Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

O número de mulheres a praticar desporto federado em Portugal está a crescer de forma consistente nos últimos anos e, embora esteja ainda longe de um cenário de igualdade, representam já 30% dos atletas federados.

 

img_920x518$2018_12_25_15_21_54_1487232.jpg

 

De acordo com os mais recentes dados do Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ) a que a Lusa teve acesso, a percentagem de atletas femininas federadas no país atingiu em 2017 os 30%, uma evolução face aos 26% que se registavam em 2014. Entre os 624.001 atletas registados nas federações desportivas, 185.280 eram do sexo feminino, evidenciando um 'salto' face às 141.629 mulheres federadas três anos antes.

Entre as 59 federações observadas, apenas dezasseis registaram entre 2014 e 2017 uma diminuição no número total de praticantes federadas, sendo que somente oito destas assinalaram uma quebra superior a um ponto percentual (p.p.). As modalidades que mais mulheres perderam no período observado foram a motonáutica (-7 p.p.), os desportos de inverno (-5,78 p.p.) e o ténis (-3,71 p.p.).

Tendo em conta as estatísticas do ano passado, as modalidades com maior número de atletas federados do sexo feminino são: natação (com 36.272 mulheres), voleibol (24.365), andebol (19.844), basquetebol (17.038) e ginástica (15.899). 

Importa perceber que, nestas cinco federações, a proporção de mulheres em relação aos homens apenas era inferior a 50% no andebol (39,84%) e no basquetebol (40,75%).

 

Já no que refere à ginástica, o domínio é avassalador, com uma percentagem de 86,82 nos atletas registados na federação, enquanto natação e voleibol contabilizaram 55,38 e 55,11%, respectivamente.

Em termos relativos, o crescimento mais significativo desde 2014 vai para a federação de patinagem (12,8 p.p.) -- que inverteu a relação de forças e tornou as mulheres no 'sexo forte' da federação (8.539 contra 7.353). Já em números absolutos, o maior crescimento pertenceu à natação: de 10.597 mulheres em 2014 passaram a 36.272 em 2017.

A esfera olímpica é um dos vectores do crescimento da participação feminina no desporto. Segundo o IPDJ, dos Jogos Olímpicos Pequim2008 para o Rio2016, a representação das mulheres nas respectivas missões subiu de 30 para 45%. Tóquio2020 pode até reforçar essa realidade, pois a participação actual no plano de preparação olímpica cifra-se em 55%.

Quanto à federação de futebol, que integra ainda o futsal, é única a superar a fasquia dos cem mil atletas (167.986 homens), as mulheres federadas são já 8.363. Um incremento assinalável face às 6.007 do ano 2014, mas que revela ainda um peso muito relativo: 4,74% dos praticantes federados, apesar do crescimento da selecção feminina, que em 2017 se estreou num Europeu. 

Assim, a evolução recente dita que perto de um terço dos desportistas federados sejam mulheres. A promoção da igualdade de género transcende, inclusivamente, os registos de praticantes federados, sendo visível a participação feminina noutras áreas do movimento associativo, seja na condição de árbitras, treinadoras ou dirigentes.

 

Reportagem da Agência Lusa

 

publicado às 03:00

 

mw-860.jpg

 

O antigo capitão do Sporting Pedro Barbosa disse esta segunda-feira que as acusações do seu antigo treinador Augusto Inácio são "falsas e caluniosas" e anunciou que vai processar o agora comentador.

 

Este domingo, em entrevista publicada na Tribuna Expresso (leia ou releia AQUI), Inácio revelou que Barbosa quis perder, de forma propositada, um jogo contra o Benfica: "Fez-me a cama no Sporting. Fez tudo para perdermos por 3-0 na Luz".

 

Barbosa, que jogou no Sporting durante 10 anos, acusou o antigo técnico, que o orientou nas épocas de 1999/2000, na qual se sagraram campeões nacionais, e 2000/2001, de prestar "declarações falsas e caluniosas", não só à Tribuna Expresso, mas também, antes, ao Observador e ao podcast 'online' Sporting160, entre 27 de Janeiro e 25 de Fevereiro.

 

Entre as acusações de Inácio, está a crítica a Barbosa por ter agido contra os interesses do Clube, incluindo ter forçado uma expulsão num Benfica-Sporting (3-0) em 2000/2001, entre outros momentos, que, considerou o antigo técnico, funcionaram para o afastar do comando técnico da equipa 'verde e branca'.

 

"Após dezoito anos, e do nada, Augusto Inácio vem, incompreensível e gratuitamente, tecer considerações inverídicas e maldizentes", afirmou o antigo internacional, num esclarecimento enviado à Lusa.

 

O jogador considera que as menções "deturpam" a sua imagem por "ofensas verbais, de falsidades óbvias, de insinuações infundadas e, até, de situações inventadas" que não afectam "toda a dedicação demonstrada enquanto atleta", surgindo "só para justificar a chicotada psicológica de que foi alvo e da qual, pelos vistos, nunca recuperou".

 

Barbosa lembra os anos como jogador e depois como dirigente ao serviço dos 'leões' e acusa Inácio de "uma miserável, raquítica, impotente e torpe tentativa de deturpação do trabalho sério e honesto de uma vida, falsificando a realidade e fomentando intriga desnecessária e verdadeiramente fora de época".

 

Pedro Barbosa, também ele a trabalhar como comentador desportivo, explicou ainda que vai accionar "todos os mecanismos legais", incluindo os tribunais, "para repor a verdade e o bom nome".

 

Reportagem de jornal Expresso e agência Lusa.

 

publicado às 12:00

 

madeirarodrigues1.jpg

 

O candidato à presidência do Sporting, Pedro Madeira Rodrigues, deslocar-se-á em breve a vários países árabes, onde diz ter vários investidores dispostos a investir, cujos rostos pretende apresentar antes das eleições.

"Vou agora a vários países árabes para contactar com investidores dispostos a apoiar o Sporting de várias maneiras, uma delas passa pela recompra da Academia. Mas temos ideias que passam também por investir no 'naming' do estádio de Alvalade, no pavilhão e na própria Academia", disse, em entrevista à Agência Lusa, Madeira Rodrigues, que promete apresentar esses investidores antes do dia 4 de Março, ao contrário da actual Direcção, que "tem um investidor de 18 milhões que ninguém sabe quem é".

 
O candidato à presidência dos leões mostra-se, de resto, preocupado com a situação financeira do Sporting, "por mais que a actual Direcção diga que é fantástica", por vários sinais que indicam o contrário, como a forma como foram "despachados à pressa vários jogadores do plantel, pela venda de Montero há um ano e pela antecipação de receitas, como foi o caso do recente contrato feito com a Macron".

Madeira Rodrigues interroga-se: "Como é possível renovar um contrato como este a um mês das eleições? Só se explica com dificuldades financeiras ou de tesouraria. Caso contrário, a explicação seria mais grave."

Por isso, não tem dúvidas de que o Sporting precisa destes investidores árabes, que "sabem olhar as contas e são racionais", e diz que os mesmos, a quem mostrou "o que é o Sporting", acreditam nele e na sua equipa".

"Acreditam e revêm-se em nós, porque lhes mostrámos o que é o Sporting, lhes falámos de Cristiano Ronaldo, da nossa formação, dos nossos recentes campeões europeus formados no clube. Eles percebem que o Sporting é um projecto de futuro", acrescentou Madeira Rodrigues, que quer "atrair outros investidores e tratar melhor os actuais, que têm sido muito maltratados pela actual Direcção".

Sem querer revelar o nível de investimento árabe que espera, o candidato pretende canalizar essas verbas "para tornar a equipa de futebol mais competitiva", sem, no entanto, gastar tanto como a actual Direcção, mas cedendo "muito mais meios" ao próximo treinador "do que aqueles que foram dados a Leonardo Jardim e a Marco Silva".

Desafiado a revelar a identidade dos investidores em causa, Madeira Rodrigues disse que alguns deles "não querem aparecer para já", mas que outros, "que não se importam de dar a cara", irão ser apresentados antes de 4 de Março.

Questionado sobre a actual situação financeira, reconhece que a passagem de Bruno de Carvalho pelo Sporting "foi muito importante, especialmente no primeiro ano", embora confesse que achava, a princípio, que a sua chegada à presidência "seria um grande risco para o clube".

Não tem pejo algum em elogiar o actual presidente, ainda que "tivesse a 'papinha' da reestruturação financeira toda feita por José Filipe Nobre Guedes", ex-vice da área financeira de Godinho Lopes: "Ele poderá explicar tudo o que fez se o quiser entrevistar, com a colaboração de algumas pessoas ligadas a Bruno de Carvalho que estão no Conselho Leonino e na sua comissão de honra e que prepararam muito bem esse dossier. Há ali coisas muito inteligentes e bem feitas, que protegem o Sporting."

"O problema é que depois descambou com o treinador Marco Silva, com o salário milionário de Jorge Jesus e com a duplicação do orçamento de um ano para outro, além de outro aumento de 30 por cento que é insustentável", referiu Madeira Rodrigues, para quem Bruno de Carvalho "perdeu a cabeça" com as vendas de João Mário e Slimani e "desatou a gastar à maluca".

Confrontado com a redução significativa dos passivos totais consolidados da SAD de 442 milhões de euros em 2013 para 335 milhões em Junho de 2016 no mandato de Bruno de Carvalho, o candidato alega haver nesse exercício "contas complicadas e uma excessiva empresarialização do Sporting que afastou os sócios".

"O Sporting corre o risco de perder a maioria do capital da SAD com as VMOC's (Valores Mobiliários Obrigatoriamente Convertíveis). Quando comecei a estudar as contas do Sporting pensei que, com quarenta e poucos milhões de euros, iríamos conseguir manter a maioria de capital, mas agora, feitas novas contas, vamos precisar, afinal, de 67 milhões daqui a dez anos para alcançar esse objectivo", explicou Madeira Rodrigues, que promete colocar a sua equipa a trabalhar neste dossier depois de ser eleito.

O candidato não vê como é que o actual presidente pode cumprir a promessa de comprar as VMOC´s: "Vai comprá-las como? Com a gestão que está a fazer não vai de certeza. Está a cometer os mesmos erros do passado e que tanto criticávamos. Naturalmente que faz parte da estratégia de um clube formador vender jogadores, mas temos de ser capazes de ter as contas equilibradas sem precisar disso, e aí podermos negociar melhor essas vendas".

"Se as contas fossem tão boas, como ele diz, então foi ainda mais grave a venda do Montero em Janeiro do ano passado. Vender um jogador que estava com 'pé quente', que entrava e marcava, e que resolveu vários jogos, mesmo sendo suplente, para o trocar pelo Barcos, é de quem não percebe nada de futebol", insistiu Madeira Rodrigues, para quem "o Sporting pode ter perdido o campeonato da época passada por causa disto".
 
 
Agência Lusa
 

publicado às 11:00

 

Iliga.png

 

O Sporting defende hoje a liderança da I Liga portuguesa de futebol na recepção ao Moreirense, na 13.ª jornada, já depois de conhecer o desfecho do jogo do FC Porto, o seu mais directo perseguidor, no terreno do Nacional.

 

Um dia após o triunfo do Benfica sobre o Vitória de Setúbal, no Bonfim, Sporting e FC Porto procuraram repor distâncias para os bicampeões nacionais, que venceram o seu quinto jogo seguido e colocaram-se a cinco pontos dos 'leões' e a três dos 'dragões', tendo ainda um jogo em atraso, com o União da Madeira.

 

Com o regresso de Teo Gutiérrez, autor de um dos golos na vitória sobre o Besiktas (3-1) que valeu a continuidade na Liga Europa, o Sporting apresenta-se praticamente na máxima força para tentar a sétima vitória seguida, perante um Moreirense que segue em 14.º mas não perde há quatro jornadas.

 

No Funchal, o FC Porto, eliminado da Liga dos Campeões na quarta-feira, com uma derrota em Londres perante o Chelsea (2-0), procura regressar aos triunfos, mas terá de inverter a tendência das últimas duas épocas, em que não ganhou na Choupana. Além disso, apresenta-se sem o lesionado André André num terreno onde a equipa madeirense já leva cinco jogos sem perder.

 

No outro jogo do dia, o Sporting de Braga vai tentar descolar novamente do Rio Ave (5.º) e dar mais conforto ao seu quarto lugar, procurando para isso um triunfo em Tondela, último classificado, que jogará pela primeira vez sob o comando de Petit, ex-treinador do Boavista.

 

Depois de iniciar a época com o técnico Vítor Paneira, que cedeu o cargo a Rui Bento, o Tondela apresenta agora Petit como treinador para tentar mudar de rumo no seu campeonato de estreia no primeiro escalão - a única vitória aconteceu na terceira jornada.

 

A 13.ª jornada, que se prolonga até segunda-feira, dia do Académica-Belenenses, já tem 25 golos em cinco jogos, uma contabilidade para a qual o Paços de Ferreira contribuiu com uma goleada de 6-0 sobre o União da Madeira, enquanto o Vitória de Guimarães-Marítimo terminou com sete golos e um resultado favorável aos visitantes (3-4).

 

 

Agência Lusa

 

publicado às 14:11

Sporting continua ao "ataque" !

Rui Gomes, em 06.02.14
 


Segundo a agência Lusa, o Sporting remeteu um documento à Comissão de Instrução de Inquéritos da LFPF, em que denuncia o que considera "uma intenção em não cumprir as regras, propósito muito claro em não subir ao relvado às horas regulamentares, com dolo directo, a Porto SAD quis chegar atrasada. Foi toda a equipa que não compareceu a horas. Todos os jogadores, todos os técnicos e todos os demais elementos que, em conjunto se deixaram ficar para trás.»

Não querendo ficar por aqui, no documento assinado pelo advogado Pedro Solano de Almeida, o Sporting ainda acusa a Porto SAD de ter um comportamento que pode ser constituído como um "avassalador ataque à LFPF, à sua reputação e credibilidade, por quem sempre se mostrou opositora da presidência da LPFP e da própria Taça da Liga.»

Para sublinhar a sua indignação para com a ocorrência, o Sporting não poupa palavras: «A manigância da Porto SAD é uma zombaria indisfarçada da credibilidade da própria LPFP, mas também dos seus adversários.»

E assim continua a "guerra", com o processo agora perante o relator do Conselho de Discplina da Federação Portuguesa de Futebol e, quase garantido, um recurso no horizonte para o Conselho de Justiça da FPF.

O artigo completo da agência Lusa pode ser lido aqui.

 

publicado às 18:44

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo


subscrever feeds