Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mais negócios à Bruno

Rui Gomes, em 07.02.16

 

stijn-schaars-santiago-arias-130714a (2).jpg

 

Segundo um documento divulgado pelo Football Leaks, o Sporting aceitou a rescisão do contrato com o holandês Stijn Schaars, em 2013, a troco de 675 mil euros, pagos pelo PSV Eindhoven.

O acordo foi feito no mesmo dia - 12 de julho de 2013 - e em termos semelhantes aos do colombiano Santiago Arias, que também saiu de Alvalade para o PSV por 675 mil euros. Foi incluída uma cláusula de protecção em ambos os contratos, que prevê o recebimento de 10 milhões de euros caso os jogadores sejam transferidos para Benfica ou FC Porto, até ao verão de 2017.

A única diferença é que o Sporting não terá direito a qualquer verba no caso de uma futura transferência de Schaars para outro clube, enquanto Arias ainda pode valer 15% do valor que o PSV venha a receber.

 

Schaars, agora com 32 anos e a aproximar-se do termo da sua carreira, é menos consequente, mas já o mesmo não pode ser dito do ainda jovem (24 anos) Santiago Arias. Desde que saiu do Sporting até esta data, aproximadamente duas épocas e meia, regista 85 jogos como titular e 4 como suplente utilizado pelo PSV Eindhoven, acumulando 7608 minutos de jogo, equivalente a 84,5 jogos.

 

Desperdiçar um talento desta qualidade por 675 mil euros, que, na realidade, nem chegou a esse valor, pela venda em pacote, com a maior fatia a ser atribuída a Schaars. 

 

publicado às 05:31

A definição de "saldo"

Rui Gomes, em 14.07.13

 

Antes de escrever este breve texto consultei o dicionário da língua de Camões para ter a certeza que o meu conceito do que consta um "saldo" era certeiro: «sortimento de certa mercadoria para ser vendida por preço inferior ao que lhe tinha sido atribuído primitivamente.»

 

Vamos então a contas: Schaars custou 1,350 milhões de euros e foi vendido este sábado por 600 mil euros (estimativa), dos quais 225 mil serão para o Sporting pelos seus 37,5 por cento do passe. Isto é aplicável somente à transacção directa, já que a direcção anterior recebeu uma verba (não divulgada) pela alienação a dois fundos, dos restantes 62,5 por cento.

 

Arias custou 920 mil euros e foi vendido por um milhão de euros (estimativa), dos quais 460 mil euros serão para o Sporting pelos seus 46 por cento do passe. Isto também é somente aplicável à transacção directa, já que 100 mil euros foram recebidos pela alienação de 4 por cento. Na data do comunicado à CMVM, os direitos económicos de Arias foram avaliados em 2,5 milhões de euros.

 

Conclusão: na transacção directa entre o Sporting e o PSV Eindhoven, o Sporting terá recebido 685 mil euros líquidos pelos dois jogadores que inicialmente custaram 2,270 milhões de euros. Isto representa o negócio, os factores que levaram às transferências são argumentos laterais.

 

publicado às 17:45

Ponte de ligação aos leitores

Rui Gomes, em 14.07.13

 

«Começa a ser difícil prever qual será a nossa equipa. Schaars é um jogador internacional holandês de classe, dotado de uma capacidade técnica acima da média, capaz de fazer várias posições (MC, MD e até LE), com forte personalidade dentro e fora do campo. Uma coisa é certa, a vir alguém será inferior.

 

Mas não deve vir. No plantel actual as soluções naturais são Adrien e João Mário, mas Dier deverá ser o titular (embora concorde que a sua posição natural é de DC). Mas Adrien também pode sair. Há pois uma nítida redução qualitativa. Como o Rui diz, passamos de megalomania (Schaars, Elias, Izmailov, só para citar alguns) para uma equipa B reforçada, pelo menos nalgumas posições.

 

Vamos ver o decurso da pré-época. A questão do LD é para mim a mais intrigante. Arias caberia perfeitamente nos planos desta direcção. Não vejo, sinceramente, vantagem nenhuma na sua venda. Mas tendo saído, então concordo com a ideia atribuída ontem por um diário desportivo a Leonardo Jardim: precisamos de um lateral direito.

 

Também muitos talvez não tenham a noção do que vai implicar a saída de Bruma. Além de condicionar a venda dos extremos que temos (para manter a qualidade só Jeffrén poderia sair, quando o maior encaixe pode ser feito com Capel) Bruma oferecia uma coisa que os outros extremos não oferecem: jogo interior e golo. Um pouco como Cristiano Ronaldo no Real Madrid (comparação meramente exemplificativa). Dado que Montero não é um jogador de área, temos aqui alguns problemas.

 

Conclusão: do meu ponto de vista só há espaço para a saída de um extremo, continuamos sem um verdadeiro 10 (mas Labyad ou André Martins podem fazer o lugar), precisamos de um lateral direito e idealmente de um ponta-de-lança com características diferentes de Montero. Mas o mais previsível é que saiam Labyad, Jeffrén, Capel e Adrien. A ser verdade a redução qualitativa será grande. De megalomania para miserabilismo.

 

Dado que o Sporting continua a ser Sporting vejo o futuro difícil. E claro, digo sempre, não foi nada disto que foi prometido. Mas cá estaremos para ver o que sucede. Se estiver enganado de bom grado darei o braço a torcer. Entretanto vou renovar a Gamebox. Sou do Sporting, não sou deste ou daquele presidente.»

 

* Leitor: AM

 

publicado às 10:22

Os valores das transferências

Rui Gomes, em 13.07.13

 

Os valores das transferências de Stijn Schaars e Santiago Arias não foram revelados pelos dois clubes, por conseguinte, o cenário que aqui se apresenta é baseado numa computação de cálculo.

 

Partindo do principio de que o que foi noticiado na Holanda é correcto, os jogadores foram vendidos em pacote por 1,600 milhões de euros. Para os efeitos deste meu cálculo, atribuo 600 mil a Schaars e um milhão a Arias.

 

a) Schaars: Baseado no comunicado que o Sporting enviou à CMVM em Outubro de 2011, o jogador custou 1,350 milhões por 100 por cento do seu passe. Pelo RC do Sporting em 31 de Dezembro de 2012, o clube detinha 37,5 por cento do seu passe que, dos acima referidos 600 mil euros corresponde a 225 mil euros.  É sabido que 37,5 por cento foi alienado ao fundo "Quality Football Ireland Limited", mas a verba não foi revelada. Os restantes 25 por cento seriam da pertença do "Sporting Portugal Fund" ou da "Holdimo" que, entretanto, após a reestruturação financeira, poderão ou não terem sido recuperados pelo Sporting.

 

Um aspecto do contrato penso que identifico correctamente: a sua compra ao AZ Alkmaar foi por 850 mil euros e 500 mil euros correspondem ao prémio de assinatura faseado em pagamentos ao longo dos seus três anos de contrato. As dificuldades que foram referidas nas negociações entre o jogador e o Sporting, referem-se ao balanço do prémio de assinatura que era para ser pago ao longo da época de 2013/14, do qual o jogador não esteve/estava disposto a abdicar.

 

b) Arias: Baseado no acima referido comunicado à CMVM, o jogador custou 920 mil euros (clube não é revelado) por 50 por cento do seu passe. Pelo mesmo RC, o Sporting detinha 46 por cento do seu passe que, dos acima referidos um milhão de euros corresponde a 460 mil euros. É sabido que 4 por cento foi vendido ao "Sporting Portugal Fund" por 100 mil euros que, após a reestruturação financeira, poderão ou não terem sido recuperados.

 

E, salvo o Sporting esclarecer a contenda - algo pouco ou nada expectável - estas são as contas possíveis. De qualquer modo, mesmo existindo algumas diferenças, é por demais evidente, como já aqui indiquei, que este negócio com o PSV teve como objectivo único reduzir o número de activos no plantel e baixar a folha salarial, por muito difícil que seja compreender a transferência de Arias, pela sua juventude, potencial, um salário que não deveria ser elevado e, após a cedência de Miguel Lopes ao Lyon, Cédric Soares ficar como o único lateral direito na equipa principal.

 

Nota: Para eliminar rumores sem fundamento, informa-se que o salário de Santiago Arias era 300 mil euros brutos ao ano, ou seja 25 mil mensal.

 

publicado às 23:26

Tudo indica que o jovem Santiago Arias vai acompanhar Stijn Schaars na viagem para a Holanda e o PSV Eindhoven, numa medida que só pode ser interpretada como uma redução de corpos e da folha salarial. É evidente que é prematuro comentar valores uma vez que nada é ainda oficial, mas não passa de pura fantasia esperar que o negócio possa vir a valer 4 milhões de euros como indica o Record, sendo mais plausível os 1,8 milhões citados pelo jornal O Jogo. Seja qual for a verba, vai ser modesta, especialmente considerando que o Sporting só detém 37,5 por cento do passe de Schaars e 46,0 por cento do de Arias.

Mas a questão mais pertinente até se centra em uma outra disposição: o Sporting vai fazer a época com somente Cédric Soares como opção a lateral direito, depois da saída também de Miguel Lopes ? Parece que vamos de um extremo ao outro, de três para um, e sem garantias de rendimento, por promissor que Cédric seja. A dispensa de Arias surpreende precisamente por isto e por ele ter vindo a ser considerado como uma forte aposta para o futuro. Aquilo que o presidente e os administradores da SAD pensam não é grande mistério, gostaria de saber, no entanto, o parecer de Leonardo Jardim, já que não acredito de modo algum que ele fique entusiasmado pelo reduzido leque de opções à sua disposição.

 

publicado às 11:28

Stijn Schaars e o PSV Eindhoven

Rui Gomes, em 09.07.13

 

Já aqui escrevemos sobre as negociações que aparentam estar em curso entre o Sporting, o emblema holandês e o próprio jogador. Constou que havia um acordo entre os dois clubes e que o que estava para ser finalizado era um diferendo entre o Sporting e o jogador sobre verbas devidas a Schaars relativamente ao prémios de assinatura e outros. Ao certo, não se conhecem os detalhes da situação.

 

Marcel Brands - director desportivo do PSV - declarou que "neste momento (ontem) as negociações decorrem apenas entre o Stijn Schaars e o Sporting. O salário do jogador - 650 mil euros por época - é incomportável com o que o PSV pode pagar." 

 

Esta quarta-feira, Karel Jansen - empresário de Schaars - declarou: "Seria surpreendente para mim, como empresário do Schaars, saber que os clubes já tinham chegado a acordo. O que posso dizer é que as negociações entre o Sporting e o PSV Eindhoven continuam. Ainda assim, não existe qualquer novidade."

 

É compreensível que cada uma das três partes façam o seu papel em defesa dos seus interesses e nós, adeptos, estamos muito no escuro quanto à exactidão dos números e outras questões sobre a mesa. Schaars chegou ao Sporting em 2011 e assinou um contrato válido até Junho de 2014. No Relatório e Contas até 31 de Dezembro de 2012, o Sporting só detinha 37,5 por cento dos seus direitos económicos. É de admitir que 20 por cento estariam na posse da Holdimo e que o Sporting terá entretanto recuperado essa percentagem.

 

Um factor que me parece pertinente e que se desconhece, é o parecer técnico de Leonardo Jardim: será que ele não considera o jogador uma mais-valia para a equipa que orienta ou limita-se a prescindir do atleta face às intenções da SAD ?... O jogador já afirmou que se sente muito bem no Sporting e preferia não sair. Embora seja mera opinião minha, considero que o objectivo principal da liderança do futebol do Sporting é de realizar alguma receita e, porventura, preencher a sua vaga com um jogador com um salário inferior, muito embora, a bem dizer, não acho que 650 mil euros anuais sejam um exagero para um jogador da qualidade do médio holandês.

 

publicado às 17:35

Schaars e Arias a caminho do PSV ?

Rui Gomes, em 08.07.13

 

Segundo a imprensa holandesa, o PSV Eindhoven e o Sporting estão a negociar a transferência de Stijn Schaars - algo que já consta há algum tempo - e, surpreendentemente, também Santiago Arias. Declarou Marcel Brands, director desportivo do PSV: «A situação actual passa principalmente por um acordo entre o Stijn e o Sporting. O Sporting tem nova direcção e o clube está com problemas financeiros, então a questão é: será que vamos conseguir resolver a situação através de acordos de pagamento ?» É possível que o "acordo" a que o director do PSV alude passe por prémios pagáveis ao jogador pela sua transferência do AZ Alkmaar há duas épocas e dos quais ele não estará disposto a abdicar.

 

No Sporting do momento é de admitir tudo, mas não faz grande sentido que depois da saída de um lateral direito - Miguel Lopes - se vá negociar outro e ficar apenas com Cédric Soares, em princípio, em condições de assumir a posição. Esperamos que seja notícia sem fundamento.

 

Adenda: O empresário de Arias garantiu, entretanto, que não recebeu qualquer proposta pelo jogador.

 

publicado às 12:11

Factos e rumores do mercado

Rui Gomes, em 05.07.13

 

* Salim Cissé é garantido. Sporting e a Académica acertaram detalhes e o jogador africano vai assinar contrato por cinco anos.

 

* Sporting e PSV Eindhoven longe de acordo por Stijn Schaars.

 

* Sporting recusou oferta do Catania por Rojo. Sporting só aceita começar a falar com oferta a partir dos 5 milhões.

 

*Sporting e Lyon continuam a negociar Miguel Lopes e a transferência está presa por detalhes. O acordo deverá rondar os 2 milhões.

 

* Fredy Montero voltou a marcar no jogo de despedida do Millonarios. O novo avançado do Sporting marcou 8 desde que chegou em Janeiro.

 

* A "novela" Bruma conhece esta sexta-feira novo desenvolvimento com uma reunião entre o Sporting e o advogado do jogador, Bebiano Gomes, que clama que a sua "interpretação" do contrato de Bruma é que só é válido até 31 de Julho de 2013. Consta que uma das exigências é um salário de um milhão de euros.

 

publicado às 09:52

Qual é o problema com Schaars ?

Rui Gomes, em 25.06.13

 

A tentar compreender a indecisão em relação a Schaars, face às declarações do jogador e do próprio empresário, que já esclareceu que uma proposta foi apresentada ao Sporting a fim de viabilizar a sua transferência para o PSV Eindhoven.

 

1. O jogador foi notificado que era transferível por supostamente ter um salário incomportável para o novo orçamento.

 

2. É aparente que a sua mais-valia desportiva, no parecer da SAD, não justifica o seu salário e que ele não faz parte dos planos de Leonardo Jardim.

 

3. O jogador já afirmou que está receptivo à mudança para o PSV, indicação, portanto, que já há um acordo quanto ao seu salário no clube holandês.

 

4. Schaars chegou ao Sporting por 850 mil euros. Decerto que a oferta do PSV não será inferior a isto.

 

A única questão que me vem à ideia é que estará a ser exigida alguma compensação pela verba salarial inferior que irá receber no PSV e tendo em conta que é o Sporting que o deseja transferir com ainda um contrato válido até Junho de 2014. Quando, directa ou indirectamente, se alerta o mercado que a situação não é, no mínimo, agradável e que se pretende transferir activos sob contrato, o poder negocial é menor, especialmente quando o jogador não tinha qualquer intenção de deixar o clube. Ou será que se está a pedir uns milhões por ele, para dar retorno, considerando que só se possui 37,5 por cento dos seus direitos económicos ?

 

publicado às 11:17

Um dos que está na calha

Rui Gomes, em 24.06.13

 

Não é novidade alguma que Stijn Schaars é um dos jogadores que foi notificado pela Sporting, Sad que está no lote dos transferíveis, supostamente por ter um salário incomportável pelo novo orçamento do futebol. De acordo, o seu empresário, Karel Jansen, afirmou ontem que foi a Portugal apresentar uma proposta ao Sporting do PSV e que agora espera por uma resposta: "O PSV está interessado em Schaars e o jogador está muito entusiasmado com uma possível transferência para o PSV Eindhoven."

 

O director geral do clube holandês, Marcel Brands, em declarações ao jornal Eindhovens Dagblad, foi estrategicamente comedido com as suas palavras, referindo o elevado salário do jogador, admitindo, no entanto, ter conhecimento que o Sporting pretende transferi-lo.

 

Recorde-se que o internacional - vice-campeão pela Holanda no Mundial de África do Sul - foi contratado ao AZ Alkmaar em Junho de 2011 por 850 mil euros e assinou um contrato válido por três épocas. Já, na altura, um dos outros pretendentes aos seus serviços era precisamente o PSV Eindhoven.

 

publicado às 12:55

 

Não sei se este artigo no jornal "A Bola" tem algum fundamento concreto, mas não obstante essa disposição, concordo totalmente com a determinação que Stijn Schaars é um excelente profissional de elevados dotes técnicos e que deverá ser mantido no plantel do Sporting. Como já está mais do que visto, não só com jovens se poderá aspirar a ter uma equipa competitiva e a sua liderança dentro e fora das quatro linhas torna-o relevante para o futuro leonino.

 

Esta época, pela grave lesão que sofreu, ainda só realizou 10 jogos como titular e 4 como suplente utilizado, com um golo marcado, acumulando 900 minutos de jogo. Já em 2011/12 a sua contribuição foi enorme e relevante, registando 47 jogos como titular, 3 como suplente utilizado, com 5 golos marcados, acumulanso 3540 minutos de jogo (39,3 jogos). Esperamos que a nova estrutura da SAD tenha o bom senso de dar continuidade à sua estadia em Alvalade.

 

publicado às 03:17

Recuperação de Stijn Schaars

Rui Gomes, em 04.02.13

 

Segundo informações prestadas por Labyad na sua conta do Twitter, Stijn Schaars regressou hoje aos treinos no relvado, o que é uma excelente notícia para o Sporting. Reconheço que a par da equipa, o médio holandês tem tido algumas oscilações de competitividade mas considero-o um excelente jogador que faz muita falta à equipa. Será necessário a inevitável recuperação de ritmo de jogo, mas sendo um atleta de boa constituição física e de mentalidade muito agressiva, é de esperar vê-lo integrar a equipa num futuro muito próximo.

 

publicado às 19:13

O mal é teimoso..

Rui Gomes, em 27.11.12

Quando muito ou quase tudo corre mal, é de esperar pior ainda, antes de se ver melhoras. Parece ser este o estado do Sporting pelo recém-anúncio de que Stijn Schaars fraturou o quinto matatarso do pé direito no embate frente ao Moreirense e terá de ser operado. Mediante a capacidade de resposta do jogador aos tratamentos que seguirão, poderá ficar afastado da competição tanto como três meses.

Penso que foi Miguel de Cervantes que disse: «O mal é um bem quando vem desacompanhado». No caso do Sporting, será justo afirmar que tem muita companhia !

 

publicado às 23:36

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo


subscrever feeds