Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mathieu

Leão Zargo, em 06.04.20

Mathieu.jpg

“Evaristo, tens cá disto?” (Vasco Santana, em O Pátio das Cantigas)

publicado às 05:49

publicado às 03:30

Mathieu suspenso por dois jogos

Rui Gomes, em 24.01.20

img_920x518$2020_01_23_17_03_30_1654049.jpg

Jeremy Mathieu foi suspenso por duas partidas na sequência da expulsão diante do SC Braga, anunciou o Conselho de Disciplina da FPF.

Segundo o comunicado desta quinta-feira, o defesa francês foi sancionado devido a uma agressão a Ricardo Esgaio, na sequência da entrada fora de tempo junto à linha lateral.

Para além de Mathieu, o Sporting viu ainda Yannick Bolasie e Eduardo serem suspensos, neste caso cada um com uma partida. O congolês é sancionado pela falta que motivou a sua expulsão, ao passo que o médio brasileiro tem uma partida de castigo em face do seu envolvimento na confusão da qual resultou o cartão vermelho a Mathieu.

De resto, deste encontro resultou ainda uma multa global de 5508 euros: 408€ pelo atraso no início do jogo e 5100€ pelo facto de nenhum elemento do Sporting ter comparecido na zona de entrevistas rápidas pós-jogo.

O Sporting já anunciou que vai recorrer do castigo aplicado a Mathieu e, em princípio, também do de Bolasie.

publicado às 02:47

img_920x519$2020_01_22_00_45_36_1653385.jpg

A mão direita de Paulinho (SC Braga) nas costas de Mathieu com a bola já a caminho. Mathieu protestou, mas em vão. Talvez ajude a explicar a sua abordagem a Ricardo Esgaio um pouco mais tarde.

Onde estava Artur Soares Dias (VAR) neste lance, depois de se 'esgrimir' para expulsar Bolasie?

publicado às 04:01

mathieu7.jpg

O central francês Jérémy Mathieu considera que o Sporting não é o favorito hoje na meia-final da Taça da Liga de futebol, com o factor casa a ser mais favorável ao SC Braga:

“Creio que o Sporting de Braga é mais favorito do que nós, joga em casa, mas nós, como sempre, queremos ganhar e vamos tentar dar o máximo possível”.

Mathieu, de 36 anos, que chegou ao Sporting em 2017/18 e conquistou as duas últimas Taças da Liga, primeiro diante do Vitória de Setúbal e depois com o FC Porto, ambas nos penáltis, reconhece que não tem sido um ano fácil:

“Ganhámos a Taça em dois anos, e acabámos, nesta mesma fase da época, por ganhar, por termos mais confiança para o futuro. Tornou-nos mais fortes, vamos ver se acontece o mesmo este ano”.

Um momento, recorde-se, em que o Sporting já não está na Taça de Portugal e está a 19 pontos da liderança na I Liga.

Já Wilson Eduardo, jogador formado no Sporting CP que actua pela equipa minhota, tem, naturalmente, uma outra perspectiva:

"O ano passado tivemos a meia-final contra o mesmo adversário, acabámos por perder nos penáltis, esperemos que este ano, durante os 90 minutos, consigamos a vitória.

Soubemos o que é a vivência destes dias aqui na cidade, o que isto atrai, e agora este ano esperamos que - sendo a última - possamos erguer a Taça no sábado, dia 25”.

publicado às 13:30

Julgamento de Alcochete (12)

Rui Gomes, em 10.12.19

img_920x519$2019_12_09_09_32_29_1636580.jpg

Na décima sessão do julgamento no Tribunal de Monsanto sobre a invasão à Academia Sporting, três jogadores testemunharam por vídeoconferência: 

Luís Maximiano

"Vasco Fernandes (era o secretário técnico) tentou fechar a porta do balneário, mas foi empurrado, e entraram muitas pessoas com máscara, com capuz e foram em direcção ao William, Rui Patrício, Misic, Bataglia, Montero e Acuña.

Fiquei tão bloqueado, atrapalhado... que fiquei mesmo sem reacção. Houve pânico e muita confusão. Entraram e começamos a perceber que era algo mais grave. No interior do vestiário estava praticamente todo o plantel e Bas Dost encontrava-se no corredor.

Não houve conversas, os elementos entraram e começaram as agressões a alguns dos colegas. O William levou um murro e o Rui também. O Bataglia e o Montero levaram com um garrafão de água. O Montero levou um estalo. O Misic levou com um cinto na cara e o Acuña levou uns pontapés e um murro.

Foram arremessadas, pelo menos, duas tochas, uma das quais atingiu na barriga o então preparador físico Mário Monteiro.

Ainda se ouviu um dos elementos dizer 'não ganhem domingo, que vocês vão ver'.

Estive na reunião do dia anterior, com todo o plantel, dirigentes e o presidente Bruno de Carvalho, e este disse que 'tinham acontecido algumas coisas com a claque na Madeira e que era preciso resolver essa situação. Que tinha falado com o chefe da claque e não era uma situação fácil, mas que a mesma teria de ser resolvida em família'".

Wendel

"Estava sozinho no ginásio da Academia quando ouvi uma multidão. Não vi caras e vinham a correr. Sim, todos tinham as caras tapadas. Fui avisar o balneário. Não me recordo de quem fechou ou mandou fechar a porta do balneário.

Entre 20 a 30 entraram no balneário, estavam todos de cara tapada. Disseram que não éramos jogadores para o Sporting e mandaram-nos tirar a camisola.

Misic foi atingido por cinto nas costas e William com 'tapas' na cabeça e eu levei uma bofetada com a mão aberta. Demoraram cerca de 5 minutos e saíram ao mesmo tempo. Fiquei com a ideia que o alarme de incêndio disparou devido ao fumo das tochas. Fiquei com muito medo que voltasse a acontecer".

Wendel respondeu "não me recordo" à maioria das questões dos advogados e no final da audição a juíza Sílvia Pires fez referência a isso mesmo:  

"Espero que futuramente não tenha tantos problemas de memória". afirmou, desejando-lhe ainda felicidades para a carreira. O futebolista agradeceu com um "tá bem, obrigado!".

Mathieu

"Naquele dia liguei logo para a minha mulher, porque não sabia se ia voltar a casa. Este episódio vai ficar para sempre na minha memória. Ainda hoje no final dos jogos me lembro deste episódio muito forte, tenho medo que volte a acontecer.

A maioria dos invasores que participou nas intimidações estava completamente fora de controlo. Ficaram duas pessoas em frente à porta e com eles lá não pudemos sair. Tivemos de ficar no interior do balneário.

Eu também estava no balneário quando entraram entre 20 a 30 pessoas, apesar de o Vasco Fernandes ter tentado fechar a porta, mas já era demasiado tarde, pois os elementos encapuzados forçaram a entrada e dirigiram-se a alguns jogadores para os agredir.

Vi o Acuña e o Misic a serem agredidos. O Acuña foi o primeiro que vi a ser agredido com golpes no rosto, por duas ou três pessoas que estavam de volta dele. Depois vi o Misic a ser agredido com um cinto, nas pernas e nas costas.

Assim que entraram no vestiário, os elementos procuraram quatro jogadores: William Carvalho, Rui Patrício, Battaglia e depois Acuña.

Acredito que eu não era um dos alvos, pois não fui agredido, mas senti medo no meio da muita confusão e agitação"

Questionado por Miguel Fonseca, advogado de Bruno de Carvalho, um dos 44 arguidos no processo, Mathieu disse que "o [à data] médico Frederico Varandas, após a confusão foi ao balneário ver os jogadores".

Na véspera do ataque, houve uma reunião na Academia entre o plantel e directores, incluindo o presidente. Em reuniões anteriores ele mostrou-se agitado com o Rui Patrício e William Carvalho, mas neste encontro falou de forma calma e pousada, dizendo que eram uma família.

Quando se referiu aos incidentes no Aeroporto da Madeira, Bruno de Carvalho falou nos nomes do Battaglia e do chefe da claque.

Não respondi aos adeptos na Madeira, mas houve colegas que responderam e isso criou alguns momentos de tensão. Considero-me inteligente demais para não responder a essas coisas, mas houve quem respondesse".

2019-12-10.png

Rúben Gonçalo Marques já foi identificado como o agressor do cinto a Bas Dost, Misic e William Carvalho.

Artigo de Sérgio Krithinas em Record:

"Já passou mais de um ano e meio sobre o ataque à Academia, mas os relatos que agora se ouvem em tribunal, com particular destaque para os dos jogadores, ajudam a compor todo um retrato que poucos imaginavam ser possível em Portugal. Os testemunhos de Mathieu, Wendel e Luís Maximiano têm pelo menos em comum uma palavra: medo.

E só quem lá estava no dia, num local intocável como deveria ser um balneário, pode ter a verdadeira noção do terror daqueles minutos. Por muito que haja quem queira mudar a história e escrevê-la a partir das consequências do ataque à Academia, nomeadamente as rescisões, há um facto que ninguém pode negar: aqueles jogadores, treinadores e demais elementos do staff que lá estavam foram as vítimas".

publicado às 03:03

Foto do dia

Rui Gomes, em 13.07.19

66356963_10156089889746555_2526383721527902208_o.j

Jérémy Mathieu e Joelson Fernandes - experiência e juventude

publicado às 04:00

Foto do dia

Rui Gomes, em 27.06.19

as2i9842.jpg

Dois "velhos" amigos no dia de apresentação ao trabalho

publicado às 16:36

Mathieu e Renan galardoados

Rui Gomes, em 26.05.19

download.jpg

Jérémy Mathieu e Renan Ribeiro receberam os prémios de "Homem do Jogo" e de "Fair-Play", respectivamente, no final da partida no Jamor.

Mathieu

"Obrigado a todos. Foi um jogo muito tenso e difícil para nós. Voltar aqui para ganhar esta Taça é incrível para este grupo".

Renan

"Tenho um treinador muito chato. [Risos] Sou muito grato ao Nélson [Pereira], que me motiva e me torna um atleta melhor todos os dias. Treino força, explosão, concentração. Graças a ele e a Deus consegui fazer essa defesa".

publicado às 04:16

"Temos de falar no balneário"

Rui Gomes, em 20.01.19

 

img_920x518$2019_01_19_20_11_40_1495570.jpg

 

Jérémy Mathieu a manifestar alguma preocupação no seu comentário no final do jogo com o Moreirense:

 

Análise ao jogo: "Foi uma partida difícil, complicada. O mais importante é a vitória. Não tenho palavras. Temos de falar no balneário. Tivemos posse de bola na primeira parte, mas na segunda parte não jogámos muito."

 

Cansaço com o acumular de jogos? "Há um pouco de cansaço, de tudo. Jogamos de três em três dias e às vezes é difícil. Esta noite foi difícil. Temos de recuperar bem porque temos muitos jogos importantes pela frente."

 

Na luta por quatro competições? "Vamos lutar por tudo. Estamos bem e vamos ver o que acontece."

 

publicado às 03:03

Foto do dia

Rui Gomes, em 13.01.19

 

doc2019011225394710manueldealmeida_7151606746f.jpg

Jérémy Mathieu e Moussa Marega

 

publicado às 03:30

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo


subscrever feeds