Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

OriginalSize$2018_03_14_05_39_05_1375136.jpg

 

O Sporting B vencia por 3-1 aos 66' mas permitiu três golos e a reviravolta do Penafiel na recta final do encontro em Alcochete, numa partida da 29.ª jornada da 2.ª Liga. Pedro Marques bisou para os leões mas a festa foi dos durienses, que apontaram o tento decisivo já nos descontos.

 

Refira-se que os habituais titulares Luís Maximiano, Ivanildo Fernandes, Rafael Barbosa e Ronaldo Tavares não foram opção, resgatados para a equipa principal para disputarem a segunda mão dos oitavos de final da Liga Europa diante do Viktoria Plzen.

 

Assim, a equipa B do Sporting passa a ocupar os lugares de despromoção da tabela, agora no 17.º posto, com 31 pontos, enquanto o Penafiel subiu ao segundo lugar do campeonato, com 50, mas com mais um encontro que o Santa Clara.

 

Jogo realizado no Estádio Aurélio Pereira, em Alcochete.

 

Sporting B-Penafiel, 3-4.

Ao intervalo: 1-1.

 

Marcadores:

 

0-1, Fábio Abreu, 18 minutos.

1-1, Pedro Marques, 44.

2-1, Jovane Cabral, 56.

3-1, Pedro Marques, 60.

3-2, Fábio Fortes, 67.

3-3, João Paulo, 80.

3-4, Luís Pedro 90+3.

 

Sporting B: Stojkovic, Mauro Riquicho, Merih Demiral, Tiago Djaló, Abdu Conté, Miguel Luís (Ricardo Almeida, 85), Pedro Delgado, Bruno Paz, Paulinho (Diogo Brás, 74), Jovane Cabral (Kenedy Có, 89) e Pedro Marques.

 

Suplentes: Pedro Silva, Kenedy Có, Bubacar Djaló, Diogo Brás, Ricardo Almeida, Felipe Ribeiro, Guilherme Ramos.

 

Treinador: Luís Martins.

 

Penafiel: Ivo Gonçalves, Kalindi Souza, João Paulo, Luís Pedro, José Gomes, Gustavo Costa, Romeu Ribeiro (Jules Diouf, 89), Hélio Cruz, Ludovic, Fábio Abreu e Gleison (Fábio Fortes, 63).

 

Suplentes: Tiago Rocha, Luís Dias, Daniel Martins, César Gomes, Danilo Alves, Jules Diouf e Fábio Fortes.

 

Treinador: Armando Evangelista.

 

Árbitro: Rui Oliveira (AF Porto).

 

Acção disciplinar: cartão amarelo para Tiago Djaló (12), Luís Pedro (54), Ivo Gonçalves (60), José Gomes (64), Miguel Luís (65), Mauro Riquicho (79), Ludovic (79).

 

Assistência: cerca de 100 espectadores.

 

publicado às 17:52

 

ng5105311.jpg

 

Em jogo a contar para a 15.ª jornada da II Liga, realizado no Estádio Aurélio Pereira, em Alcochete, a equipa B do Sporting venceu o Penafiel por 4-2.

 

Os golos leoninos foram marcados por Sacko (5'), Labyad (21'), Francisco Geraldes (59') e Valentin Viola (76').

 

Sporting B: Pedro Silva, Mama Baldé, Sambinha, Domingos Duarte, King, Fokobo, Francisco Geraldes, Labyad (Zezinho, 73), Daniel Podence (Cristian, 83), Sacko (Diogo Salomão, 66) e Viola.

 

Suplentes: Guilherme Oliveira, Diogo Salomão, Cristian, Rúben Ribeiro, Bubacar Djaló, Rafael Barbosa e Zezinho.

 

O Sporting continua em 2.º lugar na classificação, com 28 pontos, 5 atrás do líder FC Porto B.

 

publicado às 05:06

 

600.gif

 

Como não assisti a uma boa parte do jogo de ontem em Alvalade, "terei" de aceitar a palavra de Rui Quinta, treinador do Penafiel, em que o Sporting, mesmo a jogar com dez elementos durante mais de 70 minutos, foi beneficiado pela arbitragem:

 

«As coisas foram completamente despropositadas. Não vou dizer que foi premeditado pelo árbitro Bruno Esteves, mas há decisões precipitadas que acabaram por nos prejudicar. Nós não temos culpa que o jogador do Sporting tenha cometido falta e tenha sido expulso. O lance em que o nosso lateral é expulso, a bola bate-lhe no peito. Tem sido recorrente e com a facilidade com que os nossos jogadores vêm cartões vermelhos dá  ideia de que os jogadores são trogloditas e andam atrás das pernas dos adversários. Isso não é verdade.»

 

Bem... devo ter sido eu que andei atrás das pernas de Nani, entre outros.

  

publicado às 04:12

A arbitragem ou algo mais ?

Rui Gomes, em 09.03.15

 

prog_scp_penafiel.jpg

 

Hoje não me é possível escrever a minha usual crónica, dado que só assisti a parte do jogo: os 30 minutos iniciais e os finais 10. Deixo, portanto, a análise a cargo dos leitores.

 

Uma questão não posso contornar: a expulsão de Tobias Figueiredo. Estarei equivocado, mas a mim pareceu-me um corte limpo, com o avançado do Penafiel a atirar-se por cima do defesa leonino. De resto, também achei um autêntico exagero aquele cartão amarelo a William, que o impedirá de jogar no próximo jogo.

 

400JI430.jpgOPIW2I4S.jpg

 

Verificou-se a estreia de Ewerton na equipa principal, embora não tenha visto o suficiente para comentar. Bom golo de Nani, a cruzamento de Carrillo, para assegurar a vitória.

 

O lance que levou à expulsão de Tobias Figueiredo pode ser visto aqui.

 

publicado às 21:57

Convocatória para o Penafiel

Rui Gomes, em 08.03.15

 

imagesCA9IYRKE.jpg

 

Marco Silva convocou 18 jogadores para o desafio de amanhã com o Penafiel, a contar para a 24.ª jornada da I Liga. Havia alguma expectativa sobre a inclusão de Ewerton e confirma-se o seu nome entre o lote de convocados. O mesmo chegou a ser alimentado em relação a Wallyson Mallmann, pela sua ausência no jogo de ontem da equipa B, mas, na realidade, o jovem médio cumpriu um jogo de castigo por acumulação de amarelos (9).

 

Não deixa de haver alguma surpresa entre os defesas chamados pelo técnico, dado que Ewerton é a única alternativa. Naby Sarr, Jonathan Silva e Miguel Lopes (expulsão) ficaram de fora.

 

Entre os avançados, verifica-se o regresso de Nani e a ausência de Diego Capel.

 

Marco Silva deverá lançar o seguinte onze:

 

Rui Patrício; Cédric Soares, Paulo Oliveira, Tobias Figueiredo e Jefferson; William Carvalho, Adrien Silva e João Mário; Nani, Carrillo (Mané) e Slimani.

 

No banco de suplentes: Marcelo Boeck, Ewerton, André Martins, Oriol Rosell, Tanaka e Montero.

 

publicado às 21:22

O árbitro em Penafiel

Rui Gomes, em 05.10.14

 

 

 

Como sempre, há versões diferentes sobre a arbitragem de um qualquer jogo. Neste caso concreto, pela visita do Sporting ao Penafiel, o responsável por dirigir o encontro foi Rui Costa, da Associação de Futebol do Porto.

 

A apreciação do jornal A Bola:

 

«Trabalho de qualidade acima da média, no exclusivo cumprimento da lei, como no lance em que Montero viu o amarelo por jogar a bola sem bota (apesar de ter sido vítima de uma falta). Os auxiliares merecem nota menor.»

 

* Não concordo com o "trabalho acima da média, porque num jogo que não ofereceu um grau de dificuldade muito elevado, cometeu diversos erros. Contrário ao parecer de alguns sportinguistas, Rui Costa decidiu bem no lance em que Montero joga a bola sem a bota, a partir do momento que a lei da vantagem foi concedida. Uma decisão inteiramente ao seu critério, uma vez que as Regras do Jogo da FIFA estipulam que o árbitro pode aplicar a lei da vantagem sempre que se cometa uma infracção.

 

Na minha opinião, entre três ou quatro casos discutíveis, acho que o cartão amarelo mostrado a William Carvalho aos 43 minutos é injusto, porque nem falta existiu.

 

A apreciação do jornal Record:

 

«Não assinalou a falta sobre Slimani na grande área, aos 40 minutos, lance que podia ter sido decisivo. No terceiro golo do Sporting, Montero estava em fora-de-jogo quando Capel cruzou.»

 

Já tive ocasião de rever estes dois lances, e não há dúvida que houve contacto do defesa em Slimani no lance referido. Se há causa para grande penalidade, já é uma contenda mais discutível, e o árbitro, obviamente, decidiu que foi insuficiente.

 

No golo de Montero, só agora ao rever a imagem do lance é que reparei que o jogador do Sporting está milimetricamente adiantado no momento do cruzamento de Capel. Se o auxiliar viu bem o lance, terá dado o benefício da dúvida ao avançado. 

 

publicado às 10:01

 

 

8 de Dezembro de 2013  -   4 de Outubro de 2014

 

Penafiel 0 Sporting 4 - 7.ª Jornada da I Liga

 

publicado às 01:19

 

 

Perante o penúltimo classificado da I Liga - 4 pontos em 6 jogos, 3 golos marcados e 9 sofridos - o Sporting realizou uma exibição muito modesta no primeiro tempo, pese o domínio de jogo, e assim continuou após o intervalo, até Slimani inaugurar o marcador, aos 69', com um bom cabeceamento a cruzamento de Jefferson.

 

A partir desse ponto, com a sua natural superioridade, tudo se tornou mais fácil. Escassos minutos antes Marco Silva fez entrar Adrien Silva e Fredy Montero, em substituição de William Carvalho e André Martins, e pouco tempo depois, Diego Capel também pisou o relvado. O Sporting começou a exibir maior dinâmica de jogo e o segundo golo do avançado argelino surgiu aos 69', a excelente passe de Cédric Soares.

 

Chegou-se, então, ao momento mais esperado: uma jogada em profundidade por Diego Capel e cruzamento rasteiro para FREDY MONTRERO empurrar a bola para dentro da baliza do Penafiel. O seu primeiro golo desde o dia 8 de Dezembro de 2013, na 12.ª jornada de 2013/14, frente ao Gil Vicente.

 

Por fim, aos 85', um soberbo pormenor técnico de Nani, a marcar o 4.º golo do Sporting. Não terei sido o único sportinguista a temer mais um empate a zero, tal a apatia do Sporting para com a baliza adversária. No todo, uma exibição muito aquém do que a equipa é capaz, mas quando se chega à hora da verdade, contam os golos e os três pontos da vitória.

 

Não assisti ao início do jogo, mas constou-me que Marco Silva fez o "favor" de equipar Tanaka. Não era de esperar que ele entrasse no jogo - mesmo quando se andava desesperadamente à procura do primeiro golo - mas é o primeiro passo na direcção certa. É expectável que até ao fim da primeira volta venha a jogar mais uns minutos.

 

publicado às 01:18

Convocatória para o Penafiel

Rui Gomes, em 03.10.14

 

 

 

 

Marco Silva convocou 20 jogadores para a visita ao Penafiel, jogo a contar para a 7.ª jornada da I Liga:

 

Rui Patrício - Marcelo Boeck - Cédric Soares - Paulo Oliveira - Naby Sarr - Tobias Figueiredo - Jonathan Silva - Jefferson - William Carvalho - Adrien Silva - André Martins - Oriol Rosell - João Mário - André Carrillo - Nani - Diego Capel - Heldon - Fredy Montero - Tanaka e Slimani.

 

Além de Tanaka - o alvo preferido de Marco Silva - o outro a assistir ao jogo da bancada deverá ser Heldon. Aliás, até nem dá para perceber a sua chamada, óbvio que é que ele não faz parte dos planos. Tobias Figueiredo irá para o banco porque representa a única alternativa a central. Os jovens Ricardo Esgaio e Carlos Mané nem foram chamados.

 

Creio que o onze titular será:

 

Rui Patrício; Cédric, Paulo Oliveira, Sarr e Jonathan Silva; William, Adrien e João Mário; Nani, Carrillo e Slimani.

 

Salvo surpresas, que eu duvido muito.

 

publicado às 21:29

Os "lampiões" estão garantidos !

Rui Gomes, em 04.02.14
 

 

Caso a diferença de valores entre as equipas não seja suficiente, o Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol nomeou o Capela de a "Capela da Luz" para arbitrar o jogo dos quartos-de-final da Taça de Portugal com o Penafiel. Garantia absoluta, na eventualidade que algo de extraordinário venha a acontecer que possa por em dúvida a continuidade dos "lampiões" na competição. 

 

publicado às 22:32

 

 

O painel de ex-árbitros não foi unânime na abordagem a quatro principais lances do jogo entre o Penafiel e o Sporting para a Taça da Liga:

 

1.º lance aos 48 minutos: Após canto de Jefferson, a bola vai ao braço de João Pedro na área.

 

Tanto Jorge Coroado como Pedro Henriques concordam que o defesa penafidelense desvia a trajectória da bola de forma deliberada e que ficou uma grande penalidade por assinalar. Já José Leirós entende que a bola vai ao braço de João Pedro, sem este fazer movimento deliberado.

 

2.º lance aos 51 minutos: Wilson Eduardo é considerado em posição de fora de jogo quando se isola a passe de Cédric Soares. 

 

Os três elementos do painel são unânimes neste lance. Decisão errada do árbitro auxiliar Sérgio Serrão, que estava mal colocado. Wilson Eduardo encontrava-se em posição legal.

 

3.º lance aos 80 minutos: O árbitro Marco Ferreira assinala grande penalidade por falta de Fábio Ervões sobre Eric Dier.

 

Discórdia novamente entre os três elementos: Pedro Henriques e José Leirós entendem que a disputar o lance, Ervões toca na perna e derruba Eric Dier. Jorge Coroado, no entanto, considera que "o jogador inglês enganou o árbitro", não havendo motivo para grande penalidade.

 

4.º lance aos 83 minutos: Adrien desvia a bola na área do Sporting e jogadores do Penafiel reclamam grande penalidade.

 

Unanimidade neste lance: Adrien jogou a bola com a anca e não com o braço.

 

publicado às 03:48

Ter razão não é suficiente !

Rui Gomes, em 26.01.14
 

 

«Se é uma situação peculiar ? Não é peculiar, é o costume. As coincidências vão acontecendo e nós vamos continuando a fingir que não se vê nada. Temos um critério de golos marcados quando o quarto golo do FC Porto-Penafiel foi marcado em fora de jogo. Quando o Sporting acaba o jogo está apurado, a seguir é que se vê eliminado com um penálti que só mesmo aqueles senhores inteligentes que inventaram a questão do intensómetro é que vêem. No mínimo há o atraso do jogo que é lamentável. são aquelas coincidências que vão acontecendo no futebol.

Isto faz com que as pessoas comentem o futebol é algo que não é só jogado dentro das quatro linhas. O nosso jogou começou e quase quatro minutos depois começou o outro jogo. Coincidência ou não, na reunião preparatória do jogo, um elemento do Sporting disse: "Pelo menos o nosso jogo vai começar a horas". Adivinhou, é adivinho ? É triste que as coisas sejam assim, nós trabalhamos, não andamos a brincar.»

 

O essencial das declarações de Bruno de Carvalho após o jogo com o Penafiel e subsequente afastamento da Taça da Liga. Apesar da razão evidente e indiscutível, existe uma infinidade de coisas que a ultrapassam, tendo em conta que estamos a falar do futebol português, onde, invariavelmente, a verdade desportiva é viciada por aqueles que navegam os corredores do poder oculto. O "filme" não é novo, aliás, até está bastante gasto por ser tanto usado e abusado, e a verdade nua e crua é que este presidente está apenas a sentir agora na "pele" o que diversos outros presidentes do Sporting sentiram antes dele. O Sporting foi assim afastado das duas Taças e veremos ainda o que está em reserva para o resto do campeonato. Ameaçar o segundo lugar, e até o primeiro, não vai deixar de ter consequências !

 

No final do dia, quem falou "bem" foi o irrisório Paulo Fonseca, treinador da equipa portista: "Foi uma vitória à Porto". Tem absoluta razão... foi mais uma vitória como muitas outras do género que vimos ao longo destas últimas duas ou três décadas, que permitiram a Jorge Nuno Pinto da Costa e ao FC Porto arrecadar um bom número de troféus. Se é que existem dúvidas, basta voltar a ouvir as escutas do "Apito Dourado". Mas, como sempre no futebol português, "os cães ladram e caravana passa" !!!

 

publicado às 06:11

 

 

Esta jornada da Taça da Liga teve dois palcos importantes, mas vou começar com uma breve análise ao que se passou naquele que viu o Sporting vencer o Penafiel, por 3-1. Na minha opinião, muito pouco para o que se exigia e esperava, com o Sporting só a aparecer a mostrar a sua superioridade na segunda parte do encontro e durante cerca de 30 minutos. Nos primeiros 45, a equipa leonina, apesar de mais posse de bola, nunca conseguiu controlar o meio campo e a penetração ofensiva evidenciou-se pela sua quase total inexistência. O primeiro remate à baliza surgiu aos 21 minutos, por William Carvalho, e não se pode dizer que o Sporting tenha criado quaisquer oportunidades flagrantes de golo, salvo, evidentemente, o que foi marcado por Carlos Mané, aos 44 minutos, a cruzamento de Wilson Eduardo.

Não será injusto avançar que alguma melhoria do Sporting começou pela entrada deste extremo, aos 37', em substituição de Vítor Silva, que andava totalmente desaparecido no jogo. Essa disposição evidenciou-se na segunda parte, com Wilson Eduardo a marcar um golo de belo efeito aos 68 minutos e a participar em mais lances de algum perigo para a baliza do Penafiel.

O terceiro golo do Sporting surgiu através de grande penalidade executada por Adrien Silva, aos 81', mas grande mérito para Eric Dier que acompanhou o movimento ofensivo da equipa, penetrou a grande área pelo corredor central e provocou a falta assinalada pelo árbitro Marco Ferreira. Neste contexto, ficam dúvidas se não ficou uma outra falta para grande penalidade por assinalar, sensivelmente aos 51 minutos de jogo, por mão do defesa do Penafiel.

Em geral, uma exibição do Sporting aquém do que era expectável, para superar uma equipa da II Liga e marcar os golos necessários para avançar para as meias-finais contra o Benfica.

Não assisti ao jogo no Dragão e pelo ocasional acompanhamento fiquei muito surpreendido com o resultado mesmo até ao fechar do pano, quando uma grande penalidade é assinalada já nos descontos, para permitir o apuramento do FC Porto, com um golo marcado de vantagem sobre o Sporting.

Duas questões finais: contactei um amigo que me participou que a falta para grande penalidade a favor do FC Porto sucedeu fora da área. Vale o que vale !... A segunda questão que me surgiu, é a razão que levou ao jogo do FC Porto a ter começado, ou a ter terminado, sensivelmente 5 minutos mais tarde do que o do Sporting. Nada disto me surpreende, na realidade, inclusive da oportuna grande penalidade, mas gostaria de ver a questão clarificada. 

 

publicado às 22:58

Golos, é a ordem do dia...

Rui Gomes, em 24.01.14
 

 

Dado o estado da classificação na fase de grupos da Taça da Liga - empate pontual com o FC Porto a liderar com um golo de vantagem - ambas as equipas vão precisar de vencer os seus respectivos jogos e de marcar o maior número de golos possível.

 

Se terminarem com os mesmos pontos após a terceira jornada, serão os golos que irão determinar qual dos dois recebe nas meias-finais o Benfica, que já garantiu a vitória no seu agrupamento. Neste momento, o clube do Norte lidera com a maior diferença entre golos marcados e sofridos - 4-0 contra 3-0 do Sporting. Subsistindo um empate vai ganhar o que tiver mais golos marcados e se ainda assim se mantiver uma igualdade, vai ser então a equipa com média etária mais baixa nos três jogos (nos dois primeiros a vantagem é do Sporting).

 

Esperamos que Fredy Montero - e quaisquer outros - tenha um jogo de grande inspiração e... que seja servido mais vezes do que é usual.

 

publicado às 23:42

A convocatória para o Penafiel

Rui Gomes, em 24.01.14
 

 

Algumas novidades na convocatória de Leonardo Jardim para o embate decisivo da Taça da Liga com o Penafiel: o treinador do Sporting convocou 20 jogadores, o que significa que dois vão ficar a ver o jogo da bancada, e além dos usuais - salvo Marcos Rojo a cumprir um jogo de castigo - destaque para os jovens Rúben Semedo e Ricardo Esgaio e o "desaparecido" Welder.

 

Estas coisas nem sempre obedecem a uma ordem lógica - pela óptica do adepto, claro - mas dentro da lógica possível, antecipo que o onze inicial será o seguinte:

 

Marcelo Boeck; Cédric Soares, Maurício, Eric Dier e Jefferson; William Carvalho, Adrien Silva e André Martins; Diego Capel, André Carrillo e Fredy Montero.

 

Escolher extremos nesta equipa de Leonardo Jardim é sempre um "totobola", por conseguinte, não surpreenderá ver Wilson Eduardo no onze inicial e até Carlos Mané. Islam Slimani está fora das contas por aparente impedimento físico e os mais prováveis candidatos para a bancada são Welder - até nem se compreende a chamada de três defesas laterais - e para o segundo, será uma questão de escolha entre os outros dois jovens da equipa B e, como usual, Vítor ou Magrão. Dito isto, quero crer que Leonardo Jardim quererá um outro central no banco, dando então a oportunidade a Rúben Semedo.

 

publicado às 19:56

Sporting B 2 Penafiel 2

Rui Gomes, em 05.01.13

 

Os comandos de José Dominguez desperdiçaram uma oportunidade de se aproximarem do líder Belenenses - empatou ontem, por 3-3, com o Freamunde - ao empatar com o Penafiel, por 2-2, em jogo realizado no Estádio Municipal de Rio Maior, a contar para a 21.ª jornada da II Liga.

A equipa chegou ao intervalo a perder por 0-2, mas conseguiu dar a volta ao marcador na segunda parte, com golos de Bruma aos 61 minutos e Gael Etock aos 87.

 

publicado às 17:12

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo