Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Uma questão de princípios

Rui Gomes, em 21.05.18

 

image.jpg

 

Os jogadores de futebol são profissionais. Recebem de acordo com o contrato livremente aceite. Jogam o que sabem e podem em função das circunstâncias. Desde há meses que são insultados pelo presidente, publicamente, em função de um mau resultado. Ninguém hoje queria ganhar mais do que eles, e também contra o presidente.

 

Depois de uma semana de terror e quase sem qualquer preparação técnica/táctica, que se esperava? E por acaso jogaram contra bonecos? Não houve nenhuma falta de atitude, houve descontrolo emocional e falta de preparação em função dos ataques que sofreram. O pior cego já nem é o que não quer ver, é o que não consegue ver.

 

Quem quiser apoiar o 'deus' até destruir o Sporting, está no seu direito. Nenhum ditador subsiste sem apoio. Se não há vergonha em ter à frente do nosso Clube, um arruaceiro, um mentiroso compulsivo, um demagogo, um indivíduo que não respeita ninguém, incluindo órgãos de soberania, eu tenho. É uma questão de princípios!

 

Nação Valente

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:34

Comunicado dos jogadores do Sporting

Rui Gomes, em 16.05.18

 

image (2).jpg

... a confirmar a sua participação na final da Taça de Portugal

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:45

 

messi-686787.jpg

 

De acordo com informação avançada pela revista "France Football", Messi atingiu, entre salário bruto, prémios e receitas publicitárias, um acumulado de 126 milhões de euros (M€), enquanto Cristiano Ronaldo se situou nos 94 M€.

 

Na última temporada, o jogador português tinha liderado as receitas, então com 87,5 M€, seguido de Messi, com 76,5, o que significa que o argentino viu crescerem os valores em mais 49,5 M€.

 

A lista milionária de 2017/18 prossegue com o brasileiro Neymar, com receitas na ordem dos 81,5 M€, e fecha o 'top 5' com o galês Gareth Bale, nos 44 M€, e o espanhol Gérard Piqué, já em distantes 29 M€.

 

Nos treinadores, José Mourinho, do Manchester United, continua a ser quem mais receitas teve, também entre salários brutos, prémios e contratos publicitários, com 26 M€ em 2017/18.

 

O italiano Marcello Lippi, seleccionador da China, surge em segundo, com 23 M€, e em terceiro o argentino Diego Simeone, treinador do Atlético de Madrid, com receitas na ordem dos 22 M€.

 

Simeone situa-se à frente de Zinedine Zidane, bicampeão europeu com o Real Madrid, que soma 21 M€, e do espanhol Pep Guardiola, esta época campeão pelo Manchester City, com 20 M€.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:26

 

mw-860.jpg

 

Bruno de Carvalho decidiu retirar “de imediato” todos os processos “relativos à publicação pelos atletas de um comunicado nas suas redes sociais”. Esta quarta-feira, o presidente reuniu-se com a Comissão Executiva e a decisão foi tomada. No entanto, a atitude dos jogadores foi criticada:

 

“A atitude dos jogadores da equipa principal de futebol profissional foi incorreta para com a sua entidade patronal. Entendeu-se que o momento atual tem de ser ainda de maior união e coesão, de forma a que possamos cumprir aquelas que são as naturais aspirações do universo sportinguista, isto é, a conquista das provas em que estamos a competir”.

 

Com esta decisão, o presidente espera mostrar que “os superiores interesses do Sporting estão e estarão sempre acima de qualquer situação ou decisão”. Haverá quem diga que é um exemplo clássico de "faz o que eu digo, não faças o que eu faço".

 

Bruno de Carvalho anunciou inicialmente que iria instaurar processos disciplinares a 19 jogadores, que tinham publicado nas redes sociais uma nota que foi entendida como uma crítica ao presidente.

 

download (1).jpg

 

Eis o comunicado na íntegra:

 

"Após reunião do Presidente do Conselho de Administração da SAD com a sua Comissão Executiva, foi deliberado o seguinte:

 

Retirar de imediato os processos disciplinares relativos à publicação pelos atletas de um comunicado nas suas redes sociais.

 

Muito embora tenha sido unânimemente considerado, pela Administração da SAD e pelo Conselho Directivo do Sporting CP, que a atitude dos jogadores da equipa principal de futebol profissional foi incorrecta para com a sua entidade patronal, entendeu-se que o momento actual tem que ser ainda de maior união e coesão, de forma a que possamos cumprir aquelas que são as naturais aspirações do Universo Sportinguista, isto é, a conquista das provas em que estamos a competir.

 

Com este gesto, a Administração da SAD e a Direcção do Clube querem mostrar, mais uma vez, que os superiores interesses do Sporting CP estão e estarão sempre acima de qualquer situação ou decisão. Por vezes, estes superiores interesses, justificam que seja dado um passo atrás, tendo a humildade de reconhecer estar a contribuir para que a Equipa possa, dentro de campo, dar todos os passos em frente que sejam necessários à conquista da Glória, que todos pretendemos alcançar."

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:48

 

image (1).jpg

 

Algumas considerações de Jorge Jesus na conferência de imprensa após o embate deste domingo com o Paços de Ferreira:

 

Prestação da equipa: "Senti a equipa carregada fisicamente e emocionalmente um pouco desconfiada. Soltou-se mais depois do segundo golo. A fadiga mental é mais complicada, a semana foi complicada. Ninguém vai dobrar este grupo unido. Sabem que jogam para o emblema. Esta é a profissão deles. A vitória foi importante face ao que aconteceu."

 

Função de Jorge Jesus no conflito. "Não foi fácil. Nunca tinha passado por uma situação destas. Tive de perceber que tinha de defender um clube, eu e os jogadores. Principalmente eu. Foi o que fiz, contra tudo e contra todos. Eu estive sempre do lado dos jogadores. Hoje tinha de haver jogo com os melhores e foi o que disse aos jogadores, que ia escolher os melhores. Só com a polícia é que não iam jogar os melhores."

 

Processos disciplinares: "Não percebo os processos. Reparem na dignidade destes jogadores... Supostamente com um processo, jogaram em nome do Sporting. Vamos pensar e reflectir os interesses do Sporting."

 

Visto à distância, é difícil determinar até que ponto Jorge Jesus está a ser sincero ao afirmar que esteve sempre "do lado dos jogadores", posição esta, sendo genuína, que o coloca no extremo oposto de Bruno de Carvalho.

 

Confesso que não o vejo assumir uma postura de oposição ao presidente. É de admitir que possa sentir alguma empatia, tendo em consideração os eventos dos últimos dias, mas estou mais inclinado a acreditar que assumiu esta posição publicamente para não perder o balneário, ou seja, a equipa, porventura até com a conivência de Bruno de Carvalho, a quem terá explicado o que seriam as consequências se agisse de outra maneira.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:12

 

hLGYTdb.jpg

 

Os jogadores do Sporting partilharam nas redes sociais uma mensagem a propósito das críticas do presidente Bruno de Carvalho na sequência da derrota por 2-0 em Madrid, frente ao Atlético, na primeira mão dos quartos de final da Liga Europa.

 

A publicação começou por ser partilhada na conta de Instagram de Rui Patrício, capitão de equipa, tendo sido replicada por vários jogadores do plantel 'leonino'.

 

"Somos Sporting Clube de Portugal, em nome do plantel, somos a informar o seguinte... Suamos, lutamos e honramos sempre a camisola que vestimos. Não somos perfeitos e não acreditamos em jogadores perfeitos, porque queremos sempre evoluir! Não existem jogadores nem equipas perfeitas, mas quando as coisas não correm como queremos, sabemos assumir as nossas responsabilidades. Todos nós temos de o fazer!

 

Quando vencemos, empatamos ou perdemos... sim... porque no futebol estes são os resultados possíveis, a responsabilidade é sempre de todos! Somos uma equipa! Somos um grupo unido de um Grande Clube onde o respeito é uma das bases necessárias a essa união. Não podemos pensar apenas no "Eu", mas sim "Nós" e sempre na equipa, porque só assim poderemos vencer.

 

No nosso Clube, assim como nas selecções nacionais que representamos, sempre damos e continuaremos a dar o nosso melhor, porque o querer é uma constante. Somos profissionais, mas também somos humanos! A nossa integridade e o nosso compromisso são sagrados! Esforço, dedicação, devoção e glória sempre! Damos o máximo pelo Sporting Clube de Portugal, damos o máximo por nós próprios enquanto equipa, individualmente enquanto atletas. Lutamos pelo nosso Clube, pelos nossos adeptos e por nós, sempre! Não há outra forma séria de estar no Futebol Profissional que não seja esta...

 

Por esta razão, em nome de todo o plantel do SCP, espelhamos neste texto o nosso desagrado, por vir a publico as declarações do nosso Presidente, após o jogo de ontem, no qual obtivemos um resultado que não queríamos... a ausência de apoio, neste momento..., daquele que deveria ser o nosso líder . Apontar o dedo para culpabilizar o desempenho dos atletas publicamente, quando a união de um grupo se rege pelo esforço conjunto, seja qual for a situação que estejamos a passar, todos os assuntos resolvem-se dentro do grupo.

 

Saibamos ver que, por maiores que sejam as dificuldades, ainda há muito para disputar. Temos uma recta final em várias competições e vamos, haja o que houver, unidos e coesos, dar o máximo pelo Sporting Clube de Portugal. Somos Sporting Clube de Portugal".

 

A situação está a ficar muito "feia", por falta de melhores palavras!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:06

Comunicado do Sporting

Rui Gomes, em 06.04.18

 

30127331_10155178284551555_4975955719653163008_n.p

 

Comunicado Sporting Clube de Portugal:

 

O Correio da Manhã, na sua senda habitual de mentira e mau jornalismo militante, decidiu publicar nova falsidade. Desta vez é que os jogadores do Sporting CP se recusaram a treinar em Alcochete.

 

O caso é tanto mais grave, quanto um responsável editorial do CM contactou o assessor de imprensa do Futebol Profissional que, de pronto, desmentiu a informação errada e explicou que o treino sempre esteve programado para Alvalade, mal a equipa chegasse de Madrid.

 

Os jogadores utilizados ontem, fizeram treino de recuperação como é habitual, e os restantes treinaram normalmente, tendo saído todos de Alvalade por volta das 13h30.

 

É lamentável que o CM tenha dado eco a uma mentira e a uma calúnia, mais uma, veiculada por Rui Franco, alguém que nada tem que ver com a estrutura do Sporting Clube de Portugal, e que, afirmando-se sportinguista, é o mesmo que publicou recentemente nas redes sociais o desejo de ver o Sporting perder.

 

Partindo do princípio que a notícia publicada pelo supracitado jornal seja falsa - e eu quero acreditar que é - deixa-me estupefacto que apesar de ser uma ocorrência comum na sociedade portuguesa, os responsáveis não sejam chamados a prestar contas perante a Justiça.

 

Publica-se falsidades graves, vende-se mais uns jornais ou espaço publicitário, ignora-se as vítimas das falsidades publicadas e tudo continua como se nada tivesse ocorrido. Dizer que é incrível, é dizer muito pouco!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:30

Só na Grécia !

Rui Gomes, em 04.04.18

 

Evangelos-Marinakis-806399.jpg

 

O presidente do Olympiacos, que também é dono do Nottingham Forest, em Inglaterra, perdeu as estribeiras perante os maus resultados da equipa na Superliga grega. Conta a imprensa helénica esta terça-feira que Evangelos Marinakis mandou os jogadores da equipa principal de férias e ainda aplicou uma multa de 400 mil euros a cada um deles. Diz que vai acabar a época com os sub-20.
 

A imprensa do país conta o que Marinakis disse no balneário, depois do empate com o Levadiakos (1-1). "Vocês só pensam nas vossas casas bonitas e nos carros. Não vos preocupa a equipa. Os jogadores sub-20 amam mais o Olympiacos e os seus adeptos do que vocês! Pago milhões para que não vos falte nada! Despedi três treinadores e no final parece que vocês é que eram os culpados. 

 

Vou construir o Olympiacos do princípio, fazer a equipa com que sempre sonhámos. Eu e os adeptos já aguentámos isto demasiado tempo. Vocês vão de férias já hoje".


O Olympiacos é terceiro, a 3 pontos do líder AEK.
 
Bem... não sei se é um exemplo a seguir, mas é uma ideia. Este clube grego é um caso inédito no mundo desportivo. Só este emblema despede o treinador (Leonardo Jardim, demitido ao meio da época com a equipa em primeiro lugar e com 10 pontos de avanço). Por mera coincidência, o mesmo clube que foi campeão com Marco Silva na época de 2015/16.
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:47

 

19065835_7AClE.png

 

Uma delegação do Sindicato de Jogadores que inclui capitães das Primeira e Segunda ligas profissionais de futebol vai ser recebida pelo Governo e ainda por instituições desportivas, pretendendo, assim, demonstrar desagrado pelo clima de suspeição e ofensa que os tem atingido. Trata-se de uma acção de sensibilização e um forte apelo à defesa da integridade dos atletas e das competições, numa fase de acusações e insinuações que já colocou em causa a dignidade dos futebolistas. A possibilidade de uma greve chegou a ser ponderada, mas não faz parte das medidas que o sindicato preconiza. Pelo menos, para já.

 

Os profissionais de futebol sentiram a necessidade de tomar posição face ao momento que se vive em Portugal, até porque têm sido envolvidos em polémicas que os colocam em xeque, através de denúncias anónimas de aliciamento.

Perante esta crescente atmosfera de suspeição, o sindicato tem promovido, nos últimos tempos, diversas reuniões com os capitães das equipas das ligas profissionais. Nelas, têm sido analisadas e discutidas medidas a adoptar relativamente ao clima de violência e ofensa pessoal e profissional de que os jogadores têm sido alvo.

 

OriginalSize$2018_03_30_02_09_02_1381161.jpg

 

Nestes encontros, realizados a Norte e a Sul, de acordo com o que Record apurou, foram ponderadas todas as medidas, nomeadamente a paragem, nem que fosse simbólica. No entanto, imperou o bom senso e o sentido de responsabilidade que se traduz no pedido de reuniões com o secretário de Estado do Desporto, João Paulo Rebelo, bem como os presidentes da Federação Portuguesa de Futebol, Fernando Gomes, e da Liga de Clubes, Pedro Proença. O primeiro encontro realizar-se-á já na segunda-feira.

 

Afastado o cenário de uma greve, o objectivo do sindicato e dos capitães passa por criar uma plataforma de diálogo que permita adoptar medidas eficazes na próxima época de forma a evitar a permanente suspeita sobre a competição e sobre os jogadores.

 

Os atletas não pretendem contribuir até final da época com qualquer acção que acrescente mais ruído a um ambiente já muito poluído e perigoso. Entendem que a tomada de medidas radicais poderia, em última instância, colocá-los numa posição ainda mais frágil.

 

Recorde-se, aliás, que o actual presidente do sindicato, Joaquim Evangelista, proferiu recentemente declarações a exigir "respeito" pelos jogadores, deixando claro que estes "não estão disponíveis para alimentar este clima de guerra" nem se deixarão "envolver neste lamaçal". O líder sindical acrescentou que seria "fácil anunciar uma greve" mas questionou as consequências.

 

Da mesma forma que referiu que os jogadores "não querem ser utilizados como armas de arremesso de ninguém", Evangelista sublinhou que "somos nós que definimos quando queremos e o que queremos falar", defendendo "um compromisso sério entre todos, onde cada um assuma a sua responsabilidade".

 

Será com este propósito que a delegação do sindicato e dos capitães se vai encontrar com Governo, FPF e Liga nos próximos dias.


JOGADORES EM XEQUE

 

Cássio, Marcelo, Nadjack e Roderick (Rio Ave) - O cancelamento das apostas no jogo Feirense-Rio Ave colocou o jogo sob investigação. Os quatro jogadores vila-condenses foram constituídos arguidos. Mais tarde foram levantadas suspeitas sobre o Rio Ave-Benfica.

 

Pedro Monteiro (Estoril) - O empresário César Boaventura publicou um vídeo nas redes sociais insinuando que o central do Estoril tinha facilitado no jogo com o FC Porto.

 

Kléber (Estoril) - Vítima de queixa anónima no DCIAP por actos de corrupção e fraude, depois de surgir um vídeo de 2015 em que o avançado aparece a manusear maços de notas.

 

Fábio Pacheco (Marítimo) - Carlos Pereira, presidente do clube insular, manifestou-se "desiludido com a postura de alguns jogadores" no encontro da Luz e suspendeu Fábio Pacheco. O atleta teve de se sujeitar a uma avaliação clínica por "quebra de rendimento".

 

Tiago Silva (Feirense) - "Aos que me acusam de ter feito de propósito para beneficiar o Benfica, porque representei o clube durante muitos anos, peço-vos algum respeito por mim e pelo meu profissionalismo, porque vou sempre defender com unhas e dentes o clube que represento", escreveu Tiago Silva no Facebook, depois do Feirense-Benfica, em que foi expulso ainda na 1ª parte.

 

Vagner (Boavista) - Mais uma queixa anónima no DCIAP a denunciar alegado aliciamento a Vagner antes do jogo com o FC Porto, referindo-se que teria sido o empresário Pedro Pinho a oferecer 150 mil euros ao guarda-redes.

 

Vários (União da Madeira) - A notícia é de ontem: uma denúncia no Ministério Público sobre alegadas tentativas de aliciamento a jogadores do clube madeirense.

 

Reportagem de Bernardo Ribeiro, jornal Record

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:54

 

img_605x340$2017_06_26_21_14_52_1282389.jpg

 

O Sporting tem seis jogadores em risco de ficarem de fora da segunda mão da eliminatória dos oitavos de final da Liga Europa. Frente ao Viktoria Plzen, em Alvalade, Coates, Fábio Coentrão, Bruno Fernandes, Marcos Acuña, William Carvalho e Gelson podem ver a sua participação no segundo jogo ser negada caso vejam um cartão amarelo frente à formação checa.

 

Todos os jogadores acima mencionados estão com dois cartões amarelos excepto Coates. O defesa central já cumpriu um jogo de castigo por acumulação de amarelos e arrisca ser suspenso pela segunda vez em provas europeias se for admoestado.

 

O Sporting enfrenta o Viktoria Plzen na primeira mão dos oitavos de final da Liga Europa, em Alvalade, esta quinta-feira.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:48

 

1503642875_030555_1503643344_noticia_normal.jpg

 

O Sporting enviou para a UEFA a lista actualizada de jogadores que vão disputar a Liga Europa. Três dos reforços de Janeiro foram excluídos: Wendel e Lumor por opção técnica de Jorge Jesus; Misic por já ter sido utilizado na prova pelo Rijeka, estando portanto proibido de representar outro clube na mesma época.

 

Em sentido contrário, três nomes foram acrescentados: Rúben Ribeiro, Fredy Montero e Bryan Ruiz, este último que ainda não tinha sido inscrito nas provas europeias.

Os 22 jogadores inscritos:

Guarda-redes: Rui Patrício e Romain Salin

Defesas:
Sebastián Coates, Fábio Coentrão, André Pinto, Stefan Ristovski, Jérémy Mathieu e Cristiano Piccini.

Médios:
William Carvalho, Bruno Fernandes, Bruno César, Rodrigo Battaglia, Radosav Petrovic, João Palhinha, Bryan Ruiz e Rúben Ribeiro,

 

Avançados: Gelson Martins, Daniel Podence, Marcus Acuña, Bas Dost, Fredy Montero e Seydou Doumbia.

O Sporting vai disputar os 16 avos-de-final da Liga Europa diante do Astana. A primeira mão realiza-se no Cazaquistão, dia 15 deste mês, às 16h00; a segunda será disputada em Alvalade dia 22, às 18h00.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:55

 

maxresdefault.jpg

 

Alguns dos futebolistas mais notáveis que durante as suas carreiras como profissionais representaram apena um clube:

 

Tony Adams - Arsenal (1983-2002)

 

Jamie Carragher - Liverpool (1996-2013)

 

Rogério Ceni - São Paulo (1992-2015)

 

Steven Gerrard - Liverpool (1998-2015)

 

Ryan Giggs - Manchester United (1990-2014)

 

Paolo Maldini - AC Milan (1985-2009)

 

Carles Puyol - Barcelona (1999-2014)

 

Paul Scholes - Manchester United (1993-2013)

 

Francesco Totti - Roma (1992-2017)

 

Não será mera coincidência que dos acima referidos nove futebolistas, cinco disputaram a English Premier League.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:58

Os jogadores mais bem pagos do Mundo

Rui Gomes, em 29.11.17

 

naom_584664d0ca803.jpg

 

Após um longo período de indefinição, Lionel Messi colocou, por fim, o preto no branco, ao rubricar um novo contrato com o Barcelona, até 2021. O novo vínculo do internacional argentino conta com um aumento significativo no que ao vencimento diz respeito, passando a auferir cerca de 43 milhões de euros por ano.

 

Neymar, obviamente, beneficiou da transferência para o Paris Saint-Germain, mas mesmo assim não conseguiu ultrapassar Carlos Tévez, que recebe cerca de 38 milhões de euros por ano, a jogar para o clube chinês Shanghai Shensua.

 

Estas alterações no enquadramento Mundial baixaram Cristiano Ronaldo para o quarto lugar, com cerca de 34 milhões de euros anuais. A acreditar nas reportagens noticiosas em dias recentes, o capitão da 'equipa das quinas' não exigiu ao Real Madrid actualização do seu vencimento.

 

Sem ser surpresa, cinco dos dez primeiros jogadores encontram-se em clubes chineses. Um país emergente, no que ao futebol diz respeito, que aparenta estar disponível para despender uma autêntica fortuna para elevar a qualidade de jogo praticado pelo emblemas de topo e, mais a médio ou longo prazo, tirar proveito deste seu investimento.

 

1.º - Lionel Messi (Barcelona) - 43 milhões de euros por ano

2.º - Carlos Tévez (Shanghai Shenhua) - 38 milhões de euros

3.º - Neymar (Paris Saint-Germain) - 36 milhões de euros

4.º - Cristiano Ronaldo (Real Madrid) - 34 milhões de euros

5.º - Oscar (Shanghai SIPG) - 24 milhões de euros

6.º - Gareth Bale (Real Madrid) - 23 milhões de euros

7.º - Ezequiel Lavezzi (Hebei China Fortune) - 22 milhões de euros

8.º - Hulk (Shanghai SIPG) - 20 milhões de euros

9.º - Paul Pogba (Manchester United) - 17 milhões de euros

10.º - Graziano Pellè (Shandong Luneng) - 15 milhões de euros

 

Em boa consciência, não posso deixar de concluir este breve post sem dar destaque ao escandaloso desperdício do Real Madrid com Gareth Bale - muito além dos cerca de 100 milhões de euros do seu passe - um jogador que passa mais tempo lesionado do que a jogar.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:16

Foto do Dia

Rui Gomes, em 18.10.17

 

img_FanaticaBig$2017_10_17_14_42_29_1324177.jpg

(Boa disposição dos "rapazes")

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:43

 

centre-sportif-colovray1-mp_large.jpg

Centre Sportif de Colovray, Nyon

 

 

Para o estágio na Suíça, a comitiva do Sporting, aparentemente, vai ficar hospedada numa unidade hoteleira em Genebra e os treinos terão lugar no Centre Sportif de Colovray, em Nyon, a cerca de 25 quilómetros.

 

No site oficial verifica-se a lista de 30 jogadores que Jorge Jesus escolheu para participar no estágio. Eis os nomes e os respectivos números de camisola:

 

3 - Jonathan Silva / 4 - Sebastián Coates / 5 - Fábio Coentrão / 6 - André Pinto / 8 - Bruno Fernandes / 10 - Alan Ruiz / 11 - Bruno César / 15 - Paulo Oliveira / 16 - Rodrigo Battaglia / 17 - Daniel Podence / 18 - Francisco Geraldes / 20 - André Geraldes / 21 - Mattheus Oliveira / 22 - Jérémy Mathieu / 24 - Domingos Duarte / 25 - Radosav Petrovic / 26 - Azbe Jug / 27 - Ryan Gauld / 28 - Bas Dost / 30 - Vladimir Stojkovic / 45 - Iuri Medeiros / 55 - Tobias Figueiredo / 57 - Gelson Dala / 66 - João Palhinha / 73 - Matheus Pereira / 82 - Pedro Silva / 88 - Seydou Doumbia / 90 - Leonardo Ruiz / 92 - Cristiano Piccini e 97 - Jovane Cabral.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:39

 

img_infografias$2017_03_28_13_01_53_1243388.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:10

Os futebolistas mais bem pagos

Rui Gomes, em 01.01.17

 

img_infografias$2016_12_30_08_27_49_1201903.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:23

 

Logo-blanc-sur-fond-bleu_eng_20131122111850.jpg

 

Segundo um ranking elaborado pelo Observatório do Futebol (CIES), o Sporting não foi o clube português que mais jogadores cedeu a selecções AA durante o ano de 2016, mas foi o que mais se destacou no que toca aos minutos efectivos de utilização desses internacionais cedidos ao longo do ano. Por outras palavras, os que mais desgaste sofreram.

 

Foram 10 os jogadores sportinguistas convocados e, num total de 81 jogos que disputaram, rodaram 5734 minutos (23.º emblema à escala mundial), quase mais 1200 minutos em relação ao segundo clube português a surgir na lista: o FC Porto (41.º) teve 11 convocados, que disputaram 63 jogos, num total de 4578" acumulados.

 

Mais abaixo, ainda dentro dos 100 primeiros, surge o Benfica, também com 11 convocados, distribuídos por 58 jogos de selecções e totalizando 3966 minutos de utilização efectiva.

 

Alargando a geografia, no topo desta tabela divulgada pelo CIES aparece a Juventus, adversária dos dragões nos oitavos de final da Liga dos Campeões. Com 21 jogadores utilizados, 157 jogos disputados e 12 454 minutos acumulados nas pernas durante o ano.

 

No pódio estão ainda Tottenham e Barcelona, por esta ordem. Os ingleses cederam 19 jogadores para 155 jogos e um total de 12 009". Já o Barça, que teve 20 internacionais ao longo de 2016, os minutos efectivamente jogados foram 10 802, distribuídos por 20 atletas.

 

No Top 10 aparecem ainda Arsenal (4.º lugar - 10 034"), Real Madrid (5.º - 9989"), Manchester United (6.º - 9833), Bayern Munique (7.º - 9750"), Manchester City (8.º - 8771"), Chelsea (9.º - 7925") e Southampton (10.º - 7565").

 

No Top 100 elaborado pelo CIES aparecem clubes de 42 associações de futebol. O Muang Thong United, da Tailândia, é o primeiro fora da zona europeia a surgir na tabela, com 10 internacionais e 6611 minutos divididos por 84 jogos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:05

A última ceia

Ricardo Leão, em 21.12.16

 

20136281_rDNbA.jpg

 Ou a interpretação da linguagem corporal dos jogadores

 

 

1 – Bruno Azevedo de Carvalho “oferece” a mão para cumprimentar Rúben Semedo, mostrando disponibilidade e abertura evidenciada por uma palma da mão aberta e exposta.

 

2 - O jogador lança um olhar de superioridade, com algum desdém, não estabelecendo qualquer contacto ocular ao cumprimentar Azevedo de Carvalho, o que denota algum afastamento do acto ou da pessoa.

 

3 - A falta de compromisso também é notória na fraca tensão que coloca na mão na altura do cumprimento.

 

4 – Adrien Silva parece corroborar do mesmo estado emocional de Rúben Semedo, com um olhar de superioridade, cabeça puxada para trás denotando afastamento sobre o acontecimento.

 

5 – Mantém os braços cruzados o que pode significar pouca abertura ou disponibilidade para o contacto com Azevedo de Carvalho.

 

6 – William Carvalho não foge ao ambiente vivido naquela mesa com a presença de Azevedo de Carvalho, um olhar indirecto acontece quando não nos vinculamos à pessoa, acompanhado por uma testa franzida, muito característica de emoções negativa ou de maior tensão.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:00

 

image30.jpg

 

Antes de explicar o que me vai na alma e me motivou a escrever este artigo - na realidade, já é um debate com cabelos brancos - passo a citar Claude Ranieri, treinador do Leicester City:

 

«Quem está disponível? Todos os jogadores que viajaram comigo estão disponíveis. Alguns ficaram lá porque não estão em boas condições. Slimani, Schmeichel, Huth, Vardy, Mahrez e King não estão disponíveis.

 

Se tivéssemos de ganhar, talvez todos estivessem cá. Mas temos de pensar também no campeonato. Tenho de escolher. Sempre disse que temos muito boa equipa. Fizemos boas coisas juntos. Alguns não jogaram, mas merecem mostrar agora o seu potencial.

 

Certamente vai ser um jogo fantástico contra uma muito boa equipa. Quando estava em Montecarlo [Mónaco] o Ricardo Carvalho sempre me disse que o FC Porto era fantástico, um clube muito organizado, muito forte em campo e a querer sempre ganhar. Neste caso precisa de ganhar para ir connosco para os oitavos de final, mas tenho bons jogadores. Queremos fazer bem.»

 

Devo começar por esclarecer que o argumento que segue nada tem a ver com o FC Porto. Não duvido que diria o mesmo se fosse o Sporting nesta situação, até porque o que está em causa não são os clubes, mas sim o que eu considero as regras de fair-play.

 

O Leicester City já é vencedor do Grupo F, com 13 pontos. Segue o FC Porto, com 8 (GM 4 / GS 3), e em terceiro lugar o Copenhaga, com 6 (GM 5 / GS 2). A necessidade de vencer, para ambos, é óbvia.

 

A equipa portista tem pela frente o adversário que os dinamarqueses já defrontaram duas vezes numa situação de igualdade, devido aos pontos então ainda em disputa. Em princípio, o FC Porto tem a vida muito facilitada considerando o número de jogadores de topo do Leicester que não viajaram com a equipa.

 

As regras permitem Ranieri fazer precisamente o que ele indicou, e até não é nada de novo. Exactamente por não ser novidade, é que indigna que a UEFA não tenha corrigido esta aberração há longo. Não irei explanar quaisquer sugestões remediais neste momento (daria pano para mangas), mas é uma necessidade óbvia pela injustiça que é permitida, negando o espírito de fair-play no futebol.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:17

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D




Cristiano Ronaldo