Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



As Notas de Julius (11)

Rui Gomes, em 16.02.21

adan_1.jpg

Na 11.ª edição desta rubrica, temos a oportunidade de ler e comentar as notas (0-6) que o nosso leitor Julius atribuiu aos jogadores do Sporting e a outros intervenientes no jogo de ontem com o Paços Ferreira - a contar para a 19.ª jornada da Liga NOS - que o Sporting venceu por 2-0, com golos de João Mário (20') e João Palhinha (48').

"O Sporting não fez um jogo espectacular, mas ganhou três pontos espectaculares. Mais um objectivo cumprido contra uma excelente equipa, muito bem organizada e muito bem distribuída no campo, com capacidade de posse e argumentos para manter o resultado imprevisível até o final. Foi a vitória do trabalho, de operário numa enorme entre-ajuda colectiva. A jogar como equipa, acabou por ser a sua principal força. Esperávamos mais intensidade, mas as constantes paragens cortaram o ritmo".

DESTAQUE - ANTÓNIO ADÁN - 5 - Hoje foi o melhor elemento da equipa. Fez sentir enorme segurança, passando a mensagem que não brinca em serviço; estava no sítio certo na única flagrante oportunidade de golo do Paços, transmitindo confiança e tranquilidade, principalmente nos cruzamentos, onde foi perfeito.

PEDRO PORRO - 3.5 - Cresce a velocidade supersónica e tem tudo para vir a ser um dos melhores laterais do mundo; tem uma força inesgotável e cada vez mais está confiante no que faz. É um dos indiscutíveis da equipa.

GONÇALO INÁCIO - 3.5 - Teve uma noite tranquila, muito concentrado e a chegar sempre primeiro que o adversário; a certa altura vimo-lo correr de uma ponta à outra da área para dobrar uma falha do Feddal e cortar com êxito uma bola perigosa.

SEBASTIÁN COATES - 4 - A equipa voltou a não sofrer golos e Coates mais uma vez a mostrar que está em grande forma; teve uma saída vistosa individual passando por toda a gente e só falhou no último passe já perto da área adversária.

ZOUHAIR FEDDAL - 3 - Não começou bem e levou um amarelo injusto já depois do Nuno Mendes também ter sido admoestado, tememos aquele corredor mas foi aos poucos subindo de produção e ainda fez uma assistência para o golo da noite.

NUNO MENDES - 3.5 - Foi amarelado muito cedo que lhe sacou a irreverência do seu futebol, sentiu a falta do Nuno Santos e teve que se virar sozinho, teve uma daquelas fugas que já nos habitou mas tem que crescer e aprender a ser mais perspicaz no último passe, é comum o último homem pela frente atirar-lhe com o engodo oferecendo-lhe uma aparente linha de passe e ele cai muitas vezes nessa trampa e a bola e o seu esforço acabam por morrer aí.

JOÃO PALHINHA - 4 - Hoje teve um adversário mais complicado e sentiu-se muitas vezes desamparado também pelas dificuldades do João Mário numa zona em que o Paços joga com muita qualidade e critério, foi tampão quando chegou a hora de gerir a vantagem do marcador, marcou um grande e importantíssimo golo num momento crucial e merece por isso nota 4.

JOÃO MÁRIO - 3.5 - Tentou pautar o seu jogo mas era logo rodeado de adversários, o Paços trouxe a lição bem estudada que era não deixar o João ligar o jogo, impunha-se mais rapidez na decisão, mostrou frieza no penálti muito bem marcado. 

POTE - 3.5 -Teve um bom início e prometia uma daquelas noites de nota 5, fazendo boas diagonais e triangulações com o Paulinho mas com as frequentes paragens foi baixando o ritmo e a intensidade; excelente movimento na área a amortecer uma bola lançada de trás que provocou o penálti.

PAULINHO - 3 - Missão muito ingrata dado que raramente foi servido pelos colegas; também prometeu no inicio e foi caindo juntamente com o resto da equipa, a bola andou quase sempre longe, tornando a vida mais fácil aos polícias à sua volta.

TIAGO TOMÁS - 2.5 - Aposta falhada. Compreendemos que o treinador quis dar profundidade com ele e as tabelinhas curtas com diagonais com o Paulinho, mas nem uma coisa nem outra e também não foi dessa forma que chegaram aos golos. Hoje teve um adversário que corria tanto como ele (Maracás); até nisso o Paços vinha bem preparado.

NUNO SANTOS - 2 - As substituições hoje não trouxeram melhorias e o Nuno pouco se viu; ajudou no final a guardar o ouro conquistado.

MATHEUS NUNES - 2 - Entrou mais com a missão de fechar as portas ao Paços e nunca ousou aventurar-se, mas também já não era hora para isso.

JOVANE CABRAL - 1.5 - Pensou o treinador que iria trazer maior capacidade já com mais espaço para empurrar o jogo para mais longe da nossa baliza, mas também se deixou engolir pelo melhor acerto do meio campo adversário.

BRUNO TABATA - 1.5 - Na mesma linha exibicional do Jovane; a ideia era refrescar com jogadores mais rápidos e versáteis já com o jogo mais partido, mas falharam nessa missão.

MATHEUS REIS - 1 - Oito minutos em jogo, mais estratégico para o relógio naquela altura.

RUBÉN AMORIM - 4 - Jogo difícil contra um adversário de respeito. A verdade é que jogou três vezes esta época contra o Paços e ganhou as três, não sofrendo nenhum golo. Hoje errou ao tirar o Paulinho precisamente quando com mais espaço ele parecia estar a fazer a diferença, ganhando várias bolas num curto espaço de tempo. Depois quem entrou pouco ou nada veio melhorar. Ganhou um jogo que era muito importante ganhar por isso merece nota alta.

PEPA - 4 - Cresceu muito como treinador. Arma bem as suas equipas que praticam bom futebol em toda a largura do terreno, com muito critério e com movimentações difíceis de contrariar. Imagino que estará a treinar um grande num futuro próximo, quiçá, talvez já na próxima época. Melhorou também os seus discursos.

ANDRÉ NARCISO (ARB) - 3 - Complicou bastante apitando muitas vezes; quis ter um critério restrito logo de inicio e depois viu-se em apertos entrando na zona vermelha das compensações, tanto nas faltas como disciplinarmente.

LUIS FERREIRA (VAR) - 3 - Dois lances duvidosos nas áreas que mereciam outra atenção do VAR; pareceu penálti claro sobre o Nuno Mendes, já no lance em que o Coates tenta o corte de carrinho, o adversário acaba por ir contra as suas pernas e depois de já ter rematado à baliza.

publicado às 04:04

As estatísticas do jogo

Rui Gomes, em 16.02.21

GoalPoint-Sporting-Pacos-Liga-NOS-202021-90m.jpg

"Se for campeão é normal, se não for campeão é porque o treinador não percebe nada disto. Não sabemos o dia de amanhã. É jogo a jogo. Vamos seguir com a nossa ideia. Se perdemos vou ser o único treinador em Portugal na história a perder uma vantagem de 10 pontos. Falta muito. Temos é que ganhar ao Portimonense".

Rúben Amorim, no final do jogo.

"Foi um jogo muito difícil, sabíamos da qualidade do adversário, estávamos à espera. Para nós, era uma partida muito importante porque podíamos ficar a 10 pontos do segundo classificado, a equipa está de parabéns. Jogámos três vezes contra esta equipa, ganhámos as três vezes, só concedemos um golo, só isso diz tudo.

A vantagem pontual não significa absolutamente nada. Sabemos que a história pode ser feita, que pode mudar. O que temos de continuar a fazer é pensar jogo a jogo, falta muito campeonato e temos de continuar com esta humildade, só assim podemos alcançar os nossos objectivos".

João Mário, na flash interview da Sport TV.

publicado às 04:03

150605063_10157540523251555_300097007102621680_o.j

Sporting 2 - Paços de Ferreira 0

1.º Sporting CP 51 pontos - 2.º FC Porto 41 - 3.º SC Braga 40 - 4.º Benfica 38

"Não significa nada, nos últimos 10 jogos o Liverpool fez 9 pontos. Se a uma equipa como a do Liverpool acontece isso, também pode acontecer a nós. Estamos é proibidos de parar de correr. Cada um diz o que quer dentro da equipa. E todos dizemos o mesmo, é a ideia geral."

Rúben Amorim

publicado às 22:05

DESTAQUES

"Temos de ser rigorosos, intensos e humildes desde o primeiro minuto. É uma equipa muito boa que vem de um momento fantástico com um treinador que está a fazer um trabalho incrível. Temos de fazer o que temos vindo a fazer que é preparar bem o jogo. Precisamos também da inspiração dos nosso jogadores que temos tido."

"Fizemos uma avaliação sobre o jogo do Gil Vicente, toda a gente faz isso. Chamámos a atenção para aquilo que correu mais mal. Também mostrámos algumas coisas boas. Eles perceberam ao intervalo senão não tinham tido o comportamento que tiveram na 2ª parte. Foi uma preparação normal."

"O Palhinha está tranquilo. É curioso que esta semana apanhei uma conversa entre ele e o Hugo Viana para ele estar tranquilo. O Sporting fez tudo como devia fazer e o Palhinha também. Estamos tranquilos à espera de uma decisão. Toda  a gente quer a decisão para ficar tudo esclarecido. De zero a dez quanto estou peocupado? Não temos qualquer preocupação e fizemos mesmo tudo de acordo com a lei. O Sporting salvaguardou-se, a preocupação é zero".

"No que toca à minha relação familiar (com cunhado Antero Henrique), pelo sim pelo não, ainda falei com ele esta semana para ver se ganhamos outra vez para estarmos tranquilos. São coisas normais no futebol".

"Todo o mérito tem de ser dado aos jogadores porque são eles que estão lá dentro. Já estivemos numa fase em que não estávamos tão bem, no fim da outra época, em que terminámos em 4º lugar. Nessa altura não se sentia isso. A união que há no Clube é mérito dos jogadores. O facto de apostarmos na formação, de ser uma equipa com muitos portugueses, isso tudo atrai as pessoas e sentem essa ligação".

publicado às 03:04

A título de curiosidade

Rui Gomes, em 12.02.21

21945096_ZeIGs.png

Nomeações da Secção Profissional do Conselho de Arbitragem para os jogos da 19.ª jornada da Liga NOS:

Sporting CP-FC Paços de Ferreira
Árbitro: André Narciso
Assistentes: Paulo Brás e José Luzia
4.º árbitro: Hugo Silva
VAR: Luís Ferreira
AVAR: Paulo Miranda

FC Porto-Boavista FC
Árbitro: Manuel Mota
Assistentes: Jorge Fernandes e Luciano Maia
4.º árbitro: João Gonçalves
VAR: Vítor Ferreira
AVAR: Bruno Rodrigues

CD Santa Clara-SC Braga
Árbitro: João Pinheiro
Assistentes: Tiago Costa e Nuno Eiras
4.º árbitro: Miguel Nogueira
VAR: Fábio Veríssimo 
AVAR: Pedro Martins

Moreirense FC-SL Benfica
Árbitro: Manuel Oliveira
Assistentes: Tiago Leandro e Nélson Cunha
4.º árbitro: Cláudio Pereira
VAR: Fábio Melo
AVAR: Rui Licínio

publicado às 04:33

Screenshot (451).png

Sem Pedro Gonçalves, castigado, o Sporting CP nem sequer pareceu sentir a falta daquele que será o seu melhor jogador, protagonizando uma excelente exibição perante o Paços de Ferreira e vencendo por 3-0, na estreia a titular - com um golo - de Tabata.

#OndeVaiUmVãoTodos foi a hashtag que o Sporting criou esta semana, aproveitando e adaptando as palavras de união de Rúben Amorim depois do empate em Famalicão, que acabou com muitas queixas sportinguistas. Ontem à noite, em Alvalade, essa mesma frase apareceu pela primeira vez numa tarja bem gigante colocada na bancada, e tanto essa faixa como as centenas de adeptos que receberam o autocarro do Sporting à chegada a Alvalade, antes do início do jogo, parecem comprovar que este é um novo Sporting.

É que mesmo sem Pedro Gonçalves, claramente o jogador em maior destaque, o Sporting pareceu sempre uma equipa bem unida, organizada e muito bem conhecedora de todos os momentos do jogo, mesmo perante um Paços de Ferreira igualmente bem ordenado, tal como demonstrado no jogo anterior da equipa de Pepa, na Luz.

Screenshot (452).png

Mas este novo Sporting, tanto a atacar como a defender, parece assumir a personalidade do seu treinador - que esta noite estava na bancada, por ter sido expulso em Famalicão: tranquilo, paciente e a saber quando sorrir e quando fazer cara feia.

O Sporting ainda aproveitou a ocasião para rodar alguns jogadores - entraram Antunes, Matheus, Sporar, Plata e Inácio - e até teve mais ocasiões para marcar, mas o marcador não mexeu mais, num resto de jogo perfeitamente tranquilo.

Sporting CP: Antonio Adán, Luís Neto (Gonçalo Inácio, 85’), Sebastián Coates, Zouhair Feddal, Pedro Porro, João Palhinha, João Mário (Andraz Sporar ,72’), Nuno Mendes (Antunes, 68’), Bruno Tabata (Matheus Nunes, 72’), Nuno Santos e Tiago Tomás (Gonzalo Plata, 85’)

O Sporting avança assim para a 5ª eliminatória da Taça de Portugal, com uma confiança que há muito não se via em Alvalade.

publicado às 04:02

Foto do dia

Rui Gomes, em 12.12.20

img_920x519$2020_12_11_22_32_37_1790673.jpg

Tabata estreou-se como titular e marcou um golaço, o seu primeiro de leão ao peito

publicado às 04:00

131435888_10157388622251555_3792378702646969089_o.

Sporting 3 Paços de Ferreira 0

Taça de Portugal

publicado às 23:06

img_920x518$2017_08_22_23_52_19_1304509.jpg

Reconheço desde já que esta minha conjectura pode ser considerada muito subjectiva, no entanto, nem por isso abandono a ideia que a nomeação anunciada esta quinta-feira pelo Conselho de Arbitragem de João Pinheiro para o jogo de hoje com o Paços de Ferreira para a Taça de Portugal, é a resposta do organismo às recém-reclamações do Sporting sobre a arbitragem.

Aliás, tendo presente o 'milieu' em que enquadra o futebol cá do burgo e a gentalha que constitiu o CA, até seria uma negação da realidade não admitir essa hipótese.

Curiosamente, se a memória não me falha, um leitor nosso avançou este palpite há dias.

Árbitro: João Pinheiro, Assistentes: Tiago Costa e Nuno Eiras, 4.º árbitro: David Silva.

publicado às 03:34

GoalPoint-Pacos-Sporting-Liga-NOS-202021-90m.jpg

Após o adiamento do jogo da primeira jornada ante o Gil Vicente, devido a vários casos de Covoid-19 nas duas equipas, o Sporting estreou-se na Liga NOS 2020/21 e não vacilou. Na visita ao Paços de Ferreira, a formação de Alvalade venceu por 2-0, sendo superior ao adversário nos momentos  e indicadores cruciais do jogo. Mais eficaz no ataque (os da casa não enquadraram qualquer remate), o Sporting marcou e teve a competência de fechar todos os caminhos para a sua baliza, mantendo os “castores” sempre longe das zonas de perigo. Jovane Cabral, de penálti, e Sebastián Coates, no segundo tempo, fizeram os golos.

Sporting CP: Antonio Adán [GR], Pedro Porro (Antunes, 79'), Luís Neto, Sebastián Coates [C], Zouhair Feddal, Nuno Mendes, Matheus Nunes, Wendel, Tiago Tomás (Andraž Šporar, 79'), Luciano Vietto (Daniel Bragança, 65') e Jovane Cabral (Nuno Santos, 31').

O próximo jogo do Sporting é já na próxima quinta-feira, frente ao LASK Linz, da Áustria, a contar para o play-off da Liga Europa.

No que à Liga NOS diz respeito, o próximo adversário do Sporting é o Portimonense, em jogo agendado para o dia 4 de Outubro, às 21h00, em Portimão.

120153579_10157233091911555_2234329979981843869_o.

Considerações de Emanuel Ferro:

"A importância da vitória existe sempre. Uma equipa que se apresenta aqui depois de todo um período muito diferente do que estamos habituados com este tipo de atitude, solidariedade, resiliência e espírito de união, precisa de ter muita convicção em relação ao que é o nosso jogo, ao que se quer e muita convicção de que só colectivamente é que se conseguem atingir grandes objectivos. Esta vitória é uma vitória de dificuldade contra um adversário difícil e demonstra uma atitude muito forte. Os jogadores representaram todo o grupo de trabalho. A sensação da vitória é sempre melhor do que a de qualquer outro resultado.

Acredito que o Sporting CP vai estar preparado para qualquer tipo de circunstância. Se não houvesse a problemática actual, o Sporting CP estaria preparado na mesma. A estrutura do Sporting CP tem-se organizado de forma muito forte, intensa, preocupada e ao detalhe para que toda a equipa esteja capaz de dar a melhor resposta. Isso é de enaltecer, quer o trabalho da estrutura, quer a resposta dos jogadores".

Há a possibilidade de se ter mais jogadores disponíveis para o jogo de quinta-feira, assim como o Mister Rúben Amorim, mas neste momento nada está confirmado.

publicado às 03:04

Começar com o pé direito

Rui Gomes, em 27.09.20

120131732_10157232961261555_7431348840045195097_o.

Nota: Este Fábio Veríssimo é qualquer coisa de extraordinário; num jogo relativamente calmo, mostrou 6 cartões amarelos a jogadores do Sporting, 4 logo na primeira parte, em 12 faltas cometidas no jogo inteiro.

publicado às 20:28

Vale a pena rever

Rui Gomes, em 15.06.20

publicado às 15:30

m1.jpg

Uma vitória é sempre agradável, obviamente, mas gostei mais da equipa em Guimarães. Futebol muito atabalhoado, especialmente a partir do meio campo, apenas com alguma qualidade a espaços.

Surpresa no 'onze' inicial pela ausência de Jérémy Mathieu. Inicialmente pensou-se que teria algum impedimento físico, mas este discurso de Rúben Amorim transmite outra ideia:

"Eu digo sempre que é um conjunto de factores. O Mathieu ficou de fora porque, seja quem for, tem de seguir uma linha. Não me interessa se é o Nuno Mendes, se é o Mathieu. Começa uma nova semana, começa uma nova vida. Não me interessa se ele vem do Barcelona... Para mim o Sporting tem uma linha e não é por eu mandar aqui, é para não me perder. Quem segue, muito bem. Cada jogador tem uma semana menos boa, mas ou segue os comportamentos ou não. Na nova semana estará integrado. Os melhores vão lá estar, todos vão ter de lutar, se não lutarem jogam outros".

Jovane Cabral indubitavelmente o melhor em campo. Foi sempre o mais perigoso dos leões, marcou um golo fantástico de livre directo e ao cair do pano ainda mandou um belo remate à trave.

jovanepacos.jpg

Mais uma boa exibição do jovem central Eduardo Quaresma. Matheus Nunes não brilhou, mas esteve melhor do que no primeiro jogo. Terá de ter mais cautela com as faltas, dois jogos, dois amarelos.

Vietto esteve muito melhor do que em Guimarães, mas teve a infelicidade de sofrer a lesão que o levou a sair do relvado aos 44'. Desconhece-se a gravidade da mesma.

O lateral Nuno Mendes estreou-se aos 17 anos pela equipa principal, entrando no jogo em substituição de Acuña aos 72 minutos.

No lance da grande penalidade que o VAR influenciou a sua anulação, mesmo admitindo que é falta de Borja que agarrou o braço do avançado do Paços de Ferreira, compensa de certo modo a não decisão aos 51', em que Jovane é igualmente agarrado ao entrar na área do adversário. Não é claro se seria livre ou grande penalidade.

A equipa do Sporting está bem treinada e estruturada, mas falta alguma (muita) fluidez na construção de jogo. Falta a técnica, eficácia e visão de jogo de quem até há pouco tempo era o coração da equipa. Curiosamente, o antigo capitão leonino ligou a Jovane Cabral antes do jogo para o motivar. Mesmo à distância, não esquece o Sporting!

Com este resultado, o Sporting passa a somar 46 pontos, os mesmos que o SC Braga, que recebe o Boavista esta noite.

publicado às 03:17

Dia de jogo

Rui Gomes, em 12.06.20

102622451_10156974293086555_6374248656395841872_o.

A lista de convocados de Rúben Amorim não foi divulgada, embora se saiba que Wendel vai a jogo, depois de estar ausente, por lesão, frente ao V. Guimarães. A outra certeza que nos foi dada pelo treinador é que Matheus Nunes será novamente titular.

Tudo indica que o Sporting vai alinhar com o mesmo 'onze' da última jornada:

Luís Maximiano; Eduardo Quaresma, Sebastián Coates (cap.) e Jérémy Mathieu; Rafael Camacho e Marcus Acuña; Battaglia e Matheus Nunes; Luciano Vietto, Jovane Cabral e Andraz Sporar.

publicado às 11:46

Mais um caso de ausência do VAR

Rui Gomes, em 01.11.19

Não está aqui em questão o que as equipas jogaram, apenas o lance do golo do Paços Ferreira que foi obviamente marcado com o braço de Douglas Tanque aos 74 minutos (2.45 minutos do vídeo). Ele vai à bola com a intenção de a cabecear, falha redondamente, e é com o braço que a impela para dentro da baliza de Renan.

É perfeitamente aceitável, pelas circunstâncias do lance, que o árbitro Rui Costa não tenha visto a infracção, já o mesmo não pode ser dito do VAR. Que imagem viu este, diferente da nossa, pelos vistos, que o levou a validar o golo?

Mais cedo no jogo, também se verifica uma hipotética mão na bola de Mathieu. Rui Costa viu o lance e entendeu nada assinalar. Admite-se que é discutível, mas, de qualquer modo, a existir infracção do defesa do Sporting, esta ocorreu fora da área, não sendo portanto causa para grande penalidade.

publicado às 12:59

74664677_10156344755251555_7906153249898496000_n.j

Considerações de Jorge Silas, em conferência de imprensa:

"Foi um jogo difícil pela mais-valia do adversário. O Paços constrói bem, faz muitos cruzamentos; podíamos ter gerido melhor depois do golo, faltam-nos alguns passos para gerir o jogo em vantagem mas também porque o Paços nos criou dificuldades. O golo deles foi merecido. O Paços fez um belo jogo, e se calhar nem merecia perder.

Queremos um Sporting a controlar muito mais o jogo, mesmo que o resultado nos seja favorável. No final da primeira parte começámos a cometer erros que não devíamos ter cometido, o aspecto psicológico dos jogadores ainda não está como pretendemos.

Na segunda parte o Paços foi superior, muito porque deixámos de fazer o que tínhamos de fazer. Sem querer tirar mérito ao Paços, não fizemos nada do que combinámos.

Em termos de empenho, atitude e coração as duas equipas foram fortes, acabámos por ser mais felizes.

As derrotas pesam muito, somos obrigados a dar prioridade ao resultado. Não tivemos tempo suficiente para trabalhar para que a exibição acompanhe o resultado. As vitórias são importantes para a estabilidade, para [os jogadores] começarem a ganhar mais confiança e também entre equipa técnica e jogadores. As derrotas trazem desconfiança em todo o lado. Com o tempo vamos conseguir manter as boas exibições por mais tempo durante o jogo.

O desgaste surge sempre que perdemos a bola. Com a categoria destes jogadores, ainda perdemos muito a bola e temos de correr atrás dela, o que não é o nosso forte. Temos de ter mais tempo de posse de bola, mas objectiva, à procura do golo. Ainda temos muita pressa, perdemos muito a bola e isso cria desgaste".

publicado às 04:03

Ainda sobre o jogo na Mata Real

Rui Gomes, em 01.11.19

GoalPoint-Pacos-Sporting-Liga-NOS-201920-90m.jpgGoalPoint-Pacos-Sporting-Liga-NOS-201920-MVP.jpg

publicado às 04:01

73342816_10156341317936555_7378743540966227968_n.j

A lista dos 19 jogadores chamados por Jorge Silas para o encontro da 9.ª jornada da Liga NOS.

Uma única novidade de relevo, com Rosier a dar lugar a Ristovski, que poderá ver os seus primeiros minutos na actual edição do campeonato. Gonzalo Plata é substituído por Rafael Camacho. Rodrigo Fernandes, desta vez, não é opção e Luís Neto vai a jogo.

Tudo indica que Silas vai querer alinhar novamente num 4x3x3 e, salvo Ristovski, com a mesma equipa que venceu o Vitória de Guimarães.

O Paços de Ferreira situa-se em 17.º lugar neste momento, com apenas cinco pontos.

publicado às 20:00

 

 

Jorge Jesus na conferência de imprensa de antevisão ao jogo deste domingo com o Paços de Ferreira. Entre outras coisas, disse o seguinte:

 

"Tivemos uma reunião, tudo o que se passou fica lá dentro. O importante é a liberdade que o presidente deu para convocar os jogadores que quisesse. Jogadores ainda não estão convocados porque estou aqui mas vou convocar todos os que estão disponíveis a nível físico".

 

Perante esta declaração e salvo lesões, é de esperar um 'onze' muito próximo do usual. A única dúvida é se Jorge Jesus opta por fazer poupanças com o jogo de quinta-feira em mente.

 

No que diz respeito à reunião entre Bruno de Carvalho e o plantel, consta que foi um momento muito tenso e que terminou sem pedido de desculpas por qualquer das partes e que a nota de culpa não foi entregue aos jogadores.

 

Ficamos com a ideia que o assunto está longe de encerrado, pelo menos da parte do presidente que terá em mente qualquer medida punitiva assim que houver oportunidade para tal.

 

publicado às 05:22

 

naom_5973d6b0880ea.jpg

 

Do plantel do Sporting, houve sete jogadores que não se manifestaram publicamente contra Bruno de Carvalho. São eles: Bas Dost (avançado), Romain Salin (guarda-redes), Jéremy Mathieu (central), André Pinto (central), Josip Misic (médio), Lumor (defesa esquerdo), Petrovic (médio) e Luís Maximiano (guarda-redes).

 

Será com estes sete futebolistas que o Sporting avançará para o encontro com o Paços de Ferreira (domingo), sendo que só seis deles poderão ser utilizados como titulares - um dos dois guarda-redes ficará no banco. O resto do onze será composto por cinco atletas da equipa B.

 

Recapitulando, estes são os 19 jogadores suspensos por Bruno de Carvalhoa: William Carvalho, Rui Patrício, Fábio Coentrão, Sebastián Coates, Bruno César, João Palhinha, Cristiano Piccini, Gelson Martins, Rafael Leão, Seydou Doumbia, Rodrigo Battaglia, Marcos Acuña, Ristovski, Podence, Rúben Ribeiro, Bruno Fernandes, Bryan Ruiz, Wendel e Fredy Montero.

 

Entretanto, surgem reportagens alegando que Fábio Coentrão foi dispensado e regressa já a Madrid, e que tanto Doumbia como Rúben Ribeiro retiraram partilha do comunicado dos jogadores.

 

publicado às 04:58

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo