Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



71659608_10156275899696555_8967075975204438016_o.j

Com Leonel Pontes novamente ao leme da equipa, os sub-23 realizaram uma excelente exibição e golearam o Feirense, por 5-1, em encontro da 10.ª jornada da Liga Revelação.

Pedro Mendes abriu o marcador logo aos 3 minutos de jogo e esteve perto de bisar aos 27, mas acabou por ser João Pinto, do Feirense, a colocar na própria baliza, aumentando a vantagem dos leões para 2-0. Mas não tardou até o ponta de lança leonino voltar a marcar, o que aconteceu aos 30 minutos.

Na segunda parte, aos 65 minutos, Nuno Mendes fez o 4-0 e Bernardo Sousa, aos 78, fez o 5.º golo dos leões.

Mesmo ao cair do pano, já nos descontos, Anthony fez o único golo do Feirense na partida e fixou o resultado em 5-1.

Destaque ainda para o facto de Rafael Camacho ter sido titular na equipa do Sporting.

A formação dos sub-23 dos leões chega assim à 10.ª vitória em 10 jogos na edição desta temporada da Liga Revelação.

publicado às 13:32

Reflexão do dia

Rui Gomes, em 08.04.19

 

 

O Feirense emitiu um comunicado nas redes sociais no qual questiona au ausência de verdade desportiva no recém-embate com o Benfica. Os fogaceiros criticam veemente as decisões da equipa de arbitragem, nomeadamente do vídeo-árbitro, e dizem mesmo que este jogo "envergonha o futebol português".

 

Eis o comunicado na íntegra:

 

"Onde está a verdade desportiva?

Hoje (ontem) assistimos a mais um jogo que envergonha o futebol português. Os clubes pedem isenção, rigor, respeito e verdade desportiva, mas depois há decisões [ver vídeo] que adulteram os jogos e mancham este campeonato.

 

O CD Feirense, com todo o mérito, chegou à vantagem no marcador, ao minuto 10', mas depois foi o que se viu...

21': 2x0 anulado a Vítor Bruno
39`: Grande penalidade a favor do SL Benfica, com recurso ao VAR

47': Grande penalidade por assinalar a favor do CD Feirense. O VAR desta vez foi esquecido.

Só a título de mera curiosidade, para os mais distraídos, Bruno Paixão foi VAR em três dos últimos cinco jogos do CD Feirense (SL Benfica, Vitória FC e Belenenses SAD). Na jornada passada, o nosso central Flávio Ramos foi expulso pelo VAR e falhou o jogo de hoje".

 

publicado às 03:18

Quem tem Bruno Fernandes

Rui Gomes, em 11.02.19

 

hqdefault_live.jpg

 

Reconhece-se que não é fácil jogar futebol no recinto de Santa Maria da Feira e ainda mais difícil perante um adversário excessivamente agressivo e faltoso - seis cartões amarelos no jogo, mas ainda ficaram alguns mais por mostrar -, mas o Sporting tem de arranjar mais e melhores argumentos para ultrapassar equipas deste nível e, em simultâneo, evitar o futebol medíocre a que assistimos, nomeadamente nos primeiros 45 minutos.

 

O Sporting alinhou de início com Renan; Ristovski, Coates, Ilori e Borja; Gudelj, Wendel e Bruno Fernandes; Diaby, Acuña e Bas Dost.

 

Suplentes: Salin, Abdu Conté, Bruno Gaspar, Doumbia, Francisco Geraldes, Raphinha e Luiz Phellype.

 

img_770x443$2019_02_10_08_54_26_1503720.jpg

 

Confrontado com a óbvia necessidade de uma maior rotatitividade do plantel, esperava que Marcel Keizer efectuasse uma ou duas alterações, mas salvo dar continuidade à titularidade de Borja, nada mudou. Diaby no 'onze' no lugar de Raphinha, apenas isso.

 

No entanto, no segundo período, e com os três pontos praticamente garantidos, Bruno Fernandes, Wendel e por fim Diaby, tiveram a oportunidade de descansar um pouco as pernas que já tinham pedalado uns bons quilómetros na partida. Neste processo, viu-se Francisco Geraldes regressar ao relvado de "leão ao peito", após um longa ausência.

 

A defesa leonina sente imenso a falta de Mathieu. O experiente central francês é quase tão importante como o uruguaio Sebastián Coates, e Tiago Ilori, sem ser desastroso, ainda não convence. Borja não deslumbra, mas registou mais uma exibição com nota positiva. Do outro lado, Ristovski, faz-nos esquecer Bruno Gaspar.

 

download (1).jpg

 

Bas Dost não marcou nesta partida, mas trabalhou muito e invariavelmente bem, até no sector defensivo. Foi marcado impediosamente e frequentemente em falta pelo adversário, mas faltou maior verticalidade no que à baliza do Feirense diz respeito.

 

Deixando o melhor para o fim, acredito mesmo que quem tem um jogador excepcional como Bruno Fernandes na equipa tem quase tudo. O melhor leão no relvado, com a sua usual carga pesada de trabalho e dois golos de encher os olhos, os seus nono e décimo da Liga NOS e o vigésimo da época. Sublinha a minha opinião que estamos perante o melhor jogador do campeonato português.

 

O Sporting foi mais uma vez socorrido pelo VAR, no golo anulado ao Feirense. Confesso que fiquei com algumas dúvidas sobre o mérito da decisão, mas uma coisa é certa; mesmo havendo alguma interferência em Renan, ele tem de ser muito mais agressivo na bola em cruzamentos e pontapés de canto. Curioso, este guarda-redes brasileiro; tem a capacidade de cometer erros grosseiros e fazer defesas espectaculares no mesmo jogo.

 

download.jpg

 

Ainda falando da arbitragem, se há alguma causa para debater o referido golo, também há para o segundo cartão amarelo que Manuel Mota perdoou a Vítor Bruno, aos 30', por uma entrada duríssima sobre Bas Dost. Isto, e mais dois ou três cartões amarelos que ficaram por mostrar.

 

Com este resultado, o Sporting não se aproximou do SC Braga e Benfica, dado que ambos venceram os seus jogos, (ouvi dizer que o clube da Luz ganhou por falta de comparência do Nacional), apenas reduziu a distância para o FC Porto para nove pontos.

 

publicado às 03:03

Convocatória para o Feirense

Rui Gomes, em 10.02.19

 

51868838_10155779507956555_2679585862106218496_n.j

 

Lista de 19 jogadores chamados por Marcel Keizer para o embate com o Feirense, com o jovem Abou Conté a única nota de destaque, para colmatar a ausência de André Pinto que se lesionou no treino de quinta-feira.

 

Ristovski está de regresso após cumprir o jogo de castigo - ou foi dois ? - e deverá integrar o onze inicial. Depois de ter ficado de fora no jogo da Luz, Francisco Geraldes volta à equipa, mas é uma total incógnita se chegará a "calçar". Jovane Cabral ficou de fora.

 

Alguns jogadores do Sporting necessitam urgentemente de descanso, mas primeiro terão que assegurar os três pontos em disputa. Por isso, não é de esperar muitas alterações no onze titular.

 

A minha equipa inicial seria esta:

 

Renan; Ristovski, Coates, Ilori e Borja; Doumbia, Francisco Geraldes e Bruno Fernandes; Acuña, Diaby (Raphinha) e Bas Dost.

 

publicado às 04:34

 

marcelkeizer4.jpg

 

Algumas considerações de Marcel Keizer em conferência de imprensa após a vitória do Sporting sobre o Feirense:

 

Jogo: "Acho que foi uma das melhores exibições da minha equipa desde que cheguei. O nosso objectivo imediato era chegar às meias-finais, o que conseguimos com um bom desempenho. Gostei da performance da equipa e considero que foi o melhor jogo do Sporting até ao momento. É importante criarmos muitas oportunidades de golo, porque estaremos sempre mais perto de marcar".

 

Prestação: "Criámos inúmeras oportunidades de golo e podíamos ter marcado golos mais cedo. Não marcámos na fase inicial, mas também gostei da performance da primeira parte. No segundo tempo, marcámos dois bons golos e gostei um pouco menos dos últimos dez minutos".

 

 

Benfica: "Todos nós, treinadores, jogadores e adeptos, gostamos desses jogos, e é por isso que estamos aqui. É bom saber que temos dois jogos extra com o Benfica. Quando jogas em equipas grandes queres competir a esse nível, mas agora é pensar no jogo de sábado que é importante".

 

Luiz Phellype: "O Luiz Phellype esteve bem como os colegas e teve azar num bom remate que embateu no poste. Foi bom para ele entrar e entrosar-se ainda mais com a equipa".

 

Muitos jogos nesta fase: "É difícil, especialmente para os jogadores, mas vamos ver se no próximo jogo não jogam os mesmos e podem jogar outros".

 

Idrissa Doumbia: "É um jogador novo, mas vamos ver. Trabalha a partir de amanhã connosco e já o vou conhecer melhor".

 

publicado às 07:19

Foto do dia

Rui Gomes, em 17.01.19

 

download (1).jpg

Golaço de Wendel no embate com o Feirense

 

publicado às 07:18

 

image (1).jpg

 

O Sporting voltou às vitórias e, outra vez, com goleada, ao vencer o Feirense por 4-1, na 3.ª e última jornada do Grupo D da Taça da Liga, e apurou-se com mérito para a final four da Taça Liga.

 

O adversário na meia-final vai ser o SC Braga, o próximo obstáculo no objectivo leonino de defender o título conquistado na época passada frente ao Vitória de Setúbal na final.

 

Golos de belo efeito por Raphinha e Bruno Fernandes, este em grande plano no jogo, Bas Dost converteu uma grande penalidade e ainda houve um autogolo, num lance de grande perigo, obra de Miguel Luís. O Feirense beneficiou de uma grande exibição do seu guarda-redes Bruno Brígido, que evitou um resultado muito mais dilatado.

 

O Sporting terminou o Grupo D com os mesmos seis pontos do Feirense (seis golos marcados e sete sofridos) e Estoril (quatro marcados e três sofridos) mas com vantagem na diferença de golos (nove marcados e quatro sofridos).

 

A última vaga da fase final será preenchida este domingo e será disputada entre o FC Porto (joga em casa do Belenenses), o Varzim e o Chaves que jogam entre si. 'Dragões' e Chaves têm quatro pontos, Varzim tem três.

 

 

Considerações de Marcel Keizer em entrevista pós-jogo:

 

Sporting tornou o jogo fácil? 


"Não creio, com 2-1 o Mathieu faz um corte muito importante. Depois do penálti [n.d.r.: o 1-2] foi difícil para nós mas no fim ganhámos."

 

Importante marcar cedo? 

"É sempre bom mas não é importante no sentido de que queremos marcar sempre e criar ocasiões. Depois de perder é bom dar a volta com um triunfo."

Campo pequeno criou problemas? 

"Os jogadores estiveram no controlo da bola e da posse, podemos fazer melhor mas estou feliz com quatro golos."

Quão importante é estar na final four?

"É importante estar na decisão final. Grandes clubes estão lá e nós também queremos. Veremos o que acontece."
 

publicado às 04:03

Foto do dia

Rui Gomes, em 30.12.18

 

download.jpg

Bruno Fernandes vs Feirense - Taça da Liga 2018/19

 

publicado às 04:02

Terminar 2018 em grande !

Rui Gomes, em 29.12.18

 

 

MISSÃO CUMPRIDA !

 

FEIRENSE 1 SPORTING 4

 

Feliz Ano Novo

 

publicado às 17:08

Convocatória para o Feirense

Rui Gomes, em 29.12.18

 

48963781_10155695739116555_416398780154249216_n.jp

 

Se Marcel Keizer decidir alinhar de início com o seu melhor onze, a equipa será esta:

 

Salin; Ristovski, Coates, Mathieu e Acuña: Gudelj, Miguel Luís e Bruno Fernandes; Raphinha, Diaby e Bas Dost.

 

Alternativas: Bruno Gaspar no lugar de Ristovski e Jovane Cabral no lugar de Raphinha.

 

publicado às 03:02

 

image.jpg

 

Reconheço perfeitamente as circunstâncias deveras invulgares que o Sporting tem vindo a atravessar e que levaram à tomada de decisão de contratar José Peseiro, pelo menos para esta época.

 

Tenho apreciado a sua postura combativa e o seu esforço e dedicação para justificar a responsabilidade do cargo nesta sua segunda visita a Alvalade.

 

Ainda não me convenceu que é o técnico que o Sporting precisa no médio prazo, mas não deixo de admitir que necessita de mais tempo para "escrever" o seu nome no futebol desta equipa.

 

Gostei, genericamente, das suas considerações deste sábado, pós-jogo com o Feirense:

 

Primeiras quatro jornadas da Liga até paragem internacional:

 

"O contexto não foi o mais favorável, em tempo de treino, dos jogadores que podiam chegar, do tempo de espera por jogadores que queríamos que voltassem, das lesões que temos tido. Penso que foram importantes estes resultados. Sempre dissemos, desde o primeiro momento, que era preciso serenidade, estabilidade e confiança. Era importante mostrar isso aos sócios. Temos bons resultados. Sabemos que o futebol determina muita coisa. Nós fizemos que clube ficasse junto ao vencer jogos. Jogadores demonstraram, face a muitas circunstâncias, e foram tremendos na entrega.

 

O Sporting está mais junto, mais unido, que há dois meses . Esse trabalho deve-se a muita gente, nomeadamente a estes nossos jogadores. Tiveram capacidade de estar serenos, transmitir serenidade e confiança. Estarmos em primeiro é uma obrigação, claro. Mas se tivesse corrido menos bem não estávamos tão unidos, a massa adepta não estava como esteve aqui hoje."

 

Intensidade ofensiva da equipa: 

 

"Não é fácil construir uma equipa muito ofensiva. Gosto de futebol ofensivo e fui criticado no Sporting porque não me importava de ganhar 4-3 e depois perdia 3-1 ou 3-2. Agora não é esse o caminho. Temos de ser mais calculistas a montar a equipa. Expor-nos mais não era bom para a equipa agora, face a tudo o que se passou".

 

Trabalhar a equipa para querer comandar demora mais tempo e isso não tivemos. Disse que optava por ter maior estabilidade. Espero que tenhamos condições para jogar mais ofensivamente. Temos 15 dias para potencializar isso. Vamos ter jogadores na Seleção, não estão connosco, felizmente, porque é bom sinal estarem na Selecção."

 

Situação de Luc Castaignos: 

 

"O plantel que temos dá-nos garantidas. São os melhores jogadores do campeonato, os melhores guarda-redes, os melhores defesas, médios e avançados. Treinador que não pense isso não pode ser treinador. E o Castaignos vai fazer golos este ano."

 

Exibições de Raphinha: 

 

"Esteve apagado? Só quando não jogou. Gostei muito da minha equipa, ele esteve muito bem. Fez assistência para golo. É bom."

 

Houve outras afirmações, mas eu entendi que estas são o suficiente para informar do que mais de importante vai na mente de José Peseiro.

 

publicado às 16:40

 

maxresdefault (1).jpg

 

No fim valeu o golo do jovem Jovane Cabral e os respectivos três pontos, num jogo em que o Sporting teve muita posse de bola mas com evidentes dificuldades no último terço do terreno, com algum mérito do guarda-redes do Feirense, que fez três ou quatro defesas de grande qualidade.

 

O Sporting alinhou de início com o seguinte onze: Salin; Ristovski, Coates, André Pinto e Jefferson; Battaglia, Acuña, Raphinha e Nani; Bruno Fernandes e Fredy Montero.

 

Suplentes: Renan, Bruno Gaspar, Petrovic, Gudelj, Jovane, Luc Castaignos e Diaby.

 

Nada a apontar à defesa leonina asim como ao meio campo defensivo, mas os problemas começavam na construção de jogo com clara ineficácia de último passe e finalização. Uma situação que José Peseiro tem de resolver urgentemente porque não se pode estar à espera de vencer muitos jogos nos descontos.

 

Pelos vistos, os novos reforços ainda precisam de mais algum tempo de estágio antes do treinador os lançar no relvado. Esperava que Montero fosse substituído (mais cedo) para dar oportunidade a Diaby, mas não aconteceu.

 

publicado às 22:58

Convocatória para o Feirense

Rui Gomes, em 01.09.18

 

40501198_10155469236691555_3511297753466535936_n.j

 

O meu palpite para o onze inicial é o seguinte:

 

Romain Salin; Ristovski, Coates, André Pinto e Jefferson; Battaglia, Gudelj, Acuña e Nani; Bruno Fernandes e Montero.

 

Creio que José Peseiro vai estrear Gudelj como titular, mas já o mesmo não acontecerá com Diaby, mesmo com Bas Dost lesionado. Esperar golos de Montero, poderá muito bem ser apenas fruto da imaginação.

 

A outra questão que me incomoda é ver Raphinha fora do onze inicial. O Sporting precisa da sua velocidade e criatividade, mas com Nani e Acuña nas alas, é um dilema.

 

Jérémy Mathieu continua lesionado, assim como Bruno César e, pelos vistos, Viviano, muito embora tenha treinado durante a semana.

 

publicado às 02:30

As notórias "chafurdices" de Bruno

Rui Gomes, em 12.02.18

 

3A99Q8GO.jpg

 

Já há muito que identificamos o que parece ser uma tendência natural de Bruno de Carvalho de revolver-se na lama do vício com portamentos dissimulados. Foi este o caso, mais uma vez, este domingo, ao querer aproveitar-se dos erros de arbitragem e do VAR no jogo frente ao Feirense, associando-os à necessidade, na sua óptica, de os sportinguistas lhe concederem um voto de confiança no dia 17, aprovando as medidas por si propostas.

 

Além da crítica, justa, diga-se, a algumas decisões a que assistimos no jogo em Alvalade, o ainda presidente do Sporting não hesitou em fazer esta finória declaração:

 

"(...) Foram uma série de lições. Agradeço quer ao árbitro, quer ao VAR, estiveram muito bem. É assim que no futebol português devemos estar. Quando vemos os jogos dos 3 grandes este fim de semana tiramos grandes ilações porque é que no próximo dia 17 os sportinguistas se têm de deixar de tretas e continuarmos este trabalho ainda mais forte, porque no futebol estamos sempre a aprender".

 

 

O seu dia, no entanto, não começou em Alvalade, mas sim numa unidade hoteleira de Lisboa, para a realização da notória "sessão de esclarecimento" para a qual convidou mais de 40 "sportingados". Como era de esperar, muito poucos aceitaram o "generoso" convite do presidente, embora com alguma surpresa para com os CINCO que compareceram perante Bruno de Carvalho, Jaime Marta Soares, Rui Caeiro, Carlos Vieira e ainda a advogada Helena Morais. Foram eles:

 

José Pedro Rodrigues, Rui Morgado, Margarida Dias Ferreira, Rogério Beatriz e Pedro Paulino.

 

José Pedro Rodrigues, Rui Morgado e Margarida Dias Ferreira foram os primeiros a sair da reunião, pouco depois das 17 horas. Aos jornalistas, Margarida Dias Ferreira não escondeu o sentimento do grupo:

 

"Isto foi uma tristeza, mas vamos ver se agora o Sporting nos vai dar uma alegria. Só viemos cá discutir o ponto 1, saber porque estávamos na lista, os outros não quisemos discutir porque não queremos ser privilegiados em relação a outros sócios".

 

Já Rui Morgado elaborou um pouco mais:

 

"A sessão era suposta ter três pontos: discutir a lista; discutir os estatutos e discutir os regulamentos. Eu, Margarida Dias Ferreira e José Pedro Rodrigues entendemos que a discussão dos estatutos e dos regulamentos deve ser feita na Assembleia Geral. Não faz sentido um grupo de sócios ter o privilégio de discutir algo que deve ser feito na AG".

 

Para esta segunda-feira, às 16h00, no Auditório Artur Agostinho, está agendado o segundo encontro para o qual foram convidados "um conjunto de jornalistas e comentadores com tribunas nos jornais, rádios e televisões, que mais críticas e dúvidas têm suscitado sobre as propostas de alteração aos Estatutos do Clube e o Regulamento Disciplinar do SCP".

 

publicado às 03:45

 

imageEXJ6TLLC.jpg

 

Melhor exibição do Sporting, mas com ineficácia de finalização perigosa para cardíacos, tal o número de oportunidades desperdiçadas. Temos alguns jogadores que nem com as mãos conseguiriam meter a bola dentro da baliza, casos flagrantes de Bryan Ruiz e Doumbia, só para nomear dois. Ainda cheguei a alimentar alguma esperança pelo costa-marfinense, mas acho que é causa perdida. Mais vale apostar num dos jovens, a exemplo de Rafael Leão.

 

O Sporting alinhou de início com Rui Patrício; Piccini, Coates, Jérémy Mathieu e Bruno César; William Carvalho, Bruno Fernandes, Gelson Martins e Bryan Ruiz; Montero e Doumbia.

 

Suplentes: Romain Salin, André Pinto, Lumor, Battaglia, Misic, Rúben Ribeiro e Rafael Leão.

 

img_770x433$2018_02_11_21_03_29_1363905.jpg

 

Algumas observações sobre o jogo:

 

- Viu-se melhor construção de jogo, muito embora Bruno Fernandes continue a jogar muito recuado. O médio, grande jogador que é - nem imagino este Sporting sem ele - está a exceder-se a querer fazer muito sozinho, reflexo, porventura, de sentir a pressão sobre a equipa;

 

- Viu-se finalmente outro reforço de Inverno, com a entrada de Lumor em substituição de Bruno César. É muito cedo para avaliar, salvo a recém-apreciação de Jorge Jesus, afirmando que o lateral "ainda não conhece bem os cantos à casa";

 

- Outro recém-chegado, Misic, foi convocado pela primeira vez, embora tenha assistido ao jogo na bancada. É muito possível que até ao final da época venha a pisar o relvado por uns minutos;

 

- Fredy Montero esteve hoje mais próximo do que se espera dele. Muito mais interventivo e com algum acréscimo de agressividade perto da baliza. O golo dar-lhe-á alguma confiança, esperamos;

 

- Este Sporting tem poucos jogadores com a capacidade de golo nos pés. As últimas exibições reflectem precisamente essa lacuna da equipa. A ausência de Bas Dost apenas acentua o problema.

 

- Por fim, não posso deixar de manifestar o meu desacordo pelo golo invalidado a Doumbia, por várias razões. Primeiro e sobretudo, mesmo depois de se rever as imagens vezes sem conta, é tudo menos claro que houve falta. O facto do jogador do feirense ter caído, não significa que houve contacto ilegal. Segundo, o árbitro está sensivelmente a dois metros da jogada e não imagino o que ele posteriormente viu no monitor que lhe tenha passado despercebido in loco. Sinto curiosidade em ver quantas vezes o VAR vai atrás para determinar se houve falta a preceder golos. Já a grande penalidade anulada, foi uma decisão correcta.

 

Em geral, este Sporting continua a preocupar e muito será esclarecido ainda no mês de Fevereiro com o agendamento de jogos da Liga Europa.

 

P.S.: Face aos comentários dos leitores, revi o golo de Doumbia mais duas ou três vezes. Confirma-se, esclarecidamente, o erro do VAR e do árbitro em anular o golo. Mesmo existindo falta de Bruno Fernandes, que até é muito discutível, a bola entretanto este no poder do Feirense. Só depois da recuperação da bola é que o lance que leva ao golo é iniciado. Erro GROSSEIRO !!!

 

publicado às 20:03

O desavergonhamento "encarnado"

Rui Gomes, em 28.10.17

 

ng8884224.jpg

 

O desavergonhamento do clube da Luz e das suas hostes ao virem falar do golo de Bas Dost frente ao Rio Ave, uma situação in extremis que, quanto muito, é milimétrica, para aqueles que têm dúvidas, quando temos mais uma vez num jogo do glorioso cá do burgo um lance que passa "despercebido" tanto ao árbitro como ao VAR.

 

Estamos a referir o autêntico atropelamento de Luisão a Luís Machado do Feirense, aos 50 minutos de jogo. Muito embora a Benfica TV não repita o lance, pela óbvia inconveniência do mesmo, a imagem original não deixa margem para quaisquer dúvidas. Curiosamente, o árbitro está muito bem posicionado directamente em linha com o lance e sem ninguém a incomodar a sua visão.

 

Desta vez não houve uma avaria técnica de comunicação com o VAR, mas sim escuridão total.

 

Podem, então, continuar com esses argumentos de encher o bolso para adulterar a verdade. Nada de novo, aliás, para aqueles lados da Segunda Circular.

 

publicado às 13:41

 

image.jpg

 

Depois de uma primeira parte para esquecer, em que cometeu erros defensivos pouco característicos da equipa e apenas com um remate à baliza adversária, o Sporting entrou em campo no segundo período com uma postura significativamente diferente, marcando dois golos em três minutos - Sebastián Coates (62') e Bruno Fernandes (65') -, que deixaram então a ideia que o caminho para a vitória estava bem traçado. No entanto, o Feirense tinha outras ideias e conseguiu chegar ao empate, muito pela mesma defesa errante que se manifestou nos primeiros 45 minutos.

 

O Sporting alinhou de início com o seguinte onze: Rui Patrício; Cristiano Piccini, Sebastián Coates, Jérémy Mathieu e Jonathan Silva; William Carvalho, Rodrigo Battaglia, Gelson Martins e Marcus Acuña; Bruno Fernandes e Bas Dost.

 

Suplentes: Romain Salin, André Pinto, Bruno César, Mattheus Oliveira, Iuri Medeiros, Alan Ruiz e  Seydou Doumbia.

 

Talvez que a paragem para os jogos de selecção tenham feito mal à equipa, dado que se assistiu a uma exibição em que vários jogadores estiveram alguns furos abaixo do seu normal. Jorge Jesus mexeu muito tardio na equipa, fazendo entrar Iuri Medeiros e Doumbia apenas aos 84 minutos. Acuña, que alinhou pela Argentina, há muito que estava a "pedir" para ser substituído. Alan Ruiz, que "saltou" do banco ainda na primeira parte, foi o outro alvo de Jesus.

 

Perdeu-se uma boa oportunidade para ver Stefan Ristovski em acção, pela lesão de Piccini. Infelizmente, não estava entre os 18 escolhidos do treinador e acabou por ser Rodrigo Battaglia que ocupou o lugar e, em abono da verdade, até esteve muito bem.

 

Destaque para a bela assistência de Gelson no golo de Bruno Fernandes e excelente pormenor técnico deste, para passar a bola por cima do guarda-redes. Mérito também para Bas Dost, que deliberadamente deixou a bola passar para o seu colega de equipa.

 

mw-860.jpg

 

A grande penalidade, ao cair do pano, decerto que será foco de discussão. Pareceu-me um pouco forçada porque tenho dúvidas se a bola ficou ao alcance de Coates. Contudo, se os operadores do vídeo-árbitro aprovaram a decisão, é porque verificaram a falta.

 

O Sporting não vai poder dar-se ao luxo de jogar apenas 45 minutos, porque mais cedo ou mais tarde irá pagar a factura.

 

Temos agora o embate diante do Olympiacos a contar para a fase de grupos da Liga dos Campeões. O jogo está agendado para terça-feira, às 19h45.

 

P.S.: Não me agrada ver Rui Patrício novamente com a braçadeira de «capitão», por ser guarda-redes. Tinha a ideia que o escolhido seria William Carvalho, embora seja discutível se tem personalidade e temperamento para o efeito.

 

publicado às 03:51

Jorge Jesus explicou... muito pouco !

Rui Gomes, em 14.05.17

 

mw-860.jpg

 

«Não fizemos um mau jogo, mas tivemos alguma falta de crença e de confiança, não direi de motivação, mas a derrota no último fim de semana sentiu-se neste jogo. Voltámos a sofrer dois golos de bola parada, outra vez numa grande penalidade desnecessária. Temos vindo a cometer alguns erros que nos penalizaram nestes dois jogos. É uma equipa que nota que se entrega ao jogo, mas o jogo é que manda sem ter objectivo. A equipa esteve abaixo em relação ao que costuma fazer.

 

Para além de acabar a época bem, o Sporting tem de ter muito cuidado. O grande problema vai ser o início da próxima época. O Sporting vai ter a eliminatória da Champions, vai ter 9/10 jogadores na Taça das Confederações e Europeu sub-21. Vai fazer a pré-época com 10/11 jogadores e essa é a grande preocupação. Tenho de me preocupar com isso. Não há volta a dar».

 

publicado às 05:03

 

image.jpg

 

Vitória, empate ou derrota, este Sporting, nas circunstâncias de momento, não tem mais para oferecer. É a muito cruel realidade que confronta os adeptos, incansáveis no seu apoio ao Clube e à equipa toda a época.

 

Muita coisa terá de mudar para se atingir um nível de futebol mais elevado - e não me refiro apenas a vir mais uma carrada de jogadores -, mas com a liderança actual, é difícil ser optimista.

 

O Sporting alinhou com os seguintes diante o Feirense:

 

Rui Patrício; Schelotto, Coates, Rúben Semedo e Jefferson; Gelson Martins, William, Adrien e Bruno César; Podence e Bas Dost.

 

Suplentes: Beto, Paulo Oliveira, Marvin, Palhinha, Bryan Ruiz, Matheus Pereira e Gelson Dala.

 

Francisco Geraldes continua com a sua evolução às mãos de Jorge Jesus, mais uma vez a assistir ao jogo da bancada. Não resisti este reparo, mas não vale a pena insistir no mesmo. Bruno e Jesus é que sabem tudo !

 

P.S.: Escrevi este texto muito antes do jogo terminar e quando ainda havia um empate no marcador.

 

publicado às 22:21

Erros não escandalosos

Rui Gomes, em 09.01.17

 

  

Não é um caso escandaloso, de modo algum, mas na realidade Joel Campbell está em linha com o jogador do Feirense e o seu cruzamento para Gelson Martins coloca este em posição clara para fazer golo.

 

Houve um outro fora de jogo semelhante mal assinalado, também com iminência de golo, assim como no segundo tento do Sporting Alan Ruiz poderá estar milimetricamente em posição irregular.

 

Para rever o lance de Joel Campbell, faça click na imagem.

 

publicado às 05:11

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo