Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



GoalPoint-Manuel_Ugarte_2020_vs_Joao_Palhinha_2020

Recorde-se que Manuel Ugarte chegou ao futebol português apenas em Janeiro 2021 e por isso só alinhou em 20 jogos pelo Famalicão.

Isto, além das idades. Aos 26 anos, João Palhinha já é um jogador muito experiente, enquanto que Ugarte celebrou o seu 20.º aniversário em Abril.

publicado às 02:02

Mera incompetência ou algo mais?

Rui Gomes, em 06.09.21

image.jpg

O antigo árbitro Jorge Coroado considera "incrível" que Fábio Veríssimo cometa o mesmo erro duas vezes com João Palhinha como vítima.

Em causa, dois cartões amarelos mostrados ao médio do Sporting: um na época passada, num Boavista - Sporting, admoestação que deixaria o jogador leonino de fora do dérbi com o Benfica; e outro na última jornada no Famalicão - Sporting.

Num artigo de opinião publicado no jornal O Jogo este domingo, Jorge Coroado é duro com o juiz leirience. E recorre à ironia ao lembrar o pedido de desculpa apresentado por Fábio Veríssimo, na época passada, ao assumir o erro no quinto amarelo de João Palhinha.

Jorge Coroado considera que "um árbitro evolui aprendendo com erros próprios" e "não evolui estando num jogo sem sequer perceber o que é determinação, vigor e arreganho colocados ao serviço do futebol português e do espectáculo".

publicado às 14:00

Screenshot (171).png

Achei alguma (não muita) piada ao relato de Fernando Santos sobre uma conversa sua com João Palhinha na altura do particular com a Espanha, no início deste mês.

Instado pelos jornalistas em Budapeste a comentar a exibição do "leão" frente à França, o seleccionador nacional, entre alguns elogios pouco claros, teve isto para dizer:

"Naquele momento achei que o João era o jogador ideal para entrar. Não podemos individualizar. O João está a melhorar muito e tem uma capacidade de ouvir e tentar perceber. No jogo com a Espanha, ele entrou como se estivesse a jogar no Sporting, com três defesas-centrais atrás. No Sporting, os dois médios têm de sair no adversário sistematicamente porque se passarem por eles ficam os três centrais. A jogar a quatro, crias um problema atrás se sais. 'Estás a jogar a quatro, não estás a jogar no Sporting'.

Ele quis falar comigo logo depois do jogo mas eu não gosto de falar nessa altura. No dia seguinte encontrei-o e ele e disse-me: 'Já percebi tudo porque estive a ver o jogo'. Quando se está habituado a uma rotina, é difícil voltar atrás. O João é um jogador muito bom, mas ainda pode crescer".

A ouvir Fernando Santos, quase que se fica com a ideia que Palhinha nunca antes tinha jogado à frente de quatro defesas.

Creio, fundamentalmente, que o seleccionador escolheu as suas palavras cuidadosamente para de algum modo justificar a sua pouca utilização do jogador do Sporting, até à segunda parte do embate com a França. Aliás, se a memória não me trai, contra a Hungria foi para a bancada.

E apesar da sua boa exibição contra os franceses, não o espero ver como titular contra a Bélgica. Se Danilo estiver fisicamente apto, será ele a desempenhar a função de "6".

publicado às 03:02

mw-860.jpg

João Palhinha chegou ao Sporting em 2012, com 17 anos. Alinhou pela equipa B no seu primeiro jogo como profissional em Fevereiro de 2014 e marcou o seu primeiro golo em 2015 contra o Leixões.

Na época finda foi um dos leões mais utilizados, tendo participado em 38 jogos, 32 como titular, acumulando 2890 minutos de jogo (média de 76 minutos por jogo), com 2 golos marcados. Na Liga NOS realizou 32 jogos.

Além disso, conta ainda com índices estatísticos de relevo, uma vez que contabilizou um total de 145 recuperações de bola e três prémios “Homem do Jogo Liga NOS”.

Tem contrato com o Sporting até Junho 2025 e o seu passe está avaliado em 19,80 milhões de euros.

publicado às 12:30

Made in Sporting

Rui Gomes, em 04.06.21

195314755_10157764970626555_6112734884732223293_n.

João Palhinha chegou ao Sporting em 2012, com 17 anos, proveniente do Sacavenense, estreou-se na equipa principal em Janeiro 2017 frente ao Marítimo e agora é Campeão Nacional.

Pelo caminho, esteve emprestado ao Moreirense, Os Belenenses e SC Braga.

Na época finda participou em 38 jogos, 32 como titular, acumulando 2890 minutos de jogo (média de 76 minutos por jogo), com 2 golos marcados.

Tem contrato com o Sporting até Junho 2025 e neste momento o seu passe está avaliado em 19,8 milhões de euros.

Regista 18 internacionalizações pelas selecções jovens de Portugal e 3 pela selecção A.

publicado às 17:00

Palhinhabessa.jpg

O 'caso Palhinha' foi um dos episódios mais polémicos da temporada, mas não voltará a repetir-se. Foi essa a decisão que saiu da Assembleia Geral da Liga, onde os clubes decidiram que, mesmo que haja recurso e suspensão do castigo, este terá de ser cumprido ao sexto amarelo.

De recordar que João Palhinha viu o quinto amarelo num jogo frente ao Boavista, cartão esse que o retiraria do jogo com o Benfica, mas o Tribunal Central Administrativo do Sul aceitou a providência cautelar interposta e o médio não cumpriu o castigo.

EM NOTA SEPARADA, os clubes também aprovaram uma alteração aos regulamentos com a finalidade de punir com um jogo de suspensão os treinadores que cumprirem uma sequência de cinco amarelos.

Ainda, que qualquer expulsão, mesmo que seja apenas por protestos contra a equipa de arbitragem ou comportamento incorreto, obrigará ao cumprimento automático de um jogo de suspensão. Em caso de reincidência, a punição passará para o dobro.

Esta proposta foi avançada pela Direcção da Liga e também entrará em vigor na próxima época.

Dá para imaginar o arruaceiro-MOR do Norte preocupado com esta última medida!?!

publicado às 08:01

Foto do dia

Rui Gomes, em 20.04.21

174805924_10225948511279763_6172173124609668703_n.

Sportinguistas apoiam a equipa no regresso a Lisboa após a vitória em Faro.

Foto publicada nas redes sociais por João Palhinha e um dos que

deu um "Like" foi Fredy Montero. Lembram-se dele?

publicado às 05:01

image (1).jpg

João Palhinha foi multado pelo Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) pelo sexto cartão amarelo na Liga NOS, mas sem qualquer jogo de suspensão.

O médio dos leões, que já não tinha cumprido castigo quando viu o quinto amarelo na prova, foi admoestado no jogo com o Famalicão, da 26.ª jornada do campeonato, sendo multado em 102 euros pelo CD da FPF, que reconheceu que se tratava do sexto cartão amarelo na prova.

João Palhinha, que viu amarelos na Liga NOS nas rondas 1, 6, 9, 10, 15 e 26, vai assim estar ao dispor de Rúben Amorim para a deslocação do Sporting, líder do campeonato, ao Farense, na sexta-feira, em jogo da 27.ª jornada.

publicado às 06:02

image.jpg

Em declarações à RTP no final do jogo com o Luxemburgo, João Palhinha não escondeu a sua felicidade com o primeiro golo ao serviço da Selecção Nacional "A":

"Foi muito emocionante ter feito o meu primeiro golo ao serviço da seleção A. Foi muito especial, ainda para mais com este grupo que tem tanta qualidade. É um misto de emoção. O jogo com o Azerbaijão foi muito importante por ter sido a minha primeira internacionalização. Estou mais feliz também pela vitória conquistada.

Fizemos dois jogos em 72 horas. Não é fácil. Estes campos não são fáceis. Os pontos estão muito caros. Por vezes podemos subestimar estas equipas e isso é errado, porque foi notório o crescimento que esta equipa do Luxemburgo tem vindo a ter. Estamos muito contentes. Agora é regressar aos clubes.

Faço o meu trabalho. Há um ano não pensava estar aqui e a verdade é que aqui estou. Estou muito feliz. Tenho vindo a conquistar as etapas passo a passo na minha carreira. Vou dar sempre o melhor de mim. Estou muito orgulhoso por pertencer a este grupo e a este país. Acredito que o melhor ainda está para chegar."

É de admitir que nós, sportinguistas, somos algo influenciados pela nossa paixão clubística relativamente a jogadores leoninos nas selecções. É de admitir isso, de facto, mas também haverá justa causa para argumentar que João Palhinha, actualmente um dos melhores, se não mesmo o melhor "6" português, merecia a titularidade, ou, pelo menos, mais tempo de jogo - contra a Sérvia entrou aos 90' - neste set de três jogos realizados pela Selecção Nacional.

Mas, como já referi em comentário, as opções do engenheiro Fernando Santos não são para meros mortais!

publicado às 05:18

A estreia de um leão

Rui Gomes, em 30.03.21

img_920x518$2021_03_30_21_29_04_1832478.jpg

João Palhinha marcou o seu primeiro golo por Portugal na vitória

por 3-1 sobre o Luxemburgo. Parabéns leão!

publicado às 21:38

Screenshot (33).png

Nuno Mendes e João Palhinha, estreantes pela Selecção A frente ao Azerbaijão

Um autogolo foi o suficiente para a Selecção Nacional somar os primeiros três pontos, nesta fase de qualificação para o Mundial'2022 do Qatar. Portugal foi claramente superior durante toda a partida, mas pecou bastante na finalização. Ronaldo, Bruno Fernandes, Rúben Neves e João Félix, perto do final, foram ineficazes. Portugal venceu e agora segue-se Sérvia.

João Palhinha esteve em campo poucos minutos, mas Nuno Mendes jogou a partida toda e, tendo presente que foi a sua estreia, esteve muito bem. Falta-lhe, porventura, como aliás também acontece no Sporting, mais alguma intensidade ofensiva.

As opções de Fernando Santos, como quase sempre, muito discutíveis, mas com o sucesso que tem tido merece a nossa confiança. Como mero exemplo, este não era um jogo para João Moutinho começar de início e com Diogo Jota no banco - jogador que está em grande forma - difícil de compreender Bernardo Silva no relvado até aos 88 minutos.

publicado às 03:49

img_920x518$2021_03_23_11_08_29_1829549.jpg

O TAD aclarou esta terça-feira a situação de João Palhinha quanto ao número de cartões amarelos que o médio do Sporting contabiliza, sublinhando que o amarelo no Bessa não foi anulado a João Palhinha, mas sim o castigo ao médio. 

"Resulta claríssimo, por tudo quando o Colégio Arbitral não disse e por tudo quanto o Colégio Arbitral disse, que não houve – nem podia haver – qualquer anulação do cartão amarelo exibido pelo árbitro Fábio Veríssimo ao Demandante no jogo subjudice. Resulta claríssimo, isso sim, que o que o Colégio Arbitral decidiu foi que tal cartão amarelo – face ao teor da referida pronúncia formalmente solicitada ao árbitro Fábio Veríssimo e embora por este efetivamente exibido durante o jogo sub judice – não pode integrar a hipótese, a previsão, o tatbestand, a facti species da norma sancionatória tipificada no artigo 164.º, n.º 7, do RDLPFP, não devendo, portanto, produzir quaisquer efeitos no âmbito desta mesma norma sancionatória", pode ler-se no documento.

O Sporting CP sempre entendeu, aliás, que era precisamente essa a decisão: a anulação do castigo e a manutenção do cartão amarelo.

Contudo, parece haver ainda alguma dúvida sobre as consequências do próximo cartão amarelo. Uma vez que ele não cumpriu o jogo de castigo pelo quinto amarelo, será que o terá de fazer quando surgir o sexto ou começa apenas uma nova série sem prévio castigo?

Recorde-se que o Tribunal Arbitral do Desporto (TAD) recebeu um pedido de aclaração do acórdão do caso Palhinha, enviado pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF). Em causa estava o número de cartões amarelos que o médio passava a contabilizar depois de ter visto o TAD anular o castigo de um jogo de suspensão que lhe fora aplicado em processo sumário e confirmado em recurso para o pleno do Conselho de Disciplina (CD) da FPF. A sentença era clara em relação ao não cumprimento da sanção, mas pouco esclarecedora, relativamente ao amarelo exibido por Fábio Veríssimo no encontro da 15ª jornada da Liga NOS, no Estádio do Bessa, frente ao Boavista.

publicado às 15:45

21124144_C97Z5.jpeg

Já há decisão no caso Palhinha. O Tribunal Arbitral do Desporto deu razão às pretensões leoninas, considerando que o CD da FPF não deve punir o jogador quando o próprio árbitro admitiu que mostrou o amarelo indevidamente.

O TAD considera que o organismo não pode deixar de levar esse reconhecimento em consideração, porque se assim não for, o jogador é punido com base num erro.

"Ora, conforme resulta do 22.º facto considerado provado, segundo a afirmação do próprio Fábio Veríssimo, o árbitro do jogo sub judice (cfr. 14.º facto considerado provado), a sua exibição ao Demandante do cartão amarelo identificado no 2.º facto considerado provado não foi, segundo as normas técnicas e disciplinares da própria competição desportiva, uma actuação adequada", pode ler-se no acordão.

Excelente decisão. Não pode haver ordem sem justiça!

ADENDA

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) vai recorrer da decisão desfavorável do Tribunal Arbitral do Desporto (TAD) relativamente ao cartão amarelo mostrado ao médio do Sporting João Palhinha, confirmou à Lusa fonte ligada ao processo.

O TAD deu razão ao futebolista 'leonino', que esta terça-feira foi convocado pela primeira vez para a seleção portuguesa, relativamente ao cartão amarelo de que foi alvo no embate com o Boavista, da 15.ª jornada da Liga NOS.

Invariavelmente, a FPF recorre das decisões desfavoráveis, em apelos que podem passar, inicialmente, pelo Tribunal Central Administrativo do Sul e, em última instância, pelo Supremo Tribunal de Justiça.

A ausência de defesa dos visados por processos sumários já tinha sido, pelo menos duas vezes, julgada inconstitucional pelo Tribunal Constitucional, sendo que seriam necessárias três para esta tomar força obrigatória geral.

publicado às 10:55

Foto do dia

Rui Gomes, em 28.02.21

154846096_10157566640766555_978874046492602594_o.j

João Mário e João Palhinha

publicado às 04:45

mw-1280.jpg

O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol abriu um processo de inquérito, após uma participação do Benfica, pelo recurso do Sporting a tribunais civis que permitiu a utilização de João Palhinha, disse ontem fonte próxima do processo.

No comunicado do CD da Federação, é revelada a "instauração de processo de inquérito, por deliberação da secção profissional, de 9 de Fevereiro de 2021, na sequência de participação disciplinar apresentada por sociedade desportiva para apuramento do alegado recurso a tribunais estaduais e eventual utilização/participação irregular de jogador".

De acordo com o referido documento, "o dito processo foi enviado, ontem, à Comissão de Instrutores da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, ficando excluída a publicidade até ao fim da instrução".

Um processo que, até ver, parece quase não ter fim. Porventura, por estar a mexer muito, demasiado até, com os poderes instalados, aquilo que por norma apelidamos de "sistema".

publicado às 02:32

20581298_c0mZ8.jpeg

Miguel Braga, Responsável de Comunicação do Sporting, no programa Raio-X da Sporting TV, deu voz ao descontentamento do Sporting CP, relativamente ao posicionamento do Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol no processo que conduziu à suspensão de João Palhinha.

"O Sporting foi prejudicado mais uma vez, pois esta decisão condicionou a preparação para o jogo com o Benfica. No regulamento existe a possibilidade da despenalização. É uma possibilidade legal. Foi unânime na imprensa desportiva que a falta foi mal assinalada, possivelmente nem era falta e muito menos cartão amarelo.

Tivemos um árbitro, Fábio Veríssimo, que teve a coragem de assumir o seu erro e, em comunicação com o Conselho de Arbitragem, ter explicado que cometeu um erro. Claro que não pode ter visto o lance em toda a sua extensão, quando, depois, chegou a casa e viu que tinha feito mal.

O facto de existir uma falta discutivelmente inexistente, o dar um cartão amarelo, um jogador ser suspenso automaticamente, o árbitro reconhecer o erro e admitir que não devia ter dado o cartão amarelo… Nada disto foi suficiente para o CD, que prejudicou o Clube e o jogador João Palhinha.

Ao contrário de outros clubes, o Sporting nunca premeditou o seu ataque ou tão pouco tentou minar este CD logo desde o seu início ou quando estava a ser formado. Agora, a reflexão que nós exigimos é que, perante uma injustiça, perante as palavras de um árbitro, que reconhece o seu erro, e perante a verdade desportiva, este CD agiu de forma errada.

Era o que faltava, agora, um tribunal desportivo tentar penalizar o Sporting. Isso não vai acontecer. É uma questão de credibilização da própria arbitragem. Errar é humano, o não admitir o erro e fingir que tudo está bem é que vai contra quem quer a verdade desportiva dentro de campo".

A inclusão de Sporar no negócio que conduziu à contratação de Paulinho ao SC Braga:

"Se olharmos para o início da época e para os jogos que o Sporar fez (ou não) a titular, não é preciso fazer uma dedução brilhante para perceber que, possivelmente, o Sporar ia ter menos minutos em campo do que poderá ter no SC Braga. E, para não termos um jogador parado, a desvalorizar, durante seis meses, foi uma opção estratégica do clube que se percebe facilmente".

Não deixa de estranhar os pormenores revelados pelos bracarenses no comunicado que confirmou a venda de Paulinho ao clube de Alvalade:

"Sei o que estava acordado dizermos, sei que numa transferência mais antiga, a do Rafa, o SC Braga não teve a grande preocupação de dar tantos pormenores. Teremos que lhes perguntar. Nós informámos aquilo que tínhamos de informar".

Miguel Braga conclui, não sem antes confirmar a compra, em Dezembro passado, de mais 40 por cento numa futura venda de Bruno Tabata, e de reconhecer que não existe qualquer pressa em exercer o direito de opção sobre Pedro Porro.

Reportagem de João Lopes, Record

publicado às 13:15

22005135_sKFpK.jpeg

O Conselho de Disciplina (CD) não despenalizou João Palhinha no recurso apresentado pelo Sporting ao 5º cartão amarelo que o médio viu frente ao Boavista. Desta forma, mantém-se a suspensão de um jogo e Palhinha falha o dérbi de segunda-feira frente ao Benfica. 

Ao que consta, o CD seguiu o princípio da autoridade do árbitro em campo. No âmbito do recurso do Sporting, Fábio Verissimo testemunhou ter avaliado o lance em toda a sua extensão e o organismo seguiu o princípio da autoridade do árbitro em campo (Field Play Doctrine), que sustenta o critério que tem utilizado nestes casos (como o caso Otamendi).

Esta doutrina pretende preservar o sentido do jogo na ideia de que o árbitro, sob pressão própria de um jogo, tem mesmo de decidir e as suas opções devem ser respeitadas; com isto pretende-se evitar que o jogo em campo continue por uma via decisória como se o órgão disciplinar pudesse continuar a arbitrar.

Curiosamente, no entanto, este mesmo organismo anulou o castigo de um jogo ao médio Nuno Coelho, do Chaves, que também tinha visto o 5º amarelo no jogo com o Arouca, da 2.ª Liga. A decisão foi tomada após os árbitros terem testemunhado que não viram o lance em toda a sua extensão.

Bem... não se pode afirmar que esta decisão é surpreendente. Como já tive ocasião de aqui referir, a encomenda foi instrumentalizada e Fávio Veríssimo cumpriu. Não seria agora com um simples abrir e fechar de olhos que tudo seria rasurado.

Ainda reflectindo sobre a despenalização ao jogador do GD Chaves, nomeadamente o seu fundamento, quem assistiu ao jogo no Bessa e teve entretanto ocasião de rever as muitas imagens do lance que foram disponabilizadas - inclusive da foto deste post - é bastante claro que Fábio Veríssimo também não viu o lance "em toda a sua extensão", uma vez que os jogadores estavam de costas para ele.

Enfim... teremos de ir a jogo sem João Palhinha e dedicaremos a vitória a ele.

_________________________________________________

A mensagem de João Palhinha, no Instagram, após ter conhecimento da decisão do CD:

"Sempre juntos contra tudo e contra todos"

_________________________________________________

Sporting reage à decisão do Conselho de Disciplina:

Através do Twitter, o responsável pela comunicação do Sporting deixou duras críticas ao Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) na sequência da decisão de não despenalizar João Palhinha. Na sua publicação, Miguel Braga transcreve parte do testemunho de Fábio Veríssimo sobre o lance em questão:

"Um Conselho de Disciplina que não privilegia a verdade desportiva não representa os interesses do futebol e não deve ter lugar no futebol português", começa por escrever Miguel Braga.

"O Exmo. Senhor Fábio Veríssimo respondeu então: Sim. Devido ao meu posicionamento no momento da jogada, levou-me a agir disciplinarmente por ter considerado que o jogador do Boavista se encontrava liberto de opositores e preparado para rematar à baliza quando foi empurrado pelo jogador n° 6 do Sporting. Após visionar as imagens da jogada (ângulo oposto ao meu posicionamento) considero que a mesma não cumpre os critérios para ataque prometedor. Deste modo, a acção disciplinar não foi adequada."

ADENDA

O Sporting já recorreu para o Tribunal Arbitral do Desporto (TAD) da decisão do Conselho de Disciplina em manter um jogo de suspensão a João Palhinha, que afasta o médio do dérbi com o Benfica, marcado para segunda-feira. O recurso foi enviado na manhã deste sábado.

Os leões procuram desta forma esgotar todas as vias para reverter o 5.º cartão amarelo de João Palhinha, conscientes, porém, de que muito improvavelmente o TAD irá deliberar em tempo útil. No limite, isso ainda poderá acontecer até à hora do jogo.

publicado às 14:30

Foto do dia

Rui Gomes, em 30.01.21

img_920x519$2021_01_30_01_01_21_1808867.jpg

publicado às 13:15

João Palhinha a ser despenalizado?

Rui Gomes, em 27.01.21

Palhinhabessa.jpg

Já é do conhecimento geral que o Sporting pediu a despenalização de João Palhinha, de modo a poder defrontar o Benfica na próxima segunda-feira, em jogo da 16.ª jornada da Liga NOS.

Entretanto, segundo reportagem de Record, o árbitro Fábio Veríssimo vai clarificar que o notório lance não justificava admoestação, quando for chamado a depor pelo Conselho de Disciplina da FPF, assumindo assim que cometeu um erro no cartão amarelo mostrado ao jogador do Sporting.

Esperamos que assim aconteça, porque seria, sobretudo, a rectificação de uma injustiça. É discutível se há falta no lance em questão, mas o que é deveras evidente é que não houve o mínimo de causa para sanção disciplinar.

A realidade 'nua e crua' é que no todo do jogo foram assinaladas 37 faltas, 24 das quais contra o Boavista. Só depois de João Palhinha ser alvo do "amarelo" é que Fábio Veríssimo sentiu-se inspirado a sancionar dois jogadores da equipa do Bessa.

Jovane Cabral, que até já não estava no relvado nessa fase final do jogo, sofreu 7 faltas, nenhuma alvo de sanção disciplinar.

Apesar de tudo isto, a despenalização não deve ser considerada como um 'fait accompli', tendo presente os actuais organismos que superintendem o futebol português.

publicado às 17:55

Pote marcou dois golos ao Moreirense (2-1) e assegurou a vitória dos leões, mas os adeptos do Sporting optaram por eleger Palhinha como o homem do jogo. O que, à partida, parece uma escolha estranha acaba por justificar-se pelos dados estatísticos alcançados pelo médio que no duelo em Alvalade registou vários máximos pessoais nos jogos que disputou esta época.

Palhinha, aos 25 anos, pode estar a caminho de fazer a melhor época, pois é um elemento fundamental a defender, e está cada vez mais incisivo na construção. No passado sábado, segundo os dados da Opta, a equipa do Sporting realizou 62 recuperações ao longo dos 90 minutos, e a parte de leão coube ao camisola 6, que só por si garantiu 11. A nível defensivo há ainda a destacar o número de ‘tackles’ e intercepções que justificam a fraca produção ofensiva do Moreirense.

d8d27a8d-bd93-4508-b6d6-dfa9cb369247.jpeg

Construção sustentada

Desde que Rúben Amorim pegou na equipa leonina, os centrais começaram a ter um papel fundamental na primeira fase de construção e, por este motivo, acaba por ser natural que Coates e Luís Neto sejam os jogadores com mais passes efectuados. Contudo, grande parte desta troca de bolas é entre os defesas. Na terceira posição acaba por surgir Palhinha, com 77 passes (69 certos e 8 errados) e, na intervenção ofensiva da equipa, destacou-se ainda com dois lançamentos longos eficazes.

No capítulo das faltas, o jogador leonino também se está a revelar cada vez mais cirúrgico, com apenas três infracções registadas, quase tantas como as que sofreu (2). Os números não mentem e revelam que o trinco está cada vez mais completo. Os adeptos leoninos não se enganaram...

Reportagem de João Soares Ribeiro e Ricardo Granada, em Record

publicado às 03:04

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo