Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Ponte de ligação aos leitores

Rui Gomes, em 03.10.20

d9b380eb-e94f-49de-bc05-de0c85fb4610.jpeg

Muito bem, vamos então assumir como normal que uma equipa aos 80 minutos de jogo consiga ainda ter "pulmão" para pressionar o portador da bola com três jogadores, como os austríacos fizeram.

É normal, e nada tem a ver com "suplementos vitamínicos". Isso é limpinho, limpinho...

Claro que isso não anula a péssima abordagem e péssima opção táctica escolhida pela equipa técnica para este jogo. Mas atenua...

Comentário do leitor Sloct

_____________________________________________________

Esta observação do nosso leitor fez-me lembrar um artigo que li há uns dias sobre a época de 2019/2020 do LASK Linz e do qual transcrevo este excerto que me parece interessante:

"O LASK Linz está muito longe de ser um obstáculo acessível para o Sporting num playoff decidido a um jogo, como atesta um arranque de exercício sem derrotas: 4 vitórias, 1 empate, 15 golos marcados em 5 jogos. Para trás, ficou uma época sinuosa, em que a uma primeira metade com retumbante sucesso interno – liderança do campeonato, deixando para trás o Salzburgo, na sequência da melhor série de resultados da história do clube – e externo – triunfo no grupo D da Liga Europa, impondo-se a Sporting, PSV e Rosenborg – se sucedeu uma queda abrupta que conduziu a um final de exercício angustiante.

Os alvinegros concluíram a Bundesliga austríaca num decepcionante 4.º lugar, falhando o acesso às rondas introdutórias da Champions e o acesso directo à fase de grupos da Liga Europa, e foram eliminados nos oitavos da Liga Europa pelo Manchester United (1x7 no agregado das duas mãos), o que instigou a demissão de Valérien Ismaël, substituído, a 11 de Julho, por Dominik Thalhammer".

______________________________________

A "queda abrupta" na segunda metade da época, que o autor refere, especialmente no campeonato austríaco, que está muito distante de ser uma potência na Europa e onde competem apenas doze clubes, obriga-me a reflectir. Muito, porque os países do leste têm um histórico deveras sombrio - para ser simpático - de recorrer ao laboratório para suplementar as performances desportivas.

Para ser claro, não pretendo de modo algum, com isto, desculpar a derrota do Sporting, nem sequer minimizar as suas fragilidades. Existem e estão à vista, pelo menos nesta altura da época.

publicado às 04:32

Nem por isto o mundo acaba!!!

Rui Gomes, em 02.10.20

0f9308ec-881d-4b07-adf0-eb52f18a512f.jpeg

Não há muito que eu queira adiantar sobre este jogo que o Sporting precisava de vencer, não tanto pela importância da competição mas mais para permitir alguma tranquilidade ao Clube.

Assim, não vão faltar idiotas a querer aproveitar o momento, a exemplo de alguns que apareceram aqui no blogue ontem à noite e que se verificam em grande número na página de Facebook do Sporting.

A equipa já não estava muito bem e aquela ridícula expulsão de Coates e o golo logo de seguida no livre, acabou com o jogo.

Fico com a mesma ideia que já tinha antes do jogo; além do já muito falado ponta de lança, precisamos de mais um central de qualidade acima da média para jogar no sistema que Rúben Amorim pretende. 

Nesta e noutras competições, não se pode cometer tantos erros nem consentir golos como os primeiros dois dos austríacos.

Temos no domingo a visita ao Portimonense e esperamos que a equipa venha a recuperar animicamente para assegurar a segunda vitória do campeonato.

______________________________________________

Em nota separada, é apenas incrível o que se passou em Vila do Conde na "batalha" entre o Rio Ave e o AC Milan, a ser necessário 24 penáltis para decidir a partida. Adorava saber o que passou pela mente do defesa do Rio Ave para meter a mão à bola mesmo ao cair do pano e permitir a recuperação dos italianos. Incrível mesmo!!!

publicado às 02:33

Foto do dia

Rui Gomes, em 02.10.20

3f48e10c-ae8c-4f97-8a88-f394cfc8b348.jpeg

Apesar do resultado, o jovem Tiago Tomás talvez tenha sido o melhor em campo.

publicado às 02:32

Considerações de Jorge Silas após a derrota do Sporting CP na visita ao LASK Linz, esta quinta-feira, a contar para a última jornada da fase de grupos da Liga Europa.

Recorde-se que o Sporting promoveu nove alterações relativamente ao último jogo da Taça da Liga frente ao Gil Vicente.

image.jpg

"Fomos a única equipa que ganhou a esta equipa. O PSV Eindhoven veio aqui e perdeu por 4-0, e não estava com menos um. Portanto, sabíamos que ia ser um jogo difícil de ganhar, independentemente da equipa que viéssemos a apresentar. Também estávamos debilitados pela suspensão (de Bruno Fernandes) e por algumas dificuldades físicas na equipa, sabíamos que ia ser sempre difícil.

Também ninguém nos garante que nós ganharíamos com os jogadores todos. A verdade aqui é: Bruno castigado, Mathieu limitado, Wendel e Doumbia com um risco de lesão elevado. Não poderíamos hipotecar o resto da nossa época por causa de um jogo.

Queríamos vir aqui e ganhar, mas também há outras coisas em que temos de pensar, não podemos pensar só num jogo. Essa é a realidade. O nosso plantel é este, de qualquer das maneiras... nós temos bons jogadores, bons profissionais que merecem ganhar e jogar.

Nós apresentámos uma equipa e jogadores do Sporting, não estou a perceber qual é a polémica. Nós não podemos pensar o seguinte: 'ah, vamos apostar na formação' e não estamos dispostos a correr riscos? Meus amigos, então não se aposta na formação. Isso é uma mentira então. A nossa ideia é esta, de dar oportunidade aos jovens. Quando é que vamos dar? Em jogos que haja tensão? Não, mas sim em jogos competitivos, que eles não tenham pressão para não poder errar e não fiquem marcados".

Como indiquei na altura (ver o post do jogo), fiquei bastante irritado pela maneira como o jogo decorreu. Agora, com muito mais calma e apesar de achar que o Mister não foi muito prudente com a soma das alterações, estou disposto a dar-lhe o benefício da dúvida.

Não sei, no entanto, se a Direcção do Clube partilhará do mesmo sentimento, tendo em conta que se abdicou do prémio de um milhão de euros por ganhar o grupo.

Como sempre, tudo é mais fácil visto da bancada, e há coisas no seio de uma equipa que são desconhecidas no exterior. Registei as suas considerações, mas é difícil distanciar-me da ideia que assumiu riscos porventura exagerados, muito embora também seja justo sublinhar que ninguém previa a expulsão de Renan, cenário que agravou e muito a missão leonina.

Como sportinguista que sou desde que me conheço - e não obstante quaisquer críticas pontuais - só sei apoiar "tudo" quanto é Sporting. Sempre fui assim e sempre serei.

P.S.: Curiosamente, li há pouco que o Sporting nunca venceu na Áustria.

publicado às 04:03

Deixe-se de invenções sr. Silas!!!

Rui Gomes, em 12.12.19

79386368_10156455548766555_2682304881347264512_o.p

Não sei se algum outro jogo esta época me irritou tanto como este, hoje, na Áustria. Não por o que estava em disputa, mas sim pelas decisões do treinador e a gritante insuficiência de alguns jogadores a quem foi dada mais uma oportunidade para mostrar o seu valor.

Parece-me óbvio que Silas não considerou o primeiro lugar no grupo muito importante, tendo em conta que além de Bruno Fernandes, que cumpriu castigo por acumulação de amarelos, Mathieu e Vietto também ficaram atrás, por livre opção.

Como se estas ausências não tivessem peso suficiente, Silas optou por deixar no banco Acuña, Wendel, Bolasie e Doumbia. Aceita-se a troca de Luiz Phellype por Pedro Mendes.

img_920x518$2019_12_12_20_22_54_1637916.jpg

Nem sequer vale a pena dizer muito sobre o primeiro golo. Com quatro defesas à volta do adversário, permitiram o cabeceamento letal. O lance da grande penalidade e subsequente expulsão de Renan, foi o que foi. Causa suficiente para este árbitro, mas não sei se seria o mesmo para todos.

A realidade, se é que ainda haviam dúvidas, é que esta equipa tem jogadores que nada lhe oferecem: Eduardo e Jesé Rodriguez, zeros autênticos, Miguel Luís é da formação, é verdade, e só tem 20 anos, mas tem tido muitas oportunidades e mostra pouca ou mesmo nenhuma progressão. Borja, muito esforçado, mas não tem mais para dar. Ainda dou o benefício da dúvida a Rafael Camacho e até a Luiz Phellype. Torna-se redundante evocar Tiago Ilori, especialmente agora que Luís Neto vai estar fora nunca menos de dois meses.

Com este resultado, o Sporting fica em segundo lugar no grupo e não sendo cabeça de série é muito provável que vá apanhar um adversário bastante forte na próxima ronda.

publicado às 19:49

Convocatória para o LASK Linz

Rui Gomes, em 10.12.19

80218854_10156449839901555_5775269852360998912_o.j

A lista de 19 jogadores convocados por Jorge Silas para o embate desta quinta-feira frente ao LASK Linz, o último da fase de grupos da Liga Europa.

Recorde-se que o Sporting lidera o Grupo D com 12 pontos, mas precisa de pelo menos do empate para garantir o primeiro lugar, dado que tem dois de avanço sobre este adversário.

Várias ausências, a mais notável das quais sendo o «capitão» Bruno Fernandes, que cumpre um jogo de castigo por acumulação de amarelos.

Mathieu e Vietto ficam de fora por opção técnica (gestão física), Luís Neto, como bem sabemos, está gravemente lesionado, enquanto Ristovski e Battaglia não estão inscritos na UEFA.

O jovem Pedro Mendes volta a ser integrado na equipa, assim como Gonzalo Plata.

Vou arriscar um palpite sobre o 'onze' inicial:

Renan; Rosier, Coates, Ilori e Acuña; Doumbia, Eduardo e Wendel; Bolasie, Jesé e Luiz Phellype.

Para ser sincero, eu daria nova oportunidade a Gonzalo Plata no lugar de Jesé. Este já provou que apesar de esforçado, pouco oferece à equipa, enquanto o jovem do Equador precisa que apostem nele para poder evoluir.

Depois do golo que marcou contra o Moreirense, é de crer que Silas não vai mandar Luiz Phellype para o banco, mas esperamos que Pedro Mendes possa entrar cedo no jogo.

publicado às 17:39

Segunda parte de inversão...

Rui Gomes, em 03.10.19

71847162_10156272325071555_8646705229200359424_n.j

publicado às 21:56

Convocatória para o Lask Linz

Rui Gomes, em 03.10.19

72084227_10156271307171555_3854373818311114752_n.j

Uma convocatória em que Silas quase repete os mesmos 19 jogadores que foram chamados para o embate da passada segunda-feira frente ao Desportivo das Aves.

Battaglia, Ristovski, Jovane Cabral e Fernando continuam fisicamente indisponíveis. E, pelos vistos, algo também se passa com Rosier dado que não está na lista. Gonzalo Plata dá lugar a Rafael Camacho.

Ainda não conhecemos Silas o suficiente para tentar antecipar as suas ideias para este jogo da Liga Europa, mas não surpreenderá ver o mesmo 'onze' a entrar de início, talvez, e digo talvez, com José Rodríguez a dar lugar a Luiz Phellype, e, claro, Ilori a lateral direito, dado que não está mais ninguém para a posição. O ponta de lança brasileiro entrou muito bem no encontro com o Aves e conseguiu dar a dinâmica no último terço que até esse ponto tinha eludido o seu colega espanhol.

Sendo assim, a equipa inicial deverá ser a seguinte:

Renan; Ilori, Coates, Mathieu e Borja; Eduardo, Doumbia e Bruno Fernandes, Vietto, Bolasie e Luiz Phellype.

publicado às 14:31

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo