Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Rui Pinto está em prisão preventiva até ir a julgamento por 90 crimes de acesso ilegítimo e indevido, violação de correspondência, sabotagem informática e tentativa de extorsão. No entanto, o Ministério Público não desistiu de acusar o 'hacker' de mais 57.

O pirata informático esteve indiciado por 147 crimes, mas a juíza de instrução 'deixou cair' 57. O Ministério Público não concordou com a decisão e já apresentou recurso para que os restantes crimes sejam repostos na acusação.

NEW_AFP_1OE7RXjpg-JS557543569.jpg

Depois de ter sido preso na Hungria e extraditado para Portugal, ao abrigo de um mandato internacional, Rui Pinto está preso desde o dia 22 de Março de 2019, tendo sido revelado recentemente que entregou um disco rígido à Plataforma de Protecção de Denunciantes na África, disco que permitiu a recente revelação dos Luanda Leaks, um caso de corrupção relacionado com a empresária angolana Isabel dos Santos.

Aos 30 anos, Rui Pinto vai ser julgado por 68 crimes de acesso indevido, por 14 crimes de violação de correspondência, por seis crimes de acesso ilegítimo e ainda por sabotagem informática à SAD do Sporting e por extorsão, na forma tentada, este último um crime pelo qual o advogado Aníbal Pinto também foi pronunciado.

Em Setembro de 2019, o Ministério Público tinha acusado o ‘hacker’ de 147 crimes, 75 dos quais referentes a acesso ilegítimo, 70 de violação de correspondência, um de sabotagem informática e ainda um de tentativa de extorsão, por aceder aos sistemas informáticos do Sporting CP, da Doyen, da sociedade de advogados PLMJ, da Federação Portuguesa de Futebol, da Procuradoria-Geral da República (PGR) e da Plataforma Score e posterior divulgação de dezenas de documentos confidenciais destas entidades.

publicado às 17:06

 

download.jpg

 

Zeferino Boal, candidato a vice-presidente para a área dos núcleos e sócios pela lista de José Maria Ricciardi no último acto eleitoral, apresentou uma denúncia ao Ministério Público contra Frederico Varandas, por alegada violação do Estatuto dos Militares das Forças Armadas e Lei Geral do Trabalho em Funções Públicas.

 

Em causa, alega Boal, poderá estar as incompatibilidades do militar Frederico Varandas com o desempenho das funções, primeiro, de director clínico da SAD entre 2011 e 2018, e, depois, como presidente do Clube, além de igual antagonismo entre um trabalhador do estado/militar e a criação e direcção da clínica Comcorpus Clinic desde 2015.

Zeferino Boal explicou os supostos motivos da sua acção: "As leis do Estado não permitem que um funcionário público ou militar possa ser gerente de qualquer empresa privada. Bem sei que um dos seus protectores foi o General Valença Pinto. Varandas assumiu a presidência do Sporting antes de completar 20 anos de serviço militar completo. Não posso pactuar com isto".

 

Patética denúncia de um patético indivíduo, que no tanto faz pensar se por detrás da acção não estará o dedo destabilizador de José Maria Ricciardi.

 

publicado às 04:01

 

naom_56bb7cc53d42c.jpg

 

O Ministério Público decidiu recorrer da decisão da juíza de instrução Ana Peres no caso E-toupeira. A informação foi hoje revelada pela Procuradoria-Geral da República. 

Em Dezembro 2018, a magistrada Ana Peres ilibou a SAD do Benfica dos trinta crimes que constam da acusação: um de corrupção activa, outro de oferta ou recebimento indevido de vantagem e 28 de falsidade informática.

A SAD do clube encarnado livrou-se desta forma de ir a julgamento.

Já o notório Paulo Gonçalves, ex-assessor jurídico dos encarnados, e o funcionário judicial José Silva, vão mesmo avançar para julgamento no âmbito deste processo que investiga o acesso indevido ao Citius, a base de dados do Ministério da Justiça, de investigações sobre o Benfica e outros clubes em segredo de justiça.

 

publicado às 16:02

MP pede prisão preventiva

Rui Gomes, em 21.05.18

 

img_770x433$2018_05_18_09_05_01_1399293.jpg

 

O Ministério Público pede prisão preventiva para os 23 detidos após as agressões aos jogadores e membros do staff técnico do Sporting na Academia de Alcochete.

 

Esta decisão terá de ser confirmada pelo juiz de instrução do Barreiro, que vai ouvir os argumentos dos advogados dos arguidos. As medidas de coação só serão conhecidas hoje, dia em que os advogados se irão pronunciar sobre o caso.

 

O MP pede prisão preventiva com os pressupostos que existe perigo de fuga dos suspeitos, a perturbação de inquérito, continuidade da actividade criminosa e grave perturbação da tranquilidade pública.

 

publicado às 04:31

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo


subscrever feeds