Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



José Fontelas Gomes, presidente do Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol, convocou os 36 clubes das divisões profissionais do futebol português - 18 da Liga e 18 da Liga 2 - para uma reunião a breve prazo numa altura em que a arbitragem dos jogos em Portugal tem estado envolta em grande polémica.

O objectivo do dirigente passa teoricamente por garantir a serenidade que o Conselho de Arbitragem considera necessária para que os árbitros possam tomar as melhores decisões em campo e sem pressão adicional.

Uma vez que na ideia de muitos o Conselho de Arbitragem faz mais parte do problema do que da solução, um cínico diria que o único objectivo é de reduzir os ruídos relacionados com a falta de credibilidade da arbitragem portuguesa.

publicado às 03:01

Os homens da bola (27)

Rui Gomes, em 04.05.17

 

21024904.jpg

 

«Esta medida que a FPF agora colocou à disposição das equipas de arbitragem torna este dia histórico. A ferramenta é essencial para ajudar a equipa de arbitragem a tomar uma decisão, sendo que a decisão final será sempre dessa mesma equipa de arbitragem. O que o vídeo-árbitro vai fazer é ajudar a tomar uma melhor decisão.

 

Desde Agosto que tem vindo a ser dada formação aos árbitros e agora vamos intensificá-la. Com o novo alcance, diria até que vamos ter de formar intensamente. Na primeira linha para exercer estas funções de vídeo-árbitro estão os árbitros de topo ou árbitros que abandonaram recentemente a actividade. Também considero importante sublinhar que os clubes e as suas estruturas também terão de ter formação de forma a saberem o alcance deste novo instrumento.

 

Recorde-se que o recurso ao vídeo-árbitro está apenas circunscrito a quatro situações de jogo - golos, grandes penalidades, expulsões e troca de identidades. A introdução deste meio de auxílio à arbitragem terá um natural período de adaptação. Normalmente é assim que acontece pela introdução de uma nova ferramenta, metodologia ou uma nova formação».

 

 

Fontela Gomes - presidente do Conselho de Arbitragem da FPF.

 

 

P.S.: Uma dúvida ficou esclarecida: os "técnicos" do VAR, em princípio, serão ex-árbitros. Só neste aspecto já dá para antecipar muita discussão, para não dizer controvérsia.

 

publicado às 16:50

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo