Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



image.jpg

No nosso post em que transcrevemos o mais recente artigo de Carlos Barbosa da Cruz, em Record, no qual ele adianta criticas ao presidente do FC das Antas, o nosso leitor Luís Carvalho indica que não tardará a vir um dos "fiéis escudeiros do bandido defender a sua honra", para o caso José Manuel Ribeiro, director do jornal O Jogo. 

O supracitado jornalista assim o fez, embora não directamente, optando por vir defender a honra de Paulo Sérgio, treinador do Portimonense, no que diz respeito ao inquérito que o CD da FPF abriu ao clube algarvio na sequência do jogo com o FC das Antas, que os dragões ganharam por 7-0, com um artigo cujo título é o deste nosso post, e que passamos a reproduzir.

"O Conselho de Disciplina da FPF instaurou ao Portimonense um inquérito pioneiro que não precisa de sentença alguma para vitimar, desde já, um inocente. O CD quer saber se o treinador Paulo Sérgio fez um jeito ao FC Porto com o seu onze que utilizou no Dragão. Faltam-me os conhecimentos de telepatia para imaginar como pretende julgar as decisões técnicas em causa, que Paulo Sérgio até está farto de explicar, e não tenho dúvidas de que este é um caso inventado pela chinfrineira dos piores e mais infecciosos programas de comentário televisivo, com culpas grandes dos clubes.

Para o FC Porto, que em anos anteriores também não se conteve com as várias directas e indirectas a Tondela, Aves e Braga "Benfica B" (sobre as quais fui escrevendo), não há exactamente uma grande injustiça no facto de se ter chegado a este ponto ignóbil, como não haveria se qualquer dos outros grandes fosse envolvido. Trágico é que as acções continuadas de um batalhão de irresponsáveis e incontinentes verbais sejam pagas por alguém que não tem a ver com este filme, nunca contribuiu para ele e nunca fez nada na carreira que possa levar um analista decente a pensá-lo.

Este processo sai, literalmente, das caixas de comentários da internet para o Conselho de Disciplina e só terá dois efeitos práticos: manchar Paulo Sérgio com a oficialização de uma suspeita nojenta e validar, até com um certo caráter histórico, essa via de pensamento. Sem indícios, sem provas, sem fundamentos. Apenas porque se confunde o desconforto de um resultado desportivo com uma boa justificação para soltar muita diarreia pela boca. As opções de Paulo Sérgio podem ser discutidas? Claro. Com escrúpulos, tento na língua e longe do Conselho de Disciplina".

publicado às 13:00

img_920x518$2021_06_01_13_21_52_1857511.jpg

Os treinadores do Portimonense, Paulo Sérgio, e do FC Porto, Sérgio Conceição, foram suspensos, na sequência do desentendimento entre ambos na partida da 24.ª jornada da Liga NOS, e se alguém esperava um castigo digno da ocasião, especialmente ao técnico portista, deve repensar as suas ideias.

Na segunda parte do encontro entre as duas equipas, que o FC Porto venceu por 2-1, os dois treinadores desentenderam-se e acabaram por ter de ser separados e levados para o balneário, depois de o árbitro Rui Costa lhes ter mostrado o cartão vermelho.

O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol decidiu suspender Sérgio Conceição por 10 dias e aplicar-lhe uma multa de 7.650 euros, enquanto a Paulo Sérgio foi aplicada uma suspensão de três dias e uma multa de 765 euros.

Apenas 10 dias a quem já foi expulso uma dúzia de vezes esta época?... Rúben Amorim, por muito menos, só no último castigo, levou 15 dias.

publicado às 03:18

download.jpg

Li a notícia mas ainda me levou algum tempo para verdadeiramente digerir a informação.

Depois da "tourada" em Portimão, esperávamos que surgisse alguma novidade sobre a actuação do Conselho de Disciplina da FPF relativamente à ocorrência, nomeadamente o confronto entre treinadores e demais incidentes que terão ocorrido no túnel, envolvente até de diversos jogadores.

Nada surgiu neste contexto esta segunda-feira, mas, por mera "coincidência" decerto, o organismo federativo anunciou que tinha instaurado um processo a Paulo Sérgio por críticas à arbitragem, após o jogo do Portimonense com o Santa Clara do dia 13 de Março.

De acordo com o comunicado emitido pelo CD, o procedimento disciplinar instaurado ao técnico dos algarvios surge na sequência de uma "participação disciplinar apresentada pela Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol, tendo por objecto declarações proferidas em órgão de comunicação social sob o enfoque das ofensas à honra ou consideração de agentes da arbitragem".

Em causa, pelos vistos, esta declaração de Paulo Sérgio:

“Infelizmente, preferia que assim não fosse, tenho de me queixar de um lance que é claro. É um lance de grande penalidade que tem de ser marcado e são muitos lances desse género contra o Portimonense. Parece que não nos querem deixar pôr a cabeça de fora. Infelizmente, tenho de falar desse lance [alegada bola na mão de Fábio Cardoso], porque sou dos que respeita os árbitros, dos que respeita o erro, mas repito, com o sistema que existe hoje, com VAR [videoárbitro], com tudo isso, aquilo que está a acontecer com o Portimonense é vergonhoso".

O que pensar do timing desta divulgação do Conselho de Disciplina?... É para desviar as atenções da conduta do arruaceiro-mor da equipa portista ou há outra intenção?

E, além de tudo o mais, quantas vezes o dito arruaceiro já criticou a arbitragem sem levar nenhum processo disciplinar digno do nome? Isto, considerando que já foi expulso oito (8) vezes enquanto ao leme do FC Porto.

publicado às 03:02

O que dizem eles

Rui Gomes, em 04.05.16

 

Paulo-Sérgio.jpg

 

«O que fica para a história são os títulos. Há um trabalho colectivo muito forte no Sporting, tanto da equipa técnica como dos jogadores. Conseguiu dar um passo grande na disputa do título esta temporada, coisa que não era possível há muito tempo.

 

O Sporting, até agora, tem essa conquista; intrometeu-se na luta pela título, com um futebol de qualidade, com uma equipa forte, uma estrutura muito dinâmica e activa. Goste-se ou não do estilo, o facto é que esta estrutura veio abanar um pouco o Sporting, mas é um facto que chegar ao fim e não ganhar o título poderá causar alguma mossa.

 

O Benfica também não faz más exibições. É uma forma diferente de jogar, com um pragmatismo e segurança. Quer uma equipa quer outra, estão a fazer ambos o seu papel. O Benfica começou menos bem o campeonato, mas recuperou».

 

 

Paulo Sérgio - antigo treinador do Sporting que assumiu o leme verde-e-branco em Abril de 2010, substituindo Carlos Carvalhal, acabando também ele por sofrer uma saída precoce do Clube a 26 de Fevereiro de 2011.

 

Tem razão ao afirmar que não obstante o bom trabalho, o que fica para a história são os títulos. No caso concreto do Sporting, esta época, se a não realização do seu objectivo prioritário causará "mossa", ou não, só o passar de mais algum tempo esclarecerá.

 

Caso este último cenário se venha a confirmar e partindo do princípio que Jorge Jesus permanecerá, muito leva a crer que Bruno de Carvalho irá investir substancial e talvez impensadamente no Verão - com ou sem saídas do actual plantel - para tentar concretizar o desejo que ele persegue quase cegamente. Isto, em termos pessoais e não perdendo de vista o mosaico eleitoral, não negando, contudo, quão importante a conquista é para o Sporting, como instituição desportiva.

 

publicado às 18:49

O que dizem eles

Rui Gomes, em 22.03.16

 

Paulo-Sérgio.jpg

 

Paulo Sérgio, antigo treinador do Sporting, comentou o momento da equipa, à margem do Fórum de Treinadores a decorrer em Setúbal, manifestando surpresa por o Sporting não estar, nesta altura, na liderança do campeonato com uma vantagem dilatada:

 
«Estou surpreendido pelo Sporting não ter uma vantagem mais dilatada, porque tem apresentado muita qualidade ao longo da prova. Por momentos de falta de eficácia e pelo grande trajecto que o Benfica a determinada altura começou a fazer, perdeu essa vantagem que eu supunha que podia ter nesta altura.

Faltam sete jornadas para acabar o campeonato, é bastante provável que quem vai na frente perca pontos. Vejo o FC Porto com possibilidades de discutir o campeonato até final, porque não podemos esquecer que vai haver um FC Porto-Sporting e, por isso, penso que vai ser muito disputado.

Slimani é um dos melhores avançados em Portugal, mas todos estão sujeitos a melhores momentos e a momentos menos bons. A falta de eficácia em alguns jogos não se pode resumir ao Slimani, não se pode responsabilizar apenas um jogador por isso.

Cada treinador é um treinador e, qualquer que seja a sua forma de actuar, só temos de respeitar. Se há alguma coisa a criticar é a atitude do jogador (Arouca) e não a forma do treinador reagir a ele, seja momentaneamente e a quente, como o Jorge Jesus fez, seja à posteriori. Não tenho dúvidas que já ficou resolvido o problema. O Slimani também reagiu a quente e estará focado nos objectivos. São águas passadas neste momento.

No meu ano, vendeu-se o João Moutinho, Miguel Veloso, Liedson, este ano não. As coisas foram estruturadas para lutar pelo título, houve uma aposta forte, excelentes contratações, excelente trabalho do Jorge Jesus. As coisas estão a andar e acaba por me surpreender o Sporting ter deixado fugir algo que parecia mais seguro há uns tempos atrás.»

 

Ao fim e ao cabo, Paulo Sérgio acaba por afirmar, por outras palavras, tudo aquilo que já foi aqui referido em outros escritos, por nós e várias figuras do futebol português. Deixou-se fugir a grande oportunidade e agora vai ser uma autêntica lotaria até, porventura, ao último jogo da época.

 

publicado às 16:18

Paulo Sérgio comenta Sporting

Rui Gomes, em 30.12.12

Admitindo todos e mais alguns erros, voluntários e involuntários, que têm sido cometidos da há uns tempos a esta parte, este breve comentário de Paulo Sérgio - ex-treinador do Sporting e actual treinador do Cluj - proferido instantes após o Rio Ave 3 Sporting 0, dá causa para reflexão:

 

«O Sporting não precisa de inimigos, as pessoas de dentro são as primeiras a derrubar.»

 

publicado às 01:06

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D




Cristiano Ronaldo