Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Foto do dia

Rui Gomes, em 17.11.18

 

image (2).jpg

O novo treinador do Sporting, Marcel Keiser, juntou-se ao presidente

Frederico Varandas na 37ª edição da Gala dos Rugidos do Leão, em Leiria.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:01

O primeiro treino de Marcel Keizer

Rui Gomes, em 14.11.18

 

download.jpg

 

Marcel Keizer orientou esta terça-feira o primeiro treino na qualidade de treinador da equipa principal do Sporting. O técnico holandês chamou Euclides Cabral, atleta da equipa sub-23, e não contou com Rodrigo Battaglia, que se encontra a recuperar de cirurgia, e Ristovski, entregue ao departamento clínico para tratamento e recuperação. 

 

Sebastián Coates, que não treinou devido a mialgias, ficou em Portugal nesta data FIFA após entendimento entre os departamentos médicos do Sporting e da seleção do Uruguai. Diaby foi dispensado pelo seleccionador do Mali, por isso também permaneceu no país.

 

Mais ausências, devido a jogadores ao serviço das respectivas selecções: Bruno Fernandes (Selecção A), Luís Maximiano e Miguel Luís (Sub-20), Marcus Acuña (Argentina) e Lumor (Selecção do Gana).

 

Os jogadores utilizados na partida frente ao Chaves fizeram trabalho de recuperação e os restantes treinaram no relvado.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:15

Foto do dia

Rui Gomes, em 13.11.18

 

img_920x519$2018_11_12_17_51_29_1471432.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:00

 

marcelkeizer8.jpg

 

Marcel Keizer foi apresentado oficialmente esta segunda-feira, em Alvalade. Eis algumas das suas considerações:

 

Primeiras impressões: "As primeiras impressões foram muito boas. A chegada foi um pouco confusa, mas tudo correu bem. Vi o jogo ontem, vi muito espírito e muita energia por parte dos jogadores, gostei. As pessoas no Sporting são muito acolhedoras".

 

Jogo contra o Chaves: "Todos os treinadores tem a sua própria filosofia quando olha para o futebol. Como disse, o espírito e a energia dos jogadores foi fantástica. A equipa esteve muito bem. Ainda temos uns pontos a melhorar, mas o espírito e a energia foram muito bons".

 

Este é o maior desafio da carreira? "Quando vi a cidade de Lisboa e a dimensão do clube do Sporting, considero que este é um desafio grande para mim, sim".

 

O que já viu do Sporting? "Vi alguns jogos na semana passada. Gostei da equipa, dos jogadores. Diria que a minha filosofia é de ataque, mas também tentar praticar pressão alta".

 

O que pensou quando recebeu o convite do Sporting? "Quando o Sporting quer falar contigo, tu ouves. Foi uma honra falar com o presidente e a partir daí foi tudo muito rápido. Agora estou aqui, numa conferência de imprensa pelo Sporting".

 

O que é que o presidente lhe pediu? "É claro que quando jogas ao mais alto nível, queres conquistar títulos e vês se consegues tornar esta equipa numa equipa muito boa. Estivemos bem contra o Arsenal e queremos continuar assim, com bom futebol. Depois vemos o que vai acontecer".

 

Achava que iria conseguir chegar a um clube como o Sporting? "Há dois anos, talvez não. Há um ano, sim. Para já estou feliz por estar aqui, é bom ser o treinador de um clube tão importante como o Sporting".

 

Antes das primeiras palavras do novo treinador, o presidente Frederico Varandas fez uma curta declaração sobre a opção tomada:

 

"O que tem vindo a guiar esta Direcção é defender os superiores interesses do Sporting. Decidimos em função do que é melhor para o Clube e não em função do que é popular ou em função do que nos proteja como Direcção. A escolha deste treinador assenta nestes princípios. Não escolhemos em função da nacionalidade, nem em função de um nome que podia dar-nos cobertura política.

 

Os princípios que um treinador do Sporting tem de ter são competência técnica, liderança, gestão grupo e comunicação. Como tal, entendemos que Marcel Keizer tem o melhor perfil para agarrar este projeto. É jovem, ambicioso, apaixonado pelo que faz, não tem medo de apostar em jovens e tem um futebol atractivo e dominador.

 

A futura equipa técnica do Sporting ainda está a ser pensada e nos próximos dias ficará fechada. Estamos a arrumar a casa desde o dia 8 de Setembro, mas ainda falta muito. Já começamos na Academia, no departamento médico, scouting, agora na equipa técnica, pensamos que em Janeiro teremos a casa arrumada.

 

Também quero deixar um especial agradecimento a José Peseiro e Tiago Fernandes pelo que fizeram pelo Clube".

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:05

 

download (1).jpg

 

Marcel Keizer chega este domingo a Lisboa, a tempo de marcar presença em Alvalade para assistir ao desafio com o Chaves, a partir das 20h00. Será apresentado oficialmente na segunda-feira.

 

Keizer, de 49 anos, chega aos 'leões' naquela que será a sua segunda experiência fora da Holanda, onde treinou clubes como o Telstar, Emmen, Cambuur e Ajax.

 

O técnico holandês, que orientava o Al Jazira, dos Emirados Árabes Unidos, sucede assim a José Peseiro, que deixou o comando técnico do Sporting em 01 de Novembro, após a derrota por 2-1 na recepção ao Estoril Praia, para a Taça da Liga.

 

img_920x519$2018_11_11_13_11_53_1470871.jpg

Na chegada a Lisboa 

 

Para o início da sua aventura no Sporting, Marcel Keizer não poderá contar com alguns dos internacionais, casos de Coates, Acuña e Bruno Fernandes. Além destes três elementos nucleares na estratégia leonina, também Maximiano, Lumor, Miguel Luís e Diaby estarão ausentes dos trabalhos da próxima semana.

 

Nesse sentido, Marcel Keizer irá aproveitar a ocasião para avaliar não só a qualidade do plantel principal, como também o potencial de alguns jovens formados na Academia. Thierry Correia, Daniel Bragança ou Elves Baldé são, nos dias que correm, os mais promissores activos que podem sair das camadas jovens do Sporting. Terá agora a palavra Marcel Keizer.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:32

Sporting oficializa Marcel Keizer

Rui Gomes, em 09.11.18

 

xxl.jpg

 

A Sporting SAD oficializou, esta quinta-feira, a contratação de Marcel Keizer como o novo treinador.

 

Em comunicado enviado à CMVM, a SAD confirmou a chegada do técnico holandês a Alvalade, consumada que está a desvinculação do Al Jazira, clube dos Emirados Árabes Unidos.

 

Keizer assina um contrato válido duas épocas e meia, ou seja, válido até ao Verão de 2021. Não há ainda indicação quanto a uma eventual apresentação oficial.

 

Eis o comunicado enviado pelo Sporting à CMVM:

 

"A SPORTING CLUBE DE PORTUGAL – FUTEBOL, SAD, vem, nos termos e para efeitos do cumprimento da obrigação de informação que decorre do disposto no artigo 248º-A do Código dos Valores Mobiliários, informar que chegou a acordo com Marcel Keizer para a celebração de um contrato de trabalho desportivo como treinador da sua equipa principal sénior de futebol, válido de 12 de Novembro de 2018 até ao dia 30 de Junho de 2021". 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:33

Marcel Keizer 'update'

Rui Gomes, em 08.11.18

 

hoofdbeeld.jpg

 

Marcel Keizer já rescindiu com o Al Jazira e está livre para assinar pelo Sporting, de acordo com a imprensa dos Emirados Árabes Unidos.

 

O Sporting chegou a acordo com o clube árabe e o treinador holandês, de 49 anos, é um treinador livre. O jornal "Emaratalyoum" revela que o Sporting pagou a cláusula de rescisão, no valor de 500 mil euros, e que Keizer aceitou a proposta dos leões. "Ele vai para o Sporting, pois recebeu uma grande oferta", confirma fonte do Al Jazira.

 

Só falta, então, Marcel Keizer assinar pelo Sporting e a oficialização da sucessão a José Peseiro. O técnico holandês deve começar a trabalhar em Alvalade na próxima segunda-feira, no dia seguinte ao jogo com o Desportivo de Chaves.

 

Para já, Tiago Fernandes continua no comando técnico do Sporting. O treinador interino orientará a equipa na visita ao Arsenal, na quinta-feira, para a Liga Europa, e na recepção ao Chaves, domingo, para o campeonato.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:33

Marcel Keizer para breve

Rui Gomes, em 07.11.18

 

keiz.jpg

 

A acreditar nas mais recentes informações, o Sporting e Marcel Keizer estão apenas a acertar detalhes e o técnico irá assumir o comando técnico da equipa leonina a partir do próximo dia 12, com um contrato de duas épocas e meia. Hugo Viana e um elemento do gabinete jurídico encontram-se em Abu Dhabi a fim de finalizar o acordo.

 

Por esta ordem de ideias, realizou o seu último jogo pelo Al-Jazira na passada segunda-feira. O Sporting irá pagar cerca de 550 mil euros pela rescisão do seu actual vínculo com o clube dos Emirados Árabes Unidos.

 

Rumores apontam para Rodolpho Correia vir a integrar a equipa técnica, como adjunto. O treinador de 41 anos está actualmente a trabalhar na formação do Al Hilal, da Arábia Saudita.

 

Também se fala em Patrick Greveraars, holandês que já trabalhou no FCPorto, inclusive como adjunto de Jesualdo Ferreira em 2010.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:02

Reflexão do dia

Rui Gomes, em 07.11.18

 

mw-860.jpg

 

André Villas Boas, à margem da sua participação na Web Summit, a decorrer em LIsboa, teceu algumas considerações sobre o despedimento de José Peseiro do comando técnico do Sporting:

 

“É difícil perceber o que vai na cabeça das pessoas quando tomam uma decisão dessas. Para nós, treinadores, quando vemos sair um colega de forma injusta e abrupta, como aconteceu com José Peseiro, sentimos revolta”.

 

Ainda sobre a possibilidade de Marcel Keizer vir a assumir o comando da equipa leonina:

 

"O treinador português é melhor, tem uma cultura mais abrangente, melhor do que a escola holandesa. Para mim, este processo é uma surpresa".

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:01

 

image.jpg

 

O guarda-redes português Miguel Santos, actualmente ao serviço dos romenos do Astra Giurgiu, teve ocasião de defrontar Marcel Keizer durante a sua estada de ano e meio na Holanda e quando este era o técnico da equipa B do Ajax. Eis algumas considerações suas sobre as ideias de jogo do provável novo treinador do Sporting:

 

"O Ajax B era uma equipa extremamente dominadora, corria riscos, tinha uma saída de bola curta e uma atitude ofensiva muito grande", recordou o guardião luso, em alusão à temporada de 2016/17, em que a formação secundária do clube de Amesterdão terminou a II Liga holandesa em 2.º lugar, com 93 golos marcados (e 54 sofridos) ao longo das 38 jornadas.

 

Foi precisamente o sucesso dessa campanha que levou Keizer à equipa principal do Ajax, onde replicou "o mesmo estilo" exibido na época anterior ao comando dos bês, tendo ajudado a potenciar jovens como os já internacionais holandeses Justin Kluivert, Donny van de Beek, Frenkie de Jong e Matthijs de Ligt.

 

Apesar das diferenças entre o futebol português e o holandês, Miguel Santos acredita que o modelo de jogo do técnico de 49 anos "pode ter sucesso" em Portugal. "Está tudo na confiança, para se correr riscos. Talvez numa equipa B e numa liga secundária haja menos pressão. Mas quando chegas à equipa principal e tens pela frente jogadores mais habilidosos e experientes, cada erro é fatal. Podes pagar mais pelos erros numa I Liga".

 

Sobre o homem Marcel Keizer, Miguel Santos confessa desconhecimento: "Nunca entendi o holandês, por isso sempre estive à parte."

 

Resumo de um artigo de David Pereira, no Diário de Notícias

 

Nota: Já referimos num outro texto aqui publicado, que Marcel Keizer foi despedido do Ajax em Dezembro 2017, após apena seis meses de serviço. Na altura do despedimento o Ajax ocupava o 2.º lugar no campeonato, atrás do PSV Eindhoven, e já levava 51 golos marcados e 16 sofridos, em 17 jogos, uma média de 3 golos marcados por jogo, clara evidência do estilo ofensivo que Keizer aparentemente impõe nas suas equipas.

 

Por qualquer motivo não muito claro, e apesar deste registo, a administração do Ajax não gostou como a equipa estava a ser conduzida. Só isso pode explicar o despedimento, especialmente num campeonato que não é reconhecido pelo seu futebol defensivo.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:00

 

img_920x518$2018_11_05_22_56_05_1468781.jpg

 

Segundo o que está a ser noticiado, Marcel Keizer, em conferência de imprensa após o jogo desta segunda-feira com o Al Wasi, em que ele esteve no banco a orientar a equipa do Al-Jazira, teve isto para dizer sobre a sua hipotética vinda para o Sporting:

 

"Recebi um convite verbal do Sporting para orientar a equipa, mas não uma proposta formal. Por enquanto ainda sou treinador do Al Jazira. Não disse que aceito ou rejeito porque não houve nada formal.

 

Vamos esperar. Não posso comentar mais nada apenas com base num contacto verbal".

 

Vamos ter calma, evitar quaisquer precipitações desmedidas, e aguardar o desenrolar de acontecimentos. Ao fim e ao cabo, o Sporting ainda não se pronunciou sobre Marcel Keizer de modo algum, é tudo obra da comunicação social.

 

Ainda, dando a conjecturar e partindo do princípio que há algo concreto entre o Sporting e o treinador, é muito possível que as suas palavras obedeçam a uma determinada estratégia e/ou a uma necessidade legal relativamente ao clube que o emprega.

 

Não vamos, portanto, criar um furor de contestação, sem real confirmação do que se está a passar.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:03

Marcel Keizer

Leão Zargo, em 05.11.18

 

Marcel Keizer.jpg

 

Marcel Keizer, de 49 anos, é o novo treinador leonino. Desvinculou-se do Al-Jazira e terá assinado um contrato até 2020, mais dois anos de opção, com um salário anual de um milhão de euros, o limite salarial determinado pela direcção presidida por Frederico Varandas. Provavelmente será anunciado depois do jogo com o Arsenal. A sua contratação não se pode dissociar da vinda de João Pedro Araújo, actual responsável clínico do Al-Jazira e o director do departamento médico do Sporting a partir de Janeiro de 2019. Tiago Fernandes será um dos adjuntos.

 

O futuro do Sporting passa, portanto, por Marcel Keizer e por João Pedro Araújo. O técnico holandês terá a missão de reorganizar e coordenar todo o futebol do Clube, da formação ao profissional. Se possui ainda um escasso currículo como treinador, é reconhecido como profundo conhecedor da área da formação e competente na transição dos jogadores para os seniores. Será muito mais do que um mero treinador. O médico vai dirigir a Unidade de Performance considerada um instrumento fundamental do projecto de Varandas para a reabilitação do futebol leonino.

 

O perfil de Marcel Keizer levou-o ao comando da equipa B do Ajax (Jong Ajax) onde contribuiu para o aparecimento de nomes como André Onana, Matthijs de Ligt, Justin Kluivert, Frenkie de Jong e Donny van de Beek, entre outros. Em 2017 passou a orientar o plantel principal do clube de Amesterdão, porque segundo Edwin van der Saar, o director executivo, “conhece os jogadores, a organização e apoia a 100% a nossa filosofia. Além disso, demonstrou na última época [pela equipa B] um estilo de jogo claro e uma excelente performance”. Mas, o afastamento precoce das competições europeias (Nice para a Liga dos Campeões e Rosenborg para a Liga Europa) e a eliminação na Taça da Holanda frente ao Twente ditaram o seu despedimento em Dezembro, poucos meses depois de ter começado. Como sempre, os resultados ditam o tempo de permanência no cargo.

 

Quem conhece o técnico holandês refere que o seu ponto de referência é a escola de formação do Ajax e o seu modelo de jogo. Tal como Peter Bosz, a quem sucedeu em Amesterdão, é um discípulo de Johan Cruijff e as equipas que orienta têm por base o sistema táctico 4-3-3, ocasionalmente com três defesas. Gosta que os seus jogadores façam uma pressão alta e que dominem quando têm a posse de bola. Um futebol ofensivo que procura o domínio do jogo com bola, com muita mobilidade e dinâmica do meio campo para a frente, em que a organização defensiva parece ser o ponto mais problemático. As equipas dele marcam muitos golos, mas também sofrem bastantes. No entanto, Marcel Keizer define-se como um treinador que não se prende a uma determinada táctica: “prefiro antes colocar em prática aquilo que é melhor para a minha equipa”.

 

Desejamos as maiores felicidades a Marcel Keizer e à sua equipa técnica. O seu sucesso será o sucesso do Sporting.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:23

A outra hipótese é Marcel Keizer

Rui Gomes, em 04.11.18

 

243565356435.jpg

 

Marcel Keizer, holandês de 49 anos, neste momento lidera o Al-Jazira, onde chegou em Junho de 2018, tendo assinado um contrato de dois anos.

 

Keizer terminou a sua carreira de jogador em 2002 e abraçou a de treinador em 2007, orientando várias equipas de segundo plano até chegar à equipa B do Ajax em 2016. Foi promovido à equipa principal na época seguinte, com um contrato de dois anos, apenas para ser despedido seis meses mais tarde.

 

Para ser justo, um despedimento deveras estranho, tipo José Peseiro, considerando que a equipa situava-se em 2.º lugar, a cinco pontos do líder PSV Eindhoven. O despedimento surgiu em Dezembro 2017 depois de perder com o FC Twente num jogo da Taça da Holanda, nas grandes penalidades.

 

Confesso que nunca tinha ouvido falar de Marcel Keizer, tanto como jogador ou treinador, até ser associado ao Sporting este sábado. O seu currículo é modesto e não dá para formar uma opinião informada.

 

Se é de facto o alvo preferido de Frederico Varandas, não será mera coincidência que o actual médico do Al-Jazira é João Pedro Araújo, que foi apresentado em Setembro como o futuro chefe do departamento clínico do Sporting.

 

Não pretendo ser injusto para com Marcel Keizer, mas se tivesse de escolher entre ele e Phillip Cocu, não hesitaria nem por um segundo em optar pelo último. Serei um pouco influenciado pela sua brilhante carreira como jogador, mas também por apresentar um currículo impressionante. Além dos anos na selecção holandesa, liderou o PSV a vários títulos nos cinco anos que esteve no clube, inclusive três campeonatos.

 

Será uma posição porventura cínica, mas apesar do entusiasmo natural em acompanhar estes acontecimentos, mantenho a opinião que o problema fundamental do Sporting não é o treinador, por conseguinte, qualquer um serve... ou não.

 

P.S.: Enquanto jogador, Marcel Keizer representou o Ajax durante duas épocas.

 

*** À oitava jornada, o Al-Jazira situa-se no segundo lugar da  UAE Arabian Gulf League, com 4 vitórias e 4 empates.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:18

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D




Cristiano Ronaldo