Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



UEFA pune a Rússia com mão pesada

Rui Gomes, em 14.06.16

 

ng7013698.jpg

 

O Comité de Controlo e Disciplina da UEFA aplicou uma multa de 150 mil euros e uma pena de desqualificação do Euro'2016 à Rússia, suspensa até ao fim do torneio: caso se registem mais incidentes com adeptos no estádio, como aconteceu frente à Inglaterra, a selecção russa volta de imediato a casa.

 

De acordo com o comunicado, os russos foram condenados por distúrbios dentro do estádio, uso de material pirotécnico e comportamentos racistas. 

 

O Comité de Controlo, Disciplina e Ética explica que a pena se mantém até final do torneio. Caso haja problemas com adeptos russos nas bancadas - e não inclui incidentes fora dos recintos -, então a Rússia será eliminada automaticamente do Euro'2016.

 

Ao longo de todo o fim de semana, antes, durante e depois do jogo, registaram-se vários incidentes violentos em Marselha, implicando adeptos russos, ingleses e franceses. Na segunda-feira, 10 pessoas foram julgadas por envolvimento nos confrontos e condenadas a penas até um ano de prisão, mas nenhum russo foi detido.

Os incidentes provocaram 35 feridos, quase todos ingleses. O mais grave permanecia em estado crítico na segunda-feira, mas estável, segundo o procurador de Marselha Brice Robin.

Hoje, as autoridades francesas identificaram vários adeptos russos por representarem ameaça para ordem pública e anunciou que alguns serão expulsos de França.

A Rússia integra o grupo B do Euro'2016, juntamente com Inglaterra, Eslováquia e País de Gales.

Na quarta-feira, a Rússia enfrenta a Eslováquia em Lille, às 14 horas, enquanto a Inglaterra joga com os galeses na quinta-feira, em Toulouse, às 20.
 

publicado às 15:29

Mal menor... felizmente

Rui Gomes, em 08.05.15

 

1500596_w2.jpg

 

No âmbito das investigações ao Sporting efectuadas pela UEFA, no domínio do Fair Play Financeiro, é noticiado esta sexta-feira que o organismo que superintende o futebol europeu optou pela punição de limitar o número de jogadores inscritos pelo Sporting na lista A - para as competições sob sua jurisdição - a 22, três menos do que as regras normalmente permitem.

 

Na realidade, um mal menor e que não causará grande transtorno na próxima época, considerando o leque de disposições muito mais severas ao dispor do organismo.

 

Além desta estipulação, foram impostas determinadas condições financeiras que o Sporting se vê obrigado a cumprir nas próximas duas temporadas, de modo a poder apresentar um défice zero até 2017. Uma última condição já não é tão clara - ou seja, exige clarificação - em que é referido que uma verba de dois milhões de euros poderá vir a ser retida, a fim de servir como multa, caso as condições impostas não sejam cumpridas.

 

Como bem sabemos, tudo isto como consequência das más gestões no Clube em anos recentes.

 

Nota: O comunicado do Sporting relativamente à decisão da UEFA está disponível aqui.

 

publicado às 17:29

UEFA: Penálti sem expulsão

Rui Gomes, em 13.12.13

 

 

O Comité Executivo da UEFA anunciou que vai propor ao "International Board" (FIFA) que o jogador que cometa falta para grande penalidade, no caso de ser o último defensor dentro da grande área, deixe de poder ser expulso com vermelho directo e veja apenas o cartão amarelo. Isto, segundo Gianni Infantino, secretário-geral da UEFA, visando eliminar a tripla penalização actualmente em uso: penálti, expulsão e suspensão.

 

Espera a UEFA que o organismo que define as regras da modalidade, se pronuncie sobre a proposta na sua reunião anual, que terá lugar em Zurique, de 28 de Fevereiro a 2 de Março de 2014.

 

Penso que esta proposta requere explanação mais alargada, no sentido de esclarecer se visa somente este critério em casos em que a falta é cometida pelo último defensor dentro da grande área, se também com outras faltas - e qual o grau de severidade das mesmas - dentro da área e, por fim, em casos fora da área em que a falta é cometida pelo último defensor sobre um jogador que está ou se vai a isolar na direcção da baliza adversária. Tudo isto sem sequer mencionar os casos em que são os guarda-redes os infractores.

 

publicado às 04:16

Afinal, não é só em Portugal

Rui Gomes, em 17.04.13
 

Afinal não é só em Portugal que a justiça desportiva erra. Nesta gravíssima agressão de Kun Aguero do Manchester City, sobre David Luiz do Chelsea, o primeiro iludiu um processo sumaríssimo pela Federação Inglesa de Futebol - e indubitável severa punição - alegando esta que não lhe compete pronunciar-se sobre o lance já que o árbitro da partida ajuizou a falta original (embora não a sequente agressão, aos pés juntos). A maior admiração deve-se pelo usual rigor da Liga inglesa em matérias de (in) disciplina, tendo optado, neste caso, por recorrer a um ponto técnico que, obviamente, beneficia o flagrante agressor.

 

publicado às 16:31

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo