Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Estórias de Alvalade - Marques Pires

Rui Gomes, em 29.06.13

 

Há uma jogada de ataque do FC Porto, a boa é aliviada pela defesa do Sporting e o Keita, que era um cavalão, desata a correr para o contra-ataque. Acaba por ganhar um canto. Eu, que estava na outra área, faço um "sprint" diabólico para me posicionar, mas o canto foi marcado tão rápido que não consegui chegar a tempo. O Keita entra na área e é ceifado pelo Rodolfo e pelo Gabriel. Sinceramente, mesmo atrasado em relação ao lane, pareceu-me que a falta foi cometida dentro da área. Assinalei penalti.

Houve uma grande confusão, o Rodolfo foi expulso por palavras obscenas que me dirigiu e ainda mostrei mais um ou dois cartões amarelos a jogadores do FC Porto. Por sorte, o guarda-redes do FC Porto, Torres, defendeu o penalti marcado por Manuel Fernandes e o jogo acabou empatado 0-0. E digo "por sorte" porque aquela defesa repôs a verdade no jogo. Cometi um erro ! Depois de ver as imagens na televisão constatei que a falta foi cometida fora da área. Se tivesse um buraco tinha-me enfiado !

Esse erro marcou-me para o resto da carreira. Estive dois anos sem apitar jogos do FC Porto. Naquele tempo havia muitas influências... e a bola não entrou, imaginem se tivesse entrado ! Mas ainda bem que não entrou porque. já assim, estive três ou quatro dias sem sair de casa para não ser apontado na rua. Sentia-me envergonhado ! Foi com muita mágoa que disse publicamente: errei !»

 

* Do livro "Estórias d'Alvalade" por Luís Miguel Pereira.

 

publicado às 11:46

Campeonato Nacional-Sporting vs Benfica-28 de Março de 1982 

 

«O jogo cemeçou logo um bocado "coxo". Aos quatro minutos o Carlos Manuel fez um golo de canto directo. Mais ninguém viu, só eu. Nem a própria televisão conseguiu tirar as dúvidas. Vi perfeitamente o Virgílio, de cabeça, a tirar a bola de dentro da baliza do Sporting. Foi a grande confusão! Os jogadores do Sporting caíram-me em cima, e o Manuel Fernandes levou um cartão amarelo.

Entretanto o Sporting empatou e, poucos minutos depois, aconteceu o caso entre Manuel Fernandes e o Bento. O Manel isola-se à entrada da área, o Bento sai-lhe aos pés e fica com a bola. Até aqui tudo normal. O Bento levanta-se e quando toda a gente pensa que ele vai repor a bola em jogo, qual é o meu espanto quando ele volta a trás vai direito ao Manuel Fernands e dá-lhe uma cotovelada. O Manuel Fernandes caiu, fez algum espectáculo, mas nem era preciso porque tinha existido um agressão clara. Nesse momento, o Bento apercebe-se que eu marco penalti, lembra-se e atira a bola pela linha final, porque com a bola fora, o jogo ficava interrompido e não haveria lugar à marcação da grande penalidade, mas sim a um pontapé de canto. Aproximei-me do Bento e disse-lhe: "Já é tarde meu amigo".

O Bento queixava-se de ter sido atingido na cabeça com um pontapé  mas eu, sinceramente, não vi marca alguma. E depois, se o Bento tivesse ficado combalido no chão eu era o primeiro a parar o jogo. O problema é que levantou-se com o único propósito de agredir o adversário. O Jorge entrou para o lugar do Bento, o penalti foi transformado e o Sporting ganhou 2-1.

Nas semanas seguintes não se falou de outra coisa. O Bento até fez algumas insinuações de que eu o perseguia na sua vida particular, só porque ele tinha uma loja no Barreiro que era concorrente da minha. Enfim... coisas próprias das paixões que o futebol desperta. Dois anos mais tarde, em 1984, num Benfica - Sporting que consagrava o Benfica como Campeão Nacional, voltei a cruzar-me com o Bento no Relvado. Já no final do encontro, com a invasão de campo iminente, ele pergunta-me, "falta muito para a gente se pirar ?" "Dois minutos", disse-lhe eu. Mal apitei ele desatou a correr em direcção ao túnel com a bola na mão. Já perto dos balneários esperou por mim e ofereu-me a bola do jogo. Fizemos as pazes.» 

 

* Do livro "Estórias d'Alvalade" por Luís Miguel Pereira.

 

publicado às 15:33

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo