Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

img_920x519$2019_02_21_19_05_56_1508424.jpg

 

Considerações de Andrés Fernández, treinador do Villarreal, no final do jogo:

 

" A expulsão foi decisiva na eliminatória, deu-nos o empurrão para o empate. O Sporting foi um adversário muito complicado, mas conseguimos empatar e passar a eliminatória.

 

Nós estávamos bem a defender, mas o Sporting aproveitou um erro nosso. Contudo, na segunda parte conseguimos virar as coisas a nosso favor".

 

Haja alguém minimamente honesto na análise do jogo de ontem, mesmo que essa pessoa seja o acima citado treinador adversário. A expulsão de Jefferson por acumulação de amarelos - qualquer um deles descabido e absurdo - foi um escandaloso "roubo de igreja".

 

Detesto ver sportinguistas aproveitar estas ocasiões menos felizes do nosso Clube, para despejar todo o género de crítica impiedosa. Há momentos para tudo, inclusive para criticar, mas nem sempre.

 

img_920x519$2019_02_21_19_07_02_1508432.jpg

 

Considerações do nosso leitor Julius Coelho:

 

"Perdemos a eliminatória em Lisboa.

 

O Sporting não sairia derrotado nesta eliminatória, o árbitro checo percebeu isso e tratou de o impedir.

 

O árbitro ou é um imbecil irresponsável, e aponta-se o dedo à UEFA por alimentar imbecis, ou então tem a máfia russa por trás.

Exige-se à Federação Portuguesa de Futebol que defenda os seus filiados e proteste veemente a forma como o Sporting foi tratado em Villarreal.

 

 É muito duro e injusto dizer que o Jefferson se pôs a jeito. Ele disputa o lance e salta por cima, o espanhol esperto e de forma matreira mete o braço a impedir o salto obrigando o pé a bater no braço e cair-lhe no corpo. O Jefferson não tem asas. 


Que podemos comentar de um jogo claramente viciado desde o seu início?".

 

 

horiGettyImages-862991844Thumb.jpg

 

Confesso que não me veio à mente até ser referido por leitores, mas há quatro anos (2015/16) este mesmo apitador - Pavel Královec - trabalhou o CSKA - Sporting (3-1), e invalidou um golo limpo a Slimani, aos 82', que teria permitido o acesso à fase de grupos da Liga dos Campeões.

 

As coisas não acontecem por mero acaso!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:33

 

a775604e-73fb-44e8-872c-1f1ae20124ac.jpg

 

Depois de um árbitro decidir resolver uma partida, nem há disponibilidade de espírito para falar do jogo em si.

 

A intenção premeditada do checo Pavel Kralovec - marcar bem o nome - ao expulsar injustamente Jefferson aos 50 minutos - já depois de lhe ter mostrado o primeiro cartão amarelo num lance vulgaríssimo, aos 35 minutos, foi um factor decisivo, inclinando a contenda a favor da equipa espanhola, com o empate fatal a surgir aos 80 minutos.

 

O Sporting alinhou de início com Salin; Coates, Ilori, Borja; Ristovski, Jefferson, Gudelj, Wendel; Bruno Fernandes, Diaby e Bas Dost.

 

Suplentes: Renan, André Pinto, Raphinha, Luiz Phellype, Jovane Cabral, Miguel Luis e Thierry Correia.

 

download.jpg

 

O Sporting sentiu dificuldades em penetrar a defesa do Villarreal na primeira parte, mas apesar de mais posse de bola e da agressividade ofensiva dos espanhóis, nenhuma clara oportunidade de golo foi criada, sendo então Bruno Fernandes a inaugurar o marcador numa brilhante jogada individual ao cair do pano no período inicial.

 

Após a expulsão, o jogo foi limitado à pressão do Villarreal na zona mais próxima da baliza de Salin e o Sporting a defender-se pelos meios ao alcance. Bas Bost ainda teve a vitória nos pés num cruzamento de Bruno Fernandes, mas não levou a melhor sobre a bola.

 

Por fim, se é que haviam dúvidas, este jogo serviu para ilustrar esclarecidamente que o Sporting deve procurar novo lateral direito para a próxima época. No jogo de hoje, Ristovski foi de longe o pior leão no relvado. Comprometeu frequentemente a equipa com a sua displicente cobertura defensiva e, não por mero acaso, o lance do golo do Villarreal foi iniciado precisamente pelo homem da sua responsabilidade.

 

Considerações de Andrés Fernández, treinador do Villarreal, no final do jogo:

 

" A expulsão foi decisiva na eliminatória, deu-nos o empurrão para o empate. O Sporting foi um adversário muito complicado, mas conseguimos empatar e passar a eliminatória.

 

Nós estávamos bem a defender, mas o Sporting aproveitou um erro nosso. Contudo, na segunda parte conseguimos virar as coisas a nosso favor".

 

Haja alguém minimamente honesto na análise do jogo, mesmo que essa pessoa seja o treinador adversário. Detesto ver sportinguistas aproveitar estas ocasiões menos felizes do nosso Clube, para despejar todo o género de crítica impiedosa. Há momentos para tudo, inclusive para criticar, mas nem sempre.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:53

Só podemos esperar mais dissabores !

Rui Gomes, em 15.02.19

 

ponturi-pariuri-sporting-vs-villarreal-europa-leag

 

Cheguei finalmente à conclusão que eu mais receava: com Marcel Keizer ao leme, não há hipótese!

 

Este Sporting é um conjunto que existe no abstracto e que pratica um futebol agonizante. Se já havia causa para duvidar da sua capacidade, o golo sofrido aos 3' foi o suficiente para revelar uma equipa sem o mínimo de chama, dinâmica e intensidade de jogo, que passou o resto do primeiro período sem sequer ameaçar a baliza adversária.

 

Nem vale a pena falar de Bruno Gaspar novamente como titular, porque só o treinador vê nele aquilo que nos elude a todos, mas com um meio campo constituído por Petrovic e Miguel Luís - sim, o muito desejado Miguel Luís - era missão praticamente impossível sair dali algo minimamente construtivo.

 

img_920x519$2019_02_14_22_38_47_1505650.jpg

 

Na linha da frente, um Bas Dost a trabalhar muito mas pouco ou nada consequente, dado que só uma ou duas vezes foi servido de modo a poder tentar violar a baliza do Villarreal, e numa dessas ocasiões o guarda-redes fez uma grande defesa.

 

Raphinha com uma primeira parte desastrosa, e ocasionalmente ameaçador no período complementar, rematando até ao poste, mas longe do melhor que já vimos dele. Jovane Cabral muito esforçado, mas a acusar falta de ritmo, porventura pela sua pouca utilização em dias recentes e porque também nunca rendeu muito quando é titular.

 

Por fim, o incontornável Marcus Acuña, a deixar a sensação que o seu objectivo prioritário neste momento é fazer as malas e seguir caminho para a Rússia. Até sofreu falta no lance que levou ao primeiro amarelo, mas protestar com um árbitro com disposição inclinada, só podia ter um fim. Quando essa oportunidade surgiu, aos 77', o juiz francês nem hesitou.

 

img_920x519$2019_02_14_22_29_19_1505636.jpg

 

Houve dois jogadores no relvado que deram o que nas circunstâncias tinham para dar: Coates e Bruno Fernandes. Muito pouco para tanto. Outros que não deram mais porque o seu pouco talento não o permite e ainda alguns que simplesmente não executaram como se exige.

 

Tudo isto, complementado por um sistema de jogo quase impossível de compreender, faz com que a missão se torne muito complicada. O resultado alimenta a esperança de se poder dar a volta à eliminatória em Espanha, mas não a jogar como se jogou ontem, nem com algumas das mesmas opções do técnico. E... só a pensar que no domingo temos o SC Braga.

 

Ao longo dos meus anos no futebol tive ocasião de demitir alguns treinadores, mas como mero adepto, é um acto muito longe do meu pensamento. Hesito em adiantar que se deve tomar medidas agora e não esperar pelo fim da época, apenas porque não sei qual será a melhor solução. Uma coisa é certa; salvo uma mudança nada menos do que drástica, este Sporting só vai sofrer mais dissabores.

 

Nota: Alerto, desde já, que se surgirem aqui os usuais opositores de má fé a tentarem aproveitar-se da ocasião menos agradável, como é seu hábito, é minha intenção eliminar todos os seus comentários.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:48

Convocatória para o Villarreal

Rui Gomes, em 14.02.19

 

51739642_10155787770406555_7375274070679486464_n.j

 

A principal novidade, em termos de inclusão, nesta lista de 18 jogadores chamados por Marcel Keizer para o embate da Liga Europa, é obviamente Miguel Luís. O jovem médio deixou de ser fazer parte dos planos do técnico desde a boa exibição contra o Belenenses.

 

Em termos de exclusão, verifica-se Doumbia e Francisco Geraldes, por não terem sido inscritos na UEFA, Jefferson e Borja, por opção técnica. Isto só pode significar que Acuña vai regressar ao sector defensivo.

 

Bruno Gaspar em detrimento de Borja, ou até Jefferson, deixa-me algo perplexo, mas assim é o raciocínio to treinador holandês.

 

Para não variar, creio que Keizer vai insistir neste onze:

 

Renan; Ristovski, Coates, André Pinto e Acuña; Gudelj, Wendel e Bruno Fernandes; Diaby, Raphinha e Bas Dost.

 

P.S.: Mathieu e Nani continuam a recuperar de lesão.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:48

 

productimage_large.jpg

 

Nesta altura do ano as equipas que ainda participam na Europa têm a oportunidade de rever a lista de jogadores inscritos, tendo em mente que só podem fazer três alterações.

 

Marcel Keizer foi confrontado com escolhas difíceis e optou por inscrever Tiago Ilori, Cristián Borja e Luiz Phellype, deixando de fora Idrissa Doumbia e Francisco Geraldes, entre os recém-chegados a Alvalade.

 

Ilori, Borja e Phellype entram para as vagas de Viviano, Battaglia e Carlos Mané. O guarda-redes italiano foi emprestado à SPAL; o médio argentino lesionou-se com gravidade em Novembro, foi operado e não deverá voltar a jogar esta época; o avançado português foi cedido ao Union Berlim. 

 

Lamenta-se a exclusão de Doumbia, mas creio que se compreende o dilema de Keizer. Por razões óbvias, Tiago Ilori é uma necessidade absoluta no eixo da defesa. Borja serve para acautelar a provável saída de Acuña, ficando apenas Jefferson para o lado esquerdo da defesa. Luiz Phellype para alargar as opções ofensivas na linha da frente, nomeadamente a ponta de lança.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:01

Renan em destaque na Liga Europa

Rui Gomes, em 17.01.19

 

img_920x518$2019_01_16_21_10_00_1494465.jpg

 

Através do Twitter, na sua conta da Liga Europa, a UEFA lançou um desafio aos seus seguidores, para que estes escolham qual a melhor defesa da fase de grupos. São quatro à escolha e uma delas é de Renan Ribeiro, guarda-redes do Sporting, e foi conseguida no duelo com o Arsenal (em Alvalade), graças a uma excelente acção na saída aos pés de Pierre-Emerick Aubameyang.

 

Em destaque está também o português José Sá, guarda-redes do Olympiacos, enaltecido pelo penálti e recarga defendidos diante do Betis. Martin Hansen, do Basileia, e Guillermo Ochoa, do St. Liège, são os outros nomeados.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:16

 

DunoWNzWkAAMJVX.jpg

 

O Sporting vai defrontar os espanhóis do Villarreal nos 16 avos de final da Liga Europa. Os leões jogam a primeira mão no Estádio José Alvalade, em Lisboa, a 14 de fevereiro de 2019, e a segunda em Espanha, no dia 21.

 

A este ponto da competição não há adversários fáceis, mas parece-me que este clube espanhol é viável. Situa-se actualmente em 17.º lugar na La Liga, com apenas 15 pontos em 16 jogos.

 

Eis os restantes jogos dos 16-avos-de-final da Liga Europa:

 

Galatasaray-Benfica
Bate Borisov-Arsenal
Fenerbahçe-Zenit
Lazio-Sevilha
Olympiacos-Dinamo Kiev 
Rennes-Bétis
Celtic-Valência
Shakhtar Donetsk-Eintracht Frankfurt
Malmö-Chelsea
Zurique-Nápoles
Krasnodar-Bayer Leverkusen 
Slavia Praga-Genk
Rapid Viena-Inter
Club Brugge-Salzburgo
Viktoria Plzen-Dinamo Zagreb 

 

Hugo Viana esteve em Nyon a representar o Sporting no sorteio.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:16

Golos e muita juventude à mistura

Rui Gomes, em 14.12.18

 

47682721_10155664842391555_9129256500101906432_n.j

 

O Sporting resolveu esta partida com uma excelente primeira parte em que marcou três golos por intermédio de Fredy Montero e Miguel Luís, que se estreou a marcar pela equipa principal e na Europa, perante um adversário que não teve argumentos para contrariar e com o «capitão» Bruno Fernandes em grande plano.

 

O onze inicial: Salin; Ristovski, Coates, André Pinto e Acuña; Petrovic, Bruno Fernandes e Miguel Luís; Carlos Mané, Jovane Cabral e Montero.

 

Suplentes: Renan, Jefferson, Diaby, Pedro Marques, Abdou Conté, Bruno Paz e Thierry Correia.

 

img_920x519$2018_12_13_21_21_51_1483440.jpg

 

Sem objectivos desportivos em disputa, dado que o apuramento para a próxima fase já estava garantido, Marcel Keizer optou por descansar vários titulares e dar a oportunidade a jovens da equipa de sub-23. O Sporting acabou a partida com Miguel Luís, Thierry Correia, Bruno Paz e Pedro Marques em campo, além dos já integrados Jovane Cabral e Carlos Mané.

 

Esta equipa continua a demonstrar uma grande apetência para golos. Além dos três do primeiro período, várias claras oportunidades foram desperdiçadas no segundo tempo.

 

Aguardamos o sorteio para os 16-avos-de final, que decerto apresentará um adversário muito mais difícil do que a formação ucraniana desta quinta-feira.

 

img_920x519$2018_12_13_22_04_59_1483460.jpg

 

Miguel Luís

 

"É uma felicidade tremenda para mim marcar aqui. Sou um jovem, quero aproveitar todas as oportunidades que me dão. Irei continuar a aproveitar, dar o meu melhor e corresponder às expectativas. O meu futuro é dar o que está ao meu alcance e ajudar o Sporting a atingir todos os objectivos. Esta camisola é minha, é especial, vou guardá-la para sempre".

 

Pedro Marques

 

"Espero que o golo apareça, pois é para isso que eu trabalho sempre. Entrei com muita vontade, mas infelizmente não consegui marcar. O nervosismo estava lá, mas o carinho dos adeptos e o apoio de toda a equipa ajudou a superar isso e foi entrar e fazer o meu melhor".

 

Marcel Keizer

 

"A nossa primeira parte foi muito boa. Fiquei feliz com o jogo. A partir dos 25 minutos deveríamos ter circulado mais a bola, mas estávamos um pouco cansados com toda aquela pressão. Marcámos os dois golos, criámos oportunidades e fizemos o que todos os adeptos gostam quando estão a ver futebol. Fiquei feliz por isso. Na segunda parte fiquei especialmente satisfeito pelos miúdos. Podíamos ter feito mais golos e não o fizemos. Mas para a Academia foi muito bom, pois acabámos com cinco ou seis jogadores de lá. Foi bom de se ver".

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:48

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:16

 

46897820_10155635856116555_2688738785306345472_n.j

 

O Sporting fez em Baku tudo aquilo que lhe compete, perante um adversário claramente inferior: marcar golos - neste caso nada menos do que seis -, sofrer o mínimo - apenas um -, e vencer o jogo, garantindo a passagem aos 16-avos-de-final da Liga Europa.

 

O Sporting alinhou de inicio com Renan Ribeiro: Bruno Gaspar, Coates, André Pinto e Jefferson; Wendel, Gudelj e Bruno Fernandes; Nani, Diaby e Bas Dost.

 

Suplentes: Romain Salin, Thierry Correia, Tiago Djaló, Petrovic, Miguel Luís, Carlos Mané e Jovane.

 

download.jpg

 

Os golos leoninos foram marcados por Bas Dost (5'), Bruno Fernandes (20 e 75'), Nani (33'), e Diaby aos 65 e 81 minutos.

 

O sistema de jogo deste Sporting pode não deslumbrar, mas está a provar ser eficaz e, sobretudo, nota-se claramente um acréscimo de confiança nos jogadores. A equipa sabe o que o Marcel Keizer pretende dela e tem vindo a cumprir com os desejos do técnico, até com bom futebol à mistura.

 

Destaque ainda para a estreia do jovem Thierry Correira na equipa principal e numa prova europeia - entrou no jogo aos 74 minutos.

 

O Sporting termina assim a fase de grupos da Liga Europa, situando-se em 2.º lugar no Grupo E, com 10 pontos, 3 atrás do Arsenal, registando três vitórias, um empate e uma derrota, 10 golos marcados e 3 sofridos.

 

Parabéns leões !

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:36

Convocatória para o Qarabag

Rui Gomes, em 28.11.18

 

47159362_10155636947446555_4638264886667771904_n.j

 

Entre lesões, castigos e não inscritos, Marcel Keizer debate-se com muitas ausências para o embate desta quinta-feira em Baku. Disposição que o levou a chamar quatro jovens da equipa de sub-23: o guarda-redes Diego Sousa, os defesas Tiago Djaló e Thierry Correira, e o médio Miguel Luís.

 

Mathieu e Marcus Acuña cumprem jogo de castigo; Ristovski, Battaglia, Raphinha e Fredy Montero estão lesionados; Bruno César, Marcelo, Lumor, Misic e Castaignos não estão inscritos para provas da UEFA; Viviano e Luís Maximiano foram preteridos.

 

O Sporting ocupa o 2.º lugar no Grupo E, com sete pontos, mais quatro do que o Vorskla Poltava e do que o Qarabag, ambos no último posto com três pontos, precisando apenas de um empate para garantir a qualificação para a próxima fase, na qual já figura o Arsenal, que lidera com 10 pontos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:18

Um empate disciplinado

Rui Gomes, em 09.11.18

 

45691837_10155601247736555_2978164691374702592_n.j

 

Do ponto de vista meramente ofensivo, o Sporting praticamente não existiu neste jogo, mas a realidade é que Tiago Fernandes planificou uma estratégia para este adversário londrino e os jogadores cumpriram rigorosamente, permitindo somar um ponto muito importante nesta fase de grupos da Liga Europa.

 

A equipa do Sporting alinhou de início com Renan; Bruno Gaspar, Coates, Mathieu e Acuña; Miguel Luís e Gudelj; Diaby, Bruno Fernandes e Nani; Montero.

 

Suplentes: Salin, André Pinto, Jefferson, Petrovic, Carlos Mané, Jovane Cabral e Bas Dost.

 

A maior surpresa no 'onze' inicial terá sido o jovem Miguel Luís que teve pela frente uma missão defensiva muito difícil e com algum nervosismo à mistura, cumpriu o que lhe foi exigido.

 

img_920x519$2018_11_08_20_17_05_1469807.jpg

 

O Arsenal teve um acentuado domínio em posse de bola, embora muito consentido pelo Sporting e maioritariamente em espaços mais recuados. Com um elevado registo de lances ofensivos e cruzamentos para a área leonina, apenas três ou quatro jogadas de maior perigo e muito poucos remates frontais, mérito do bloqueio defensivo dos leões.

 

Dentro do enquadramento de jogo pré-elaborado, todos os jogadores estiveram bem, mas não posso deixar de dar justo destaque à liderança em campo do «capitão» Nani, para quem jogos desta responsabilidade não são estranhos.

 

Tiago Fernandes está a sair muito bem como treinador interino até agora, com uma vitória e um empate, e ainda com a recepção ao Chaves pela frente, antes de entregar o leme a Marcel Keizer.

 

img_920x519$2018_11_08_20_54_00_1469846.jpg

 

Com este resultado o Sporting continua em 2.º lugar no Grupo E, com 7 pontos, três atrás do líder Arsenal, seguido pelo Vorskla e Qarabag, ambos com três pontos.

 

Na próxima jornada, agendada para o dia 29 de Novembro, o Sporting visita o Qarabag.

 

*** Destaque especial para os 5,300 "leões" na bancada a apoiar a equipa.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:34

Convocatória para o Arsenal

Rui Gomes, em 07.11.18

 

45488868_10155599512226555_471816670160093184_o.jp

 

A lista de 20 jogadores convocados para o embate de quinta-feira, diante do Arsenal, a contar para a quarta jornada da fase de grupos da Liga Europa.

 

Destaque para a ausência Raphinha, Ristovski e Rodrigo Battaglia por lesão, e Lumor que não está inscrito para a prova europeia. Em sentido contrário, a chamada dos jovens da equipa de sub-23 Thierry Correia e Miguel Luís.

 

Com Tiago Fernandes ao leme da equipa, é arriscado tentar avançar um palpite sobre o 'onze' inicial, muito embora para várias posições não hajam muitas opções. 

 

Esta seria a minha equipa inicial:

 

Salin; Bruno Gaspar, Coates, Mathieu e Acuña; Gudelj, Petrovic, Nani e Diaby; Bruno Fernandes e Bas Dost.

 

Não me agrada ver o meio campo com Gudelj e Petrovic, mas não vejo outras opções. Acuña no interior, a exemplo do que Tiago Fernandes experimentou no último jogo, não resulta. Acho importante tentar utilizar a velocidade de Diaby nos corredores e ainda há Jovane Cabral como alternativa séria para o onze.

 

No que ao guarda-redes diz respeito, a minha escolha de Salin é muito simples de explicar: Renan ainda não me convenceu e o francês tem a experiência a seu favor num jogo que promete ser de elevada dificuldade.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:04

"Faltou caprichar na finalização"

Rui Gomes, em 26.10.18

 

doc2018102525028843jsg_3387130290a5_base.jpg

 

Renan Ribeiro, um dos destaques do Sporting frente ao Arsenal, apesar do golo sofrido, em declarações à Sport TV no final do encontro, considera que faltou aos leões maior capricho na hora de finalizar, para conseguir um resultado mais positivo:

 

"O Sporting realizou uma boa exibição. Faltou caprichar um bocadinho mais na altura da finalização. Agora, é trabalhar para evoluir e encontrar o caminho certo para ganhar sempre.

 

A Liga Europa é uma prova que sempre quis disputar e hoje foi realização de um sonho. Mas estou triste, a equipa não merecia esta derrota.

 

Fico muito feliz pela oportunidade e pela confiança em mim. Durante a semana treino muito sério. Só pode jogar um e a decisão só cabe ao treinador. Se dermos o melhor no treino será melhor para o Sporting".

 

Nemanja Gudelj considera que o Sporting baixou demasiado as linhas na segunda parte, porventura devido ao cansaço da pressão alta exercida no primeiro período:

 

"Cada jogo que perdemos não estamos satisfeitos. Queríamos ganhar este jogo. Penso que a primeira parte jogámos muito bem. Esperámos bem o Arsenal em zona central e tivemos contra-ataques perigosos.

 

Na segunda parte fomos demasiado para trás, tínhamos de pressionar mais no meio-campo como fizemos na primeira, e o Arsenal teve mais bola, foi mais perigoso e marcou o 1-0. Talvez estivéssemos cansados da primeira parte, jogar desta maneira custa muita energia".

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:41

 

Sporting-vs-Arsenal-Preview-and-Prediction-Live-st

 

A infeliz derrota, que surgiu apenas pela falhada intercepção de Coates, não anula uma exibição de muita qualidade do Sporting. Melhor na primeira parte, mas nem por isso deixou de merecer um resultado mais favorável.

 

E foi precisamente nesse primeiro período que a arbitragem cometeu um erro grosseiro, que impediu uma provável expulsão do defesa arsenalista pela falta cometida sobre Montero, que estava em posição para se isolar. Ainda se admite que o árbitro não tenha visto o puxão da camisola, mas já o mesmo não se pode dizer do árbitro de baliza que estava de frente para o lance. Nunca saberemos o impacte que esta não decisão teria no jogo.

 

José Peseiro montou muito bem a equipa e a táctica de jogo. Ao optar por três médios, dois exclusivamente defensivos e ainda Gudelj, que sempre oferece um pouco mais de movimento ofensivo, o treinador abdicou de criatividade mas ganhou poder de luta, e na realidade resultou.

 

O Sporting alinhou de início com Renan; Ristovski, Coates, André Pinto e Acuña; Petrovic, Gudelj e Battaglia; Bruno Fernandes, Nani e Montero.

 

Suplentes: Salin, Mané, Mathieu, Diaby, Bruno Gaspar, Jovane e Miguel Luís.

 

img_920x519$2018_10_25_18_13_40_1464379.jpg

 

O Arsenal entrou melhor na segunda parte, criando mais problemas à defesa leonina, mas apesar desse domínio, só o falhanço de Coates ao tentar interceptar a bola, permitiu o único golo da partida.

 

Em abono da verdade, faltou ao Sporting um pouco mais de pujança ofensiva, mas as opções são limitadas e, hoje, mais do que nunca, considerando as características do jogo e do adversário, notou-se a falta de Bas Dost.

 

Não é a jogar assim que o Sporting vai realizar uma má época, pelo contrário. Esperamos que a qualidade da exibição ofereça a indispensável confiança para a equipa continuar a jogar a este nível.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:49

 

arsenal_ramsey_icc_foto_twitter_do_arsenal17274255

 

O Arsenal venceu por 3-0 no terreno do Qarabag, antes da deslocação a Alvalade.

 

Os golos dos "gunners" foram marcados por Sokratis, o jovem Smith-Rowe e Guendouzi.

 

No grupo A, o Leverkusen venceu o AEK Larnaca em casa, mas não se livrou do susto, pois entrou a perder na partida. Os golos da equipa da casa foram marcados por Havertz, Alario (2) e Brandt. Trickovski e Raspas marcaram os golos do AEK.

 

O Zurique bateu o Ludogorets na outra partida do grupo, com um golo de Palsson, aos 84 minutos.

 

No grupo B, o Leipzig venceu no terreno do Rosenborg por 3-1 com Bruma no onze inicial. Os golos foram apontados por Augustin, Konaté e Matheus Cunha. Bruma assistiu o último golo da equipa alemã.

 

No mesmo grupo, o Celtic perdeu no terreno do Salzburgo por 3-1, apesar de chegar a vencer ao intervalo. Dabbur, com um bis, e Minamino, marcaram os golos da vitória.

 

No grupo C, o Zenit bateu o Slavia Praga por 1-0, com Luís Neto a titular. O Copenhaga venceu por 2-1 no terreno do Bordéus com direito a golo da vitória aos 92 minutos, de Skov.

 

Em relação às partidas no grupo D, o Dínamo de Zagreb venceu em Bruxelas no terreno do Anderlecht, com golo de Hajrovic e auto-golo de Gojak. Já o Fenerbahce bateu o Spartak Trnava por 2-0, com bis do ex-Sporting, Islam Slimani.

 

No grupo F, o AC Milan recebeu e venceu o Olympiakos por 3-1, com dois golos de Cutrone e um de Higuaín, apesar da equipa orientada por Pedro Martins se ter lançado na frente primeiro,com golo de Guerrero. José Sá e Roderick Miranda foram titulares no emblema grego.

 

Já o Bétis recebeu e goleou por 3-0 o Dudelange, do Luxemburgo, com golos de Sanabria, Lo Celso e Tello. William Carvalho foi titular.

 

Nos jogos do grupo G, o Rangers de Steven Gerrard e Candeias bateu o Rapid Viena por 3-1, enquanto que o Spartak de Moscovo empatou a três bolas na Rússia com o Villarreal.

 

A Lázio foi goleada por 4-1 no terreno do Eintracht Frankfurt, enquanto que o Apollon empatou a duas bolas, em casa, contra o Marselha. Bruno Vale e João Pedro foram titulares na equipa cipriota.

 

No grupo I, o Malmo bateu o Besiktas, com Pepe no onze e Quaresma no banco, com golos de Vindheim e Rosenberg, enquanto que o Sarpsborg venceu o Genk na Noruega por 3-1.

 

No grupo J, o Krasnodar bateu o Sevilha, com André Silva no banco. Já o Standard Liége recebeu e venceu o Akhisar por 2-1. Josué, Hélder Barbosa e Miguel Lopes foram titulares na equipa turca.

 

Já o Astana bateu o Rennes por 2-0 e o Dínamo de Kiev empatou no terreno do Jablonec por 2-2, em partidas relacionadas ao grupo K.

 

Finalmente no grupo L, O PAOK venceu por 4-1 no terreno do BATE Borisov, e o Chelsea venceu por 1-0 o Videoton, em Stamford Bridge.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:30

 

43024071_10155534084151555_1308848428272320512_n.j

 

Destaque para a convocatória de apenas 20 jogadores, quando, por norma, José Peseiro chama 21, mesmo até para os jogos em casa, e ainda para o regresso de Nani, como já era esperado, aliás.

 

Isto deve-se ao facto de não haver jogadores suficientes disponíveis da Lista A, devido a lesões, a exemplo de Bas Dost, Mathieu, Battaglia e pelos vistos Viviano, e outros que nem sequer estão inscritos para esta fase da Liga Europa por falta de espaço na dita Lista, como é o caso de Marcelo e Castaignos.

 

Mesmo para constituir um lote de 20 o treinador convocou dois jovens da equipa de sub-23 que integram a Lista B, que são os casos de Luís Miguel e Elves Baldé.

 

Nas circunstâncias, parece-me que o onze inicial não oferece grande mistério:

 

Salin; Ristovski, Coates, André Pinto e Acuña; Petrovic, Gudelj, Nani e Raphinha; Bruno Fernandes e Montero.

 

Na minha perspectiva, Nani não só vai ser titular como também envergará a braçadeira de «capitão». Acho que nada mais faria sentido. O recém-episódio de conduta "inadequada" está devidamente arquivado.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:10

 

43016103_10155531019151555_3637026311102267392_n.j

 

Nikola Dabanovic foi esta segunda-feira nomeado pela UEFA para arbitrar na quinta-feira o embate entre o Vorskla Poltava e o Sporting, na Ucrânia, da segunda jornada do Grupo E da Liga Europa.

 

Dabanovic, que tem 36 anos e é internacional desde 2009, vai ajuizar pela primeira vez um jogo de uma formação portuguesa nas taças europeias.

 

Na primeira jornada do Grupo E, o Sporting venceu em casa os azeris do Qarabag por 2-0, enquanto os ucranianos do Vorskla Poltava perderam por 4-2 no reduto dos ingleses do Arsenal.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:16

Vale a pena rever

Rui Gomes, em 22.09.18

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:50

 

2572834_MEDIUMSQUARE.jpg

 

O extremo do Sporting CP integra a lista do 'onze' ideal da Liga Europa na 1.ª jornada da competição.

 

O golo que abriu o marcador no jogo desta quinta-feira frente ao Qarabag, aliado à boa exibição, levaram a ser eleito para esta lista de destaque.

 

Parabéns Raphinha !

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:42

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo