Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

image.jpg

 

A menos de um mês do término da temporada, o Sporting trabalha com afinco na criação da equipa de sub-23 - sucessora da actual equipa B -, tendo já sido assegurada a questão do treinador: Luís Martins irá transitar precisamente dos "Bês" para o novo "viveiro" dos produtos da Academia, mantendo também as funções de coordenador da formação.

 

Desde que a SAD decidiu extinguir um projecto de seis anos, de imediato se deitaram mãos à obra: a escolha de Luís Martins foi uma opção natural, pois, com ano e meio de trabalho no Sporting, já conhece os cantos à casa e, ainda mais importante, sabe quais os jogadores que pertencem ao clube e que podem - e devem - integrar a formação de sub-23.

 

Nas últimas semanas, o treinador tem-se desdobrado em reuniões com elementos da estrutura de futebol profissional dos verdes e brancos: definiu-se desde o início que a nova equipa deve manter a essência de funcionar como um trampolim competitivo para os maiores talentos do futebol do Sporting - no fundo, uma antecâmara de entrada na formação principal.

 

Os sub-23 leoninos vão por isso continuar a receber vários juniores, alguns deles que já trabalham actualmente na equipa B, como são os casos do central Tiago Djaló ou do médio Miguel Luís. Não viverá, contudo, apenas de prata da casa, pois outra das intenções é contratar jogadores competitivos e com margem de progressão que possam aumentar a qualidade do grupo, para permitir que todos possam evoluir ao mesmo nível.

 

Marco Túlio, que chega do Atlético de Mineiro, é, por exemplo, um atleta que se encaixa neste perfil: tem 20 anos, margem para progredir, mas vai iniciar a aventura nos sub-23.

 

Reportagem de Bruno FernandesRui Miguel Gomes, jornal O Jogo

 

Nota: Cada vez mais aproximo-me da inevitável conclusão que sou eu que não estou a fazer uma leitura correcta do estados de coisas no Sporting, nomeadamente no que diz respeito ao futebol, de todos os escalões.

 

A começar com o presidente - nas suas até agora frequentes intervenções acentuadas pela proverbial "banha da cobra", ouve-se falar de "estrutura" e "projecto", sem eu conseguir desmitificar a existência tanto de uma coisa como da outra.

 

Isso não obstante - porque já vi que não vale a pena "martelar" o tema - não me sinto confortável a criticar a aparente nomeação de Luís Martins para assumir o leme da nova equipa de sub-23, porque entendo que a "casa de pernas para o ar" que a equipa B tem vindo a representar sob o muito propalado e quase inivisível "projecto" de Bruno de Carvalho e associados, não proporcionou condições adequadas ao técnico para apresentar um trabalho minimamente convincente.

 

Além desta consideração, continuo a não compreender a criação da equipa de sub-23 em simultâneo com a extinção da equipa B. Ainda está para ver o que será um campeonato de sub-23, mas não é preciso um génio para antever que não terá o nível de competitividade da II Liga. Sendo assim, gostaria que me fosse explicado como é que esta equipa vai ser o elo de ligação de talentos à equipa principal. Este cenário torna-se ainda menos gratificante, se Jorge Jesus continuar ao lema da equipa principal, por razões que já são amplamente conhecidas e dispensam repetição.

 

Um tema para aprofundar e abordar novamente nas próximas semanas.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:06

Luís Martins renova até 2021

Rui Gomes, em 01.12.17

 

img_770x433$2017_08_16_01_05_40_1302334.jpg

 

Apesar da equipa B do Sporting estar neste momento alguns furos abaixo do esperado (11.º lugar na II Liga), torna-se evidente que nem por isso Luís Martins deixou de ter a confiança de Bruno de Carvalho e da SAD.

 

O técnico renovou o seu vínculo contratual até 2021, tomada de decisão que pode ser interpretada como reconhecimento do seu trabalho com a segunda equipa leonina, desde que assumiu o leme em substituição de João de Deus.

 

Recorde-se que Luís Martins, de 54 anos, foi inicialmente contratado para coordenador da formação leonina.

 

Desconhecendo como funciona a chamada "estrutura" do futebol do Sporting sob este presidente - além de ser ele a supervisionar tudo e mais alguma coisa -, intriga-me se Jorge Jesus, o seu "companheiro de armas", também tem uma palavra a dizer sobre questões desta natureza. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:27

Sporting B (2016-17)

Leão Zargo, em 29.05.17

 

Portimonense Sporting B 2016-17.png

 

As equipas B participam no Campeonato da 2ª Liga desde 2012-13. Logo nesta época, o Sporting inscreveu na competição uma equipa com origem, essencialmente, na Academia de Alcochete, constituída por seniores de 1º e de 2º ano e por juniores de último ano. Jogadores mais experientes (3º e 4º ano), formados na Academia, proporcionaram uma maior capacidade competitiva. Houve, ainda, alguns jogadores contratados, no Verão de 2011 e em Janeiro de 2013, ou por empréstimo. No decurso da época de 2012-13 houve atletas que transitaram da equipa B para a equipa A.

 

Apesar de Bruno de Carvalho sempre ter afirmado (e de constar no seu programa eleitoral de 2013) que dirige pessoalmente todo o futebol do Clube, há em muitos sportinguistas a convicção de que nunca existiu um projecto específico para a equipa B. De facto, é pouca ou nenhuma a reflexão e a intervenção do presidente nessa área.

 

O Sporting B teve em 2016-17 uma época penosa, tendo permanecido durante algumas jornadas na zona de despromoção. A partir do mês de Fevereiro, com a substituição do treinador João de Deus por Luís Martins, houve uma recuperação significativa e evitou-se a despromoção. No final, a equipa classificou-se no 14º lugar, com 55 pontos, mais 3 pontos do que o Académico de Viseu, obrigado a participar no playoff de manutenção.

 

Para esta época foram contratados dezasseis jogadores e nas 42 jornadas da 2ª Liga alinharam 41 jogadores com a camisola leonina. Um número tão elevado de contratações nunca se tinha verificado anteriormente. Os técnicos da equipa B trabalharam com um plantel excessivo. Com um plantel assim não é possível haver um bom planeamento individual e colectivo, tudo é casuístico, decidido de acordo com as necessidades de cada momento competitivo.

 

Evitou-se um grande mal quando Luís Martins assumiu a orientação técnica da equipa. Com o novo treinador passou a haver uma maior solidez defensiva, com os jogadores mais próximos uns dos outros e mais pressionantes sobre os adversários. Isto permitiu maior posse de bola, menos riscos na grande área leonina e melhores soluções ofensivas. Havendo mérito de todos os jogadores em campo, destaca-se a boa integração do médio Rafael Barbosa, que regressou em Janeiro do empréstimo ao União da Madeira, e do avançado Gelson Dala que se estreou em Portimão, em 15 de Janeiro, e foi o melhor marcador da equipa.

 

Outro aspecto em que Luís Martins revelou grande acerto foi na utilização dos “reforços” da equipa A. Esta utilização é habitual e verifica-se todos os anos, embora nem sempre seja bem sucedida. Também se verificou com João de Deus, mas com resultados muito irregulares. O novo treinador teve o contributo de jogadores “resgatados” em Janeiro que alinharam na B com elevada mestria. Refiro-me a André Geraldes, Francisco Geraldes, João Palhinha (no jogo com o Guimarães B) e Ryan Gauld. Ricardo Esgaio e Matheus Pereira também desempenharam um papel relevante. Luís Martins foi capaz de colocar a qualidade individual destes jogadores ao serviço da dimensão colectiva da equipa.

 

Nas catorze jornadas em que orientou o Sporting B, Luís Martins obteve oito vitórias, três empates e três derrotas. Foram estes resultados desportivos que possibilitaram que a equipa saísse da zona de despromoção, quando estranhamente alguns sportinguistas já questionavam sobre a valia ou a necessidade da existência de uma equipa B. É importante que não se repita uma época assim. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:10

 

16428933_uDjPc.jpg

 

O Sporting anunciou esta quinta-feira que contratou Luís Martins para o cargo de director técnico do futebol de formação do clube e que o anterior coordenador do futebol de formação, Paulo Leitão, deixou o clube.

 

«A Sporting Clube de Portugal - Futebol, SAD informa que contratou Luís Martins para o cargo de director técnico do futebol de formação. Luís Martins foi treinador dos juvenis e dos juniores do Sporting, tendo conquistado títulos ao serviço do Clube.

 

Do seu currículo constam ainda, entre outras etapas do seu percurso profissional, passagens pela Arábia Saudita como seleccionador da equipa olímpica e como treinador do Al Ahli Jeddah, no qual foi campeão nacional de sub-23, por Inglaterra e pela Rússia, como adjunto no Tottenham e no Zenit de São Petersburgo».

 

Num outro comunicado, o Sporting informou que revogou o contrato com Paulo Leitão, coordenador do futebol de formação, por mútuo acordo.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:05

Frase do Dia

Rui Gomes, em 30.07.15

 

36272_ori_luis_martins.jpg

Considero que Cristiano Ronaldo é o melhor jogador do mundo. Se o Sporting teve a sorte de ter Cristiano Ronaldo, Cristiano Ronaldo teve a sorte de ter estado no Sporting, numa altura em que foi desenvolvido um processo inigualável na formação de jogadores.

 

 

Declaração de Luís Martins em recém-entrevista. O técnico trabalhou na formação do Sporting, na equipa sénior foi adjunto de José Peseiro. Depois trabalhou no SC Braga e no Portimonense até apostar no estrangeiro. Após uma estada na Arábia Saudita e já como adjunto de André Villas-Boas passou pelo Tottenham e pelo Zenit.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:14

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D




Cristiano Ronaldo