Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Fotografia com história dentro (256)

O Vidigal

Leão Zargo, em 18.07.21

SCP VSC 1999-00 1-0 CN 30ª jornada 16.4.2000.jpg

Em 1999-00 o Sporting fez quase a quadratura do círculo para finalmente conseguir conquistar o desejado título de campeão nacional. Na 7ª jornada estava em 4º lugar a 7 pontos do Benfica, na 10ª em 6º lugar a 5 pontos, mudou de treinador, fez as célebres contratações de Inverno, reorganizou-se com uma linha vertical de baliza a baliza com Schmeichel, André Cruz, Vidigal, Pedro Barbosa e Beto Acosta. Com eles em campo houve comando, estabilidade, segurança, criatividade e eficácia e os leões puderam jogar alto no terreno. O Sporting podia não ter os melhores jogadores, mas tinha a melhor equipa.

Deste grupo de jogadores imprescindíveis, o de Luís Vidigal poderá ser o menos referido pelos adeptos, apesar da sua função essencial para a coesão da equipa leonina. Conseguia empolgar mesmo o adepto mais frio, fazendo recordar Oceano Cruz, o seu ídolo. Era um “artista” na função de médio defensivo, sem virtuosismos técnicos, mas a entrega ao jogo e o bom posicionamento em campo proporcionavam estabilidade e eficácia à manobra da equipa. Jogando com intensidade, mais do que agressividade, foi sempre determinante na organização e na transição, com ele no meio campo o Sporting parecia que estava a jogar em superioridade numérica.

A fotografia refere-se ao jogo Sporting 1 - Vitória de Guimarães 0, na 30ª jornada. Acosta, o “matador” de serviço, marcou aos 11 minutos, os vimaranenses pressionaram à procura do empate, e Vidigal foi grande a ajudar a segurar a vitória e manter o FC Porto à distância de dois pontos.

publicado às 14:30

Luís Vidigal recruta para o Nápoles

Rui Gomes, em 29.03.16

 

joao_mario_e_gelson_martins_foto_antonio_cotrim_lu

 

O Nápoles tem em Luís Vidigal, antigo jogador do Sporting e internacional português, um bom aliado na prospecção de jovens jogadores em Portugal. Esta terça-feira, em entrevista ao site IamNaples.it, o ex-leão garante já ter referenciado vários jovens de qualidade para a equipa napolitana.

João Mário, Gélson Martins e Rafa são alguns dos nomes avançados por Vidigal. De acordo com o antigo futebolista, "em Portugal, há vários jogadores interessantes, mas, neste momento, já são muito caros e é necessário algum poder de antecipação para chegar até eles".

 

Vidigal, que actuou pelo Nápoles, abordou ainda a época do conjunto italiano. "Este ano, o Nápoles está na luta e não está a ser um passeio para a Juventus, como no ano passado. Vai ser até ao fim e espero ver o Nápoles campeão", afirmou.

 

Interessante, a prospecção de jovens talentos por antigos jogadores. Creio que é essa a função de momento no Sporting de Manuel Fernandes mas, para ser sincero, desconheço se há mais alguns ex-jogadores nesse desempenho. Em tempos, chegou a constar alguma participação por parte de André Cruz e até Acosta, mas não há indicações concretas de estarem no activo nesta altura.

 

publicado às 14:15

 

O que já tem aqui surgido em comentário pelos devotos apoiantes do presidente Bruno de Carvalho é que a aprovação que muitos sportinguistas dão à continuidade de Marco Silva por mais um ano, serve pura e simplesmente para fazer oposição ao grande líder. Isto, aparentemente, partindo do pressuposto que quem assim reflecte não o faz com objectividade, não age independentemente e, sobretudo, não tem os melhores interesses do Sporting em mente.

 

Não deixa de ser curioso, no entanto, o número de pessoas sem investimento pessoal na decisão que insistem que, nas circunstâncias, e tendo em consideração a época quase finda realizada, o leque de factores que condicionam o nível de competitividade do Sporting, a conduta e desempenho do ainda treinador Marco Silva, a mudança, nesta altura, é um risco que não deve ser assumido pelo presidente do Sporting. E refiro esta pessoa, especificamente, porque me parece claro que o poder de decisão recai sobre ela, exclusivamente.

 

Tudo isto, no entanto, assumindo que não há já um decisão de longa data que visa a saída do técnico, também porque este sentirá que a sua continuidade no Sporting, face à relação com o presidente, é insustentável. 

 

Luís Vidigal é apenas mais um que apoia a continuidade de Marco Silva:

Jose%20Luis-da%20Cruz%20Vidigal.jpg

A mudança de treinador seria um risco muito grande. Não foi uma época fácil mas ainda assim atribuo nota positiva a Marco Silva. Percebeu-se que conseguiu manter sempre os jogadores do seu lado e isso é fundamental para conquistar títulos. O Sporting não está neste momento na corrida pelo título devido ao elevado número de desempates concedidos, resultado de falta de experiência. Há momentos dentro do próprio jogo em que o objectivo da vitória tem de ser o mais importante, por vezes tem de se defender o resultado e penso que nesse aspecto faltou experiência ao Sporting.

 

publicado às 14:59

Frase da Semana

Rui Gomes, em 25.07.14
 

 

 «Estamos na presença de um dos melhores médios portugueses. Siu um fã dele e eu venho defendendo há muito tempo a presença do João Mário na equipa principal. Não tenho a mínima dúvida que mais cedo ou mais tarde, ele vai ser titular no Sporting e até na Selecção. Marco Silva só tem a ganhar. Ele vai perceber que não é uma questão de aproveitar, mas sim de ter ali um produto muito valioso e terá de ser rentabilizado. O João Mário é uma peça rara no futebol português e quanto mais rápido o Sporting o colocar a jogar, mais depressa vai saber que está perante um diamante que vale muito e que eu espero que fique muitos anos no Sporting.»

 

-    Luís Vidigal    -

 

Observação: Uma melhor recomendação do que esta, por parte do antigo futebolista do Sporting - é impossível. Pela sinceridade das suas palavras, não deixa dúvidas de que acredita totalmente no valor de João Mário. Curiosamente, Leonardo Jardim não demonstrou esse apreço e até com Abel Ferreira houve dificuldades. Esperamos que Luís Vidigal tenha razão e que Marco Silva lhe proporcione a oportunidade de demonstrar a sua mais-valia.

 

publicado às 03:54

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D




Cristiano Ronaldo