Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



publicado às 04:00

vscscp_6.jpeg

O jovem Eduardo Quaresma foi uma das novidades do Sporting no regresso à competição, com Rúben Amorim a oferecer-lhe a titularidade na visita a Guimarães. O jovem defesa-central de 18 anos estrou-se assim pela equipa principal leonina que representa desde os nove anos e onde fez praticamente toda a sua formação como jogador.

Apesar de o Sporting CP não ter conseguido regressar da 'cidade-berço' com um triunfo, Eduardo Quaresma deu conta, na sua conta oficial no Instagram, da felicidade por ter cumprido o sonho de se estrear pela principal equipa dos 'verdes e brancos'. "A estreia de um menino que sempre sonhou com isto. Não foi o resultado que queríamos, mas vamos dar mais. Obrigado pelo vosso apoio em casa", escreveu.

publicado às 05:31

image.jpg

O médio brasileiro Matheus Nunes, que na quinta-feira se estreou na I Liga de futebol pelo Sporting, no empate por 2-2 no estádio do Vitória de Guimarães, manifestou-se “muito feliz” por concretizar um “sonho”.

O futebolista, de 21 anos, chegou a Alvalade na temporada de 2018/19, proveniente do Estoril Praia, para integrar a equipa de sub-23, mas o treinador Rúben Amorim promoveu a sua estreia no regresso do campeonato e logo como titular, somando 66 minutos, antes de ser rendido por Idrissa Doumbia.

O que dizer deste momento?! Muito feliz pela estreia. Sonho cumprido. Sonho que eu tenho desde que me lembro como pessoa, que sempre trabalhei para realizar. Hoje, estar aqui, é uma honra, mas sei que isso é só o começo. Obrigado a Deus por tudo e, claro, à minha família, por estarem comigo desde o primeiro dia, por tudo o que já passamos juntos”, escreveu o médio, na conta pessoal do Instagram.

"Estou triste por não ganhar, como a equipa merecia. Darei o meu máximo sempre para vos dar alegrias, que é o que merecem. Obrigado pelo vosso apoio a partir de casa”.

publicado às 05:30

Jogo de vantagens desperdiçadas

Rui Gomes, em 05.06.20

Perante um Estádio D. Afonso Henriques vazio e sem adeptos, o Sporting foi a Guimarães empatar a dois golos, no primeiro jogo depois da paragem devido à pandemia de COVID-19, com Sporar a ser a figura do encontro, com dois tentos (18' e 54') e, em geral, a rubricar uma excelente exibição. Preparou-se bem durante o período de paragem.

Jogo da 25.ª jornada do campeonato, que marcou ainda a estreia de Rúben Amorim fora de portas, que, na generalidade, agradou, mas que também deixou a ideia que no próximo embate em Alvalade haverão algumas coisas a melhorar e outras ainda a corrigir.

vscscp_2.jpeg

Muita juventude em campo com Eduardo Quaresma, Rafael Camacho, Jovane Cabral e ainda Matheus Nunes, este a acusar a responsabilidade de momento e porventura a dar indicações que ainda tem muito a "pedalar" para assegurar a titularidade na equipa.

Entre os considerados "prata da casa", no que à equipa principal diz respeito, Luciano Vietto com uma exibição muito discreta, e Luís Maximiano a cometer um erro deveras grosseiro no primeiro golo vimanerense. Não pode de algum manchar a sua ainda jovem carreira com decisões irreflectidas desta natureza, que comprometem a equipa.

O Sporting desperdiçou por duas vezes a vantagem no marcador e ainda o último quarto de hora do jogo com superioridade numérica. Questões que decerto merecerão alguns reparos por Rúben Amorim.

Com este resultado, o clube de Alvalade mantém o quarto lugar na tabela, agora com 43 pontos, a três do último lugar do pódio, ocupado pelo SC Braga, que esta sexta-feira volta aos relvados frente ao Santa Clara.

P.S.: Acrescento, que apesar de não ter estado a um nível superior, parece-me que se viu uma equipa leonina com muita personalidade, indubitavelmente a reflectir a influência do novo técnico. Oferece optimismo para bons dias num futuro não muito distante.

Talvez... talvez, que quem assumiu o grande risco da contratação tenha feito uma leitura da pessoa e dos seus dotes muito além do comum adepto.

publicado às 05:34

O Sporting e Super Bock prestam homenagem a todos os que estão

na linha da frente durante o período da pandemia de Covid-19 💚

publicado às 05:31

A pensar no V. Guimarães

Rui Gomes, em 02.06.20

_s2i5722_0.jpg

A equipa leonina continua com treinos intensos na Academia de Alcochete com vista ao jogo com o Vitória SC (25.ª jornada da Liga NOS) marcado para esta quinta-feira.

No início da semana que antecede o regresso à competição, quase três meses depois, Rúben Amorim focou-se no rigor e na intensidade que quer nos jogos, recebendo resposta positiva por parte do grupo.

Só Wendel e Luiz Phellype não estão às ordens do técnico leonino, uma vez que continuam a recuperar das respectivas lesões.

Nova sessão de trabalho esta terça-feira, com início às 10h00, como é usual.

* Carlos Xistra foi nomeado para dirigir o jogo em Guimarães.

* Plantel voltou a fazer testes à Covid-19.

* Matheus Nunes prepara-se para jogar no lugar de Wendel.

* Hertha Berlim estará interessado em Renan.

* Presidente do Rosario garante que negócio por Pereyra não caiu.

publicado às 04:32

Recordar é viver

Rui Gomes, em 13.05.20

publicado às 16:57

O VAR aVARiado

Rui Gomes, em 05.01.20

download.jpg

Ainda bem que a arbitragem não favorece o "glorioso" cá do burgo. A exemplo, temos esta "meiguice" de Rúben Dias no jogo com o V. Guimarães, que o árbitro entendeu não punir e, pelos vistos, o VAR estava aVARiado.

Sentei-me em frente da TV com o jogo já em andamento e passados alguns minutos senti a necessidade de contar os jogadores em campo para esclarecer se o Benfica estava a jogar em inferioridade numérica, tal o controlo do V. Guimarães.

Mas, pelos vistos, foi uma estratégia deliberada de Bruno Lage, que explicou que a equipa recuou para "defender a largura e condicionar com pressão".

Quando tiver alguma disponibilidade, vou tentar consultar uma enciclopédia para poder compreender esta linguagem técnica.

Mas o resultado final é que conta... Não jogaram nada, mas marcaram um golo nas duas vezes que foram à baliza vimaranense...

publicado às 02:47

 

guimaraes_sporting (2).jpg

 

Foi um golo fortuito que deu a vitória ao V. Guimarães, mas Renan evitou muito pior com várias boas intervenções. Boa utilização do VAR complementada pela análise correcta do árbitro que acabou por anular o que teria sido a sua expulsão, no lance em que o avançado vimaranense estava em posição irregular.

 

O Sporting apresentou-se sem surpresas no seu onze inicial, até porque as alternativas são muito limitadas: Renan, Bruno Gaspar, André Pinto, Mathieu e Acuña; Gudelj, Miguel Luís e Bruno Fernandes; Jovane Cabral, Diaby e Bas Dost.

 

Suplentes: Salin, Marcelo, Jefferson, Ristovski, Petrovic, Carlos Mané e Raphinha.

 

img_770x443$2018_12_23_09_25_33_1487055.jpg

 

A primeira derrota da era Keizer com uma exibição pouco conseguida, a faltar qualidade na construção de jogo e a eficácia de finalização que nos habituou nos primeiros sete jogos. O técnico holandês não procurou desculpar a performance da sua equipa na conferência de imprensa pós-jogo e reconheceu prontamente o mérito do V. Guimarães.

 

Na minha opinião, contudo, esta partida terá servido para sublinhar quão curto é o plantel leonino em termos qualitativos. Recorrendo sensivelmente aos mesmos 13/14 jogadores desde que Marcel Keizer chegou a Alvalade, é inevitável que tenha havido uma boa dose de cansaço a contribuir para a menor inspiração.

 

A experiência de Nani fez falta, especialmente porque Jovane Cabral ainda não atingiu a maturidade competitiva para render ao nível que se exige quando assume a titularidade. Notou-se igualmente a ausência de Coates, não só a defender, mas tanto ou mais na condução de jogo. Mathieu um pouco mais retraído do que é habitual, precisamente por saber que não podia contar com o seu usual parceiro.

 

Não agrada de modo algum abdicar do segundo lugar na tabela classificativa nesta altura, embora apenas por um ponto, e ficar a cinco do líder FC Porto, mas talvez que este resultado tenha o efeito de sublinhar - se é que haviam dúvidas - a necessidade de investir no mercado de Janeiro.

 

download.jpg

 

Não pretendo fazer alvo de Bruno Gaspar, mas, por favor, venha um lateral direito!

 

Em termos mais positivos, Raphinha entrou no jogo na início do segundo período e deu muito boas indicações que está apto a abraçar competição a cem por cento.

 

Bruno Fernandes viu o quinto amarelo e vai falhar o Belenenses. Não sei se a acção foi deliberada, mas se foi, talvez tivesse sido melhor esperar até ao jogo com o Tondela.

 

Marcel Keizer

 

"É uma vitória merecida do V. Guimarães. Eles foram melhores do que nós. Não tomámos as melhores decisões e este foi o resultado. Sabemos que o tipo de futebol que jogamos não é fácil. Todos os jogos temos de estar bem em todos os aspectos. Quando não passamos bem e o espaço não é muito... corremos riscos.

 

É sempre problemático quando se perde um jogo. Queremos ganhar sempre. Mas vamos continuar a tentar melhorar e no final vamos também ganhar este tipo de encontros. Hoje foi um mau dia para nós.

 

Os jogadores entraram. O Raphinha entrou, o Mané entrou, o Petrovic entrou. O nosso desaire não tem nada a ver com quem podia sair do banco para jogar. Tivemos quatro avançados em campo, com o Diaby atrás do Bas. Temos de olhar para isto. Eu sou o culpado pelo facto de a equipa não estar o mais bem preparada possível para este jogo.

 

É motivo de preocupação o aumento da distância para o FC Porto, mas temos de ter a certeza que os nossos jogadores e o nosso jogo são melhores. Queremos que o nosso jogo se torne não pior, mas melhor a cada dia que passa. 

 

Para mim não será um bom Natal".

 

publicado às 03:17

Convocatória para o Guimarães

Rui Gomes, em 22.12.18

 

48394699_10155684122661555_2028692072432664576_n.j

 

A única novidade de algum relevo nos 20 convocados de Marcel Keizer para o embate deste domingo em Guimarães é o jovem Bruno Paz.

 

Roberto Battaglia, Raphinha e Wendel continuam a recuperar de lesão, neste momento acompanhados por Nani, que saiu queixoso do jogo com o Rio Ave.

 

Sebastián Coates cumpre jogo de castigo, por acumulação de cinco amarelos.

 

Creio que o onze inicial do Sporting vai ser o seguinte:

 

Renan; Bruno Gaspar, André Pinto, Mathieu e Acuña; Gudelj, Miguel Luís e Bruno Fernandes; Diaby, Jovane Cabral e Bas Dost.

 

publicado às 19:02

 

20953405_10154652138836555_3774211492805674901_n.j

 

A lista de 20 jogadores convocados por Jorge Jesus para o embate deste sábado em Guimarães. Deste grupo, dois terão de ir para a bancada e creio que os mais lógicos candidatos são Petrovic e Alan Ruiz.

 

Ficaram de fora Tobias Figueiredo, Mattheus Oliveira, João Palhinha e Gelson Dala. Já referi em outros posts, que se estes últimos dois jovens não forem emprestados, vão passar a época a "ver navios".

 

Continua o "mistério" em torno de William Carvalho, em que não se sabe ao certo se a sua ausência se deve a uma lesão, o que me parece muito suspeito, se simplesmente o estão a proteger face às negociações em curso com o West Ham. Ficou de fora contra o Vitória de Setúbal, por opção, cumpriu castigo no jogo com o Steaua Bucareste e salvo Jorge Jesus tirar outro coelho da cartola - tipo Fábio Coentrão - também vai falhar este. Não deixa a ideia de ser a gestão ideal para o jogador e para o Sporting, mas ninguém melhor que o treinador e o presidente para decidir estas questões (?).

 

Eis, ainda, considerações de Jorge Jesus na conferência de imprensa de antevisão ao jogo:

 

Algum dos reforços rende mais do que esperava?: "Estamos a trabalhar há oito semanas e alguns jogadores chegaram aqui novos. Se compararmos com os nossos rivais, os nossos rivais têm uma equipa que está há oito anos a jogar junta. Dentro dessas oito semanas andamos numa fase de aprendizagem e a conhecer melhor os jogadores. Há jogadores que, mesmo estando aqui há pouco tempo, já fazem uma comparação em termos de valorização individual, no setor defensivo, é melhor em relação ao ano passado. No último jogo falei do Mathieu, falei do Piccini, porque estamos a falar de um sector que não sofre golos".

 

Se pudesse pedir um reforço, quem era?: "Estou um bocado sujeito a saber quem pode sair. Desde a primeira hora que sabemos que temos vários jogadores no mercado, com muita qualidade e que de um momento para o outro podem sair. Se me dissessem que não sai ninguém e se gostava de ter mais um jogador para um sector, gostava de ter um jogador com características ofensivas".

 

publicado às 06:25

 

CarlosXavierSporting2015.jpg

 

«O que aconteceu em Guimarães é impensável para uma equipa que é candidata ao título. O Adrien e William são pedras basilares da equipa, são os dois jogadores que comandam a estratégia defensiva e ofensiva da equipa. Mas, num plantel com qualidade, a equipa não pode depender de um jogador ou dois. O Adrien é a voz de comando da equipa, sem ele, é totalmente diferente, para pior. Os reforços estão a demorar tempo para se ambientarem e, em Guimarães, houve uma desconcentração total, um relaxamento total que não pode acontecer numa equipa que quer ser campeã.

 

Estou preocupado pela forma como o Sporting tem perdido pontos. Em Guimarães, os jogos são sempre difíceis, mas, a ganhar por 3-0, o Sporting não podia empatar o jogo. Uma oportunidade excelente para ganhar e sofreu três golos, tal como já tinha acontecido em Vila do Conde, com o Rio Ave. Algo está mal e penso que tem a ver com as constantes mexidas na defesa. E depois, porque há um jogador que não tem capacidade para o jogar no Sporting, o Zeegelaar. Faz faltas constantemente, não faz um corte nem consegue uma antecipação».

 

                                                                                                                   Carlos Xavier

 

 

Como já aqui referimos, será excessivamente simplista apontar o dedo à defesa, quando nós bem sabemos que uma equipa defende em bloco e não apenas com os jogadores mais recuados no terreno.

 

Carlos Xavier sublinha o que está à vista sobre Marvin Zeegelaar, muito embora Schelotto também não satisfaça ao nível que é desejado e necessário, mas isto não obstante, insisto na tese que algo não resulta com o sistema defensivo que Jorge Jesus tem montado esta época e que este será a real causa do excesso de golos sofridos.

 

Salvo erro, há onze anos (2005/06) que o Sporting não sofria 9 golos à sétima jornada, e parece que tudo começou com o desaire em Madrid. Nos últimos cinco jogos, são 10 os tentos sofridos no total, todos registados nos últimos 20 minutos das partidas - 6 deles surgiram nos derradeiros 5 minutos - o que espelha as dificuldades evidenciadas para segurar resultados.

 

publicado às 05:23

"Empurrões" mais a Norte ?

Rui Gomes, em 04.01.16

 

Entretanto, Bruno de Carvalho e Augusto Inácio não deixaram passar em branco a polémica arbitragem de Carlos Xistra em Guimarães, que terá viabilizado o triunfo do Benfica, por 1-0:

 

4139_7a457778a98fedb9f0c6939e6d84bd9c.png

«Começar o ano com dois penaltis perdoados não é para qualquer um ! Será que desta vez, também de forma "miraculosa", vai sair a nota do árbitro na comunicação social ?

 

Se pensam que nos adormecem com "quem fez o melhor negócio" enganam-se ! Os 1120 jantares não serão esquecidos !

 

Podem ameaçar com os processos que quiserem que quem não cumpriu os regulamentos não foi o Sporting Clube de Portugal !»

 

                                                           Bruno de Carvalho

 

 

4138_7f26dce989b9d1d6c426469473a46fbb.png

«É destes árbitros que o Benfica gosta. O Vitória de Guimarães foi claramente condicionado, aos 27 minutos já tinha três amarelos. O Benfica passou ao lado de três grandes penalidades e aos 50 minutos podia estar a jogar com nove jogadores. Com arbitragens destas o Benfica é um sério candidato ao título.»

 

Afirmações de Augusto Inácio no programa Play-Off da SIC Notícias, convicto de que o Vitória de Guimarães foi "empurrado para a derrota" pela arbitragem do árbitro da Associação de Futebol de Castelo Branco.

 

publicado às 05:20

"Bês" também sofrem derrota

Rui Gomes, em 21.12.15

 

img_370x217$2015_12_20_17_34_25_1042100.jpg

 

O resultado da equipa B foi idêntico ao da equipa principal (1-0), mas em circunstâncias bem diferentes. Em jogo da 22.ª jornada da II Liga, os comandos de João de Deus foram derrotados na visita ao V. Guimarães B, com um golo solitário aos 79', já com dez unidades em campo, pela expulsão de Daniel Podence aos 60 minutos.

 

No encontro realizado no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães, perante cerca de 1000 espectadores, a equipa do Sporting alinhou com os seguintes:

 

Pedro Silva, Mama Baldé, Sambinha, Domingos Duarte, Rúben Ribeiro, Fokobo, Zezinho (Cissé, 78), Francisco Geraldes, Daniel Podence, Sacko (Bubacar Djaló, 71) e Cristian Ponde (Rafael Barbosa, 64).

Suplentes: Stojkovic, Jorge Silva, Guilherme Ramos, Bubacar Djaló, Rafael Barbosa, Luís Elói e Cissé.

 

Com este resultado, a equipa do Sporting coloca-se em 5.º lugar, com 35 pontos, a um do Freamunde, a dois do Chaves, a quatro do Feirense e a onze do líder FC Porto B.

 

O próximo adversário é o SC Braga B, no dia 3 de Janeiro de 2016.

 

publicado às 04:39

Convocatória da equipa B

Rui Gomes, em 05.05.15

 

ng4A457283-2DDF-43C7-84F8-2B1EBDB3029B.jpg

 

Para a recepção ao Vitória de Guimarães B esta quarta-feira, a contar para a 43.ª jornada da II Liga, João de Deus convocou os seguintes 18 jogadores:

 

Guarda-redes: Luís Ribeiro e Guilherme Oliveira

 

Defesas: André Geraldes, Mauro Riquicho, Nuno Reis, Sambinha, Domingos Duarte, Rabia e Mica Pinto

 

Médios: Cristian Ponde, Wallyson, Francisco Geraldes, Fábio Martins e Matheus Pereira

 

Avançados: Gelson Martins, Daniel Podence, Dramé e Diego Rubio

 

André e Francisco Geraldes, como se verifica, estão de volta à equipa B depois de no sábado passado se terem equipado pela equipa principal no embate com o Nacional. Ryan Gauld continua ausente da lista de convocados, por lesão.

 

publicado às 16:38

 

1.jpg

SPORTING   vs   V. GUIMARÃES

 

Apesar da boa exibição do Sporting - especialmente nos primeiros 45 minutos - e o excelente resultado, um jogo cuja história se resume aos últimos dez minutos, período em que Paulo Oliveira viu o seu segundo amarelo e, logo de seguida, o Vitória de Guimarães marcou o seu único golo da partida, num lance algo atabalhoado e com algumas culpas da defesa leonina.

 

O Sporting foi a equipa de longe superior do primeiro ao último minuto, sempre com o adversário controlado, e hoje até com um jogo pelo exterior letal, como se verificou pelo golo de João Mário (14') a excelente cruzamento de André Carrillo, e de Slimani (45') a cruzamento de Miguel Lopes. Pelo meio, a série de remates - dois por Nani - que culminou em Jorge Sousa assinalar grande penalidade, convertida com perfeição por Adrien Silva (34').

 

ng33E5E2A7-BBDC-4031-85CC-364B50301AD9.jpg

 

Creio que não há nada de significativo a apontar aos jogadores do Sporting. É verdade que o jogo baixou de ritmo e intensidade na segunda parte mas, mesmo assim, ainda deu para marcar o quarto golo, na segunda grande penalidade da partida, desta vez executada por Nani. Paulo Oliveira foi negligente no lance do segundo amarelo, completamente desnecessário, não obstante o critério excessivamente rigoroso de Jorge Sousa, que mostrou nada menos do que seis amarelos a jogadores do Sporting.

 

Com este resultado, o Sporting consolida o 3.º lugar e fica a seis pontos do FC Porto, com 24 pontos ainda em disputa. Difícil mas não impossível.

 

ngA43301FC-C6CA-400E-BC71-D8B4E6D4523F.jpg

  

Marco Silva não surpreendeu com o onze inicial, salvo, para mim, pela inclusão de Ewerton em detrimento de Tobias Figueiredo. Nada a apontar à exibição do central brasileiro, mas não concordo com a decisão. Vale o que vale. É a minha opinião.

 

Adrien Silva viu o seu nono amarelo da época e vai falhar o próximo jogo, assim como Paulo Oliveira , pela expulsão.

 

P.S. O nosso leitor Sérgio Palhas que se deslocou do Norte do País para assistir ao jogo, deve ter ficado radiante com a exibição e com a vitória. Esperamos que nos comunique as suas impressões mais tarde.

 

publicado às 20:31

Contrastes conspícuos

Rui Gomes, em 30.12.14

 

ng382AC847-6FFE-4670-A5CD-575B91DBD263.jpgng716BEC1B-670C-492C-A34F-38AED2AE9695.jpg

 

Muito embora Marco Silva tenha afirmado que a sua pouca expansiva postura ontem em Guimarães não é invulgar, não seria humano se não evidenciasse algum indício do tumulto dos últimos dias, em severo contraste com o presidente, que reagiu como se esta vitória na Taça da Liga fosse a solução para todos os seus problemas.

 

«Por vezes estou mais passivo. Estou concentrado no jogo e no trabalho dos meus jogadores. Não há introspecção. Está mais do que na altura, pela dimensão do clube, pela massa adepta do clube, de pararmos um pouco com a história de que o treinador está sisudo.»

 

wdiag.jpg

Em abono da verdade, achei a sua postura durante o jogo perfeitamente normal, já o mesmo não posso dizer do que tive ocasião de observar no final da partida. Concordo com Marco Silva quando ele diz que "há mais coisas para ver no jogo do que a cara do treinador." É bem verdade, mas pelo momento que o Sporting atravessa, é difícil não tentar interpretar as expressões dos principais protagonistas.

 

No outro lado da moeda, a reacção de Bruno de Carvalho não surpreendeu de modo algum, perfeitamente em linha com a sua essência. Já percorreu trajectos de muito maior embaraço pessoal e não permitirá que esta "pequena" tempestade perturbe a sua postura pública. 

 

Quando instado a comentar a "falta de apoio da Direcção do Sporting", Marco Silva surpreendeu, não pela substância da resposta, mas sim pelo facto de ter respondido:

 

ng3814317.jpg

 «Apoio ? Sinceramente, isso não é o mais importante. Há decisões que não sou eu que tomo. Estou da mesma forma que estava quando entrei neste grande clube, com a mesma paixão. Sinto o apoio dos adeptos diariamente, é o que me faz trabalhar cada vez mais. As outras questões não é a mim que têm de perguntar. Está na hora de respeitarmos os adeptos do Sporting, que todos os dias lêem coisas nos jornais que não são agradáveis. Eu importo-me com o que eles têm passado nas últimas semanas, principalmente na última semana. Não vou contribuir para isso.»

 

O homem não é estúpido, sem dúvida alguma. Terá exagerado ao que concerne o seu actual estado emocional - embora se admita que detém a mesma paixão - mas compreende perfeitamente que a vasta maioria de adeptos está com ele neste imbróglio em curso, e de forma subtil sublinha o seu reconhecimento por esse apoio.

 

Muito sinceramente, não faço leitura alguma quanto ao seu futuro pelo que se passou ontem no Estádio D. Afonso Henriques. Admito a possibilidade de a decisão ter sido tomada independente do jogo e do resultado, e se não foi, compete ao presidente assumir as suas responsabilidades e não prolongar este estado das coisas, de uma forma ou outra, e aceitar as eventuais consequências. Pode, mas não deve, continuar a encomendar recados deploráveis aos seus lacaios, como aquela vergonhosa missiva publicada pelo oblíquo José Eduardo. 

 

publicado às 03:56

"Leõezinhos" em destaque

Rui Gomes, em 30.12.14

 

ngFB03C28C-BE78-439C-A59C-A7399AA866C7.jpg

ng6CD23C11-4C97-49EF-A02E-A187E187084A.jpg

ng400369F4-9FCA-448D-B115-A6B4BE37ACDD.jpg

 

publicado às 03:55

 

thumbs_web_sapo_ioCA31PN1Z.jpg

 

Vejo-me forçado a admitir que a vasta maioria de escribas desportivos cá do burgo - nomeadamente os cronistas "encarnados", e até, imagine-se, os "cartoonistas" - é constante pela sua aversão a tudo quanto é "verde-e-branco", ao ponto, porventura há longo atingido - de se tornar em uma verdadeira deturpação à arte do jornalismo que, supostamente, representa e exerce. A bem dizer, este estado das coisas não é novidade alguma, mas, por vezes, durante meia dúzia de dias, até nos levam a esquecer que as reportagens "cristalinas" servem apenas e tão só para "vender papel", aprazer paixões clubistas e para servir interesses, mais vezes do que é desejável, obscuros.

 

Tenho vindo a alertar para o perigo das manchetes e capas elogiosas que se têm vindo a evidenciar no "milieu" de há umas semanas a esta parte. Isto, para quem não tem memória faltosa, porque não se pode perder  consciência de que há sempre uma breve acalmia antes de uma nova tempestade - esperando pacientemente pela oportunidade - e, lamentavelmente, o nosso Sporting é prolífero a pôr-se a jeito para estas emboscadas ardilosas.

 

A grande oportunidade surgiu pela paupérrima exibição do Sporting no Estádio D. Afonso Henriques, no sábado passado, dando ensejo a uma avalanche de adjectivações depreciativas:

 

«Este Sporting que vimos, um candidato ao título, é uma exemplar avaliação do nível futebolístico que se pratica no nosso campeonato.»

 

Considerando o autor da frase, excepção seja feita ao Benfica, como não pode deixar de ser !

 

«O Sporting nem com bola a correr nem de bola parada. Demasiado macio, foi de forma fácil completamente manietado por um Vitória que sabia ao que ia e o reduziu a uma sombra triste de si mesmo, a uma insignificância.»

 

Até se reconhece uma boa dose de verdade nesta análise, mas acentua-se o aproveitamento, especialmente quando o escriba acrescenta que o Vitória "podia ter despachado uma cabazada histórica", com alguma piada irónica... "se tivesse acertado na baliza" !

 

«O Vitória está a acrescentar mais páginas bonitas à história de um grande clube. É claramente o quarto grande clube de Portugal, como mais uma vez o atestou no jogo de sábado.»

 

Até há relativamente pouco tempo, era o SC Braga o merecedor do estatuto de "grande", mas bastou uma simples vitória sobre o Sporting para elevar o Guimarães a esse nível. Não há nada como ter uma imaginação muito fértil e maliciosa !

 

«Bruno de Carvalho encheu o saco e "postou" no Facebook o que lhe ia na alma. O pedido de desculpas aos sportinguistas e o dedo acusador apontado aos atletas que "não demonstraram garra nem vontade de ganhar" tem natural impacto entre (alguns) adeptos. Resta saber que efeito terá na equipa que na quarta-feira defronta o Schalke.»

 

Aqui, também não será injusto observar que o presidente se pôs a jeito, porque este tipo de mensagem com os atletas como alvo principal, é melhor comunicada internamente, até porque, contrário ao que Bruno de Carvalho dá a entender, a prioridade neste momento é, ou deve ser, de motivar a equipa e não necessariamente os adeptos, que irão apoiar novamente e reagirão mediante o resultado do próximo jogo, que até é de grande responsabilidade, uma vez que ditará o futuro do Sporting não só na Liga dos Campeões, mas até na Europa.

 

Ainda reparei num outro outro escriba que questiona se o que aconteceu em Guimarães "foi apenas uma recaída ou se, de facto, se anda a pedir mais do que este Sporting pode dar.»

 

Creio que em um futuro muito próximo teremos o devido esclarecimento a esta disposição.

 

publicado às 17:17

Deplora-se a violência !

Rui Gomes, em 02.11.14

 

ng3671589.jpg

 

Enquanto que não consta ter havido quaisquer distúrbios invulgares durante o jogo com o V. Guimarães, o mesmo não pode ser dito do que sucedeu nas imediações do Estádio D. Afonso Henriques, após o encontro, em que dois adeptos do Sporting foram esfaqueados.

 

Um adepto de 37 anos e outro de 21, foram alvo de agressões que tiveram lugar no espaço de 10 minutos - entre as 20h30 e as 20h40 - na Rua Dr. José Pinto Rodrigues, aparentemente em incidentes separados. Pelas informações disponíveis, o adepto mais velho ficou ferido com gravidade e ambos foram esfaqueados nas costas, tendo sido transportados para a Unidade Hospitalar do Alto Ave, em Guimarães.

 

No momento que preparamos este post, não existem mais pormenores sobre os casos.

 

publicado às 05:22

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo