Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



OS NOSSOS CAMPEÕES de 2021 (01)

Julius Coelho, em 09.08.21

"Os Nossos Campeões de 2021"... é uma colecção de 27 posts, exclusiva do Camarote Leonino, que tem como finalidade homenagear todos os elementos do futebol profissional do Sporting CP,  pela conquista da Liga NOS 2020/21.

Terminamos hoje esta rubrica, com o justo e merecido reconhecimento aos dois principais obreiros da equipa que se singrou campeã nacional. Esperamos que os leitores tenham apreciado o nosso registo histórico de uma campanha inesquecível.

Para reflexão, transcrevemos o que entendemos ser uma muito certeira consideração do nosso colega Leão do Norte:

"As decisões que implicam erros ou acertos nunca são individualmente exclusivas. Fazem parte integral de um processo onde umas são consequência de outras e influenciam-se mutuamente. O principal problema não está em errar, mas em não conseguir perceber e utilizar de forma proveitosa este processo. Salvo raríssimas excepções, até discutíveis, nada é obra do mero acaso e, felizmente, a Direcção do Sporting soube interpretar este processo".

fredericovarandasAP (2).jpg

DR. FREDERICO VARANDAS - 41 anos, presidente do Sporting Clube de Portugal, no Sporting desde 2011, médico da equipa profissional (2011 a 2018), eleito presidente em 2018 para um mandato de quatro anos, até 2022.

Assumiu a presidência num dos momentos mais exigentes e problemáticos da história do Sporting. Encontrou um Clube extremamente fragilizado e com vincada desunião entre sócios e adeptos, a viver um ambiente de autêntica guerra.

Alcolchete foi um desastroso golpe, um rombo monumental em toda a estrutura directiva e desportiva e ninguém naquela altura ousava vaticinar um bom futuro para o Clube. No meio dos destroços, tratou de juntar os primeiros cacos e soldá-los. Acreditou nas suas capacidades de poder dar a volta à situação, mas sabia que pela frente tinha primeiro que atravessar um longo e árduo deserto e sobreviver.

Viu-se cercado por várias frentes de grandes batalhas e tinha que as vencer, todas, porque só dessa forma conseguiria construir novos e mais sólidos pilares, que dessem a garantia de assegurar o futuro do Clube.  Nem sempre tomou as decisões mais acertadas é certo, mas no meio da guerra, um médico desembaraçado tem que operar com os meios que tem, o que torna impossível que todos os ferimentos sejam sarados tão rapidamente como se desejaria. Foi aprendendo e adaptando-se às circunstâncias, mas sem nunca se desviar do foco principal, que era o seu arrojado plano de vencer essa guerra e recuperar uma vida saudável para o clube e permitir-lhe desfrutar de novo os sucessos de outrora. 

Organizou e foi constituindo a sua equipa de trabalho à sua imagem e com ela atirou-se à luta de corpo e alma e com as convicções de um guerreiro vencedor. Distribuiu tarefas, contratou generais, definiu posições, reelaborou e afinou estratégias e no final obteve uma estrondosa vitória que ecoou pelo mundo fora. Reconduziu o Clube à sua legítima posição, trazendo-o de volta ao grande sucesso desportivo com uma enxurrada de títulos nacionais e internacionais nas modalidades e, com a cereja no topo do bolo, foi campeão nacional de futebol em 2021, escrevendo com letras a ouro o seu nome na história do Sporting.

Com tudo o que já fez e pela forma discreta como trabalhou e continua a trabalhar - nunca procurou os holofotes mediáticos salvo para defender os interesses superiores do Sporting - será seguramente o candidato favorito nas próximas eleições.

img_920x518$2019_10_20_00_51_15_1617195.jpg

HUGO VIANA - 38 anos, Director do futebol sénior do Sporting desde o ano 2018, antigo internacional, campeão nacional em 2001/2002 como jogador.

De facto, Viana versus Varandas são dois "V" que só poderiam dar Vitória. Foi árduo o caminho percorrido, mas as muito desejadas vitórias chegaram para contentamento de todos os adeptos sportinguistas.

Hugo Viana abraçou uma nova experiência na sua carreira desportiva, quando aceitou o convite do presidente do Sporting para liderar o departamento de futebol sénior do Clube em 2018.

Mas as coisas não lhe saíram nada bem de início. Ainda com pouca experiência no mundo do mercado futebolístico, cometeu vários erros, como a vinda do trio de jogadores que chegaram por empréstimo (Fernando, Jesé Rodriguez e Bolasie).

Foi muito contestado pelos adeptos e prontamente percebeu que não era esse o melhor caminho a seguir. Arregaçou as mangas e voltou à luta para a época seguinte, mas agora muito melhor preparado.

Juntamente com o presidente Frederico Varandas, outros planos foram traçados assentes numa nova estratégia, e avançaram então para a surpreendente contratação do treinador Rúben Amorim. Decisão esta que acabou por ter papel determinante em dar a grande volta ao histórico dos recém-insucessos e trilhar o caminho das vitórias que levaram à fantástica conquista do título de campeão nacional

publicado às 06:04

Fotografia com história dentro (247)

O presidente, o tempo e a circunstância

Leão Zargo, em 16.05.21

thumbnail_SCP 2020-21 Varandas, Viana e Amorim.jpg

Frederico Varandas obteve 42,32% dos votos e foi eleito presidente do Sporting em 9 de Setembro de 2018 nas eleições mais concorridas de sempre com a participação de 22 400 sócios. Não teve o habitual “estado de graça”. Os apoiantes de Bruno de Carvalho nunca lhe deram descanso e o facto de João Benedito ter alcançado cerca de 1 100 votantes a mais ficou na memória de muitos. O Sporting é um clube autofágico, depois de Ribeiro Ferreira (1946 a 1953) não teve um presidente consensual para os adeptos.

Frederico Varandas foi posto em causa em diversos momentos. Perante o fracasso dos treinadores que contratou não conseguia ser claro, oportuno e convincente. Nos jogos em Alvalade foram frequentes as manifestações de contestação. Num clube como o Sporting o presidente não decide tudo, constitui equipas multidisciplinares nas diferentes estruturas nas quais delega competências e que respondem perante ele. O segredo da liderança está na escolha das pessoas certas para as diversas áreas.

Foi o que aconteceu, finalmente, com o triângulo Varandas - Viana - Amorim. Apesar de ser muito activo e sempre presente nos bastidores, o presidente deu todo o protagonismo a quem devia, mantendo-se longe dos holofotes. Esta fotografia pode constituir uma síntese extraordinária do grau de sucesso que alcança um modelo de governo do Sporting com práticas efectivas de exigência, organização e partilha de responsabilidades.

publicado às 14:30

164526652_4053490048035765_6044188086259275093_n.j

Hugo Viana representou o SC Braga entre 2009 e 2013, tendo participado em 159 jogos e marcado 23 golos, além de ter ajudado o clube a conquistar uma Taça da Liga e a chegar à final de uma competição da UEFA, no caso a Liga Europa.

Por esses motivos, Viana foi eleito para o melhor onze da história do clube, formando trio de meio-campo com Mossoró e Vandinho, por eleição dos associados, feita entre 11 de Janeiro e 28 de Fevereiro.

Agora, como director desportivo do Sporting CP, esteve envolvido num momento de tensão pela recém-visita leonina a Braga, com elementos da televisão bracarense, a NEXT. Ao que consta, até terá pontapeado um acrílico num camarote do Municipal de Braga.

Isto, pelos vistos, tem gerado uma grande onda de indignação junto de adeptos e sócios do clube minhoto, ao ponto de até já correr uma petição pública para o retirar do "XI do Centenário" do clube.

Decerto que este movimento não está relacionado com o resultado desse jogo, nem com o facto do SC Braga estar neste momento 15 pontos atrás do Sporting na tabela classificativa.

publicado às 03:01

José Peseiro, Tiago Fernandes, Marcel Keizer, Leonel Pontes, Silas e Rúben Amorim: o actual treinador do Sporting é o sexto a trabalhar com Frederico Varandas e Hugo Viana mas não é apenas mais um. Escolha de Viana, a quem o une uma já longa amizade pessoal que vem dos tempos da carreira de jogador, Amorim foi uma aposta de risco de Varandas mas reúne hoje grande consenso na estrutura de futebol, no clube e na SAD, onde existe a plena convicção de que o investimento de 10 milhões de euros dará retorno, directo e indirecto, no futuro.

img_920x519$2020_08_27_21_58_55_1746196.jpg

Uma das alterações importantes para esta época foi a saída de Beto do cargo de team manager, e isso só aconteceu porque Amorim e Hugo Viana quiseram fechar um pouco mais o círculo das decisões. O director desportivo ficou com responsabilidades acrescidas, mas não se incomodou, pelo contrário. Pela confiança que deposita em Amorim, Viana passou a oferecer-lhe protecção total, assumindo um papel muito mais activo do que em temporadas anteriores.

A ideia a reter é esta: por Rúben Amorim, Viana fará tudo, o possível e o impossível, para garantir que o técnico tem as condições de que precisa, a começar pelo mercado, passando pela gestão diária da equipa e terminando nas intervenções para fora.

Viana continua a manter ‘low profile’ no espaço mediático mas foi o primeiro a falar quando o Sporting foi derrotado pelo LASK Linz e afastado da Liga Europa. E a mensagem que passou na altura foi de plena confiança em Rúben Amorim e no plantel. Esta maior proximidade entre Amorim e Viana tem sido um dos segredos deste arranque de época. E até o trabalho de Frederico Varandas fica facilitado.

publicado às 03:32

2019-12-10 (2).png

Hugo Viana foi ontem suspenso por um mês e multado em 1.020 euros pelo Conselho de Disciplina da FPF, na sequência de um alegado episódio com o árbitro Artur Soares Dias no intervalo do jogo com o Moreirense, no passado domingo. 

O Conselho de Disciplina aplicou ainda uma segunda multa de 306 euros a Hugo Viana por "entrada ou permanência não autorizadas" no local.

O mapa de castigos sumários divulgado esta terça-feira, cita os relatórios do árbitro e do delegado da Liga, através do quais é explicado que o castigo é devido a protestos contra a equipa de arbitragem. Hugo Viana terá chegado a colocar a mão no peito de Soares Dias.

"Aquando do intervalo e quando as três equipas se dirigiam para os balneários encontrava-se na zona técnica [Hugo Viana], o qual impediu a passagem do árbitro Artur Soares Dias que seguia em direcção do seu balneário, colocando-se à sua frente, questionando-o sobre um eventual lance de grande penalidade e afirmando: ‘És um arrogante do car****, cá te espero, ainda nos vamos encontrar mais vezes’. Sobre este momento e por informação do sr. árbitro Artur Soares Dias o referido agente desportivo colocou a mão aberta no seu peito, tendo o árbitro afirmado: ‘Não me toques’", reporta o documento.

O Sporting, entretanto, apresentou uma versão diferente do episódio e anunciou que vai recorrer do castigo.

"Artur Soares Dias descontextualizou os factos, omitindo a provocação feita a Hugo Viana com as palavras e o tom de voz a que recorreu durante o episódio em causa. 

Hugo Viana estava ao intervalo na zona dos balneários e tocou no braço de Artur Soares Dias, que não o tinha visto, por forma a chamar a sua atenção".

O diálogo em questão entre Hugo Viana e Artur Soares Dias foi motivado por um lance de alegado penálti sobre Bolasie, ao minuto 33, e terá sido o seguinte:

"HUGO VIANA: Não viste o lance com o Bolasie? Não é para penálti?

ARTUR SOARES DIAS: Não me toques!

HUGO VIANA: Mas qual é o problema, Artur?

Neste momento, o árbitro não terá sequer olhado para o director-desportivo do Sporting. E a conversa azedou:

HUGO VIANA: Estás a ignorar-me?

ARTUR SOARES DIAS: A ti vou ignorar-te sempre! (Expressando-se de forma seca e arrogante).

HUGO VIANA: Ok. És realmente um arrogante do car****! Vamos ver-nos mais vezes. (Em tom que não foi ameaçador e referindo um facto: Artur Soares Dias apitará mais jogos do Sporting). 

ARTUR SOARES DIAS: Estás expulso por ameaça."

publicado às 03:48

Foto do dia

Rui Gomes, em 11.09.18

 

img_920x519$2018_09_10_21_03_37_1446317.jpg

 Hugo Viana e Beto de regresso ao Sporting. O primeiro, como director

desportivo, o outro, como director de relações internacionais.

 

publicado às 05:02

 

Hugo-Viana-alwaslsc.jpg

 

Hugo Viana, antigo jogador do Sporting, entre outros, actualmente ao serviço do Al-Wasl FC do Dubai, foi instado a comentar o momento do futebol português, em geral, e o do clube da sua formação, em particular. Eis algumas das suas principais considerações:

 

«Não acompanho muito ao vivo o campeonato português, mas vejo com frequência as notícias, obviamente. Tem sido um campeonato muito competitivo. Na recta final, o FC Porto deixou de ser um candidato e temos o Sporting e o Benfica numa corrida renhida ao título. Acho que não consigo dizer quem será campeão já que as duas equipas estão a praticar muito bom futebol.

 

São plantéis diferentes  (2001/02) e com muito valor. Nesse ano, o Sporting ganhou o campeonato e a Taça de Portugal, mas não fizemos uma campanha muito positiva na Europa. Nessa altura começaram a apostar nos jogadores jovens e neste plantel existem muitos jogadores criados na Academia, o que é extremamente positivo.

 

Obviamente que Jesus é um excelente treinador e vê-se muitíssimo bem nesta equipa a mão dele. Tem muito mérito nisso. Eu gosto muito de Jesus como treinador, mas não gosto nada de como trata as pessoas à sua volta. E também não nos podemos esquecer de Marco Silva, que ganhou uma Taça de Portugal e com muita injustiça foi despedido.

 

Sinceramente acho que o problema, e a grande diferença do FC Porto para os seus rivais, está na qualidade do plantel. Se quiser ganhar ou lutar por algum título, na minha opinião, terá de contratar melhores jogadores para construir um bom plantel.

 

As expectativas não podem ser muito altas e não devemos pôr muita pressão sobre a nossa Selecção. Não nos podemos esquecer que nunca ganhou nenhum Europeu nem Mundial. Daí não podermos pensar que Portugal é favorito. Penso que podemos passar a fase de grupo e depois é jogar jogo a jogo, mas sem pressões. Não devemos colocar a final como um objectivo logo antes de começar a competição.

 

Quando Fernando Santos chegou a Selecção não estava a jogar muito bem e estava animicamente em baixo. Ele conseguiu reverter esses dois aspectos e obviamente os resultados foram outros. É um treinador com provas dadas e muito competente, daí, os jogadores que são convocados são bem escolhidos».

 

publicado às 17:30

Estórias de Alvalade - Hugo Viana

Rui Gomes, em 22.01.13

«Tinha 15 anos. Era um miúdo. Estava nas nuvens, tinha acabado de assinar contrato para jogar nos juvenis do Sporting. Apanhei um autocarro e pus-me a caminho de Lisboa. Era a primeira vez que vinha à capital e era a primeira vez que via um estádio tão grande. Semelhante coisa só tinha visto na televisão! Como se não bastasse tanta emoção ainda cheguei mesmo a tempo de ver o primeiro treino dos seniores, maravilhoso.

Nessa noite dormi no estádio. Dormi, é como quem diz, porque era difícil pregar o olho depois de tanta excitação. Foi a primeira de muitas noites no Centro de Estágio de Alvalade, que ficava mesmo dentro do estádio. Vivi no Centro cerca de dois anos. Aquela foi a minha casa, o meu espaço, o meu parque de diversões...tudo. Foram dias inesquecíveis, mas aquele primeiro dia ficará sempre gravado na minha memória.

A maioria das pessoas pensa que os jogadores de futebol são «bichos». Julgam que somos inacessíveis e por isso superiores. Eu nunca pensei isso. Quando cheguei a Alvalade era um jovem igual aos outros, em busca de um sonho. Cruzei-me várias vezes com jogadores do Sporting e nunca tive razões de queixa. Foram sempre simpáticos comigo. Aconteceu até uma situação curiosa: quando o João Pinto veio para o Sporting, na primeira oportunidade pedi-lhe um autógrafo. Nunca imaginei que dois anos depois estaria a jogar ao lado dele.»

 

* Do livro «Estórias d'Alvalade» por Luís Miguel Pereira

 

publicado às 03:09

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo