Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Sem deslumbrar... mas vitorioso!

Rui Gomes, em 05.12.19

78285774_10156434276331555_1210063317175894016_o.j

Brilhante golo de Bruno Fernandes mas o melhor

leão esta noite foi Yannick Bolasie.

Vietto finalizou jogada de grande nível.

(Lastimável, a atitude de Acuña)

Com este resultado, o Sporting chega aos três pontos, menos um do que Portimonense e Rio Ave, necessitando agora de vencer na última ronda na visita ao Algarve e esperar que os vilacondenses marquem passo na recepção ao Gil Vicente.

Se os vilacondenses ganharem essa partida, o Sporting está de imediato fora da prova, independentemente do resultado que conseguir em Portimão. Caso haja empate no Rio Ave-Gil Vicente ou até mesmo vitória minhota, então o Sporting apura-se sempre com um triunfo no Algarve.

image.jpg

Eis o que Silas teve para dizer sobre o jogo:

"Era importante vencer para acalentar as hipóteses de seguir ainda na Taça da Liga e também tenho o sonho de representar o Sporting na final four da Taça da LigaO Gil Vicente voltou a estar bem organizado e a sair bem no contra-ataque. No fundo. foi um jogo muito similar ao de domingo, mas a nível defensivo não cometemos os erros que cometemos domingo.

A expulsão de Marcus Acuña:

"Acuña é um jogador que vive muito o jogo. Naturalmente tem de melhorar. Ele acaba por cometer alguns erros e poderia ter prejudicado a equipa. Vou ter de falar com ele, porque já não é nenhum miúdo. Também não é nada que também não tivesse acontecido a mim. Acho que ele tem de repensar, porque nós até chegámos ao segundo golo, mas também poderíamos ter sofrido.

O calendário de jogos:

"Tivemos três dias para preparar o jogo com o Gil Vicente e o nosso adversário teve a semana toda. Já no jogo que perdemos com o Tondela tivemos também apenas três dias e o nosso rival teve uma semana para descansar. O que aconteceu com o Gil foi a mesma coisa.

É difícil para nós fazer tantos jogos seguidos e jogar contra adversários que têm mais tempo para recuperar. Também sei que a questão do tempo não pode ser uma desculpa, porque nós temos a obrigação de vencer. E também não acontece apenas a nós. Quem está nas competições europeias sofre o mesmo e nós não abdicamos dessa prova, pelo que acabamos por pagar o preço".

As palavras de Vítor Oliveira:

"Respeito muito a opinião dele, para mim é um professor e aprendo muito com ele. No entanto, não estou aqui para comentar a opinião do Vítor Oliveira. Os meus jogadores mostraram qualidade e foi por isso que ganhámos. Respeito, mas não sou comentador. Sou treinador e ele é meu colega."

publicado às 04:48

2019-12-03 (9).png

Na conferência de imprensa de antevisão ao jogo desta quarta-feira com o Sporting, a contar para a Taça da Liga, Vítor Oliveira, entre outras coisas, teve isto para dizer:

"Eu ganhei muitas vezes a Liga de Honra e sempre defendi que, embora o treinador seja importante, o fundamental é ter-se bons jogadores. As boas equipas fazem-se com bons jogadores e nenhum treinador faz uma boa equipa sem bons jogadores. Hoje li um artigo do Record no qual falavam dos jogadores que saíram do Sporting nos últimos três anos, eram cerca de 15, jogadores de grande qualidade. É impossível uma equipa deixar sair 15 jogadores em três anos e continuar forte.

Não podemos passar ao lado dos problemas que afectam o futebol português e o caso do Sporting é um problema gravíssimo. É algo que está a ser analisado por toda a gente com demasiada ligeireza.

Estou a referir-me ao incidente da Academia de Alcochete. Sairam vários jogadores da equipa que valeriam muito mais do que aquilo que acabaram por valer. Se tudo aquilo não tivesse acontecido alguns jogadores importantes poderiam continuar.

Tudo foi ultrapassado de ânimo leve, o Sporting voltou à normalidade, com um discurso de campeão. No entanto, quem está no futebol percebe bem que aquilo deixou marcas profundas. Tem-se procurado bodes expiatórios, às vezes até onde eles não existem, e o Sporting vai precisar de algum tempo para ultrapassar isto e voltar a ser o grande clube que já foi. A situação foi excessivamente grave.

Os jogadores do Sporting deverão querer dar uma resposta digna às minhas palavras, mas também pode haver um problema. O Sporting vai fazer três jogos em menos de uma semana e isso tem o seu custo, os jogadores podem não apresentar o seu nível. Para além disso, a instabilidade do próprio Sporting também pode beneficiar o Gil Vicente.

Vamos tentar ganhar, mas não vamos pôr em risco o campeonato, que é o nosso grande objectivo".

Desta vez, Vítor Oliveira está de parabéns por deixar de parte a sua arrogância e transmitir um parecer experiente e muito realista sobre o estado de coisas no Sporting.

publicado às 02:02

GoalPoint-Gil-Vicente-Sporting-Liga-NOS-201920-90m

Já muito foi comentado sobre o jogo de ontem, mas, nas circunstâncias, é de prever que ainda há mais para dizer.

Em distinto contraste com a exibição de quinta-feira, frente ao PSV Eindhoven, o Sporting esteve muito mal em Barcelos, frente ao Gil Vicente.

O sistema de jogo implementado por Jorge Silas é bom e resulta, mas não sem dinâmica e intensidade. Posse de bola numa área recuada e muito limitada não leva a equipa aos golos que necessita para vencer jogos.

Não deixa de ser interessante que quarta-feira vamos ter a repetição do mesmo cenário, ou seja, a equipa leonina de visita a Barcelos. Teremos de esperar para ver se o jogo de ontem serviu de lição, tanto para os jogadores como para o treinador.

img_920x518$2019_08_11_11_13_36_1587247.jpg

Os comentários de alguns leitores obrigam-me a alterar este post, porque, pelos vistos, na sua óptica, Bruno Fernandes terá cometido um crime capital com a sua apreciação aberta e honesta sobre a performance da equipa.

Eis o que o «capitão» teve para dizer no final da partida em Barcelos:

"Faltou personalidade e faltou atitude. Não estivemos no jogo. Deixámos que o Gil Vicente fosse sempre mais agressivo do que nós e conseguiram chegar primeiro às segundas bolas, às primeiras, criando mesmo mais oportunidades do que nós, o que é impensável.

O problema da equipa foi começar a segunda parte como começou a primeira, sem agressividade, sem intensidade, deixando que o Gil chegasse primeiro à bola, fazendo com que o nosso jogo se tornasse mais difícil.

Não há explicação 'para ir do céu ao inferno'. Agora é fazer a análise do jogo, que foi mau e pensar já no próximo".

_____________________________________

E, depois, ainda temos Vítor Oliveira, que nas suas declarações pós-jogo, indiferente se tem razão ou não com determinadas questões, demonstrou uma muito maior preocupação com o Sporting do que com a sua própria equipa:

"Sendo frontal, como sou, o plantel do Sporting fica muito longe do plantel do FC Porto e do Benfica. Tem alguns bons jogadores mas não tem muitos bons jogadores. Depois do que aconteceu na Academia vai demorar dois, três anos a recompor-se. Com poucos resultados a situação agrava-se. Mas o plantel do Sporting não é tão bom como os de Benfica e FC Porto. Daí a diferença pontual.

Se analisarem os jogadores de top, o Sporting tem muito poucos. Não é simpático dizer isto mas é a opinião de um homem do futebol. O Sporting precisa de melhores jogadores para ter melhores resultados. Pode mudar de treinador ou presidente mas o que precisa é de um plantel mais com mais reforços, como Benfica e FC Porto".

img_476x268$2019_12_02_00_10_55_1633923.jpg

Eis o que Silas teve para dizer no final do jogo:

"Uma derrota é sempre penalizadora e até ao segundo golo tínhamos o jogo controlado. O primeiro golo é uma oferta nossa, que não pode acontecer a este nível. Levantámo-nos desse erro crasso, mas cometemos novo erro e sentiu-se muito a instabilidade emocional que reina nesta equipa desde o início da temporada.

Custa-nos muito reagir à adversidade, mas não podemos ser equipa só quando estamos a ganhar. Depois fica mais difícil dar a volta aos jogos. O nosso desafio é conseguir fazer com que um golo não nos mande abaixo da maneira como nos mandou.

Tem muito a ver com o cansaço físico e psicológico, que dá pouco tempo para recuperar e preparar os jogos. Tivemos muito controlo do jogo, mas podíamos e devíamos ter sido mais efectivos nas oportunidades. A partir do minuto oito da segunda parte deixámos de fazer aquilo que tínhamos combinado. Cada um passou a jogar à sua maneira e não há equipa que resista.

Gostava de dizer que íamos ganhar os jogos todos até ao final da época, mas eu próprio não espero jogos como o de hoje. Cometemos erros em lances aparentemente inofensivos e sofrer golos criados por nós fica mais difícil de explicar. 

Como se trabalha a capacidade de reacção? Não é fácil, mas acho que se trabalha com vídeos e com muita bola. A bola dá-nos muito equilíbrio, mas quando começamos a ficar desequilibrados deixamos de ter bola e perdemos imensos espaços. Isso cria ainda mais apupos, desconcentração e instabilidade emocional. Depois tem a ver com a experiência dos jogadores e se calhar precisamos de pensar nisso".

publicado às 03:18

Este futebol !???!

Rui Gomes, em 01.12.19

78919689_10156426116321555_5057730290651234304_o.j

Dois erros, dois golos!

Como se ganha um jogo sem saber ler nem escrever...

E, claro, ajuda ter Hugo Miguel com o apito!

publicado às 22:09

Convocatória para o Gil Vicente

Rui Gomes, em 01.12.19

78890553_10156422697781555_4454714193643307008_o.j

A lista de 19 jogadores convocados por Jorge Silas para a visita ao Gil Vicente, jogo a contar para a 12.ª jornada da Liga NOS.

Renan volta aos convocados, mas creio que o titular será Luís Maximiano. Coates ainda a recuperar de lesão, assim como Jovane Cabral. Uma vez que Fernando já treina, a sua ausência fica-se a dever a mera opção técnica, assim como será o caso de Ristovski. Miguel Luís, depois de ficar de fora frente ao PSV, regressa a jogo.

Não é de prever quaisquer alterações relativamente ao 'onze' que defrontou o PSV:

Luís Maximiano; Rosier, Ilori, Mathieu e Acuña; Doumbia, Wendel e Bruno Fernandes: Vietto, Bolasie e Luiz Phellype.

O Gil Vicente situa-se em 11.º lugar na tabela classificativa neste momento, com 13 pontos, provenientes de 3 vitórias e 4 empates. Regista 9 golos marcados e 12 sofridos.

publicado às 02:17

Reflexão do dia

Rui Gomes, em 14.04.19

 

a44ec7237ab4e00df3523f186859cd03.jpg

 

"Já existe corrupção há 50 anos. Falo de coisas como o jogo da 'mala' e de várias 'malas'. Se um dia me puser a falar... vão dizer que sou um indivíduo maluco. A realidade dos factos é essa, saí do futebol desgastado por ver tanta hipocrisia e tanta falsidade. Claro que no meio disto tudo fiz amigos, pessoas sérias, coerentes como eu.

 

A verdade é que o tal 'sistema' não está nos clubes pequenos está nos grandes e tem rosto. E isso vê-se quando há eleições para qualquer órgão associativo, é fácil ver qual é o posicionamento de cada um. Além disso há grupos a viver à conta dos clubes, embora haja presidentes que se sintam confortáveis com isso.

 

Há presidentes de clubes que são uns cobardes, são voláteis, não têm carácter, são como o camaleão. Mudam de cor consoante o negócio. Há presidentes, no meio disto tudo, que são pessoas dignas, mas a grande maioria são isto que estou a afirmar. Estão ao serviço de interesses, dos clubes deles e de clubes de outros.

 

O empréstimo e a venda de de jogadores são uma das faces visíveis do sistema, é preciso ter dignidade. Posso afirmar que nunca me vendi, nunca dei abertura para ser abordado pelos clubes com poder económico. Ao longo dos anos, procurei servir o futebol, nunca me quis servir dele".  

 

António Fiúsa, antigo líder e presidente honorário do Gil Vicente.

 

publicado às 04:16

 

image.jpg

 

Pedro Proença, presidente da Liga de Clubes, anunciou esta segunda-feira o encerramento definitivo do caso que envolve a participação do Gil Vicente na próxima edição da I Liga, depois de uma reunião com os clubes que compõem o escalão principal, à excepção de Sporting, Benfica e FC Porto.

 

"O Gil Vicente para o ano estará na Primeira Liga, isso era um facto adquirido, mas ainda havia algumas questões que era necessário interpretar, nomeadamente a nível de regulamento.

 

Não podíamos deixar de dar uma palavra de agradecimento à Federação. Nunca é fácil quando temos um processo com mais de treze anos, que não teve uma decisão definitiva. Hoje demos um esclarecimento a bem da competição".

 

Esta época vão descer três equipas à II Liga, ao contrário das duas regulamentares. Haverá uma compensação financeira para o clube que for atingido pela subida do Gil Vicente e descer no antepenúltimo lugar da I Liga.

publicado às 05:30

Reflexão do dia

Rui Gomes, em 29.03.19

 

naom_5a380b3208fa2.jpg

 

No final de acesa reunião que foi realizada esta quinta-feira, em Gaia, o grupo de clubes denominado G15, decidiu, "por unanimidade", requerer reunião com o presidente da Liga, na próxima segunda-feira, para "pedir mais explicações" sobre o processo de reintegração do Gil Vicente na próxima edição da primeira liga, já exigida pela Federação Portuguesa de Futebol.

 

O chamado G15, do qual não fazem parte F. C. Porto, Benfica e Sporting, ou, pelo menos, uma boa parte dos clubes questionam a validade da decisão tomada por Pedro Proença, presidente da Liga, após acordo com Gil Vicente e Belenenses. Outros emblemas não aceitam que se volte a adiar a reintegração, desrespeitando o que ficou acordado em 2018 e que já se encontra plasmado no regulamento de competições para 2019/2020.

 

A Federação Portuguesa de Futebol, entretanto, também emitiu um comunicado, no qual exige a integração do clube de Barcelos na Liga já na próxima temporada. O organismo federativo diz não aceitar que "as expectativas criadas em todas as entidades e agentes desportivos, por via das alterações regulamentares e deliberações tomadas no seio da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, sejam frustradas neste momento, com impactos negativos em todas as competições seniores nacionais".

 

A FPF garante ainda que "os factos mais recentes vindos a público, quase três anos após a primeira decisão, em nada alteram a posição" e assegura que não terá uma "atitude passiva"  na matéria.

 

publicado às 04:03

 

7R5JOBE1.jpg

 

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) anunciou esta quarta-feira que não se vincula ao "memorando de entendimento" entre Belenenses e Gil Vicente e reitera a recomendação de reintegração na I Liga dos gilistas "no mais curto espaço de tempo".

 

Em comunicado, a FPF revela que analisará "no superior interesse do futebol português, as implicações deste documento, ao qual não se vinculou", tendo ainda reforçado um dos pontos de um comunicado datado de 06 de Junho de 2016, antes de o Belenenses formalizar o recurso, que, com o acordo anunciado na terça-feira, deverá ficar sem efeito.

 

Nessa altura, a FPF anunciou a decisão de não recorrer do Tribunal Administrativo de Círculo de Lisboa, datada de 25 de Maio desse ano, que ditou o regresso do Gil Vicente à I Liga, recomendando à Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), também parte demandada no processo e cuja Comissão Disciplinar, à altura, foi a autora do acto primário sancionador, a reintegração do clube minhoto “no mais curto espaço de tempo possível”.

 

Só pode ser o futebol português !

 

publicado às 03:20

 

hqdefault.jpg

 

Gil Vicente e Belenenses assinaram esta terça-feira um princípio de acordo sobre o caso Mateus, que permite aos gilistas a subida administrativa à I Liga em 2019/20, disse fonte da Liga de clubes à agência Lusa:

 

"O acordo foi subscrito pelos presidentes das duas sociedades desportivas, Francisco Dias da Silva e Rui Pedro Soares, respectivamente, assim como pelo presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), Pedro Proença.

 

Trata-se de um acordo histórico, que põe fim a um diferendo que durava há 12 anos. A boa vontade de ambas as sociedades desportivas é notória e a Liga monitorizará todos os passos, de ora em diante, no sentido da resolução definitiva nas várias instâncias. Fechará uma página do passado do nosso futebol e é a prova das capacidades agregadoras da Liga de hoje".

 

O caso Mateus remonta a Agosto de 2006, quando o Gil Vicente, depois de ter assegurado a permanência, foi despromovido administrativamente à Liga de Honra, actual II Liga, devido à utilização do internacional angolano Mateus, quando o futebolista estava impedido por ter actuado com estatuto de amador, na época imediatamente anterior, ao serviço do Lixa.

 

Na altura, a Comissão Disciplinar da LPFP sancionou o clube minhoto com a descida de divisão, após uma queixa do Belenenses, que o Conselho de Justiça da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) ratificou, impedindo ainda os gilistas de participarem na Taça de Portugal, assim como nos campeonatos de juniores e iniciados.

 

Na sequência da despromoção administrativa, o Gil Vicente recorreu das decisões para os tribunais administrativos, alegando a nulidade das sanções aplicadas, algo que foi confirmado pela sentença do Tribunal Administrativo de Círculo de Lisboa, proferida em 25 de Maio de 2016. No entanto, em Julho de 2016, a SAD do Belenenses formalizou recurso desta decisão judicial, que, na altura, tinha levado LPFP e FPF a considerarem inevitável a subida dos minhotos à I Liga. Com este entendimento, e ao abrigo dos regulamentos, sabe-se que na próxima temporada descem três equipas da I à II Liga e em sentido inverso sobem duas mais o Gil Vicente.

 

O clube de Barcelos disputa actualmente a II Liga, pela terceira época consecutiva, depois de ter sido despromovido do principal escalão em 2014/15, ao qual tinha voltado em 2011/12, após a descida na 'secretaria'. O Belenenses milita na I Liga ininterruptamente desde 2013/14, tendo disputado o segundo escalão durante três épocas, entre 2010/11 e 2012/13.

 

O avançado angolano Mateus, agora com 33 anos, joga no Boavista, da I Liga, depois de ter alinhado em clubes como Nacional, 1º de Agosto e Arouca.

 

publicado às 04:53

 

img_770x433$2016_09_17_18_35_19_1157951.jpg

 

Foi uma equipa B leonina reforçada com Matheus Pereira, Bruno Paulista e Ricardo Esgaio que recebeu e empatou com o Gil Vicente, 2-2, em jogo a contar para a 7.ª jornada da II Liga.

 

Depois da derrota sofrida em casa do Varzim (3-0), na última jornada, o Sporting procurava uma vitória caseira, mas não conseguiu ir além do empate, concedido mesmo ao cair do pano. Os golos leoninos foram da autoria de Pedro Marques, aos 61' e 79'.

 

O Sporting alinhou com os seguintes:


Pedro Silva, Ricardo Esgaio, Kiki, Ivanildo Fernandes, Pedro Empis, Fidel Escobar (Aouacheria, 46), Bruno Paulista, Guima, Matheus Pereira, Delgado (Jovane, 77) e Ronaldo Tavares (Pedro Marques, 57).

Suplentes: Stojkovic, Pedro Marques, Aouacheria, Fokobo, Budag, Leonardo e Jovane.
 
A equipa B situa-se no 20.º lugar da tabela classificativa, com 5 pontos, fruto de uma vitória e dois empates. Nota de relevo para o regresso de Fokobo à competição.
 

publicado às 04:51

 

antonio_fiuza_gil_vicente_foto_hugo_delgado_lusa19

 

A Federação Portuguesa de Futebol recomendou, esta segunda-feira, a reintegração imediata do Gil Vicente na Primeira Liga, face à decisão do Tribunal Administrativo de Lisboa, revelando, em comunicado, que não recorreria da mesma. Por sua vez, o Executivo da Liga de Clubes anunciou esta terça-feira, que aceita o alargamento da I Liga e a inclusão do emblema de Barcelos.

 

António Fiusa, presidente do Gil Vicente, não está disposto a colocar uma pedra sobre o notório "Caso Mateus" e promete ir até às últimas consequências para responsabilizar todos aqueles que ele considera terem prejudicado o clube a que preside. Num tom muito duro e acusatório, teve isto para dizer:

 

«O país esteve 10 anos de luto porque um conjunto de pessoas – a tal máfia – prejudicou muito o Gil Vicente e muito a minha pessoa. Fui muito injustiçado. A cidade e o concelho perderam muito. Essa gente terá que agora ser responsabilizada e dar a cara. Eles sabiam o que estavam a fazer e que era batota. Queriam prejudicar o Gil Vicente e o futebol português. Não posso perdoar essa gente, que é do pior que há.

 

Se a Liga e a Federação não responsabilizar essa gente, será o Gil Vicente e eu a fazê-lo, porque essa gente não pode ficar impune. António Mortágua, Gilberto Madaíl, Amândio de Carvalho, Frederico Cebola, Pedro Mourão e Cunha Leal terão de ir a tribunal responder por terem feito tão mal ao futebol português.

 

O Gil Vicente esteve quase a acabar e passou por uma fase muito difícil. Nunca tivemos salários em atraso e passámos a ter com o "Caso Mateus”. Houve corrupção nisto. Houve uma pessoa que recebeu 100 mil euros de um clube».

 

Algum exagero com a afirmação que o país esteve "dez anos de luto", mas dá para perceber a intenção. Com isto, fica claro que o último episódio deste caso ainda está muito longe e, ainda, que vamos ter mais equipas (19 ou 20) a disputar o campeonato na próxima época. Exclusivamente no contexto desportivo, não era isto que se desejava para o futebol português, tendo em consideração que há ampla evidência a favorecer a redução do número de clubes e não o aumento.

 

publicado às 03:54

Como "descalçar esta bota" ?

Rui Gomes, em 05.06.16

 

Liga_NOS_logo.png

  

O presidente da Liga de Clubes, Pedro Proença, comentou, este sábado, à margem das eleições na Federação Portuguesa de Futebol, que reelegeram Fernando Gomes para o quadriénio 2016/2020, o cenário envolvente da possível, eventual até, subida do Gil Vicente à Primeira Liga:

 

«Só ontem [sexta-feira] tive conhecimento da sentença [Tribunal Administrativo de Lisboa]. Vamos sentar à mesa, quer a Federação, quer a Liga, quer o Gil Vicente. Não estamos satisfeitos pelo andamento da justiça. Passados dez anos, ter uma decisão vem criar dificuldades a quem está a planear as competições.

 

O problema existe, vai ser resolvido de uma forma ponderada, equilibrada e o queremos é o emagrecimento das competições, porque o modelo de negócio está definido e o futebol não quer dar um passo atrás. Teremos de dar execução a ordens judiciais, medindo todos os prós e contras, e tenho a certeza que as três partes irão encontrar um ponto de equilíbrio. Estamos a adequar as nossas competições e não queremos cometer os mesmos erros que no passado.

 

Não há uma decisão feita, todos os cenários estão em cima da mesa, temos de juntar todos os que fazem parte deste ‘futebol industria’. Nos próximos dias, iremos reunir. É incomportável neste momento termos o quadro competitivo que temos, numa competição que queremos tornar vendável e aliciante».

img_467x599$2016_06_05_01_43_35_1110238.jpg

Surpreende que Proença só "ontem" tenha tomado conhecimento da decisão do Tribunal Administrativo de Lisboa. Creio que ele se refere à participação oficial, porventura através do respectivo acórdão. Isto não obstante, parece-me óbvio que o dilema que o confronta, assim como o Executivo da Liga de Clubes, e a própria FPF, é como melhor "descalçar esta bota".

 

Deixa a ideia clara que a próxima "jornada" envolve negociações com o emblema de Barcelos, partindo do princípio que não haverá recurso da decisão. De uma forma ou outra, o Gil Vicente está destinado a regressar à I Liga, é apenas uma questão de determinar o timing do processo. Neste momento, embora possível, é muito duvidoso que seja já na próxima época. A outra "página" do imbróglio envolve a compensação financeira, assente na exigência original do Gil Vicente de 20 milhões de euros. Como quantificar os seus prejuízos ?... Situação deveras complexa.

 

publicado às 04:17

 

naldo5.jpg

  

Em jogo da 40.ª jornada da II Liga, a equipa B do Sporting recebeu e venceu o Gil Vicente, por 2-0, curiosamente, com o primeiro golo a ser marcado por Naldo, na marcação de um livre ensaiado executado por Ryan Gauld, com a bola a sofrer um desvio, surgindo então o cabeceamento letal do defesa central leonino. Daniel Podence fechou o marcador, aos 83 minutos.

 

Os comandos de João de Deus conquistaram assim os três pontos e registaram o quarto jogo consecutivo sem perder, situando-se, agora, em 9.º lugar, com 57 pontos, em igualdade pontual com este mesmo Gil Vicente.


O Sporting alinhou com os seguintes:

Stojkovic, Mama Baldé, Naldo, Domingos Duarte, Rúben Ribeiro, Kikas, Ryan Gauld, Francisco Geraldes (Fokobo, 88), Fábio Martins (Zezinho, 61), Daniel Podence e Cristian Ponde (Betinho, 75).

Suplentes: Guilherme Oliveira, Tomas Rukas, Luís Elói, Fokobo, Rafael Barbosa, Betinho e Zezinho.

Árbitro: João Mendes (Santarém).

Acção disciplinar: cartão amarelo para Naldo (11), Yeo (51) e Bruno Silva (90+3).

Assistência: Cerca de 500 espectadores.

 

publicado às 19:17

 

ngC83AA013-C709-495A-8528-2361CDF68E7A.jpg

 

O defesa Seejou King lesionou-se este sábado com aparente gravidade - suspeita-se que fracturou a perna - no embate entre Gil Vicente e Sporting B, a contar para a 17.ª jornada da II Liga.

 

O lance em questão foi violento (foto) e ocorreu já bem perto do intervalo. O jogador gilista foi expulso e Seejou King foi transportado para o hospital mais próximo para os respectivos cuidados médicos.

 

O jogo em si acabou com um empate, 1-1, com Ryan Gauld a apontar o tento leonino.

 

Com este resultado, o Sporting situa-se provisoriamente em 2.º lugar, com 29 pontos em 17 jogos, menos sete do que o líder FC Porto B, que tem menos um jogo, e mais um ponto do que o terceiro classificado Portimonense, também com 17 jogos realizados.

 

publicado às 19:14

Marco Silva comenta o jogo

Rui Gomes, em 23.02.15

 

ngF8067E89-ACA5-4A2E-B501-6DFB1ED2B711.jpg

«Penso que fomos melhores na segunda parte. Na primeira, também tivemos algumas oportunidades para marcar, como a do Mané. Na segunda, fomos mais rápidos e, depois do golo, sabíamos que isso ia acontecer. A tranquilidade voltou. Fizemos mais um golo e poderíamos ter feito mais. Não me lembro de nenhuma oportunidade do Gil Vicente. Só uma, mas num lance estranho.

 

Comparar com a última época é muito relativo. A nossa pontuação é praticamente igual, mas os nossos adversários têm mais pontos do que tinham no último ano por esta altura. Temos de controlar o nosso jogo. O dos outros não podemos. Mas não podemos comparar as épocas. No fim de Janeiro já tínhamos mais jogos do que no ano passado na época inteira.

 

É importante vencer e não sofrer. Damos atenção a isso. É algo que queremos, que temos atenção. O Tobias e o Paulo Oliveira são uma dupla muito jovem, das mais jovens da Europa. Têm um comportamento muito bom. Daqui a uns meses, se calhar, vamos vê-los a jogar ainda melhor.

 

Tinha dito que não vínhamos para este jogo preocupados com o próximo. Haviam jogadores em risco mas não pensamos nisso. As substituições que fiz foi pelo desgaste da equipa.»

 

*** É curioso como o registo das duas épocas, à 22.ª jornada, é quase idêntico:

 

2014/2015

 

13 V / 8 E / 1 D - 47 pontos - 42 GM / 17 GS

 

2013/2014

 

14 V / 6 E / 2 D - 48 pontos - 42 GM / 16 GS

 

 

publicado às 06:02

Lágrimas de ouro para o golo do ano

Rui Gomes, em 23.02.15

 

wdiag.jpg

 

Um golo de Nani que dificilmente esqueceremos e que o levou a lágrimas de alegria. O seu quarto golo da Liga e o nono da época, ao serviço do Sporting.

 

Vale a pena rever este magnifíco golo, marcado aos 68', do Sporting 2 Gil Vicente 0.

 

publicado às 06:01

Um dia especial em Alvalade...

Rui Gomes, em 22.02.15

 

ImageProxy.jpg

 

... Não tanto pelo regresso às vitórias - bem merecida até - mas mais pelas circunstâncias em que se viu a estreia de Junya Tanaka a titular num jogo da I Liga e a coroar a oportunidade com uma boa exibição e um golo muito oportuno, típico de ponta de lança; a estreia na competição também do jovem escocês Ryan Gauld, que entrou aos 64' em substituição de André Martins e, finalmente, o golo monumental de Nani, aos 64', que foi apenas uma obra de arte com o seu pé esquerdo, a fazer o 2-0 para o Sporting.

 

ng0DB94061-AC60-4BA7-9071-CE61E6E5F6BF.jpg

 

Apesar de sentir as usuais dificuldades em penetrar o "autocarro" do Gil Vicente, a superioridade leonina nunca este em dúvida e foi premiada com a indiscutível vitória. Boas exibições por parte de alguns "leões", a começar com William Carvalho - é um Sporting diferente com ele em campo - todo o sector defensivo esteve muito bem, com destaque para Miguel Lopes que, na opinião deste observador, fez o seu melhor jogo da época.

 

O Sporting precisava de regressar às vitórias, sem dúvida alguma, e o jogo de hoje poderá servir para inspirar a equipa para o muito difícil embate da próxima quinta-feira, para a Liga Europa. Além disso, igualmente importante, manter o SC Braga a quatro pontos de distância, na luta pelo terceiro lugar na Liga.

 

ng3E6FEAD9-FA10-4A00-A499-87A12E59DD0D.jpg

  

Arbitragem muito irregular de Jorge Tavares, com diversos erros, o mais flagrante dos quais a grande penalidade que ficou por assinalar, aos 14', por falta sobre João Mário.

 

Boa decisão de Marco Silva em substituir Nani, aos 73', depois daquele seu grande momento de inspiração.

 

publicado às 20:11

Jogo dos sócios

Rui Gomes, em 20.02.15

 

82097.jpg

 

publicado às 12:41

 

 Gil Vicente 0 Sporting 4 - 21 de Setembro de 2014

 NK Maribor 1 Sporting 1 - 17 de Setembro de 2014

 

publicado às 05:59

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo