Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Screenshot (320).png

Este post é de Rampante

O Sporting CP apresentou esta semana (desnecessariamente fora de prazo) as contas de 2020/21 da SAD, onde consta um Resultado Líquido (RL) negativo de 33 milhões de euros.

Não há como fugir ao mau resultado económico e apesar de haver justificações válidas, há também várias questões e preocupações que este relatório levanta e que merecem alguma reflexão.

A discussão do R&C apresentado levaria a um texto sem fim, nesse sentido, irei apenas deixar alguns pontos à discussão de todos, conjuntamente com alguns detalhes.

1 – RESULTADO LÍQUIDO

Um RL negativo de 33 milhões, por si só não significa nada… Há que analisar devidamente todo um contexto e aí sim verificar o real significado.

Li algures que este valor colocaria em causa a continuidade da SAD, no entanto não há que “inventar” alarmismos. Relembro que ainda há pouco tempo (época 2015/16) o Sporting apresentou um prejuízo idêntico (31,9M), num ano em que não existiu pandemia, em que os estádios não estiveram vedados ao público, em que o mercado de jogadores funcionou normalmente e não houve eventos extraordinários… Assim, tal como após esse ano foi possível ultrapassar um mau resultado financeiro, estou em crer que este ano também o será, até porque o ponto de partida não é tão mau quanto poderia ser (eu esperava um valor negativo mais alto que colocasse inclusivamente em risco o Fair-Play financeiro da UEFA).

2 – VENDAS DE JOGADORES

Há muitos anos que o Sporting não vendia tão pouco (52,7M) e não foi por ter jogadores sem mercado, muito pelo contrário. No entanto, é notório que o mercado mundial de transferências sofreu um enorme “crash” e o Sporting optou por manter os jogadores campeões, em vez de arriscar vender em saldo. Esta foi uma decisão de gestão com a qual concordo, mas que temos de ter consciência que possui um efeito negativo nas contas anuais.

3 – RENDIMENTOS E GANHOS OPERACIONAIS

Apesar do terramoto pela perda de receitas de bilheteira (-11,5M) à qual ainda se juntou a perda pelos maus resultados nas competições europeias (-8,8M), o Sporting conseguiu compensar com vários outros rendimentos, nomeadamente os direitos de TV (+8,96M), a publicidade (+3M), isto, graças a um bom trabalho junto dos nossos parceiros, e em outros rendimentos (+4M) que a meu ver até mereciam mais detalhe, nomeadamente no que respeita à cedência da exploração do parque de estacionamento do Estádio sobre a qual não existe qualquer informação adicional.

4 – CAPITAIS PRÓPRIOS

Os Capitais Próprios que já eram negativos voltaram a aumentar, de 9,9M para os €41,4M negativos, sendo que o passivo subiu de 298,6M para os €310,6M, enquanto o activo está agora nos 269,2M, ou seja, menos €19M do que em 2019/20.

O Código das Sociedades Comerciais empola de forma significativa o quão mau é uma qualquer sociedade ter Capitais Próprios negativos, exigindo mesmo, sob determinadas circunstâncias a insolvência da sociedade, no entanto, nas SAD’s em geral e no Sporting em particular, há que ter em consideração que o valor contabilístico do plantel (activo) não reflecte o verdadeiro valor de mercado.

No nosso caso, o plantel está contabilizado com um valor total de 70M e acho que ninguém acredita que esse valor seja sequer próximo do real. O Transfermarkt por exemplo dá um valor de mercado na ordem dos 200M… mas nem era preciso tanto, bastaria que o valor do plantel fosse contabilizado na ordem dos 115M e já o Sporting teria Capitais Próprios positivos.

Num próximo texto abordarei do ponto de vista do R&C temas normalmente mais quentes, tal como os empréstimos e as comissões a agentes de jogadores. Caso o leitor tenha curiosidade em que algum outro tema seja abordado, deixe a sugestão nos comentários.

publicado às 13:15

Screenshot (437).png

"Voltámos a ter um árbitro no VAR a ter influência num momento capital. Este lance final de anular o golo ao Coates, se fosse com um dos rivais, Benfica ou FC Porto, nunca seria anulado. Num jogo de futebol existem erros normais, o que me preocupa é a natureza e a forma como é visto o VAR. Este lance é um golo limpo. O que acontece é: 'vamos utilizar o VAR e encontrar algo que justifique o que anule o golo'. Com uma câmara microscópica, com uma ampliação de 64 vezes... este golo jamais seria anulado para os nossos rivais. Como presidente do Sporting custa-me ver quatro pontos retirados onde se utiliza mal o VAR. Já falei com o presidente do CA. Vêm os especialistas, vêem um frame em que o braço toca, mas o golo é limpo. Eram 4 pontos de avanço e começam a tremer. Mas quanto mais tremem mais força dão ao grupo", disse aos jornalistas.

___________________________________________________

"A actuação do árbitro já era de esperar... Até neste blogue se fizeram vários avisos à navegação durante a semana.

O futebol em Portugal é tão previsível, que até dá para antecipar os roubos nos jogos... incrível!

Mas mais... serei o único a estranhar que menos de 2 horas depois do fim do jogo, existam notícias (plantadas) em vários jornais a dizer que o Conselho de Arbitragem considera certa a decisão do árbitro???

Na história do futebol em Portugal, existe registo de algum jogo em que o Conselho de Arbitragem tenha reagido tão rápido em relação a um lance de jogo???

Surreal... simplesmente surreal".

Comentário do nosso colega redactor Rampante

___________________________________________

"O jogo foi um lamentável déjà vu. Mais grave do que os vários erros de Luís Godinho, só mesmo a reacção via imprensa do Conselho de Arbitragem. Deve ser recorde nacional.

O mesmo VAR que anulou um golo limpo a Coates, não viu este empurrão grosseiro a João Mário. Aguardamos a qualquer momento a posição do Conselho de Arbitragem".

Comentário de Miguel Braga, Comunicação do SCP

publicado às 03:19

A difusão de mentiras

Rui Gomes, em 24.11.20

21049629_qkmdy.jpeg

Esta foto foi publicada no Camarote Leonino no dia 4 de Junho de 2018

neste post intitulado "Se é que dúvidas haviam".

Alerto os leitores que o comentário das 17:55, uma vez mais e como é costume de quem o escreveu, não é nada mais que a difusão de mentiras grosseiras provenientes de uma realidade paralela. Nesse comentário pode ler-se: "Dizes que houve um grupo da Juve Leo que fez uma tarja a apoiar Alcochete.... mas isso não representa a Juve Leo enquanto claque (...)"

Na realidade a claque apoiou os autores de Alcochete após o ataque... e não foi um grupo isolado... foi a claque inteira.Relembro que 2 ou 3 semanas após o ataque, a claque fez o convívio anual em Fafe e nesse momento fez uma fotografia com cerca de 70 pessoas a segurar uma tarja onde se lia "Honra e Liberdade 23 #ao vosso lado".

E se dúvidas havia de que a fotografia era da claque, basta ver que a mesma foi utilizada pela própria em várias mensagens nas redes sociais. Aliás, acto seguido, várias brigadas espalhadas pelo país, publicaram várias faixas em defesa dos detidos á frente dos tribunais das várias áreas de actuação.As minhas fontes? As próprias publicações da Juve Leo que ainda estão online.

Rampante

Screenshot (414).png

publicado às 03:02

istockphoto-536092577-170667a.jpg

O Schmeichel ou possui demasiadas limitações cognitivas ou então está a gozar comigo ao questionar "negligente baseado em quê?", depois dos factos já apurados e que aqui (e aqui) relatei.

Como não estou para discutir com quem apenas quer "gozar", por aqui me fico.

Infelizmente para o Schmeichel, em cada intervenção sua apenas dá razão ao Rui Gomes e a alguns leitores que já não o suportam mais, pois a desonestidade em cada intervenção é demasiado evidente.

É mesmo deveras penoso ver um participante deste fórum, que em tempos até teve alguma relevância opinativa exercendo o seu contraditório com inteligência, ter-se deixado cair tão baixo ao ponto de qualquer pessoa já considerar que o que o move são apenas e só limitações cognitivas e/ou quaisquer outras deficiências do foro intelectual e/ou psíquico. Está completamente irreconhecível... Uma pena!

E reafirmo, que por mim, como não estou disponível para ser "gozado", esta será a última intervenção que terei para com o Schmeichel.

E apenas por respeito às boas discussões que tivemos no passado, desejo-lhe boa sorte na vida.

Texto da autoria de Rampante

publicado às 04:03

2020-06-01.png

(...) Tal como o amigo Rui, sempre depositei mais esperanças em casos que surgissem da auditoria do que do processo de Alcochete, no entanto após o "fogo" inicial vi esta Direcção "desistir" de aprofundar muitas situações... e isso a mim "mata-me"...

Bem sei que houve esse "não querer" de lavar roupa suja para não denegrir ainda mais a marca SCP, mas há momentos em que é preciso separar o trigo do joio (ver o que o SLB fez com o Vale e Azevedo) e marcar a diferença... Para mim, esta Direcção ao "fechar os olhos" a algumas situações, está a desrespeitar os sócios e a compactuar com eventuais "trafulhices".

Em algumas situações, havia matéria mais do que suficiente para abrir alguns processos (a justiça depois que investigasse e esclarecesse) no entanto optou-se por uma política de "fechar os olhos", acreditando porventura que Alcochete fosse o suficiente para "castigar" o destituído...

Eu já coloquei aqui algumas situações às quais se exigia resposta, situações lesa Sporting, algumas até que envolviam personagens que reconhecidamente operam no mundo do crime financeiro e que já foram "apanhadas" noutros países e que não sendo do mundo do futebol, estabeleceram contratos directamente com a Direcção anterior e daí lucraram a troco de nada... mas a tudo isto o SCP actual, prefere fechar os olhos.

Varandas é militar, e sabe muito bem o que é estar em guerra. Já devia ter percebido que o Sporting trava uma "guerra" contra o populismo... Não deveria ter deixado o "inimigo" respirar e recuperar. Receio que ainda possa vir a pagar factura por isso. Ao permitir uma "paz podre", desiludiu-me... e reitero que ao não querer "mexer na lama", desrespeita todos os sócios do Sporting Clube de Portugal.

Texto da autoria de Rampante

publicado às 04:34

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo