Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



sebastian-coates-4 (2).jpg

Provavelmente já não se lembra da última vez que Seba Coates fez soar o apito, sem ser pelos golos que tem marcado. É que o capitão do Sporting não faz qualquer falta há mais de um mês. O uruguaio, cujos desempenhos em Fevereiro lhe valeram a eleição de Jogador do Mês, não cometeu qualquer infracção nesse período, o que torna a excelência das suas exibições ainda mais relevante. Aliás, o defesa parece querer prolongar essa fase de “bom comportamento” e na primeira ronda após essa eleição, no “clássico” do Dragão com o FC Porto, também não fez qualquer falta. São já seis os jogos consecutivos em que os árbitros não apitam por qualquer acção de Coates à margem das leis, dois deles frente a Benfica (16ª jornada) e Porto (21ª).

Em Portugal, o nosso grande leão não é o único defesa sem faltas cometidas nestas seis últimas jornadas – precisamente entre as 16ª e a 21ª. O que torna relevante é o facto de Sebastián ser totalista nesta fase. Ao todo foram 540 minutos, mais coisa menos coisa (há os descontos de tempo), em que o jogador do emblema leonino foi utilizado nestas rondas, ou seja, a totalidade. O último jogo em que Coates cometeu uma falta – e foi mesmo só uma – foi à 15ª jornada, em casa do Boavista.

Com este texto, não pretendo de modo algum 'agoirar' o nosso capitão, pelo contrário.

Estatísticas de GoalPoint

publicado às 04:17

GoalPoint-Onze-jornada-16-Liga-NOS-202021-infog.jp

Explicações:

Luís Neto (Sporting) 6.9 – O primeiro elemento do dérbi.  O central português esteve muito sólido, numa partida em que o Benfica bem tentou chegar ao golo, mas esbarrou contra um trio de defesas muito concentrado. Neto foi o melhor dos três, terminando com dois duelos aéreos defensivos ganhos em três, seis desarmes e cinco alívios. Não tivesse desperdiçado uma ocasião flagrante e a sua nota teria sido bem mais alta.

Matheus Nunes (Sporting) 7.8 – Estreia e MVP da jornada. Matheus Nunes foi titular, no lugar de João Palhinha, e realizou uma exibição de grande nível, que merece destaque não só pelo golo decisivo, nos descontos, mas por muitos outros momentos de qualidade, que detalhámos num artigo dedicado – pode aceder aqui (link).

ADENDA

Onze do Sporting para o Marítimo: Adán; Gonçalo Inácio, Coates e Feddal; Porro, João Palhinha, Matheus Nunes e Antunes; Pote, Nuno Santos e Paulinho.

publicado às 17:30

Reforços: Pedro Gonçalves

Rui Gomes, em 14.09.20

GoalPoint-Reforcos-202021-Sporting-Pedro-Goncalves

publicado às 03:00

O Sporting 2019-20 segundo a GoalPoint

Leão Zargo, em 29.04.20

GoalPoint Sporting 2019-20.jpg

A GoalPoint Partners foi criada em 2014 com a finalidade de fornecer informação e análise estatística sobre o futebol e os seus protagonistas, tendo como destinatários profissionais do futebol, clubes, adeptos e mídia. Conta com a colaboração de especialistas em análise de dados para obter uma avaliação rigorosa e fundamentada do desempenho individual e colectivo dos jogadores durante um jogo ou um determinado período de tempo.

A GoalPoint procedeu à avaliação do desempenho da equipa leonina nos jogos disputados na Liga NOS em 2019-20. Para os jogadores de campo considerou, nomeadamente, as assistências, golos, remates enquadrados com a baliza, passes certos, cruzamentos, dribles eficazes, faltas sofridas, desarmes e duelos aéreos. Para os guarda-redes contabilizou, por exemplo, remates enquadrados defendidos, defesas a soco, saídas pelo ar eficazes e saídas pelo solo eficazes.

Na observação dos dados mais relevantes sobre os jogadores, a GoalPoint constata que Bruno Fernandes actualmente ainda contabiliza a influência directa ou indirecta em 41% dos golos do Sporting. Dos jogadores do plantel destaca os seguintes:

- Luciano Vietto assumiu-se como o elemento mais produtivo com 4 golos e outras tantas assistências, depois da saída de Bruno Fernandes. Esteve em 20 jogos. Rating 6,46.

- Marcos Acuña é o “patrão” do flanco esquerdo, na defesa ou na ala, conta com 2 golos marcados e 3 acções para golo, e a participação em 18 jogos. Rating 6,29.

- Sebastián Coates, após um início de época desastroso, estabilizou a produção defensiva e é um dos melhores marcadores com 3 golos. Alinhou em 20 jogos. Rating 6,01.

- Wendel destaca-se pela relevância no meio campo, pelas assistências e por 110 passes certos, o máximo na Liga desde 2014. Marcou 2 golos e esteve em 19 jogos. Rating 5,96.

É discutível a avaliação de Jérémy Mathieu, que surpreenderá muitos adeptos leoninos. Luís Maximiniano e Luís Neto conseguem um posicionamento muito interessante. Renan Ribeiro possui o rating 6,07, um dos mais elevados do plantel.

publicado às 13:30

GoalPoint-Gil-Vicente-Sporting-Liga-NOS-201920-90m

Já muito foi comentado sobre o jogo de ontem, mas, nas circunstâncias, é de prever que ainda há mais para dizer.

Em distinto contraste com a exibição de quinta-feira, frente ao PSV Eindhoven, o Sporting esteve muito mal em Barcelos, frente ao Gil Vicente.

O sistema de jogo implementado por Jorge Silas é bom e resulta, mas não sem dinâmica e intensidade. Posse de bola numa área recuada e muito limitada não leva a equipa aos golos que necessita para vencer jogos.

Não deixa de ser interessante que quarta-feira vamos ter a repetição do mesmo cenário, ou seja, a equipa leonina de visita a Barcelos. Teremos de esperar para ver se o jogo de ontem serviu de lição, tanto para os jogadores como para o treinador.

img_920x518$2019_08_11_11_13_36_1587247.jpg

Os comentários de alguns leitores obrigam-me a alterar este post, porque, pelos vistos, na sua óptica, Bruno Fernandes terá cometido um crime capital com a sua apreciação aberta e honesta sobre a performance da equipa.

Eis o que o «capitão» teve para dizer no final da partida em Barcelos:

"Faltou personalidade e faltou atitude. Não estivemos no jogo. Deixámos que o Gil Vicente fosse sempre mais agressivo do que nós e conseguiram chegar primeiro às segundas bolas, às primeiras, criando mesmo mais oportunidades do que nós, o que é impensável.

O problema da equipa foi começar a segunda parte como começou a primeira, sem agressividade, sem intensidade, deixando que o Gil chegasse primeiro à bola, fazendo com que o nosso jogo se tornasse mais difícil.

Não há explicação 'para ir do céu ao inferno'. Agora é fazer a análise do jogo, que foi mau e pensar já no próximo".

_____________________________________

E, depois, ainda temos Vítor Oliveira, que nas suas declarações pós-jogo, indiferente se tem razão ou não com determinadas questões, demonstrou uma muito maior preocupação com o Sporting do que com a sua própria equipa:

"Sendo frontal, como sou, o plantel do Sporting fica muito longe do plantel do FC Porto e do Benfica. Tem alguns bons jogadores mas não tem muitos bons jogadores. Depois do que aconteceu na Academia vai demorar dois, três anos a recompor-se. Com poucos resultados a situação agrava-se. Mas o plantel do Sporting não é tão bom como os de Benfica e FC Porto. Daí a diferença pontual.

Se analisarem os jogadores de top, o Sporting tem muito poucos. Não é simpático dizer isto mas é a opinião de um homem do futebol. O Sporting precisa de melhores jogadores para ter melhores resultados. Pode mudar de treinador ou presidente mas o que precisa é de um plantel mais com mais reforços, como Benfica e FC Porto".

img_476x268$2019_12_02_00_10_55_1633923.jpg

Eis o que Silas teve para dizer no final do jogo:

"Uma derrota é sempre penalizadora e até ao segundo golo tínhamos o jogo controlado. O primeiro golo é uma oferta nossa, que não pode acontecer a este nível. Levantámo-nos desse erro crasso, mas cometemos novo erro e sentiu-se muito a instabilidade emocional que reina nesta equipa desde o início da temporada.

Custa-nos muito reagir à adversidade, mas não podemos ser equipa só quando estamos a ganhar. Depois fica mais difícil dar a volta aos jogos. O nosso desafio é conseguir fazer com que um golo não nos mande abaixo da maneira como nos mandou.

Tem muito a ver com o cansaço físico e psicológico, que dá pouco tempo para recuperar e preparar os jogos. Tivemos muito controlo do jogo, mas podíamos e devíamos ter sido mais efectivos nas oportunidades. A partir do minuto oito da segunda parte deixámos de fazer aquilo que tínhamos combinado. Cada um passou a jogar à sua maneira e não há equipa que resista.

Gostava de dizer que íamos ganhar os jogos todos até ao final da época, mas eu próprio não espero jogos como o de hoje. Cometemos erros em lances aparentemente inofensivos e sofrer golos criados por nós fica mais difícil de explicar. 

Como se trabalha a capacidade de reacção? Não é fácil, mas acho que se trabalha com vídeos e com muita bola. A bola dá-nos muito equilíbrio, mas quando começamos a ficar desequilibrados deixamos de ter bola e perdemos imensos espaços. Isso cria ainda mais apupos, desconcentração e instabilidade emocional. Depois tem a ver com a experiência dos jogadores e se calhar precisamos de pensar nisso".

publicado às 03:18

Estatísticas do jogo

Rui Gomes, em 04.04.19

 

BET-PT-Sporting-Benfica-Portuguese-Cup-201819-Rati

 

publicado às 03:16

Estatísticas do jogo

Rui Gomes, em 27.01.19

 

Dx3nWC4W0AApPLU.jpg

 

publicado às 03:33

Ainda o dérbi

Rui Gomes, em 06.05.18

 

Dcdr6AdW4AEDQ9S.jpg

 

***Só não estão contabilizados os dois penáltis que ficaram por assinalar contra o Benfica, assim como a não expulsão de Rúben Dias por agressão a Gelson Martins. 

 

P.S.: Também não regista a choradeira monumental e murro na mesa de conferência de imprensa de Rui Vitória, o maior sonso da praça.

 

Em abono da verdade, também devia comentar a insuficiência de Jorge Jesus, mais uma vez amplamente demonstrada num  jogo em que a equipa foi uma sombra daquilo que é capaz. Será que vamos ser subjugados a mais uma época do mesmo ou o presidente vai abrir os olhos, e a carteira, que não é a dele, para contratar um treinador ao nível das aspirações do Clube?

 

publicado às 15:02

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo