Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



img_640x426$2018_06_12_13_31_00_305807.jpg

Frederico Varandas, presidente do Sporting, falou aos microfones da Sporting TV logo após a vitória de ontem à noite sobre o Gil Vicente:

"Foi uma vitória muito importante. Estamos muito contentes com lugar que o Sporting ocupa neste momento, mas com perfeita consciência que estão ainda em disputa 48 pontos. Temos onze pontos de vantagem para o lugar de acesso directo à Champions. É indiscutivelmente muito positivo, mas ainda não ganhámos nada. Se a força é uma qualidade importantíssima, a inteligência é ainda mais.

Quero agora fazer um apelo a todo o Sporting. O Sporting tem sempre de respeitar os seus rivais, porque eles têm muita força dentro e fora de campo e é um erro histórico não o fazer. Arrogância e bazófia é meio caminho para a derrota e uma vitamina extra para os rivais. O Sporting CP tem de continuar precisamente como tem feito até aqui. Sérios, competentes, implacáveis dentro de campo e com a humildade dos gigantes".

Discurso muito oportuno do presidente!!!

NOTA: O Conselho de Disciplina aplicou 45 dias de suspensão ao presidente do Sporting, na sequência das suas declarações no final do jogo com o FC Porto, a 17 de Outubro, em Alvalade, referente à 3.ª jornada do Campeonato. Terá ainda de pagar 7.650 euros de multa.

publicado às 04:33

img_920x518$2009_03_21_16_56_00_111692.jpg

Meu Caro Frederico Varandas

Como ambos sabemos não votei em si, mas nada me impede de lhe dirigir esta mensagem.

Estamos actualmente na estrada, a percorrer um longo caminho e de momento na frente do pelotão. Mas também estamos quase a chegar à bifurcação. Ou vamos no caminho da vitória final, ou vamos no caminho ganhador.

Pode parecer contraditório, mas não o é. E não o é porque já ganhámos !

Já ganhámos um novo Sporting. Já ganhámos um Sporting CP com princípios e valores. Já ganhámos um Sporting disciplinado e disciplinador. Já ganhámos o respeito de quem nos tem de respeitar. Já ganhámos um sentido e rumo de gestão assertivo.

Mas também já ganhámos uma "Nova Academia", ou seja, já ganhámos a aposta na nossa formação. Já ganhámos a oportunidade de dar aos nossos jovens o se sentirem adultos e mostrarem os seus talentos. Já ganhámos o espírito de uma verdadeira equipa.

Enfim! Já ganhámos a garra do Leão.

Parabéns.
Filipe Soares Franco

publicado às 03:34

Screenshot (558).png

No final do jogo das meias-finais da Taça da Liga - vitória por 2-1 sobre o FC Porto -, Frederico Varandas deslocou-se à sala de imprensa do Estádio Municipal de Leiria e emitiu uma declaração aos jornalistas presentes.

"Nos testes à COVID-19 antes do Sporting CP vs. Rio Ave FC, dois jogadores do Sporting CP, Šporar e Nuno Mendes, acusaram positivo ao novo coronavírus. O Sporting CP segue escrupulosamente o protocolo acordado com a Liga, que por sua vez foi delineado em conjunto com a DGS. O Sporting CP vai mais além e faz testes diários, nomeadamente de antigénio, para controlo interno. Pela primeira vez desde Agosto, os resultados internos não bateram certo com os resultados PCR dos testes obrigatórios da Liga. Recebemos e respeitámos a notificação e os jogadores ficaram privados de desempenhar a sua função. Nos dois dias seguintes, os mesmos jogadores repetiram dois testes PCR em laboratórios diferentes e mais dois testes de antigénio internos, sempre negativos. Eu sou médico e posso afirmar inequivocamente que estes atletas não têm COVID-19. Entrámos em contacto com o laboratório Unilabs e falámos com o seu director clínico, que ficou preocupado com a situação. Foi enviada toda a documentação e o próprio [director clínico] respondeu que se tratavam de falsos positivos e que estava disponível para enviar rapidamente documentação a comprovar", começou por dizer o presidente do Conselho Directivo do Sporting CP, continuando.

"Para quem não é médico, o falso positivo, ao contrário do falso negativo, tem uma percentam inferior a 1%. Por isso, numa amostra de 30 testes, o Sporting CP teve dois falsos positivos, o que é muito azar. Mas nós entendemos que esse azar pode acontecer e quando falámos com o director clínico do laboratório entendemos que, uma vez que há a probabilidade de 1%, significa que em 100 testes existe um falso positivo. Acontece e, apesar de termos sido privados de dois jogadores fundamentais contra o Rio Ave FC, aceitámos. A estatística é o que é e tivemos azar", reforçou Frederico Varandas, que revelou ainda mais acontecimentos pouco comuns.

"No dia seguinte, de manhã, enviámos toda a documentação para a autoridade regional de saúde - já com a informação de todos os testes documentados e com um e-mail enviado pelo director clínico da Unilabs em que afirma que ocorreram falsos positivos nestes dois casos (uma das exigências da referida entidade) - que nos informou que o caso estava resolvido e que os jogadores podiam treinar no dia seguinte. Curiosamente, quando a delegada regional de saúde tentou libertar os jogadores do SINAVE - onde são referenciados os doentes portadores de COVID-19 -, detecta que o Nuno Mendes nem sequer esteve inscrito no SINAVE. Ou seja, temos um laboratório que assume que houve um falso positivo e que nem sequer inscreveu o jogador no SINAVE. Por isso, não houve razão alguma para Nuno Mendes não ter sido convocado contra o Rio Ave FC, ao contrário de Šporar, que tinha um falso positivo e tinha sido registado no SINAVE. Mais uma coisa esquisita, mas que aconteceu ao Sporting CP", disse ainda.

"A autoridade regional de saúde disse que isto foi muito estranho e temos provas documentais do que estou a dizer. Na segunda-feira, Nuno Mendes não estava registado no SINAVE. O jogo foi na sexta-feira e o exame foi na quarta-feira [anterior]. Significa que a própria autoridade regional de saúde achou estranho, mas libertou Šporar do SINAVE e recebemos informação de que os jogadores podem treinar e jogar se o treinador assim o entender. Acontece que, a partir de hoje de manhã, não sei por que razão, o documento em que o laboratório afirmava que havia falsos positivos já não era suficiente para a DGS, ao contrário da opinião da autoridade regional de saúde. Queriam que em vez de falsos positivos, tivesse sido escrito que houve um erro. E então a autoridade regional de saúde enviou um email por volta das 13h30 de hoje para o laboratório Unilabs a pedir para o laboratório mudar o conteúdo e as palavras de 'falso positivo' para 'erro laboratorial'. Ainda não houve resposta do laboratório e o jogo já aconteceu. Neste jogo de palavras entre um laboratório que assume que há um falso positivo e a DGS que, hoje de manhã, exigiu isto ao contrário da opinião da autoridade regional de Alcochete, o Sporting CP viu-se privado, mais uma vez, de dois jogadores que não têm COVID-19 e que o laboratório assume que são falsos positivos. (...) o Sporting CP, pela terceira vez, teve azar", considerou.

Por fim, Frederico Varandas deixou a garantia de que há coisas que não se negoceiam. "No meio disto, há um pormenor que não tolero ou admito. Podem dizer que o Sporting CP joga pouco ou mal, mas não admito que ponham em causa a honestidade do corpo clínico e dos médicos que trabalham no Sporting CP. Vamos fazer uma queixa na Ordem dos Médicos em relação ao director clínico do Unilabs, que disse que não havia problema nenhum, que não sabia o que se passava e que nem sequer tinha sido contactado, quando nós temos um email às 17h00 do dia em questão desse próprio senhor. Não negoceio valores, seja com presidentes, colegas ou quem for".

ADENDA

Comunicado da DGS

A Direcção-Geral da Saúde informa que, à data, a investigação epidemiológica de COVID-19, incluindo os inquéritos epidemiológicos e a avaliação de risco no que respeita a clubes de futebol, é da responsabilidade da Autoridade de Saúde territorialmente competente, tal como previsto na Norma 015/2020, na Orientação 036/2020, e demais enquadramento técnico-normativo da DGS.

Concretamente no que respeita aos dois jogadores do Sporting que terão tido um resultado positivo, a Autoridade de Saúde territorialmente competente, a quem cabe determinar as medidas, solicitou por escrito ao diretor médico da Unilabs-Portugal informação sobre se os resultados analíticos dos dois jogadores que estavam a ser avaliados constituíam falsos positivos, não tendo obtido resposta em tempo útil".

O esclarecimento da DGS corrobora as declarações do presidente do Sporting, que disse ter sido exigido um documento no qual constasse que "em vez de falsos positivos, tivesse escrito que houve um erro".

publicado às 04:34

2020, um ano de resiliência

Rui Gomes, em 25.12.20

1f73db1413a42268c46bb702968d1ff1-783x450.jpg

Caros Consócios,

Neste atípico ano de 2020 congratulo e agradeço a todos os Sportinguistas a coragem, a entrega e a resiliência demonstradas e que nos permitiram seguir em frente neste caminho árduo. 

O Sporting Clube de Portugal soube reagir e resistir à grande avalanche causada por uma das maiores pandemias de sempre sem sequer nunca comprometer a sua visão estratégica e caminho futuro.

Um enorme agradecimento a todos os Sócios, Colaboradores, Atletas e Parceiros.

Realço também que encerramos este ano difícil fiéis ao nosso ADN na defesa e persecução de um desporto com um clima saudável e com foco no essencial espectáculo, destacando-se a recém-realização do webinar sobre o futuro do VAR, bem como a apresentação à Federação Portuguesa de Futebol de um parecer independente que confirma os quatro títulos de Campeão Nacional conquistados pelo nosso Clube entre 1921 e 1940.

O caminho que seguiremos em 2021 será o mesmo: decidindo com foco no necessário equilíbrio entre seguir o rumo definido sem desinvestirmos ou comprometermos o futuro, enquanto gerimos o presente com a máxima cautela e rigor para fazer face às dificuldades imediatas que o actual contexto pandémico nos exige. Sempre fiéis aos nossos princípios e valores e mantendo o nosso compromisso de responsabilidade social.

Temos ainda a recta final desta pandemia para combater e manteremos o foco no que está ao nosso alcance controlar. Passo a passo vamos superar os obstáculos que vão surgindo, sabendo que cada um deles nos aproxima do rumo definido.

Em 2021 vamos manter a nossa grande aposta na formação, continuaremos o processo de transformação digital e concluiremos importantes passos na melhoria da experiência de todo o ecossistema do Sporting CP.

Encaramos o presente muito de frente, olhando para o futuro, e avançaremos juntos e em sintonia porque #OndeVaiUmVãoTodos.

Votos de um Feliz Natal e de um Próspero 2021 para toda a Família Sportinguista!

Boas Festas e viva o Sporting Clube de Portugal!

publicado às 03:04

Screenshot (437).png

"Voltámos a ter um árbitro no VAR a ter influência num momento capital. Este lance final de anular o golo ao Coates, se fosse com um dos rivais, Benfica ou FC Porto, nunca seria anulado. Num jogo de futebol existem erros normais, o que me preocupa é a natureza e a forma como é visto o VAR. Este lance é um golo limpo. O que acontece é: 'vamos utilizar o VAR e encontrar algo que justifique o que anule o golo'. Com uma câmara microscópica, com uma ampliação de 64 vezes... este golo jamais seria anulado para os nossos rivais. Como presidente do Sporting custa-me ver quatro pontos retirados onde se utiliza mal o VAR. Já falei com o presidente do CA. Vêm os especialistas, vêem um frame em que o braço toca, mas o golo é limpo. Eram 4 pontos de avanço e começam a tremer. Mas quanto mais tremem mais força dão ao grupo", disse aos jornalistas.

___________________________________________________

"A actuação do árbitro já era de esperar... Até neste blogue se fizeram vários avisos à navegação durante a semana.

O futebol em Portugal é tão previsível, que até dá para antecipar os roubos nos jogos... incrível!

Mas mais... serei o único a estranhar que menos de 2 horas depois do fim do jogo, existam notícias (plantadas) em vários jornais a dizer que o Conselho de Arbitragem considera certa a decisão do árbitro???

Na história do futebol em Portugal, existe registo de algum jogo em que o Conselho de Arbitragem tenha reagido tão rápido em relação a um lance de jogo???

Surreal... simplesmente surreal".

Comentário do nosso colega redactor Rampante

___________________________________________

"O jogo foi um lamentável déjà vu. Mais grave do que os vários erros de Luís Godinho, só mesmo a reacção via imprensa do Conselho de Arbitragem. Deve ser recorde nacional.

O mesmo VAR que anulou um golo limpo a Coates, não viu este empurrão grosseiro a João Mário. Aguardamos a qualquer momento a posição do Conselho de Arbitragem".

Comentário de Miguel Braga, Comunicação do SCP

publicado às 03:19

big1569920385.jpg

O trabalho que está a ser feito na base da Academia sportinguista e a afirmação de vários talentos provenientes da formação na equipa principal deixam o presidente do Sporting satisfeito, admitindo que esse era “uma das grandes missões” do seu mandato. Varandas não hesita ao considerar que a formação do Sporting está “ao nível das melhores do mundo”.

Para além da Academia Cristiano Ronaldo, em Alcochete, Frederico Varandas orgulha-se das melhorias introduzidas no Polo Universitário de Lisboa, onde treinam os mais jovens da formação leonina. Ao ver os resultados da requalificação, o presidente do Sporting CP confessou-se “emocionado”. “O Polo Universitário de Lisboa é de grande importância para os sportinguistas. Muitos adeptos nem sequer se lembram do seu nome porque identificam a Academia como o único local da formação do Sporting".

Frederico Varandas trabalhou oito anos no Polo Universitário e, emocionado, diz: “Uma das grandes missões desta Direcção neste mandato está concluída: a recuperação da formação do Sporting”.

publicado às 17:00

"Um bandido será sempre um bandido"

Rui Gomes, em 24.10.20

img_467x599$2020_10_24_01_12_26_1770124.jpg

Quando já não se esperava resposta do Sporting às recém-babosices de Pinto da Costa, eis que surge Frederico Varandas, à partida para os Açores, com um discurso absolutamente arrasador, porventura com a assertividade e pontificação nunca antes ouvido em público relativamente ao presidente do clube portista:

"O presidente do FC Porto respondeu porque tocámos no ponto fraco, na sua ferida, que são os valores. Valores que o Sporting tem e ele não tem. 

Colocaram-lhe a questão do Apito Dourado e ele diz que é mais um processo em que muitos portugueses são arguidos mas não houve condenação. Mas há um pormenor: há dias fui ao Google e ouvi as escutas... E ouço Pinto da Costa a dizer tudo o que disse. Desafio todos os comentadores e jornalistas a ouvir novamente as escutas e perguntem-lhe o que ele acha. Se as escutas podiam ser válidas ou não, isso é problema da Justiça. Outra coisa é o que ouvimos e o que ele fez. Num país de primeiro mundo, Pinto da Costa não podia ser dirigente do que quer que fosse.

Falando para todos os sócios do Sporting, sei que eles merecem há decadas ouvir isto... todos os portugueses merecem que isto seja dito: pode ter um grande sentido de humor, ser uma pessoa acima da média culturalmente e um currículo com muitas vitórias, mas um bandido será sempre um bandido e no final um bandido será sempre recordado como um bandido. Quando ele se retirar... ou for obrigado a retirar-se, prestará um grande serviço ao futebol português e contribuirá para que o país seja de primeiro Mundo".

Bravo Dr. Frederico Varandas... o meu mais caloroso aplauso!!!

publicado às 03:18

Screenshot (241).png

Faço uma pergunta a mim mesmo: este penálti que foi assinalado, quando é que era revertido no Estádio do Dragão ou no Estádio da Luz? Nunca!”.

O desabafo de Frederico Varandas após o clássico do último sábado, no caso relativo ao polémico lance entre Pote e Zaidu, no final da primeira parte, é a base de uma participação disciplinar que o Conselho de Arbitragem da FPF e a APAF fizeram chegar ao Conselho de Disciplina da FPF. A queixa visa, muito naturalmente, o teor das declarações do presidente leonino e vai dar origem à abertura de um processo.

O Conselho de Arbitragem, presidido por José Fontelas Gomes, foi um dos visados pela intervenção de Varandas. A APAF, liderada por Luciano Gonçalves, entendeu que também devia sair em defesa da honra da classe. Lesão da honra é justamente um dos pontos do Regulamento de Disciplina que poderá enquadrar o processo que vai ser analisado pelo CD da FPF.

O artigo 136º prevê que os dirigentes que incorram nessa infracção “contra órgãos da Liga ou da FPF, respectivos membros, elementos da equipa de arbitragem, clubes, dirigentes, jogadores, demais agentes desportivos ou espectadores são punidos com a sanção de suspensão a fixar entre o mínimo de um mês e o máximo de dois anos”.

Acessoriamente, poderá ainda ser aplicada uma multa pecuniária que varia entre os 5.600 e os 30.600 euros. A participação do CA e da APAF é circunscrita a Frederico Varandas.

Seria muito útil estes personagens darem uma explicação compreensível sobre os critérios diferentes relacionados com os lances ilustrados no vídeo que aqui apresentamos.

Ainda houve um outro lance na recém-visita do Sporting ao Portimonense, a contar para a 3.ª jornada da Liga, em que um golo foi invalidado ao Coates, só porque tinha a mão no ombro do defesa, sem que se tenha verificado qualquer contacto de intensidade acrescida ou invulgar.

ADENDA

Ainda, mais um outro pequeno/grande pormenor que merece a nossa atenção. O árbitro na visita do Sporting a Moreira de Cónegos que não assinalou a falta sobre Coates (ver vídeo) que daria numa grande penalidade a favor da equipa leonina e o VAR no recém-embate entre Sporting e FC Porto, é, por mera coincidência, decerto, Tiago Martins. O problema, é que o histórico do futebol português de há uns anos a esta parte ensina-nos que raramente há coincidências inocentes.

publicado às 04:03

img_920x518$2018_06_24_11_57_29_1414056.jpg

Em entrevista à agência espanhola EFE, Frederico Varandas acusa o governo português de ter abandonado o futebol, por continuar a insistir que os jogos sejam disputados à porta fechada:

"O futebol está abandonado, sem apoio do Estado. É absurdo que dentro de um mês se venha a disputar em Portugal competições como o MotoGP e Fórmula 1 e não possa haver público nos estádios, como acontece noutros espectáculos, como as touradas.

Hoje já se sabe que a partir do 10.º dia em que o paciente testou positivo não existe risco de transmissão e em Portugal o doente continua ter de cumprir 14 dias de isolamento. Em Espanha ou Inglaterra os jogadores são isolados durante 10 dias.

Não se pode perder nunca o critério científico, o que está a acontecer devido ao ruído e à pressão, pois os verdadeiros grupos de risco são os idosos e os que têm já patologias associadas.

Não existe risco se os estádios receberem entre 20 a 30 por cento da sua capacidade. É impossível a sobrevivência económica dos clubes se esta restrição se mantiver durante muito mais tempo".

publicado às 16:34

img_467x599$2020_07_28_01_34_18_1732560.jpg

Apesar de o Sporting ter terminado a edição 2019-20 da I Liga em quarto lugar, atrás do SC Braga, Frederico Varandas garante que os bracarenses jamais poderão rivalizar com a grandeza dos leões:

"Não é por uma ou outra época menos bem conseguida que alguma vez o SC Braga vai conseguir ser o que o Sporting é. Repare no exemplo do Liverpool! Esteve 30 anos sem vencer o campeonato, fez épocas muito aquém do seu passado e, no entanto, nunca deixou de ser um gigante.

O Sporting mesmo numa época atípica de 4º lugar... será sempre um gigante e jamais o SC Braga será um rival, com todo o respeito que o SC Braga nos merece".

O presidente do Sporting diz que a má época da equipa principal também é justificada por erros de arbitragem, sobretudo após o reatamento do campeonato.

"Como é obvio, o Sporting foi severamente prejudicado nesta retoma do campeonato. Quando eu vejo o lance do Coates em Moreira de Cónegos e o árbitro Tiago Martins, mesmo tendo sido chamado pelo VAR a ver aquelas imagens, a considerar que não é penálti fico muito preocupado com a competência desse árbitro. Mas não foi só essa situação. Recordo-me por exemplo dos jogos contra Paços de Ferreira e Tondela em casa, em que vários penáltis ficaram por marcar, apesar de termos vencido esses dois jogos".

A propósito do regresso de Jorge Jesus: "Desejo-lhe o melhor, excepto profissionalmente".

Excerto de um texto de António Tadeia:

Sei que o Sporting é um campo minado para o qual nem a guerra civil do Afeganistão prepara um homem. Costumo mesmo dizer que o futebol português está de tal modo que sempre que se vê um debate ele acaba com portistas a insultar benfiquistas, benfiquistas a insultar portistas e sportinguistas a insultarem-se uns aos outros.

No caos que resultou dos processos de afirmação (primeiro) e implosão (depois) do “brunismo”, em que muitos sportinguistas quase regozijam com a temporada com mais derrotas da história do clube só para poderem dizer “votaram nisto? Agora aguentem!”, não deve ser fácil vir reconhecer culpas próprias em público, porque isso equivale a dar munição aos saudosistas de um passado que não regressa, que nem por isso hesitariam por um segundo em apontá-las directamente à cabeça de quem manda".

publicado às 12:37

2020-06-03.png

Os presidentes de SAD de clubes da I Liga de futebol, que será retomada esta quarta-feira, apelaram aos adeptos que cumpram todas as regras definidas pelas entidades de saúde, na defesa de um regresso seguro do futebol.

Frederico Varandas defendeu que todas as associações desportivas foram, nestes últimos meses, obrigadas a readaptar-se e a lidar com as consequências da pandemia da Covid-19, com impactos na sociedade e no futebol:

“A nível económico e desportivo o regresso da I Liga é encarado pelo Sporting CP com grande otimismo e revestido de extrema importância, nunca esquecendo que esta ‘nova normalidade’ requer adaptação e cuidados especiais, de forma a salvaguardar, sempre, a saúde dos nossos atletas, colaboradores, sócios e adeptos.

O Sporting vai entrar em campo demonstrando todo o seu esforço, dedicação e devoção, características que sempre fizeram parte do seu ADN e assume-se preparado para as vitórias.

Contamos com todo o apoio dos nossos sócios e adeptos e apelamos a que a ‘Família Sportinguista’ tenha em conta toda as indicações e normas definidas pelas entidades de saúde pública, salvaguardando o bem-estar e saúde pública”.

publicado às 06:01

Frederico Varandas concedeu uma entrevista ao Canal 11 em que aborda um vasto leque de questões relacionadas com a actualidade e futuro do Sporting.

Em sinopse, com ligação a reportagens do Record, eis alguns dos temas:

- Saídas de  de Filipe Osório de Castro e Rahim Ahamad do Conselho Directivo.

- Liga tem de ser urgentemente reduzida para 16 equipas.

- A incerteza sobre a futura lotação de Alvalade.

- Dois treinadores que marcaram a sua passagem pelo Sporting.

- Battaglia e o diferendo com o SC Braga.

- A contratação de David Wang.

- Os negócios de Rui Patrício, Gelson Martins e Daniel Podence.

- A Academia, a formação e a equipa de sub-23.

- O eventual futuro de Mathieu como treinador.

publicado às 04:18

Considerações de Frederico Varandas

Rui Gomes, em 07.05.20

img_432x243$2020_02_10_20_46_31_923749.jpg

Considerações de Frederico Varandas, em sinopse, em entrevista desta quarta-feira à SIC:

"Se não remarmos e defendermos a indústria do futebol nesta altura, não vamos estar cá muito mais tempo".

"Unidos é uma palavra que fica sempre bem, mas aqui (três grandes) é uma questão de sobrevivência".

"Grande problema dos três grandes vai ser o mercado de transferências. O que é que vale hoje um jogador de futebol? O Bruno Fernandes foi vendido por 65 milhões de euros em Janeiro (55 M€ fixos mais 25M€ em variáveis, 10 M€ das quais consideradas fáceis de atingir ou atingíveis). Hoje se calhar vale o quê? 30 M€, 20 M€? Ninguém sabe".

"Cinquenta por cento das receitas vêm da venda de jogadores. O mercado português é exportador e não tenho dúvidas de que vai demorar uns bons anos para os clubes grandes voltarem a ter a capacidade financeira que tinham antes da Covid-19".

"Governo disse-nos que se calhar vamos ter de vender só um quarto da capacidade dos estádios e isso significa um quarto da receita de bilhética, patrocinadores, parceiros. Vai ser uma nova realidade e um problema gravissimo".

"Não há nenhum sector em que os trabalhadores tenham tão pouco factor de risco".

"Reduzir o custo da equipa e aumentar o investimento na formação ajudou-nos a estar preparados. Em muito boa hora, há dois anos, investimos na formação, identificámos miúdos que na altura tinham 15 e 16 anos, e investimos muito neles, com um projecto de crescimento centrado no jogador. E hoje já estiveram ali no campo principal 6 miúdos entre os 17 e 18 anos a treinar e vão já fazer parte do plantel da equipa principal".

"O Sporting CP é um clube de bem, que cumpre e vai pagar o Rúben Amorim, como está a pagar. Mais do que uma questão, é uma novela que não vou alimentar mais. A única coisa foi porque o Sporting não fez um pagamento naquela data X".

"O comité médico da FIFA é algo desactualizado, irresponsável e pobre cientificamente. Entendo bem que um político possa dizer que o futebol só deve reabrir em Setembro, compreendo. Agora, um médico? Porquê Setembro? Vamos admitir que, pelas condições que vão existir em Junho, não vamos começar o futebol. Muito bem. Então em Outubro, Novembro ou Dezembro se calhar vamos estar piores."

"Ser médico é uma profissão que quem o é nunca deixa de o ser. Foi caso de arregaçar as mangas, vestir a farda e voltar. O facto de ser presidente do Sporting tornava as coisas, ao nível da vida hospitalar, um pouco mais animadas. É deveras engraçado que, mesmo só pelo olhar, muitos doentes reconheciam-me".

publicado às 06:04

fredericovarandas17.jpg

Já houve uma reacção à notícia divulgada na agência Lusa em que o Ministério da Defesa alegadamente disse que o presidente do Sporting CP foi notificado para se apresentar ao serviço.

Em comunicado, todos os factos e circunstâncias são devidamente explicados.

Eis o comunicado na íntegra:

"No seguimento do esclarecido anteriormente, o presidente do Sporting Clube de Portugal, Frederico Varandas, no dia 16 de Março, contactou pessoalmente o Secretário de Estado da Juventude e do Desporto - Dr. João Paulo Rebelo - no sentido de disponibilizar as instalações do Pavilhão João Rocha, bem como o campo sintético que está ao lado, para possível hospital de campanha, ao governo português, informando também que podiam contar com a ajuda do departamento médico do Sporting Clube de Portugal e do próprio, Frederico Varandas, no combate ao Covid-19.

Na manhã de 18 de Março, Frederico Varandas contactou o Brigadeiro-General Jácome de Castro, Director de Saúde Militar do EMGFA, no sentido de voluntariar-se para ajudar no combate à pandemia mundial actual e sem qualquer convocatória por parte do Exército, Frederico Varandas solicitou também autorização para fazer, no dia 19 de Março, uma formação no Hospital Militar em Covid-19, autorização essa que foi concedida.

Este domingo, dia 22 de Março, Frederico Varandas foi contactado telefonicamente pelo Exército a confirmar a sua participação na luta em curso contra a pandemia do novo coronavírus, não tendo porém, até à data, sido notificado por correspondência oficial para tal efeito.

Hoje, dia 23 de Março, os serviços do hospital das Forças Armadas, telefonicamente solicitaram a Frederico Varandas para fazer o pedido de requerimento de acumulação de funções, face ao carácter excepcional do estado de emergência vigente. Frederico Varandas está orgulhoso e honrado por mais uma vez poder servir o País".

Acho absolutamente ridículo que se tenha de dar explicações desta natureza, sobre um assunto que, no contexto em como surgiu na praça pública, é acentuado pela sua total banalidade. Ainda hoje, o A Bola dedica grande parte da sua capa de jornal a este tema.

publicado às 03:34

varandasacores2.jpg

A exemplo de alguns que surgiram ontem aqui no blogue a menosprezar o anúncio de Frederico Varandas que ia voltar a servir o País como médico - face ao Covid-19 -, temos também um personagem de nome Luís Gestas, antigo dirigente do Sporting, a aproveitar o ensejo para acusar o presidente de "desonestidade intelectual", uma vez que os militares são chamados a intervir aquando da declaração de Estado de Emergência.

Vem-se agora a saber, no entanto, que Frederico Varandas disponibilizou-se ainda antes de Marcelo Rebelo de Sousa comunicar a decisão ao País.

Na terça-feira, o presidente do Sporting CP reuniu-se com as instâncias do exército para perceber de que forma poderia ajudar. Sendo que de seguida realizou uma formação em Covid-19 no Hospital Militar.

Recorde-se, também, que alguns dias antes, Frederico Varandas entrou em contacto com o secretário de Estado da Juventude e Desporto, João Paulo Rebelo, colocando à disposição o departamento clínico do Sporting e cedendo as instalações do Pavilhão João Rocha para o que fosse necessário.

Em resumo, é triste e lamentável que se tenha de vir a público comentar um assunto desta natureza, apenas e tão só porque há sempre quem se sinta melhor assumindo uma postura de bota-abaixismo primário, especialmente em tempos de crise, quando deveríamos ser unidos em prol da humanidade.

Adenda: Entretanto, o referido Luís Gestas surgiu a retratar-se pela acusação que fez:

"Sendo verdade, e não tenho porquê duvidar, obviamente retiro o que disse em relação ao aproveitamento do momento, da mesma forma que não tenho qualquer problema em assumir as minhas desculpas ao Frederico".

Apenas mais um que perdeu uma boa oportunidade para ficar calado e não fazer figura de palhaço!

publicado às 11:00

A arte de saber o que ignorar

Rui Gomes, em 26.02.20

image.jpg

Frederico Varandas ignorou completamente a questão ao ser confrontado no Aeroporto Humberto Delgado, pelos jornalistas, à partida para a Turquia, sobre a "notícia" de Record relativamente ao alegado interesse do Sporting em Rúben Amorim.

O presidente optou por focar-se na importância da segunda mão dos dezasseis-avos-de-final da Liga Europa, frente ao Istambul Basaksehir:

"Vamos com essa confiança para passarmos aos oitavos de final, é esse o nosso objectivo. Todos queremos muito o Sporting nos oitavos de final".

Acho que o presidente fez muitíssimo bem em ignorar completamente a questão. Qualquer outra reacção dele, mesmo refutando a pseudo-notícia - que entretanto dá conta também do suposto interesse do Benfica e FC Porto - só teria o efeito de alimentar indesejável e contraprodutivo sensacionalismo.

publicado às 13:15

2020-02-08 (8).png

2020-02-08 (9).png

2020-02-08 (10).png

2020-02-08 (11).png

2020-02-08 (12).png

2020-02-08 (13).png

2020-02-08 (14).png

publicado às 03:34

2020-02-08.png

2020-02-08 (1).png

2020-02-08 (2).png

2020-02-08 (3).png

2020-02-08 (4).png

2020-02-08 (5).png

2020-02-08 (6).png

publicado às 03:04

Frederico Varandas "abre o livro"

Rui Gomes, em 07.02.20

img_467x599$2020_02_07_01_38_21_1660644.jpg

Frederico Varandas concedeu uma grande entrevista a Record, onde abordou todos os temas da actualidade do Sporting Clube de Portugal. Rendimento da equipa de futebol, finanças, transferências e muito mais. O presidente do Sporting terá respondido a um vasto leque de questões pertinentes para o universo sportinguista.

Ao que consta, algumas das questões mais em destaque:

"No início da proxima época vamos ter a Academia nova... Não dá votos, mas dá o futuro do Sporting".

"É possível fazer "tudo isto"  e melhorar competitivamente a equipa? Não consigo".

"Bas Dost foi vendido por sete milhões de euros e o Clube precisava desse dinheiro para sobreviver".

"Marcel Keizer sofreu na pele os erros do nosso planeamento".

"Se isto é um Clube de malucos, o principal maluco sou eu".

"Com a venda de Bruno Fernandes virámos o Cabo das Tormentas".

Não confirmamos ao certo se no sábado ou no domingo, mas vamos tentar reproduzir toda a entrevista para então poder ser debatida pelos leitores. O jornal Record publica a mesma em Premium, a primeira parte esta sexta-feira e a segunda no sábado.

Dito isto, não é de prever que esta entrevista do presidente do Sporting vá alterar o estado de coisas muito significativamente. A maioria silenciosa de sportinguistas vai continuar... silenciosa, e os 'antis' e afins vão emergir dos buracos que nem ratos para tentar tirar o máximo de proveito da ocasião com críticas sem fim.

Este é o Sporting CP da actualidade e enquanto não mergulhar ainda mais na lama, muito dificilmente as coisas mudarão.

Adenda: Estou a pensar que nem sequer valerá a pena publicar a entrevista completa do presidente. Os adeptos, sem ser surpresa alguma, na realidade, só estão interessados em comentar/debater a época da equipa principal de futebol, os respectivos resultados e as contratações, tudo que já foi aqui debatido vezes sem conta.

publicado às 05:03

2020-02-02 (4).png

Frederico Varandas fez duras críticas a Jorge Sousa no final do SC Braga-Sporting

publicado às 03:18

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo