Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Reflexão do dia

Rui Gomes, em 21.11.19

jose_mourinho_tottenham1826a382_large.jpeg

A propósito da recém-apresentação de José Mourinho como treinador do Tottenham e o problema do Sporting com as claques, recorde-se que em Dezembro de 2000, o Sporting despediu Augusto Inácio e José Mourinho apresentou a demissão do comando técnico do Benfica. Rapidamente, surgiram rumores que o eu destino seguinte seria Alvalade.

Na conferência de imprensa da sua despedida do SLB, a Juve Leo marcou presença em peso, liderada pelo então chefe da claque Fernando Mendes. "Mourinho nunca", ouviu-se durante os protestos.

Tudo isto e mais que levou Luís Duque a recuar no seu propósito: ""Só não o contratei porque foi tornado público precocemente. Houve pessoas que criaram ambiente hostil para ele não entrar. Há poderes erráticos que continuam a condicionar a actividade do Clube".

Só anos mais tarde, José Mourinho confessou ter estado muito perto de Alvalade. "Estive a minutos de ser o treinador do Sporting, mas nunca fui" .

publicado às 04:19

Juve Leo e Directivo passam a ser ilegais

Direcção não renovou licença com as claques e as mesmas deixam de ser reconhecidas como GOA.

Rui Gomes, em 12.11.19

vm2-23-1280x720.jpg

As claques Juventude Leonina e Directivo Ultras XXI deixaram de ser reconhecidas pela Autoridade para a Prevenção e Combate à Violência no Desporto como grupos organizados de adeptos (GOA).

Na sequência da não renovação da licença a estes dois grupos por parte do Sporting, faz com que estes passem agora a ser grupos ilegais de adeptos. Neste momento, há apenas duas claques reconhecidas: Torcida Verde e Brigada Ultras Sporting.

Estas duas claques já tinham sido impedidas de levar material e tarjas para os jogos no Estádio de Alvalade, mas ainda podiam fazê-lo nos jogos fora. A partir de agora, nenhuma dessas claques pode entrar nos estádios visitantes com qualquer material.

Recorde-se que a 20 Outubro, a Direcção do Sporting rescindiu, “com efeitos imediatos”, os protocolos que celebrou em 31 de julho com a Associação Juventude Leonina e com o Directivo Ultras XXI – Associação, alegando a “escalada de violência” recente.

publicado às 03:32

Não nos deixemos iludir...

Rui Gomes, em 15.10.19

albert_einstein_a_realidade_e_meramente_uma_ilusao

Estou plenamente convicto, há muito, de que a esmagadora maioria dos sportinguistas apoia firmemente a Direcção no seu possível propósito de banir radical e definitivamente de associados e de todas as instalações do Clube essa indesejável gentalha, cujo constante e condenável comportamento desordeiro tem provocado crescente mal-estar e indignação de todos os que - no estádio ou no pavilhão - têm pleno direito a assistir pacificamente às variadas actividades do Sporting, para além de incomensuráveis danos financeiros e de repercussão.

Lamentavelmente, a agora tão mal-afamada (dentro e fora do país) Juve Leo tornou-se gradualmente presa fácil de arruaceiros, delinquentes e afins (alguns até com cadastro criminal), estratégica e astuciosamente infiltrados na própria claque, usando-a como única actividade 'profissional', explorando parasiticamente o Sporting Clube de Portugal - gozando das inadmissíveis, injustificáveis e generosas benesses (incluindo bilhetes grátis, viagens, estadias, acesso directo aos jogadores e técnicos, etc.) concedidos pelo psicopata charlatão, tardiamente destituído, em troca de serviços pessoais de milícias protectoras do alucinado ditador.

São, pois, estes ditos órfãos do 'brunismo' que, saudosos das suas muitas infames regalias - e contando com a vergonhosa conivência da media sem escrúpulos - espalham e fomentam os ridículos espectáculos desordeiros que se têm verificado e que visam atacar o Sporting e os seus legítimos dirigentes. Não nos deixemos iludir...

Texto da autoria do nosso leitor/colaborador Leão da Guia

publicado às 04:03

Reflexão do dia

Rui Gomes, em 14.10.19

img_920x518$2012_11_28_20_24_00_743554.jpg

A Juventude Leonina reagiu às declarações de João Sampaio, vice-presidente do Sporting, que lamentou esta sexta-feira o clima que se viveu na última Assembleia Geral do Clube. Sem referir qualquer nome, Sampaio criticou o comportamento de alguns sócios e falou numa "subida de grau na escalada da violência verbal". 

Em comunicado, citado pelo jornal Record, a claque desafia a direcção do Clube a "tirar a gravata e a apoiar na bancada", questiona o amor dos directores pelo Clube e deixa uma garantia: "Quem nos tenta derrubar, só perde tempo em tentar".

Eis o comunicado

"Após as declarações de hoje do Sr. João Sampaio, gostaríamos de relembrar a todos os nossos sócios, que a Juventude Leonina não é telecomandada. Somos sócios e como tal, temos direito à opinião e ao voto como qualquer sócio.

Apesar do Sr. João Sampaio, por alguma razão, não ter referido o nome do GOA, vem a Juventude Leonina dizer que não emite este comunicado por, como diz o ditado, nos servir a carapuça, mas por sermos frontais e estarmos conscientes do estado actual do Sporting Clube de Portugal.

Somos e seremos a Juventude Leonina, desde 1976 e para sempre!

Será que o maior problema do Sporting Clube de Portugal são os seus adeptos? Ou só somos bons quando ganhamos? Ou só somos bons quando tudo corre bem? Ou só somos bons quando está tudo bem e tentam nos calar?... Acabou!

Somos sócios, temos a nossa opinião!!!

Um dia experimentem tirar a gravata e venham apoiar na bancada o que nós apoiamos, o que nós amamos é o nosso Sporting Clube de Portugal! E vocês? Amam o Sporting? Amam os vossos ideais? Ou amam a cor do dinheiro??

As direcções passam e nós estamos sempre cá!

Quem nos tenta derrubar, só perde tempo em tentar!

Um dia Juve Leo, Juve Leo até morrer!

Sporting sempre!"

publicado às 05:33

14 membros da Juve Leo suspensos

Rui Gomes, em 20.07.18

 

image (3).jfif

 

Através de comunicado, esta quinta-feira, a Juventude Leonina anunciou que das pessoas já referidas como participantes nos incidentes ocorridos em 15 de Maio na Academia Sporting, 14 são sócios da claque e foram suspensos:

 

"Das pessoas já publicamente referidas como alegados participantes nos acontecimentos ocorridos em 15 de maio na Academia do Sporting em Alcochete, somente 14 são sócios da Associação Juventude Leonina. Estando em curso a instrução do processo disciplinar, a direcção decidiu, por deliberação, a suspensão provisória e imediata dos 14 elementos até que o respectivo processo judicial esteja concluído".

 

Esperamos que a eventual punição dos referidos catorze vá muito além de suspensão da claque e até que a futura presença do grupo no Sporting mereça reflexão da parte da nova Direcção.

 

publicado às 04:02

 

img_770x433$2018_07_09_18_58_29_1421509.jpg

 

Pelo menos nove pessoas foram detidas pela GNR e PSP na operação conjunta no âmbito da investigação às agressões que ocorreram em Maio na Academia Sporting, em Alcochete, e serão ouvidas em tribunal, esta terça-feira.
 

Fonte da GNR disse à Lusa que a força policial fez um total de oito detenções, enquanto a PSP confirma que deteve mais uma pessoa, em Lisboa, tendo participado também nas operações na margem sul.

A revista Sábado, na edição online, diz que foram detidas na segunda-feira 15 pessoas, mas contactadas pela Lusa nem a GNR nem a PSP confirmam se foram cumpridos 15 mandados de detenção.

Esta operação decorre de uma investigação dirigida pelo Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa às agressões a jogadores e técnicos da equipa de futebol do Sporting, no passado dia 15 de Maio, levadas a cabo por cerca de 40 alegados adeptos encapuzados. Na altura, a GNR deteve 23 dos atacantes, que permanecem em prisão preventiva.

Mais tarde, a 5 de Junho, foram detidas pelas autoridades mais quatro pessoas, entre elas o antigo líder da Juventude Leonina Fernando Mendes, que também ficaram em prisão preventiva. Ao todo, com as detenções efetuadas na segunda-feira, estão detidas pelo menos 36 pessoas relacionadas com este caso.

Todos os arguidos estão indiciados por vários crimes, nomeadamente sequestro, ofensa à integridade física qualificada, introdução em lugar vedado ao público, dano com violência, terrorismo, resistência e coação sobre funcionário.
 

publicado às 09:56

 

img_818x455$2018_05_16_17_31_09_738516.jpg

 

Segundo a TSF, a polícia deteve na noite desta quarta-feira, em Lisboa, Fernando Mendes. A operação envolveu 15 elementos da polícia, no centro da capital, e culminou na detenção do ex-líder da Juventude Leonina, a claque sportinguista mais antiga e mais numerosa. A operação policial, que envolveu várias forças no terreno, começou pelas 22h00.

 

Fernando Mendes e as outras três pessoas em causa, ao que tudo indica todas ligadas à Juventude Leonina, foram detidos na sequência das agressões a jogadores e equipa técnica do clube de Alvalade na Academia do Sporting, em Alcochete.

 

As várias forças policiais realizaram quatro buscas distintas, as quais levaram às quatro detenções: além de Fernando Mendes, também Nuno Torres - que conduziu o veículo que saiu da Academia do Sporting pouco tempo depois das agressões, alegadamente com outros membros da Juve Leo - está entre os detidos.

 

  

Os outros dois detidos nas ações policiais efetuadas esta noite são Ba Amadou e Joaquim Costa, segundo as informações apuradas pela TSF.

 

Fernando Mendes esteve na Academia de Alcochete no dia das agressões, uma informação que foi confirmada, na altura, pelo chefe de segurança que estava no local e também por Jorge Jesus, ex-treinador do Sporting, que terá pedido ajuda ao membro da claque após ser agredido.

 

img_FanaticaBig$2018_06_07_14_24_07_1407176.jpg

 

ADENDA:  A Procuradoria Distrital de Lisboa confirmou que quatro pessoas foram detidas na noite de quarta-feira por suspeitas de comparticipação na invasão e agressões aos jogadores e equipa técnica do Sporting na Academia em Maio. De acordo com a PGDL, no decurso das investigações, os quatro detidos foram constituídos arguidos "por existirem fortes indícios de comparticipação" na invasão e agressões ocorridas na Academia Sporting.

 
Os quatro detidos, além do ex-líder da Juve Leo Fernando Mendes, são o condutor e ocupantes da viatura (BMW azul) que no dia do ataque entrou nas instalações da Academia Sporting em Alcochete e retirou alguns dos alegados agressores.

Na nota que publicou na sua página da Internet, a PDGL diz que os factos em causa são "susceptíveis de integrar a prática dos crimes de introdução de lugar vedado ao público, ameaça agravada, ofensa à integridade física qualificada, sequestro, dano com violência, detenção de arma proibida agravada, incêndio florestal, resistência e coação sobre funcionário e terrorismo".

Foram ainda emitidos quatro mandados de busca domiciliária e um de não domiciliária, que, segundo fonte policial, abrangeram as residências dos detidos e a sede da Juve Leo.

Os quatro detidos serão presentes ao juiz de instrução criminal do Barreiro para aplicação de medida de coação adequada.

 

publicado às 03:18

Se é que haviam dúvidas...

Rui Gomes, em 04.06.18

 

img_770x433$2018_06_04_01_51_59_1405798.jpg

 

A Juventude Leonina partilhou nas redes sociais a foto de um convívio anual realizado no sábado em Fafe em que se mostra solidária com os 23 detidos no âmbito das diligências policiais que se seguiram ao ataque à Academia, no dia 15 de maio.

 

A imagem perfila os participantes no encontro a segurar uma tarja na qual é possível ler as palavras ‘Honra e Liberdade 23 #Ao Vosso Lado’, numa clara alusão aos 23 terroristas que fizeram parte da invasão a Alcochete e que acabaram por ser presos, em resultado dos inquéritos conduzidos no Tribunal do Barreiro. Seis desses elementos foram identificados como membros da Juventude Leonina, por estarem registados no IPDJ.

 

publicado às 11:59

 

bruno_de_carvalho_e_mustafa_festejam_taca.artigo.j

 

Em comunicado, a Direcção do Sporting anunciou a "suspensão imediata dos benefícios protocolados" à Juventude Leonina, na sequência das agressões ocorridas na Academia em Alcochete, na última terça-feira.

 

Pede ainda aos sportinguistas para apoiarem os atletas do clube, numa altura em que se fala da possibilidade de rescisões por justa causa, e solicita uma "audiência urgente" com António Costa – que já foi aceite faltando agendar a data.

 

Na véspera da final da Taça, o ainda rastejante lunático do presidente culpabiliza Rui Patrício e os restantes jogadores pelos eventos da semana, e agora vem pedir apoio. Muito bem, perfeitamente lógico!?!

 

Além do mais, um cínico diria que antes desta medida ser anunciada, deve ter havido uma reunião entre o acima referido figurante e os líderes da Juve Leo, para minimizar ondas destabilizadoras ao presidente.

 

Eis o comunicado, publicado para "inglês ver":

 

"Passado o jogo da Final da Taça de Portugal em Futebol, entende o Sporting Clube de Portugal prestar os seguintes esclarecimentos:

 

1 – Apesar de todo o sentimento de frustração, vem o Sporting CP pedir a todos os Sportinguistas que apoiem os nossos atletas do futebol profissional, uma vez que temos pela frente uma nova época, cuja preparação já está em curso, e que necessita do máximo de união para que seja possível alcançar o sucesso que todos desejamos.

 

2 – O Sporting CP solicita ainda a todos os Sportinguistas que apoiem as restantes 54 modalidades em que, na sua maioria, aquelas que ainda não conquistaram os respectivos títulos de campeões nacionais, continuam a lutar e a trabalhar, diariamente, para que seja alcançada a Glória nacional e europeia, e para isso todos somos fundamentais.

 

3 – Na sequência dos gravíssimos acontecimentos ocorridos na Academia Sporting, foi decidido tomar medidas que vigorarão até à conclusão da investigação do Ministério Público em curso e do processo de averiguações interno que logo se desencadeou:

 

1 - Chamar o líder da Juventude Leonina a quem foi comunicada a suspensão imediata dos benefícios protocolados com o Sporting CP;

 

2 - Reforço das medidas de segurança na Academia e no Estádio José Alvalade, uma vez que a SAD e o Clube continuam a trabalhar e a ter actividade para lá do fim da época do futebol profissional;

 

3 - Audiência urgente com o Primeiro-Ministro – que já foi aceite faltando agendar a data – para discutir todos os assuntos relacionados com o combate à violência no desporto, bem como as propostas que têm vindo a ser apresentadas ao longo do tempo pelo Sporting CP sobre esta matéria;

 

4 - Manifestação, mais uma vez, de total disponibilidade ao Secretário de Estado do Desporto por parte do Sporting CP – já aceite também – para reforçar, desenvolver e melhorar as propostas e aplicação de medidas que visam o combate à violência no desporto;

 

5 - Solicitar às forças de segurança, em particular à GNR de Alcochete e à 3ª Divisão do Comando Metropolitano de Lisboa, a realização de uma reunião com carácter de urgência de modo a que haja uma maior articulação entre o sistema de segurança da Academia e do Estádio com as autoridades;

 

6 - Solicitação de várias reuniões com diversos elementos do Universo Sporting para que, no momento actual, seja possível conseguir a união e coesão da Família Sportinguista de modo a assegurar com sucesso a prossecução dos trabalhos que estão em curso".

 

img_770x433$2018_05_21_15_07_12_1400836.jpg

 

António Pires de Lima, antigo Ministro da Economia e conhecido adepto sportinguista, em entrevista à Rádio Renascença, reagiu prontamente ao comunicado da Direcção do Sporting, classificando os esclarecimentos como "anúncios hipócritas e fora do tempo":

 

"O principal instigador do clima de hostilidade à equipa de futebol e à equipa técnica nos últimos meses foi o presidente. Ele foi o autor moral da degradação do ambiente que se viveu no Sporting.

É de uma enorme hipocrisia intelectual e moral, o principal instigador deste ambiente vir, no final do ano, com este tipo de comunicados que não convencem ninguém. Nem o próprio Bruno de Carvalho tem qualquer credibilidade para falar de paz no futebol".
 

publicado às 19:00

 

603a290cd0d5de2dcbf8d99e30ed5382.jpg

 

Juventude Leonina entendeu emitir um comunicado este domingo, na sua página de Facebook, sobre o momento de crise que o Clube atravessa. Tomei nota, em especial, da sua declaração que  "estará atenta e não irá permitir que ninguém ponha em causa o nome e imagem do Sporting".

 

Um discurso bonito, sem dúvida, mas o que deve fazer reflectir qualquer sportinguista, é o enaltecimento que este grupo de adeptos atribui a si próprio, como se tivesse uma posição de autoridade no Clube. Compreende-se e louva-se o apoio que presta a todas as equipas e atletas leoninos, mas fica a léguas de distância a presunção de permitir ou não permitir seja o que for, mesmo admitindo as suas boas intenções.


Leia o comunicado na íntegra:

"Relativamente aos recentes acontecimentos no seio do Sporting Clube de Portugal, principalmente no que diz respeito à equipa de futebol profissional, vem a Juventude Leonina tomar a seguinte posição:

A Juventude Leonina é uma claque com 42 anos de existência e com mais de 8 mil sócios, que fazem km e km, faça chuva ou faça sol, para apoiar o nosso grande amor Sporting Clube de Portugal. 

A Juventude Leonina não apoia um presidente, um treinador ou um jogador, nós apoiamos a instituição, pois acima de tudo e de todos está sempre, o grande Sporting Clube de Portugal.
 
Passam dirigentes, treinadores e jogadores, mas o maior património do clube fica, os sócios.

Não é com guerras de comunicados entre presidente e jogadores que as coisas se resolvem, é no seio da família leonina.

O que a Juventude Leonina exige a todos os profissionais que representam o Sporting Clube de Portugal é atitude, compromisso, que honrem e dignifiquem um clube centenário, pois acima de tudo está o Sporting Clube de Portugal!

A Juventude Leonina estará atenta e não irá permitir que ninguém ponha em causa o nome e imagem do Sporting Clube de Portugal.

Contra o Paços, faremos o nosso trabalho, o de apoiar do primeiro ao último minuto, a quem entrar em campo exigimos respeito, atitude, garra e querer.

Insubstituível só o Sporting Clube de Portugal!

UM DIA JUVE LEO, JUVE LEO ATÉ MORRER!"
 

image.jpg

 

Um outro episódio, quase surreal, indirectamente associado à Juventude Leonina, terá ocorrido durante a recém-reunião entre Bruno de Carvalho e o plantel leonino.
 
Muito além da tensão que se fez sentir neste encontro, é reportado que a um determinado ponto o presidente terá telefonado a Mustafá, líder da claque, e colocou-o em voz alta para este negar que Bruno de Carvalho alguma vez tenha pedido a alguém do grupo para bater em qualquer jogador do Sporting. 
 
Que isto tenha sido necessário, é nada menos do que incrível !
 

publicado às 17:00

Foto do Dia

Rui Gomes, em 21.12.16

 

img_770x433$2016_12_20_23_34_10_1199347.jpg

Claque "visitou" a equipa na Academia, em Alcochete.

Chegou a isto ?

 

publicado às 04:40

 

0c7d0020268faec3a27ffe37606caa60.jpg

 

A claque do Sporting Juventude Leonina vai levar à justiça André Ventura, depois de o comentador afecto ao Benfica num programa televisivo ter acusado Bruno de Carvalho de recorrer "aos seus antigos amigos da Juve Leo para condicionar o que é dito nas Assembleia-Gerais do Clube".

 

Comunicado da claque:

 

«Jamais a Juventude Leonina, ao contrário dos adeptos do clube rival, irá perturbar uma Assembleia-Geral convocada por uma direcção legitimamente eleita e que tanto tem dado ao clube e não deixará passar em claro tais afirmações, que serão apreciadas e julgadas na sede própria. O senhor André Ventura meteu-se com as pessoas erradas».

 

publicado às 05:01

 

Catio Baldé revelou à RTP: «Ontem à noite houve uma tentativa de rapto de Bruma por parte da Juve Leo no hotel onde ele reside. Está registada a queixa e disseram que foi a mando de alguém Sporting. É um assunto grave, desagradável e levou a este desfecho. Isto é o resultado da intransigência e da teimosia. O advogado Bebiano Gomes, em acordo com o jogador, já solicitou a nulidade do contrato depois de ter pareceres e opiniões unânimes, tendo comunicado a decisão ontem à noite. Os dirigentes do Sporting pensavam que iam estar hoje com o atleta sozinho na Academia, e fazer tudo e mais alguma coisa. O advogado tinha este trunfo na manga e acabou por lançá-lo.»

 

Ao ponto que se chegou, e ainda se ouve gritos irrisórios de "perdeu-se um jogador mas ganhou-se uma equipa". Em que Mundo vive esta gente  e onde pensam que vão chegar com esta mentalidade e modo de acção ?

 

Entretanto, Bruno de Carvalho afirmou que o Sporting está "muito seguro" em relação ao contrato que tem com Bruma e que desconhece a notícia sobre o alegado rapto: "só sei que Bruma não apareceu para treinar. O que o Sporting pretende fazer é conversar e apresentar uma proposta. Neste processo se calhar há pessoas envolvidas que não estão a aparecer."

 

 

publicado às 13:29

Os paradoxos do mundo Sporting

Rui Gomes, em 15.01.13

Enquanto que a Juventude Leonina anunciou que vai voltar aos estádios em apoio à equipa, a começar já no jogo de sexta-feira, frente ao Beira-Mar, os «meninos» do «dar rumo» emitiram um comunicado de «kilómetro» para fazer sentir a sua indignação pela alegada demora dos serviços do Sporting em verificarem as assinaturas por si apresentadas, no documento que visa convocar uma Assembleia Geral extraordinária.

 

Não obstante o «impasse», não hesitam em enunciar que a respectiva convocatória divulgar-se-á nos últimos dias de janeiro e que a reunião magna realizar-se-á nos primeiros dias de fevereiro. Tudo isto, claro, se o seu «empregador», Bruno de Carvalho, autorizar.

 

Veremos o futuro e depois «falaremos»!

 

publicado às 23:14

 

« Juventude Leonina não está à venda »

 

Não sou grande adepto das claques mas neste caso concreto devo louvar a atitude da Juventude Leonina e do seu presidente Nuno Vieira, que revelou a desprezível conduta de Daniel Sampaio, vice-presidente da Mesa da Assembleia Geral do Sporting e fez a seguinte declaração: 

 

«Foi-me dito que era necessário que a assembleia decorresse com tranquilidade e que a Juventude Leonina não comparecesse. Tentaram comprar-nos. A troco do bom comportamento dos nossos elementos, ofereceram bilhetes, gameboxes e mais dinheiro para a próxima época. Enquanto não aparecer uma alternativa credível, estaremos ao lado desta Direcção. Não pactuamos com estes esquemas. É uma máfia e a Juventude Leonina não está à venda. Defendemos que o ideal, neste momento, seria adiar a Assembleia Geral para os meses de verão, depois de avaliar o desempenho da equipa até ao final da época.»

 

*** Confrontado com estas acusações, Daniel Sampaio disse não querer tecer «qualquer comentário.»

 

publicado às 00:51

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo