Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Duarte Gomes.jpg

O Marcos Cruz, há poucos dias, num comentário aqui no Camarote Leonino, referiu-se com justa indignação ao antigo árbitro Duarte Gomes, agora “conceituado” comentador de arbitragens, da seguinte maneira:

«Rui, isto é um bocadinho “off-topic” mas eu queria sugerir-lhe um post sobre o Duarte Gomes, que paulatinamente vai sendo elevado ao estatuto de autoridade máxima na arbitragem em Portugal. (…) Ora, este tipo não tem pejo em contradizer-se de um jogo para o outro, nem faz o mínimo esforço para esconder um ódio ao Sporting que se torna cada vez mais evidente. (…) Eu não me lembro de o ver criticar uma decisão arbitral que nos tenha prejudicado... então quando a questão é, alegadamente, de intensidade no toque, abrindo espaço ao juízo subjectivo, nunca ele nos concede razão de queixa, mas ao contrário a cantiga é outra.»

O Marcos Cruz tem razão... pois, principalmente o Benfica, merece sempre comentários protecionistas. Basta ler os sucessivos artigos que ele escreve na Tribuna Expresso para se perceber que é muito habilidoso na gestão das palavras de acordo com a sua conveniência clubística. A mais celebrada dá pelo nome de “intensidade” que tudo explica e justifica na análise de um penálti. Um troca-tintas, em suma.

Ele tem grande protagonismo na Tribuna Expresso, na SIC, na Rádio Renascença e no A Bola, o que não admira, pois assumiu num Encontro Nacional do Árbitro Jovem, em 2012, que é adepto benfiquista. Trata-se de um bem-falante a resvalar a toda a hora para a prosápia e o autoconvencimento. Curiosamente, por alguma razão, as análises dele são muito citadas em blogues encarnados. No entanto, ainda gostei menos dele como árbitro que nos prejudicou várias vezes, do que agora como comentador.

Como árbitro, teve arbitragens mesmo horríveis em jogos do Sporting, nomeadamente com o “seu” Benfica. Em Novembro de 2013, num dérbi disputado no Estádio da Luz para a Taça de Portugal, foi classificado com uma das notas mais baixas da época (2,4), que “premiou” um péssimo trabalho deveras coroado com a vista grossa que fez a duas grandes penalidades a favor dos leões.

Mas, também com o FC Porto há histórias para contar. Num jogo no Dragão infernizou a nossa equipa, expulsou o treinador Paulo Bento, Polga e Veloso e entrou em conflito verbal com Ricardo Peres, o treinador de guarda-redes. Mas, com o Benfica, era certo e sabido que nos prejudicava de alguma maneira... Há notícias de queixas de várias Direcções do Sporting.

O meu primeiro jogo em Alvalade foi num Sporting-Leixões, em Outubro de 1972, que durou, salvo erro, sete minutos. Os adeptos leoninos não aguentaram as arbitrariedades do senhor Carlos Lopes e invadiram o relvado. Depois disso, mesmo nos jogos em casa, foi um fartar vilanagem de campo inclinado em nosso prejuízo. Apesar do que assisti, por razões estratégicas, não costumo referir-me a arbitragens, prefiro “olhar” para dentro da nossa casa com o foco de melhorarmos nos aspectos directivos, estruturais e competitivos, por exemplo.

O maior sucesso do Sporting CP resultará disso, dessa avaliação do nosso desempenho e da superação de fragilidades ou pontos fracos, de sermos críticos e exigentes connosco e resilientes e solidários em todas as circunstâncias. No entanto, uma coisa é certa, o Marcos foi certeiro e está cheio de razão. Ambos não gostamos de bater na tecla das arbitragens, mas, como se costuma dizer, “quem não sente não é filho de boa gente”!

publicado às 02:29

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


Posts mais comentados



Cristiano Ronaldo