Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Screenshot (237).png

publicado às 03:47

Frase do dia

Rui Gomes, em 09.08.20

mw-1920.jpg

"Sei o que o Rúben quis dizer quando assume que está preparado para a guerra verbal que aqui em Portugal é muito intensa em relação aos interesses do futebol. No Brasil também há guerra verbal, mas favorece o futebol… Aqui faz com que tiremos valor ao produto futebol. Foi isso que o Rúben quis dizer. O importante é que todos nós possamos defender os interesses superiores das nossa equipas, eles vão fazer, eu ambém vou, o Sérgio também, mas os mind games entre treinadores não o vou fazer, porque isso não ajuda a ganhar jogos e não valoriza o futebol".

Pois... palavras para lembrar!

publicado às 03:03

Era o que faltava!

Rui Gomes, em 18.07.20

img_476x268$2020_07_17_22_47_09_1727915.jpg

Pelos vistos, vamos levar com este artista novamente. Cada um terá a sua opinião, mas como eu não simpatizo com o homem - as três épocas no Sporting em nada alteraram este meu sentimento - não vejo o seu regresso ao futebol português com bons olhos.

Luís Filipe Vieira tem andado desesperado com o receio de ser derrotado no próximo acto eleitoral e precisava de um trunfo para assegurar a sua continuidade ao leme do Benfica.

Também dá para compreender o recém-empréstimo obrigacionista de 50 milhões de euros. Tendo em consideração os milhões que terão de ser pagos ao Flamengo, o salário milionário de Jorge Jesus e ainda os seus, salvo erro, seis adjuntos, e as contratações galácticas que estão para vir num futuro próximo, acho melhor começar já a preparar mais outra oferta pública de subscrição.

Não sei se compreendi bem, mas parece-me que Jorge Jesus afirmou recentemente que aprendeu "que não vale tudo para ganhar". Desconheço o timing e as circunstâncias desta sua nobre inspiração, mas espero que não hajam mais novelas tipo "limpinho, limpinho".

Para que não hajam equívocos, esclareço, desde já, que o futuro sucesso ou insucesso de Jesus nos encarnados é-me indiferente, salvo no que diz respeito a competição com o Sporting, obviamente. Até é muito possível que com as usuais benesses, ele consiga chegar novamente ao título. Nada me surpreenderá menos!

publicado às 05:47

Jorge-Jesus.jpg

Jorge Jesus, em entrevista à Sport TV, e a longa distância de Portugal, ainda se preocupa o suficiente para comentar o mosaico futebolístico português - embora desvalorizando - no que diz respeito a treinadores que estiveram sob o seu comando enquanto jogadores.

Não é minimamente invulgar ter-se de fazer um esforço para compreender a totalidade da mensagem que ele pretende passar:

"Sobre o facto de ter orientado Sérgio Conceição, Jorge Silas e Rúben Amorim...

O Sérgio é diferente, era um miúdo quando foi o meu jogador. O Silas já foi mais no fim da carreira dele, assim como o Paulo Fonseca. Quando tens paixão pelo treino e pela tua profissão queres seguir a carreira de treinador, quando não tens não valorizas.

Durante a minha carreira, aqueles que eu vejo, tento incutir-lhes isso, o desejo de ser treinador e digo-lhes: 'Tu tens de ser treinador'.

O Rúben Amorim foi com quem mais trabalhei, esteve sete anos comigo. Não houve quem treinasse mais tempo comigo. Mas o Rúben tem umas características especiais. Tivemos algumas complicações, no que diz respeito aos interesses do treinador e do jogador, por isso é que me apaixonei pelos jogadores brasileiros e por este grupo do Flamengo, que é completamente diferente daquilo que eu tenho apanhado.

No fundo, o meu legado é tentar valorizar cada vez que os meus jogadores se tornem treinadores. O meu grande orgulho é estar onde estou hoje, pensar pela minha cabeça, não ter receio das minhas decisões, não deixar que nenhum presidente interferisse na minha carreira, nunca deixei. Ganhei o estatuto que eles até têm medo de falar comigo. Esse é o meu legado enquanto treinador."

Bem... pode ser agradável para ele, mas quando um presidente tem medo de falar com o treinador, não diz muito desse presidente, nem, porventura, do percurso da equipa que ele comanda.

Mas compreendo perfeitamente onde Jorge Jesus pretende chegar. Em tempos de outrora, tive ocasião de liderar vários treinadores, e nem sempre é missão fácil. Recordo um, que convocou uma reunião com os jogadores à minha revelia, a fim de os convencer a boicotar uma decisão minha. Foi prontamente demitido!

publicado às 04:31

Uma das frases do ano

Rui Gomes, em 01.01.20

naom_5ddf755a6aa57.jpg

"Em 16 finais, ganhei 17 e perdi 10" 

... Jorge Jesus (não podia deixar de ser), no seu melhor, após a recém-conquista da Taça Libertadores pelo Flamengo. O treinador português estava tão eufórico com a vitória sobre o River Plate, que até se enganou (e bem) nas contas que fez relativas às finais que venceu na sua carreira.

publicado às 03:31

Reflexão do dia

Rui Gomes, em 25.11.19

2019-11-24 (1).png

Octávio Machado chorou  em directo na CMTV ao ouvir os elogios que Jorge Jesus lhe fez durante os festejos no Rio de Janeiro, deixando uma indirecta a Bruno de Carvalho:

"Houve um monstro que se atravessou no nosso caminho"

publicado às 04:04

A Libertadores com sotaque português

Rui Gomes, em 24.11.19

download.jpg

Consta que o sócio 3289 do Sporting conquistou a Taça dos Libertadores. Parabéns Jorge Jesus!

Depois da conquista da prova em 1981, o técnico português, 38 anos depois,  conduziu o Flamengo à segunda taça da maior competição sul-americana de clubes.

publicado às 04:01

"Não lhe posso dar muito moral"

Rui Gomes, em 13.10.19

jorge-jesus-da-indicacoes-a-bruno-fernandes--em-tr

Após o embate de Portugal com o Luxemburgo, Bruno Fernandes foi instado a comentar o sucesso de Jorge Jesus ao leme do Flamengo, pelo Esporte Interativo:

"Eu não lhe posso dar muito moral, senão depois ainda diz que foi ele que me ensinou tudo (sorrisos)... É um excelente treinador, com ideias muito diferentes daquilo que é normal e acredito que ele irá marcar a diferença. Em todo o lado por onde passou isso aconteceu. Infelizmente no Sporting não conseguiu ser campeão, mas estou a torcer pelo sucesso dele."

publicado às 03:31

A involuntária verdade...

Rui Gomes, em 17.05.19

 

img_411x231$2019_05_16_22_49_25_587136.jpg

 

Durante a apresentação do livro "Há vida nas estrelas", em Lisboa, Jorge Jesus, um dos apresentadores, cometeu uma insólita 'gaffe' ao referir-se a Luís Filipe Vieira como "o meu presidente", corrigindo logo depois, perante os risos da plateia e do próprio.

 

Na CMTV, o comentador Nuno Encarnação falou do abraço que o treinador português e o dirigente dos encarnados deram. "Quando vejo aquele abraço e a reacção dos dois, acho que aqueles homens pertencem um ao outro. Jesus não é um militante do Sporting, mas sim de Luís Filipe Vieira".

 

publicado às 12:55

 

img_920x519$2019_04_22_09_26_28_1537264.jpg

 

"Não sei o que se passa com Bas Dost. Comigo ele marcava 34 golos [numa época e 37 na outra] mas agora não sei como está, não vejo os treinos dele".

 

Comentário de Jorge Jesus, no Estádio 1º de Maio, em Lisboa, à margem do Torneio Infantil do CAC da Pontinha.

 

Até que ponto o jogador estranhou quaisquer diferenças de trabalho e de jogar entre Jesus e Marcel Keizer, só o próprio poderá esclarecer, mas visto à distância aparenta haver dois factores que esta época afectaram a performance do avançado holandês.

 

O principal destes factores sendo lesões, que reduziram significativamente o número de jogos. O segundo, uma muito evidente falta de confiança que entre nós adeptos nunca foi verdadeiramente desmitificada. Até que ponto o "evento Alcochete" também teve impacte, é algo difícil de desvendar completamente.

 

De qualquer modo, eis os números de Bas Dost:

 

Época 2018/19

 

- 31 jogos / 27 como titular / 2323 minutos de jogo / 21 golos marcados, em todas as competições.

 

- Liga NOS: 19 jogos / 18 como titular / 1532 minutos / 14 golos marcados.

 

Época 2017/18

 

- 49 jogos / 42 como titular / 4029 minutos de jogo / 34 golos marcados, em todas as competições.

 

- Liga NOS: 30 jogos / 29 como titular / 2591 minutos de jogo / 27 golos marcados.

 

Época 2016/17

 

- 43 jogos / 40 como titular / 3670 minutos de jogo / 37 golos marcados, em todas as competições.

 

- Liga NOS: 31 jogos / 30 como titular / 2710 minutos de jogo / 34 golos marcados.

 

publicado às 12:44

Reflexão do dia

Rui Gomes, em 21.12.18

 

img_920x518$2018_12_20_21_20_48_1485967.jpg

 

Serei o primeiro a reconhecer que devíamos ignorar Jorge Jesus completamente, mas o actual treinador do Al-Hilal, da Arábia Saudita, mesmo à distância, tudo faz para não ser esquecido.

 

Em entrevista à Sport TV, Jorge Jesus aconselhou Sérgio Conceição a conquistar tudo este ano, porque... "Se eu estiver em Portugal não ganha as quatro provas. Sei que ele quer vencer as quatro provas em Portugal. Este é um bom ano para isso, porque eu não estou em Portugal".

 

Ainda, sobre a disputa do título pelos três grandes: "Ser campeão no FC Porto, que está habituado a ganhar tudo, o Benfica está habituado a ganhar tudo, isso não é relevante. Ser campeão no Sporting já é relevante".

 

publicado às 06:18

Caneladas e afins de Jorge Jesus

Rui Gomes, em 05.12.18

 

download.jpg

 

Há muito que sabemos das dificuldades de expressão de Jorge Jesus, mas mesmo assim ainda nos consegue surpreender, pela negativa. Em recém-entrevista, foi questionado sobre Cristiano Ronaldo e a sua participação na Selecção Nacional. Tudo bem, até chegar à parte final, e a proverbial "canelada" fez sentir a sua ignóbil presença. Vejamos...

 

R: Como vê a Selecção Nacional sem Cristiano Ronaldo?

JJ – Não vejo...

R: Mas a Selecção ganha sem Cristiano Ronaldo...

JJ – Uma coisa é ganhar dois ou três jogos. É a mesma coisa de ir ao casino. Vais lá a 1ª e a 2ª vez e podes ganhar. Ficas feliz da vida. Mas depois vais lá a 3ª, a 4ª, a 5ª e a 6ª e deixas lá o dinheiro todo. Até o que não tens. É exactamente como no futebol. Vês a qualidade pela extensão. O balanço é feito ao longo da carreira. O Cristiano é o melhor jogador do Mundo. Quando cheguei à Arábia Saudita, ninguém sabia quem eu era, só me falavam do Ronaldo. No centro da cidade, vários ‘outdoors’ com a imagem dele e a dizer ‘CR7’. Como português, o meu peito até inchava quando ia pelas avenidas. Mas hoje sou mais conhecido do que o Ronaldo.

 

publicado às 13:02

Reflexão do dia

Rui Gomes, em 28.11.18

 

img_920x519$2018_11_27_20_39_55_1477263.jpg

 

Considerações de Rui Águas, actual seleccionador de Cabo Verde, responsabilizando Jorge Jesus por causar parte da instabilidade que Rui Vitória vive no Benfica, situação em que Luís Filipe Vieira também não está isento de responsabilidade:

 

"Jorge Jesus tem vindo a promover a possibilidade de regressar, de uma maneira que acho incorrecta, embora me pareça que no universo benfiquista ele não seja a hipótese mais desejada. Portanto, não está tanto em causa a figura desse treinador, mas sim a substituição de Rui Vitória. E o Benfica só tem defendido o treinador de forma artificial.

 

Luís Filipe Vieira, por sua vez, teve ampla oportunidade para colocar um ponto final sobre o assunto e já o deveria ter feito. Tem sido de um lado e do outro: quer presidente, quer treinador-candidato. Enfim, não gostei!".

 

publicado às 05:17

Reflexão do dia

Rui Gomes, em 23.08.18

 

img_770x433$2018_07_15_14_42_05_758120.jpg

 

"Não há favoritos mas uma percentagem maior para quem joga em casa. O Benfica pode ter aí uma maior vantagem, mas não há favoritos. E agora o Sporting já não está habituado a perder com o Benfica. Antes estava. Aqueles jogadores já vão à Luz com uma confiança completamente diferente.

 

Se o Sporting ficou muito mais fragilizado?... Sim, mas conseguiram juntar a maior parte do plantel. O Sousa Cintra tem vindo a fazer um trabalho espectacular. A grande maioria dos jogadores titulares, tirando William, Gelson e Rui Patrício, estão lá ainda. Não vejo que seja por aí que possa haver desculpas".

 

Jorge Jesus, treinador do Al Hilal

 

publicado às 04:18

 

image (1).jfif

 

José Sousa Cintra revelou esta sexta-feira ao Jornal Económico que fez cair a cláusula de confidencialidade entre o Sporting e Jorge Jesus. "Mandei anular isso. Já caiu a cláusula de confidencialidade", revelou o presidente da SAD leonina, acerca da cláusula imposta por Bruno de Carvalho no contrato de rescisão do ex-técnico dos verde e brancos.

 

"Só falta assinar", disse Cintra, acerca do novo aditamento à rescisão do treinador, que obrigava qualquer das partes ao pagamento de 10 milhões de euros caso fosse quebrado o acordo que impedia falar sobre factos, acontecimentos, administradores da SAD, situações no balneário ou reuniões com responsáveis da sociedade.

 

Segundo explicou o advogado de Jesus ao Jornal Económico, o aditamento à rescisão deverá demorar pouco mais de uma semana a ser assinado, uma vez que o agora treinador dos sauditas do Al Hilal se encontra na Áustria com a nova equipa a realizar o estágio de pré-época.

 

Intrigante, tão enorme preocupação com anular a cláusula. Dá para pensar que Jorge Jesus tem algo de importante para revelar e que concerne Bruno de Carvalho.

 

publicado às 11:48

 

jesustaca1.jpg

 

Jorge Jesus, agora treinador do Al-Hilal FC, na Arábia Saudita, em entrevista à A Bola TV, recorda o ataque à Academia Sporting e confessa arrependimento por ter consentido jogar a final da Taça de Portugal:

 

"Foram dias muitíssimo complicados para os jogadores do Sporting. Hoje reconheço que não deveria ter aceitado jogar aquela final… deveria ter feito tudo para impedir a sua realização, eu e as pessoas que têm responsabilidade no Sporting. A verdade é que não olhei muito para os interesses do Clube, olhei mais para os interesses do futebol.

 

Achei então que não era bom anular aquela final devido ao que se passou na Academia. Tínhamos que mostrar que há quem manda, que as instituições não se intimidam.

 

Quero agradecer publicamente ao presidente da Federação, Fernando Gomes, que teve o cuidado de me ligar várias vezes para saber se eu achava bem que a final se realizasse. Foi, de facto, um dia muito traumatizante para mim. Perdi finais da Liga Europa, mas nenhuma me traumatizou tanto como a final da Taça de Portugal.

 

Lembro-me com frequência do ataque. Foram momentos difíceis. Ninguém tem a noção do que se passou. Parecia um filme de terror: tochas nos balneário, ameaças a alto e bom som que nos iam matar, agressões... não é por acaso que nunca mais consegui entrar na Academia, até pedi ao Márcio e ao Paulinho para trazerem as minhas coisas. Nunca mais lá entrei."

 

publicado às 05:33

Al-Hilal confirma Jorge Jesus

Rui Gomes, em 06.06.18

 

jesus_no_al_hilal18730a4d_large.jpeg

 

O Al-Hilal, da Arábia Saudita, confirmou, esta terça-feira, a contratação de Jorge Jesus. O treinador português assinou contrato válido por um ano, com outro de opção, conforme revelou o clube, nas redes sociais.

 

Foi no Twitter, com um vídeo em que o técnico português aparece com dirigentes do clube, que o emblema saudita oficializou a assinatura. "Jorge Jesus é Hilali", escreve o Al-Hilal, que dá as boas-vindas a Jesus.

 

Jorge Jesus deixa o futebol português pela primeira vez na carreira, depois de passagens por Amora, Felgueiras, U. Madeira, Estrela da Amadora, V. Setúbal, V. Guimarães, Moreirense, U. Leiria, Belenenses, Braga, Benfica e, por último, Sporting. Representou os leões durante três épocas, mas saiu em rota de colisão com o lunático presidente.

 

Jorge Jesus deixa Portugal com 13 títulos no palmarés. Pelo Braga, uma Taça Intertoto. Pelo Benfica, três campeonatos, uma Taça de Portugal, cinco Taças da Liga e uma Supertaça. Pelo Sporting, uma Taça da Liga e uma Supertaça. Dos três grandes lusos, só não orientou o FC Porto.

 

Confesso que nunca admiti a hipótese de Jorge Jesus treinar fora fronteiras, muito menos ainda na Arábia Saudita. Mais uma vez confirma-se a validade do slogan da Adidas... "Impossível é nada".

 

Com isto, reconhece-se o mérito de sair do Sporting com dignidade e sem recorrer aos 8 milhões de euros do último ano de contrato. Consta - e são apenas rumores - que no Al-Hilal vai ganhar 7 milhões por ano, mais objectivos.

 

Nunca o teria contratado para o Sporting e não fico triste por o ver sair, mas não deixo de reconhecer que nestas últimas semanas/meses da época, foi dos poucos em Alvalade que andou de cabeça levantada.

 

publicado às 03:02

 

mw-860.jpg

 

Segundo notícia avançada este domingo pelo jornal O Jogo, Jorge Jesus chegou a acordo com Bruno de Carvalho para sair do Sporting, disposição que ainda carece de confirmação oficial da Sporting SAD.

 

Ainda de acordo com aqueke diário, nenhuma das partes terá de ressarcir a outra no valor de oito milhões de euros, verba que Jesus teria de receber em salários no ano de contrato remanescente.

 

Também por confirmar, uma outra notícia que dá Jesus com um acordo verbal com os sauditas do Al-Hilal, aos quais irá vincular-se por uma temporada, mantendo, porém, uma cláusula de oção por mais uma época. Na Arábia Saudita o ainda técnico dos leões vai auferir um ordenado anual livre de impostos de sete milhões de euros, além de outros prémios por objectivos que podem chegar a mais três milhões de euros.

 

Eu sou um dos que mais quer ver Jorge Jesus sair do Sporting, mas o timing, atendendo à crise existente, apresenta um cenário muito complexo, especialmente se o rastejante do presidente se der a contratar novo treinador no imediato. A possibilidade de esse técnico vir a ser Ricardo Sá Pinto, apenas labirinta uma junção já por si intricada de várias considerações.

 

O futuro do actual líder é muito incerto neste momento, não obstante a sua relutância em largar o poder e o anunciado leque de medidas, quase todas ilegais, que ele pretende implementar. Uma eventual providência cautelar que resulte numa initimação judicial, é uma das equações a ser ponderada pela legítima Mesa da Assembleia Geral. A outra, na minha opinião muito mais consequente face ao estado de coisas de momento, seria a suspensão de funções de Bruno de Carvalho com efeito compulsivo e imediato.

 

Esta última opção impediria o actual Conselho Directivo de avançar com acções ilegais e, no que a um treinador diz respeito, evitaria o hipotético comprometimento de uma futura nova Direcção.

 

Com tudo isto, esperamos que a MAG avance de imediato com queixas judiciais, porque não se vislumbra qualquer outro enquadramento que seja solução, face à ignóbil postura do ainda presidente e restantes elementos directivos.

 

publicado às 11:00

Bruno de Carvalho e Jorge Jesus.jpg

 

Na vida, em todas as circunstâncias, ser previdente é uma das maiores qualidades de cada um de nós. Naturalmente, essa necessidade aplica-se a quem exerce o cargo de presidente do Sporting Clube de Portugal. Mas, Bruno de Carvalho foi de enorme imprevidência no processo de contratação de Jorge Jesus, na renovação do contrato em 2016 e como se lhe referiu desde o primeiro dia. Uma breve pesquisa na imprensa permite verificar o seu fascínio juvenil e incauto pelo treinador, o “Jorge” como passou a chamar-lhe a partir de certa altura:

 

“Nós estávamos atentos ao que se passava e a partir do momento em que tivemos a informação que o Jorge Jesus não ia ficar no Benfica entrámos em contacto com ele. Foi dois dias antes de termos anunciado a sua contratação. As surpresas conseguem-se assim, em tão pouco tempo.”

Bruno de Carvalho à TVI, 2.7.2015

 

“Trabalha 24 horas por dia, tem ambição, gosta de excelência e vê o futebol como uma combinação de conhecimento, talento e trabalho. E isto é muito importante para mim e para o clube. Não temos medo de dizer as coisas como elas são, temos personalidades fortes e somos líderes. (…) É fácil trabalhar com pessoas que são como nós.”

Bruno de Carvalho à revista World Soccer, 24.3.2016

 

“Eu e o Jorge somos homens de paixões e projetos. Assim conseguimos solidez para mais três épocas. Hoje é mais um dia de grande felicidade para a família sportinguista.”

Bruno de Carvalho em 19.5.2016 quando anunciou a renovação do contrato de Jorge Jesus

  

“Jorge Jesus não é treinador para qualquer presidente.”

Bruno de Carvalho à SIC 10.9.2016

 

“É a nossa estrela, o nosso líder e a pessoa mais importante do grupo.”

Bruno de Carvalho ao jornal Marca, 12.9.2016

 

“Jorge Jesus é, sem dúvida alguma, o melhor treinador em Portugal e um dos melhores do mundo.”

Bruno de Carvalho ao jornal A Bola, 16.12.2016

 

“Mesmo que não ganhasse absolutamente nada, Jorge Jesus era o treinador do Sporting, o treinador do meu projeto, e para o próximo mandato nada muda.”

Bruno de Carvalho à rádio TSF, 20.1.2017

 

“O dia em que eu despedisse Jorge Jesus era o dia em que estava completamente louco. (…) Aí era o momento em que o adepto Bruno de Carvalho tinha de afastar o Presidente, porque o Presidente não estava bem.”

Bruno de Carvalho ao jornal Sol, 5.2.2017

 

Uma pessoa com as características do actual presidente do Sporting acaba sempre por criar o deserto à sua volta, e o seu modelo casuístico de acção termina sempre num beco sem saída. O estado de alerta permanente e a dificuldade da análise racional da realidade impedem o debate interno e a procura de soluções. Depois da Federação e da Liga, de Pinto da Costa e de Filipe Vieira, dos “croquetes” e dos “sportingados”, de anteriores dirigentes e de actuais jogadores do Clube, entre muitos outros casos, chegou a vez do treinador. Bruno de Carvalho disse ontem na sessão de esclarecimento” no Pavilhão João Rocha que Jorge Jesus ainda “não foi suspenso, nem tem processo, nem levou tau tau”

 

Há em tudo isto uma trágica e perversa ironia. Chegados aqui, já não se trata apenas de fascínio juvenil de Bruno de Carvalho a propósito de Jorge Jesus a quem teceu tantas loas e parecia babar-se, com evidente prazer infantil, quando se referia ao treinador como o “Jorge”. Trata-se de absoluta perversidade e de falta de respeito por alguém que é muito mais velho do que ele e que foi agredido por energúmenos na Academia de Alcochete.

 

publicado às 13:00

 

Depois das declarações de Bruno de Carvalho ontem à noite, quando saía de Alvalade, ficámos a saber pouco mais do que já constava, pelo seu jogo de palavras:

 

"Jorge Jesus está suspenso? Qual processo disciplinar? Eu percebo que vocês estão a trabalhar, mas não percebo que andem a fabricar notícias. O Sporting tem de trabalhar, independentemente dos jogos que ainda vai fazer. Todos nós assistimos a um jogo ontem que prejudicou bastante o Sporting, que nos fez perder bastantes milhões que estavam contabilizados para a próxima época.

 

É lógico que não gostámos de ver a interacção dos sócios com os jogadores. Fizemos uma série de reuniões e vocês uma série de invenções. Vou responder ao que estava escrito. Se o Bruno suspendeu o Jesus, esperem pelo Bruno, porque o presidente não o suspendeu. Têm de esperar um bocadinho pelo presidente. Acho que o Bruno está aí a ver".

 

image (1).jpg

 

Se Jorge Jesus não está de facto oficialmente suspenso, parece-me lógico assumir que lhe foi participado que os seus dias no Sporting estão contados, a curto prazo. Os termos da sua saída, estão por esclarecer.

 

Também não é claro se o técnico vai estar ao leme da equipa, no Jamor, para a final da Taça de Portugal. Se estiver, será definitivamente o seu último jogo de "leão ao peito". Aliás, o presidente já demonstrou a sua apetência para demitir treinadores depois da conquista da prova nacional. Isto, se o Sporting vencer o Aves, claro.

 

Consta que alguns jogadores, a exemplo de William Carvalho e Bas Dost, só para nomear dois, pediram baixa médica. Poderá ser um rumor sem fundamento, assim como a alegada ameaça do restante plantel de não participar no último jogo da época. Como empregados do Sporting, sob contrato, não é opção.

 

Pela imprevisibilidade de Bruno de Carvalho - para não dizer loucura -, é extremamente difícil antecipar o futuro do Sporting nos próximos dias e semanas. Uma consideração estará decerto na mente de muitos adeptos: quem será o sucessor de Jorge Jesus ? (Rui Jorge, Miguel Cardoso e Rui Faria, são nomes avançados pela comunicação social).

 

Apesar do furor de acontecimentos, todos desagradáveis, podemos ficar tranquilos porque Jaime Marta Soares diz que "é um exagero falar de crise no Sporting". Lá vou eu novamente consultar o dicionário da língua de Camões, para esclarecer a definição do termo "crise".

 

Até que ponto é que os sócios do Sporting vão tolerar este circo carnavalesco ?

 

mw-320.jpg

 

Na opinião de Rui Santos, "Bruno de Carvalho tem feito tudo para virar os adeptos contra a equipa e treinador. Chegou a um patamar de loucura inacreditável. Bruno de Carvalho está para o Sporting como Vale e Azevedo esteve para o Benfica, em termos de uma certa dimensão de loucura".

 

Um breve vídeo disponível aqui.

 

publicado às 05:23

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo