Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Foto do dia

Rui Gomes, em 03.09.21

241430203_10157925506676555_7449039311858456721_n.

A formação regressou ao Pólo EUL!

publicado às 20:00

e9yrv5dxoaibkgc.jpg

O Sporting Clube de Portugal está entre os emblemas nomeados para os European Club Association (ECA) Awards 2021 na categoria de Futebol de Formação, graças ao seu projecto que assenta no Modelo Centrado no Jogador (MCJ). 

De acordo com a entidade, os prémios em questão visam "promover e recompensar os grandes feitos dos clubes membros da ECA que podem servir como inspiração para a comunidade do futebol", pode ler-se no comunicado. Iniciados em 2010 e interrompidos em 2018, os ECA Awards regressam nesta edição e os clubes vencedores serão anunciados durante a 26.ª Assembleia Geral da ECA, que ocorrerá durante os dias 6 e 7 de Setembro, em Genebra, na Suíça.

O Modelo Centrado no Jogador idealizado pelo Sporting CP foca-se no desenvolvimento do jogador a 360º através da introdução de uma abordagem multidisciplinar, integrando áreas como a técnica, a táctica, a científica e a tecnológica, entre outras, como um todo.

Entre os objectivos do projecto leonino nomeado estão a identificação de jogadores com o perfil Sporting CP, a criação de planos de desenvolvimento individual que incluam as várias vertentes integradas e ainda a criação de um programa pedagógico e educacional que incentive de forma acentuada a carreira dual, isto é, a que os jovens atletas conjuguem a evolução desportiva com o progresso nas suas habilitações académicas.

Para além de futebol de formação, os ECA Awards visam distinguir projectos clubísticos dos seus membros associados nas seguintes categorias: Impacto Social, Futebol Feminino e Pareceria Corportativa.

publicado às 05:32

Diogo Pereira é mais uma aposta do futebol de formação do Sporting Clube de Portugal. O lateral-esquerdo de 15 anos (também joga a extremo) assinou esta quinta-feira contrato de formação com o Clube, ao qual chegou em 2017 oriundo do UA Povoense.

dp22.jpg

“Estou muitíssimo grato ao Clube do meu coração, sei que é o primeiro passo numa longa caminhada. Agora tenho de trabalhar ainda mais, é uma grande responsabilidade. Jogo na mesma posição que o Nuno Mendes. É bom estar onde apostam nos jovens. O Sporting CP coloca muitos jogadores da formação na equipa principal. Há muito talento na Academia e ainda vamos dar muito ao Clube".

publicado às 06:00

Liga NOS é a que menos recorre à formação e Sporting é o clube que mais aposta nos jovens

Relatório do Observatório de Futebol CIES coloca campeonato português na cauda da Europa

Rui Gomes, em 10.05.21

img_920x518$2021_05_10_13_19_26_1848198.jpg

Um relatório do Observatório de Futebol CIES mostra que a Liga portuguesa é a que menos aposta nos jogadores da formação, depois de uma análise realizada em 27 ligas europeias. Apenas 4,7%, contra os 26,8% da Eslovénia, o país tem a maior percentagem de minutos jogados por futebolistas da 'cantera'. É de tomar nota que o estudo entende por 'jogadores da formação' futebolistas que tenham estado pelo menos três épocas no clube entre os 15 e os 21 anos.

Se analisarmos os dados por clubes, em Portugal o Sporting é o que mais joga com a 'prata da casa'. Segundo os dados, mais de um quarto dos minutos dos jogos dos leões esta época foram disputados por jogadores da formação - 26,3%.

Na Liga NOS o segundo lugar deste ranking é ocupado pelo FC Porto, com 12,6%, seguido por Belenenses SAD (8,6%), V. Guimarães (7,1) e Benfica (6,8).

Em termos absolutos, o clube destas 27 ligas europeias que mais joga com futebolistas da formação é o MSK Zilina, da Eslováquia, com 61,5% dos minutos.

Já no que diz respeito às cinco grandes ligas, o Celta de Vigo, em Espanha, lidera, com 49%.

publicado às 13:30

dsc08206-min.jpg

Gabriel Silva, de 14 anos, é o mais recente jovem talento a assinar contrato de formação com o Sporting Clube de Portugal.

O jovem admitiu que o início foi "difícil", mas agora como atleta residente na Academia Sporting "tudo se tornou mais fácil".

"Estou muito feliz porque concretizei um grande objectivo. Desde que cheguei ao Clube que sonhava em dar este passo, agora vou começar a lutar por outras metas. Tenho o sonho de chegar à equipa principal do Sporting. Continuem a apoiar a formação, porque há muita qualidade e vamos dar-lhes muitas alegrias".

publicado às 03:00

Formação de regresso ao Pólo EUL

Rui Gomes, em 20.04.21

175559979_10157674641481555_6961139870928235064_n.

Mais de três meses depois da última vez, a formação de futebol do Sporting CP regressou, esta segunda-feira, aos treinos no Pólo EUL. Autorizadas pelas autoridades, centenas de crianças e adolescentes voltaram a ter treinos presenciais de leão ao peito.

Após o confinamento que obrigou, mais uma vez, à interrupção dos treinos, esta segunda-feira ficou marcada pelo regresso do desporto de formação em praticamente todo o país. No Pólo EUL (Estádio Universitário de Lisboa), a formação de futebol masculino, até aos sub-13, e feminino, até à equipa B, do Sporting CP deixou os treinos por videochamada para voltar aos relvados.

176076398_10157674641601555_1491645482993955701_n.

Os jovens atletas realizaram todos testes COVID-19 antes de integrarem os treinos de cada escalão, com os resultados a serem todos negativos. À entrada para os campos, foi também medida e registada a temperatura corporal e as mãos foram desinfectadas. Os balneários não foram, e não vão ser no futuro próximo, utilizados, com os jovens atletas a chegarem ao Pólo EUL já com os respectivos equipamentos vestidos.

publicado às 05:00

032a7466-min.jpg

Cristiano Palamarchuk, de 14 anos, assinou, esta sexta-feira, um contrato de formação com o Sporting CP. O jovem defesa-central integra actualmente a equipa de sub-14 dos leões. Tem dupla nacionalidade (é luso-ucraniano) e jogava num Clube de Lagos chamado Sport Lagos e Benfica

No seu primeiro ano na Academia Sporting, Cristiano Palamarchuk falou sobre os seus primeiros dias de leão ao peito:

"Fui muito bem recebido, tenho aprendido bastante e tem sido uma experiência muito boa. Sempre olhei para o Sporting CP como um Clube com muita qualidade e onde muitos jogadores da formação conseguem chegar a profissionais.

Estou muito feliz, é um grande orgulho representar este Clube. É uma oportunidade única, quero aproveitá-la ao máximo e agradecer a todos os que me ajudaram a chegar até aqui".

publicado às 03:30

O sucesso volta a passar por Alcochete

Leão do Norte, em 28.03.21

A "prematuridade" da estreia de Dário Essugo na equipa principal do Sporting atingiu uma tal notoriedade que colocou, definitivamente, a aposta na formação no centro da realidade leonina.

O Sporting Clube de Portugal sempre foi considerado um clube de excelência ao nível da formação futebolística, como comprovam os inúmeros talentos gerados no seu historial, ainda que, ao longo dos anos, tenha passado por períodos de intermitência nessa formação e algum subaproveitamento desses valores.

senhoras-e-senhores-dario-essugo-e-o-mais-novo-de-

A essência de sucesso da formação desportiva deve assentar em três pilares fundamentais: prospecção, condições de trabalho e oportunidades. Infelizmente, durante um período considerável, o "abandono" desses pilares condicionou esse sucesso na formação do clube leonino.

Nesse período, ao nível da prospecção, que num clube com a dimensão do Sporting deve ser de âmbito global e o mais abrangente possível, o nosso Clube foi ultrapassado pelos dois rivais (Porto e Benfica) e na região norte do país clubes como o Braga e mesmo o Vitória de Guimarães tornaram-se mais influentes. Alguns desses clubes chegaram a recrutar no Sporting os recursos humanos com que dinamizaram as suas estruturas de "scouting" e formação.

Foram tornadas públicas deficiências na manutenção das infra-estruturas e na melhoria das condições para o desenvolvimento dos atletas, o que condicionou negativamente esse desenvolvimento e o seu rendimento. As consequentes oportunidades ao nível da equipa principal foram escassas e inconstantes, fosse pela diminuição do talento disponível, fosse pela fraca aposta, por parte da equipa técnica, nos jovens formados na academia, muitas vezes em detrimento de jogadores com qualidade duvidosa e nitidamente inferior.

É com descomunal agrado que actualmente se constata, cumprindo uma promessa inicial e corporizando o projecto desportivo, que a actual Direcção apostou fortemente no reforço desses pilares de sucesso para a formação.

Para além do forte investimento nas condições físicas da academia e na metodologia de treino é rara a semana em que não assistimos à renovação de um jovem valor da formação, o que comprova a atenção dada ao percurso dos jovens e à sua estabilidade. Auscultando os intervenientes no terreno é fácil constatar o "regresso", a nível nacional, por parte do Sporting, à identificação, acompanhamento e contratação de jovens valores, que pelo país fora são continuamente gerados. Como complemento ideal para o sucesso deste projecto temos a competência e a coragem de uma equipa técnica que, com a sua aposta convicta nos jovens da formação, fornece-lhes as oportunidades necessárias para demonstrarem o seu potencial.

Dário Essugo conquistou os "holofotes da fama", mas Nuno Mendes (já internacional A), Gonçalo Inácio e Tiago Tomás são habituais titulares da equipa principal e importantes peças no seu sucesso actual. Se a estes juntarmos as utilizações frequentes de Matheus Nunes e Daniel Bragança, as apostas já feitas em Eduardo Quaresma e Joelson Fernandes e as chamadas constantes de muitos outros jovens aos trabalhos da equipa principal, comprovamos que a aposta na formação está no caminho do sucesso e o reforço dos seus pilares essenciais foi decisivo para estes resultados. 

Apostar na formação em nome do "ADN Sporting" não pode ser um "cliché" ou uma mera promoção comercial, mas sim criar as condições para o seu sucesso, pois esse é o caminho correcto para tornar o Sporting um clube sustentável e sustentado por títulos.

publicado às 03:04

fca23b7a-c44d-464f-ac85-34434999cd11.jpeg

Laura Pereira assinou contrato de formação com o Sporting Clube de Portugal. A média de 14 anos chegou ao Clube depois de representar a Academia Sporting da Marinha Grande, onde já vestia de leão ao peito.

Até aqui Laura Pereira jogava apenas com rapazes, que a ajudaram a evoluir e a despertar o interesse do Sporting CP, tendo a partir de agora a oportunidade de jogar numa equipa totalmente feminina.

“Estou muito feliz. É um sonho tornado realidade. Vou fazer de tudo para satisfazer as ambições da equipa e do Clube. É muito mais complicado jogar com rapazes porque são fisicamente mais evoluídos, mas isso fez-me aprender muito. Quero continuar a evoluir como jogadora e como pessoa. E, claro, gostava de chegar à equipa principal do Sporting CP”.

publicado às 13:00

rita2_easy-resize.com_.jpg

Rita Almeida assinou este domingo contrato de formação com o Sporting. Integrada na equipa sub-15 de futebol feminino, actualmente na terceira temporada de leão ao peito, a atleta sente-se motivada pela aposta do Sporting CP na formação e promete não desiludir.

“É uma enorme felicidade. É o meu objectivo desde que entrei para o Sporting CP. Estou no lugar onde muitas gostariam de estar e tenho trabalhado muito para chegar à equipa principal. Podem esperar muito trabalho da minha parte. Vou provar que esta aposta em mim é merecida".

publicado às 03:30

Quem é Nicolai Skoglund?

Leão Zargo, em 20.11.20

Screenshot (402).png

Nicolai Skoglund tem sido chamado por Rúben Amorim aos treinos do plantel principal. É avançado, internacional sub-17 pela Noruega e joga na equipa sub-23 do Sporting, mas foram os dois golos que marcou num recente treino de conjunto entre as equipas A e B dos leões que lhe deram algum mediatismo. Alinhando pela equipa A como referência central do trio atacante, marcou dois dos cinco golos que os B sofreram. Isto vale o que vale, mas não deixa de chamar a atenção sobre o jovem avançado norueguês de 17 anos.

Em 2016, Skoglund jogava no Nordby, no seu país natal, quando recebeu uma bolsa para estudar na British International School, em Bangecoque, na Tailândia. Como o referido colégio tem um protocolo com a Cruzeiro Academy BISP, nesse país asiático, passou a jogar na Academia do clube brasileiro. Durante um torneio em que participou a Cruzeiro Academy BISP, o jovem Skoglund foi visto por olheiros do Sporting que propuseram a sua contratação e a de August Frobenius, central, também norueguês que jogava na mesma equipa. Chegou a Alcochete no Outono de 2017, mas só na época seguinte, em 2018-19, é que integrou o plantel sub-17.

Segundo os que acompanham a carreira de Nicolai Skoglund, nomeadamente técnicos da Academia de Alcochete e Gunnar Halle seleccionador dos sub-17 da Noruega, trata-se de um jogador dinâmico e versátil, que tanto pode jogar nas alas como na frente de ataque. É forte fisicamente (mede 1,87), veloz e com um bom pé direito, protege bem a bola e tem um elevado desempenho nos duelos ombro a ombro. Também referem que necessita de ser mais consistente ao longo do jogo e utilizar melhor a sua altura no jogo aéreo. Possui uma personalidade muito forte que não parece sofrer com as pressões que se verificam num desafio de futebol.

Nico”, como é conhecido, assinou um contrato profissional com o Sporting em Março de 2019, juntamente com doze elementos da formação leonina (Nuno Mendes, Tiago Tomás, Eduardo Quaresma e Joelson Fernandes, entre outros). Em Outubro deste ano assinou um novo contrato com o Sporting em virtude do progresso que entretanto revelou.

A título de curiosidade, regista-se a constituição da equipa principal que derrotou a B por 5-0, com dois golos de Skoglund: Adán, Eduardo Quaresma, Neto e Gonçalo Inácio; Borja, Palhinha, Matheus Nunes e Antunes; João Mário, Nicolai Skoglund e Nuno Santos. 

publicado às 13:00

ines3_0.jpg

Inês Fonseca, jogadora que integra a equipa sub-15 de futebol feminino do Sporting CP, assinou esta terça-feira contrato de formação com o Clube. A atleta ingressou no futebol leonino em  2018/2019, proveniente do CD Pinhalnovense.

“Estou muito feliz por assinar este contrato. É um sonho tornado realidade. Sempre foi o meu objectivo desde que cheguei ao Sporting CP e agora consegui. Ao ver os exemplos de Rita Fontemanha, Ana Capeta e Ana Borges, vou trabalhar para chegar ao mesmo patamar e defender sempre o Sporting".

publicado às 04:15

Novas promessas sob observação

Rui Gomes, em 13.11.20

sporting_amorim3115c9cbdefaultlarge_1024.jpg

Rúben Amorim, no treino desta sexta-feira, voltou a aproveitar a pausa internacional para observar algumas das principais promessas da formação leonina.

O técnico chamou um total de nove jogadores dos diferentes escalões de formação: Vasco Gaspar, Nicolai Skoglund, Flávio Nazinho, João Daniel, Pedro Marques, Mees de Wit, Hevertton Santos, Tiago Ferreira e Paulo Agostinho.

No boletim clínico da equipa principal continuam a figurar Bruno Tabata, que fez treino condicionado, e Sebastián Coates, que fez apenas tratamento.

publicado às 19:00

big1569920385.jpg

O trabalho que está a ser feito na base da Academia sportinguista e a afirmação de vários talentos provenientes da formação na equipa principal deixam o presidente do Sporting satisfeito, admitindo que esse era “uma das grandes missões” do seu mandato. Varandas não hesita ao considerar que a formação do Sporting está “ao nível das melhores do mundo”.

Para além da Academia Cristiano Ronaldo, em Alcochete, Frederico Varandas orgulha-se das melhorias introduzidas no Polo Universitário de Lisboa, onde treinam os mais jovens da formação leonina. Ao ver os resultados da requalificação, o presidente do Sporting CP confessou-se “emocionado”. “O Polo Universitário de Lisboa é de grande importância para os sportinguistas. Muitos adeptos nem sequer se lembram do seu nome porque identificam a Academia como o único local da formação do Sporting".

Frederico Varandas trabalhou oito anos no Polo Universitário e, emocionado, diz: “Uma das grandes missões desta Direcção neste mandato está concluída: a recuperação da formação do Sporting”.

publicado às 17:00

img_920x518$2020_07_22_22_09_53_1730388.jpg

Tomaz Morais, director do futebol de formação do Sporting, participou num fórum da Confederação do Desporto de Portugal e abordou a actual realidade da Academia leonina, deserta de miúdos, devido à suspensão da actividade desportiva provocada pela pandemia do coronavírus.

 "A formação está completamente parada... e não temos previsões de regresso. Temos muitos planos, mas poucas previsões. Isso é assustador. É possível trabalhar e colocar os clubes em prática. Caso contrário, o desporto vai sofrer e muito. E não é para o ano. É daqui a 10 ou 20 anos.

O caminho é sentirmos que há uma mudança e havendo mudança temos de nos adaptar. O que vou sentindo é alguma falta de vontade de perceber que há uma mudança. As pessoas querem carregar num botão para passar tudo a ser como era antes. O desporto pode sair muito forte disto, mas tem de ser muito criativo e não dá para continuar cada um a trabalhar por si.

O Sporting reagiu assim que a Covid-19 começou. O que é certo é que tivemos equipas de trabalho, na estrutura desportiva que represento, a trabalhar exactamente a preparar o futuro. Não esperámos pelo amanhã... fomos à procura do amanhã. Neste momento, estamos preparados para o que vai acontecer."

publicado às 03:33

Do sonho à realidade

Rui Gomes, em 15.05.20

download.jpg

Eduardo Quaresma, Gonçalo Inácio, Nuno Mendes, Joelson Fernandes, Tiago Tomás e Matheus Nunes são as principais novidades no grupo de trabalho às ordens de Rúben Amorim nesta fase de preparação para o resto da época de 2019/2020.

Uma aposta bem declarada na formação que levou o Jornal Sporting a recolher a opinião do quinteto relativamente aos primeiros dias de trabalho:

Eduardo Quaresma: "Estou muito feliz pela oportunidade que me foi dada. Apenas posso prometer trabalho para conseguir melhorar as qualidades que viram em mim e assim continuar a servir o Sporting".

Gonçalo Inácio: "É um sonho tornado realidade. O Sporting vê qualidade em mim e eu só não quero desiludir as pessoas que acreditam em mim. Quero melhorar e aprender mais todos os dias, para um dia me estrear em Alvalade".

Nuno Mendes: "Agradeço muito a confiança e a ajuda de todos aqueles que, nos outros escalões, me ajudaram a poder estar onde hoje estou, mas sei que tenho de dar tudo todos os dias para ficar aqui. É o que vou fazer".

Joelson: "Já tinha feito a pré-época com a equipa e sabia o que ia encontrar. Aqui trabalha-se sempre nos limites. Quero retribuir a confiança e aprender com os melhores. Estou muito contente".

Tiago Tomás: "Têm sido dias deveras incríveis e de exigência máxima. Ao jogarmos no Sporting todos sabemos que as pessoas estão atentas ao nosso trabalho. A recompensa é integrar um grupo com esta qualidade. Sei que a partir daqui tudo depende mim e do que mostrar".

publicado às 04:18

download.jpg

Os campeonatos de futebol e futsal dos escalões de formação da época 2019/20 foram hoje cancelados pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF), devido à pandemia da Covid-19.

"Devem dar-se por concluídas as competições nacionais de todos os escalões de formação de futebol e futsal, masculinas e femininas, não resultando das mesmas qualquer efeito desportivo imediato. Deste modo, não serão atribuídos títulos nas referidas competições nem aplicado o regime de subidas e descidas".

As competições nacionais dos escalões de formação tinham sido suspensas por um período de duas semanas, em 10 de março, dois dias antes de a FPF ter decidido suspender todas as competições, incluindo as seniores, que assim permanecem.

O comunicado da FPF, na íntegra, disponível aqui.

publicado às 20:37

537365-ronaldo-sport_trans_NvBQzQNjv4Bq3U9-D5U2Jff

O Sporting é o terceiro clube com mais jogadores da sua formação a actuarem nas ligas europeias e o emblema português mais representado nas ‘big 5’, segundo o observatório de futebol do Centro Internacional de Estudos Desportivos (CIES).

De acordo com os dados publicados hoje pelo CIES, que têm como referência a data de 1 de Outubro, 63 jogadores formados no Sporting CP estão a jogar nos 31 campeonatos europeus, um aumento de cinco, em comparação com a última temporada.

Nesta lista, o clube de Alvalade é apenas ultrapassado pelo Partizan Belgrado, que tem 75 jogadores da sua formação espalhados pela Europa, e pelo Ajax, que tem 72 e que era líder deste ‘ranking’ há um ano.

A nível de clubes portugueses, o Benfica aparece no 11.º lugar, com 51 jogadores, mais seis do que no ano passado, e o FC Porto é 19.º, com 41 e uma diferença de menos quatro em relação a 2018.

Em termos de países, a Sérvia é a nação que mais jogadores tem distribuídos pela Europa, com o Estrela Vermelha (59) e Vojvodina (56) a juntarem-se ao Partizan no ‘top 5’.

Tendo em conta apenas o denominado ‘big 5’, que inclui os campeonatos de Inglaterra, Espanha, Alemanha, França e Itália, o Sporting CP continua a ser o emblema português em melhor posição, embora apareça fora dos 10 primeiros, e o único que aparece na lista divulgada.

Os leões têm 18 jogadores da sua formação a actuarem nesses países, menos três do que em 2018, numa lista em que aparecem no 16.º posto e que é encabeçada por Real Madrid, com 39, seguido do FC Barcelona, com 34, e do Lyon, com 30.

O ‘top 10’ é preenchido por equipas espanholas, francesas e inglesas, com Alemanha e Itália a serem os menos formadores dos ‘big 5’.

publicado às 04:02

Formação: falar é fácil

Rui Gomes, em 08.10.19

img_192x192$2015_10_12_13_07_15_1005695_im_6366777

O Sporting abriu as portas para mostrar o que já foi feito e indicar o que pretende fazer na Academia de Alcochete. O tempo passa a correr e nem parece que já foi há dezassete anos que a obra foi inaugurada, ainda Dias da Cunha liderava os leões. Desde então muita coisa mudou no Mundo e no nosso futebol português. E, neste momento, o Sporting está longe de ser o clube líder na formação, pelo menos a avaliar por aquilo que realmente importa: jogadores na primeira equipa ou em vias de lá chegar. Aliás, tal é reconhecido por Tomaz Morais, na entrevista que publicamos no Record desta terça-feira.

No balanço dos anos mais recentes da história do Sporting, o vincado desinvestimento na Academia deverá contar como um dos grandes erros do clube, possivelmente o maior. Na ânsia de querer ganhar no imediato, as direcções anteriores a Frederico Varandas talvez tenham hipotecado todas as possibilidades de ganhar no futuro, pelo menos num futuro próximo. Detectar e formar futebolistas de topo é algo que custa dinheiro (mais do que se pensa) e que não traz um retorno imediato e visível.

Quem tanto se gabou dos Aurélios que ganharam o Euro’2016 pouco ou nada fez para os ‘produzir’ e colheu os frutos das sementes lançadas por outros anos antes. É por isso que ‘formação’ é uma daquelas coisas mais fáceis de dizer do que fazer.

Sérgio Krithinas, Director Adjunto de Record

publicado às 03:03

img_920x518$2018_09_07_01_11_55_1444669.jpg

Recuperado de problema de saúde, Aurélio Pereira, actual conselheiro para a formação do Sporting, leonina, concedeu recém-entrevista em que fala nos seus cinquenta anos a lidar com jovens e a cada vez mais pronunciada pressão de pais e empresários no futebol.

Damos destaque a estas breves considerações suas:

"Raramente um jogador que traz o pai para empresário, o que acontece também com o Neymar, dá certo. Porque a maior vontade que ele tem é de ganhar dinheiro primeiro que os outros.

Os maus conselheiros, nomeadamente o pai quando se está a discutir contratos, é uma coisa deveras impressionante. Eu não faço contratos, não tenho feitio para isso. Mas isso é a pior coisa que há. O pai quer ser Jorge Mendes e o filho quer ser Ronaldo... E as coisas não batem com certeza. Estamos a falar de jogadores que tinham potencial enorme e o desperdiçaram em pouco tempo.

Tudo o que ocorre marginal ao nosso acompanhamento não podemos controlar. Que eles podem voltar a ser o que eram, vai depender. É muito chato. Disse isso ao Tiago Ilori, por exemplo. Ele estava aqui e já tinha contrato profissional e foi para o Liverpool, mas o Liverpool naquela altura tinha centrais de peso e ele teve alguma dificuldade a impor-se. Hoje é um miúdo que já tem outra cabeça, percebeu e até me disse ‘mister, devia ter feito o que você queria’.

No polo EUL trabalhamos miúdos dos seis aos 13. São 190. É ali que tudo começa e ali apercebemo-nos que os prodígios de futebol são tudo miúdos africanos, os nossos irmãos africanos. É o futebol de rua que está a regressar através dos bairros. Sem o futebol de rua não há jogadores fantásticos. Sem futebol de rua, esqueçam.

Quando passam para a Academia, fazemos os possíveis para que gostem de estar ali. Mas aos 13 já há empresários a ver... começam logo cedo a serem pressionados e os pais depois vão atrás e é uma situação chata. Temos de ter cuidado naquilo que dizemos aos miúdos. Autoestima e disciplina são fundamentais".

publicado às 02:02

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo