Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

DlTi9wIXoAAkuXR (1)_jpg_large.jpg

 

Jaime Pacheco treinou Nemanja Gudelj no Tianjin Teda e adiantou estas observações:

 

"Se eu fosse treinador de qualquer equipa em Portugal nem hesitava em contratá-lo.É uma oportunidade única. Num contexto normal, não seria fácil Sporting, Benfica ou Porto, embora tenham dinheiro, contratar o Gudelj.

 

É um excelente atleta, com grande carácter, tem uma forma de trabalhar excepcional, tem valores de grande qualidade a todos os níveis. Chuta bem, dribla bem e gosta de treinar. É um atleta por excelência, a nível humano e desportivo.

 

É um jogador totalmente diferente do William Carvalho. O William é mais posicional e o Gudelj é um box-to-box. O William é um trinco. O Gudelj não é jogador desse tipo. Pode, uma vez ou outra, desempenhar esse papel, mas ele é um jogador de transportar, passar e chutar.

 

O Gudelj é um jogador que precisa de liberdade, mas depois depende do treinador. Se instrui o Battaglia para jogar mais fixo, ou de forma mais coordenada".

 

Esperamos que José Peseiro tome nota e não queira fazer deste jogador aquilo que ele não é.

 

publicado às 04:31

 

361621.jpg

 

Jaime Pacheco, treinador e antigo jogador tanto do Sporting como do FC Porto, foi instado a comentário o clássico de sexta-feira. Considerações interessantes que nos apresenta:

 

"António Sousa, antigo jogador do FC Porto, do Sporting e da Selecção Nacional, é o protagonista da história dos bons teimosos. O Sousa era um fora de série, um dos melhores portugueses. Ele jogava a interior-esquerdo; como interior-direito, não jogava nada. Devia ser idêntico, mas não era. A história até parece não ter muito propósito, mas é metafórica e acaba por responder à pergunta se depois de três clássicos, ainda será possível Jorge Jesus e Sérgio Conceição surpreenderem-se um ao outro.

 

Se um treinador quiser surpreender o outro, vai é criar surpresa no próprio grupo. A história dos bons teimosos entra aqui. Qualquer treinador pensa em fazer isto ou aquilo, mas depois pode fragilizar as próprias equipas. É uma dúvida que se cria, eu já a tive. Começamos a pensar em criar surpresa logo no início da semana, mas com o desenrolar do próprio treino, começamos a perceber que a equipa fica pior, que os jogadores se sentem desconfortáveis e perdidos com as alterações. A diferença dos jogadores passa pela capacidade técnica e tática, mas mais pela cabeça. E há jogadores que se mudarem um bocadinho, é complicado. É como a história do Sousa. Daí que se explica a falta de crença em alterações profundas por parte de dois treinadores tão experientes.

 

É possível que haja alguma espécie de 'mind games' com a questão dos lesionados, ainda que com a certeza de que há casos pequeninos em que um dia a mais ou menos pode fazer diferença e que mesmo só no próprio dia se pode ter a certeza absoluta. Até porque depende da cabeça, pois alguns jogadores têm dor mínima e sentem como uma grávida, e a outros dói muito mas não sentem nada".

 

publicado às 04:24

Quem és tu Jaime Pacheco ?

Rui Gomes, em 26.03.14
 

 

O antigo jogador e actual treinador desempregado foi mais uma das vozes ruidosas que aproveitou o palco do Fórum para Treinadores de Futebol e Futsal que decorreu em Maia, para opinar sobre tudo e mais alguma coisa, desde o Sporting e a arbitragem a quem deve ser chamado à Selecção Nacional.

 

Nem me vou dar ao trabalho de repetir as suas declarações, mas segundo as reportagens noticiosas, Jaime Pacheco foi incansável a dar conferências sucessivas durante o evento, deixando clara a ideia de que além de ignorar a autoridade moral que não tem para invocar determinadas questões, visa aprazer certas partes da sua conveniência. Quiçá, talvez venha a ser novamente treinador do Boavista, dado que ele e João Loureiro já se identificam muito bem com as operações obscuras do futebol português que, aliás, lhes permitiu "conquistar" um título nacional. 

 

De especial ironia, é a sua advertência ao presidente do Sporting para "não arrastar o futebol português para a lama", ele que andou tantos anos imerso nela até ao pescoço. Deve pensar que o resto do país andou distraído ou que sofre de uma qualquer insuficiência de memória e capacidade de reconhecimento.

 

Em análise final, o que mais ofende até não é personagens como Jaime Pacheco pensarem como pensam, mas sim pelo facto de não se preocuparem minimamente em serem tão transparentes. 

 

Adenda: Através da gentileza do nosso leitor João Branco, foi-nos referido este excelente artigo, da sua autoria, no qual aborda a mesma temática por outras palavras e em mais detalhe.

 

publicado às 20:51

O que dizem eles

Rui Gomes, em 23.12.13

 

«No melhor pano cai a nódoa. Ele (Bruno de Carvalho) tem feito um trabalho excepcional e tem sido useiro e vezeiro neste tipo de discurso. No jogo com o Belenenses sobre a grande penalidade que não é, ele não veio fazer uma conferência de imprensa a dizer que não foi penálti contra o Belenenses. De facto tem momentos em que o Sporting na dúvida é beneficiado. Os três grandes que não se queixem porque são sempre os mais beneficiados.»

 

- Jaime Pacheco    -

 

Observação: Não sei se Jaime Pacheco falou com a camisola do FC Porto ou do Sporting vestida - como seu antigo futebolista - se a de treinador do Boavista, Belenenses ou de outros clubes que treinou. Na realidade, devido ao seu afastamento do futebol português já há uns anos, não sei a que propósito surgiu esta sua intervenção pelas declarações à RTP.

Por um lado, terá esquecido as suas muitas insólitas "excursões" ao longo dos anos e, ainda mais, como o Boavista "conquistou" o campeonato em 2000-01, sob o seu comando. É verdade que os três grandes são mais beneficiados na computação geral, mas é igualmente verdade que, nesse contexto, o Sporting tem sido o menos "grande" de há uns anos a esta parte.

 

publicado às 17:21

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo