Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Folclore vale multa irrisória

Rui Gomes, em 20.04.16

 

CMwYGNfUwAA1OAi.png

 

O palrador oficial do Benfica foi multado pelo órgão disciplinar da Federação Portuguesa de Futebol, no valor de 117,75 euros, por violação do n.º 1 do artigo 19.º do Regulamento Disciplinar da Liga de Clubes, relacionado com a obrigatoriedade de "manter conduta conforme aos princípios desportivos de lealdade, probidade, verdade e rectidão" por parte de todos os agentes envolvidos no futebol.

 

Na base da suspensão do dirigente "encarnado" está uma frase sua a 10 de Fevereiro de 2015, quando comentou o blackout do Sporting: "Acabou o blackout, começou o folclore".

 

Na realidade, além do "folclore" de João Gabriel temos igualmente de calibre carnavalesco o processamento disciplinar por parte do organismo federativo. Uma punição tão banal consequente de uma tomada de decisão cerca de 14 meses após o acto.

 

Apenas mais um caso de "Made in Portugal" !!!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:19

 

CMwYGNfUwAA1OAi.png

 

Através do seu palrador de comunicação, o Benfica reagiu à decisão do Conselho de Disciplina da FPF em relação à absolvição de Slimani:

 

«Registamos a bondade da decisão do Conselho de Disciplina (Secção não Profissional), que, em devido tempo e com rara celeridade, interpretou com inusitada sapiência o altruísmo e a benignidade da acção do jogador Slimani.

 

Mais, temos de enaltecer o facto de o mesmo Conselho de Disciplina ter tolerado a agressividade do nosso jogador Samaris e de o ter poupado a qualquer castigo.

 

Finalmente, esta decisão vai poupar alguns agentes envolvidos a intermináveis lamentos, comunicados, declarações chorosas de quem evidentemente não merecia ser castigado. Por dever de ofício, ponderamos recorrer. Não queremos, porém, ferir susceptibilidades».

 

É de louvar o clube da Luz pelo seu engenho em descobrir palradores deste calibre, uma tradição já histórica, aliás. Assim de repente, até me vem à ideia um outro personagem deste nível, por nome de João Malheiro, cuja estada foi infelizmente abreviada pelo intolerante José Antonio Camacho, então treinador dos "encarnados".

 

No que ao processo diz respeito, não tenho dúvida alguma que com o seu reconhecido sentido de "fair-play" e por não pretender "ferir susceptibilidades", o Benfica não recorrerá da decisão. Será, indubitavelmente, uma galantaria de acentuada benignidade.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:38

Quando a mediocridade entoa o dia

Rui Gomes, em 01.04.16

 

naom_56fd50bf4d2da.jpg

 

O mais recente episódio de mediocridade entre as partes teve o seu início - se é que há um início - pela divulgação de um suposto passatempo de Sporting a oferecer vouchers para refeições a adeptos, com clara referência aos já notórios vouchers do Benfica.

 

O palrador de comunicação do clube da Luz não perdeu pela demora e, na sua conta pessoal no Twitter, disse "Espero que paguem, que não seja outro caso da Doyen !" 

 

E, como era de esperar, surge  o Sporting a ripostar: “Ministro da propaganda fala de dívidas... É agora que explica os 2,8M que não pagou?”, remetendo para uma notícia de 2015 relativa à empresa Parceiros de Comunicação, onde João Gabriel ocupa o cargo de director geral. Aí, é referido a solicitação de um Processo Especial de Revitalização por parte da consultora junto da secção de Comércio da Comarca de Lisboa.

 

Uma simples pergunta: Até que ponto pretendem levar esta incessante e indecorosa onda de mediocridade ?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:09

De mal a pior

Rui Gomes, em 18.01.16

 

FFSFSFSFIII.jpg

 

Acho que vou deixar de comentar o decorrente e ignóbil bate-boca entre Bruno de Carvalho e João Gabriel, dado que está a atingir níveis muito baixos, confrontando-nos com a inevitável pergunta: serve para quê ?

 

O palrador oficial do clube da Luz reagiu este domingo às últimas acusações do presidente do Sporting, através da rede social Twitter:

 

«Nunca te baixes ao nível de um imbecil. Nunca o vais conseguir bater, principalmente quando se trata de uma vuvuzela estridente e idiota !»

 

Feio... mesmo muito feio !

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:24

 

KHXFB4FP.png

 

O palrador oficial das águias não desperdiçou o ensejo após o empate do Sporting com o Tondela, para lançar umas "farpas" a Bruno de Carvalho e Jorge Jesus, relativamento ao momento do jogo em que o técnico tenta demover o árbitro-auxiliar da chamada de atenção que levou à expulsão do presidente do Sporting.

 

Mais um momento "nobre" da guerra fria que se instalou entre os dois rivais de Lisboa. O que seria de nós, hoje em dia, sem o Facebook ?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:06

 

Gabriel+Benfica.jpg

 

Parece-me claro que o Sporting está em um constante estado de "guerra fria", em diversas frentes em simultâneo, de há uns tempos a esta parte. Umas necessárias, pela defesa dos interesses do Clube, outras nem por isso.

 

Uma das ditas frentes que não pode e não deve ser ignorada, é uma qualquer tentativa a destabilização por parte do outro clube da Segunda Circular, nomeada e principalmente quando vem a público por intermédio do seu palrador oficial.

 

A aparente precupação neste momento de João Gabriel, e por inerência da Direcção do Benfica, é o tão desejado afastamento de Slimani de competição. O caso remonta a 21 de Novembro de 2015, pelo então embate entre os rivais para a Taça de Portugal, após o qual o Benfica apresentou queixa por alegada agressão do nosso avançado argelino ao "encarnado" Samaris:

 

"Já passaram 52 dias sobre a agressão a Samaris e o processo continua sem conhecer avanços e até agora ainda não há castigo. Entretanto, as agressões sucedem-se.»

 

Esta patética tentativa ao afastamento de um dos activos mais importantes do Sporting, de momento, é por de mais transparente e deve ser confrontada com todas as "armas" ao nosso dispor. Nestas circunstâncias, o presidente do Sporting não poderá ser acusado de excesso de mediatismo.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:55

 

ng4559264.jpg

 

O Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol confirmou esta terça-feira o arquivamento de queixas do Sporting, e ordenou a dedução de acusação contra o director comunicação do Benfica, João Gabriel, num processo após o último Sporting-Benfica.

 

Na sequência de uma reclamação do Sporting contra o arquivamento decretado pela Comissão de Instrução e Inquéritos da Liga após queixas relativas ao jogo da 20.ª jornada da I Liga 2014/15, o CD confirmou a decisão de arquivamento no que concerne ao arremesso de engenhos pirotécnicos por adeptos do clube da Luz na direcção de adeptos leoninos, bem como da acusação referente à má utilização de bilhetes protocolares por parte do Benfica.

 

No entanto, no âmbito do mesmo processo, o CD ordenou à Comissão de Instrução de Inquéritos a dedução de acusação ao director de comunicação do Benfica, João Gabriel, por ter infringido o artigo 141.º e 19.º (n.º1) do regulamento. O primeiro remete para o ponto de "Inobservância de outros deveres", enquanto que o segundo, sobre "Deveres e Obrigações", refere a obrigação de "manter conduta conforme aos princípios desportivos de lealdade, probidade, verdade e rectidão em tudo o que diga respeito às relações de natureza desportiva, económica ou social".

 

Um cínico diria que, para não variar, vai ficar tudo em "águas de bacalhau". Aliás, se o supracitado artigo fosse aplicado à letra, tendo em conta todas as incidências de registo, João Gabriel seria banido do âmbito futebolístico. Mas será melhor esperar sentado...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:41

Mr. Burns e a guerra que por aí vai

Leão Zargo, em 21.08.15

 

3bbf69a.jpg

É estranho e inesperado assistir a este bate-boca entre Bruno de Carvalho e João Gabriel, director de comunicação do Benfica. Estranho porque um presidente do Sporting não se trava de razões com um funcionário de outro clube, até porque contratou duas empresas de comunicação para fazer esse trabalho. Inesperado porque ainda há poucos dias o mesmo presidente afirmava que “este ano podemos falar muito menos e comemorar muito mais". Ressalvando a ambiguidade do plural majestático, a intenção manifestada na entrevista à Sport TV pareceu, a muitos, indiciar uma maior contenção verbal.

 

A contratação de Jorge Jesus para treinador implicou a redução do poder de Bruno de Carvalho, ficando quase limitado a funções de representação e de decisão de carácter institucional e simbólico, para além da gestão das modalidades, o seu reduto. Neste contexto, o presidente do Sporting necessita de exercer a sua verve, seja numa entrevista, numa declaração de circunstância ou no facebook, procurando compor a imagem de um presidente que, efectivamente, manda. É quase como que uma prova de vida.

 

IYXVE722.jpg

Bruno de Carvalho não hesitou em afirmar que há desnorte no Benfica assim como inúmeros sócios “demissionários”. De facto, há indícios disso, mas na realidade o que me preocupa é o Sporting e, por exemplo, a afirmação do presidente de que terão de ser “vendidos” jogadores se o clube não alcançar a fase de grupos da Champions. Isto quer dizer que não há um Projecto sustentado financeiramente e que está tudo colado com farinha Amparo misturada com água da torneira. Se forem “vendidos” jogadores sabe-se que serão alguns formados na Academia de Alcochete com viabilidade no mercado de transferências e margem de progressão desportiva. O costume desde há uns bons anos. E que a renovação de Carrillo “já era”. 

 

É uma estratégia de muito tiro de pólvora seca e nenhuma dinamite. Isto é, corre o risco de se esgotar rapidamente e com poucos resultados práticos para além de umas capas dos jornais e de alguns entusiasmos pueris. Não está em causa a defesa do nosso treinador, mas o modo como foi feita, este frenesim constante com uma pseudo linguagem transformadora e conquistadora, esquecendo-se que saber esperar e retaliar pela certa é uma virtude ao alcance de poucos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:16

O discurso folclórico do Benfica

Rui Gomes, em 10.12.12

O presidente Godinho Lopes declarou que o Benfica foi avisado, por escrito, em simultâneo com a Liga, sobre o pedido do Sporting para o adiamento do «derby». Que tentou entrar em contacto por telefone com Luís Filipe Vieira e que, pelo insucesso desta via, enviou-lhe uma sms. Indicou também que lhe foram participadas «razões ridículas» para o não adiamento do jogo, embora estas não tenham originado com o presidente do Benfica.

Perante estas declarações, o clube da Luz, através do seu director de comunicação, veio a público participar que não comentariam, se não após o jogo. Entre outras palavras inconsequentes, João Gabriel disse que: «as três equipas que vão entrar em campo merecem-nos demasiado respeito para comentar essas observações.» Uma questão tão simples de esclarecer, que é tratada quase como se fosse um caso de importância superior para a preservação da Nação. Ou não responderam ao Sporting, ou responderam, e se foi este o caso, quais as razões que evocaram para não quererem adiar o jogo. Tão simples como isso. O tempo e o discurso folclórico que o director benfiquista desperdiçou para explicar que não explicava, serviria plenamente para o efeito, em vez de vir referir o «respeito pelas equipas que vão entrar em campo». O que tem a ver o cu com as calças ?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:01

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo