Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



As Notas de Julius 2021/22 (14)

Julius Coelho, em 24.10.21

Nesta rubrica, o leitor tem a oportunidade de apreciar - e se entender, criticar as notas (0-6) que eu atribuí aos jogadores do Sporting CP e a outros intervenientes do jogo com o Moreirense da 9.ª jornada da Liga BWIN, que resultou numa vitória leonina por 1-0. Golo de Sebastián Coates (16').

Falsa partida da equipa no jogo, contra um adversário que apostou todas as suas fichas em surpreender o campeão numa tentativa de marcar logo nos minutos iniciais. De facto o Moreirense entrou com tudo, conseguiu uma excelente oportunidade para inaugurar o marcador, mas o guarda-redes leonino mais uma vez foi gigante e não deixou. Depois a equipa do Sporting entrou no jogo e tomou-lhe as rédeas. O golo do capitão Seba surgiu naturalmente (mais do mesmo dele) e Paulinho podia mais uma vez ter arrumado o assunto muito mais cedo mas... ainda não foi desta. Ao intervalo, Rúben Amorim acertou melhor as peças de xadrez e na segunda parte a equipa bloqueou melhor a circulação de bola do adversário, controlando, daí em diante, tanto o jogo como o resultado final. O Sporting consegue, à 9.ª jornada, precisamente o mesmo registo de 23 pontos (7 vitórias e 2 empates) da época passada.

0jl16088.jpg

DESTAQUEDANIEL BRAGANÇA - 4 - De assinalar que jogou os 90 minutos, e dentro do registo médio de intensidade de toda a equipa, foi o que mais deu nas vistas, o mais esclarecido, principalmente pelos recortes técnicos com traço de mestre no passe que encheram o olho. Fez um bom jogo e teve físico para o fazer até final e é desta forma que evolui para poder chegar a níveis mais elevados. Mostra ter capacidade de poder chegar lá.

ANTONIO ADÁN - 4 - Evitou com uma excelente defesa de recurso (12') que o adversário marcasse primeiro o que poderia ter provocado um grande problema. Esse lance foi o clique que fez acordar toda a equipa e a partir daí foi mais espectador intervindo poucas vezes em lances controlados até final.

PEDRO PORRO - 3 - Bem a defender e na saída mas esteve muito desastrado na definição do último passe e foi aí que sai duramente penalizado. Falta de concentração ou cansaço? Algo aconteceu, porque não é de todo normal vê-lo decidir tantas vezes mal.

GONÇALO INÁCIO - 3 - Partida muito discreta, raramente foi visto a aventurar-se na audácia dos seus passes longos. Ainda procura recuperar o ritmo e intensidade da equipa e, por isso, prefere manter-se só por ali a defender não saindo da sua zona de conforto no risco mínimo.

SEBASTIÁN COATES (CAP) - 4 - Mais um golo à ponta de lança e mais um que valeu três pontos. No final, na entrevista, disse algo curioso, "tem muito a haver com quem bate a bola" e tem toda a razão. Na sombra começa-se a vislumbrar um grande batedor, Sarabia. Depois do golo fez o que de melhor sabe fazer, comandar a sua defesa e os colegas à sua frente, creio que vamos ter ali um futuro treinador.

MATHEUS REIS - 3.5 - Desta vez surpreendeu pela positiva, sempre que foi chamado a intervir fê-lo invariavelmente bem, principalmente a partir daqueles primeiros 15 minutos em que o adversário teimou em tentar entrar pelo seu lado e do Nuno Santos. Procurou em concentrar-se primeiro nas tarefas defensivas e foi o melhor que fez, ontem acrescentou à equipa.

NUNO SANTOS - 3 - Quase que marcava um golo de bandeira aos 75 minutos; que golazo a cerca de 30 metros da baliza e o público bem merecia. Na verdade pouco mais fez. Vinha fresco da Turquia, esperava-se mais, mas a sua missão era principalmente fechar o lado esquerdo ao Moreirense o que não conseguiu fazer nos tais 15 minutos iniciais. Sentiu o perigo e por ali deixou-se ficar, sendo sempre mais cauteloso nas saídas.

JOÃO PALHINHA - 3 - De ressaca depois daquele seu grande vendaval na Turquia, jogou em intensidade sempre moderada - mais ainda com o cartão amarelo a condicioná-lo - mas o suficiente para manter o meio campo controlado; acusou o desgaste e saiu aos 85 minutos.

PEDRO GONÇALVES - 2.5 - Tal como o Gonçalo Inácio, procura chegar aos seus normais índices físicos, mas ainda lhe falta muito. Tem que ser paciente, porque eles acabarão por chegar. O seu jogo voltou a ser fracote, mas tem que persistir. O treinador também está a puxar por ele. Deu de bandeja uma bola para golo cantado ao Paulinho.

PABLO SARABIA - 3.5 - Também evidenciou a ressaca do jogo na Turquia. Começa a ter papel importante nas bolas paradas e se ele conseguir meter a bola direitinha no capitão temos golo pela certa. É brigão, trabalhador e muito sério no que faz.

PAULINHO - 2.5 - Como disse o treinador, amanhã há treino e vai voltar a ter uma baliza na sua frente para treinar meter as bolas lá dentro. A água tanto bate, até que fura. Vai ultrapassar esta fase de azar e também de alguma aselhice, aquele lance ao 47 minutos não se pode falhar, era para o outro lado que tinha que desviar a bola para um golo fácil, não quis ser famoso e falhou. Felizmente a equipa ganhou os três pontos mas... tantas vezes o cântaro vai à fonte que um dia fica lá em cacos.

MATHEUS NUNES - 2.5 - Entrou para os vinte minutos finais a substituir o Sarabia, mas a equipa no geral não mostrou interesse em arriscar a provocar maior intensidade nessa altura do jogo, preferindo manter a posse de bola impedindo a sua circulação nos pés do adversário, pouco se viu.

TIAGO TOMÁS - 2.5 - Entrou para os 15 minutos finais para pressionar a saída da defesa adversária e nessa tarefa fê-lo bem mas também pouco mais de viu fazer. Com a bola nos pés a ansiedade fé-lo atrapalhar-se e não soube decidir bem.

MANUEL UGARTE - 2 - A sua entrada a 5 minutos do final foi a derradeira mensagem do treinador à equipa que o resultado precioso era para preservar de qualquer forma. Não foi tempo suficiente para se mostrar, embora se tenha metido em algumas alhadas em que acabou por perder a bola.

RICARDO ESGAIO - 2 - Aos 85 minutos era definitivamente a hora de guardar o ouro e entrou fresco para ajudar a dar essa garantia.

RÚBEN AMORIM - 4 - Conseguiu mudar o chip à equipa do jogo da Liga dos Campeões e com isso garantir a vitória no campeonato e mais três pontos. Para já, obteve o mesmo registo da época passada: 7 vitórias e 2 empates. Estes, curiosamente, com os mesmos adversários ( Famalicão e FC Porto) e nos mesmos estádios, tem os mesmos 23 pontos à nona jornada. Viu ontem a equipa passar por apuros nos primeiros quinze minutos mas foi gradualmente acertando as posições dos jogadores até encaixarem na estratégia do Moreirense, depois controlou sempre o jogo até final.

JOÃO HENRIQUES - 3 - Nota positiva para uma equipa que conseguiu surpreender nos primeiros quinze minutos  do jogo com um futebol rápido e com muitas movimentações e com isso quase que chegam ao golo. Depois, a equipa do Sporting acordou e o futebol do Moreirense foi desaparecendo; não mais incomodaram o Adán.

VITOR FERREIRA (Árbitro) - 3 - Arbitragem sofrível, positiva no limite, muitos erros (para os dois lados) e algum desnorte deste jovem árbitro que precisa também de jogos para evoluir. 

LUÍS FERREIRA (VAR) - 3 - Não houve registo de casos flagrantes que necessitassem da intervenção do VAR

publicado às 03:34

Estatísticas do jogo

Rui Gomes, em 24.10.21

GoalPoint-Sporting-Moreirense-Liga-Bwin-202122-90m

Considerações de Rúben Amorim:

"É muito uma questão de hábito vir de jogos europeus e jogar para o campeonato. Não entrámos bem no jogo, podíamos ter feito golo e eles também podiam. Não foi o nosso melhor jogo, embora contra uma equipa muito bem preparada. Fomos equilibrando com o decorrer da partida. Entrámos melhor na segunda parte. O 1-0 é sempre perigoso mas acaba por ser justo.

Deixámos o Moreirense fazer várias transições, não muito rápidas mas mais em jogo apoiado, e nós somos melhores que isso. Temos tido a capacidade de jogarmos sempre no meio-campo adversário, mas houve alguma desconcentração normal em jogos do meio da semana.

Este jogo é sempre o mais importante, mas tínhamos de fazer alguma gestão porque queremos ganhar tudo. Se arriscarmos um pouco podemos não chegar a todo o lado. O Coates tem o problema no joelho e em princípio terá de descansar a meio da semana. As características do Daniel Bragança eram importantes para este jogo. O Matheus Reis era importante nas transições e o Nuno Santos para dar alguma largura.

O Coates é muito decisivo nas bolas paradas. Quanto ao Paulinho, os adeptos levaram à regra que quem dá tudo pela camisola deixa-os contentes. É o jogador que está menos satisfeito pelos golos que falha. Amanhã é voltar ao treino e recuperar".

Considerações do nosso capitão e "central de lança"

"Vamos jogo a jogo. É muito importante ganhar, ainda para mais em casa. Conseguimos uma vitória muito importante para toda a equipa, para as pessoas que vieram apoiar. Continuamos na luta. Sabíamos que iam criar dificuldades. Têm grandes jogadores, uma grande equipa. Conseguimos rápido o golo, deu-nos confiança. Há que dar mérito ao Moreirense, que demonstrou bom futebol e tentou atacar.

A equipa tem muita confiança a jogar em casa. Temos de continuar. Isto não acaba aqui. Vamos tentar continuar com o mesmo trabalho. Trabalho de toda a equipa, não só meu. Trabalhámos muito e é mérito também do Carlos, do míster. Não sou só eu. Há quem tenha de colocar a bola lá. Depois entra nalguns jogos, noutros não entra."

publicado às 03:32

DESTAQUES

Maratona de jogos [cinco, entre 23 de Outubro e 7 de Novembro]: "Todas as partes são importantes. Não sabemos que jogo nos vai fazer falta no fim do campeonato. Apesar dos jogos seguidos, não temos viagens e isso ajuda. Vamos ter o estádio com gente e tudo isso é positivo. Vamos definir competições".

Estratégia para a maratona: "Manter a mesma atitude. Quando perdemos e quando tivemos derrotas pesadas. Compete fazer o mesmo, sabendo que é perigoso. Alertámos os jogadores, estão todos confiantes e mostraram que querem ser opção. Estamos a recuperar vários jogadores. Temos muita coisa a melhorar, não foi um jogo perfeito. Estão todos preparados. Temos mais um jogo importante para mantermos a nossa caminhada."

Regressa Pedro Gonçalves: "Temos vindo a ganhar. Um jogador não faz uma equipa. O Pote é um jogador muito importante, que tem um passado como médio e que o ano passado foi avançado. É um jogador de muita qualidade, mas penso que o Sporting não está apenas dependente dele. O próprio Palhinha fez um jogo melhor e quando todos estão melhores a própria equipa fica melhor."

Sobre Rúben Vinagre: "Fez excelente jogo com Os Belenenses. Lembrar que jogava lá o Nuno Mendes, que era um jogador completo, defensivamente, ofensivamente, era rápido e forte. Agora, temos de dividir o Nuno por vários jogadores. O Vinagre começou bem, o Matheus Reis sempre foi defesa-esquerdo, temos ainda o Nuno Santos quando queremos um extremo.... ".

Feddal e convocatória para a CAN: "Até Janeiro falta muito, queremos é estar cá em janeiro. Não falo sobre a selecção. Se estiver na seleção está. Se tiver de ir à selecção vai".

publicado às 02:32

A título de curiosidade

Rui Gomes, em 21.10.21

Conselho Arbitragem_Profissional.jpg

Nomeações da Secção Profissional do Conselho de Arbitragem da FPF para os jogos da 9.ª jornada da Liga Bwin:

Sporting CP-Moreirense FC

Árbitro: Vítor Ferreira
Assistentes: Nélson Cunha e Nuno Eiras
4.º árbitro: Carlos Macedo
VAR: Luís Ferreira
AVAR: João Gonçalves

CD Tondela-FC Porto

Árbitro: Fábio Veríssimo
Assistentes: Bruno Jesus e Pedro Martins
4.º árbitro: Flávio Lima
VAR: Vasco Santos
AVAR: Carlos Campos

FC Vizela-SL Benfica

Árbitro: Luís Godinho
Assistentes: Rui Teixeira e Valter Rufo
4.º árbitro: Gonçalo Neves
VAR: Luís Ferreira

Gil Vicente FC-SC Braga

Árbitro: Tiago Martins
Assistentes: Pedro Mota e Hugo Ribeiro
4.º árbitro: Bruno Rebocho
VAR: Fábio Melo
AVAR: David Silva
AVAR: João Gonçalves

publicado às 04:15

Screenshot (92).png

Breve resumo das "verdades" de Pinto da Costa sobre os acontecimentos em Moreira de Cónegos:

“Antes de vir para aqui estava a ver as notícias e li num jornal: 'As palavras que levaram Sérgio Conceição a ser castigado 21 dias'. Não é verdade, o Sérgio, e isso pode ver-se nas imagens, vai em direcção do árbitro e, ainda antes de chegar ao árbitro, leva o cartão vermelho".

"Portanto, tudo o que ele disse – e não vou pôr em causa o que ele disse, não sei o que lá está escrito, mas sei que disse algumas coisas – foi depois de levar o cartão vermelho. 'Oh, Hugo, dois penáltis?' e levou o cartão vermelho".

“Dizia o saudoso Mário Soares que havia um direito que era o direito à indignação e, naturalmente, que o Sérgio como todos os portistas, e todos os intervenientes, tem o direito à indignação”.

"O treinador é multado, os jogadores são multados, inquéritos e suspensões, e o árbitro saiu a rir-se. Há imagens: saiu a rir e não acontece nada. E o VAR? Como é possível, se toda a gente viu três penáltis, um indivíduo que está sentado à frente da televisão não ver nenhum desses penáltis, o que havemos de pensar?".

22074542_mue9Z.jpeg

“Apercebi-me depois que havia uma confusão e depois verifiquei que era o senhor Pedro Pinho a querer tirar a câmara e a tapar a câmara ao repórter de imagem que julgo que era da TVI. Não vi nenhuma agressão e não há nenhuma imagem em que se veja o Pedro Pinho a agredir seja quem for. Aquilo que vi na altura foi o Pedro Pinho a querer tirar a máquina e a tapar para não deixar filmar".

"Disse há dias o seguinte: que o FC Porto, se tudo fosse normal, seria campeão. Agora, não é nada normal haver um jogo de futebol em que ficam três penáltis escandalosos por marcar. Se tudo tivesse sido de forma normal, acredito que o FC Porto podia ganhar o campeonato, neste momento acredito menos, porque não foi normal".

Como refiro no título do post, ou Pinto da Costa pensa que andam todos a comer gelados com a testa ou perdeu completamente a noção do que sai da sua boca. De qualquer modo, além de perverter tudo e todos à sua volta, tornou-se numa figura lastimosa.

Além do mais, aparenta estar muito desapontado porque o seu "NORMAL" foi traído!

publicado às 03:02

O arruaceiro-mor... novamente!

Rui Gomes, em 27.04.21

img_920x519$2021_04_27_00_50_43_1843124.jpg

O FC Porto foi empatar a Moreira de Cónegos e como quase sempre acontece quando os portistas perdem pontos, um tumulto de protestos, ameaças e afins com o arruaceiro-mor a liderar a matilha, como é seu hábito.

Rúben Amorim foi prontamente castigado pelo Conselho de Disciplina. Sérgio Conceição tem um processo pendente, depois de já ter sido expulso 8/9 vezes esta época. Ontem, mais uma vez, claro.

O indecoro desta gentalha é tão grosseiro, que o porta-voz azul e branco de serviço ousou, no final da partida, publicar isto no Twitter: "Isto é uma farsa travestida de futebol. Isto é uma vergonha e não o afirmar é ser cúmplice. Assim se falseia a verdade impunemente".

Perante este descalabro, mais palavras para quê?

Screenshot (91).png

A questão até é muito simples: por quanto mais tempo é que os órgãos federativos vão tolerar este deplorável e inadmissível comportamento?

ADENDA

O Sporting reagiu em comunicado ao que ocorreu em Moreira de Cónegos:

" Sporting Clube de Portugal considera de extrema gravidade os actos de violência que ocorreram ontem à noite depois do jogo entre o Moreirense FC e o FC Porto. A imagem do Desporto nacional sai seriamente danificada por situações desta natureza que, apesar de não serem minimamente representativas do sector em geral, ganham uma enorme dimensão quando vistas em directo pelo país e pelos altos responsáveis do FC Porto, justamente quem deve dar o exemplo precisamente contrário.  

É absolutamente triste e lamentável que a frustração se transforme em condicionamento através da violência e coacção dos meios de comunicação social.

É verdadeiramente lastimável que o próprio árbitro precise de protecção policial perante uma equipa técnica e staff em fúria num final de um jogo.

A cultura de medo, de conflito e a apologia da violência têm de ser banidas do futebol português. Os fins não podem justificar quaisquer meios. As responsabilidades têm de ser apuradas perante a cadeia inteira, desde quem ordena a quem executa.

O Sporting Clube de Portugal acredita numa forma de estar diferente no desporto e na vida. Este não é o Desporto que queremos em Portugal."

ADENDA #2

Através da newsletter diária, o Benfica também reagiu aos acontecimentos de Moreira de Cónegos:

"Os acontecimentos presenciados por todo o país em Moreira de Cónegos, após o apito final entre Moreirense- FC Porto, são a face mais visível de uma cultura desportiva que se repudia veemente e exige ser exemplarmente punida. Intimidações, insultos, arruaças, agressões e afins não dignificam o futebol português e em nada contribuem para a sua promoção. O Sport Lisboa e Benfica apela às autoridades públicas e às instâncias desportivas, Federação e Liga, que actuem de forma célere sobre os responsáveis por estes actos por forma a que estes comportamentos não voltem a ter lugar em Portugal".

ADENDA #3

"Sérgio Conceição foi multado em 1913 euros pelo Conselho de Disciplina, foi anunciado esta terça-feira. Em causa, as declarações do treinador do FC Porto na antevisão do jogo com o Portimonense, da primeira volta desta temporada da Liga NOS, quando se referiu à expulsão no final do encontro da jornada anterior, em Paços de Ferreira".

Isto, nem para rir dá!...Sobre a arruaça que ocorreu no final do jogo em Portimão, NADA.

publicado às 13:00

Ainda os surreais 2 cms

Rui Gomes, em 07.04.21

Screenshot (59).png

Neste primeiro 'frame', a bola ainda não foi pontapeada. É por de mais óbvio que não há câmera nenhuma em posição para gravar o instante exacto do contacto do jogador do Sporting com a bola. Note-se, com atenção aos pés, que Pote, quanto muito, está em linha com o jogador do Moreirense.

Screenshot (60).png

Neste 'frame', verifica-se que a bola já está no ar, cerca de dois metros por cima dos jogadores. Neste instante, o pé direito do jogador do Moreirense está claramente mais recuado que quaisquer dos pés de Pote.

Screenshot (58).png

Neste 'frame', a bola já está um pouco mais distante. Note-se que Pote continua em clara posição regular.

Não é matéria simples ser cem por cento exacto com este processo de demonstração, mas serve, sobretudo, para sublinhar a real impossibilidade de determinar - com ou sem as supostas linhas virtuais - que Pote estava 2 cms em posição irregular.

Mais uma fantochada da arbitragem e do futebol português!!!

Screenshot (62).png

Bruno Esteves VAR - Rui Cidade AVAR

Comentário do nosso colega Leão do Norte:

Já em tempos, num post aqui no Camarote Leonino, foi expresso o seguinte pensamento sobre o VAR:

"Os poderes do futebol não dormem e pensaram em formas diversas de adulterar a ideia original da utilização do VAR, transformando-o numa ferramenta que pode servir para manter os seus privilégios, desde que fosse cuidadosamente utilizada.

O VAR parece instrumentalizado, não a favor de uma justiça nas decisões, mas sim em favor de decisões que, em determinadas ocasiões, são as que melhor servem os interesses dos poderes instalados. Vão continuar, sem qualquer pudor ou temor, a explorar a face "oculta" desta tecnologia e com as mais variadas formas, de modo a perverterem o seu verdadeiro sentido de justiça. Um dos exemplos é parando as imagens 5 cm mais à frente ou 5 cm mais atrás do real, o suficiente para colocar a linha do fora de jogo no local que mais lhes convém...".

(Ante) Ontem, em mais de uma ocasião, tivemos bons exemplos dessa actuação!

publicado às 03:48

O Sporting revelou que a lesão que Nuno Mendes no jogo com o Moreirense foi reavaliada e que o lateral esquerdo tem uma contusão na perna direita, não tendo sido adiantado o tempo de paragem a que estará sujeito.

Os titulares da partida em Moreira de Cónegos realizaram ontem o habitual treino de recuperação, enquanto os restantes trabalharam normalmente no relvado.

Rúben Amorim concedeu o dia de quarta-feira de folga ao plantel, que regressará quinta-feira ao trabalho com a recepção ao Famalicão em vista, jogo agendado para domingo.

Miguel Braga, Responsável de Comunicação do Sporting, comenta o caso:

"Falei directamente com o departamento médico do Sporting e depois do que me disseram fiquei por um lado altamente aliviado, mas também um bocadinho angustiado com essa possibilidade: as palavras não são minhas, são do departamento médico do Sporting, que disse que foi um milagre o Nuno não ter tido uma lesão gravíssima no tornozelo e no joelho.

Temos de ter consciência que o Nuno Mendes é um miúdo de 18 anos, um internacional português, um jogador cheio de potencial. Sofre uma entrada destas e não houve sequer qualquer tipo de protecção ao jogador, teve inclusivamente de sair. Será reavaliado novamente na quinta-feira.

Faz-me confusão a entrada que o Nuno Mendes sofreu, ainda mais porque não teve qualquer tipo de consequência em campo, não houve sequer um cartão amarelo, por tão pouco que fosse".

publicado às 03:47

As Notas de Julius (17)

Rui Gomes, em 06.04.21

Screenshot (52).png

Na 17.ª edição desta rubrica, o leitor tem assim a oportunidade de apreciar - e se entender, criticar as notas (0-6) que o nosso colaborador Julius atribuiu aos jogadores do Sporting e a outros intervenientes do jogo de ontem com o Moreirense - a contar para a 25.ª jornada da Liga NOS - que terminou num empate (1-1).

"Sinal vermelho...ontem à noite oferecemos vitaminas aos adversários. Com um falso controle de um jogo que afinal nunca esteve controlado o Sporting deixou voar dois pontos. Jogadores em sub-rendimento a fazerem muito pouco para o que se exigia e exige nesta fase derradeira do campeonato, com atitudes displicentes a baixarem a guarda na atitude. Dessa forma não vamos lá. Uma bola não pode nunca ser rechaçada da área adversária para o nosso meio campo e voltar de novo perto da mesma área e apanhar jogadores do Sporting em fora de jogo, porque ainda recuperavam a passo e assim se perdeu o 2-0 e muito provavelmente os três pontos. Tanta matéria para o treinador ter que reagir no balneário".

DESTAQUE - 3.5 - MATHEUS REIS - Entrou a substituir Nuno Mendes e acabou por ser o mais esclarecido da equipa, com bons movimentos no ataque pelo seu corredor que criaram verdadeiros desequilíbrios na defesa do Moreirense; pena não ter conseguido definir melhor no último passe. Dos que manteve vivo o Sporting nas saídas.

ANTONIO ADÁN - 3 - O pior que pode acontecer a qualquer guarda redes é sofrer um golo indefensável do empate (ou derrota) nos minutos finais, depois de passar o resto do jogo a assistir como espectador. 

PEDRO PORRO -  2 - A chamada à selecção espanhola fez-lhe mal?... Os elogios que teve subiram-lhe à cabeça? Uma sombra daquele espanhol com fúria que nos habituou; esteve mansinho todo o tempo. O Abdu Conte foi-lhe superior na maior parte dos duelos e não estava lá quando ele fugiu para o golo do empate, precisamente naquela hora que era a de defender o ouro. Noite para esquecer ou para .....lembrar?

GONÇALO INÁCIO - 3 - A defender foi ajudando a tapar as insuficiências dos colegas à sua frente mas na construção esteve desastrado falhando vários passes ou atirando a bola para a terra de ninguém. Descoordenou-se com a linha da defesa no momento que deveria estar ainda mais atento e colocou o Conte em jogo, que resultou no golo do empate.

SEBASTIÁN COATES - 3 - A paragem fez-lhe mal, viu-se mais preso de movimentos e temeu aventurar-se mais à frente na construção; notou-se-lhe uma menor confiança na saída. Esperamos que recupere rápido e volte a ser o primeiro impulsionador da equipa.

ZOUHAIR FEDDAL - 2 - Jogo muito mal conseguido do marroquino, errático e sem acerto, transmitiu inseguridade, falhou um golo cantado e acabou por cortar a bola para o único avançado que estava ali mais perto para fazer o golo que nos tirou os 3 pontos. Um erro que mudou a história do jogo.

NUNO MENDES - 3 - Até ser atirado para fora do jogo estava a ser regular e seguro a defender e a levar a melhor em várias saídas pelo seu corredor; que lástima a sua saída forçada e sem que o adversário fosse expulso ou amarelado? Esperamos que não seja nada de grave, mas as imagens desse momento fazem-nos arrepiar.

JOÃO PALHINHA - 3 - Um jogo de altos e baixos, teve menos momentos em que foi igual a si próprio, parece que quando não joga tão bem o Sporting não joga também bem. Entrou muitas vezes em labirintos sem saída, correu muito mas nem sempre da melhor forma, mostrou sempre grande atitude até ao último minuto.

JOÃO MÁRIO - 3 - Tentou agarrar o jogo e a equipa mas foi quase sempre pouco eficaz; a par de João Palhinha, percorreu o campo todo, mas com muito pouco êxito; raramente pisou a área adversária, um detalhe que o treinador tem que o fazer melhorar.Teve mais intenções que boas execuções.

DANIEL BRAGANÇA - 3.5 - Só se explica a sua substituição por esgotamento, porque até aí estava com rendimento superior aos colegas; foi dos que mais pediu a bola e ajudou muito sem ela, fez um excelente cruzamento para o golo do Paulinho: "acariciou" a bola para a meter direitinha na sua cabeça.

POTE - 2 - "Que pasa" Pedro Gonçalves? Onde anda aquele Pote vagabundo e arrasador? Muito estranha a sua falta de atitude em vários momentos do jogo; a dez jornadas do final andamos a gerir o esforço? Não desequilibrou, raramente ganhou nos duelos, fez corpo presente grande parte do tempo e recuperava a ...passo? Voltou a desperdiçar um remate muito favorável, a equipa necessita urgente do regresso do Pote.

PAULINHO - 3 - Poderia ter sido a grande figura do jogo, não estivesse o Pote a dormir e a recuperar a passo no lance que daria o seu segundo golo. Não se pôde revelar mais pela permanente falência do ataque organizado da equipa. Nos golos, em que só um valeu, foram de excelente execução técnica.

TIAGO TOMÁS - 2 - Foi quase sempre engolido nos duelos, a seu favor o facto de ter sido servido poucas vezes em condições, entrou para caçar mas veio de cartuchos vazios.

MATHEUS NUNES - 2 - Trouxe os bolsos vazios de soluções e foram uns bons litros de água desperdiçados no banho.

RÚBEN AMORIM - 2 - É agora depois do que aconteceu neste jogo que irá revelar a sua capacidade de treinador, por outras palavras a sua vida de grande treinador para grande feitos vai começar amanhã, ficaremos todos à espera. Cometeu erros na abordagem mental da equipa ao jogo. Vi neste fim de semana um adversário que a correr atrás com 10 pontos de atraso ganhou com dificuldade mas não na atitude dos seus jogadores que comem a relva até ao final. Depois de jogos nas selecções, é quando se mexe menos na equipa; vendo o Pote a arrastar-se no campo, acreditamos que saberá reagir.

VASCO SEABRA - 4 - É difícil roubar pontos ao Sporting e a sua equipa conseguiu roubar 2, mesmo não merecendo; teve os deuses com ele: um a dar 2 cm ao VAR para sacar um golo ao Sporting e um outro a tapar a vista ao árbitro numa expulsão evidente. Mas a sua equipa manteve-se sempre organizada e com processos simples, banais mas que acabaram por ser eficazes.

JOÃO PINHEIRO (Árbitro) - 1 - O mesmo árbitro que com um toquezinho quase não teve dúvidas em expulsar o Fransérgio do SC Braga no jogo contra o Benfica nem amarelo dá naquela entrada que quase partia o tornozelo ao Nuno Mendes. O que merece um árbitro depois de mostrar ser de facto um grande "pendejo"?

BRUNO ESTEVES (VAR) - 1 - Tanto cuidado e perda de tempo infinito na procura microscópica de formigas de 2 cm e depois não vê um elefante quase a "esmagar " a perna ao Nuno Mendes? Cheirou a missas encomendadas em Moreira de Cónegos. É nestes detalhes que os campos são inclinados para o lado que mais dá jeito.

publicado às 04:33

As estatísticas do jogo

Rui Gomes, em 06.04.21

GoalPoint-Moreirense-Sporting-Liga-NOS-202021-90m.

RÚBEN AMORIM

"Já nos aconteceu o contrário, agora aconteceu ao Moreirense. Acho que dominámos a partida. Tivemos várias oportunidades para marcar mais, tivemos golos anulados por centímetros. Agora é continuar.

Os jogos são todos difíceis. Tivemos várias oportunidades, a ausência dos internacionais faz parte de uma equipa grande. Tivemos oportunidades para matar o jogo, mas um mau alívio e depois um remate sem hipótese... Há que seguir em frente.

A perda de pontos para o FC Porto e Benfica não interessa nada, o que interessa é o próximo jogo [frente ao Famalicão]. Tenham oito ou dez [pontos de avanço], ou oito ou dez de atraso, o nosso caminho é olhar sempre para o próximo jogo e ganhar o próximo jogo.

O Matheus recuperou no fim e deu-nos profundidade. O Nuno está mais rotinado, tem características mais ofensivas. Eu estava mais chateado porque o miúdo teve de sair e nem amarelo houve. Mas já passou".

PAULINHO

"Desde o primeiro dia disse que não vinha para conquistar títulos individuais, nem para me valorizar, vinha para ajudar o Sporting. O meu golo acaba por não representar nada porque não ganhámos o jogo. 

É um resultado bastante injusto e igualmente enganador. Tivemos golos anulados por centímetros. Fomos a melhor equipa nos 90 minutos, mas infelizmente sofremos um golo no fim.

A distância para os rivais não nos preocupa, o que nos preocupa é o trabalho diário, isso é que nos motiva e vamos continuar porque queremos melhorar todos os dias."

EDUARDO MADEIRA (Humorista)

"Árbitro devia equipar à Moreirense. Não era então preciso disfarçar. Há uma tentativa de assassinato ao Nuno Mendes que o apitador não viu. Fora-de-jogo de 2 cm? Neste momento o Sporting CP precisa de marcar três golos para valer um. Mas foi apenas um percalço".

publicado às 04:32

As linhas "virtuais" do fora de jogo

Rui Gomes, em 06.04.21

Screenshot (56).png

O lance do golo invalidado a Paulinho

Screenshot (54).png

Screenshot (57).png

O lance do golo validado ao Moreirense

Estas linhas virtuais utilizadas para avaliar os fora de jogo não me seduzem minimamente, e, queiram acreditar, que não digo isto pelos acontecimentos em Moreira de Cónegos, mas, na generalidade, pela falta de credibilidade da arbitragem portuguesa.

Se estamos a avaliar lances de golo com base em centímetros, ou até milímetros, no que ao fora de jogo diz respeito, é missão muito caricata acreditar cem por cento num processo facilmente manipulável, tendo presente, evidentemente, o histórico do VAR em Portugal. 

Ainda também ontem, num jogo de um nosso rival, este processo do VAR ajudou a validar um (não) penálti que acabaria por resultar no único golo da partida e uma vitória para esse rival.

publicado às 04:31

Foto do dia

Rui Gomes, em 06.04.21

ense3.jpeg

Paulinho estreou-se a marcar de leão ao peito frente ao Moreirense

publicado às 04:30

O jogo dos fora de jogo em diagonal

Rui Gomes, em 05.04.21

169531964_10157645696596555_2320212168339048263_n.

publicado às 23:05

A título de curiosidade

Rui Gomes, em 02.04.21

21945096_ZeIGs.png

Nomeações da Secção Profissional do Conselho de Arbitragem da FPF para a 25.ª jornada da Liga NOS:

Moreirense FC-Sporting CP
Árbitro: João Pinheiro
Assistentes: Tiago Costa e Nuno Eiras
4.º árbitro: João Casegas
VAR: Bruno Esteves
AVAR: Rui Cidade

SL Benfica-Marítimo M.
Árbitro: Luís Godinho
Assistentes: Rui Teixeira e Valter Rufo
4.º árbitro: Bruno Rebocho
VAR: André Narciso
AVAR: Paulo Brás

FC Porto-CD Santa Clara
Árbitro: Hugo Miguel
Assistentes: Bruno Jesus e Ricardo Santos
4.º árbitro: David Silva
VAR: António Nobre
AVAR: Nélson Pereira

SC Farense-SC Braga
Árbitro: Rui Costa
Assistentes: João Bessa Silva e Jorge Fernandes
4.º árbitro: Carlos Macedo
VAR: Tiago Martins
AVAR: Pedro Mota

publicado às 04:02

Já começa?

Rui Gomes, em 30.11.20

Screenshot (425).png

Ao que consta, o vídeo-árbitro do Sporting-Moreirense vai ficar afastado das nomeações durante várias semanas. A decisão do Conselho de Arbitragem em colocar Rui Oliveira na jarra tem a ver com o erro no primeiro golo do Sporting, que deveria ter sido anulado devido ao contacto da bola com o braço de Pote, momentos antes de este marcar.

O CA irá manter o critério que já levou ao afastamento de alguns juízes esta época, entre os quais Nuno Almeida e André Narciso, referente ao P. Ferreira-FC Porto. O algarvio e o setubalense não voltaram a dirigir jogos profissionais desde então, tendo apenas estado na Taça de Portugal por não haver árbitros suficientes para os duelos envolvendo equipas da Liga NOS.

Para o CA, Rui Oliveira cometeu um erro grave ao não dar indicação da falta ao árbitro Vítor Ferreira. O portuense não respeitou as directrizes fornecidas aos árbitros na função de VAR e será punido por isso. Até porque se tratou de uma falha com consequências no resultado, vitória do Sporting por 2-1.

Nota: Deve haver uma outra imagem muito mais especial, porque neste vídeo da jogada do golo não se consegue ver infracção alguma.

publicado às 03:33

Ainda... Sporting 2 Moreirense 1

Rui Gomes, em 29.11.20

GoalPoint-Sporting-Moreirense-Liga-NOS-202021-90m.

No final do encontro, em conferência de imprensa, Rúben Amorim foi questionado sobre quando assumirá, finalmente, a candidatura ao título. A resposta foi dada entre sorrisos: "Se calhar, a dois minutos do fim do último jogo, se estivermos em primeiro."

"O que nos interessa é a forma como encaramos os jogos. Não deixamos de ter ambição, porque dizemos que queremos ganhar os jogos todos e, se fizermos isso, ficaremos em primeiro. Mas tudo muda de um dia para o outro. A distância é muito curta e a equipa ainda é inexperiente, por isso vamos ter calma".

"Não foi um jogo minimamente dividido, teve um só sentido. Fomos justos vencedores e o resultado peca por escasso. Sofremos o golo, reagimos bem e, depois, pensei que íamos marcar, mas não conseguimos e ficou um jogo um pouco mais complicado, mas a vitória é muito justa".

1162d7de-9651-476b-bb83-d377f9fbf1e7.jpeg

"Temos ainda muito a melhorar, como se viu hoje. Vamos passar por maus momentos. Faz parte do crescimento. Temos irreverência e juventude, mas também temos o outro lado da moeda, as inevitáveis dores de crescimento. Ainda cometemos muitos erros, mas temos momentos muito bons."

"O Pedro Gonçalves está a colher os frutos dos colegas e está num excelente momento de forma. Não parece nada ansioso na hora de rematar, parece que as coisas lhe saem com naturalidade. É não mexer"

publicado às 04:33

Quem tem "Pote" cozinha...

Rui Gomes, em 28.11.20

128334891_10157361831531555_7668083062475418560_o.

Sporting 2 Moreirense 1

publicado às 22:27

Acho que é uma grande inspiração e prazer para nós sportinguistas ouvir Rúben Amorim falar. Para quem não teve oportunidade de assistir à conferência de imprensa, vale a pena ver este vídeo.

Limito-me a transcrever duas das suas considerações que mais me impressionaram:

"O segredo é a união da equipa e a qualidade dos nossos jogadores. São realmente bons jogadores, têm crescido muito. Isso foi visível no crescimento do Bragança, do Inácio... E o facto de esses jovens mostrarem mais qualidade aumenta o nível do treino. Começam a contar nas escolhas e depois são muito ambiciosos. A união e a forma de estar destes jogadores são a grande vantagem desta equipa".

"O nosso foco passa por vencer este jogo, não estamos a pensar contratar alguém e até estamos já a planear a próxima época, em termos de jovens talentos e jovens da equipa B. Nos próximos anos não vamos ter muito dinheiro como outros clubes para investir. Os jogadores sabem com o que podem contar. Para já o nosso único objectivo é vencer o Moreirense e não pensamos em mais nada."

A época é longa e muito pode ainda acontecer, especialmente tendo presente que o futebol português é uma modalidade irremediavelmente alicerçada em areia movediça, contudo, a sermos completamente honestos, só podemos e devemos reconhecer valor e mérito na obra realizada até ao momento no Sporting Clube de Portugal, e não me estou a referir apenas à equipa sénior de futebol profissional e o seu staff técnico, muito embora estes sejam o foco principal deste post.

publicado às 04:03

image (2).jpg

Jogo muito modesto do Sporting - para ser simpático - com pouco aproveitamento, salvo o empate fora de casa.

Rúben Amorim promoveu quatro alterações em relação ao último jogo, e enquanto já era de esperar os regressos de Acuña e Jovane Cabral, a ausência de Wendel - entrou apenas aos 61' - privou a equipa do único jogador com transporte de bola e construção ofensiva. Seria ingénuo esperar isso de Battaglia e Matheus Nunes.

Muito por este enquadramento, o Sporting só exerceu verdadeira pressão ofensiva a partir dos 51', quando ficou em superioridade numérica pela expulsão de Halliche. Mesmo assim, muito pouco clarividência de último passe e remate.

Fica a ideia que o treinador pretendeu fazer a gestão do plantel, mas com tanta juventude no relvado, não há muito espaço de manobra.

Houve falta para grande penalidade sobre Coates, mesmo ao cair do pano, mas Tiago Martins não teve coragem de assinalar o castigo máximo, mesmo após o alerta do VAR. Isto, além de um outro lance com Jovane. O facto do Sporting não ter deslumbrado, não anula decisões incorrectas de arbitragem.

Com este resultado, o Sporting permite a aproximação do SC Braga, que fica agora a três pontos da equipa leonina.

COMUNICADO DO SPORTING

Árbitro: Tiago Martins
VAR: Jorge Sousa

Minuto 3: pontapé de penálti por marcar sobre Jovane Cabral. Tiago Martins e Jorge Sousa não viram. 
Minuto 49: falta para segundo cartão amarelo de Abdu Conte. Tiago Martins não viu. 
Minuto 92: falta grosseira sobre Sebastián Coates na área do Moreirense FC. Tiago Martins não vê, Jorge Sousa alerta e Tiago Martins continua a não ver.

Bastou uma sequência de vitórias do Sporting CP para os árbitros começarem a ter erros inexplicáveis. Já sabemos que quanto mais fortes estivermos, mais pedras vão colocar no nosso caminho.

rben.jpg

Considerações de Rúben Amorim

“Não sei se esses lances condicionaram o jogo ou não. O árbitro foi ver pelo menos o último (com Coates) e achou que não era penálti, não foi uma questão de não ver. Foco-me mais naquilo que devíamos ter feito. Mesmo com os dois penáltis e mesmo com a expulsão do lateral esquerdo adversário, podíamos e devíamos ter ganho. Temos de pensar no que podemos controlar... Quantos cruzamentos tivemos em que ninguém empurrou a bola para dentro da baliza? Temos de definir melhor no remate. O Wendel e o Jovane tiveram oportunidades dentro da área e esse é o nosso foco, definir melhor”.

ADENDA

O Sporting acusou o árbitro do encontro com o Moreirense de ter demorado uma hora e meia a escrever o relatório do jogo. Num texto publicado por Miguel Braga, responsável pela comunicação, no site do clube, o Sporting criticou duramente o comportamento de Tiago Martins.

"Sabendo que a equipa iria regressar nessa mesma noite a Lisboa, o árbitro demorou mais de hora e meia para escrever o seu relatório. Quando confrontado com a espera, respondeu 'o senhor Severo [n.d.r.: Beto] tem de esperar, pois estou a rever umas vírgulas'. Hora e meia de espera... Estaria muito certo se não fosse profundamente errado. O respeito conquista-se. E não é com comportamentos assim, dentro e fora de campo, que os árbitros portugueses vão alguma vez ganhar créditos. Muito pelo contrário".

Os leões acrescentam que Hugo Viana foi expulso no final do encontro sem motivo para tal, fazendo um paralelismo com um lance ocorrido em campo, em que o lateral do Moreirense foi poupado ao segundo amarelo e consequente expulsão.

"Tiago Martins acha que está acima da crítica e no seu íntimo talvez pense que errar é humano e que ele é um ser superior. Não é. Por isso mesmo, o árbitro não gostou que o director desportivo do Sporting lhe perguntasse como é possível não ter marcado dois penáltis claros. Isto, sem quaisquer insultos ou impropérios à mistura, apenas uma pergunta altamente compreensível, nas circunstâncias. E ao contrário do que fez com Abdu Conté, aí Tiago Martins fez valer a sua autoridade e num acto de coragem expulsou, fora de campo, Hugo Viana".

A versão de Tiago Martins:

"No final do jogo, no túnel de acesso aos balneários, num tom ameaçador, exaltado e de claro confronto, dirigiu-se ao árbitro proferindo as seguintes injúrias 'pensas que és a estrela, já te fodeste, dois penáltis que não marcaste, amanhã já tens a medalha nos jornais'. O árbitro parou a olhar e o Sr. Hugo Viana continuou "estás a olhar para quem, seu caralho? não tenho nenhum problema em ser expulso", pode ler-se no documento.

De acordo com o mapa de castigos do Conselho de Disciplina da FPF - onde aparece este relatório -, Hugo Viana foi suspenso por 30 dias e condenado a pagar uma multa de 5100 euros.

publicado às 05:49

Chico-esperteza do dia

Rui Gomes, em 07.07.20

Amorim riu-se 1.jpg

Ricardo Soares a instruir o seu guarda-redes para simular lesão

publicado às 05:48

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D




Cristiano Ronaldo