Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



lf.jpg

Poucas horas depois da sua saída do Sporting, Leonel Pontes partilhou nas redes sociais uma enigmática mensagem, um texto da psicóloga Nádia Tavares, que fala da necessidade de continuar a lutar por aquilo que acredita:

"... A Psicologia Social estuda um princípio que diz que uma pessoa terá muito mais probabilidades de aceitar uma ideia e de lutar por ela se o contexto onde está inserida estiver a fazer o mesmo. Só espero que, em situações em que mesmo não havendo muito acordo com o contexto, continuemos a lutar pelo que acreditamos.

Se assim não for, estamos apenas a lutar pelo medo. Pelo medo de ficar de fora. E depois também a deixar de lutar pelo medo. Pelo medo de sermos rejeitados. 

Que as nossas lutas consigam ir além da aprovação das massas!" - Nádia Tavares.

publicado às 05:47

Leonel Pontes estará de saída

Rui Gomes, em 09.06.20

leonelpontesrioave1.jpg

Ao que consta esta terça-feira, Leonel Pontes vai deixar o comando técnico da equipa sub-23 do Sporting. As duas partes estão a negociar a rescisão contratual do treinador de 47 anos.

Recorde-se que Leonel Pontes chegou no início desta época para orientar o conjunto de sub-23 dos leões, conseguindo 14 triunfos em 31 partidas. Teve também uma curta passagem pela equipa principal (quatro jogos com três derrotas e um empate), aquando da saída de Marcel Keizer e a chegada de Silas.

Antigo adjunto de Paulo Bento, Leonel Pontes arrancou a sua carreira como treinador principal em 2014/2015 ao serviço do Marítimo. Seguiram-se passagens por Panetolikos (Grécia), Ittihad Alexandria (Egipto), Debrecini (Hungria) e Jumilla (Espanha).

Confirmando-se esta saída, a SAD terá de procurar dois treinadores; um para os sub-23 e o outro para liderar a equipa B, que, em princípio, vai disputar o Campeonato de Portugal na próxima época.

publicado às 17:30

20973671_TOhCZ.jpeg

A Sporting SAD reagiu, esta terça-feira, em comunicado, aos rumores relacionados com o contrato de Leonel Pontes e recusa que existam ilegalidades.

C  O  M  U  N  I  C  A  D  O

Em função das notícias hoje divulgadas relativamente às investigações em curso e ao facto de elas incidirem sobre os contratos celebrados com e aos pagamentos efectuados ao treinador Leonel Pontes, a Sporting Clube de Portugal - Futebol, SAD esclarece o seguinte:

- Os contratos outorgados com o treinador Leonel Pontes em 2019 não envolvem qualquer sociedade comercial, estando celebrados apenas entre o referido técnico e a Sporting Clube de Portugal - Futebol, SAD, sendo o pagamento das remunerações devidas efectuado em conta titulada pelo próprio e em banco sediado em território nacional;

- Em virtude dos referidos contratos, a Sporting Clube de Portugal - Futebol, SAD cumpre escrupulosamente os seus deveres fiscais e face à Segurança Social;

- A Sporting Clube de Portugal - Futebol, SAD permanece disponível para a prestação de esclarecimentos às autoridades e também os teria prestado à comunicação social, caso esta os tivesse solicitado, como competia, antes da divulgação da notícia que é manifestamente falsa e difamatória.

publicado às 03:45

Foto do dia

Rui Gomes, em 06.10.19

img_920x519$2019_10_05_13_16_18_1610934.jpg

Leonel Pontes, de regresso aos Sub-23, em conversa com

Pedro Mendes, autor de 2 golos frente ao Feirense.

publicado às 05:02

image.jpg

Considerações de Leonel Pontes após a derrota por 3-2, em Eindhoven, frente ao PSV:

"É frustrante perder desta forma, mas perdemos com honra e dignidade. A equipa teve momentos de muito boa qualidade, criou muitas situações de golo, mas alguns erros de posicionamento fizeram com que perdêssemos o jogo. O terceiro golo penalizou-nos porque estávamos convictos de que poderíamos chegar ao empate na segunda parte.

Criámos várias oportunidades de golo e isso significa que houve trabalho dos jogadores, dinâmica, remate, finalização e assistências, mas faltou alguma competência para finalizar e juntar a equipa no momento em que se perdia a bola.

Não jogámos contra uma equipa qualquer. Têm quatro jogadores muito rápidos na frente e criaram-nos dificuldades. É urgente para a equipa vencer e estabilizar a nível emocional. É para isso que vamos trabalhar, para vencer o próximo jogo".

download.jpg

Bruno Fernandes teve isto para dizer:

"Conseguimos ir para o intervalo com o 2-1 e nessa altura acreditei que podíamos fazer mais, mas acabámos por pagar caro com um erro de concentração. Não é admissível sofrer um golo de canto em que a bola passa toda a área a uma altura não muito difícil de atacar. Temos de corrigir isto rapidamente".

img_920x518$2019_09_19_20_28_53_1604425.jpg

E ainda o jovem Miguel Luís:

"Não era este o resultado que pretendíamos e para que trabalhámos. Foram pequenos erros que nos custaram a vitória, que a este nível se pagam caro. Começámos a perder, fomos para cima, eles fizeram o 2-0 e depois reduzimos para 2-1. No início da 2ª parte sofremos o 3-1. Ainda assim, a equipa ergueu-se e fizemos o 3-2. O resultado podia ter sido outro pelo que fizemos. Vamos levantar a cabeça.

É preocupante porque não ganhámos, mas o nosso trabalho tem sido feito. Sabemos que com o espírito de equipa que temos vamos conseguir já a vitória no próximo jogo".

publicado às 03:33

Empate no Bessa em dia de estreias

Rui Gomes, em 16.09.19

download.jpg

Leonel Pontes teve isto para dizer após o seu primeiro jogo ao leme da equipa principal do Sporting:

"Foi um jogo equilibrado, sabíamos as características do Boavista, uma equipa que ia defender, baixar as linhas e jogar no nosso erro. Acabaram por marcar num erro nosso.

Reagimos muito bem a esse golo, não tivemos qualidade ofensiva na primeira parte, principalmente no corredor esquerdo; faltaram dinâmicas, o Acuña nunca jogou com os colegas novos.

Na segunda parte corrigimos vários aspectos importantes, criámos situações de golo, empatámos e podíamos ter justificado a vitória em função do número de ocasiões que criámos.

Agora é preparar a melhor estratégia para o PSV e seguir no nosso caminho, foi isso que me pediram.

img_920x518$2019_09_15_22_20_36_1602805.jpg

Lamentavelmente, e olhando a um passado recente, começamos a ver coisas um pouco estranhas… O futebol é um jogo simples, mas rodeado de coisas algo estranhas. Acho estranho não haver mais respeito por uma instituição com tantos anos e por jogadores que são dos melhores que estão em Portugal.

Temos um dos melhores médios portugueses da actualidade que é o mais massacrado em termos de faltas e agressividade. O Bruno Fernandes sofreu dez faltas, apenas cinco foram assinaladas. Seis faltas foi o mesmo jogador a fazer. Viu o primeiro amarelo por indignação e o segundo amarelo na única falta que cometeu no jogo. Se queremos os melhores dentro de campo, temos de os proteger e o Bruno não foi protegido".

_____________________________________________________________________________________________

Pode rever aqui as faltas sobre Bruno Fernandes e outras entradas,

numa noite de dualidade de critérios.

Além de Leonel Pontes, tivemos as estreias absolutas de Rosier, a lateral direito, Bolasie, a ponta de lança e Jesé Rodríguez, que entrou na segunda parte e alinhou como extremo esquerdo.

Valentin Rosier, não me surpreendeu, dado que sempre senti que é um bom jogador. Melhor fisicamente e integrado na equipa, vai ser uma importante mais valia.

mw-1280.jpg

Jesé Rodríguez trabalhou bem, bom posicionamento no terreno e veio atrás defender. Precisa de tempo e de minutos de jogo para elevar o seu nível de performance.

Yannick Bolasie, simplesmente o melhor do jogo, merecia outra sorte no remate à trave na segunda parte. Ponta de lança não é a sua principal ou preferida posição, mas demonstrou ampla capacidade para a desempenhar. Excelente reforço, se mantiver este nível.

Gonzalo Plata muitíssimo longe do que se espera dele e do que ele é certamente capaz. Terá de simplificar o seu jogo e reconhecer que em Portugal, com a maioria das equipas a jogar em linhas baixas, não vai ter muitos espaços para dribles constantes.

Luís Neto esteve seguro em substituição de Coates e foi um bom parceiro para Mathieu que fez mais uma excelente exibição, a defender, na construção de jogo e até a participar nas manobras ofensivas.

Acuña não se viu nos primeiros 45 minutos, como aliás foi referido por Leonel Pontes. Acho que deve alinhar sempre a lateral esquerdo e esquecer Borja, salvo em circunstâncias pontuais.

Doumbia esteve muito melhor neste jogo, especialmente no meio campo ofensivo, que ele até agora raramente penetrava. Também mostrou melhor eficácia de passe.

Jorge Sousa sentiu a necessidade de expulsar Bruno Fernandes, num tipo de lance que mais uma vez lança suspeitas sobre a competência/isenção da arbitragem portuguesa. O capitão terá de reconhecer que apesar das inúmeras faltas que sofre, deve minimizar os prostestos. Eles aproveitam, sempre que há a oportunidade.

Depois do palhaço do João Pinheiro a assinalar três grandes penalidades em Alvalade, também Jorge Sousa quis contribuir para o circo que é a arbitragem em Portugal. Mas tudo passa impune nos olhos da FPF e da Liga de Clubes. Tanto assim é, que Pinheiro teve prémio de imediato ao ser nomeado para arbitrar o jogo dos encarnados na Luz.

É verdade que se abdicou de mais dois pontos, o que não é agradável, obviamente. Leonel Pontes necessita de mais tempo para trabalhar a equipa, até porque pelas selecções, só teve o plantel completo disponível na quinta-feira.

O Sporting soma assim o oitavo ponto em cinco jogos; já vai com menos quatros pontos do que os rivais directos, Benfica e FC Porto, e menos cinco do que o líder, Famalicão, que na próxima jornada vai, precisamente, a Alvalade. Mas, antes, há Liga Europa, frente ao PSV. Ou seja, mais uma semana algo complicada.

publicado às 04:48

image.jpg

Considerações de Leonel Pontes sobre os seus primeiros dias na liderança técnica da equipa principal do Sporting:

"Foi com um sentimento de grande orgulho e gratidão que aceitei este desafio. Foi lançado de forma inesperada. Eu estava nos sub-23, com muito prazer, a trabalhar num campeonato de grande qualidade, com uma equipa cheia de ambição. Uma vez lançado o desafio, sinto-me grato e orgulhoso, com um grande sentido de missão para fazer o melhor pelo Sporting.

Foram quase duas semanas em que só dispusemos de 10 jogadores. Integrámos alguns sub23, introduzimos novas ideias, temos o grupo motivado, pois tem grande qualidade. Estão empenhados em mostrar o que são. Foi uma semana difícil, mas depois recebemos os restantes jogadores e todo o grupo só se juntou na quinta-feira. Fizeram viagens longas, há que fazer a gestão de esforço e ter cuidado com todos eles.

Estamos com ideias novas, diferentes, pois todos os treinadores são diferentes, têm novas ideia para novos comportamentos da equipa, coletivos e individuais. Tudo se fará até se uniformizar a minha forma de ver o jogo.

Todos os treinadores estão a prazo e todos sabem disso, porque dependem de resultados, do rendimento da equipa, de conseguir dinâmicas positivas, de ganhar jogos e atingir objetivos. Eu, como outros, dependo de resultados, como qualquer outro treiandor na primeira liga".

publicado às 04:02

leonel_pontes_sporting_equipa_principal_foto_sport

Artigo de Nuno Raposo, jornal A Bola, que transcrevo na íntegra, por entender que merece o comentário do leitor. É um tema interessante, muito embora não deixe de ficar a dúvida no ar quanto à sua veracidade e se o autor fundamentou o escrito em informações de uma qualquer fonte ou se são apenas teorias suas:

"Leonel Pontes, de 47 anos, foi chamado ao comando de Alvalade no início da passada semana, altura em que Marcel Keizer deixou o leme do plantel principal do Sporting.

O general leonino, Frederico Varandas, solicitou ao líder da equipa sub-23 que assumisse patente mais elevada, para fazer o lugar que desde Novembro pertencia ao holandês. Não lhe deu um prazo para realizar uma missão, antes lhe entregou a tarefa de comandar o pelotão nos próximos jogos, a começar no próximo domingo, com o Boavista: se cumprir, pode passar de treinador interino a definitivo. E para ganhar as batalhas, Pontes elaborou um plano que A BOLA descobriu.

Antes de tudo, a defesa. Um dos problemas que estavam identificado na equipa de Keizer eram as dificuldades que a equipa tinha na transição defensiva e nos seus processos, que para Pontes é a base essencial. Os centrais mais atrás, aliás, as linhas mais juntas, as distâncias entre elas encurtadas, estão a ser trabalhadas no quartel general dos leões, a Academia, em Alcochete. Tudo para evitar que a defesa seja surpreendida nas costas como tantas vezes acontecia na era Keizer, motivo por que a equipa sofria muitos golos - ainda no último jogo, a derrota com o Rio Ave em casa por 2-3, esse foi problema visível, que permitiu a que os adversários, sobretudo o iraniano Mehdi Taremi, surgissem nas costas dos centrais. E assim aconteceram dois dos três penáltis cometidos por Coates, que só em falta conseguiu travar o avançado dos vila-condenses, lançado que ia para a baliza de Renan.

Para conseguir passar as suas ideias, o técnico madeirense do Porto da Cruz tem realizado exercícios, com e sem bola, repetindo as vezes que forem precisas, tanto os movimentos na defesa num todo como as compensações que cada jogador deve fazer consoante o sector onde estiver a bola no momento da transição.

Por outro lado, verifica-se que os pupilos de Leonel Pontes estão a ser também treinados para conseguirem um jogo mais apoiado e equilibrado.

O ataque e a perda de bola

Ofensivamente, a equipa leonina está a trabalhar tanto o jogo interior como o exterior, apostando um pouco mais nos extremos a jogarem também por fora, em profundidade.

A entrada do segundo extremo para mais perto do ponta de lança é também movimento a merecer especial atenção. Ou seja, se a bola está na ala direita, o extremo-esquerdo deve juntar-se mais ao avançado-centro, para assim a equipa ter muito mais presença na área adversária, na zona de finalização. Também o segundo avançado está a ser trabalhado para, nessa situação, aparecer mais na zona de decisão, com o médio na sobra.

Mas, mesmo neste capítulo ofensivo, Leonel Pontes não descura o posicionamento dos outros jogadores. Tudo tem de estar equilibrado, todos têm de estar bem posicionados na altura da perda de bola, para a equipa não ser surpreendida no contra-ataque. Para isso correr bem, o lateral da zona contrária tem de defender por dentro, mais perto do central, e o médio-defensivo tem de estar preparado para sair ao portador da bola, caso esta seja perdida.

Mesmo com muitos jogadores ausentes (dez) devido aos jogos das selecções, o trabalho na Academia é intenso, pois Leonel Pontes quer cumprir bem a tarefa que Varandas lhe encomendou, a começar já pelo jogo do Bessa. 

publicado às 04:03

Leonel Pontes

Leão Zargo, em 29.08.19

Leonel Pontes.jpg

A equipa do Sporting sub 23 teve uma entrada de leão na Liga Revelação. Lidera isolada a tabela classificativa com quatro vitórias em quatro jogos, catorze golos marcados e apenas um sofrido (de grande penalidade). Da equipa faremos uma análise do desempenho lá mais para a frente na competição, ficamos agora por uma observação de carácter genérico sobre o treinador sportinguista.

O treinador Leonel Pontes é um “velho” conhecido da formação leonina, ainda anterior à construção da Academia de Alcochete, pois começou com os sub 15 em 1999-2000. Depois treinou outros escalões da formação, foi adjunto de Luís Alegria e de Jean Paul na equipa B (2002-03) e adjunto de Paulo Bento nos juniores e na equipa principal (2004 a 2010). Participou no crescimento desportivo de jogadores como Cristiano Ronaldo, Nani, Miguel Veloso, Quaresma, João Moutinho, Rui Patrício e Daniel Carriço, entre outros.

A seguir acompanhou Paulo Bento na selecção nacional (2010 a 2013) e foi o treinador principal no Marítimo, Panetolikos (Grécia), Al-Ittihad (Egito), Debreceni (Hungria) e Jumilla (Espanha). Em Junho de 2019 substituiu Alexandre Santos na orientação dos sub 23.

Leonel Pontes jogou futebol em clubes chamados pequenos, tem formação académica em Ciências do Desporto (Faculdade de Motricidade Humana) e o curso de treinadores UEFA Pro-Nível 4 (17,5 valores). O facto de ter alcançado até esta data pouco ou nenhum êxito no futebol profissional levou a que seja considerado por muitos como um técnico mais vocacionado para o futebol de formação, onde existe uma outra lógica de liderança e de tratamento dos jogadores, outra exigência e imediatismo nos resultados.

A especificidade da Liga Revelação sub 23 permitirá avaliar com mais rigor as suas capacidades como treinador e conhecer melhor os seus processos de treino e de modelo de jogo. Também saberemos se teve sucesso naquilo que se propôs: “criar uma equipa competitiva para ir ganhando as provas em que estamos inseridos ao mesmo tempo que promovemos jogadores desta equipa de forma a providenciarmos ferramentas mais exigentes para a alta competição”.

publicado às 13:30

img_920x518$2019_06_30_01_31_17_1569097.jpg

O dia de ontem também foi marcado pelo início do trabalho da equipa de sub-23 que, pela segunda temporada, vai disputar a Liga Revelação. A grande novidade acaba mesmo por ser o regresso do treinador Leonel Pontes, para substituir Alexandre Santos, que optou por prosseguir a carreira em França.

O treinador, de 46 anos, volta assim dez anos depois ao Sporting após ter trabalhado como adjunto de Paulo Bento e em todos os escalões da formação, desde os tempos de Cristiano Ronaldo.

Na equipa técnica regista-se também a presença de Tiago Ferreira que, na época passada, acompanhou Tiago Fernandes no Chaves. Ao contrário do actual técnico do Estoril, que não terminou a temporada no emblema flaviense, o antigo guarda-redes leonino ficou até Maio, mas quando recebeu a proposta para regressar ao Sporting não hesitou.

A equipa de sub-23 vai iniciar o campeonato no dia 17 de Agosto, e o calendário vai ser divulgado na próxima semana. Na primeira edição, os leões ficaram na segunda posição, atrás do Desportivo das Aves.

publicado às 04:48

img_920x518$2019_06_21_16_11_49_1565214.jpg

Tínhamos referido a hipótese há uns dias e hoje o Sporting confirmou a contratação de Leonel Pontes para assumir a liderança técnica da equipa de sub-23, tendo assinado um vínculo de dois anos.

O antigo encarregado de educação de Cristiano Ronaldo e também adjunto de Paulo Bento na equipa principal regressa a uma casa que bem conhece, fruto de uma longa passagem entre 1995 e 2010.

"Foi um desafio fácil de aceitar. Cresci nesta casa. Foram 15 anos a trabalhar em todos os escalões da formação do Sporting e quatro no futebol profissional.

A Liga Revelação levantou algumas dúvidas, na sua fase de concepção, mas teve muitos resultados positivos. O Sporting, pelo seu historial, tem um espaço privilegiado para que os jovens jogadores tenham a ambição de chegar à equipa principal.

Os dois maiores objectivos dos sub-23 é criar uma equipa competitiva para ir ganhando as provas em que estamos inseridos ao mesmo tempo que promovemos jogadores desta equipa de forma a providenciarmos ferramentas mais exigentes para a alta competição.

Queremos trazer jovens de 17 e 18 anos para que possam mostrar-se na Liga Revelação, ao mesmo tempo que demonstram a ambição de integrar a equipa principal, que é o grande objectivo desta competição".

publicado às 16:44

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo