Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



img_920x518$2018_09_07_01_11_55_1444669.jpg

Recuperado de problema de saúde, Aurélio Pereira, actual conselheiro para a formação do Sporting, leonina, concedeu recém-entrevista em que fala nos seus cinquenta anos a lidar com jovens e a cada vez mais pronunciada pressão de pais e empresários no futebol.

Damos destaque a estas breves considerações suas:

"Raramente um jogador que traz o pai para empresário, o que acontece também com o Neymar, dá certo. Porque a maior vontade que ele tem é de ganhar dinheiro primeiro que os outros.

Os maus conselheiros, nomeadamente o pai quando se está a discutir contratos, é uma coisa deveras impressionante. Eu não faço contratos, não tenho feitio para isso. Mas isso é a pior coisa que há. O pai quer ser Jorge Mendes e o filho quer ser Ronaldo... E as coisas não batem com certeza. Estamos a falar de jogadores que tinham potencial enorme e o desperdiçaram em pouco tempo.

Tudo o que ocorre marginal ao nosso acompanhamento não podemos controlar. Que eles podem voltar a ser o que eram, vai depender. É muito chato. Disse isso ao Tiago Ilori, por exemplo. Ele estava aqui e já tinha contrato profissional e foi para o Liverpool, mas o Liverpool naquela altura tinha centrais de peso e ele teve alguma dificuldade a impor-se. Hoje é um miúdo que já tem outra cabeça, percebeu e até me disse ‘mister, devia ter feito o que você queria’.

No polo EUL trabalhamos miúdos dos seis aos 13. São 190. É ali que tudo começa e ali apercebemo-nos que os prodígios de futebol são tudo miúdos africanos, os nossos irmãos africanos. É o futebol de rua que está a regressar através dos bairros. Sem o futebol de rua não há jogadores fantásticos. Sem futebol de rua, esqueçam.

Quando passam para a Academia, fazemos os possíveis para que gostem de estar ali. Mas aos 13 já há empresários a ver... começam logo cedo a serem pressionados e os pais depois vão atrás e é uma situação chata. Temos de ter cuidado naquilo que dizemos aos miúdos. Autoestima e disciplina são fundamentais".

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:02

Luís Dias diz adeus ao Sporting

Rui Gomes, em 18.06.19

img_920x518$2019_06_18_14_43_05_1563962.jpg

Luís Dias, até agora coordenador técnico dos infantis do Sporting, anunciou esta terça-feira a saída do Clube. Numa mensagem divulgada nas suas redes sociais, Luís Dias fez um balanço do seu percurso no Sporting CP, deixando agradecimentos ao Clube por todos os bons momentos que ali teve:

"Fim de ciclo! 

Foram vinte (20) épocas ao serviço do futebol formação do Sporting Clube de Portugal... do velho Alvalade, à Academia e POLO-EUL. 

14 como treinador, onde comecei em 1998 pelos Escolas, terminando em 2012 nos Juniores. O Sporting deu-me a possibilidade de trabalhar com excelentes jovens talentos e isso permitiu-me ser campeão, como principal ou adjunto, em todos os escalões dos sub11 aos sub19 e obter 6 prémios da ANTF. 

Dessas gerações que treinei, 33 jovens atingiram a equipa profissional do SCP e desses CR7, Nani, Rui Patricio, William, João Mário, Adrien e Cedric, sagraram-se campeões europeus em 2016 - cumprindo o desígnio dos fundadores do clube - "tão grandes como os maiores da europa" Recordo as 2 decisões mais difíceis mas felizes, contra ventos e marés - colocar o William sub15 a jogar nos sub17 e adaptar o Cedric a lateral direito - o tempo e a qualidade dos jogadores deram-me razão! 

Nas 6 épocas de coordenador técnico do Polo-EUL, passamos por um período crítico, onde tivemos que fazer mais com metade do orçamento, só possível devido á paixão e dedicação que todos os colaboradores revelaram - que orgulho, uma família EUL. 

O Sporting foi pentacampeão do torneio da Pontinha com cinco gerações de jogadores e três treinadores diferentes, revelando a consistência do projecto. Melhor ainda, ver esta época, uma equipa de sub15 bicampeã nacional com equipa técnica e jogadores "made in" EUL. 

Deixar um cenário estrutural muito melhor que encontrei, campos novos, balneários novos e garantia de permanência por 10 anos - foi difícil, mas está lá! 

Foram vinte (20) épocas maravilhosas. Agradeço ao Sporting e a todos os que comigo colaboraram. Por último, recordo a minha maior derrota, em 2010 - perdi o meu pai; as maiores vitórias, em 2004 e 2006 - ganhei os meus filhos!! 

Obrigado Sporting Clube de Portugal".

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:10

Fotografia com história dentro (150)

Leão Zargo, em 09.06.19

SCP juniores 1955-56 Campeão Nacional.jpg

Os juniores leoninos em 1955-56

A maioria dos sportinguistas considera que a Formação leonina no futebol faz parte do ADN do Clube. Essa convicção está associada ao histórico de jogadores que se iniciaram nas camadas jovens e a uma tradição de décadas que permitiu que muitos desses atletas tivessem alinhado na equipa principal. O Sporting conquistou a primeira edição do Campeonato Nacional de Juniores, em 1938-39.

Todos conhecemos os nomes de Octávio Barrosa, Manecas, Morato (pai e filho), Fernando Mendes (médio), Pedro Gomes, Alexandre Baptista, Damas, Zezinho, Bastos, Aurélio e Carlos Pereira, Laranjeira, Caló, Barão, Inácio, Freire, Ademar, Virgílio, Carlos Xavier, Venâncio, Futre, Litos, Lima, Mário Jorge, Fernando Mendes (defesa), Paulo Torres, Cadete, Beto, Peixe, Figo, Cristiano Ronaldo, Rui Patrício e Adrien, entre muitos outros. Integraram os escalões jovens e o plantel sénior.

A equipa de juniores da época de 1955-56 terá sido uma das mais fortes sempre no que refere à qualidade colectiva, e começou a ser construída nos principiantes dois anos atrás. Nessa época venceu as duas competições em que participou, o Campeonato Regional e o Campeonato Nacional. Em trinta e dois jogos consentiu três empates e uma derrota, marcou cento e quarenta e três golos e sofreu nove golos. O treinador era o argentino Anselmo Pisa, que orientava também o plantel principal.

***A fotografia refere-se à final do Campeonato Nacional com a Académica de Coimbra, nas Salésias em 6 de Maio de 1956, que os leões venceram por 7-1:

De pé - Anselmo Pisa, António João Azevedo, Serra Coelho, Brito Lobato, Fernando Mendes, Emanuel Carvalho, António Morato, Nelito Fernandes e Valente;

Em baixo -  Mário Couto, Carlos Coutinho, Jorge Mendonça, José Sampaio, Elísio Bispo e Carlos Santos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:38

 

5635588-0-image-a-63_1541029981949.jpg

Um estudo muito interessante com origem no portal TheSportsmancom a Academia de Alcochete em destaque em Inglaterra, sendo o Sporting o quinto clube formador com mais minutos disputados na presente edição da Premier League.

No total, jogadores formados em Alcochete disputaram 12071 minutos, apenas atrás de Manchester United (18080), Manchester City (14037), Southampton (12836) e Tottenham (12815). Números atingidos pelas performances de jogadores como Rui Patrício (3330) e João Moutinho (3040), ambos do Wolverhampton FC, ou Eric Dier (1943) do Tottenham, entre outros, e que colocaram o Sporting como sendo o primeiro emblema estrangeiro nesta tabela, à frente de Barcelona ou Feyenoord.

Ainda além de ser o primeiro clube formador estrangeiro, o Sporting suplanta até alguns nomes de referência do futebol inglês, como por exemplo o Chelsea, que esta época esteve na final da UEFA Youth League, prova conquistada pelo FC Porto.

 

*Reportagem em Portugal de Fábio Lima, jornal Record.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:48

"Apostar na formação"

Esfinge, em 24.04.19

 

Marcelkeizer16.jpg

 

Quero agradecer a honra do convite para escrever no Camarote Leonino. Ter o nome (ou pelo menos o pseudónimo) ao lado de quem já tanto deu pela causa verde e branca, é uma responsabilidade. A devida vénia. Espero ter reflexões que possam interessar aos muitos leitores.

 

Marcel Keizer era um absoluto desconhecido para 99 por cento dos adeptos de futebol. Aquando da sua escolha, a Direcção vendeu-nos que era um treinador que sabia trabalhar sem acesso a grandes investimentos, com olho para fazer evoluir e potenciar jogadores, apostava em jovens e jogadores desconhecidos, boas metodologias de trabalho e que iria fazer um bom aproveitamento dos talentos da Academia.

 

Trazia no CV ter trabalhado com os jovens do Ajax, uma passagem fugaz pela equipa sénior e pouco mais. Não era um curriculum de sonho. Mas animou-me que, pela primeira vez em muitos anos, o Sporting tinha uma direcção que fazia o que prometia – maximizar a Academia.

 

Perdoem-me agora um muito breve périplo histórico. Na última vintena de anos, várias direcções se apresentaram com o chavão “aposta na formação”, e daqui se construiria o plantel sénior e o sucesso. Invariavelmente era algo que acabava rápido e sem seguimento.

 

Verificam-se honrosas excepções: 2001/2003 (Boloni, com Quaresma, Viana, Custódio, Ronaldo), 2005/2010 (Paulo Bento com Rui Patrício, Miguel Veloso, Pereirinha, Nani, Yannick, Adrien, Carriço), e 2012/2013 (Leonardo Jardim, com William, Dier, Ruben Semedo, Salomão, Esgaio, Mané).

 

Até passo por cima do pormenor de que, em quase todos estes casos, o investimento se dever mais a contingências orçamentais do que a uma convicção fervorosa na importância do ciclo virtuoso Academia-Plantel Sénior (a Academia fornece talentos ao plantel sénior que os potencializa desportiva e economicamente, e a evolução que o plantel sénior permite aos jogadores formados na Academia, serve de atração a mais jovens talentos para a Academia).

 

Mas terá Keizer cumprido com o que foi prometido? Terá Keizer apostado na juventude e na Academia? Vou usar como critério de aferição o número de minutos jogados. É um critério falível, porque ignora parte importante do trabalho de um jogador de futebol, que é invisível para nós: o quotidiano dos treinos, o saber estar, o nível de ética profissional, o compromisso, a responsabilidade. Ainda assim, sem minutos não se fazem jogadores.

 

Ora, desde o início desta temporada, os jogadores do Sporting já jogaram, no total, 48.308 minutos, e dou de barato que Keizer não é o treinador desde o início da temporada. Mas os números valem ainda assim por si.

 

Este ano, da Academia, poderiam evoluir no plantel sénior: Jovane, Miguel Luís, Thierry, Pedro Marques, Bruno Paz e, até, Geraldes. Até ao momento, todos estes jogadores juntos tiveram 2.069 minutos, ou seja, 4,28% do tempo disponível:

 

  • Jovane - 1.197 minutos (2,48%)
  • Miguel Luís - 765 minutos (1,58%)
  • Thierry Correia - 42 minutos (0,09%)
  • Pedro Marques - 31 minutos (0,06%)
  • Paz e Geraldes - 17 minutos (0,04% cada)

 

Só para comparar: Marcelo jogou 180 minutos, Castaignos tem 119 minutos, Misic 73 e Petrovic 911 minutos.

 

Assim, e na diagonal, os dados disponíveis aparentam mostrar que Marcel Keizer não é um grande amigo da nossa formação. No que é mais um, numa longa tradição, dos que dizem uma coisa, e fazem outra. Mas cada um tira as suas conclusões.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:50

 

img_920x519$2019_03_04_20_06_07_1513559.jpg

 

O Sporting CP garantiu, esta segunda-feira, a continuidade de 12 jogadores da formação, que assinaram contrato profissional. São eles os sub-17 Diogo Almeida, Alexandre Lami, Rodrigo Rego, Eduardo Quaresma, Nuno Mendes, João Daniel, Gonçalo Batalha, Tiago Ferreira, Daniel Rodrigues, Joelson Fernandes, Tiago Tomás e Nicolai Skoglund.

 

Em declarações ao Jornal Sporting e à Sporting TV, o presidente Frederico Varandas afirmou “tratar-se de um dia importante para todos os Sportinguistas”, uma vez que foi assegurada a continuidade de “12 grandes promessas”, resultado “de um trabalho de vários meses.

 

O líder do clube de Alvalade revelou ainda que “foi preciso resistir ao assédio de clubes europeus que tentaram levar alguns destes jovens jogadores, contudoeles acabaram por optar bem, optaram por ficar em casa.”

 

Junto aos atletas neste momento tão importante das suas vidas esteve Luís Vidigal, director do futebol de formação: “Olho para este passo com muita responsabilidade. São jovens que no escalão deles são de qualidade altíssima. O Sporting está bem, garante para os próximos anos um conjunto de jogadores de altíssima qualidade e é isto que queremos para o futuro.”

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:18

 

cristiano-ronaldocropped_5dxfsygz43mf1fuw9lqbkhwc9

 

A transferência de Cristiano Ronaldo do Real Madrid para a Juventus fez entrar nos cofres do Sporting cerca de 2,237 milhões de euros, resultantes da aplicação do mecanismo de solidariedade, que compensa os clubes por direitos de formação, em 5% do valor total do negócio – neste caso concreto, de aproximadamente 100 milhões de euros. O Sporting, onde Ronaldo esteve seis épocas, ficou com 2,25% desse montante.

 

Outro encaixe substancial, de 1,149 milhões de euros, foi proveniente da saída do defesa Santiago Arias do PSV Eindhoven para o Atlético Madrid, devido à "materialização dos 15% da mais-valia" a que a Sporting SAD tinha direito.

 

Ainda, pela cedência de jogadores a selecções que estiveram no último Mundial, na Rússia, o Sporting tem a receber 1,584 milhões de euros.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:37

Formação de futsal em destaque

Rui Gomes, em 30.10.18

 

10350601_498374093626132_2932174469559608050_n.jpg

 

O balanço dos resultados do fim-de-semana do departamento de futsal do Sporting CP foi bastante positivo. Juniores A e B, iniciados A, infantis A, benjamins A e B, seniores femininos e juniores femininos venceram nos respectivos campeonatos, sendo que só os iniciados B saíram derrotados do jogo frente ao GROB. Os infantis B folgaram no Campeonato Distrital - 1.ª fase. 

 

Conheça os resultados dos vários escalões:
 
Juniores A (sub-20)
4.ª jornada do Campeonato Nacional, 1.ª fase, Zona Sul: Quinta dos Lombos-SPORTING CP, 0-4
Classificação: 1.º lugar, 12 pontos
Próxima jornada: SPORTING CP-Leões Porto Salvo (domingo, às 18h)
 
Juniores B 
4.ª jornada do Campeonato Nacional, 1.ª fase, Zona Sul: CF Os Belenenses-SPORTING CP, 0-7
Classificação: 1.º lugar, 12 pontos
Próxima jornada: Futsal Oeiras-SPORTING CP (domingo, às 15h)
 
Iniciados A 
7.ª jornada da Divisão de Honra - 1.ª fase: SPORTING CP-Sporting Torres, 9-1
Classificação: 1.º lugar, 21 pontos
Próxima jornada: Shotokai Queluz-SPORTING CP (quinta-feira, às 15h)
 
Iniciados B
3.ª jornada do Campeonato Distrital - 1.ª fase: SPORTING CP-GROB, 2-6
Classificação: 3.º lugar, 6 pontos
Próxima jornada: Quinta dos Lombos-SPORTING CP (sábado, às 15h)
 
Infantis B
1.ª jornada do Campeonato Distrital - série 4, 1.ª fase: SPORTING CP-Alto Pina, 23-0
Próxima jornada: ACAD Ciências-SPORTING CP (sábado, às 16h30) 
 
Infantis B
1.ª jornada do Campeonato Distrital - série 5, 1.ª fase: isento 
Próxima jornada: SPORTING CP-Juv. Horta Nova (sábado, às 17h) 
 
Benjamins A
1.ª jornada do Campeonato Distrital - série 4, 1.ª fase: SPORTING CP-SC Maria, 8-0
Próxima jornada: Benfica-SPORTING CP (domingo, às 10h)
 
Benjamins B
1.ª jornada do Campeonato Distrital - série 3, 1.ª fase: Shotokai-SPORTING CP, 1-6
Próxima jornada: SPORTING CP-São Brás (sábado, às 19h) 
 
Seniores femininos 
5.ª jornada do Campeonato Nacional - 1.ª fase, Zona Sul: At. Povoense-SPORTING CP, 3-5
Classificação: 2.º lugar, 13 pontos
Próxima jornada: SPORTING CP-CF Os Belenenses (quinta-feira, 20h) 
 
Juniores A femininos 
5.ª jornada do Campeonato Distrital - fase única: SPORTING CP-Futsal Feijó, 6-1
Classificação: 1.º lugar. 12 pontos
Próxima jornada: Leões Porto Salvo-SPORTING CP, (sábado, às 18h)
 
Juniores B femininas
Iniciam o Campeonato Distrital - fase única: Quinta dos Lombos-SPORTING CP, sábado
 
Juniores C femininas
Iniciam o Campeonato Distrital - fase única: Futsal Feijó-SPORTING CP, sábado
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:30

 

img_818x455$2016_06_11_18_24_44_543303.jpg

 

Nos dias 6 e 7 de Outubro, a casa das modalidades leoninas abre as portas às equipas de futsal feminino, voleibol feminino, juniores de andebol, juvenis de futsal e hóquei sub-17, que disputam os respectivos campeonatos.

 

Numa clara e positiva aposta de 'dar palco' e reconhecimento aos escalões de formação e às formações femininas, o dia de sábado no Pavilhão João Rocha começa às 16h00, com o jogo de futsal feminino entre o Sporting e o Venda Luísa, seguindo-se (18h30) a partida das leoas do voleibol contra o Gueifães, que marca a estreia na II Divisão. Às 21h00, o #DiadeSporting termina com o hóquei sub-17 a entrar no ringue, para defrontar o Paço d'Arcos.

 

No domingo, há mais duas partidas agendadas. Os juvenis de futsal disputam mais um jogo da primeira fase do Campeonato Nacional, frente ao Miranda do Corvo, pelas 15h00. Logo depois, os juniores de andebol encontram o Benavente - 17h30 é a hora do jogo que marca o adeus a um fim-de-semana repleto de Sportinguismo no 'palco dos campeões'.

 

Última nota, mas não menos importante: todos os desafios têm entrada gratuita

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:20

Formação e fidelidades

Naçao Valente, em 27.07.18

 

1528824006_1.jpg

 

Tem sido assunto de muita polémica as rescisões de nove jogadores do Sporting, no fim desta época desportiva. É ,no entanto, um caso tão insólito quanto raro, e que só foi possível na sequência do delírio "tremendus" que atingiu o presidente destituído a partir do mês de Março. Não tivesse acontecido esse desvario, o Sporting teria todo o seu plantel, e estaria a negociar, normalmente, as vendas de alguns desses activos.

 

Comentadores do Camarote põem todo o ónus de culpa nos jogadores, esquecendo a origem principal desses acontecimentos. Os jogadores foram acusados de ingratos, quiçá de traidores. Ídolos que passaram num abrir e fechar de olhos de bestiais a bestas.

 

Compreende-se na perspectiva da irracionalidade do adepto, mas não tem cabimento algum numa análise racional, onde se devem considerar razões objectivas. Decerto que terá havido motivações variadas, e admito que alguns se tivessem atrelado ao carro das rescisões sem reais motivos que o justificassem.

 

Esta situação levanta, porém, uma discussão que tem a ver com os direitos de formação, por terem aqui sido usados como argumentação para condenar os atletas em causa, a um grave crime de "lesa pátria". Os direitos de formação estão regulamentados, os formandos têm contratos assinados com o clube formador, seja ele qual for, e dele constam direitos e deveres. Nenhum desses contratos implica uma espécie de fidelidade, tipo feudal, em que o formando, se obrigue a nunca poder denunciar o contrato, estando amarrado por direitos de formação. Afinal vivemos ou não numa sociedade livre?

 

Mas a questão dos direitos de formação merece outra reflexão. Diz-se que o Clube gastou imenso dinheiro com essa formação  e que deve ser ressarcido. Não passa de uma meia verdade. Eu gostaria de saber quantos dos milhares de formandos que passam pelos clubes dão em termos financeiros qualquer contrapartida. Certamente uma pequena minoria. A maior parte destes formandos vai-se perdendo pelo caminho, e apenas um número muito reduzido chega a profissional, e um número ainda mais reduzido garante retorno financeiro. Podem-se contar pelos dedos das mãos, os que deram retorno assinalável. Com todos os outros, tirando a sua participação em provas dos escalões em que actuaram, só constituíram despesas.

 

E quando futebolistas como Gelson, Rui Patrício, William, Podence, Leão ,apenas para referir os que estão envolvidos nestas rescisões, têm valor de mercado considerável, pela sua qualidade, nós adeptos devíamos estar-lhe gratos, pois são a tal e reduzida minoria que irá realmente "pagar" e bem o dinheiro gasto. E volto a repetir, se chegaram a este patamar, não foi somente pela formação em si, mas pela sua qualidade. E quando partem para outras paragens, independentemente da mais valia que geraram, já acrescentaram muito valor ao clube que os formou, e neste caso específico à marca Sporting.

 

Foi o que aconteceu com os referidos atletas, que embora tenham apresentado rescisão, pelas razões conhecidas, têm estado abertos a negociações, entre o seu clube formador e o que os pretende contratar. Como estas correm para o clube é uma situação que já os ultrapassa, mas estou convicto que ficarão satisfeitos, se este fizer um bom negócio. Claro que, numa outra vertente, procuram melhorar a sua condição profissional, mas isso é inerente à ambição de qual quer trabalhador. É verdade, que pelo meio, há os empresários que gerem a sua carreira, e que também tiram bons proventos. É a realidade que existe e existirá, enquanto o dinheiro, comandar o mundo.

 

Em conclusão, parece-me uma injustiça gritante para estes atletas, a forma como foram tratados pela irracionalidade de alguns adeptos, que vivem fora do tempo, e ainda confundem relações livres de trabalho, com relações de tipo feudal, para mais assentes na falácia da formação, e num tipo de fidelidade que não existe, noutros tipos de actividade. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:18

Formação made in Sporting brunista

Naçao Valente, em 23.05.18
 

image.jpg

 

O filósofo grego Sócrates foi condenado à morte, com cicuta, com base na acusação  de que tinha corrompido jovens com as suas ideias. Corromper, neste caso, correspondia a ensinar os jovens a reflectir com sentido crítico. De acordo com os acusadores, era preciso defender a coesão social.

 

O Sporting é um clube formador onde militam um grande número de jovens, alguns ainda na fase da infância. Estão no início do acesso a valores e princípios, onde se deve inculcar a tolerância e o respeito pelas diferenças.

 

Segundo o impresso entregue a jovens no "Encontro das Escolas Academia Sporting", no passado sábado, pode ler-se em "dez mandamentos" frases como "saber dizer o pior do adversário" ou "o sportinguista é fanático". Isto, ao contrário do ensino socrático, é para formar cidadãos livres?

 

Quando um clube formador, com o prestígio do Sporting, chega ao descalabro infame de inserir em panfletos distribuídos aos seus formandos, incitações ao ódio contra o que é diferente, não está a exercer o seu papel de formar para a civilidade. Não sei de quem partiu esta manifestação de "racismo" mas é licito levantar a hipótese de fazer parte do clima de guerra contra tudo que se instalou no clube.

 

image (2).jpg

 

O Sporting não pode ser uma escola, tipo "madraças", onde se ensina fanatismo extremo e radical. Vivemos num país livre e tolerante e o Sporting por este caminho está a prestar um mau serviço à democracia e aos seus princípios. O Sporting tem de ser uma escola de virtudes e não de maus costumes. O Sporting está a bater no fundo e este ainda pode abater.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:34

A formação elite do Sporting

Rui Gomes, em 23.10.17

 

Logo-blanc-sur-fond-bleu_eng_20131122111850.jpg

 

O Sporting continua entre os principais clubes formadores europeus, contando com 55 jogadores formados em Alvalade a actuar nos 31 principais campeonatos da Europa.

 

Este registo impressionante atribui aos leões o quinto lugar da lista elaborada pelo Observatório do Futebol CIES, sendo que o Sporting é apenas ultrapassado pelo Ajax, Dínamo de Zagreb, Partizan e Real Madrid.

 

O Ajax é líder com 71 jogadores da sua formação a atuar nos 31 principais campeonatos, mais quatro do que o Dínamo de Zagreb (67), mais dez do que o Partizan (61) e mais 13 do que o Real Madrid (58).

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:41

 

Logo-blanc-sur-fond-bleu_eng_20131122111850.jpg

 

O Sporting é a quarta equipa entre as seis primeiras Ligas do ranking da UEFA que mais minutos deu aos jogadores formados no clube nos últimos seis meses, segundo um estudo publicado pelo Observatório do Futebol.

A análise do CIES incidiu sobre o período compreendido entre 1 de Novembro e 1 de Maio e concluiu que os jogadores da formação leonina jogaram em média 41,7 por cento dos minutos totais disputados pela equipa. Só Athletic Bilbao (64 por cento), Real Sociedad (49,8 por cento) e Lyon (48,8) estão acima do Sporting.

img_770x433$2017_04_24_22_51_33_1255840.jpg

 

De resto, o Sporting é mesmo o único clube português no top 100, contabilizando todos os campeonatos europeus. Nesta tabela, figura no 28.º posto do ranking. Na liderança está o Tatran, da Eslováquia, com 75,5 por cento. O último clube que figura no top-100 é o VPS, da Finlândia, com 26,3 por cento.

O estudo teve em conta jogadores que estiveram no clube pelo menos três temporadas entre os 15 e os 21 anos de idade.
 
Uma estatística algo surpreendente, considerando que Jorge Jesus não é reconhecido como um grande apostador em jovens, muito embora possa ser argumentado que com o vasto leque de talento proveniente da Academia, a aposta é inevitável, praticamente obrigatória, e até podia ser mais alargada.
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:07

 

Logo-blanc-sur-fond-bleu_eng_20131122111850.jpg

 

Alguém (benfiquista), não há muito tempo, adiantou a ridícula noção que a melhor formação portuguesa é a do clube da Luz. Até acho que classificar a ideia de ridícula, é ser simpático, mas, de qualquer modo, eis que surge mais um estudo do Observatório do Futebol (CIES) com conclusões óbvias que anulam por completo a tese "encarnadada", se é que era necessário um estudo para o efeito.

 

O Sporting Clube de Portugal é, segundo o CIES, a 4.ª melhor formação do Mundo, atrás apenas do Ajax, Partizan da Sérvia e Dínamo Zagreb. Até o FC Porto (16.º lugar) situa-se à frente dos "encarnados" (18.º lugar). No total, há 54 futebolistas formados em Alcochete espalhados pelos clubes dos campeonatos analisados. Desses, oito deles ainda estão em Alvalade.

 

FC Porto surge com 41 futebolistas (quatro dos quais no plantel), mais um do que o Benfica, que tem os mesmos quatro no plantel.

 

A lista incluiu jogadores que tenham participado em pelo menos um jogo do respectivo campeonato em 2016/17 até 1 de Outubro ou nas duas temporadas anteriores. Para ser considerado formado num clube, teve de passar três épocas nesse emblema entre os 15 e os 21 anos, precisamente a definição da UEFA para futebolistas formados localmente.

 

Eis a lista dos melhores clubes formadores:

 

Clube
1.º Ajax (Holanda)
2.º Partizan (Sérvia)
3.º D. Zagreb (Croácia)
4.º Sporting (Portugal)
5.º Barcelona (Espanha)
6.º Real Madrid (Espanha)
7.º D. Kiev (Ucrânia)
8.º Sparta Praga (Rep. Checa)
9.º D. Minsk (Bielorrússia)
10.º Hadjuk Split (Croácia)
...
16.º FC Porto (Portugal)
18.º Benfica (Portugal)
No clube
9
5
13
8
7
7
13
8
9
10
...
4
4
Noutros clubes
63
56
42
46
46
46
39
40
38
36
...
37
36
Total
72
61
55
54
53
53
52
48
47
46
...
41
40

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:10

 

16428933_uDjPc.jpg

 

O Sporting anunciou esta quinta-feira que contratou Luís Martins para o cargo de director técnico do futebol de formação do clube e que o anterior coordenador do futebol de formação, Paulo Leitão, deixou o clube.

 

«A Sporting Clube de Portugal - Futebol, SAD informa que contratou Luís Martins para o cargo de director técnico do futebol de formação. Luís Martins foi treinador dos juvenis e dos juniores do Sporting, tendo conquistado títulos ao serviço do Clube.

 

Do seu currículo constam ainda, entre outras etapas do seu percurso profissional, passagens pela Arábia Saudita como seleccionador da equipa olímpica e como treinador do Al Ahli Jeddah, no qual foi campeão nacional de sub-23, por Inglaterra e pela Rússia, como adjunto no Tottenham e no Zenit de São Petersburgo».

 

Num outro comunicado, o Sporting informou que revogou o contrato com Paulo Leitão, coordenador do futebol de formação, por mútuo acordo.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:05

A nossa formação está-se a afundar

City Lion, em 01.06.16

 

16428933_uDjPc.jpg

 

Ontem tivemos, com a convocatória para a selecção nacional dos sub-15, mais uma confirmação que fomos ultrapassados pelo Porto e Benfica na formação. Nós temos 2 convocados, o Porto 5 e o Benfica 9. Os da teoria da conspiração dirão que isto "está tudo feito" e que há aqui favores do seleccionador, como diziam que o Benfica iria oferecer a Taça da Liga ao Marítimo por troca com o jogo do campeonato e idiotices do género, mas infelizmente a realidade vai até para além do que Jesus afirmou publicamente.

 

Nem entro na questão dos sinais dos fracos resultados das nossas equipas da formação, porque por vezes ser demasiado "resultadista" tem efeitos perniciosos a prazo, mas nunca pensei que pudéssemos ser goleados em Alcochete seja em que escalão fosse e esta época conseguimos esse "feito" duas vezes.

 

É o que dá "dar tachos" em vez de apostar na competência e, tal como na questão do rebaixar do "nível" em termos de discurso e postura dos nossos dirigentes, estes são erros que deixarão marcas mais a médio / longo prazo, quando provavelmente os actuais responsáveis já cá não estarão.

 

O que vale é a formação que veio de trás (do tal período terrível) e que tem, em geral, vindo a ser bem aproveitada na equipa principal, até porque teve que colmatar as várias dezenas de "flops" que foram contratadas para os seus lugares.

 

P.S.: Ao fim de mais de 3 anos ainda continua a "dança das cadeiras" em várias áreas no nosso clube e parece que desta vez já não é o Bruno Carvalho a liderar o processo ... o que até pode ser um bom prenúncio.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:00

 

une_hd.jpg

 

Na edição desta quarta-feira, a reputada revista France Football destaca a formação do Sporting, nomeadamente pelos dois vencedores da Bola de Ouro, Luís Figo e Cristiano Ronaldo, sublinhando o sucesso do muito trabalho levado a cabo pelos técnicos do Clube. Outra referência faz alvo de Adrien Silva, o luso-francês que agora enverga a braçadeira de «capitão» da equipa de "leão ao peito".

 

Eis as breves declarações do líder em campo da equipa leonina:

 

«É um sonho tornado realidade, mas foi duro ficar longe da família. Agradeço ao Sporting por me ter formado como jogador, mas, sobretudo, como pessoa.

 

Tentam copiar o nosso modelo (Benfica) mas isso exige tempo e organização. Têm uma ideia errada de Jorge Jesus. Já apostou em muitos jovens. Tenta misturar experiência e juventude, para atingir a perfeição».   

 

Um discurso "politicamente correcto" de Adrien, com algum exagero à mistura, nomeadamente sobre a aposta de Jorge Jesus em "muitos jovens", mas compreende-se que assim seja. 

 

Curiosamente, acho que foi na semana passada que o jornal francês L'équipe publicou um artigo sobre jogadores que poderiam constituir um "onze" em representação de França, mas que não o fazem por terem optado por outro país, devido à sua dupla nacionalidade.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:52

Foto do Dia

Rui Gomes, em 22.03.16

 

1173781_10153350805451555_957602598015486853_n.jpg

O futuro do Sporting ?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:01

Isto também o Sporting !

Rui Gomes, em 11.10.15

 

untitled.png

Os juniores do Sporting visitaram e golearam o Casa Pia, por 6-0, em jogo da 9.ª jornada da 1.ª fase do Campeonato Nacional. Os golos leoninos da autoria de Ronaldo Tavares (3), Jovan Cabral (2) e Leandro Tipote. Sporting e Belenenses lideram a classificação, com 23 pontos, seguidos pelo Benfica, com 15, e a Académica, com 14. 

 

 

ng82A0E38E-D8C3-4C66-8024-EE4B24FC9680.jpg

A equipa de juvenis do Sporting visitou e goleou o Rio Maior, por 6-0, em jogo a contar para a 5.ª jornada do Grupo D da 1.ª fase do Campeonato Nacional. Os golos leoninos foram apontados por Nuno Moreira, Miguel Luís, F. Fuarte, Miguel Lopes, Tomás Silva e Hassan. O Sporting lidera a tabela classificativa com 15 pontos/5 jogos, mais 3 do que o Benfica que tem menos um jogo.

 

 

ng7A1F5597-0F03-4F57-85CD-7D661C90428B.jpgA equipa de inciados do Sporting recebeu e derrotou o CAC Pontinha, por 5-0, com golos de Rui Reis (2), Nuno Cardoso (2) e Edson Seita. O jogo contou para a 7.ª jornada do Grupo F da 1.ª fase do Campeonato Nacional. O Sporting lidera com 19 pontos/7 jogos, seguido pelo Benfica com 18 pontos/6 jogos.

 

 

84335.jpg

Em jogo da 5.ª jornada, Zona Sul, do Campeonato Nacional feminino de futsal, realizado em São João da Talha, a equipa do Sporting recebeu e foi derrotada pela do Benfica, por 2-0. O emblema da Luz lidera a tabela classificativa com 15 pontos/5 jogos, seguido por Quinta dos Lombos com 13 pontos/5 jogos e, em 3.º lugar, o Sporting com 10 pontos/5 jogos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:28

 

18722676_8omH4.jpg

Em 19 de Dezembro de 2014, um dia que só aparentemente estará muito distante dos adeptos leoninos, Bruno de Carvalho em conferência de imprensa comunicou que o Sporting não iria ao mercado em busca de reforços em Janeiro, esclarecendo que o plantel principal seria reforçado apenas com jogadores provenientes da equipa B.

 

Nessa altura, o presidente do Sporting era muito activo no que se refere à comunicação para o exterior da estrutura de futebol: “Temos o plantel que queríamos (...). Muitos Sportinguistas, esquecendo-se do que relembro agora, questionam diariamente quais serão os reforços de Inverno que vamos trazer. Depois do que aqui expliquei e relembrei não tenho qualquer prurido em dizer quais serão esses reforços que o nosso treinador terá à sua disposição: Podence, Gelson, Francisco Geraldes, Iuri Medeiros, Tobias Figueiredo, Chaby, Wallyson, Dramé, Slavchev, Ryan Gauld, Rabia, Sacko, André Geraldes e outros”.

 

Ultimamente, os nossos leitores Profeta e Leão 1906 recordaram essa inusitada conferência de imprensa de quinze minutos sem direito a perguntas. Pelos seus comentários, ocorreu-me que teria interesse fazer o levantamento da situação desportiva dos atletas que foram citados por Bruno de Carvalho.

 

Assim, dos citados “reforços” de Inverno, apenas Tobias Figueiredo e Gelson Martins integram  ainda a equipa A. Os restantes, quase todos, estão muito distantes de conseguir chegar algum dia ao plantel principal do Sporting:

 

Podence – equipa B

Gelson Martins – equipa A

Francisco Geraldes – equipa B

Iuri Medeiros – “emprestado” ao Moreirense

Tobias Figueiredo – equipa A

Chaby - para ser “emprestado”

Wallyson – “emprestado” ao Nice

Dramé – equipa B                        

Slavchev - “emprestado” ao Apollon Limassol, do Chipre

Ryan Gauld – equipa B

Rabia – para ser “emprestado” ou transferido

Sacko – equipa B

André Geraldes - “emprestado” ao Belenenses

 

Condições financeiras em que foram contratados os “reforços” que não são oriundos da Academia de Alcochete:

 

Slavchev contratado ao Litex Lovech, Bulgária, 2,5 milhões de euros por 85 por cento do passe;

Dramé contratado a custo zero;

Ryan Gauld contratado ao Dundee United por 2,76 milhões de euros;

Rabia contratado ao Al-Ahly, Egipto por 0,75 milhões de euros;

Sacko contratado ao Bordéus por 1 milhão de euros;

André Geraldes contratado ao Belenenses por 0,5 milhões de euros.

 

Hoje, muitos sportinguistas regozijam-se com as contratações de Brian Ruiz, Téo Gutiérrez, Naldo e Aquilani. Há alguns meses atrás foram outras as ideias prevaleceram !

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:19

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo