como construiu as defesas do castelo. Muito longe de ter sido um bom jogo, mas foi quase sempre bem amarrado, bem seguro, não se deixando desmontar com a facilidade que alguém falou. O jogo pedia o Matheus Nunes mais cedo e depois o outro Matheus para o lugar do Nuno, mas correu bem e é isso que conta. Com os corredores fechados tem que pensar em meter mais um médio no meio, para o adversário ser obrigado a defender na largura e deixar mais espaços no centro.

SÉRGIO CONCEIÇÃO - 3.5 - Falhou o objectivo e, já pela terceira vez, contra esta equipa do Sporting, que afinal nunca consegiu desmontar nem com facilidade nem com dificuldade; falhou as três vezes e hoje em casa foi ainda mais grave. Tem de facto uma equipa forte, poderosa, mas ontem percebeu finalmente que é mesmo dificil ganhar a este Sporting. Compre um lego e treine melhor as desmontagens.

JOÃO PINHEIRO (Árbitro) - 4.5 - Os sportinguistas têm razões para não gostarem deste árbitro, mas ontem até fez uma arbitragem segura e isenta; muitas paragens mais por culpa sua. Teve momentos que parecia que iria perder o controlo do jogo, mas lá o foi agarrando e merece nota positiva.

ARTUR SOARES DIAS (VAR) - 4 - Mantenho dúvidas na forma como o Uribe disputa o lance com o João Mario dentro da área portista. Já vi este árbitro ASD marcar penáltis por menos, mas ele nunca marcaria aquele penálti contra o FC Porto. No resto não houve mais casos e nada mais para poder estragar.

publicado às 04:49

Estatísticas do jogo

Rui Gomes, em 28.02.21

GoalPoint-Porto-Sporting-Liga-NOS-202021-90m.jpg

BOCAS AVULSAS

Sérgio Oliveira

"Para o Sporting empatar no Dragão é uma alegria. Estejam um ponto atrás ou 10 à frente, empatar aqui para eles é como vencer a Liga dos Campeões".

"Claro que é possível ser campeão. Se não fosse acabava já hoje o campeonato".

Sérgio Conceição

"Este tipo de jogos, muito importantes para definição pontual, têm de ter o melhor árbitro e ele hoje estava no VAR. O Artur Soares Dias é o melhor árbitro português e tem de apitar este jogo".

"Vão ter de levar connosco até ao fim. Vamos lutar até ao fim. Faz parte do ADN desta equipa, desta casa e não vamos baixar a guarda. Não vamos atirar a toalha ao chão, era o que faltava. Faltam 13 jogos e contem connosco até ao fim".

NOTA: A viagem do Sporting para Alvalade, após o empate diante do FC Porto, contou com uma surpresa a 'meio-caminho', quando os jogadores leoninos foram brindados por adeptos com um show de fogo de artifício em plena autoestrada.

publicado às 04:48

155108957_10157563936991555_5780272321940459119_o.

... Mas o resultado (0-0) agrada!

Nota: Ficou um penálti por marcar, aos 77', por falta de Uribe sobre João Mário, mas seria esperar muito de João Pinheiro ou do senhor VAR de serviço.

publicado às 22:26

img_920x518$2021_02_27_11_57_44_1820205.jpg

A equipa de hóquei em patins do Sporting deslocou-se este sábado ao Dragão Arena, casa do FC Porto, para empatar a dois golos na 21.ª jornada da fase regular do Campeonato Nacional. Os tentos Leoninos foram apontados na segunda parte por intermédio de João Souto e Gonzalo Romero.

Tudo em aberto e, por isso, muita emoção até ao fim, com as duas equipas a darem tudo em busca da vitória. Alessandro Verona voltou a ter uma boa ocasião e, a quatro minutos do final, o FC Porto cometeu a 15.ª falta. Livre directo para Gonzalo Romero bater e defesa de Xavi Malián, com a recarga a embater no ferro portista. No lance seguinte, o árbitro assinalou grande penalidade para o Sporting por falta sobre Ferran Font, mas Alessandro Verona não conseguiu superar Xavi Malián. Do outro lado, foi a vez de Xavi Barroso enviar uma bola aos postes de Ângelo Girão.

Sporting CP: Ângelo Girão [GR], Matías Platero, Gonzalo Romero, João Souto e Toni Pérez. Jogaram ainda: Telmo Pinto, Pedro Gil, Alessandro Verona e Ferran Font. Não utilizado: Zé Diogo.

publicado às 17:14

DESTAQUES

 "Não, é apenas mais um jogo. Tivemos de ver o jogo do FC Porto, ver a forma como eles festejaram o golo contra o Marítimo. O SC Braga ontem também marcou um golo aos 85 minutos e correram para o meio-campo. O Benfica também festejou da forma como festejou o golo do Rafa e notou-se que não está tão desunida como se diz. Olho mais para as acções".

"Sobre os penáltis, não vou comentar, espero é que seja uma boa arbitragem. Vai ser. Os gritos? A culpa é do Nuno Santos, a culpa é dele. Não é dos jogadores do Sporting a culpa é só dele. Quando houver público, deixa de se ouvir. Os bancos também se levantam, andamos a ver quem se levanta mais, mas é normal. Começa o jogo e esquecemos um pouco. Não há público nota-se mais. O importante é que o Sporting vença".

"Sem o Paulinho muda a nossa forma de jogar, muda as caraterísticas de um jogador. O Paulinho não é tão rápido como o Tiago, como o Jovane, mas é mais forte a segurar. Portanto, nós vamos fazendo as nossas opções e avaliações, é um jogador mais clássico, de área e é precisamente por isso que o contratámos, é um jogador diferente daqueles que temos".

"Penso que podemos ver os dois lados. Nós também podemos melhorar, mas o FC Porto também ganhou à Juventus, cujo o orçamento não tem comparação. A Juventus tem dos melhores jogadores do Mundo, tem o Cristiano Ronaldo. Nós perdemos com o LASK, uma equipa que não é muito conhecida na Europa, ontem o Leicester foi eliminado pelo Slavia de Praga, é o momento, toda a gente precisa de alguma estrelinha. Nós temos tido [a estrelinha], mas temos tido ainda mais competência. Amanhã temos de melhorar ainda mais a nossa performance, crescer e ganhar o jogo.".

"O FC Porto ganhou ao Marítimo levando uma bola ao poste aos 84. O Braga empatou com o FC Porto para o campeonato aos 90' e até em minha casa ouvi: 'Tens mesmo sorte'. Os outros marcam aos 90' e nós é que temos estrelinha".

publicado às 06:03

A título de curiosidade

Rui Gomes, em 26.02.21

21945096_ZeIGs.png

Apesar do título da rubrica, hoje o caso vai um pouco (muito) além de simples curiosidade.

Eis as nomeações da Secção Profissional do Conselho de Arbitragem da FPF para o jogo de amanhã no Dragão:

Árbitro: João Pinheiro
Assistentes: Tiago Costa e Nuno Eiras
4.º árbitro: David Silva
VAR: Artur Soares Dias
AVAR: Rui Licínio

Não sei bem o que pensar de João Pinheiro. Quase preferia Artur Soares Dias mesmo após as suas erráticas decisões, como VAR, no jogo em Famalicão. E, vale o que vale, aqui está ele novamente como vídeo-árbitro.

Veremos o que isto vai dar...

publicado às 04:03

21933450_DbcuU.pngNa Sporting TV, Miguel Braga, Responsável de Comunicação do SCP, fez alvo dos penáltis que são marcados a favor do FC Porto, o último dos quais facilitou a vitória dos portistas frente ao Marítimo, ontem à noite. Isto, na cauda de uma outra grande penalidade que garantiu o empate contra o Boavista:

"O FC Porto conseguiu vencer com o 12º penálti que foi marcado esta época a seu favor. São 12 penáltis em 20 jogos, o que quer dizer que, em 60 por cento dos jogos, o FC Porto tem um penálti a seu favor.

Relembro que, quando terminou a primeira volta, o FC Porto tinha os mesmo penáltis que o SC Braga, o Sporting e o Benfica juntos. Actualmente, já consegue ter mais, o que é uma coisa extraordinária.

Há ainda uma particularidade. Tem-se falado muito do novo jogador do FC Porto e ele está com uma média extraordinária de penáltis sofridos. Em 40 minutos, o Francisco Conceição já conseguiu ter dois penáltis por faltas cometidas sobre si, o que, se não é um recorde, é no mínimo um número muito interessante.

Screenshot (617).png

Fico satisfeito por o Benfica vir à nossa causa. Mais vale tarde do que nunca. No entanto, este é um pedido peculiar ou estranho, por ser altamente selectivo. Em jogos em que acham que têm razão, pedem para ouvir o áudio e para que a comunicação do VAR seja pública. Não é uma questão de... quando nos dá jeito queremos ouvir as comunicações do VAR.

Por uma questão de transparência e até por uma questão de principio as comunicações deviam ser audíveis! O Sporting tem-se batido, ao longo dos últimos meses, por isso, já fez comunicados por causa disso, espero que o Benfica deixe de ser tão selectivo e perceba que tudo isto é uma questão de transparência e um valor global para o futebol. Não deve ser utilizado apenas quando alegadamente achamos que teremos a nossa razão para ouvir aquelas comunicações.

Relativamente ao encontro do próximo sábado, no Dragão, se o Sporting ganhar o jogo não é automaticamente campeão, se perder o jogo também não deixa de ficar à frente".

___________________________________________________

Entretanto, Rúben Macedo, o autor do penálti que permitiu aos dragões vencerem a partida nos Barreiros, que supostamente saiu do relvado em lágrimas (de crocodilo), tem sido alvo de muitos insultos nas redes sociais, nomeadamente depois de vir a público uma publicação sua no Instagram, em que citou o discurso de agradecimento de André Villas-Boas após ter sido distinguido com o galardão Dragão de Ouro em 2011. "O portista sente, sofre, luta. O portista quer, pede e exige. O portista junta, acumula e ganha".

Recorde-se que o agora extremo do Marítimo fez oito anos de formação no FC Porto e ainda quatro anos na equipa B portista, com empréstimos pelo meio. Chegou ao Marítimo no Verão, proveniente do Desportivo das Aves.

publicado às 03:49

Penálti oferecido!

Rui Gomes, em 22.02.21

Screenshot (616).png

Mais um!... Por algum motivo o FC Porto tem mais penáltis a favor que Sporting, Benfica e SC Braga juntos.

REGISTO DA LIGA NOS

FC Porto - 13 penáltis

Sporting -   5

SC Braga -  3

Benfica -     0

publicado às 21:14

img_920x519$2021_02_08_23_29_17_1812858.jpg

Miguel Braga, Responsável de Comunicação do Sporting CP, reagiu, no programa Raio-X da Sporting TV, às recém-críticas do FC Porto à arbitragem:

"Quem ouvir os responsáveis do FC Porto a falar e ver a realidade, não bate a bota com a perdigota. No jogo do FC Porto vi dois amarelos bem mostrados, se o 1º não é amarelo então pelo amor de Deus…

"Não podemos passar a vida toda com esta linguagem agressiva e estratégia bélica do FC Porto em tudo o que faz, vide o caso dos falsos positivos, e depois deparamo-nos com a realidade que nos diz exactamente o contrário: é a equipa com mais penáltis a favor e menos amarelos. Acho extraordinário".

publicado às 03:05

Nem o árbitro Manuel Mota nem o VAR Hélder Malheiro viram esta falta para penálti por mão de Jesús Corona, jogador do FC Porto, no jogo de ontem frente ao Farense. A equipa do Norte venceu por 1-0.

Mesmo admitindo que Manuel Mota não viu, pela imagens disponíveis é impossível o VAR não ter visto. A decisão, portanto, obedece a critérios que não as Leis do Jogo.

publicado às 04:02

As Notas de Julius (5)

Rui Gomes, em 20.01.21

whatsapp_image_2021-01-19_at_22.00.28.jpeg

Na 5.ª edição desta nova rubrica, temos a oportunidade de ler e comentar as notas (0-6) que o nosso leitor Julius atribuiu aos jogadores do Sporting e a outros intervenientes no jogo de ontem com o FC Porto, a contar para as meias-finais da Taça da Liga, com os leões a sairem vitoriosos, por 2-1.

"Os sportinguistas adoram ganhar ao FC Porto e é um prazer sempre especial ganhar ao Sergio Conceiçâo, mais que não seja pelo belo troféu que ele nos oferece, sempre com aquela sua cara que mostra no final, quanto mais espuma de raiva pior lhe sai, já é sina.Jovane o herói imprevisto, foi cruel como aniquilou o Porto; que prazer ver os miúdos do Sporting não vacilarem quando a perder e a faltar pouco tempo para o final, foram dar dois tiros nos babosos.Faltou melhor controlo no meio campo por raramente conseguirem superioridade numérica".

ANTONIO ADÁN - 2.5 - Muito mal batido no golo do FC Porto que poderia ter sido fatal, ficou sem reacção a ver a bola passar por perto.

PEDRO PORRO - 3 - Recuperou na segunda parte uma primeira mal conseguida, está a passar uma fase de menor acerto.

GONÇALO INÁCIO - 3.5 - Prova de fogo bem ultrapassada, à direita da defesa mostrou-se sempre muito concentrado e competente e não se deixou intimidar pelos nomes que lhe apareciam pela frente.

SEBASTIÁN COATES - 3 - Tentou controlar sempre a sua zona e respondeu bem ao jogo de tabelas do Corona e Marega, o golo do FC Porto deixou nódoa na nota que podia ser mais alta.

ZOUHAIR FEDDAL - 4 - Hoje o melhor na defesa, pena também estar envolvido naquela fífia que deu o golo do FC Porto, raçudo e mostrou grande nível, o que melhor transmitiu coragem e crença a toda a equipa, destrui muitas investidas atacantes do adversário.

VITORINO ANTUNES - 2,5 - Não comprometeu mas mostrou muitas dificuldades técnicas e de velocidade quando o FC Porto acelarava, nulo no ataque.

JOÃO PALHINHA - 3 - No geral o meio campo da equipa não esteve bem e sofreu muito por isso, lutou quase sempre em desigualdade por não ter mais apoios, receou aventurar-se nas manobras atacantes, sentiu o amarelo e devia ter saído nesse momento.

JOÃO MARIO - 2.5 - Jogo fraco de quem se espera sempre muito mais, dá a ideia que ainda não compreende com perfeiçâo os terrenos que o treinador lhe pede para mandar e dominar, e ficamos todos tambem na dúvida.

POTE - 4 - Esteve mais perto do seu nível, desiquilibrou e ganhou espaços, mostrou que sabe guardar a bola e tem critério no que faz, excelente o passe a lançar o Jovane para o 2º golo. Conquistou em todo o jogo o respeito da defesa do FC Porto.

NUNO SANTOS - 2 - Muita irreverência nas suas acçôes mas tem que produzir mais uva que parra, desastrado quando tinha espaço para fazer melhor.

TIAGO TOMÁS - 3 - Teve pela frente a marcá-lo um central que já foi dos melhores do Mundo e deu-lhe muita luta arrastando-o por vezes para zonas que ele não queria ir. Continua a crescer depressa.

MATHEUS NUNES - 3.5 - Entrou muito bem no jogo e estava a querer encher o campo com  o seu futebol, que tecnica tem este miudo, um dos "culpados" do volte face no resultado.

DANIEL BRAGANÇA - 2 - Entrou nos derradeiros minutos já com o jogo partido viu mais a bola passar, não foi a tempo de arrancar nota positiva.

GONZALO PLATA - 3 - Mexeu com o jogo, ganhando duelos e arrancando faltas. Este miúdo concentrado é terrivel no um para um.

JOVANE CABRAL - 5 - 15 minutos, dois golos de sonho e aniquilou o Porto; feeling de matador quando se deixou ficar á espera da segunda bola e com mestria e muita capacidade técnica marcou um golaço, mas o melhor estava para vir, quase logo a seguir faz uma desmarcaçâo pela esquerda recebe a bola do Pote e já dentro da area engana o guarda redes do FC Porto dando um bicanço na bola no timing que este não esperava e atirou-lhes com um balde de gelo aos convencidos. Noite que nunca irá esquecer e nós também não.

RÚBEN AMORIM - 5 - Corajoso no onze titular e armou bem a estratégia, respondeu bem ao golo do FC Porto e os miúdos resolveram.

SÉRGIO CONCEIÇÃO - 2.5 - Mais uma vez nao teve arte para segurar o passaro que lhe foi parar á mâo, quando mexeu na equipa perdeu, vai ter uma noite dificil, para conseguir dormir melhor que conte leões.

SPORTING - 4 - Jogo de coragem e a maior parte do tempo com acerto, mas a zona do centro do terreno tem que ser melhor trabalhada com chegada de mais gente, foi eficaz nas poucas oportunidades que teve.

FC PORTO - 3 - Navegaram melhor o meio campo por terem mais apoios, mas muitas dificuldades no último terço, Adán não fez uma defesa, conseguiram o mais difícil, marcar primeiro quase no fim e ainda mais dificil, perderem essa vantagem em dez minutos. 

JOÃO PINHEIRO - 3 - É biblico o Sporting CP ser sempre prejudicado no capítulo disciplinar; tecnicamente sofrível deixando passar algumas faltas claras para ambos os lados.

VÍTOR FERREIRA (VAR) - 3 - Sem casos não se meteu.

publicado às 10:04

140780045_10157470259116555_8473756556465834319_o.

1 golo + 1 golo em 8 minutos= Vitória!

publicado às 21:49

21933450_DbcuU.pngDepois das reacções do FC Porto e de Francisco J. Marques, Miguel Braga, Responsável de Comunicação do Sporting, explicou os factos relacionados com a situação de Sporar e Nuno Mendes na Sporting TV, criticando a ignóbil postura do clube do Norte e respondendo, ainda, à ameaça dos portistas de que poderiam falhar o encontro da Allianz Cup:

"Temos de perceber a irresponsabilidade, tacanhez e a mesquinhez que é preciso para escrever um comunicado tão desprezível relativamente a um assunto como é a pandemia e os testes. O Sporting CP não está a ser beneficiado, não foi beneficiado nem sequer está a tirar nenhum proveito que não esteja completamente no seu direito. O Sporting CP foi prejudicado porque teve dois jogadores aptos impedidos de jogar por um erro de um laboratório que já admitiu o erro.

O Sporting implementou medidas adicionais ao planos de testagem protocolares e tem acompanhamento significativamente muito maior da saúde e do que se passa com os jogadores relativamente à Covid-19. Por achar estranho, foi pedir segundas e terceiras opiniões. E não pediu passado dois meses, foi logo no imediato. Os resultados demoram a chegar. E não é preciso o FC Porto falar com a DGS ou com a própria Liga, porque como devem imaginar o Sporting já o fez.

Acho uma irresponsabilidade, e não percebo o que se passa na cabeça do FC Porto por dizer isto, ainda deixar, além das pressões e ameaças públicas, uma semiameaça que é de não comparecer ao jogo. Para nós será mais fácil, estamos na final se não quiserem comparecer.

O Sporting CP tem a prova que existiu um erro e alguém no Norte do país quer que o Sporting continue a ser prejudicado, porque se calhar acordou mal disposto. Não se pode manter este tipo de atitudes irresponsáveis e muito pequeninas e estar constantemente a incendiar o futebol português, fazendo considerações por o presidente do Sporting CP ser médico e afirmando um chorrilho de mentiras e tentando uma narrativa enganadora e irresponsável.

Na véspera de um clássico, desviar atenções para o que se vai passar dentro de campo e denegrir o Sporting e o seu presidente é de uma tacanhez enorme de pensamento e uma forma de estar na vida e no desporto que, eu acho, as pessoas estão fartas".

Nem mais!!!

Nota: Além das declarações de Miguel Braga, o Sporting também emitiu um comunicado, disponível aqui.

antoniosalvador3.jpg

Entretanto, o SC Braga, como não podia deixar de ser, também decidiu intrometer-se onde na realidade não é chamado e emitiu um comunicado, fundamentalmente para manifestar a sua "indignação" por o Sporting querer o que apelida de "tratamento de excepção".

Entre outras coisas, diz isto:

"As regras são muito bem explicitas e, julgávamos nós, tinham sido elaboradas com a obrigatoriedade de TODOS os clubes as cumprirem. Qual não é a nossa surpresa quando ontem, ao final da tarde, somos confrontados com dois ‘falsos positivos’ por parte do Sporting, alegando um putativo erro do laboratório de análises (entretanto desmentido ao jornal O JOGO pelo director clínico da UNILABS, Maia Gonçalves).

O SC Braga mostra-se profundamente indignado pela intenção do Sporting em ter um tratamento de excepção neste contexto pandémico, não só face ao protocolo vigente a nível da Liga profissional de futebol, como no que diz respeito à sociedade em geral. Iremos estar particularmente atentos à decisão soberana das autoridades locais de saúde, confiando que se mantenha o cumprimento escrupuloso das normas vigentes".

publicado às 03:34

A título de curiosidade

Rui Gomes, em 18.01.21

21945096_ZeIGs.png

Nomeações da Secção Profissional do Conselho de Arbitragem da FPF para os jogos da meias-finais da Allianz Cup:

Sporting CP-FC Porto
Árbitro: João Pinheiro
Assistentes: Tiago Costa e Nuno Eiras
4.º árbitro: Manuel Oliveira
VAR: Vítor Ferreira
AVAR: João Bessa Silva

SC Braga-SL Benfica
Árbitro: Fábio Veríssimo
Assistentes: Bruno Rodrigues e Sérgio Jesus
4.º árbitro: Hélder Malheiro
VAR: Rui Costa
AVAR: Nuno Manso

publicado às 13:30

A título de curiosidade

Rui Gomes, em 13.01.21

21945096_ZeIGs.png

Nomeações da Secção Profissional do Conselho de Arbitragem da FPF para os jogos da 14.ª jornada da Liga NOS: 

Sporting CP-Rio Ave FC
Árbitro: Hélder Malheiro
Assistentes: Rui Cidade e Gonçalo Freire
4.º árbitro: Ricardo Baixinho
VAR: Vítor Ferreira
AVAR: Valdemar Maia

FC Porto-SL Benfica
Árbitro: Luís Godinho
Assistentes: Rui Teixeira e Valter Rufo
4.º árbitro: Rui Costa
VAR: Hugo Miguel
AVAR: Ricardo Santos

Não é que seja surpresa alguma, mas Luís Godinho continua a ser premiado pela "bela obra" que fez em Famalicão, em que contribuiu para "roubar" dois pontos ao Sporting. Até admira Artur Soares Dias não ter sido também chamado para trabalhar o clássico de sexta-feira.

E assim anda a podridão do futebol português a cada jornada. E nem sequer a "mulher de César" preocupa!

publicado às 17:00

"Cada vez entendo menos"

Rui Gomes, em 13.01.21

Screenshot (536).png

Instantes depois do FC Porto ter empatado o jogo na Choupana, esta terça-feira, Zouhair Feddal recorreu ao Twitter para dizer: "Cada vez entendo menos".

A referência óbvia é ao facto de Taremi ter ajeitado a bola com o braço no início do lance. Até se admite que o árbitro (António Nobre) não tenha visto, mas já o mesmo não se pode dizer de Vasco Santos, que desempenhou a função de vídeo-árbitro na partida.

Com superioridade numérica a seu favor desde os 64 minutos, a equipa portista acabou por ganhar a eliminatória, no prolongamento, sem grandes dificuldades.

Sérgio Conceição no final do encontro... "Houve lances duvidosos que ainda não tive oportunidade de ver".

Pois... nem vale a pena agora, o resultado está feito.

publicado às 03:19

Ponte de ligação aos leitores

Rui Gomes, em 30.12.20

Screenshot (500).png

Hoje (ontem) contra o Portimonense, o Benfica foi levado ao colo. O 'colinho' continua, um golo do Benfica devia de ter sido anulado por ter sido precedido de falta atacante, um penálti claríssimo contra o Benfica não marcado, e Ferro poupado à expulsão.

São erros de palmatória a mais, para um árbitro e um VAR.

Assim não dá. Uns são filhos outros enteados.

Comentário do leitor J. Oliveira

_______________________________________________

Screenshot (501).png

E, já agora, aproveito o ensejo para perguntar a opinião dos leitores sobre o primeiro golo do FC Porto. No início do lance, Taremi está claramente em posição irregular. A bola vai para Marega que então centra para o iraniano que está isolado frente ao guarda-redes e marca o golo.

Além deste lance, ainda tivemos ocasião de assistir a Hélder Malheiro perdoar o segundo amarelo a Romário Baró aos 29 minutos e Sérgio Conceição, perante a evidência, tirou o médio portista logo a seguir.

No jogo do Benfica, o árbitro foi Tiago Martins e o VAR Bruno Esteves.

No jogo do FC Porto, o árbitro foi Hélder Malheiro e o VAR Rui Costa.

Parece-me pertinente reiterar a afirmação de Rui Santos: "O sistema está todo controlado e minado, e o Sporting, como outros, têm sido vítimas da vontade do freguês".

_________________________________________________

88985472_2940931302612655_4361654385621598208_o.pn

Rui Santos, no programa Tempo Extra da SIC Notícias, critica as arbitragens dos jogos em Guimarães e no Estádio da Luz. O comentador diz que em Portugal as equipas com menos poder são sempre as mais prejudicadas e que assim o futebol não evolui.

"O FC Porto faz a diferença porque nunca desiste e o Benfica foi salvo pela arbitragem"

publicado às 03:34

Basquetebol leonino imparável

Rui Gomes, em 30.12.20

whatsapp_image_2020-12-29_at_21.30.12.jpeg

A equipa de basquetebol do Sporting CP recebeu e bateu, esta terça-feira, o FC Porto no Pavilhão João Rocha por 63-57 em jogo referente à oitava jornada da fase regular. Com este triunfo, os leões passaram a ser líderes isolados da tabela classificativa com 100% de vitórias.

A equipa leonina esteve praticamente sempre na frente e Diogo Ventura, com 24 pontos, foi o elemento mais em evidência.

O Sporting passa a ser a única equipa a somar só vitórias na Liga Placard, fechando assim 2020 na primeira posição da tabela classificativa, com 22 pontos, seguido pelo FC Porto com 21 e Imortal com 19.

Sporting: Travante Williams (8), Francisco Amiel, John Fields (9), Shakir Smith (2), Cândido Sá, Diogo Ventura (24), João Fernandes (8), Cláudio Fonseca, Diogo Araújo, Pedro Catarino, Jalen Henry (4) e James Ellisor [C] (8).

publicado às 03:31

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo